A place to share and follow research Submit an Article or Content File →

Glossário de Termos Técnicos Rodoviários

TÉCNICOS RESPONSÁVEIS: Eng.º Guioberto Vieira de Rezende (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

COMISSÃO DE REVISÃO TÉCNICA Eng.º Silvio Figueiredo Mourão (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem) Eng.º Gabriel de Lucena (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem) Eng.º Paulo José Guedes Pereira (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

COLABORAÇÃO Comissão de Terminologia da ABPV Eng.º Henrique Wainer (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

Eng.º Aston Medeiros dos Santos (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem) Eng.º Celito M. Brugnara (Departamento Nacional de Estradas de Rodagem) Econ. Nilza Mizutani (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico. Divisão Glossário de termos técnicos rodoviários. - Rio 296p. (IPR. Publ., 700).

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra, km 163 - Centro Rodoviário Tel.: (021) 371-5888 Fax.: (021) 371 - 8133 TÍTULO : GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS RODOVIÁRIOS

Contrato DNER/ABNT PG 182/95-00 Aprovado pelo Conselho Administrativo do DNER em 20 de março de 1997, Resolução n.º 26/97, Sessão CA nº 10.

AASHO ROAD TEST ABRIGO

A AASHO ROAD TEST Método de ensaio elaborado pela AASHO baseado no uso de uma pista experimental E - Ensayo AASHO para Carretera F - Essai ASHO pour Route I - AASHO Road Test AASHTO Associação Norte-Americana de especialistas rodoviários e de transporte, anteriormente denominada de E - AASHTO F - AASHTO I - AASHTO ÁBACO Gráfico que permite resolução de problemas, substituindo cálculos numéricos por cálculos gráficos (Sin.: E - Ábaco F - Diagramme pour le Calcul I - Abacus, Abac, Alignment, Chart, Nomograph, Nomogram ABALO Perturbação do equilíbrio de uma estrutura, acompanhada de movimento ponderável, sem haver ruptura E - Sacudión, Sacudón (Arg., Chil., Col.) F - Seccousse I - Shake ABALO SÍSMICO Abalo que tem origem em E - Sacudida del Terreno, Sacudida Sísmica F - Secousse Sismique I - Earthshake ABATIMENTO Deformação da plataforma de uma estrada devido ao adensamento das camadas do pavimento E - Assentamiento, Consolidación (Nic.), Hundimiento (Per., Ecu.), Assentamiento (Suelos Pan., R. D.) F - Tessement, Dépression I - Settlement, Depression, Consolidation E - Assentamiento, Consolidación (Nic.), Hundimiento (Per., Ecu.), Assentamiento (Suelos Pan., R. D.) F - Tessement, Dépression I - Settlement, Depression, Consolidation ABAULAMENTO Declividade transversal simétrica em relação ao eixo da plataforma de trechos em tangente de uma estrada, para permitir a drenagem das águas pluviais, no E - Bombeo, Bombeo (Calzada) (Arg.), Bombeo, Corona (Pan.), Bombeo de la Calzada (Per.) F - Bombement, Dévers, Profil en Travers I - Camber, Crown, Transverse Profile ABERTURA DE RANHURAS Providência para alterar a condição da superfície de um pavimento, com vistas a torná-la menos lisa, a qual consiste em introduzir na mesma, depressões longas, estreitas e pouco profundas, E - Producción de Rañuras F - Striage I - Grooving ABERTURA NO SEPARADOR CENTRAL Ligação provisória, na área de um separador central, destinada à passagem de uma pista a outra. V. Separador Central.

E - Passo en Faju Central F - Ouverture Terre-Plein Centrale I - Median Opening ABERTURA PARA INSPEÇÃO Acesso a estruturas subterrâneas e a células da superestrutura de pontes e viadutos, usualmente fechado por tampas de aço, ferro E - Registro de Inspección F - Regard de Visite, Chambre de Visite (Belg.), Chambre de Contrôle (Suiça) I - Manhole ABGE - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE GEOLOGIA DE ENGENHARIA Entidade que reune especialistas na área da Geologia aplicada à E - Asociación Brasileña de Geologia de Ingeniería F - Association Brésiliènne de Geologie d'Ingenierie I - Brasilian Association for Engineering Geology ABMS - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MECÂNICA DOS SOLOS Organização com sede no Rio de Janeiro, que congrega as pessoas físicas e jurídicas E - ABMS F - ABMS I - ABMS ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS Entidade privada, sem fins lucrativos, reconhecida como Fórum Nacional de Normalização do SINMETRO, mediante Resolução do CONMETRO e Termo de Compromisso firmado com o Governo, a quem compete coordenar, orientar e supervisionar o Processo de Elaboração de Normas (Resolução nº 06/92, de E - Asociación Brasileña de Normas Técnicas F - Association Brésiliènne de Normes Techniques I - Brazilian Standards Association ABÓBODA Cobertura encurvada, construída geralmente com pedras ou tijolos, que se apoiam uns aos outros, de modo E - Bóveda F - Voôte I - Arch (Structural) ABPE - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PONTES E ESTRUTURAS Entidade que reune especialistas na área de estrutura e que se acha filiada à E - ABPE F - ABPE I - Brazilian Association for Bridges and Structures ABRASÃO Desgaste de um material sólido por atrito com E - Abrasión F - Abrasion I - Abrasion ABRIGO Pequena construção aberta edificada junto de uma via pública ou rodovia, destinada a proteger as pessoas E - Abrigo F - Abri I ? Shelter

ABSORÇÃO ACELERADOR DE PEGA DE CONCRETO E ARGAMASSA

ABSORÇÃO 1) Penetração e retenção de uma substância, geralmente um fluído, no interior de outra substância, em geral sólida. 2) No caso de agregado imerso em água, ocorre aumento da sua massa devido ao preenchimento de seus poros permeáveis por água, expressa E - Absorción, Absorbimiento F - Absorption I - Absorption ABTI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TRANSPORTES INTERNACIONAIS Associação, com sede no Rio de Janeiro, a que se acha filiada boa parte dos transportadores brasileiros engajados E - Asociación Brasileña de Transportadores Internacionales F - Association Brésiliènne de Compagnies de Transport International I - Brazilian Association of International Transport ACABADORA Equipamento autopropulsor destinado a construção de pavimento de concreto ou da superfície de E - Pavimentadora F - Repandeuse, Acheveuse I - Paver ACABADORA DE ASFALTO Equipamento autopropulsor destinado à distribuição uniforme de mistura asfáltica, na execução de camadas de pavimentos flexíveis, E - Pavimentadora Asfaltica, Terminadora Asfaltica (Cos.), Afinadora (Chi.) F - Répandeuse d'Asphaste, Finisseur d'Asphalte I - Asphalt Paver, Paver Finisher (Asphalt) ACABADORA DE PAVIMENTO DE CONCRETO Equipamento autopropulsor destinado à distribuição uniforme de concreto de cimento Portland na construção de um pavimento rígido, de acordo com as E - Terminadora de Pavimento de Hormigón, Terminadora de Pavimento de Concreto (Col., Méx., Nic., R.D., Ven.), Conformadora de Pavimento de Hormigón (Pan.) F - Finisseuse, Répandeuse Finisseuse I - Concrete Finishing Machine, Concrete Paver ACABAMENTO (FORMA) 1) Conformação geométrica longitudinal e transversal de uma superfície para E - Terminación F - Réglage I - Shaping ACABAMENTO COM VASSOURA Ação de acabamento de superfície de concreto com vassoura E - Escobada de Superfície F - Coup de Balai, Balayures I - Brooming ACABAMENTO ÁSPERO Aspecto rugoso da E - Acabamento Áspero, Superfície Rugosa e Áspera (Nic., Pan.), Terminado Áspero (R.D., Ven), Superfície Áspera (Per.) F - Finissage Rugueux, Fini Rugueux I - Rough Finish ACABAMENTO DA SUPERFÍCIE 1) Procedimento para obter a condição definida no projeto. 2) Acabamento Liso, V. Acabamento Áspero e V. Acabamento do Pavimento. 3) Termo impropriamente utilizado para E - Acabado de Superfície, Acabado (Col., Chi., Pan.) F - Surfaçage I - Surface Finishing, Finish, Finishing Shaping, Surface Shaping ACABAMENTO DE TALUDES Conformação final de uma superfície inclinada, que procede à remoção de elementos não solidários à mesma, atendendo-se a forma E - Acabamiento de Talud F - Purge des Talus I - Trimming of Slopes ACABAMENTO DO PAVIMENTO 1) Operação para obter acabamento liso ou áspero de uma pista de rolamento, conforme especificação. 2) Estado da superfície E - Acabado do Pavimento F - Finissage de Chaussée I - Pavement Finishing ACABAMENTO LISO Aspecto sem saliência ou E - Alisadura (Alisado), Afinado (Cos., Méx., Nic.), Acabado (Col., Chi., Pan.), Terminado Liso (Per., Ven.) F - Lissage de la Chaussée I - Smoothing, Smooth Finish ACAMPAMENTO 1) Local ocupado por barracas, trailers, casas, abrigos temporários ou centro de distribuição de pessoal e de mantimentos. V. Canteiro de Obras. 2) Conjunto de barracas instaladas junto à obra, destinado a abrigar pessoal, material e equipamento requeridos para a sua realização. Ex. Acampamento para E - Campamento F - Campement I - Camp ACEIRO 1) Corte ou picadão aberto em mata ou capoeira, com eliminação da vegetação rasteira, para evitar a propagação de fogo. (Sin.: Acero, Atulhada, Arrife e Linha de Fogo). 2) Limpeza de terreno nos dois lados de uma cerca de arame para protegê-la contra eventual E - Acero F - Lisière Dépouillée des Herbes I - Backfire, Trail, Fence Trail ACELERAÇÃO Variação da velocidade de um móvel E - Acceleración o Desaceleración F - Accélération ou Décélération I - Acceleration or Deceleration ACELERADOR 1) Aditivo que torna mais rápida a pega de cimento ou o endurecimento do concreto. 2) Dispositivo de veículo destinado a regular a quantidade de mistura combustível que alimenta o motor. 3) Pedal pelo E - Acelerador F - Accélérateur I - Accelerator ACELERADOR DE PEGA DE CONCRETO E ARGAMASSA Aditivo que se introduz durante a

ACELERÔMETRO AÇO COMERCIAL

produção de concreto e argamassas com a finalidade de E - Acelerador de Fraguado del Hormignón y Mortero F - Accélérateur de Prise de Beton et Mortier I - Setting Accelerator, Accelerator (Concreto and Mortar) E - Acelerometro F - Accéléromètre I - Accelerometer E - Acero F - Lisiere Dépouillée des Herbes I - Backfire, Trail, Fence Trail ACERVO TÉCNICO 1) Experiência adquirida por profissional na participação de estudos, planos, projetos, obras ou serviços, no desempenho de atividades do ensino ou pesquisa, no exercício de encargos de produção técnica especializada, na participação de cursos especializados, às vezes expressa em contribuições e participações em Congressos Técnicos e refletida em prêmios ou distinções profissionais. 2) Soma da experiência dos profissionais do quadro técnico de uma empresa e dos consultores técnicos E - Experiencia Técnica F - Experience Technique I - Technical Experience ACESSO 1) Facilidade para atingir determinado local, E - Acceso, Empalme, Entrada, Salida F - Accés, Entrée, Sortie I - Access, Adit, Approach, Entrance, Exit ACESSO À ÁREA URBANA Segmento rodoviário E - Acceso a Area Urbana F - Accés à la Zone Urbaine I - Urban Area Access ACESSO À INSTALAÇÃO MARGINAL Entrada e/ou saída para uma instalação à margem da E - Acceso a Instalaciones Marginales F - Accés aux Installations Marginales I - Access to a Marginal Installation ACESSO AO PORTO Entrada e/ou saída de porto E - Acceso a Puerto F - Accés au Port I - Access to the Port ACESSO POR FERROVIA Entrada e/ou saída de E - Acceso por Ferrocarril F - Accès par Chemin de Fer I - Railroad Access (USA), Access by Railroad (USA), Railway Access, Access by Railway ACESSO POR RODOVIA Entrada e/ou saída em E - Acceso por Carretera F - Accés Routier I - Road Access ACESSÓRIO Peças não essenciais à operação do equipamento a que pertence, e que podem contribuir para E - Acessorio F - Accessoire I - Accessory ACHATAMENTO Deformação de pista, em terra, E - Achatamiento F - Aplatissement I - Flattening of a Road, Road Flattening ACIDENTE 1) Fenômeno contrastante ou acontecimento imprevisto. 2) Ocorrência imprevista, que acarreta injúria ou perdas materiais, V. Acidente E - Accidente F - Accident I - Accident ACIDENTE DE TRABALHO 1) Acidente que se verifica durante a execução de um trabalho. 2) Toda lesão corporal ou perturbação funcional que, no exercício ou por motivo do trabalho, resultar de causa externa, súbita, imprevista ou fortuita, determinando a morte do trabalhador ou a sua incapacidade para o trabalho, total ou parcial, permanente ou temporária. V. Acidente, V. Segurança do E - Accidente de Trabajo, Accidente Labora F - Accident de Travail I - Work Accident ACIDENTE DE TRÂNSITO Ocorrência resultante da perda de estabilidade de um veículo, colisão entre véiculos, pedestres e/ou animais, com danos materiais, E - Accidente de Trafico, Accidente de Tránsito F - Accidente de Circulation Routiére, Acident de Trafic I - Highway Traffic Accident, Traffic Accident ACIDENTE DE TRANSPORTE Acidente que se E - Accident e Transporte F - Accident de Transport I - Transport Accident ACIDENTE FERROVIÁRIO Acidente que envolve uma ou mais composições ferroviárias e um ou mais objetos E - Accidente de Ferrocarril F - Accident Ferroviaire I - Railway Accident (UK), Railway Accident (USA) ACIDENTE GEOGRÁFICO Forma de relevo que oferece contrastes com outras formas que lhe estão E - Accidente Geográfico F - Accident Géografique I - Geographical Accident ACIDENTE TOPOGRÁFICO Topologia de uma E - Accidente Topográfico F - Accident Topographique I - Topographic Accident ACLIVE Rampa ascendente no sentido de um deslocamento. (Sin.: Rampa, Cf.: Declive) E - Ladera, Pendiente F - En Pente I - Upgrade ACLIVE MÁXIMO Limite máximo de rampa E - Pendiente Máxima F - Pente Máxima I - Maximum Upgrade, Maximum Acclivity AÇO 1) Liga de ferro e carbono, que pode conter, além de outros elementos residuais do processo de fabricação, E - Acero F - Acier I - Steel AÇO COMERCIAL Categoria comercial de aço disponível no mercado brasileiro, de diversas procedências

ACOMPANHAMENTO DA OBRA ADESIVIDADE

(e para o qual a prudência manda adotar o limite de E - Acero Comercial F - Acier Comercial I - Commercial Steel ACOMPANHAMENTO DA OBRA Direito assegurado ao autor do projeto correspondente ou a seus prepostos, para garantir que a execução da obra esteja de acordo com as condições, especificações e demais pormenores técnicos estabelecidos no projeto, direito que pode ser exercido ou não. Esta tarefa pode ser remunerada ou não (Resolução nº 221 do CONFEA), não sendo atribuído, porém, ao autor do projeto, o direito subjetivo de ser contratado para a supervisão da obra (Decisão do Tribunal de Contas da União publicada no D.O. de 23/07/82), que é de responsabilidade e competência do dono da obra, e por este ou órgão delegado deve ser exercida. V. Fiscalização e V. Supervisão. Obs.: 1 - Quando o acompanhamento da obra adquirir, por força de contrato, características de fiscalização técnica e administrativa deve ser designada como fiscalização da obra ou supervisão da obra. Obs.: 2 - Quando o acompanhamento da obra adquire, por força de contrato, características de fiscalização técnica, E - Acompañamento de Obra F - Accompagnement d'Ouvrage I - Job Following ACORDO DE NORMAS GATT (GENERAL AGREEMENT ON TARIFFS AND TRADES) Tratado firmado pelo Brasil que envolve responsabilidade de notificação quando uma norma ou regulamento técnico vai conter disposições que se chocam com disposições do sistema de normas internacionais. Nota: Em janeiro de 1995 E - Acuerdo de Normas GATT F - Aggrément de Normes GATT I - GATT ACOSTAMENTO Parte da rodovia, contígua à pista de rolamento, destinada ao suporte lateral do pavimento e proteção aos efeitos da erosão e, eventualmente, em caso de E - Hombro, Banquina (Arg., Uru.), Berma, Espaldón (Ecu.), Hombrillo (Ven.), Paseo (R.D.), Espaldón (Cos.), Acostamiento (Méx.), Berma (Col., Per.) F - Accôtement Burm I - Shoulder, Berm ACOSTAMENTO ESTABILIZADO Acostamento não pavimentado, de solo granular, adequadamente estabilizado. V. Acostamento, V. Acostamento não E - Hombro Estabilizado F - Accôtement Stabilisé I - Stabilized Shoulder ACOSTAMENTO NÃO PAVIMENTADO Acostamento sem qualquer revestimento, propício a E - Berma no Pavimentada F - Accôtement sans Revêtement I - Unpaved Shoulder ACOSTAMENTO NÃO REVESTIDO Acostamento sem . qualquer revestimento, propício a E - Berma de Tierra F - Accôtement sans Revêtement I - Shoulder without Surfacing ACOSTAMENTO PAVIMENTADO Acostamento com as mesmas características geotécnicas da pista de rolamento, exceto o revestimento com E - Hombrofirme, Berma Pavimentada F - Accôtement avec Revêtement I - Paved Shoulder ACURÁCIA DE UMA MEDIÇÃO 1) Grau de conformidade de um valor medido com aquele que se admite ser o verdadeiro. 2) Qualidade metrológica que E - Exactitud F - Précision I - Accuracy ACÚSTICA Parte da física que estuda as oscilações e ondas ocorrentes em meios elásticos e cujas freqüências estão entre 20 e 20000 Hz, e que são percebidas pelo ouvido E - Acústica F - Acoustique I - Acoustics ACUSTÍMETRO Termo caindo em desuso para E - Medidor de Sonido F - Sonomètre I - Sound Level Meter ADENSAMENTO (DO CONCRETO) Fase da concretagem que consiste na aplicação de vibração ou socagem contínua e enérgica do concreto durante e imediatamente após o seu lançamento nas formas, conforme E - Compactación de Hormigón F - Compactage du Béton I - Concrete Compaction ADENSAMENTO DE SOLO 1) Compactação de solo através de impactos e/ou rolos compressores. 2) Densificação de solo através de processo natural ou E - Consolidación de Suelo, Compactación de Suelo, Espesamento del Suelo F - Compactage de Sol I - Soil Consolidation, Soil Thickening ADERÊNCIA 1) Poder de adesão das rodas à superfície de rolamento da estrada em relação ao peso aplicado; efeito físico que impede o deslizamento dos pneus sobre um pavimento. 2) Resistência ao cizalhamento entre uma rocha e qualquer outro material em contato, sob uma pressão E - Adherencia, Adherencia en Tránsito (Ecu.) F - Adhérence I - Friction Factor, Adherence, Bond 2) Existência de características em um processo, um bem de capital ou de consumo durável, requeridas para o E - Adhesión F - Adhésivité I - Fitness, Adequateness, Adhesion ADESIVIDADE Qualidade de um agregado no sentido de que não haja a possibilidade do deslocameto da película betuminosa pela ação da água. A adesividade pode variar, mudando-se o tipo de ligante betuminoso. A adesividade satisfatória pode ser conseguida mediante o emprego de pequenas percentagens de substâncias, tais como: cal E - Adhesividad

ADITIVO ADUELA

F - Adhesivité I - Adhesivity ADITIVO 1) Produto de natureza mineral ou orgânica, que é adicionado em pequena proporção em argamassa, concreto ou calda de injeção no momento da mistura, com a finalidade de modificar algumas de suas propriedades, tanto no estado fresco como no endurecimento. Ex.: Acelerador de pega. 2) Modificador da qualidade de um material para conferir-lhe as características adequadas ao objetivo de seu emprego. Ex.: Aditivo para combustível e E - Aditivo F - Adjuvant, Additif I - Additive, Admixture ADITIVO PARA GRAUTEAMENTO DE CIMENTO Aditivos tais como: cloreto de cálcio, hidróxido de sódio, silicato de sódio (para aceleração da E - Aditivos para Enlechado con Cemento F - Additifs our Enchandage avec Ciment I - Additives for Cement Grouting ADITIVO SUPERPLASTIFICANTE Produto que reduz a quantidade de água de amassamento, de 12% ou mais, para produzir um concreto de determinada E - Superplastificante, Superplastificador F - Superplastifiant I - Superplastificizer ADJUDICAÇÃO (BENS) 1) Confiar a outrem a guarda e uso de um bem. 2) Ato judicial em que a propriedade dos bens que deveriam ser levados a hasta pública e arrematados por outrem, é transferida para determinadas pessoas, conforme a lei, mediante o pagamento do preço ou da diferença, segundo o critério E - Adjudicación (Bienes) F - Adjudication (Biens) I - Adjudication (Properties) ADJUDICAÇÃO (CONTRATO) Aceitação de uma E - Adjudicación, Otorgamiento F - Adjudication I - Award, Awarding (Contract) ADJUDICAÇÃO (SERVIÇO) Incumbir alguém, E - Adjudicación F - Adjudication I - Awarding (Service) ADMINISTRAÇÃO 1) Gestão de negócios públicos ou particulares. 2) Conjunto ou prática de princípios, normas e funções, que tem por fim ordenar os fatores de produção e controlar sua produtividade e qualidade, para se E - Administración F - Gestion I - Management ADMINISTRAÇÃO CONTRATADA Modalidade de contratação em que o contratado para execução da obra recebe, o título de renumeração, pelos seus serviços, uma percentagem sobre as despesas efetuadas até quantias previamente estabelecidas, tomando por base o orçamento E - Administración Contratada F - Administration pour Contrat I - Administration by Contract ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE 1) A parcela da função da administração que determina e implementa a política da qualidade. 2) Conjunto de atividades da função geral de administração que determina a política da qualidade, os objetivos e as responsabilidades e a implementação por meios tais como a planificação da qualidade, garantia da qualidade, e melhoramento da qualidade dentro do sistema da qualidade. Obs.: 1 - A gestão da qualidade é de responsabilidade de todos os níveis de direção, mas deve ser conduzida. 2 - Na gestão da qualidade são dadas considerações aos aspectos E - Administración de la Calidad F - Gestion de la Qualité I - Quality Management ADMINISTRAÇÃO DE TEMPO Estudo e divisão de tempo disponível entre os diversos programas e suas respectivas fases, realizando-se a listagem das solicitações e o estabelecimento de sua prioridades e programas específicos estimando-se o tempo requerido para cada uma de suas fases, além da determinação da interrelação entre as fases de dois ou mais programas e fixação de um plano para sua execução, seja com a alocação de tempo, seja com a Esta atividade deve ser eminentemente dinâmica de forma a otimizar os resultados do método, ou seja, do melhor atendimento dos diversos programas necessários ao fim pré- E - Administración del Tiempo F - Administration du Temps I - Time Administration ADMINISTRAÇÃO DIRETA 1) Administração de negócios públicos realizada diretamente pelo orgão responsável pelos mesmos. 2) Execução de obras ou projetos rodoviários, assim como manutenção, com recursos E - Administración Directa F - Gestion Directe I - Direct Management ADMISSÃO TEMPORÁRIA 1) Ingresso autorizado de veículos, contêineres, bens, cargas, pessoas, em geral em trânsito, de acordo com regras do transporte internacional e sujeito a procedimentos alfandegários ou não, e procedimento de fronteira. 2) Contratação por período determinado de pessoal para atender à necessidade transitória de substituição do pessoal regular, de dada E - Admisión Transitoria, Admisión Temporaria F - Admission Temporáire I - Temporary Admission, Provisional Admission, Temporary Admittance, Provisional Admittance ADOÇÃO DE NORMA INTERNACIONAL 1) Publicação de um documento normativo nacional baseado em uma norma internacional relevante com as condições identificadas na norma internacional. 2) Inclusão de uma norma internacional em um sistema de normalização nacional, regional ou de empresa (organização), com ou sem modificações, transitórias ou E - Incorporación de una Norma Internacional F - Reprise d'une Norma Internationale I - Incorporation of an International Standard ADSORÇÃO Retenção superficial de moléculas sólidas, líquidas ou gasosas, átomos ou íons por um sólido ou E - Adsorción F - Adsortion I - Adsorption ADUELA Segmento transversal (de ponte de concreto protendido) pré-moldado, objeto de montagem.

AERODINÂMICA AFUNDAMENTO POR CONSOLIDAÇÃO

E - Duela F - Douve, Douelle I - Stave AERODINÂMICA Parte da mecânica que estuda o ar e outros gases em movimento, no tocante às suas propriedades e às forças que exercem sobre corpos sólidos E - Aerodinámica F - Aerodynamique I - Aerodynamics AEROFÓLIO Dispositivo aerodinâmico utilizado como acessório em veículo, para reduzir a resistência ao ar e, E - Aerofollo F - Aerofoil I - Airvane (Aerodynamics), Airfoil AEROFOTOGRAMETRIA Conjunto de operações destinadas à elaboração do levantamento topográfico de E - Aerofotogrametria, Fotogrametria Aérea F - Aérophotogrammétrie, Aérofotogramétrie I - Aerial Photogrammetry, Fotogrammetry AEROFOTOINTERPRETAÇÃO Trabalho que pode revelar, com base em fotografias, a estrutura do sub- solo e algumas das propriedades de suas camadas constituintes, cujo êxito depende essencialmente da E - Interpretación de Fotografias Aéreas F - Interprétation de Photographies Aériennes I - Aerial Photography Interpretation AEROTREM Comboio semelhante a trem que se desloca sobre estruturas elevadas, apoia-se sobre trilho ou E - Aerotrem F - Aérotrain I - Aerotrain AEROPORTO Área delimitada em terra que dispõe de edifícios, pista e outras instalações próprias para os serviços de chegada e partida, carga e descarga e manutenção de aeronaves, assim como para atendimentos, embarque e E - Aeropuerto F - Aéroport I - Airport AEROTRIANGULAÇÃO Processo sistemático para determinação de pontos de apoio no terreno, ao longo de uma área em estudo, de modo a facilitar a amarração de fotografias aéreas e obtenção de modificações sobre as E - Aerotriangulación F - Aérotriangulation I - Aerotriangulation AFASTAMENTO (PEDREIRA) Distância da primeira fila de furos à face livre da bancada, ou seja da E - Línea de Menor Resistencia F - Ligue de Moindre Résistance I - Burden (Stone-Quarry) AFASTAMENTO LATERAL Distância mínima entre bordo de pista de rolamento e objetos físicos para E - Distancia Lateral de Seguridad F - Distance Latérale Minimale I - Safety Clearance (Horizontal) AFASTAMENTO LATERAL MÍNIMO Distância mínima de qualquer construção da divisa lateral E - Distancia Lateral Mínima F - Distance Laterale Minime I - Minimum Lateral Distance AFASTAMENTO RADIAL Deslocamento radial da parte circular de uma curva, em consequência da introdução E - Desplazamento Radial F - Déplacement Radial I - Shift AFASTAMENTO TRANSVERSAL E - Intervalo de Distancia Transversal (Espaciamento Lateral), Intervalo Transversal (Arg.) Separación Lateral entre Vehículos (Bol., Per.), Separación Transversal (Cos., Nic., R. D.), Espacio Libre Lateral (Pan.) F - Éloignement I - Lateral Spacing AFERIÇÃO Conjunto de operações passivas (sem intervenção no instrumento) que estabelece, em condições específicas, a correspondência entre os valores indicados por um instrumento de medir, ou por um sistema de medição, ou por uma medida materializada, e os valores verdadeiros convencionais correspondentes da grandeza E - Aferición, Calibración F - Étalonnage I - Calibration, Calibrating AFLORAMENTO Parte de um maciço rochoso ou de E - Afloramento, Frente (Nic.) F - Affleurement I - Outcrop AFLORAMENTO EM LINHA (ÁGUA) Aparecimento de águas seguindo uma linha em uma superfície de solo, em contraste com o aparecimento de E - Escurrimento (Agua) F - Affleurement (Eau) I - Seepage AFUNDAMENTO 1) Deformação produzida pela movimentação e/ou recalque de camadas do solo. 2) Depressão produzida pela movimentação tectônica das camadas. 3) Rebaixamento da pista de rolamento nas proximidades dos encontros de obras-de-arte especiais e/ou sobre travessia de bueiros. 4) Defeito de superfície de pavimento flexível ou semi-rígido caracterizado pela existência de depressão localizada da superfície do pavimento, objeto de consideração quando de avaliação da E - Hundimiento F - Enfoncement I - Settlement AFUNDAMENTO PLÁSTICO Deformação permanente que ocorre em uma ou mais camadas dos pavimentos flexíveis e semi-rígidos ou ainda no subleito, devida a um afundamento, limitado lateralmente, por uma E - Ahundamiento Plástico F - Enforcement Plastique, Orniérage Plastique I - Plastic Settlement, Plastic Rutting AFUNDAMENTO POR CONSOLIDAÇÃO 1) Deformação permanente que ocorre nos pavimentos flexíveis e semi-rígidos, devida à consolidação diferencial

AGENCIADOR DE CARGA AGREGADO MIÚDO

Afundamento. 2) Afundamento sem estar acompanhado de solevamento. Quando ocorre em extensão de 6,00 m, é denominado afundamento de consolidação local; em extensão maior e ao longo da trilha de roda, é denominado E - Ahundamiento sur Consolidación F - Enforcement par Consolidation I - Settlement due to Consolidation, Rubbing by Consolidation AGENCIADOR DE CARGA Profissional especializado ou empresa especializada a cujo cargo estão os serviços e obtenção de carga para transporte ou E - Agente de Carga, Expedidor de Carga F - Agent de Charge I - Forwarding Agent, Cargo Agent, Freightagent, Freighting Agent, Transport Agent AGENTE DE CURA Substância cuja aplicação E - Agente de Curado, Curador F - Produit de Cure I - Curing Agent AGENTE REGENERADOR/AGENTE REJUVENESCEDOR Produto utilizado em processo de reciclagem de pavimento asfáltico, para rejuvenescer o asfalto, isto é, modificar suas características E - Agente Regenerador F - Agent Régénérateur I - Regenerating Agent AGENTE TÉCNICO Termo em uso em Portugal para E - Auxiliar de Ingeniero F - Agent Technique I - Assistant of an Engineer E - Aglomerante, Conglomerante F - Agglutinant I - Agglomerant, Binder AGLUTINANTE Material ativo utilizado para ligar E - Agglutinante F - Agglutinant I - Agglomerant AGREGADO Material natural ou artificialmente dividido em fragmentos ou partículas de material especialmente fabricado, resistentes, de forma e tamanho estáveis, cuja função específica é atuar como matéria inerte E - Agregado, Arido (Arg.), Aridos, Material Inerte (Nic.) F - Aggregat I - Aggregate AGREGADO (PARA CONCRETO) Material sem forma ou volume definidos, geralmente inerte, de dimensões E - Agregado para Hormigón F - Aggregat pour Béton I - Aggregate for Concrete, Concrete Aggregate AGREGADO ARTIFICIAL Agregado produzido E - Agregado Artificial F - Granulat Artificiel I - Artificial Aggregate AGREGADO CALCINADO Agregado cujas E - Agregado Calcinado F - Granulat Calciné I - Calcined Aggregate AGREGADO CLASSIFICADO Agregado classificado em função de requisitos estabelecidos em E - Agregado Classificado F - Granulat Classifié I - Classified Aggregate AGREGADO COM TORRÕES DE ARGILA E - Agregado Contaminado com Arcilla F - Soullure avec Argile (Agrégat) I - Clay Contamination (Aggregate) AGREGADO DE GRADUAÇÃO CONTÍNUA Agregado cujos componentes obedecem, com determinada tolerância, a uma curva de passagem por peneiras que revela a presença de todas as classes granulométricas, em E - Agregado de Granulometria Continua F - Agrégat de Granulometrie Continue I - Continuously Graded Aggregate AGREGADO DE PEDRA CORRIDA Agregado tal qual vem de uma instalação de britagem, não E - Agregado como Viene, Agregado como Sale F - Tout Venant I - Crusher Run Aggregate, All in Aggregate, Run-of-Bank Aggregate, Ungraded Aggregate AGREGADO GRANULOMETRICAMENTE ADEQUADO Agregado cuja composição E - Agregado de Granulometria Adecuada F - Agrégat de Granulometrie Appropriée I - Well Graded Aggregate AGREGADO GRAÚDO 1) Tratando-se de material pétreo, é o agregado que passa na peneira de 152 mm e fica retido na de 4,8 mm. 2) Tratando-se de solo, é o agregado que fica retido na peneira 2,0 mm (peneira nº 10). 3) Agregado mineral usado em pavimento flexível, inerte em relação aos demais componentes, que fica retido entre a peneira nº 10 e nº 200. 4) Agregado para concreto de cimento menor que 10 mm do qual, pelo menos, 95% fica E - Agregado Grueso F - Caillou, Agrégat Grenu I - Coarse Aggregate AGREGADO HIDRÓFILO Agregado que tem E - Agregado Hidrófilo F - Agrégat Hydrophile I - Hydrophilic Aggregate AGREGADO MIÚDO 1) Tratando-se de material pétreo, é o agregado que passa na peneira 4,8 mm (peneira nº 4) e fica retido na peneira 0,075 mm (peneira nº 200). 2) Tratando-se de solo, é o agregado que passa na peneira 2,0 mm, (peneira nº 10) e fica retido na peneira 0,075 mm (peneira nº 200). 3) Agregado mineral usado em pavimento flexível, inerte em relação aos demais componentes, que fica retido entre a peneira nº 10 e a nº 200. 4) Material granular com pelo menos 95%, em massa, de grãos que passa na peneira 4,8 mm. 5) Agregado para concreto ou argamassa de cimento do qual, pelo menos

AGREGADO MARGINAL AGUADA DE CIMENTO

de 95%, em peso, passa na peneira de 4,8 mm de abertura E - Agregado Fino, Finos (Gua.) F - Granulat Fin I - Fine Aggregate AGREGADO MARGINAL Agregado com valor útil ainda indefinido em escala, embora com aplicações restritas E - Agregado Marginal F - Granulat Marginal I - Alternative Aggregate AGREGADO NATURAL Agregado oriundo de jazida, obtido ou não por britagem de rocha. V. Agregado E - Agregado Natural F - Granulat Naturel I - Natural Aggregate AGREGADO PARA COBERTURA Agregado que é espalhado sobre uma superfície de pavimento após E - Agregado para Esparcimiento F - Agregat pour Épandage I - Cover Aggregate AGREGADO PÉTREO Material pétreo, natural ou artificialmente dividido em fragmentos ou partículas, de forma e tamanho estáveis, cuja função específica é atuar como matéria inerte e resistente em misturas com E - Agregado, Árido (Arg.), Áridos, Material Inerte (Nic.) F - Agrégat I - Aggregate AGREGADO POLIDO Agregado cujas rugas ou micro-reentrâncias foram eliminadas ou por agentes naturais E - Agregado, Árido (Arg.), Áridos, Material Inerte (Nic.) F - Agrégat Poli I - Polished Aggregate AGREGADO PRÉ-ENVOLVIDO Agregado envolvido por um aglutinante fluído, em pequena E - Agregado de Envolvimiento Previo F - Agrégat Enrobé d'Avance I - Previously Coated Aggregate, Precoating (Austrália) AGREGADO ROLADO Pedregulho ou areia E - Agregado Redondeado F - Agrégat Roulé I - Rounded Aggregate AGREGADO SECO Agregado do qual se extraiu a umidade mediante exposição em estufa, conforme norma E - Agregado Seco F - Granulat Sec I - Dry Aggregate AGREGADO SINTÉTICO Agregado produzido por Ex.: Agregado de argila expandida. Ex.: Agregado de argila E - Agregado Sintético F - Agrégat Synthétique I - Synthetic Aggregate AGREGADO UNIFORME Agregado cujas partículas têm tamanho variando entre limites muito E - Agregado Uniforme F - Agrégat Uniforme I - Single Sized Aggregate, One-Size Aggregate, Single- Size Aggregate AGREGADOS DENSOS Agregados de elevada massa específica, tais como a barita, magnetita, limonita, E - Agregados Pesados F - Granulats Lourdes I - Heavy Weight Aggregates AGREGADOS LEVES Agregados com peso específico inferior ao do agregado comumente usado para concretos, tais como escória de alto forno, argila expandida, diatomita, cinzas volantes, ardósia, folhelhos, vermiculita e E - Agregados Livianos F - Granulats Légers I - Light Weight Aggregate AGREGADOS PESADOS 1) Agregados com peso específico elevado, tais como os oriundos de diorita (2,70 a 3,00 gf/cm3) ou diabase (2,75 a 2,95 gf/cm3). 2) Agregados com peso específico mais elevado que o dos agregados de E - Agregados Pesados F - Granulats Lourdes I - Heavy Weight Aggregates AGRESSIVIDADE 1) Disposição para o desencadeamento de conduta hostil, destrutiva, fixada e 2) Desgaste sofrido pela superfície de um material devido a E - Agresividad (Psychol) F - Agressivité (Psychol) I - Aggressiveness (Psychol) AGRESSIVIDADE DA ÁGUA Propriedade de certas águas em contato com certos materiais, que consiste E - Agresividad del Agua F - Agressivité de l'Eau I - Agressivity of Water, Water Agressivity AGRONOMIA Conjunto das ciências e dos princípios E - Agronomia F - Agronomie I - Agronomy ÁGUA DE AMASSAMENTO (CONCRETO) Água destinada ao preparo de concreto e que deve obedecer E - Agua de Mezclado (Hormigón) F - Eau de Gachâge (Béton) I - Mixing Water (Concrete), Gauging Water ÁGUA SUBTERRÂNEA Água subsuperficial, que E - Agua Subterranea F - Eau Souterraine I - Ground Water, Underground Water ÁGUA SUPERFICIAL 1) Qualquer quantidade de água que se apresenta sobre a superfície terrestre. 2) Toda água que não se infiltra e que deve ser drenada. V. Água E - Agua Superficial F - Eau de Ruisséllement I - Surface Water AGUADA DE CIMENTO Mistura de excesso de água com cimento, destinada, às vezes, à pintura de superfície de concreto, com vistas a dar a elas um E - Cemento Aguado F - Aiguade de Ciment I - Cement Slurry

AGULHA DE TRÂNSITO ALIMENTADOR

AGULHA DE TRÂNSITO Abertura em um canteiro E - Aguja de Tránsito F - Aiguille de Trafic I - Traffic Needle AGULHEIRO Conjuntos de buracos ou aberturas que se costumam deixar nos muros, durante a construção, para colocar os extremos das vigas horizontais do andaime ou E - Mechinal, Barbacana (Bol.), Llorones (Pan.), Drenaje (Cos.) F - Boulin, Opes I - Weepholes AIDE - MEMOIRE 1) Resumo de itens importantes de um acordo proposto. 2) Resumo escrito de conversações E - Aide Mémoire F - Aide Mémoire I - Aide Mémoire AIPCR Associação Internacional Permamente de Congressos Rodoviários, fundada em 1903 cuja Secretaria Geral se acha em Paris e que dispõe de Comissões Técnicas E - AIPCR F - AIPCR I - AIPCR AIPE Associação Internacional de Pontes e Estruturas, constituída por dezenas de entidades nacionais, e que realiza Congressos especializados e edita publicações E - AIPE F - AIPE I - AIPE AJARDINAMENTO Preparo de jardim em terreno nu, isto é, de gramado, plantas ornamentais ou outras espécies E - Ajardinamiento F - Transformer en Jardin I - Gardening, Garden Making ALA DE BUEIRO Muro lateral da boca de um bueiro que serve para conter o aterro, evitar erosão captar e E - Ala de la Alcantarilla F - Aile du Ponceau I - Culvert Wing ALAGADIÇO Terreno sem drenagem natural, sujeito a inundações periódicas, e que durante certo período pode E - Charco F - Margouillis I - Swamp, Marsh ALAMBRADO 1) Cerca de fios de arame. 2) Cerca de E - Cerca de Fois de Alambre F - Bordure de Fil d'Airain I - Wire Fence E - Alameda, Boulevard F - Bouvelard, Allée I - Road Bordered by Trees E - Ensanche, Amplación (Col., Cos., Nic.), Alargamiento F - Élargissement I - Widening ALARGAMENTO PARA CRUZAMENTO E/OU ULTRAPASSAGEM No caso de pista com uma única faixa de trânsito, ou outro caso especial, um alargamento desta faixa para permitir cruzamento e/ou E - Carril de Adelanto F - Place d'Évitement I - Passing Bay, Passing Lane ALÇAS Ramos de uma interseção que permitem as E - Bucle Interior F - Boucles I - Loops ALCATRÃO Material betuminoso de consistência variável, resultante da destilação, com destruição de matéria orgânica tal como carvão, linhito, xisto e matéria vegetal. A palavra alcatrão é seguida do nome material do qual é E - Alquitrán, Cemento Asfáltico (Nic., Per., R.D.) F - Goudron I - Tar ALCATRÃO FLUIDO Produto constituído na sua E - Aceite de Alquitrán, Rebajado Asfáltico (Nic.), Alquitrán (Pan.) F - Huile de Goudron I - Tar Oil ALCATRÃO REFINADO Alcatrão que foi destilado e que eventualmente sofre adições para se obter a E - Aceite de Alquitrán Refinado F - Huile de Goudron Raffinée I - Refined Tar (Distilled Tar) ALCATRUZ Espécie de caçamba fixada em correias E - Cangilón F - Godet I - Bucket ALFINETE Armadura utilizada em concreto armado constituida de um pedaço de vergalhão de pequeno diâmetro, com ganchos nas extremidades, utilizado para ligar estribos de pilares de seções retangulares em sua parte E - Alfiler F - Épinge I - Pin ALGORÍTMO Qualquer conjunto de instruções que Os algorítmos, na informática, costumam ser codificados explicitamente por meio de conjunto de instruções de E - Algoritmo F - Algorythime I - Algorithm ALIDADE 1) Parte de um teodolito, concêntrica ao limbo horizontal, que permite a leitura de ângulos horizontais. 2) Aparelho topográfico constituído de régua móvel, prancheta e luneta taqueométrica, montado sobre um suporte conveniente. Serve para determinar distâncias horizontais e diferenças de nível em nivelamento E - Alidad F - Alidade I - Alidade ALIMENTADOR Dispositivo pelo qual se alimenta a E - Alimentador (Equipos), Dosificador (Col., Per.), Dosificador Cargador (Nic., R.D.), Alimentador (Pan.) F - Alimentateur

ALINHAMENTO ALTURA (VEÍCULO)

I - Feeder ALINHAMENTO 1) Visada entre duas estacas (topográficas). 2) Projeção sobre um plano horizontal do E - Alineamiento, Directriz F - Alignement, Trace I - Alignment, Alinement, Transit Line ALINHAMENTO CURVO Trecho curvo de um E - Alineamiento Curvo, Curva (Col., Pan., Per., Ven.) F - Alignement Courbe I - Curve ALINHAMENTO DE CONSTRUÇÕES Linha que estabelece limite mais próximo da faixa de domínio para locação das fachadas das edificações marginais à E - Linea de Fachada F - Alignement des Constructions I - Building Line ALINHAMENTO DE EXPLORAÇÃO V. Linha E - Alineamiento Topográfico F - Alignement Topographique I - Topographic Alignment ALINHAMENTO HORIZONTAL Projeção sobre E - Alineamiento Horizontal F - Tracé en Plan I - Horizontal Alignment E - Alineamiento Tangente (Méx., Per.), Tangente (Nic., R.D.), Recta, Tangente (Pan.) Alineamiento Recto, Recta Col., Ven.) F - Alignement Droit I - Tangent ALINHAMENTO VERTICAL Projeção sobre um E - Alineamiento Vertical F - Tracé du Profil en Long I - Vertical Alignment ALMOFADA DE ELASTÔMERO Lâmina de elastômero que serve de apoio à viga de ponta, por exemplo, com espessura em geral de até 2 cm. V. Almofada de E - Almohada de Elastómero F - Coussin Élastomerique I - Elastomeric Bearing (Sheet) ALMOFADA DE ELASTÔMERO FRETADO Conjunto de lâminas de elastômero com espessura de até 12 mm, intercaladas de chapas metálicas, revestido externamente com elastômero, para proteção das chapas E - Almohada de Elastómero F - Cousin Élastomèrique avec Reforcement I - Elastomeric Bearing with Reinforcement ALOCAÇÃO DE TRÁFEGO Atribuição de transporte de cargas e passageiros em malha existente e/ou E - Asignación de Trafico F - Affectation du Traffic par Mode I - Traffic Assignment ALONGAMENTO Aumento de comprimento de um corpo submetido à tração.

E - Alargamiento F - Allongement I - Elongation ALTA ADMINISTRAÇÃO Corpo administrativo que compreende os cargos de direção de uma organização, a Compõe-se, normalmente, de: - diretoria e gerência, ou - gerência, caso não haja diretoria, ou - diretores, caso não haja gerentes. Obs.: 1) As atividades de diretoria ou 2) Uma das atividades da Alta Administração é a responsabilidade pela política da qualidade extensiva a toda E - Alta Gerencia F - Haute Gérence; Haute Gestion I - Top Management, Highest Level of Management ALTA GERÊNCIA O mais elevado posto da gerência E - Alta Gerencia F - Haute Gérence I - Top Management ALTA TECNOLOGIA Tecnologia complexa que se encontra sob domínio de reduzida quantidade de centros de excelência e em geral implica no emprego de equipamentos e instrumentação considerados sofisticados, além de E - Alta Tecnología (Tecnología de Punta) F - Haute Technologie I - High Technology ALTERAÇÃO DE ROCHA Rocha ou fragmento de rocha com características diferentes da rocha matriz, cuja alteração é resultante da degeneração da rocha matriz ?in E - Alteración de la Roca F - Altération de Roche I - Roch Alteration ALTERNATIVO Diz-se de tráfego que pode ser E - Alternativo F - Alternative I - Alternative ALTIMETRIA Conjunto de operações necessárias para definir e representar numérica ou graficamente as medidas das distâncias verticais ou diferenças de nível entre pontos E - Altimetria F - Altimétrie I - Altimetry ALTÍMETRO Instrumento que indica a altitude em E - Altímetro F - Altimètre I - Altimeter ALTITUDE DE UM PONTO Cota de um ponto E - Altitude de un Punto F - Altitude d'un Point I - Point's Altitude, Point's Elevation ALTURA 1) Distância vertical de um objeto da base ao topo. Ex.: Altura de Pilar. 2) Distância de um ponto acima E - Altura F - Hauteur I - Height Altitude ALTURA (VEÍCULO) Distância entre uma superfície horizontal em que se apóia o veículo e a superfície tangente

ALTURA CRÍTICA DE ATERRO) AMOSTRA DE CAMPO

que compreende o ponto mais alto do veículo, em qualquer E - Altura (Vehículo) F - Hauteur (Vehicule) I - Height (Vehicle) ALTURA CRÍTICA DE ATERRO Nível acima do qual o menor acréscimo de carregamento compromete a E - Altura Crítica de Aterro F - Hauteur Critique du Remblai I - Embankment Critical Height ALTURA DE CHUVA Medida que indica a quantidade de chuva em determinado lugar, em E - Altura de Lluvia F - Hauteur de Pluie I - Rainfall Rate (Height) ALTURA LIVRE Distância medida entre qualquer ponto da pista e um obstáculo superior e que limita a altura E - Altura Libre F - Gabarit Vertical I - Vertical Clearance ALUVIÃO 1) Formação sedimentar constituída por materiais plásticos ou detríticos de qualquer natureza depositados pelos rios. 2) Acréscimo formado nas margens dos rios por depósitos e aterros naturais, ou por desvio de E - Aluvión F - Alluvion I - Alluvium ALVARÁ Documento que expressa ato administrativo oficial, com apoio legal, autorizando ou declarando ficar assegurado a particular, o exercício de uma atividade E - Edicto F - Edit, Décret I - Permit, Warrant ALVENARIA Construção feita em pedras, tijolos ou blocos de concreto, na qual são colocados uns junto aos outros, com ou sem uso de argamassa para enchimento das E - Albanileria, Obra de Fábrica, Obra de Arte (Bol., Col., Per., Ec), Mamposteria (Nic.) F - Maçonnerie I - Masonry ÁLVEO (DE CURSO DE ÁGUA) Sin.: Leito E - Lecha Menor del Rio F - Lit de Rivière le Plus Petit I - Minor River Bed AMARRAÇÃO TOPOGRÁFICA 1) Sistema de marcos existentes ou colocados no terreno, ao qual são refletidos, por coordenadas lineares ou polares, detalhes ou pontos de um levantamento topográfico. (Sin.: Segurança de Linha). 2) Operação no campo e registro em planta, que E - Amarre Topográfico F - Amarrage Topographique I - Topography Mooring AMASSAMENTO MANUAL (DE CONCRETO) Conversão manual do cimento, agregado e água em mana (mistura homogeneizada), utilizada excepcionalmente, no caso de pequenos volumes ou obras E - Mezclado Manual de Hormigón, Mezclado de Hormigón a Mano F - Malaxage Manuel du Béton I - Hand Mixing of Concrete, Manual Mixture (of Concrete), Manual Concrete Mixing AMASSAMENTO MECÂNICO (DE CONCRETO) Conversão, em misturadora, de cimento, agregados e água em massa (misturada homogeneizada), a E - Mezclado Mecánico de Hormigón F - Malaxage Méchanique du Béton I - Mechanical Mixture (of Concrete) AMAZÔNIA Região natural cuja característica principal é a existência do rio Amazonas e seus afluentes e que compreende o norte do Brasil, as três Guianas, o leste e sul da Venezuela, o sudeste e sul da Colômbia, leste do Equador e Peru, bem como o norte da Bolívia. V. Amazônia E - Región Amazónica F - Region de l'Amazone I - Amazon Region (Geogr.) AMAZÔNIA LEGAL Parte do território brasileiro, assim definida para fins de planejamento pela lei nº 5.173, E - Región Amazónica Legal F - Region de l'Amazonique Legal (del Brasil) I - Legal Amazon Region AMBIENTE 1) Tudo que cerca os seres vivos e as coisas. 2) Soma dos fatores externos que influem sobre a vida dos seres vivos e o desempenho de bens. (Sin.: Meio E - Ambiente F - Ambiant I - Environment AMOLGAMENTO Quebra da estrutura de um solo E - Drolladura F - Froissure I - Remolding AMOSTRA 1) Parcela de material colhida, segundo critério especificado, para verificação de suas características. 2) Unidades ou ?unidades de produto?, retiradas de um lote com o objetivo de serem submetidas à 3) Número finito de observações selecionadas de um E - Muestra, Toma de Muestras (Per.) F - Échantillon I - Sample AMOSTRA AO ACASO Amostra coletada E - Muestra al Azar F - Échantillon au Hausard I - Random Sample AMOSTRA COMPOSTA Amostra que se formou com vários itens (unidades) retirados de um lote E - Muestra Compuesta F - Echantillonage Composée I - Composite Sample AMOSTRA CONSISTENTE V. Amostra de E - Muestra Confiable F - Échantillon Consistant I - Trustworthy Sample AMOSTRA DE CAMPO 1) Para fins de estudos interlaboratoriais, partes do conjunto de componentes ou sistemas que se consideram idênticos, e que serão

AMOSTRA DE CONCRETO AMOSTRAGEM DUPLA

Estudos Interlaboratoriais, V. Material para Estudos E - Muestra de Campo F - Échantillon de Champ I - Field Samples AMOSTRA DE CONCRETO Parcela de concreto colhido (fresco ou endurecido) correspondente a elemento estrutural de concreto ou parte de estrutura de concreto E - Muestra de Hormigón (Ecu.), Testigo de Hormigón, Probeta de Concreto (Col.), Corazón de Concreto (Méx.), Muestra de Concreto (Per.) F - Échantillon de Béton, Carotte de Beton I - Concrete Sample, Concrete Core AMOSTRA DE CONCRETO ENDURECIDO Amostra cilíndrica de concreto, obtida por perfuração de um E - Testigo de Hormigón, Probeta de Concreto (Col.), Muestra de Hormigón (Equ.), Corazón de Concreto (Méx.), Muestra de Concreto (Per.), Cilindro de Hormigón (Cos.), Testigo de Concreto Endurecido (Nic.) F - Échantillon de Béton, Carotte de Beton I - Concrete Core, Concrete Sample AMOSTRA DE CONFIANÇA Amostra de um lote tal, que outra que se coletasse do mesmo, aparentemente, apresentaria as mesmas características fundamentais. (Sin.: E - Muestra Confiable F - Échantillon de Confiance I - Trustworthy Fly Sample AMOSTRA DE ENSAIO Amostra preparada para E - Muestra Preparada para Ensayo F - Échantillon pour Essai I - Test Sample AMOSTRA DE LABORATÓRIO Amostra destinada a inspeção ou ensaio em laboratório. V. Amostra E - Muestra para Laboratorio F - Éprovette I - Laboratory Sample AMOSTRA DE SONDAGEM Solo retirado por E - Muestra de Sondaje F - Échantillon de Sondage I - Sounding Sample AMOSTRA DEFORMADA Parcela de material, que se obtém ao modificar as condições em que se encontra no E - Muestra Alterada F - Échantillon Alteré I - Disturbed Sample AMOSTRA INDEFORMADA Parcela representativa do material, que se obtém sem modificar as E - Muestra Inalterada, Toma de Muestras Inalteradas (Per.) F - Échantillon Inalteré I - Undisturbed Sample E - Material de Referência F - Matériel de Reférénce I - Reference Material AMOSTRA PARA LAUDO JUDICIAL Amostra ou corpo de prova que se utiliza, quando da verificação de qualidade por laboratório credenciado e reconhecido pelos E - Muestra para Informe de Inspección Judicial F - Échantillon pour Rapport d'Inspection Judiciaire I - Arbitration Sample AMOSTRA QUARTEADA Material resultante de E - Muestra Reducida F - Échantillon Reduite I - Reduced Sample AMOSTRA REDUZIDA Material resultante de quarteamento de amostra. V. Quarteamento de Amostra E - Muestra Reducida F - Échantillon Reduite I - Reduced Sample AMOSTRA ÚNICA Item único (unidade) retirado de um lote (população) e que se considera representativo do E - Muestra Única F - Échantillon Unique I - Spot Sample AMOSTRADOR 1) Instrumental padrão para execução de sondagem de reconhecimento dos solos, com forma e dimensões definidas em norma técnica correspondente, destinado a extrair amostras de solo. 2) Dispositivo para obtenção de amostras pequenas de materiais a serem E - Muestrador F - Échantilloneur I - Sample AMOSTRADOR PADRÃO Instrumental padrão para execução de sondagens de reconhecimento dos solos, com forma e dimensões definidas em norma técnica E - Muestrador Patron F - Échantilloneur Etalon I - Standard Sampler AMOSTRAGEM 1) Operação que consiste na coleta de amostras representiva de um material, segundo critério especificado, para determinar suas características. 2) Procedimento de formação de amostras de um lote. (Sin.: E - Toma de Muestra, Muestreo F - Prélevement I - Sampling AMOSTRAGEM ALEATÓRIA Obtenção de amostras representativa de uma população, de forma que cada elemento tem a mesma probabilidade de ser incluido na amostra. Ex.: Amostragem com base em uma tabela de E - Muestreo Aleatorio F - Échantillonage Aléatoire I - Random Sampling AMOSTRAGEM DE SUPERFÍCIE Coleta de amostras ao acaso, da superfície exposta de uma pilha de E - Muestreo de Superficie F - Échantillonage de Superficie I - Surface Sampling AMOSTRAGEM DUPLA Tipo de amostragem que consiste em retirada eventual de uma segunda amostra do lote em consideração, face à informação obtida através da E - Toma Dupla de Muestras F - Échantillonage Double I - Double Sampling

AMOSTRAGEM INTEGRAL DE ROCHA ANERÓIDE

AMOSTRAGEM INTEGRAL DE ROCHA Amostragem que permite conhecer toda seqüência perfurada, inclusive fraturas e vazios, e que se realiza mediante execução preliminar de um furo de pequeno diâmetro, no qual se introduz uma haste metálica, em seguida cimentada com calda de cimento ou resina epoxi, e execução posterior com broca adequada de um furo de diâmetro maior, que permite a retirada do conjunto E - Muestreo Integral de Roca F - Échantillonage Integral de Roche I - Integral Rock Sampling AMOSTRAGEM ÚNICA Tipo de amostragem que consiste em retirar-se apenas uma amostra do lote em E - Toma Única de Muestras F - Échantillonage Simples I - Single Sampling AMOSTRAS DE CAMPO 1) Para fins de estudos interlaboratoriais, partes do conjunto de componentes ou sistemas que se consideram idênticos, e que serão Material para Estudos Interlaboratoriais. 2) Amostras E - Muestra de Campo F - Échantillon de Champ I - Field Sample AMOSTRAS DE LABORATÓRIO 1) Para fins de estudos interlaboratoriais, partes do material que se consideram idênticos e que serão submetidas a ensaios nos diversos laboratórios. V. Material (para Estudos Interlaboratoriais, V. Desempenho de Métodos de Ensaio. 2) E - Muestra de Laboratorio F - Échantillon de Laboratoire I - Laboratory Samples AMPLITUDE Tempo total dos sinais normalmente E - Amplitud F - Amplitude I - Amplitude, Range ANÁLISE 1) Determinação da composição de uma substância. Ex.: Análise Petrográfica. 2) Estudo qualitativo e/ou quantitativo de ocorrências. Ex.: Análise Econômica, Análise de Trânsito, Análise de Colapso, Análise de Defeitos e Análise de Informação. 3) Estudo para determinar características de um material ou sistema. Ex.: E - Análisis F - Analyse I - Analysis ANÁLISE BENEFÍCIO-CUSTO OU CUSTO BENEFÍCIO Estudo econômico que visa relacionar nas condições mais favoráveis o dispêndio monetário e os resultados decorrentes e que, embora não sendo dirigido a uma resposta final, permite orientar a tomada de decisões E - Análisis Beneficio-Custo F - Analyse Coût-Bénéfice I - Cost-Benefit Analysis ANÁLISE CRÍTICA DO PROJETO Exame sistemático abrangente, documentado e formal de um projeto com vistas a avaliar a adequação dos requisitos bem como identificar problemas e propor soluções. Obs.: 1 - A análise crítica de projeto por si não é suficiente para assegurar a adequação do projeto; 2 - A análise crítica de projeto pode ser conduzida em qualquer estágio do processo; 3 - A capacidade de projeto inclui, entre outros, adequação do uso, exequibilidade, possibilidade de fabricar e medir desempenho, confiabilidade, manutenibilidade, segurança, aspectos ambientais, fator tempo e custo do ciclo de vida; 4 - Cada análise crítica de projeto deve incluir entre seus participantes pessoal qualificado ligado a todas as funções capazes de influenciar na qualidade. V. Revisão de E - Análisis Critica del Diseño F - Analyse Critique du Projet I - Design Review ANÁLISE DE IMPACTO AMBIENTAL Determinação qualitativa e quantitativa do efeito de uma E - Análisis de Impacto Ambiental F - Analyse du Impact sur le Environnement I - Environmental Impact Analysis ÂNCORA Barra, geralmente de aço, utilizada para estabilização de rocha, colocada dentro de um furo, com sua extremidade fixada na rocha ou fixada ao longo de sua parte E - Ancla, Âncora F - Ancre I - Anchor ANCORAGEM Fixação de estruturas ou elementos estruturais por meio de tirantes e placas, ou dispositivos E - Anclaje F - Ancrage I - Anchorage, Rock Bolting ANDAIME Estrutura provisória munida de estrado E - Andamio F - Echafaud I - Scaffold ANEL RODOVIÁRIO Rodovia destinada a circulação de veículos na periferia das áreas urbanas, de modo a evitar ou minimizar o tráfego no seu interior. (Sin.: E - Carretera de Circunvalación, Pista de Circunvalación (Nic.), Circunvalación (Pan., R.D., Ven.), Avenida de Circunvalación (Ecu.) F - Route de Ceinture, Anneau Routier, Roca de Périphérique, Rocade I - Belt Highway, Ring Road, Belt Way E - Carretera de Circulación, Pista de Circulación (Nic.), Circunvalación (Pan., R.D., Ven.) F - Route de Ceinture, Anneau Routier I - Belt Highway, Ring Road, Belt Way E - Anemógrapho F - Anémographe I - Anemograph ANEMÔMETRO Instrumento para medir a velocidade ou intensidade do vento e também, em alguns casos, a sua E - Anemómetro F - Anémomètre I - Anemometer ANERÓIDE Instrumento pelo qual se determinam, de forma expedita, diferenças de cotas, com base na relação entre a altitude e a pressão atmosférica. (Sin.: Barômetro E - Aneróide F - Anéroide

ANGLEDÔZER APARELHO

I - Aneroid ANGLEDÔZER Trator com lâmina que pode mover-se formando ângulos variáveis com o eixo longitudinal da E - Topador Angular, Tractor com Cuchilla Angular (Méx., R.D.), Cortador Angular (Per.), Topadora Angular (Bol., Pan.), Pala Angulable (Cos.), Angledozer (Chi.), Angledoser (Nic.) F - Angledozer, Bouteur I - Angledozer ANGLEDÔZER (IMPLEMENTO) Implemento adaptável a um trator, constituído de lâmina e suporte, sendo que a lâmina pode formar vários ângulos horizontais E - Topador Angular, Tractor com Cuchilla Angular (Méx., R. D.), Cortador Angular (Per.), Topadora Angular (Bol., Pan.), Pala Angulable (Cos.), Angledozer (Chi.), Angledoser (Nic.) F - Angledozer, Bouteur I - Angledozer E - Tapador Angular de Orugas F - Angledozer avec Chenilles I - Wheel Tractor Mounted, Angledozer E - Tapador Angular de Ruedas F - Angledozer avec Roues I - Wheel, Tractor Mounted, Angledozer ANGRA Enseada ou pequena baía, largamente aberta, E - Bahia Pequeña F - Anse, Petit Golf I - Small Open Bay ÂNGULO Figura formada por duas retas que têm somente um ponto em comum ou por dois planos que têm E - Ángulo F - Angle I - Angle ÂNGULO CENTRAL Ângulo interno formado pelos raios extremos de uma concordância em planta. (Sin.: E - Ángulo Central F - Angle Central I - Central Angle ÂNGULO DE ATRITO INTERNO 1) Ângulo formado com o eixo das tensões normais pela tangente à curva envoltória de Mohr representativa das resistências ao Coeficiente de Atrito Interno. 2) Âgulo entre o eixo das abcissas e a tangente à curva, representativo de relação entre a resistência ao cisalhamento e a pressão normal no interior E - Ángulo de Rozamiento Interno F - Angle de Frottement Interne I - Angle of Internal Friction, Internal Friction Angle ÂNGULO DE DEFLEXÃO Aquele que é medido entre um alinhamento e o prolongamento do alinhamento anterior. Corresponde ao ângulo central de curva necessária E - Ángulo de Deflexión F - Angle de Déflexion I - Deflection Angle ÂNGULO DE INTERSEÇÃO Ângulo (ou suplemento deste) formado pelos eixos das duas estradas que se intersecionam ou ângulo formado pelos eixos de dois E - Ángulo de Intersección, Ángulo de Cruce (Nic.), Intersección (Pan.), Cruce (Col.,Per.) F - Angle d'Intersection I - Intersection Angle ANIONTE 1) Átomo ou grupo de átomos com carga negativa. 2) Ion com carga negativa. (Sin.: Ânion e E - Anión F - Anión I - Anion ANISOTROPIA Propriedade de uma substância ou de um sistema em que as características variam conforme a E - Anisotropia F - Anisotropie I - Anisotropy ANTEPARO DE SEMÁFORO Painel de coloração preto-fosco, justaposto ao grupo focal destinado a destacá-lo mediante contraste com o ambiente, para melhor E - Painel Semafórico F - Écran de Signal Lumineux I - Signal Shield ANTEPROJETO Conjunto de estudos preliminares que definem a representação gráfica e/ou expositiva de um serviço, de uma obra, de uma norma, com todos os seus E - Anteproyecto F - Avant-Projet I - Draft, Preliminary Design, Draft Plan, Preliminary Plan ANTIDEGRADANTE Substância que diminui a velocidade do envelhecimento. Ex.: Antioxidante (no caso de elastômero). V. Envelhecimento. (Sin.: Agente Contra E - Antioxidante F - Antivieillisseur I - Anti-aging Agent ANTIDERRAPANTE Característica daquilo que E - Antideslizante, Antiderrapante (Méx.) F - Antiderapant I - Anti-skid, Nonskid E - Antiescandilamiento F - Antiéblonissant I - Glare Screen ANTRÓPICO Relativo à humanidade, à sociedade humana. Termo de criação recente, empregado por alguns autores para qualificar um dos setores do meio ambiente, o meio antrópico, compreendendo os fatores sociais, econômicos e culturais; um dos subsistemas do Sistema E - Antropico F - Antropique I - Antropic APARELHAGEM Máquinas e/ou instrumentos e/ou E - Aparato F - Appareillage I - Apparatus or Apparatuses APARELHO Conjunto de mecanismos de finalidade E - Aparato

APARELHO CBR AR ENTRANHADO

F - Appareil I - Apparatus APARELHO CBR Instrumental destinado à E - Aparato CBR F - Apareil de CBR I - CBR Apparatus APARELHO DE APOIO DE NEOFLON Apoio formado por uma almofada de neoprene, fretado, sobre a qual se aplica uma camada de teflon coberta de chapa delgada de aço inoxidável (que pode deslizar sobre a lâmina de teflon, quando necessário) e sobre a qual se coloca uma E - Aparejo de Apoyo de Neoflon F - Appareil, d'Appui de Neoflon I - Neoflon Support Apparatus APARELHO DE CASAGRANDE Aparelho E - Aparato Casagrande F - Boite Casagrande, Appareil Casagrande I - Casagrande Box, Casagrande Apparatus APARELHO PROCTOR Instrumental destinado a E - Aparato Proctor F - Appareil Proctor I - Proctor Apparatus APARELHO TRIAXIAL Instrumento usado na E - Aparato Triaxial F - Appareil Triaxial I - Triaxial Apparatus APILOADOR Compactador que utiliza a energia Durante a queda, a massa pode ser guiada (pilão) ou não E - Pilón, Pisón F - Pilon I - Hammer, Tamper, Beetle APILOAMENTO Compactação de material manual ou E - Apisionamiento, Pisonadura F - Damage, Foulement I - Tamping APLAINADORA Espécie de grade de arrasto, utilizada para eliminar as irregularidades da superfície dos E - Niveladora F - Aplanisseuse I - Drag Equipment APLICAÇÃO DE UM DOCUMENTO NORMATIVO Uso de documento normativo em E - Aplicación de un Documento Normativo F - Aplication d'un Document Normatif I - Aplication of a Normative Document APLICAÇÃO DIRETA DE UMA NORMA INTERNACIONAL Aplicação de uma norma E - Aplicación Directa de una Norma Internacional F - Application Directe d'une Norme Internationale I - Direct Application of an International Standard APLICAÇÃO INDIRETA DE UMA NORMA INTERNACIONAL Uso de uma norma internacional por meio de sua conjugação a outro documento normativo, ou mesmo independentemente de sua adoção por outro documento normativo. Ex.: Norma do DNER na qual se E - Aplicación Indirecta de una Norma Internacional F - Application Indirecte d'une Norme Internationale I - Indirect Application of an International Standard APOIO (PONTE) Elemento de estrutura de uma obra- E - Apoyo (Puente) F - Appui (Pont) I - Bearing (Bridge), Support APOIO ELASTOMÉRICO Aparelho fretado de elastômeros e de lâminas de cobre, que se coloca nos apoios de peças da superestrutura de pontes, para permitir seus deslocamentos sem comprometer a estrutura. V. Almofada E - Apoyo de Elastómero F - Appui Élastomèrique I - Elastomeric Support APOIO PARA A CABEÇA Dispositivo não obrigatório para apoio traseiro da cabeça de motorista e passageiro, com vistas a evitar deslocamento em caso de E - Apoyo para la Cabeza F - Appui pour la Tète I - Head Rest, Head Support APOIO TERRESTRE Conjunto de operações efetuadas sobre o terreno, para a materialização de pontos E - Apoyo Terrestre F - Support Terrestre I - Terrestrial Support APOSTILA Aditamento ou nota a documento público E - Apostilla, Aditamento F - Apostille, Addition a Doccument I - Addition to a Document APROXIMAÇÃO 1) Parte da via usada pelo trânsito que se aproxima de uma interseção. 2) Fluxo que se dirige ao cruzamento. 3) Resultado que não é exato mas é próximo do resultado exato a ponto de poder ser utilizado E - Acercación F - Approximation I - Approach, Approximation AQUAPLANAGEM Efeito produzido por lâmina d'água retida sobre a pista de rolamento, após as chuvas, por deficiência de drenagem, que pode ocasionar derrapagem de E - Hidroplaneo F - Hydroplanage I - Hydroplaning, Aquaplaning AQUEDUTO 1) Duto ou canal artificial que transporta grande quantidade de água sob ação da gravidade. 2) Obra- de-arte que suporta um conduto ou canal artificial para E - Aqueducto F - Aqueduc I - Aqueduct AQUÍFERO 1) O solo que contém água. 2) Termo utilizado para significar veio de água, rio submerso ou E - Acuífero, Lleno de Água F - Plein d'Eau I - Water-bearing, Watery, Aquifer AR ENTRANHADO Ar contido em poros do concreto, devido à ação de aditivos em sua confecção ou na

ARADO DE DISCOS AREIA ARTIFICIAL

fabricação do cimento, e que altera favoravelmente algumas E - Aire Entrañado F - Air Occlus I - Entrained Air ARADO DE DISCOS Conjunto de séries de discos côncavos e com rotação livre, de bordo liso ou recortado, montados individualmente sobre uma barra horizontal, E - Arado, Arado Desarragaidor, Arado Múltiple F - Charrue de Disques I - Plow, Rooter Plow, Gang Plow, Rooter, Disk Plow ARBITRAMENTO 1) Decisão indicada por um árbitro entre duas ou mais proposições não iguais, apresentadas por peritos ou avaliadores. V. Perícia e V. Avaliação. 2) Atividade que envolve a tomada de decisão ou posição entre as alternativas tecnicamente controversas ou que decorram E - Arbitraje, Arbitración, Arbitramiento, Tercería F - Arbitrage I - Arbitration ARBORIZAÇÃO DE RODOVIA Plantio de árvores às margens do corpo estradal ou em áreas adjacentes à estrada, em disposição tal que auxilie a sinalização, melhore sua estética sem comprometer a segurança do E - Arborización de la Vía F - Arborisation (Route) I - Arborization ARCO 1) Segmento de uma curva. 2) Medida linear de uma curva. 3) Elemento estrutural curvo utilizado por vezes E - Arco F - Arc I - Arch ÁREA (URBANA) CENTRAL, CENTRO Parte da área urbana onde, normalmente, se concentram as E - Centro de la Ciudad F - Coeur de la Ville I - The City, Commercial Centre, Down Town ÁREA ADJACENTE (RODOVIA) 1) Área que fica ao lado de uma rodovia. 2) Área que fica entre duas pistas de uma rodovia, quando estas se acham distantes E - Zona Adyacente F - Aire Adjacente I - Road Side E - Cuenca Hidrográfica, Cuenca Fluvial F - Bassin Hidrografique, Bassin Versante I - Hydrographic Basin, Catchment Area ÁREA DE ESTACIONAMENTO Local destinado E - Área de Estacionamiento, Paradero (Col.), Estacionamiento (Pan.), Estacionamiento para Vehiculos (Per., Ven.), Zona de Parqueo (Nic.) F - Parc de Stationnement, Zone de Stationnement, Parking I - Parking Area, Parking Zone ÁREA DE INFLUÊNCIA Área de uma peça ou sistema que sofre a influência de um determinado fenômeno, como seja a construção de uma rodovia, por E - Área de Influencia F - Zone de Influence I - Influence Zone ÁREA DE INTERESSE (IRRD) Termo adotado (pelo IRRD) para significar o campo (field) do sistema IRRD, com vistas a preenchimento de fichas de E - Campo de Interés (IRRD) F - Champ d'Intéret (IRRD) I - Field of Interest (IRRD) ÁREA DE PESQUISA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Área previamente delimitada como objeto de uma determinada pesquisa, E - Área de Investigación (Transporte Collectivo Regular) F - Aire de Recherche (Transport Collective Régulier) I - Area Under Survey (Regular Collective Transportation) ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE São aquelas em que as florestas e demais formas de vegetação natural existentes não podem sofrer qualquer tipo E - Área de Preservación Permanente F - Aire de Presérvation Permanente I - Permanent Preservation Area ÁREA DE RELEVANTE INTERESSE ECOLÓGICO São aquelas que possuem características naturais extraordinárias ou abriguem exemplares raros de biota regional, exigindo cuidados especiais de proteção por E - Area de Relevante Interés Ecologico F - Aire Relevée d'Interêt Echologique I - Notable Echological Concern Area ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL - APA São aquelas decretadas pelo Poder Público, para proteção ambiental, a fim de assegurar o bem estar das populações humanas e conservar ou melhorar as condições ecológicas E - Área de Protéction del Medio Ambiente F - Aire de Protéction du Moyen Ambient I - Environmental Protection Area ÁREA NON AEDIFICANDI Área em que não é E - Área non Aedificandi F - Area non Aedificandi I - Area non Aedificandi E - Arenar F - Sablonnière I - Sandy Ground AREAL Trecho ou área de solo de uma região, E - Suelo Arenoso F - Sol Arénifère, Sol Sableux I - Sand Ground, Sandy Pit, Sandpit AREIA 1) Sedimento não plástico inconsolidado, composto essencialmente de grãos de dimensões entre 0,06 a 2,0 mm (Wentworth). Os grãos freqüentemente são de quartzo, podendo, entretanto, ser de outros minerais. 2) É a formação do solo que passa na peneira de 2,00 mm (nº 10) e é retida na peneira de 0,075 mm (nº 200). 3) Agregado miúdo com pelo menos 95% em peso, passando na peneira de 4,8 mm de abertura nominal. Pode ser natural, quando se E - Arena, Agregado o Árido Fino (Nic., Per.) Agregado Fino (R.D.) F - Sable I - Sand AREIA ARTIFICIAL Areia resultante da fragmentação de brita ou cascalho.

AREIA-ASFALTO AREÔMETRO

E - Arena Artificial F - Sable Artificiel I - Crushed Sand AREIA-ASFALTO Argamassa constituída de agregado miúdo (areia), ligante betuminoso e, eventualmente, filer (material de enchimento), segundo E - Arena Asfalto, Mortero Asfáltico (Bol., Méx., Per., Pan., R.D.) F - Sable-Bitume, Sable Asphalte I - Sand Asphalt, Sand-Asphalt AREIA-ASFALTO A QUENTE Argamassa constituída de agregado miúdo (areia), ligante betuminoso e, eventualmente, filer (material de enchimento), preparada após aquecimento do agregado e do cimento asfáltico, E - Arena-Asfalto Densa, Arena Asfalto en Caliente, Mortero Asfáltico Denso (Bol., Méx., Pan.), Mortero Bituminoso Denso (Per.), Hormigón Asfáltico (R.D.), Arena-Asfalto (Ven.) F - Sable-Bitume à Chaud, Sable-Asphalte à Chaud I - Hot Sand Asphalt E - Arena-Betume F - Sable-Bitume I - Sand-Bitumen AREIA BRUTA Areia que não foi lavada. V. Areia E - Arena no Limpiada F - Sable non Lavé I - Unwashed Sand AREIA DE BARRANCO Areia, em geral ligeiramente avermelhada ou amarelada, proveniente de E - Arena de Barranco F - Sable de Ravin I - Sandbank Sand E - Arena de Duna F - Sable de Dune I - Dune Sand AREIA DE QUARTZO Areia constituída exclusivamente ou predominantemente por grãos de E - Arena de Quartzo F - Sable de Quartz I - Quartz Sand, Quartziferous Sand AREIA FINA Areia com grãos de diâmetros E - Arena Fina F - Sable Fin I - Fine Sand AREIA GROSSA Areia com grãos de diâmetros E - Arena Gruesa F - Sable Grossier I - Coarse Sand AREIA LAVADA Areia que foi sujeita a processo de E - Arena Limpia F - Sable Lavé I - Washed Sand AREIA LAVADA DE RIO Areia proveniente de várzeas e leitos de rios, que foi sujeita a processo natural de E - Arena Lavada de Rio F - Sable Lavé de Riviére I - Washed River Sand AREIA MÉDIA Areia com grãos de diâmetro entre E - Arena Media F - Sable Moyen I - Medium Sand AREIA MOVEDIÇA 1) Areia submetida a um gradiente hidráulico crítico pelo qual a água se movimenta ascensionalmente com uma velocidade suficiente para reduzir sensivelmente, até anular, a capacidade de suportar o peso de corpos sólidos, com a diminuição até zero da pressão efetiva; tem praticamente as propriedades de um líquido. A areia movediça não é um tipo de material mas E - Arena Movediza, Arena Corrediza, Arena Fluida (Cuba) F - Sable Mouvant I - Quick Sand, Running Sand AREIA PARA JATEAMENTO Areia desprovida de pó de quartzo, cuja granulometria varia em função do E - Arena para Chorro de Arena F - Sable pour Jettement I - Jet Sand AREIÃO Termo usado em São Paulo para significar camada de areia solta que se pode formar sobre a plataforma de estradas de terra. V. Areião de Espigão e V. Areião de E - Arena Desplegada F - Sable Libre I - Loose Sand AREIÃO DE BAIXADA Camada de areia solta que se forma, em tempo seco, sobre a plataforma de estradas de terra, em trechos de baixada, procedendo a areia principalmente de trechos altos adjacentes e, que em tempo seco, torna-se um problema para a continuidade e segurança E - Arenal de Rojada F - Sablonnière d'Abbaissement I - Loose Sand on Lowland Stretches AREIÃO DE ESPIGÃO Camada de areia solta que se forma sobre a plataforma de estradas de terra em trechos altos, pela ação combinada do tráfego e da lavagem pela água de chuva e, que em tempo seco, torna-se um problema para a continuidade e segurança do tráfego. V. Areião de E - Arenal de Espigón F - Sablonnière de Bout I - Loose Sand on Ridge Stretches ARENITO 1) Rocha sedimentar constituída de grãos de areia consolidados por um cimento natural. 2) No Sul do País, material proveniente da escavação dessas E - Arenita F - Arenite I - Sandstone AREÔMETRO Aparelho de medição E - Areometro F - Aréromètre I - Areometer

ARESTA DE CUNHA ARGILO-MINERAIS

ARESTA DE CUNHA Linha que corresponde ao E - Arista de Cuña F - Grête de Clef de Mât I - Key Edge ARGAMASSA Mistura uniforme de agregado miúdo e E - Mortero F - Mortier I - Mortar ARGAMASSA ASFÁLTICA Mistura de agregado E - Morteros Asfálticos (Piarc-Rilem) F - Mortiers Hidrocarbonés (Piarc-Rilem) I - Hydrocarbon Mortars (Piarc-Rilem) ARGAMASSA DE CAL Mistura de cal com areia e água, da qual resulta uma massa de consistência mais ou E - Mortero de Cal F - Mortier à Chaux I - Lime Mortar E - Mortero de Cal Hidraulica F - Mortier à Chaux Hydraulique I - Hydraulic Lime Mortar ARGAMASSA DE CIMENTO Argamassa na qual E - Mortero de Cimento F - Mortier de Ciment I - Cement Mortar ARGAMASSA DE POLÍMERO Mistura de agregados miúdos e de um ligante de polímero, usada na restauração de estrutura ou elementos de concreto armado E - Mortero de Polímero E - Mortier avec Polymère I - Polymer Mortar ARGAMASSA PARA REMENDOS Argamassa própria para reparos (devendo sempre especificar o E - Mortero para Remiendo F - Mortier de Resurfaçage, Mortier de Reparation I - Patching Mortar ARGAMASSA PROJETADA POR MEIOS MECÂNICOS Argamassa projetada por meios mecânicos sobre superfícies, com vista à obtenção de sua E - Mortero Proyectado F - Mortier Projeté I - Jet Mortar ARGILA Solo que apresenta características marcantes de plasticidade; quando suficientemente úmido, molda-se facilmente em diferentes formas; quando seco, apresenta coesão bastante para formar torrões dificilmente desagregáveis à pressão dos dedos. (Suas propriedades dominantes são devidas à parte constituída pelos grãos de grandeza máxima inferior a 0,005 mm e caracteriza-se pela plasticidade, textura e consistência em seu estado e umidade E - Arcilla F - Argile I - Clay E - Arcilla Arenosa (Pan., Per., R.D., Ven), Greda, Arcilla Plástica (Cos.) F - Argile Sableuse I - Sandy Clay, Marl, Chalk ARGILA COLOIDAL Argila que, dispersa em água destilada, apresenta a propriedade de suas partículas permanecerem em suspensão, animadas de movimentos E - Arcilla Coloidal, Arcilla (Pan.) F - Argile Coloidale I - Colloidal Clay ARGILA DISPERSA Argila que, depois de dispersa em água destilada, deixada em repouso por um tempo especificado, tem a propriedade de suas partículas se E - Arcilla Dispersada, Arcilla en Dispersión (Cos.) Arcilla Dispersa (Pan., Per., R. D.) F - Argile Dispersée I - Dispersed Clay ARGILA EXPANDIDA Agregado leve, resultante da expansão de argila, às vezes utilizado em concreto ou em elementos para alvenaria, com características definidas em E - Arcilla Expandida F - Argile Expansée I - Expanded Clay ARGILA FLOCULADA Argila da qual, por haver adicionado alguma substância eletrolítica à sua dispersão em água destilada, formam-se graneos que se depositam, com maior ou menor rapidez, num precipitado esponjoso e E - Arcilla Floculada, Arcilla mui Suelta (Pan., Per.,) F - Argile Floculée I - Flocculated Clay ARGILA PRÉ-CONSOLIDADA Argila que, em algum momento de sua história geológica, consolidou-se até certo ponto, por pressões superiores às atualmente E - Arcilla Preconsolidada, Arcilla Compacta (Pan., Per.) F - Argile Préconsolidée I - Preconsolidated Clay ARGILA SAIBROSA Argila com predominação de E - Arcilla de Arenisca F - Argile de Gravier I - Boulder Clay ARGILA SENSÍVEL Argila cuja resistência no estado E - Arcilla Sensible F - Argile Sensible I - Sensitive Clay ARGILA TIXOTRÓPICA Argila que se enfraquece quando sujeita a agitação e que recupera sua rigidez, E - Arcilla Tixotrópica F - Argile Thixotropique I - Thixotropic Clay ARGILAS EXPANSIVAS Argilas que se expandem sob ação da água; algumas alcançam volume muitas vezes E - Arcilla Expansiva F - Argiles Expansives I - Expansive Clays ARGILO-MINERAIS Silicatos hidratados de alumínio, com teores variáveis de cálcio, magnésio, flúor, sódio ou potássio, apresentando-se geralmente sob a forma E - Arcilla-Minerales F - Minéraux Argileusos

ÁRIDO(S) ASFALTO DE PETRÓLEO OXIDADO

I - Clay Minerals ÁRIDO(S) Termo aplicado a terrenos que, sem irrigação E - Suelo Árido F - Aride (Region) I - Arid Zone(s) ARMADURA Conjunto de elementos de aço integrante E - Refuerzo Metálico, Armadura (Arg., Col., Per., Ecu.), Refuerzo, Acero de Refuerzo (Nic., Pa.), Armado (Méx.), Acero Estrutural (R.D. Ven.) F - Armature de Reinforcement, Armature Métallique I - Reinforcement, Reinforcing Steel ARMADURA PARA CONCRETO Armadura de aço destinado a uso em estruturas de concreto armado ou E - Refuerzo Metálico, Armadura (Arg., Col., Ec., Per.), Acero de Refuerzo (Cos.), Armado (Méx.), Refuerzo, Acero de Refuerzo (Nic., Pan.,) Acero Estructural (R. D., Ven.) F - Armature de Renforcement, Armature Metallique I - Reinforcing Steel, Reinforcement ARMADURA PÓS-TRACIONADA Armadura que no caso de elementos de concreto protendido, é colocada no interior de bainhas e nas quais, após a protensão, é injetada E - Refuerzo Pós-Tensado F - Armature Post-Contrainte I - Poststressed Reinforcement ARMADURA PRÉ-TRACIONADA Armadura tracionada que no caso de elementos de concreto protendido fica em contato direto com o concreto. V. Concreto E - Refuerzo Pré-Tensado F - Armature Pré-Contrainte I - Prestressed Reinforcement E - Bodega F - Magasin I - Depot (Transport) Warehouse, Storage ARMAZENAMENTO DE DADOS Uso de dispositivo que pode aceitar e reter dados para utilização E - Almacenaje de Dados F - Stockage de Données I - Data Collection, Data Storage ARO DE RODA Dispositivo circular que transmite parte da carga total (peso próprio + carga) do veículo ao pavimento e no qual estão montados os pneus, quando E - Aro de Rueda F - Virole (Roue) I - Rim (Wheel) ARQUITETURA 1) Arte de criar espaços organizados e animados, por meio de arranjo urbano e de edificação, para abrigar os diferentes tipos de atividade humana. 2) E - Architetura F - Architectura I - Architecture ARQUIVO Coleção de dados armazenados, relacionados E - Archivo F - Fichier I - File, Archive ARRANCADOR DE ÁRVORES Dispositivo dotado de pesada lâmina munida de dentes que, adaptando a trator, serve para cortar, arrancar raízes e remover blocos de E - Arrancador de Arboles F - Arracheur d'Arbres I - Clearing Dozer ARRANCAMENTO DE AGREGADO Despreendimento de agregados de uma superfície de E - Separación de Agregados (Capa Asfáltica) F - Desenrobage d'Agrégat I - Stripping of a Pavement Surface ASFALTENOS Componente do asfalto, solúveis em sulfureto de carbono, mas insolúveis em certos E - Asfaltenos F - Asphaltènes I - Asphaltenes ASFALTITOS Asfalto de origem natural, normalmente de ponto de fusão elevado, que contém quantidades E - Asfaltitas F - Asphaltites I - Asphaltites ASFALTO 1) Material aglutinante de consistência variável, cor pardo-escura ou negra e no qual o constituinte predominate é o betume, podendo ocorrer na natureza em jazidas ou ser obtido pela refinação do petróleo. 2) Termo usado em alguns países (Alemanha, Austrália, por exemplo) para designar uma mistura natural ou artificial de betume E - Asfalto, Betún (Ecu.) F - Asphalte I - Asphalt ASFALTO (DE ROCHA) NATURAL Asfalto proveniente de rochas, tais como arenitos porosos e E - Asfalto Natural (de Roca) F - Asphalte I - Natural (Rock) Asphalt ASFALTO COM BORRACHA Mistura composta E - Caucho Asfalto, Asfalto-Ahulado (Méx.), Hule Asfalto (Cos.), Betún-Caicho (Pan.) F - Asphalt-Caoutchouc I - Rubber Asphalt ASFALTO COMPACTADO Concreto asfáltico E - Asfalto Compactado F - Rolled Asphalt, Béton Bitumineux I - Rolled Asphalt ASFALTO DE ?CRACKING? Asfalto obtido em E - Asfalto de ?Cracking? F - Asphalte de ?Cracking? I - Craking Asphalt ASFALTO DILUÍDO Asfalto resultante da diluição de adequado cimento asfáltico preparado de petróleo com E - Asfalto Diluído, Asfalto Líquido, Asfalto Rebajado (Cos., Méx., Per.) Rebajado Asfáltico (Nic.), Asfalto de Baja Viscosidad (Per.), Betún Fluidificado (Ven.) F - Bitume Dilue I - Cut-Back Asphalt, Cut-Back Bitumen (Austrália) ASFALTO DE PETRÓLEO OXIDADO Material produzido pela oxidação artificial de certos tipos de asfaltos, mediante injeção de ar durante a última etapa de

ASFALTO DILUÍDO DE CURA LENTA ATENUADORES DE IMPACTO

sua refinação. Caracteriza-se por seu estado semi-sólido e E - Asfalto de Petróleo Soplato, Asfalto Oxidado (Cos., Per.), Asfalto Soplato (Pan.) F - Bitume de Pétrole Soufflé I - Blown Petroleum Asphalt ASFALTO DILUÍDO DE CURA LENTA Asfalto resultante da diluição de um adequado cimento asfáltico preparado do petróleo com uma nafta pesada E - Asfalto Líquido de Curado Lento, Asfalto Rebajado de Curado Lento (Pan.) F - Bitume Dilué à Sechage Lent I - Slow Curing Cut-Back ASFALTO DILUÍDO DE CURA MÉDIA Asfalto resultante da diluição de um adequado cimento asfáltico preparado do petróleo com uma nafta média E - Asfalto Líquido de Curado Médio, Asfalto Rebajado de Curado Médio (Pan.) F - Bitume Dilué à Sechage Moyen I - Medium Curing Cut-Back ASFALTO DILUÍDO DE CURA RÁPIDA Asfalto resultante da diluição de um adequado cimento asfáltico preparado do petróleo com uma nafta leve E - Asfalto Líquido de Curado Rápido, Asfalto Rebajado de Curado Rápido (Pan.) F - Bitume Dilué à Sechage Rapide I - Rapid Curing Cut-Back ASFALTO EXPANDIDO Asfalto quente fortemente expandido mediante de introdução de vapor. (Sin.: Espuma E - Asfalto Expandido F - Mousse de Bitume I - Foamed Bitumen ASFALTO LACUSTRE Asfalto encontrado na E - Asfalto Lacustre F - Trinidad, Bitume de Lac I - Lake Asphalt Asfalto Diluído em Cura Lenta, V. Asfalto Diluído de Cura E - Asfalto Diluído,Asfalto Liquido, Asfalto Rebajado (Cos., Méx., Per.), Rebajado Asfáltico (Nic.), Asfalto de Baja Viscosidad (Per.), Betón Fluidificado (Ven.) F - Bitume Dilué I - Cut-Back Asphalt, Liquid Asphalt ASFALTO NATURAL Material proveniente do petróleo submetido a um processo de evaporação e a altas pressões, exercidas nas capas interiores da crosta terrestre, E - Asfalto Natural, Asfalto Crudo F - Asphalte Naturel I - Lake Asphalt, Native Asphalt, Natural Asphalt ASNT - ?AMERICAN SOCIETY FOR NON DESTRUCTIVE TESTING? Entidade dos U.S.A. que mantém um sistema de renome internacional de certificação de pessoal a ser engajado na E - ASNT F - ASNT I - ASNT ASSENTAMENTO Termo usado em Portugal para E - Asentamiento, Hundimiento (Ecu., Per.), Consolidación (Nic.) F - Tassement, Enforcement I - Settlement, Slump ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONTROLE DA QUALIDADE - ABCQ Entidade que estimula o desenvolvimento do controle de E - Asociación Brasileña de Control de Calidad F - Association Brésiliènne de Control de la Qualité I - Brazilian Association for Quality Control ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE MECÂNICA DOS SOLOS E ENGENHARIA DE FUNDAÇÕES - AIMSEF Organização que patrocina conferências internacionais concernentes à E - AIMSEF F - AIMSEF I - AIMSEF ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE MEDICINA DE ACIDENTES E TRÁFEGO Entidade com sede na Suécia e Secretaria no Reino Unido (Dep. of Forensic Medicine Guy's Hospital), especializada E - Asociación Internacional de Medicina para Acidentes de Trafico F - Association International de Médecine pour Accidents de Trafic I - International Association for Accident and Trafic Medicine ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL PARA ESTUDOS DO COMPORTAMENTO DE MOTORISTAS - IDBRA Associação com sede na Suiça e Secretaria na França, especializada no estudo do E - IDBRA F - IDBRA I - International Driver Behaviour Research Association - IDBRA ASSOREAMENTO 1) Acúmulo de areias ou de terras, causado por enchentes ou por construções. 2) Obstrução por sedimentos de um rio, canal ou estuário, geralmente em conseqüência de redução de correnteza. 3) Processo geomórfico de deposição de sedimentos. Ex.: Assoreamento E - Cegamiento F - Ensablement I - Sanding Up ATA DO CONSELHO ADMINISTRATIVO DO DNER (CA) Ata concernente à reunião do Conselho Administrativo do DNER e que contém as resoluções nela tomadas assim como eventuais declarações E - Acta del CA F - Procès-Verbal du CA I - Proceedings of the Administrative Council Meeting ATALHO Caminho, vereda ou trilha fora da estrada, pelo E - Camino más Corto F - Chemin de Traverse I - Short Route ATENUADORES DE IMPACTO Barreiras para proteger objetos fixos de impactos aproximadamente frontais de veículos desgovernados, tais como as E - Atenuantes de Choque, Atenuantes de Impacto F - Amortisseur d'Impact

ATERRO AUTO-ESTRADA

I - Crush-Cushion, Crush Cushion ATERRO 1) Maciço de solo formado em conformidade com projeto, a montante de obras de contenção. 2) Depósito artificial de quaisquer materiais terrosos ou de entulhos, em E - Terraplén F - Remblai, Terreplein I - Earth Fill, Fill (Earth) ATERRO ASFIXIANTE Aterro de espessura sobre o nível das raízes de árvores e que pode conduzir à morte E - Aterro Sofocante F - Renblai Asphyxiant I - Asphyxiant Soil ATERRO BARRAGEM Maciço de solo construído com a finalidade de transpor vales e suplementarmente reter E - Terraplén de Represa F - Remblai de Barrage I - Dam Embankment ATERRO DE ACESSO Aterro construído para dar acesso a uma obra-de-arte, a uma via, posto de serviço ou E - Terraplén de Acesso F - Terraplein d'Accès I - Access Earthfill ATERRO HIDRÁULICO Aterro cujo material é levado ao local por meio de uma corrente de água, em E - Terraplén Hidraulico F - Terraplein Hydraulique I - Hydraulic Fill ATLAS Coleção de mapas e referências visuais, com a finalidade de representar um espaço dado e expor um ou E - Atlas F - Atlas I - Atlas ATOLEIRO Lugar ou área caracterizada por fraca E - Atolladero F - Bourbier I - Mud, Marsh, Swamp ÁTOMO Partícula de matéria fundamental dos elementos químicos e indivisível por meios químicos. Os elementos como ferro, chumbo, oxigênio, diferem um dos outros porque eles contém átomos de espécies diferentes. Existem cerca de 6 x 1021 de átomos em uma gota d'água. De acordo com a teoria atual, um átomo contém um núcleo interno e uma região externa quase impenetrável, que consiste em elétrons que giram em torno do núcleo. Os átomos são E - Átomo F - Atome I - Atom ATOS ADMINISTRATIVOS OFICIAIS Atos emanados do Poder Executivo, Legislativo e de Judiciário e que podem ser classificados em: deliberativos-normativos, de correspondência, enunciativos-esclarecedores, de assentamento, comprovativos-declaratórios e de pacto ou ajuste e que são expressos e formalizados por meio de E - Actos Administrativos Oficiales F - Actes d'Administration Officielles I - Official Administrative Acts ATRANQUEIRAR Impedir uma rua ou estrada com tranqueira, estacas, paliçadas ou outros meios.

E - Atrancar F - Obstruction d'une Route I - Obstruction of a Road (Man Made) ATRASO (TRÂNSITO) Tempo que perde um veículo ao ver-se limitado em seus movimentos por fatores alheios à E - Demora, Atraso (Bol., Nic., Ec., R. D.), Tardanza (Per.), F - Délai, Retard I - Delay ATRITO INTERNO Parcela da resistência ao cisalhamento de um solo devido ao encaixe entre os grãos É o termo ?p tg ? da equação de Coulomb: ? S = c + p tg ? E - Fricción Interna (Rozamiento Interno), Resisténcia Friccionante (Méx.) F - Frottement Interne, Friction Interne I - Internal Friction AUDIÊNCIA PÚBLICA Procedimento de consulta à Sociedade ou grupos sociais interessados em determinado problema ambiental ou potencialmente afetados por um projeto, a respeito dos seus interesses específicos e da qualidade ambiental por eles preconizada. No Brasil, ao regulamentar a legislação federal para execução dos Estudos de Impacto Ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (RIMA), o Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), estabelece a possibilidade de realização de audiências públicas promovidas a critério do Órgão Federal, dos Órgãos estaduais de controle ambiental E - Audiencia Pública F - Audience Publique I - Public Hearing AUDITORIA Atividade sistemática e documentada, executada para determinar, mediante investigação e avaliação da evidência objetiva, a adequação e observância de procedimentos, instruções, especificações, códigos, normas e programas administrativos ou operacionais e outros documentos aplicáveis, bem como a efetividade de sua implementação. V. Evidência Objetiva. (Sin.: E - Auditoria F - Audit I - Audit, Auditing AUTO DE INFRAÇÃO Documento que se lavra contra o infrator, apontando oficialmente, a transgressão de qualquer preceito legal ou regulamentar, e que instrui E - Auto de Infracción F - Acte de Infraction I - Infraction Document AUTO-ESTABILIZAÇÃO (ROCHAS) Processo natural de se atingir condições de estabilidade, após a ocorrência de movimentos (micro ou macroscópicos) de E - Auto-estabilización F - Auto-stabilization I - Self-stabilization AUTO-ESTRADA Via de tráfego rápido, com todos os acessos controlados, sem cruzamento de nível e destinada exclusivamente a veículos motorizados. (Sin.: Estrada E - Autopista, Supercarretera, Auto-Ruta (Nic.) F - Autoroute I - Freeway, Motorway

AUTOPEÇA AZIMUTE

AUTOPEÇA Peça, componente ou acessório para E - Pieza para Repuesto F - Pièce pour Réposition I - Automotive Part AUTOTREM Técnica utilizada no transporte multimodal que consiste no transporte de caminhões E - Auto-tren F - Auto-train I - Truck-train AUTÓDROMO Conjunto de pistas e instalações E - Autódromo, Pista de Carreras (Méx.) F - Autodrome I - Speedway AUTOMÓVEL Veículo automotor destinado ao transporte de passageiros, tendo quatro rodas e com capacidade de transporte de até nove pessoas e respectivas E - Automóvil F - Automobile I - Automobile AUTOPISTA URBANA Via de transição ou arterial na qual o controle de acesso é total ou parcial, com interseções em níveis diferentes, ou no mesmo nível, com tratamento adequado, caracterizando-se como barreira E - Carretera Urbana Expresa F - Route Urbaine Expresse, Grand Route Urbaine I - Urban Express Way AVALANCHA Desmoronamento ou escorregamento de solo e/ou rocha, de grandes proporções, devido a E - Alud, Avalancha, Lurte F - Avalanche I - Avalanche AVALIAÇÃO 1) Estimativa de valor de um bem ou sistema. 2) Determinação do valor de um bem ou sistema. 3) Determinação técnica do valor de um bem ou E - Valuación F - Évaluation I - Evaluation AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL (AIA) Instrumento de política ambiental, formado por um conjunto de procedimentos capaz de assegurar, desde o início do processo, que se faça num exame sistemático dos impactos ambientais de uma ação proposta (projetos, programas, plano ou política) e de suas alternativas, e que os resultados sejam apresentados de forma adequada ao público e aos responsáveis pela tomada de decisão, por eles E - Valuación del Impacto del Médio Ambiente F - Évaluation d'Impact du Moyen Ambient I - Environmental Impact Evaluation AVALIAÇÃO DE PISTA DE ROLAMENTO Avaliação concernente às características atuais de suporte e E - Valuación de Superficie de Rodamiento F - Évaluation de la Sur-Face de Roulement I - Pavement Evaluation AVANÇO DO ESCUDO PARA PERFURAÇÃO DE TÚNEL EM TERRA Progressão de escavação com uso de escudo na construção de túnel em terra.

E - Perfuración con Escudo F - Avancement au Boucler I - Shield Driving 2) Danificação. 3) Deterioração. 4) Resultado da ação de cargas superiores às normalmente suportadas por um material, caracterizado por mossas, mudanças de forma, E - Daño F - Avarie I - Injury AVENIDA Via de grande extensão que, por ter trânsito mais volumoso, exige tratamentos especiais, com separadores e controles de trânsito nas interseções com E - Avenida F - Avenue I - Avenue E - Vía Perimetral F - Vie Perimetrale I - Perimetral Way AVENIDA-PARQUE Via situada em um parque ou em áreas adjacentes a parques, cujos acessos são parcial ou E - Avenida-Parque, Parque-Via (Arg., Méx.), Avenida (Bol., Pan., R.D.), Bulevar (Cos., Ecu.), Boulevard (Nic.) F - Park Way, Promenade I - Park Way AVULSÃO Acréscimo formado nas margens dos rios por força natural violenta, que destaca por ação de um terreno e E - Área de Relleno Fluvial Violento F - Terrain Crée pour Transport Fluvial Violent I - Embankment Generated by Violent Fluvial Transportation AVULTAMENTO Aumento de volume de materiais devido à manipulação. Ex.: Avultamento de rocha após escavação. Ex.: Avultamento de areia depositada sem E - Hinchazón F - Foisonnement I - Swelling AZIMUTE Ângulo que um alinhamento faz com a direção norte-sul no sentido horário. Obs: 1 - Quando a direção norte-sul é a do norte magnético, chama-se azimute magnético. 2 - Quando a direção norte-sul é a do norte E - Azimut, Acimut F - Azimut I - Azimuth

BACIA BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO - BID

B BACIA Depressão de terreno rodeada em grande parte por elevações. V. Bacia Hidrográfica. V. Bacia de E - Cuenca F - Bassin I - Basin BACIA DE AMORTECIMENTO 1) Dispositivo de drenagem que provoca perda de energia de um fluxo aquoso para não causar erosão no terreno. (Sin.: Caixa de E - Cuenca de Amortiguamento F - Bassin d'Amortissement I - Weakening Basin BACIA FLUVIAL Área drenada por um rio e todos os E - Cuenca Fluvial F - Bassin Hydrographique I - River Basin BACIA HIDRÁULICA Área de terreno cujas águas E - Cuenca F - Bassin Versant I - Drainage Area BACIA HIDROGRÁFICA Área formada pelo conjunto de todos os terrenos, cujas águas afluem para o E - Cuenca Hidrográfica, Cuenca Fluvial F - Bassin Hidrografique, Bassin Versant I - Hydrographic Basin, Catchment Area, River Basin, Drainage Area BAIA DE ÔNIBUS Área adjacente à pista de rolamento de uma rodovia destinada ao embarque e E - Apartadero, Paradero (Méx.) F - Refuge I - Bay (Bus), Bus Bay BAINHA 1) Tubulação retilínea constituída de tubos metálicos, em geral de parede lisa, emendados por meio de luvas apropriadas e que serve para isolar cabo retilíneo de protensão do concreto. 2) Tubo metálico flexível usado para E - Vaina, Bastilla F - Forreau, Gaine I - Sheath (Prestressing), Tubing for Prestressing Cable BAIXA Ato de eliminar da relação de bens de propriedade E - Baja F - Basse I - Withdrawal from a List E - Bajada F - Abbaissement I - Lowcountry, Plain, Intervale (USA, Canadá) BALANÇA (PESAGEM) Instrumento com o qual se E - Balanza F - Balance (Instrument) I - Weighing Apparatus, Balance BALÃO Desvio que serve para operações de retorno no E - Balón, Intersección Rotatória F - Ballon, Rond-Point Giratoire I - Baloon E - Parapeto F - Parapet I - Parapet BALDEAÇÃO 1) Passagem de passageiros ou bagagens ou mercadorias de um veículo para outro (navio, trem, caminhão, ônibus etc) ou de uma modalidade de transporte E - Transbordar, Trasladar, Cambiar F - Transbordement, Rupture de Charges I - Transfer, Passenger Transfer, Trans-Shipment BALDRAME Infra-estrutura de muro, parede de E - Zócalo F - Base I - Footing, Base of a Wall BALIZA 1) Haste de madeira, metal ou de outros materiais, pintada a duas cores (vermelho e branco), terminada inferiormente por ponteira, que serve para assinalar um ponto do terreno, durante a execução de E - Baliza F - Balise, Jalon I - Landmark, Pole BALIZADOR Dispositivo que demarca limites de uma determinada zona da rodovia, dotada ou não de dispositivo refletor. (Sin.: Delineador). V. Catadiótrico ou Olho de E - Reflector, Hito Reflectante, Delineador, Linea de Borde (Bol., Cos., R.D.), Paralela Lateral, Linea Demarcadora (Per.) F - Reflecteur, Ligne de Demarcacion, Borne Refléchissant I - Delineator, Reflector, Reflecting Stud, Reflector Stud BALSA Embarcação usada para transportar cargas pesadas, e/ou pessoas, e/ou animais, geralmente a pequenas E - Lanchon, Chata F - Balse I - Barge, Raft BANCADA (PEDREIRA) Degrau formado na frente de uma pedreira, quando se fazem as detonações por planos E - Bancada de Cantera, Bancal de Cantera, Bancal de Pedrera F - Banc de Rocher I - Quarry Terrace BANCADA DE ENSAIO Dispositivos colocados em E - Banco de Prueba F - Banc d'Essai I - Test Rig BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO - BID Organismo interamericano instituído em 1959, para acelerar o processo E - BID F - BID I - IDB

BANCO INTERNACIONAL DE RECONS. E DESEN. - BIRD BARRAGEM

BANCO INTERNACIONAL DE RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO - BIRD Organismo internacional de crédito, fruto da conferência de Bretton-Woods (1944), também chamado E - BIRD F - BIRD I - IBRD BANDEIROLA Pequena bandeira utilizada em certos E - Bandera (Top) F - Drapeau Topografique I - Topographical Flag BANDEJA MARKUSSEN Estrado estudado pelo ?Unit Load Council?, fundado pelo comandante Markusssen, de um só painel (1,0 m x 1,2 m), com asas E - Estrado Markussen F - Estrade, Plancher Markussen I - Markussen Tray, Markussen Pallet BANDEJAS Estrados com feitio variado, semelhantes a tabuleiros para serviço de mesa. V. Paletas, V. Paletização, E - Paleta (s), Estrado (s) F - Plateau (x) I - Pallet (s) BANHADO 1) Terreno encharcado de água parada, que pode periodicamente apresentar-se enxuto. 2) Extensão terrestre, baixa e plana, por onde deflui mansa e E - Pantano, Marjal, Bajial, Aguazal, Ciénaga, Fangal F - Marrais I - Marsh, Bog, Swampy Land BANQUETA 1) Elevação na extremidade de uma plataforma em aterro, que retém e encaminha longitudinalmente as águas que escoam sobre a pista e protege os veículos em trânsito. 2) Plataforma feita nos taludes de cortes e aterros com vistas à estabilidade e à E - Banqueta F - Banquette I - Lateral Dike BANZO Conjunto das barras que limitam superiormente (banzo superior) e inferiormente (banzo inferior) uma viga E - Lingotes de una Viga Estructural F - Barres d'une Poutre en Treillis I - Chord BANZO INFERIOR A parte inferior (barras) de uma E - Lingotes Inferiores de una Viga Estructural F - Barres d'une Poutre en Treillis (le plus bas) I - Lower-Chord BANZO SUPERIOR A parte superior (barras) de uma E - Lingotes Superiores de una Viga Estructural F - Barres d'une Poutre en Treillis (le plus haute) I - Upper-Chord BARBACÃ Orifício ou fresta abertos em um muro de suporte ou de revestimento pelos quais se escoam as águas E - Barbacana F - Barbacane I - Weephole BARCAÇA Embarcação usada para carga e descarga de E - Barcaza F - Chaland, Grand Barque I - Lighter BARCAÇA LASH Barcaça (chata) utilizada na técnica E - Barcaça Lash F - Barque Lash I - Lash Barge BARIDADE Termo usado em Portugal para significar E - Densidad Aparente F - Densité Apparente I - Bulk Density, Apparent Density BARIDADE SECA Termo usado em Portugal para E - Densidad Aparente Seca F - Densité Apparente Sèche I - Dry Bulk Density, Dry Apparent Density BARÔMETRO Instrumento para medir a pressão E - Barómetro F - Baromètre I - Barometer E - Barómetro Aneroide F - Baromètre Anéroide I - Aneroid E - Barómetro Metálico F - Baromètre Métallique I - Metallic Barometer BARRA 1) Bloco de metal, de forma prismática, para ser trabalhado. 2) Pedaço grosso de madeira. 3) Vergalhão de E - Barra F - Barre I - Bar, Rod BARRA DE LIGAÇÃO Aquela que, lubrificada, atravessa a junta transversal do pavimento rígido, permitindo movimento relativo das placas. (Sin.: Passador) E - Armadura de Unión, Pasojunta (Méx.), Acero o Espiga Parajunta (Pan.), Pasador de Unión (Ven.) F - Fer de Liaison I - Tie Bar BARRA-MINA Ferramenta para abertura manual de furos em pedra, por percussão e rotação, consistindo numa E - Barra F - Bare I - Bar, Rod BARRACÃO Abrigo provisório de madeira ou alvenaria, construído em geral no canteiro de obras ou próximo deste, para guardar materiais, equipamentos ou para alojar E - Barraca, Barracón F - Barraque I - Barrack, Bunkhouse, Tent BARRAGEM Estrutura construída num vale, e que o fecha transversalmente, proporcionando um represamento E - Presa, Represa, Dique F - Barrage

BARRAGEM DE CONCRETO BASE DO ATERRO

I - Dam, Barrage E - Presa de Hormigón F - Barrage de Béton I - Concrete Dam BARRAGEM DE ENROCAMENTO Barragem construída de blocos de rocha amontoados em geral de grandes dimensões, cujo paramento normalmente é construído de camadas de solo compactados, com ou sem E - Presa de Escollera, Dique de Enrocamiento F - Barrage en Rochement I - Rock Fill Dam BARRAGEM DE TERRA Barragem cujo maciço terroso é construído sob condições pré-estabelecidas de E - Presa de Tierra, Dique de Tierra, Presa de Terraplén F - Barrage en Térre I - Earth Dam BARRANCO Maciço de talude geralmente alto e íngreme, que resta após escavação natural ou feita pelo E - Barranco F - Ravin, Précipice I - Precipice, Cliff BARRAS DE TRANSFERÊNCIA Barras de aço que ligam placas de pavimentos de concreto, transferindo E - Palanca de Cambio F - Cheville de Change I - Dowel Bars BARRAS PREVENTIVAS Superfície enrugada construída transversalmente ao eixo de uma via de circulação com o objetivo de reduzir a velocidade dos E - Barras Preventivas, Vibradores (Méx.), Franjas Preventivas (Pan.), Señales Preventivas (Per) F - Bandes de Prévention I - Jiggle Bars, Rumble Strips, Raised Strips BARREIRA (SEGURANÇA DE TRÂNSITO) Sistema de proteção contínuo, moldado em concreto armado, rígido e indeformável, de seção com resistência e dimensões adequadas para evitar que veículos desgovernados provoquem danos às pessoas e propriedades nas pistas de rolamento ou fora delas, sem pôr em risco os E - Defensa de Protección, Barrera F - Barrière de Protection I - Safety Barrier BARREIRA 1) Obstáculo físico colocado em uma via, para provocar a compulsória paralisação ou desvio do E - Barrera F - Barrière I - Barrier BARREIRA DE PEDÁGIO Barreira, por vezes E - Barrera de Portazgo F - Barrière de Pèage I - Toll Bar, Toll Gate BARREIRA DE PEDRA Avalancha em que E - Barrera de Piedra F - Barrière de Pierre I - Rock Fall E - Barrera Móvil F - Barrière Mobile I - Mobile Barrier BARRIL 1) Unidade de volume de líquidos que não deve ser usada no Brasil, igual a 119,23 l. 2) Unidade de volume E - Barril F - Baril, Tonneau I - Barrel BARRO Mistura de solos argilosos ou limosos, com água E - Barro, Lodo (Col., Méx., Nic., Pan., Per., Ven.) F - Boue I - Mud BARROTE Peça lavrada ou serrada com largura e E - Viga de Madera F - Soliv I - Wood Beam, Beam of Wood BASALTO Rocha efusiva de cor escura, pesada, tendo como minerais essenciais o piroxênio augífico e feldspatos calcossódicos, e de cuja decomposição se originam terras E - Basalto F - Basalte I - Basalt BASE 1) Camada destinada a resistir aos esforços verticais oriundos dos veículos, distribuindo-os ao subleito, e sobre a qual se constrói o revestimento. Esta camada pode ser constituída de brita fina, cascalho, pedra amarroada, material estabilizado, concreto asfáltico ou de cimento Portland. 2) Substrato construído de material inorgânico não E - Base F - Couche de Base I - Base (Road Base) E - Base de la Via (Pavimento) F - Couche Portante (Pav) I - Road Base BASE DE DADOS Conjunto de informações que serve E - Base de Dados F - Base de Données I - Data Base E - Base F - Couche de Base I - Base Course BASE DE TRIANGULAÇÃO Distância, medida rigorosamente entre duas referências permanentes, a partir da qual é possível, por meio de triangulação, definir uma rede de pontos para apoio topográfico. (Sin.: Base E - Base de Triangulación F - Base de Triangulation I - Triangulation Base BASE DO ATERRO Parte do aterro que se encontra E - Base del Terraplén F - Base du Terraplain I - Embankment Base

BASE ESTABILIZADA BENFEITORIAS

BASE ESTABILIZADA Base de solo natural tratado granulometricamente ou por aditivos, de modo a oferecer maior resistência à desagregação e maior capacidade de E - Base Estabilizada F - Couche Stabilisée I - Stabilized Base Course BASE NEGRA (MISTURA) Mistura de agregados com asfalto, cuja compacidade, uma vez colocada, não é elevada, possuindo grande percentagem de vazios e na qual a granulometria em geral compreende grande proporção de E - Base Negra, Macadán Asfaltico (Bol., Cos.), Base Asfáltica (Col., Nic., Per.), Base con Asfalto (Pan.) F - Couche de Base Bitumineuse I - Black Base BASE SEM LIGANTE Base constituída de material E - Base Sin Ligante F - Corps de la Chaussée sans Liant I - Unbound Base BASE TECNOLÓGICA E METODOLÓGICA Termo impropriamente usado para significar base tecnológica, isto é, condição presente em solução de problema caracterizado por antecedentes de ordem E - Base Tecnológica e Metodológica F - Base Technologique et Methodologique I - Technological and Methodological Basis BASE TELFORD Camada de fundação, convenientemente comprimida, constituída por pedra arrumada à mão, segundo determinada técnica, e que poderá E - Base Telford F - Hérison I - Telford Base E - Base Topográfica F - Base Topographique I - Topographic Base BASÍMETRO Fio de ínvar graduado, especialmente E - Basímetro F - Basimètre I - Basimeter BASTÃO (BÚSSOLA) Pau curto, geralmente roliço, cortado de um arbusto e no qual se monta o soquete da E - Baton F - Bâton I - Stick for Compass, Compass Stick BATCH (LOTE) Quantidade de material requerida ou produzida por uma operação. Ex.: Carga para uma mistura E - Carga, Batch F - Charge, Batch I - Batch BATE-ESTACAS Máquina que atua por queda livre, ou por acionamento forçado, ou misto de uma massa geralmente metálica, destinada a fincar estacas, podendo também ser utilizada para romper pavimentos. (Sin.: E - Mertinete, Martillo de Hincar Pilotes (Pan.) F - Marteau de Battage I - Drophammer, Pile Hammer, Pile-Driver BATELADA Lote de produção ou parte deste.

E - Lote de Producción F - Lot de Production I - Production Lot, Batch BATELÃO Embarcação de fundo chato autopropulsada E - Chata, Barca F - Grosse Barque, Grosse Bateau I - Barge BATERIA Conjunto de acumuladores ou de pilhas elétricas associados em série em paralelo, com o objetivo de produzir uma diferença de potencial maior, no primeiro E - Bateria F - Batterie I - Battery E - Callejón, Beco, Pasaje (Nic., Per.), Paso de Peatones (R.D.) F - Ruelle I - Alley BECO SEM SAÍDA Beco com acesso por uma única E - Callejón sin Salida F - Ruelles sans Sortie, Impasse, Cul-de-Sac I - Dead-end Alley, Blind Alley BECO SEM SAÍDA COM RETORNO Beco com acesso por uma única extremidade, mas dotado de retorno E - Callejón sin Salida con Retorno F - Ruelle sans Sortie avec Retour, Impasse avec Retour I - Dead-end Alley with Return, Cul de Sac BELVEDERE Pequeno mirante localizado à margem da E - Belvedere, Mirador F - Belver I - Belvedere BENCHMARKING Comparação contínua de produtos e serviços com referenciais de excelência de outras organizações, com vistas ao aperfeiçoamento contínuo.

E - Benchmarking F - Benchmarking I - Benchmarking BENEFÍCIO DIRETO Benefício obtido em termos E - Benefício Direto F - Utilité Direct, Avantage Direct, Profit Direct I - Direct Benefit BENEFÍCIO INDIRETO Benefício gerado para a comunidade, afora o decorrente do transporte, em E - Benefício Indireto F - Avantage Indirect, Profit Indirect I - Indirect Benefit BENFEITORIAS 1) Melhoramentos introduzidos em um imóvel com o objetivo de conservá-lo ou evitar que se deteriore (necessárias), aumentar ou facilitar o seu uso (úteis), ou torná-lo mais agradável ou luxuoso (voluptuárias). 2) Em se tratando de avaliação de imóveis, qualquer melhoramento incorporado permanentemente ao solo pelo homem, de modo que não se possa retirá-lo sem E - Mejoramientos

BERÇO BLOCAGEM

F - Améliorations I - Improvement on Property BERÇO 1) Dispositivo que serve de apoio à carga, imobilizando-a. 2) Camada projetada para servir de apoio a E - Base, Cuna F - Berceau I - Cradle BERMA Obra de terra realizada lateralmente nos aterros assentes sobre terrenos de baixa capacidade de suporte, destinada a manter o equilíbrio destes, impedindo refluxo E - Bêrma F - Berme I - Berme BETÃO Termo usado em Portugal para significar E - Hormigón F - Béton I - Concrete BETONEIRA Máquina provida de um recipiente giratório para mistura dos materiais que compõem o E - Hormigonera, Concretera Mezcladora (Col., Cos., Per., R. D.), Betonera (Chi.), Mezcladora de Hormigon (Ec.), Revolvedora (Méx.), Concretera, Mezcladora (Nic.), Concretera, Terceadora (Ven.) F - Bétonnière I - Concrete Mixer BETUME Mistura de hidrocarbonetos pesados obtidos em estado natural ou por diferentes processos físicos ou químicos com seus derivados, de consistência variável e com poder aglutinante e impermeabilizante, sendo E - Betún F - Bitume I - Bitumen, Asphalt BETUME DE ?CRACKING? Termo utilizado na E - Betún de Destilación Destructiva F - Bitume de Cracking I - Cracking Asphalt BETUME DURO Termo utilizado na Europa para significar asfalto sólido que, para uso comum, demanda E - Asfalto Sólido (Duro) F - Bitume Dur I - Hard Bitumen, Hard Asphalt BETUME LÍQUIDO Termo utilizado na Europa para E - Betún Líquido F - Bitume Fluide I - Liquid Asphalt BETUME RESIDUAL Termo utilizado na Europa e Austrália para significar material betuminoso obtido pelo E - Betún Residual F - Bitume Residual I - Residual Asphalt BICA CORRIDA 1) Brita corrida da qual se separa apenas, com peneira, o material grande demais, para uso. 2) E - Casquijo Tamizado F - Concassé en Courant I - Crusher Run (Special or Not) BIFURCAÇÃO Divisão de uma via em dois ramais, um E - Bifurcación (Col., Ven.), Entronque, Intersección (Méx., Nic., Per.) F - Bifurcation I - Fork intersection, ?Y? Intersection, Bifurcation BIFURCAÇÃO (COM CRUZAMENTO) Dispositivo de trânsito tal que uma de suas correntes se bifurca sem interferência em outras duas, mediante uma E - Bifurcación con Cruce, Bifurcación a Distintos Niveles, Bifurcación a Desnivel (Bol., Per.), Intersección a Desnivel (Méx., R. D.), Bifurcación de Desnivel (Pan.), Paso a Desnivel (Ecu.) F - Bifurcation avec Croisement I - Two-level ?Y? Intersection BIGODE Em via não pavimentada, abertura que se faz lateralmente no material excedente no bordo da plataforma, E - Aperturas Laterales F - Ouverture dans le Déchange Latérale I - Openings in Lateral Send-offs BINDER Mistura a quente, de graduação aberta, de agregado e asfalto. V. Ligante e V. Pintura de Ligação. Exs.: E - Binder F - Binder I - Binder BIODIVERSIDADE Ação conjugada de organismos e E - Biodiversidad F - Biodiversité I - Biodiversity BIOMA/BIOTA Fauna e flora de uma região, E - Fauna y Flora de una Región F - Faune et Flore d'une Région I - Biota BIOMASSA Peso da matéria viva presente em dada área E - Biomasa F - Biomasse I - Biomass BIORRÍTMO Fenômeno que caracteriza o comportamento atípico do indivíduo, periódico, ainda em E - Biorítmo F - Biorythme I - Biorythm Ex.: Aço para armadura bitola 12 mm. Ex.: Diâmetro de um cabo. Ex.: Espessura de chapa de aço. 2) Distância que separa os boletos dos trilhos de uma via férrea. 3) O número correspondente ao valor arredondado, em milímetros, do diâmetro da seção transversal nominal de fio ou barra E - Calibre F - Etalon I - Gauge, Wire Gauge BLOCAGEM Termo usado em Portugal para significar E - Base Telford F - Hérison I - Telford Base

BLOCO BOMBEAMENTO

BLOCO Pequena parte da superfície de um pavimento que se desprende, devido a progressão de trincas Blocos Rolados, V. Bloco de Desmoronamento, V. Bloco de E - Bloco de Asfalto F - Bloc d'Asphalt I - Asphalt Block BLOCO DE APOIO PARA PONTES (ELASTOMÉRICO) Termo impropriamente utilizado Almofada de Elastômero Fretado, V. Almofada de E - Apoyo de Elastómero (Puentes) F - Appui Élastomèrique (Ponts) I - Elastomeric Support (Bridges) BLOCO DE ASFALTO Bloco feito com uma mistura uniforme de agregado fino e asfalto, comprimida com prévio aquecimento em molde de dimensões e forma E - Loseta Asfáltica F - Carreau d'Asphalte I - Asphaltic Block BLOCO DE DESMORONAMENTO Fragmento de rocha, que se desprende do maciço rochoso de um talude, devido ao aumento das tensões de cizalhamento, tensões de E - Bloque de Desmoronamiento F - Bloc d'Éboulament I - Falling Down Block BLOCO DE ENSAIO (ROCHA) Amostra de material rochoso para ser submetida a ensaios mecânicos, destinados à medição de suas propriedades, e possuindo E - Cuerpo de Prueba (Roca) F - Éprouvette I - Test Specimen (Rock) BLOCO DE FUNDAÇÃO Elemento de fundação dimensionado de modo que as tensões de tração nele produzidas possam ser resistidas pelo concreto sem necessidade de armadura. Pode ter as faces verticais, inclinadas ou escalonadas e apresentar planta de seção E - Bloque (Fundación) F - Bloc (Fondation) I - Concrete Block Foundation without Reinforcing BLOCO DE ROCHA 1) Pedaço de rocha com diâmetro médio superior a 1 metro. 2) Material pétreo obtido artificialmente, com dimensões superiores a 250 mm E - Bloque de Rocha F - Bloc de Roche, Bloc de Roc I - Rock Block E - Bloque Oscilante F - Bloc Oscillant I - Oscillating Boulder BLOCO SUSPENSO Matacão que se encontra em E - Bloque Suspenso F - Bloc Suspendu I - Suspended Block BLOCOS ROLADOS Pedras roliças com diâmetro E - Bloques Rodadizos F - Blocs I - Stone Blocks (Rolled), Great Boulders BOCA DE BUEIRO Abertura, por onde entram ou E - Boca de Sumidero, Boca de Tormenta (Bol.), Tragante (Cos., Nic., Pan., Ven.), Boca de Desague (Chi., Per., Ecu.), Coladera de Tormenta (Méx.), Imbornal (R.D.) F - Bouche d'Égout I - Culvert Entry BOCA-DE-LOBO 1) Entrada de uma caixa coletora de água, geralmente provida de grades. 2) Abertura em um meio fio que serve de entrada para águas a serem escoadas E - Boca de Sumidero F - Bouche d' Égout I - Catch Basin BOCA DE SERRA Garganta pela qual se sobe ao E - Garganta (Sierra) F - Gorge I - Gorge BOÇOROCA Erosão acelerada pela água em terreno de relevo acidentado ou ondulado e sem proteção, que produz E - Ravina F - Ravine I - Gully BOMBA Máquina que aspira um fluído e o expele sob pressão, em geral com vistas ao transporte através de E - Bomba F - Pompe I - Pump BOMBA CENTRÍFUGA Tipo de bomba em que um rotor, girando a alta velocidade, permite o bombeamento de E - Bomba Rotatoria, Bomba Centrifuga F - Pompe Centrífuge I - Centrifugal Pump BOMBA DE ARGAMASSAS Equipamento para E - Bomba para Mortero F - Bombe pour Mortier I - Mortar Pump BOMBA DE CONCRETO Máquina para bombear E - Bomba para Hormigón F - Pompe pour Béton I - Concrete Pump BOMBA PORTÁTIL PARA CONCRETO Bomba montada em treiler, rebocável para qualquer lugar E - Bomba Portátil de Hormigón F - Bombe Portatif de Béton I - Portable Concrete Pump BOMBEAMENTO 1) Expulsão sob pressão de material fino em suspensão pelo efeito de cargas móveis repetidas, através de juntas ou fissuras de um pavimento. 2) Fuga de partículas de solo debaixo da placa de pavimento E - Bombeo, Acción de Bombeo (Gua., Per., Pan., Ven., Cos.) F - Pompage, Pompage du Revêtement I - Pumping

BOQUEIRÃO BRITADOR DE MANDÍBULAS

BOQUEIRÃO 1) Estrangulamento de um curso d'água que se caracteriza pela correnteza muito forte. 2) Quebrada E - Boquerón F - Gouffre I - Gorge BORRACHUDO 1) Porção de solo que pode ter boas características estruturais, mas que perde o poder de suporte, devido a excesso de umidade ou outro motivo. 2) Parte de pavimento em adiantado estado de desintegração E - Rotundo F - Grisé I - Pavement Settlement, Due to Foundation Movement, Soil with Transitory Resistance BOTA-DENTRO Parte da terra que, no terrapleno, é aproveitada como aterro, dispensando grandes distâncias de E - Préstamo F - Terre d'Emprunt I - Borrow Pit BOTA-FORA Material de escavação dos cortes não aproveitados nos aterros, devido à sua má qualidade, ao seu volume, ou à excessiva distância de transporte, e que é depositado fora da plataforma da rodovia, de preferência E - Bota-fuera, Despedida F - Chasse, Décharge I - Send-off, Run to Spoil BOTÃO Marca, em geral metálica, rígida e saliente, E - Clavo F - Clou I - Button BOTÕES V. Tachas E - Hiltos, Clavos F - Plots, Clous Indicateurs I - Buttons BRAÇO Parte de uma máquina ou equipamento como E - Brazo F - Bras I - Arm BRAIN TRUST Equipe de consultores altamente qualificados, que estudam, orientam e aconselham a autoridade de topo do governo das grandes nações e grandes instituições objetivando proporcionar as informações necessárias e uma cobertura técnica ao processo decisório, a fim de aliviar a carga de trabalho dos dirigentes e possibilitar a melhor utilização do tempo, recursos, E - Brain Trust F - Brain Trust I - Brain Trust BRAINSTORMING 1) Reuniões de um grupo de expertos para discussão informal de problemas importantes, de solução urgente, e definição de orientação a ser adotada pelo mesmo. 2) Um dos métodos de criatividade que consiste na apresentação por parte dos participantes de um grupo, sem nenhum controle ou censura, após libertação do medo de errar, de todas as idéias que se lhes ocorrem em uma inspiração súbita a propósito de solução ou E - Brainstorming F - Brainstorming I - Brainstorming BRECHA 1) Fenda ou abertura em algum objeto. 2) Espaço Vazio, Lacuna. 3) Rocha formada por fragmentos angulosos de outras rochas, aglutinadas ou não por um E - Brecha, Vacío F - Brèche I - Gap, Crack, Breach (Rock) BREJO Terreno plano encharcado, que se situa na região das cabeceiras ou de transbordamento de rio, ou depressões E - Pantano, Marjal, Bajial, Aguazal, Cienaga, Fangal F - Marécage I - Marsh, Fen, Swamp BRITA 1) Pedra quebrada, resultante de britagem. (Sin.: Pedra Britada). 2) Agregado graúdo originado por meio de E - Casquijo, Piedra triturada F - Pierres Concassés I - Crushed Stone, Broken Stone BRITA CORRIDA Produto total obtido diretamente da E - Triturado, Material Triturado (Pan.), Producto Detrituración (Per.) F - Tout-Venant de Concassage I - Crusher Run Material, Crusher Run Stone, Crusher Run, Run off Crusher (Australia) BRITA FINA Termo impropriamente utilizado para significar pedra britada zero ou pedrisco. V. Pedra Britada E - Piedra Triturada Menuda F - Pierres Concassées Menues I - Fine Crushed Stone BRITA GRAMADA Camada de brita de 20 a 30 cm de espessura, eventualmente transitável, coberto com grama, cujas raízes penetram em quantidade e profundidade. Ex.: E - Piedra Triturada con Grama F - Pierre Concassées avec Brisoir I - Broken Stone with Grass E - Trituradora, Quebrador (Cos.), Chancadora (Chi., Per.), Chanca (Nic.), Picadora de Piedra (R. D., Ven.) F - Concaseur I - Crusher E - Trituradora, Quebrador (Cos.), Chancadora (Chi., Per.), Chanca (Nic.), Picadora de Piedra (R.D., Ven.) F - Concasseur I - Crusher BRITADOR CÔNICO Triturador de pedra, cuja ação é exercida mediante uma peça cônica que oscila em torno de E - Trituradora de Cone, Quebrador de Cono (Cos.), Chancadora de Cono (Chi., Per.), Trituradora Secundária (Nic.), Picadora de Cône (Ven.) F - Concasseur de Cône I - Cone Crusher BRITADOR DE CILINDROS V. Britador de E - Trituradora de Rodillos F - Concasseur de Rouleaux I - Roller Crusher BRITADOR DE MANDÍBULAS Triturador de rocha, cuja ação se exerce por meio de placas metálicas de forma especial.

BRITADOR DE ROLOS BUEIRO EM ARCO

E - Trituradora de Mandíbulas, Quebrador de Quejadas (C.R.), Chancadora de Mandibulas (Chi., Per.), Quebradora de Quejadas (Méx., Nic.), Trituradora de Quejadas (Pan.), Picadora de Mandibulas (Ven.) F - Concasseur de Mandibules, Concasseur à Machoire I - Jaw Crusher BRITADOR DE ROLOS Triturador de pedras, cuja E - Trituradora de Rodillos, Quebrador de Rodillos(C.R.), Chancadora de Rodillos (Chi., Per.) F - Concasseur de Rouleaux I - Roller Crusher BRITADOR GIRATÓRIO Britador cuja ação se exerce mediante a operação de uma peça cônica metálica E - Trituradora de Cono, Quebrador de Cono (C.R.), Chancadora de Cono (Chi., Per.), Picadora de Cono (Ven.) F - Concasseur de Cône, Cône Concasseur I - Cone Crusher BRITADOR PRIMÁRIO Equipamento de britagem que, em uma instalação para esse fim, recebe o material do local de extração e procede à primeira redução do tamanho das pedras. Em geral, são britadores de mandíbulas ou E - Trituradora Primaria F - Concasseur Primaire I - Primary Crusher BRITADOR SECUNDÁRIO Equipamento de britagem que, em uma instalação para esse fim, recebe o material do britador primário para nova redução do tamanho E - Trituradora Secundaria F - Concasseur Sécondaire I - Secondary Crusher BRITADOR TERCIÁRIO Equipamento de britagem que, em uma instalação para esse fim, recebe o material dos britadores secundários, para nova redução do tamanho das pedras. Em geral trata-se de britadores de rolos ou de E - Trituradora Terciaria F - Concasseur Tértiaire I - Tertiary Crusher BRITAGEM Operação de fragmentação de um material E - Trituración, Macheque o Chancado (Bol., Per.) F - Concassage I - Crushing, Granulating BROCA 1) Instrumento constituído de barra de aço com ponta biselada com que se abrem buracos em rocha. 2) O furo feito em rocha no qual se introduz explosivos. 3) Instrumento que perfura por rotação, e que pode ser E - Broca F - Foret I - Rotary Drill BUEIRO Obra-de-arte corrente destinada a conduzir as águas de um talvegue de um lado para outro da estrada, podendo ser de talvegue ou de grota, em função da E - Alcantarilla F - Ponceau I - Culvert BUEIRO CAPEADO Bueiro cuja cobertura é E - Alcantarilla Cubierta F - Ponceau Recouvert I - Covered Culvert BUEIRO CELULAR Bueiro com seção formada em E - Alcantarilla Cellular F - Ponceau Cellulaire I - Cellular Culvert BUEIRO DE ALVENARIA Bueiro construído em E - Alcantarilla de Albañileria F - Ponceau de Maçonnerie I - Mansonry Culvert BUEIRO DE CHAPA CORRUGADA Bueiro construído com uso de chapas corrugadas de aço E - Alcantarilla Metálica F - Ponceau Métalique I - Corrugated Steel Plate Culver BUEIRO DE CONCRETO Bueiro construído em E - Alcantarilla de Concreto F - Ponceau en Béton I - Concrete Culvert BUEIRO DE GREIDE Dispositivo destinado a conduzir para local de deságue seguro, fora do corpo estradal, as águas coletadas por dispositivos de drenagem E - Alcantarilla de Pendiente F - Ponceau en Rampe I - Grade Culvert BUEIRO DE GROTA Obra-de-arte corrente ou não, destinada a conduzir as águas, em uma grota, de um lado E - Alcantarilla F - Rigole I - Cave, Culvert BUEIRO DE SEÇÃO CELULAR V. Bueiro E - Alcantarilla Cellular F - Ponceau Cellulaire I - Cellular Culvert BUEIRO DE SEÇÃO ESPECIAL Bueiro que tem E - Alcantarilla de Sección Especial F - Ponceau en Section Spéciale I - Culvert with Special Section BUEIRO DE SEÇÃO TUBULAR (Sin.: Bueiro E - Alcantarilla Tubular F - Ponceau Tubulaire I - Tubular Culvert, Pipe Culvert E - Alcantarilla F - Ponceau I - Culvert BUEIRO DUPLO Bueiro com seção dividida em duas E - Alcantarilla Dupla F - Ponceau Double I - Double Culvert BUEIRO EM ARCO Bueiro que tem sua parte superior em forma de arco.

BUEIRO METÁLICO BÚSSOLA

E - Alcantarilla en Arco F - Ponceau en Arc I - Arch Culvert BUEIRO METÁLICO Bueiro construído com chapas E - Alcantarilla Metálica F - Ponceau Metalique I - Metallic Culvert BUEIRO MÚLTIPLO Bueiro cuja seção é dividida E - Alcantarilla Múltipla F - Ponceau Multiple E - Multiple Culvert BUEIRO PARABÓLICO Bueiro em arco de forma E - Alcantarilla Parabólica F - Ponceau Parabolique I - Parabolic Culvert BUEIRO TRIPLO Bueiro cuja seção é dividida em E - Alcantarilla Triple F - Ponceau Triple I - Triple Culvert E - Alcantarilla Tubular F - Ponceau Tubulaire I - Tubular Culvert BULBO 1) Zona do interior de um terreno carregado, limitada por uma tensão de qualquer isobárica. 2) Parte E - Bulbo F - Bulbe I - Bulb BULDÔZER 1) Trator no qual a lâmina forma ângulo (Cf.: Angledôzer). 2) Implemento adaptável a um trator constituído de lâmina a ser colocada na sua frente e por um suporte para montagem no trator. A lâmina atua num plano perpendicular ao eixo longitudinal do trator e pode ser baixada ou elevada por comando hidráulico ou a cabo. 3) Termo às vezes usado nos U.S.A. para designar trator de E - Topador Recto, Topadora (Bol., Nic.), Bulldozer (Col., Chi., Ven.), Pala Recta (Cos.), Topadora Fija (Pan.), Topadora Recta (Per.), Tractor con Cuchilla (R.D.), Tractor con Cuchilla Recta (Méx.), Buldózer (Ecu., Nic.) F - Bulldozer I - Bulldozer E - Topador Recto de Orugas F - Bulldozer avec Chenilles I - Crawler Tractor, Mounted Bulldozer E - Topador Recto con Ruedas F - Bulldozer avec Roues I - Wheel Tractor, Mounted Bulldozer E - Alameda F - Allée des Arbres I - Boulevard E - Bache, Parche (Col., Pan.) F - Nid de Poule I - Pot Hole BUREAU INTERNACIONAL DE PESOS E MEDIDAS - BIPM Organização fundada em 1875, pela Convenção Internacional do Metro, com sede em Sévres, França, que trata principalmente dos aspectos E - BIPM -Bureau Internacional de Pesos y Medidas F - BIPM - Bureau International de Poids et Mésuses I - IBWM - The Internacional Bureau of Weights and Measures BÚSSOLA Instrumento que, pela posição de uma agulha magnética, permite definir uma direção ou proceder à E - Brujula F - Boussole I - Compass

C & F - CUSTO E FRETE (PORTO DE DESTINO INDICADO) CAIXA AREIA (DRENAGEM)

C C & F - CUSTO E FRETE (PORTO DE DESTINO INDICADO) Incoterm, segundo o qual o exportador assume todos os custos necessários para transportar a mercadoria ao local de destino designado, mas o risco de perdas e danos, bem como qualquer aumento das despesas, é transferido ao destinatário no momento em que E-C&F F-C&F I-C&F CABEÇA D'ÁGUA Enxurrada produzida por grande E - Torrente F - Torrent I - Torrent CABEÇA DE BUEIRO Terminal de um bueiro, construído de forma que se ajuste à superfície do talude de E - Cabeza de la Alcantarilla F - Tête du Ponceau I - Head of Culvert CABECEIRA (DE RIO) Área em que surgem as fontes d'água que dão origem e um curso fluvial. (Sin.: E - Origem de Rio F - Origine de Rivière I - Riverhead CABOUCO 1) Termo usado em Portugal para significar escavação. 2) Escavação para construção de alicerces de E - Excavación, Cueva, Foso F - Excavation I - Excavation CÁBREA 1) Máquina para levantar e movimentar carga E - Grúa F - Machine a Mâter, Chévre I - Derrick CAÇAMBA Veículo provido de uma carroceria que se pode esvaziar ao girar sobre um ou mais eixos, destinado ao transporte de materiais a granel. (Sin.: Caminhão E - Volquete, Volqueta (Col.; Ec.), Camión de Volteo (Méx., R.D.), Camión Volquete (Nic.), Vagoneta de Volteo, Camión de Volteo (Per., Ven) F - Camion Benne I - Dump Truck CAÇAMBA (PARA CONCRETO) Conteiner para transporte de concreto fresco com uso de guindaste e com fundo móvel para descarga de concreto no local de E - Caja (para Concreto) F - Etrier (pour Béton) I - Bucket CADASTRO 1) Conjunto de registros de pessoas físicas ou jurídicas capacitadas a participar na execução de obras ou serviços ou fornecimento de bens. 2) Conjunto de informações e dados relativos a uma atividade e sua operação. 3) Conjunto de informações e dados relativos a determinado número de coisas disponíveis (empresas, pessoas, equipamentos). 4) Conjunto de informações a dados relativos a determinado universo de coisas E - Inventario, Catastro de Contratista F - Cadastre I - Inventory, Cadastre, Cadaster CADASTRO RODOVIÁRIO 1) Registro físico e patrimonial dos imóveis a incorporar ou incorporados a uma rodovia, segundo o seu projeto e subseqüentes alterações; na primeira hipótese, o cadastro é de levantamento; na segunda, de tombamento. 2) Relação e descrição detalhada das características dos bens afetados a uma rodovia ou E - Catastro Vial, Inventario Vial, Inventario de Carreteras F - Cadastre des Routes I - Inventory of Roads, Highway Cadastre, Road Inventory CADEIA DE MONTANHAS Série ininterrupta de montanhas ou de cumes de montanhas, que se ligam entre si E - Cadena de Montañas, Cordillera F - Chaîne de Montagnes I - Mountain Range CADERNETA DE CAMPO Caderneta para registro E - Libro de Campo F - Livrete de Topographie I - Field-book, Surveyor's Note Book CADERNO DE ENCARGOS Conjunto das normas e cláusulas técnicas, jurídicas e administrativas, que devem ser respeitadas na elaboração do projeto e na execução de E - Cuaderno de Encargos F - Cahier des Charges I - Contract Specification E - Trecho de Via F - Chaussée I - Road Way, Carriage Way CAIXA COLETORA 1) Dispositivo de recolhimento de águas de uma valeta para um bueiro construído de forma a respeitar a seção da valeta. 2) Caixa de um sistema de drenagem à qual aflui água superficial. V. Caixa de E - Caja Colectora F - Avaloire, Caisse d'Épargne I - Gullet CAIXA DE AMORTECIMENTO V. Bacia de E - Caja de Amortecimento F - Avaloire d'Amortissement I - Weakening Gullet CAIXA DE AREIA Dispositivo de apoio cheio de areia, que pode ser retirada paulatinamente, com vistas a E - Caja de Arena F - Chambre de Sable I - Sand Box CAIXA DE AREIA (DRENAGEM) Câmara de visita, em que o coletor de saída se localiza em uma cota sensivelmente mais baixa que o coletor ou coletores de entrada, destinada a reter os materiais sólidos e os detritos E - Cámara de Caida

CAIXA DE CISALHAMENTO CAL HIDRÁULICA

F - Chambre de Chute I - Sand Box CAIXA DE CISALHAMENTO Caixa metálica, com seção retangular, composta de duas partes, uma das quais presa a um anel e a outra móvel, no interior da qual é E - Caja de Cizalhamiento F - Boîte de Cisaillement I - Shear Box CAIXAS DE INFILTRAÇÃO OU ACUMULAÇÃO Caixas construídas em solos arenosos na adjacência de estradas de terra para receber e infiltrar as águas que sobre elas tiverem incidido; estas caixas E - Cajas de Accumulación o Infiltración F - Boîtes d'Accumulation et d'Infiltration I - Infiltration or Accumulation Boxes CAIXA DE INSPEÇÃO Caixa que permite a inspeção de um sistema de drenagem ou de qualquer outro E - Caja de Inspección F - Boîte d'Inspection I - Inspection Box, Inspection Chamber CAIXA DE PASSAGEM (DRENAGEM) Dispositivo de um sistema de drenagem, ao qual afluem diversos coletores. Tem também a função de permitir a E - Caja de Pasage F - Boîte de Passage I - Passage Box CAIXA PRETA 1) Equipamento, máquina ou instrumento que se utiliza sem que se conheçam suas bases tecnológicas e sua estrutura. 2) Unidade de componentes em geral eletrônicos com ?input? e ?output? conhecidos que pode ser inserida em sistema maior, sem que haja E - Caja Negra F - Boîte Noir I - Black Box E - Encofrado F - Cofrage I - Formwork CAIXÕES Fundações profundas, em geral de grande porte, formadas geralmente por caixas retangulares de E - Cajónes F - Caissons I - Caissons CAL Produto aglomerante obtido pela cozedura de E - Cal F - Chaux I - Lime CAL AÉREA (CaO) Cal fabricada (cozimento » 800ºC) com uma única matéria prima - o calcário (carbonato de cálcio - CaCo3) - e cujos componentes argilosos se enquadram na relação: %SiO2 + %Al3O3 + %Fe2O3 r = < 0,1% e que se %CaO apresenta sob a forma de pedra, reduzida em geral a fragmentos com diâmetro máximo de 15 mm, ou E - Cal Viva F - Chaux Vive I - Quicklime (CaO, Cal x, Caustic Lime, Burnt Lime) CAL AÉREA EXTINTA (Ca (OH)2) Combinação da cal aérea (Ca O) com água (hidratação) Ca O + H2O - > Ca (OH)2 + calor (até 400º C) e que se apresenta sob a forma de pó finíssimo quando a quantidade d'água for a exatamente requerida; vendida, em geral, em sacos e sob a Em geral é utilizada em mistura com areia, formando argamassa de cal, não resistente à ação dissolvente d'água, depois do endurecimento. (Sin.: Cal Apagada e Cal E - Cal Muerta F - Chaux Éteinte I - Hydrated Lime, Slaked Lime E - Cal Muerta F - Chaux Éteinte I - Hydrated Lime, Slaked Lime CAL CÁLCICA Cal aérea em que o componente MgO é E - Cal con MgO < 20% F - Chaux avec MgO < 20% I - Lime with MgO < 20% CAL DOLOMÍTICA OU MAGNESIANA Cal aérea em que o componente MgO é maior que 20%. V. Cal E - Cal con MgO > 20% F - Chaux avec MgO > 20% I - Lime with MgO > 20% CAL EXTINTA Pó seco obtido pela imersão de cal viva É constituída essencialmente de hidróxido de cálcio ou E - Cal Apagada F - Chaux Éteinte I - Slaked Lime CAL GORDA Cal aérea, da qual bastam 550 kg ou E - Cal Gruesa F - Chaux Grosse I - Fatty Lime E - Cal Hidratada F - Chaux Éteinte I - Hydrated Lime CAL HIDRATADA TIPO ?C? Cal utilizada na confecção de argamassas, constituída essencialmente de uma mistura de hidróxido de cálcio, hidróxido de magnésio E - Cal Hidratada Tipo ?C? F - Chaux Éteinte Type ?C? I - Hydrated Lime Type ?C? CAL HIDRATADA TIPO ?E? Cal utilizada na confecção de argamassas, constituída essencialmente de hidróxido de cálcio ou de uma mistura de hidróxido de E - Cal Extinta Tipo ?E? F - Chaux Éteinte Type ?E? I - Hydrated Lime Type ?E? CAL HIDRÁULICA Cal fabricada (cozida » 900ºC), em geral com uma única matéria-prima: rocha calcária - argila - e cujos componentes argilosos se enquadram na %SiO2 + %Al3O3 + %Fe2O3 relação 0,10 ? ?0,50 que se %CaO apresenta sob a forma de pedras que, após umedecidas, se reduzem a pó, dispensando normalmente a moagem. Em

CAL LENTA CALIBRAÇÃO (DE INSTRUMENTO DE MEDIDA OU ENSAIO)

geral é utilizada como pasta ou em mistura com areia (argamassa de cal hidráulica), ou com areia e pedra (concreto), que oferecem considerável resistência à ação dissolvente d'água, após o endurecimento, devido a formação de produtos insolúveis (hidratação dos composto E - Cal Hidráulica F - Chaux Hidraulique I - Hidraulic Lime CAL LENTA Cal aérea cuja extinção começa após 30 minutos da adição d'água. V. Cal Média e V. Cal E - Cal Lenta F - Chaux Lente I - Slow Lime CAL MAGRA Cal aérea, da qual são necessários mais de 550 kg para se obter 1 m3 de pasta de cal (rendimento E - Cal Magra F - Chaux Maigre I - Meager Lime CAL MÉDIA Cal aérea cuja extinção se inicia entre 5 e 30 minutos após adição d'água. V. Cal Lenta e V. Cal E - Cal Media F - Chaux Moyenne I - Medium Lime CAL PARA ARGAMASSA Cal, com requisitos definidos em especificação, própria para preparo de argamassa de cal usada na construção. V. Cal, V. Cal Aérea E - Cal para Mortero F - Chaux pour Mortier I - Lime for Mortar CAL PARA ENCHIMENTO Cal, com requisitos definidos em especificação, própria para ser utilizada como E - Cal para Relleno F - Chaux pour Remplissage I - Lime for Filler CAL RÁPIDA Cal aérea cuja extinção se inicia antes de 5 minutos depois de adição de água. V. Cal Lenta e V. Cal E - Cal Rápida F - Chaux Rapide I - Quick Lime CAL VIRGEM Sin.: Cal Aérea. Produto resultante ou processo de calcinação da qual o constituinte principal, é o óxido de cálcio ou óxido de cálcio em associação natural com óxido de magnésio, capaz de reagir com a água. (Sin.: E - Cal Viva F - Chaux Vive I - Quick Lime CAL VIVA Sin.: Cal Aérea. Produto aglomerante obtido pela calcinação, à temperatura de descarbonatação, de E - Cal Viva F - Chaux Vive I - Quick Lime CALADO 1) Distância vertical entre a superfície d' água em que a embarcação ou pontão flutua e a sua face inferior (quilha). 2) Profundidade mínima de água necessária para E - Calado F - Hauteur de Navigation I - Draught, Draft CALAFETAÇÃO DE JUNTAS Preenchimento de juntas em pavimento de concreto de cimento, com material elástico, para permitir os movimentos de dilatação e impedir a penetração de água para as camadas inferiores do E - Calafateo de Juntas F - Calafater (Joints) I - Joint Calking, Joint Caulking CALÇADA 1) Parte da via urbana ou de uma obra-de- arte para o trânsito de pedestres. (Sin.: Passeio). 2) Rua E - Acera, Andén (Col.), Vereda (Chi., Per.), Banqueta (Méx.), Andén, Banqueta (Nic.), Calsada F - Trottoir, Milieu d'Une Rue, Chaussée I - Side Walk CALÇAMENTO Camada de rolamento constituída de materiais pétreos ou outros, colocados contiguamente, E - Calzada F - Pavage I - Pavement CALCÁRIO Rocha formada essencialmente de E - Caliza, Piedra Calcárea, Piedra Caliza F - Calcaire I - Limestone CALCINAÇÃO DE CONCRETO Perda de água de hidratação de um concreto quando este é exposto a temperatura acima de 260 ºC por determinado período de E - Calcinación F - Calcination I - Concrete Calcination CALCRETE Conglomerado de pedregulho e areia E - Tosca (Arg.) F - Calcrete I - Calcrete CALHA 1) Peça de seção aberta, destinada a conduzir 2) Canal inclinado aberto com fundo e parede em madeira ou aço, para conduzir materiais ou misturas de um nível E - Conducto de Materiales, Reguera F - Anche I - Chute, Gutter E - Roca Suelta F - Gros Cailloux I - Loose Rock E - Canto Rodado F - Cailloux Rolé I - Rounded Rock Fragment CALIBRAÇÃO (DE INSTRUMENTO DE MEDIDA OU ENSAIO) 1) Operação (ativa) que corrige algumas leituras (convenientes) de dado instrumento, ou equipamento de medida ou ensaio e que deve ser complementada por elaboração de tabela ou curva Obs.: 1 - A calibração corresponde a uma intervenção no instrumento, aparelho, equipamento ou sistema de medida ou ensaio, razão pela qual é considerada uma operação ativa. 2 - A calibração corresponde a uma passagem de resultados ?precisos e não exatos? a resultados ?precisos e exatos?, e de resultados ?imprecisos e não exatos? a

CALIBRADOR CAMADA DE SOLO ESTABILIZADO

resultados ?imprecisos e exatos?, conforme o caso. 3 - A calibração é impropriamente entendida, às vezes, como se fosse uma aferição. 2) Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, é o conjunto de operações que estabelece, em condições específicas, a correspondência entre o estímulo e a resposta de um instrumento de medir, sistemas de E - Calibración F - Calibrage (d'un Instrument de Mesure) I - Gauging (of a Measuring Instrument) CALIBRADOR Equipamento de inspeção usado para determinar se as dimensões de uma peça, ou item, estão situadas dentro dos limites especificados de tolerância. Os mais comuns são os do tipo ?Passa-não passa?. Dividem-se b) calibradores de inspeção, ou de recepção; c) calibradores de trabalho, ou de fabricação. Também podem ser: a) E - Calibrador F - Calibrateur I - Gauge CAMADA OU ESTRATO Ocorrência contínua (ou quase) de rochas sedimentares com certa constância em suas propriedades fornecidas pelas condições de deposição E - Capa F - Couche I - Layer CAMADA (PAVIMENTO) Parte homogênea da estrutura pavimentada da rodovia, constituída por materiais E - Capa, Subrasante (Per.) F - Couche I - Course, Layer CAMADA ALTERADA Camada do solo ou rocha cujas características foram modificadas pelas intempéries E - Capa Alterada (Suelo) F - Couche Alterée (Sol) I - Alterated Soil Layer CAMADA ANTICRAVAMENTO Camada resultante de tratamento superficial simples, invertido, aplicado sobre a imprimação de base não coesiva; serve para evitar o rompimento, durante a construção, pelos agregados da primeira camada da capa de rolamento. (Sin.: E - Capa Anti-hincadura F - Couche Anti-battaje I - Antinailing Course CAMADA ANTIDERRAPANTE Camada betuminosa aplicada a quente com elevado teor de vazios após compactação para prover drenagem do filme d'água E - Capa Antideslizante F - Couche Antiglissant I - Antiskidding Layer, Friction Course (Australia) CAMADA BETUMINOSA Camada de pavimento flexível que contém betume, alcatrão, piche ou mistura E - Capa Betuminosa F - Couche Bitumineuse, Tapis Hydrocarboné I - Bituminous Layer CAMADA DE ASSENTAMENTO DE PARALELEPÍPEDOS Base com características adequadas, onde se pode assentar os paralelepípedos. Ex.: E - Asiento (de Adoquines), Capa de Base para Adoquines (Pan., Cos.), Base (Ecu.) F - Assise du Pavage I - Base Course for Parallelepipeds E - Base F - Couche de Base, Couche Portante I - Road Base, Base Course CAMADA DE BLOQUEIO Camada de granulometria apropriada, que é colocada sob camadas de granulometrias abertas, para evitar subpenetração de E - Capa Anticontaminante F - Couche Anticontaminante I - Blanket Course CAMADA DE BLOQUEIO (ESTRADAS VICINAIS) Camada de material sem coesão até 10 cm de espessura, que se utiliza em certos procedimentos construtivos de E - Capa Anticontaminante F - Couche d'Isolement I - Blockading Course CAMADA DE DESGASTE V. Camada de E - Carpeta de Desgaste F - Couche de Roulement I - Wearing Course CAMADA DE LIGAÇÃO Mistura betuminosa colocada entre a base e o revestimento de um pavimento, ou E - Capa Correctora F - Couche Intermédiaire ou de Liaison I - Binder Course CAMADA DE MATERIAL FILTRANTE (MUROS DE ARRIMO) Camada que se dispõe junto ao paramento interno de obras de contenção, para drenar as E - Capa de Material Filtrante F - Couche de Matériel à Filtrer I - Filtration Layer (Retaining Walls) CAMADA DE REGULARIZAÇÃO Camada de espessura variável, destinada a nivelar as depressões do E - Capa Correctora, Capa Niveladora (Bol., Col.), Capa Asfáltica de Nivelación (Gua.), Capa de Nivelación (Pan.), Capa de Rechequeo (R.D.), Capa de Renivelación (Méx.) F - Couche d'Égalisation I - Levelling Course CAMADA DE ROLAMENTO Camada superior de um pavimento. (Sin.: Camada de Desgaste, Cf.: E - Capa de Rodadura, Carpeta (en Pavimento Asfáltico) (Méx., Nic.), Losa (en Pavimento de Concreto Hidráulico) (Méx., Nic), Revestimento (en Caminos no Pavimentados) (Méx., Nic.), Capa de Rodadura, Pavimento (Uru.), Carpeta Asfáltica, Losa de Hormigón, Revestimiento (Cos.), Carpeta Asfáltica, Carpeta Bituminosa (Ven.) F - Couche de Roulement I - Wearing Course, Surfacing (Australia) CAMADA DE SOLO ESTABILIZADO Camada constituída por um solo melhorado ou tratado de modo a E - Capa de Suelo Estabilizado F - Couche de Sol Stabilisé I - Stabilized Soil Course

CAMADA DO PAVIMENTO CAMINHÃO DO CORPO DE BOMBEIRO

CAMADA DO PAVIMENTO Cada parte constituinte do pavimento que se constitui de um mesmo material e possui espessura uniforme transversal e longitudinalmente, obtida a partir do método de dimensionamento adotado, para cada subtrecho homogêneo E - Capa de Pavimento F - Couche de Chaussée I - Pavement Course, Layer (Road) CAMADA DRENANTE Camada constituída de material não coesivo cuja função é evitar a ascensão de água do subleito, para as camadas de pavimento. V. Camada de E - Capa de Drenaje, Capa Permeable (Méx.), Capa Drenante (Méx.), Capa de Material Granular (Cos.) F - Couche de Drainage I - Drainage Course CAMADA DRENANTE DE PAVIMENTO Camada de material permeável localizada entre o revestimento e a base em toda a largura das faixas de E - Capa Anticapilar, Capa Rompedora de Capilaridad (Méx.), Capa Impermeabilizante (Per.) F - Couche d' Impermeabilisation I - Water Proofing Course CAMADA GEOLÓGICA Depósito sedimentar E - Estrato F - Strate I - Geological Layer CAMADA IMPERMEABILIZANTE PROTETORA Camada inferior do pavimento destinado E - Capa de Impermeabilización F - Couche d'Impermeabilisation I - Water Proofing Course CAMADA INFERIOR DO REVESTIMENTO Camada de concreto betuminoso que integra o revestimento E - Capa de Ligación F - Couche de Liaison I - Binder Course, Base Course CAMADA ISOLANTE Camada inferior do pavimento, destinada a preservá-lo contra os efeitos das geadas ou da umidade ou de outros materiais que E - Capa Aislante, Capa de Subbase (Pan.), Capa Impermeabilizante (Per., Ven.), Capa de Afirmado (Ecu.) F - Couche Isolante I - Insulating Blanket CAMADA NÃO ESTABILIZADA (SOLO) E - Capa de Suelo no Estabilizado F - Couche non Traitée I - Unstabilized Course CAMADAS MÚLTIPLAS Pavimento cuja estrutura é constituída por duas ou mais camadas de materiais E - Capas Multiples F - Multicouche I - Multicourse Pavement CAMALEÃO Pequena elevação transversal da plataforma de estrada de terra, às vezes necessária para E - Desviación de Agua F - Détour de l'Eau I - Water Deviator CÂMARA DE INSPEÇÃO Câmara de pequena altura que, ao contrário de câmara de visita, não pode ser E - Pozo de Inspección F - Chambre d'Inspection,Chambre de Visite I - Inspection Well, Inspection Hole, Inspection Chamber CÂMARA DE VISITA Câmara que se intercala no encanamento para permitir a sua inspeção e limpeza. (Sin.: E - Pozo de Inspección F - Regard I - Inspection Chamber CAMINHAMENTO Percurso medido e orientado do E - Desplazamiento Longitudinal F - Déplacement Longitudinal I - Surveyline CAMINHÃO Veículo pesado automotor de operação livre, destinado ao transporte de bens e mercadorias ou na E - Camión F - Camion I - Truck, Lorry CAMINHÃO BASCULANTE Veículo provido de uma carroceria que se pode esvaziar por giro sobre um ou E - Volquete, Volqueta (Col., Ecu.) Camión de Volteo (Méx., R. D.), Camión Volquete (Nic.), Vagoneta de Volteo, Camión de Volteo (Per., Ven.) F - Camion Benne I - Dump Truck CAMINHÃO BETONEIRA Caminhão para E - Camión Betonero F - Camion Bétonière I - Concrete Mixer Truck CAMINHÃO COMBINADO V. Caminhão E - Camión Combinado, Camión con Remolque (Bol., Mex., Ecu., Nic., Per.) F - Camion Combiné I - Truck Combination CAMINHÃO CONJUGADO Caminhão-trator com reboque ou semi-reboque, às vezes, com ambos os E - Camión Combinado, Camión com Remolque (Bol., Méx., Per., R.D.), Camión Articulado (Pan.), Camión Remolque (Ven) F - Camion Combiné I - Truck Combination (Conjugated) CAMINHÃO DE CARROCERIA ABERTA E - Camión Abierto F - Camion à Carrosserie Ouverte I - Open Truck, Open Lorry CAMINHÃO DE CARROCERIA FECHADA Caminhão cuja carroceria se constitui recinto fechado ou E - Camión Cerrado F - Camion à Carrosserie Fermée I - Closed Truck, Closed Lorry CAMINHÃO DE CORPO DE BOMBEIRO E - Camión de Bombas

CAMINHÃO DE LIXO CAMIONETE FECHADA (STATION WAGON)

F - Voiture de Pompiers I - Fire Engine CAMINHÃO DE LIXO Caminhão destinado ao E - Camión Basuero F - Voiture d'Ordures I - Garbage Truck, Rubbish-Waggon, Dust Cart, Dirt- Waggon (USA), Garbage CAMINHÃO ESPECIAL Caminhão para transporte E - Camión Especializado F - Camion Spécial I - Special Purpose Truck CAMINHÃO ESPECIALIZADO V. Caminhão Especial E - Camión Especializado F - Camion Spécial I - Special Purpose Truck CAMINHÃO FORA-DE-ESTRADA Caminhão especial, de grande capacidade de carga (20 tf ou mais), para uso em obras ou mineração, projetado para transportes E - Camión Fuera de Ruta F - Voiture Hors de Route I - Off-Highway Truck CAMINHÃO FRIGORÍFICO Caminhão provido E - Camión Frigorífico F - Camion Frigorifique I - Refrigerator Truck, Refrigerator Lorry CAMINHÃO-GUINCHO Caminhão provido de E - Camión Gruincho F - Camion Grue I - Truck for Towage, Towage Truck, Towage Lorry E - Camión Liviano F - Camion Léger I - Light Truck CAMINHÃO MÉDIO Caminhão de uso corrente para transporte de pequena ou longa distância com capacidade E - Camión Médio F - Camion Moyen I - Medium Size Truck CAMINHÃO PESADO Caminhão de uso corrente para transportes a média ou longa distância, com E - Camión Pesado F - Camion Lourd I - Heavy Truck CAMINHÃO PLATAFORMA Caminhão cuja carroceria é constituída por plataforma sem laterais, que eventualmente transporta cargas de largura fora do E - Camión Plataforma F - Camion Plateforme I - Flatbed Truck CAMINHÃO RÍGIDO Veículo destinado ao transporte de cargas, constituído de uma unidade rígida, E - Camión Rígido F - Camion Rigide I - Rigid Truck CAMINHÃO SEMIPESADO Caminhão para transporte de cargas que não podem ser consideradas leves nem pesadas.

E - Camión Semi-Pesado F - Camion Demi-Lourde I - Medium Truck E - Camión Grua F - Camion Grue I - Truck for Towage, Towage Truck, Towage Lorry CAMINHÃO SUPERPESADO Caminhão utilizado em rodovias com capacidade para transporte de carga de E - Camión Super Pesado F - Camion Super-Lourd I - Super Heavy Duty Truck CAMINHÃO-TANQUE Caminhão que dispõe de E - Camión Cisterne, Camion Tanque F - Camion Cisterne I - Tanker, Tank Truck CAMINHÃO TÉRMICO Caminhão que dispõe de equipamento para aquecer sua carga ou isolá-la E - Camión Térmico F - Camion Thérmique I - Truck with Heating Equipment CAMINHÃO TIPO FORA-DE-ESTRADA (Sin.: Caminhão Fora-de-Estrada).V. Caminhão E - Camión Fuera de Ruta F - Camion Hors de Route I - Off-Highway Truck CAMINHÃO-TRATOR Veículo automotor destinado E - Camión Tractor, Mula (Col., Pan.), Autotractor (Ec.), Cabezal, Chinga (Nic., Cos.), Cabezote (R. D.), Tractor, Chuto (Ven.), Remolcador, Tractor, Camión (Per.) F - Camion Tracteur I - Truck-Trator CAMINHÃO TREMONHA Veículo auto- propulsado, provido de uma caixa com tremonha de E - Motogavón Tolva, Camión Tolva (Chi., Pa., Per., Cos.), Vagoneta (Méx.) F - Wagon-Trémie I - Motorized Botton Dump Trailler CAMINHO DE ACESSO Caminho que faz a ligação E - Camiño de Acceso F - Route de Raccordement I - Access Road CAMINHO DE SERVIÇO Caminho provisório, de condições técnicas modestas, aberto para apoio às obras de E - Camiño de Servicio F - Chémin de Service I - Service Way, Service Road CAMINHONETE FECHADA (STATION WAGON) Automóvel semelhante ao tipo denominado ?sedan?, que no entanto não possui espaço separado para bagagem e cuja parte traseira não é arredondada como no tipo citado, e, no qual, um ou mais assentos podem ser facilmente removidos, dando lugar para quantidade E - Camioneta Cerrada F - Camionnette Hermée I - Station Wagon, Beach Wagon

CAMIONEIRO CAPA DE ROLAMENTO (PONTE)

CAMIONEIRO Proprietário de caminhão, que o E - Camionero F - Conducteur de Camion I - Truck Driver, Truckman CAMIONETA (PICK-UP) Veículo automotor de operação livre, destinado ao transporte de passageiros e/ou E - Camioneta, Camión Liviano (Chi., Nic.), Panel de Reparto (Pan., Cos.), Camión Ligero (Ven.) F - Camionette de Petite Capacité, Camionette I - Light Delivery Truck, Delivery Van, Pick Up CAMPER Construção portátil que se ajusta sobre a carroceria de uma pick-up, que pode ser retirada em tempo E - Persone Praticante del Camping, Camper F - Camper I - Camper CAMPINA Campo extenso de relevo plano e sem E - Llanura, Sabana F - Campagne, Plaine I - Plain, Open Country CAMPO DA NORMALIZAÇÃO Domínio que E - Campo de la Normalización F - Domaine de la Normalisation I - Field of Standardization, Domain of Standardization CANAL 1) Obra de engenharia para comunicação de mares, rios ou lagos, com vistas à navegação, irrigação ou drenagem. 2) Acidente geográfico natural comunicando E - Canal F - Canal I - Channel, Canal CANALETA Conduto aberto de pequenas dimensões E - Canal Pequeño F - Chéneau I - Gutter CANALIZAÇÃO Conjunto de tubos ou canais. (Sin.: E - Canalización F - Canalisation I - Channelization, Piping CANO DE DESCARGA Componente do veículo automotor que permite o escapamento dos gases do motor E - Tubo de Escape F - Tuyau d'Échappement I - Exhaust Pipe, Exhaust Tube CANTÃO Trecho de estrada de rodagem ou de ferro, cuja manutenção rotineira está a cargo de um E - Canton F - Canton I - Lengthman's Road Stretch Canteiro Central, V. Canteiro de Obra, V. Canteiro Lateral, E - Cantero F - Tailleur de Pièrre I - Quarryman, Stone-Cutter CANTEIRO CENTRAL Espaço compreendido entre os bordos internos de pistas de rolamento de tráfego, para por definição, inclui os acostamentos internos ou faixas de E - Faja Divisoria Central, Mediana (Arg., Nic., Pan., Per.) Faja Separada Central (Méx.), Isla (R.D.) F - Bande de Séparation, Séparateur Central, Berme Centrale I - Median Strip, Central Separator, Median (USA & Australia), Central Reserve CANTEIRO DE OBRA Local em que são realizadas E - Lugar de Obra, Sitio de la Obra F - Chantier I - Work Site, Construction Site CANTEIRO LATERAL Canteiro compreendido entre uma pista principal de uma estrada e uma rua ou via E - Zona Separadora Lateral, Faja Separadora Lateral (Méx.), Faja de Separación (R.D.), Zona Lateral (Pan.) F - Séparation Extérieure I - Outer Separation Zone CANTONEIRO 1) Profissional responsável por pequenos serviços de conservação permanente em um trecho de estrada de terra. 2) Pessoa contratada, responsável pela manutenção rotineira de um trecho determinado de estrada, localizado em geral perto de sua moradia. (Sin.: E - Conservador (Trabajador) F - Ouvrier de Conservation I - Lengthman E - Cimento Asfáltico F - Bitume I - Asphaltic Cement, Asphalt Cement E - Revestimiento F - Revêtement, Couche d'Usure I - Wearing Course CAPA ANTIDERRAPANTE Camada superior da pavimentação com características especiais para evitar E - Capa Antideslizante F - Couche Antidérapante I - Anti-skid Coat, Non-skid Coat CAPA DE DESGASTE (Sin.: Camada de E - Capa de Rodaje, Carpeta de Desgaste F - Couche de Roulement I - Wearing Course CAPA DE PEDREIRA Camada de solo e/ou rocha decomposta que cobre a pedra que se pretende explorar em E - Capa de Pedrera F - Chape de Carrière I - Overburden CAPA DE ROLAMENTO (Sin.: Camada de E - Capa de Rodaje, Carpeta de Desgaste F - Couche de Roulement I - Wearing Course CAPA DE ROLAMENTO (PONTE) Revestimento que constitui a camada superficial (se houver) E - Revestimiento del Tablero (Puente) F - Surfaçage (Ouvrage d'Art)

CAPA ESTABILIZADORA CAPACIDADE DE TRÁFEGO

I - Ridge Deck Surfacing CAPA ESTABILIZADORA Camada de espessura uniforme de solo, provida ou não de agregados, submetida previamente a um processo de estabilização, e que funciona E - Capa Estabilizada, Capa Tratada (Nic., R.D.) F - Couche Stabilisée I - Stabilized Course CAPA IMPERMEABILIZANTE Camada subjacente ao pavimento, destinada a impedir o acesso da umidade (sais). V. Capa Selante. V. Revestimento do E - Capa Aislante, Capa de Sub-base (Pan.), Capa Impermeabilizante (Per., Ven.) F - Couche Imperméable I - Impermeabilization Blanket CAPA IMPERMEABILIZANTE (PONTE) E - Capa de Impermeabilización F - Chape d' Etancheité (Pont) I - Water Proofing Course (Bridge) CAPA SELANTE Filme impermeabilizante obtido pelo espalhamento de um ligante betuminoso sobre a camada de revestimento existente de uma rodovia, geralmente seguida E - Riego de Sello, Riego de Sellado (Pan., Ecu., Per.), Capa Sellante F - Enduit de Scellement I - Seal-Coat, Spray Seal (Austrália), Sprayed Seal (Austrália), Flush Seal (USA), Surface Dressing (UK), Sealing Coat, Enrichment Seal (Austrália) CAPACETE PROTETOR CONTRA CHOQUE Armadura de desenho anatômico para proteger a cabeça em E - Capacete Protector F - Casque I - Crash Helmet CAPACIDADE BÁSICA DE TRÂNSITO Número máximo de veículos que podem passar por um ponto de uma rodovia, durante uma certa unidade de tempo, (Cf.: Capacidade de Trânsito, Capacidade Máxima de Trânsito, Capacidade Possível de Trânsito, Capacidade E - Capacidad Básica del Tránsito F - Capacité de Base de Transit, Intensité Theorique de Circulation I - Basic Transit Capacity CAPACIDADE COROADA Capacidade de caminhão, em geral expressa em m3, e que corresponde à carga máxima efetivamente transportável. V. Capacidade E - Capacidad Coronada F - Capacité Couronnée I - Heaped Capacity (of a Truck) CAPACIDADE DE CARGA 1) Capacidade de suporte de um pavimento. 2) Capacidade de um caminhão E - Capacidad de Carga F - Capacité Portant I - Load Capacity, Bearing Capacity CAPACIDADE DE CARGA (DE UM SOLO DE FUNDAÇÃO) Carga que produz a ruptura de um solo de fundação quando submetido a um carregamento E - Capacidad de Soporte F - Capacité Portant Limite I - Ultimate Bearing Capacity CAPACIDADE DE CARGA ÚLTIMA (ESTACA) Carga de ruptura de uma estaca, que depende da resistência de seu fuste (elemento estrutural) e da E - Carga de Ruptura, Carga de Rotura F - Charge de Rupture (Pieu) I - Ultimate Bearing Load CAPACIDADE DE CONCRETAGEM 1) Volume máximo de concreto que uma instalação ou operação pode fornecer para determinada obra em dadas E - Capacidad de Hormigonado F - Capacité de Bétonnage I - Concrete Production Capacity CAPACIDADE DE ESCOAMENTO DA SUPERFÍCIE Dispositivos que dispõem uma rodovia E - Capacidad de Escurrimiento de la Superficie F - Drainabilité I - Measure of Surface Drainage CAPACIDADE DE PROJETO Capacidade de trânsito admitida para o ano de projeto, e que é usada para o projeto da via; ou seja, é o número máximo projetado de veículos que tem a probabilidade de passar por uma seção E - Capacidad de Diseño, Carga Limite (Nic.), Capacidad Limete (Per.), Carga de Diseño (Cos.) F - Capacité de Projet, Capacité Type, Capacité de Référence, Volume de Base I - Design Capacity CAPACIDADE DE RODOVIA/ CAPACIDADE DE VIA Número máximo de passageiros e/ou veículos de passageiros (obtidos pelo uso do fator carro-equivalente), que podem, mediante critérios estabelecidos, passar numa determinada via, num dado E - Capacidad de Vía de Tránsito F - Capacitè de Voie de Transit I - Capacity, Traffic Capacity CAPACIDADE DE SISTEMA DE TRANSPORTE, CAPACIDADE PREVISTA Número máximo de passageiros ou carga máxima que pode ser transportada por um sistema de transporte, coletivo ou de carga, num dado período de tempo, sob determinadas E - Capacidade de Diseño, Carga Limite (Nic.), Capacidad Limite (Per.) F - Capacitè de Projet, Capacitè Tipe I - Design Capacity CAPACIDADE DE SUPORTE Capacidade que um material, que faz parte de um pavimento ou estrutura, tem E - Capacidad de Soporte, Capacidad Portante (Col.), Carga de Trabajo (Nic.), Capacidad de Carga (Pan., Per., Ecu.) F - Capacité Portante I - Load Capacity, Bearing Capacity CAPACIDADE DE TRÁFEGO V. Capacidade de E - Capacidad de Tránsito F - Capacitè de Circulation, Capacitè de Trafic I - Traffic Capacity

CAPACIDADE DE TRÂNSITO CAPACIDADE TÉCNICA

CAPACIDADE TEÓRICA CARBONO (C)

CAPACIDADE TEÓRICA Capacidade que se E - Capacidad Teórica F - Capacité Théorique I - Theoretical Capacity CAPACITAÇÃO 1) Condição técnica de pessoas para E - Capacitación F - Action de Entrainer I - Training, Qualification E - Capón F - Chapon I - Capon, Coppice E - Capataz F - Chef d'un Corps de Métier I - Foreman, Overseer, Gang Leader, Gang Boss CAPATAZIA Pessoal encarregado da movimentação de carga em terra, nos portos brasileiros, na parte externa dos armazéns, recebendo a carga dos caminhões ou trens e colocando-a dentro do armazém ou pátio portuário, e em se tratando de sacaria, eventualmente, até o costado da E - Empleo de Capataz F - Corps de Métier I - Foreman, Overseer, Gang Leader, Gang Boss Foreman Ship CAPELA Compartimento fechado e envidraçado utilizado em laboratório para realizar reações químicas onde E - Capilla F - Capuce I - Hood 2) Estrutura material que tem comportamento semelhante a E - Capilar F - Capillaire I - Capillary CAPILARIDADE 1) Qualidade do que é delgado como um cabelo. 2) Conjunto de fenômenos que se passam num E - Capilaridad F - Capillarité I - Capillarity CAPILARÍMETRO Instrumento que determina a E - Capilarimetro F - Capillarimètre I - Capillarimeter CAPINA Eliminação de capim ou de qualquer erva daninha que cresça em um terreno entre plantas ornamentais E - Arrancar Hierba Manualmente, Arrancar Yerba Manualmente, Arrancar Hierba Mecanicamente, Arrancar Yerba Mecanicamente, Matar Hierba Quimicamente, Matar Yerba Quimicamente F - Couper Foin Manuellement, Couper Foin Mécaniquement, Couper Foin Chemiquement I - Manual Weeding, Mechanical Weeding, Chemical Weeding, Weeding CAPINA, ROÇADA Limpeza de terreno, de uma plantação de capim ou qualquer erva que seja considerada E - Cortar Capín F - Désherbage I - Grass Clearance by Chemical or Other Means CAPOEIRA 1) Mata rala que se origina nos terrenos onde foi cortada a mata virgem e que se compõe de árvores em desenvolvimento e vegetação subarbórea. 2) Terreno em que o mato foi queimado ou roçado, para cultivo da terra ou E - Broza F- I - Brush Wood CARACTERIZAÇÃO DE SOLO DE FUNDAÇÃO Determinação das propriedades de um E - Caracterización de Suelo de Fondación F - Caracterisation du Sol de Fondation I - Foundation Soil Characterization CARACTERIZAÇÃO DE SOLOS ATRAVÉS DE ENSAIOS FÍSICOS Determinação de características dos solos através de ensaios físicos, executados sobre solo amolgado. Ex.: DNER-EM 080/94, E - Caracterización de Suelos por Ensayos Físicos F - Caracterisation de Sols par Essais Physiques I - Soil Characterization Through Physical Testing CARACTERIZAÇÃO MACROSCÓPICA DE ROCHAS DE AGREGADOS Determinação das características de rochas e agregados por meios visuais, completados por determinações simples, exeqüíveis manualmente no campo, com uso de aparelhamento portátil (martelo, talhadeira, ácido forte). Ex.: DNER-SP - M106- 71t ABNT NB-47 - NBR - 7389 - Análise Petrográfica de E - Caracterización Macroscópica de Rocas y Agregados F - Caracterisation Macroscopique de Roche y Aggrégats I - Macroscopic Rock and Aggregate Characterization CARACTERIZAÇÃO MACROSCÓPICA DE SOLOS Determinação das características essenciais do solo, de preferência ?in situ?, por meios visuais e/ou basicamente manuais, que possibilitem a identificação e E - Caracterización Macroscópica de Suelos F - Caracterisation Macroscopique de Sols I - Macroscopic Soil Characterization CARBENOS Componentes dos asfaltos, solúveis em sulfeto de carbono, mas insolúveis em tetracloreto de E - Carbenos, Carbonos (Per.) F - Carbenes I - Carbenes E - Carbonato F - Carbonate I - Carbonate E - Carbono (Quím.) F - Carbone (Chim.) I - Carbon (Chem.) CARBONO (C) Elemento de número atômico 6 (seis), capaz de formar extensas cadeias de átomos, constituinte de E - Carbono (Quím.) F - Carbone (Chim.) I - Carbon (Chem.)

CARBURADOR CARREGADEIRA DE PNEUS, PÁ-CARREGADEIRA DE PNEUS

CARBURADOR Órgão principal de carburação, onde o combustível se mistura, em proporção adequada, com o ar, E - Carburador F - Carburateur I - Carburetter, Carburettor, Carbureter, Carburetor Blasting Charge E - Carga F - Charge, Marchandises (Chargement) I - Freight, Load, Goods, Cargo CARGA (EXPLOSIVA), CARGA 1) Quantidade de explosivo, ou número de cartuchos, introduzidos num furo, ou conjunto de furos. 2) Força que solicita um sistema E - Carga Explosiva, Carga F - Charge Explosive, Charge, Chargement I - Load CARGA A GRANEL Carga transportada sem E - Carga a Granel F - Marchandise en Vrac I - Bulk Cargo CARGA ADMISSÍVEL SOBRE UM TUBULÃO ISOLADO Aquela que, aplicada sobre um tubulão nas condições fixadas em cada caso, provoca apenas recalques que a construção pode suportar sem inconvenientes, e, simultaneamente, oferece um coeficiente de segurança satisfatório contra a ruptura ou o escoamento do solo, ou do elemento de fundação. Nota: Essa definição esclarece que as pressões admissíveis dependem da sensibilidade da construção projetada aos recalques, especialmente aos recalques diferenciais específicos, os Entende-se como recalque diferencial específico a diferença entre os recalques absolutos de dois apoios dividida pela E - Capacidad de Carga de un Cajón Islado F - Capacité de Charge d'un Caisson Cylindrique Isolé I - Cylindrical Caisson Isolated Bearing Capacity CARGA ADMISSÍVEL SOBRE UMA ESTACA ISOLADA Aquela que, aplicada sobre a estaca nas condições fixadas em cada caso, provoca apenas recalques que a construção pode suportar sem inconvenientes e, simultaneamente, oferece um coeficiente de segurança satisfatório contra a ruptura ou o escoamento do solo, ou do elemento de fundação. Nota: Essa definição esclarece que as pressões admissíveis dependem da sensibilidade da construção projetada aos recalques, especialmente aos recalques diferenciais específicos, os Entende-se por recalque diferencial específico a diferença entre os recalques absolutos de dois apoios dividida pela E - Capacidad de Carga de una Estaca Aislada F - Capacité de Charge d'un Pieu Isolé I - Pile Isolated Bearing Capacity CARGA DE EIXO EQUIVALENTE Carga de eixo simples que se admite ter, em certas condições, efeito E - Eje Equivalente F - Essieu Équivalent I - Equivalent Load Standard Axle CARGA DE MULTIDÃO Força equivalente ao peso de uma multidão uniformemente distribuída, aplicada a uma E - Carga de Multitud F - Charge de Multitude I - Multitude Load CARGA DE RUPTURA 1) Força aplicada a um corpo-de-prova no momento da ruptura. 2) Força que rompe dada peça estrutural, subsistema ou sistema estrutural. (Sin.: E - Carga de Ruptura, Carga de Rotura F - Charge de Rupture I - Breaking Load CARGA EXPLOSIVA 1) Carga que é capaz de produzir comoção seguida de detonação. 2) Carga sujeita a E - Carga Explosiva F - Change Explosive I - Explosive Load CARGA MÁXIMA POR EIXO Carga máxima que um eixo de veículo pode transmitir ao pavimento em função E - Carga Máxima por Eje F - Charge d'Essieu Maximum I - Maximum Axle Load, Standard Axle Load (Austrália) CARGA PERIGOSA Carga que, por um motivo qualquer, se constitui em perigo para vidas humanas, E - Carga Peligrosa F - Marchandise Dangereuse I - Dangerous Cargo CARGA PERMANANTE (DA ESTRUTURA) Carga constituída pelo peso próprio da estrutura e por todas E - Carga Permanente F - Charge Permanente I - Permanent Load CARGA POR EIXO Carga total transmitida ao E - Carga por Eje F - Charge par Essieu I - Axle Load CARGA POR RODA Carga que um semi-eixo E - Carga por Rueda F - Charge par Roue I - Wheel Load CARGA SECA Carga cujo teor de umidade é E - Carga Seca F - Charge Sèche I - Dry Cargo CAROTE (ROCHA) Termo utilizado em Portugal para E - Muestra de Roca F - Eprouvette de Roche, Echantillon de Roche I - Core Sample, Rock Sample CARREGADEIRA Máquina autopropulsora, com as mesmas características gerais de um trator, provida de balde E - Tractocargadora, Tractor con Cargador Frontal (Bol., Méx., R.D.), Cargadora, Trax-Cavadora (Nic.), Cargador (Col., Cos., Per.), Tractor-Cargador (Pan.), Cargador Frontal (Ecu.) F - Motochargeuse I - Tractor Loader, Front-end Loader CARREGADEIRA DE PNEUS, PÁ- CARREGADEIRA DE PNEUS Carregadeira munida de pneus. V. Carregadeira.

CARREGADOR CARTA CONVITE

E - Tractocargadora de Ruedas Neumáticas Motochargeuse a Pneus F - Motochargeuse à Pneumatique I - Mounted Shovel, Pneumatic Tractor, Wheel Tractor E - Tractocargadora, Tractor con Cargador Frontal (Bol., Méx., R. D.), Cargador (Col., Cos.), Cargador Frontal (Ec.), Cargadora, Traxcavadora (Nic.), Tractor- Cargador (Pan.) F - Motochargeuse I - Front-end Loader CARREGADOR FRONTAL V. Trator E - Cargador Frontal F - Chargeur Avant, Pelle Chargeuse I - Front-end Loader E - Cargador Lateral F - Chargeur Latérale I - Lateral Loader CARREGADOR-ESCAVADOR Carregador que pode também escavar, para o que é dotado de disco ou lâmina cortante, e que, acoplado com máquina trator, pode E - Roturadora-Transportadora F - Chargeur-Escavateur I - Elevating-Grader CARREGADOR-TRANSPORTADOR Carregador que pode também escavar, para o que é dotado de disco ou lâmina cortante, e que, acoplado com máquina trator, pode efetuar em marcha o carregamento de veículo E - Roturadora-Transportadora F - Chargeur-Escavateur I - Elevating-Grader CARREGAMENTO 1) Conjunto de coisas que E - Cargamento F - Chargement I - Loading, Cargo CARREGAMENTO A UMA VELOCIDADE DE RECALQUE CONSTANTE (CRP) Tipo de carregamento utilizado em provas de carga de estacas, admitido atualmente em normas inglesas, canadenses e suecas e que se caracteriza pelo fato de o recalque, durante a prova, se realizar segundo velocidade pré-determinada (Ex.: 0,5mm/min). V. Carregamento Lento em Estágios E - Carga a Velocidade de Recalcadura Constante (CRP) F - Charge à Vitesse Avec Refoulement Constant (CRP) I - Constant Rate Penetration Test (CRP) CARREGAMENTO LENTO EM ESTÁGIOS (SML) Tipo de carregamento utilizado em provas de carga de estacas, adotado na NBR-612 - NB-20 - Estaca e Tubulão - Prova de Carga, da ABNT, sendo que a duração da prova é da ordem de 72 horas. V. Carregamento Rápido em Estágios (QML) e V. Carregamento a uma Velocidade E - Carga Lenta en Niveles (SML) F - Charge Lente pour Stages (SML) I - Slow Maintained Load Test (SML) CARREGAMENTO RÁPIDO EM ESTÁGIOS (QML) Tipo de carregamento rápido utilizado em provas de carga de estacas (30 a 40 estágios com atuação de cada carga entre 5 e 15 minutos). V. Carregamento Lento em Estágios (SML) e V. Carregamento a uma Velocidade de E - Carga Rápida en Niveles (QML) F - Charge Rapide pour Stages (QML) I - Quick Maintained Load (QML) CARRETA Veículo automotor com reboque articulado E - Carreta F - Carry-all I - Carryall CARRETEIRO Proprietário de caminhão que efetua E - Transportador Carretero Individual F - Transporteur Autonome I - Individual Road Carrier E - Flete, Porte F - Fret I - Freight (USA), Carriage (UK) CARRO-EQUIVALENTE Número que traduz a presença dos caminhões e/ou ônibus, também chamados veículos comerciais, que se deslocam na corrente de trânsito e na via, transformados, para efeito de cálculo, em número equivalente de carros de passeio, quando se lhes aplicam E - Coche Equivalente F - Automobile Équivalent I - Passenger Car Equivalent CARROÇA Veículo de tração animal destinado E - Carroza F - Chariot (Charriot) I - Small Car E - Carroceria F - Carrosserie I - Body of a Motocar E - Carretero F - Charretier I - Coachman CARROCERIA 1) Nos carros de passeio e utilitários, a carcaça geralmente metálica onde se alojam os passageiros, e que é também dotada de mala para bagagem, ferramentas e acessórios. 2) No caso de caminhões e/ou utilitário com boléia independente, a parte traseira, geralmente aberta, E - Carroceria F - Carrosserie I - Body of a Motocar CARTA 1) Representação dos aspectos naturais e artificiais da Terra, permitindo a avaliação precisa de distâncias e a localização geográfica de pontos, áreas e detalhes, de sua superfície. 2) Documento de habilitação do motorista. Nota: Os ingleses e americanos dão preferência ao termo mapa, enquanto os franceses e os demais de E - Carta, Carnet de Chofer F - Carte, Permis de Conduire I - Chart, Map, Driving Licence CARTA CONVITE Documento através do qual uma parte interessada em obter determinada prestação de serviço ou determinado fornecimento, convida outras partes para E - Carta de Invitación F - Lettre d'Invitation I - Letter-Invitation

CARTA FOTOALTIMÉTRICA CAVA DE FUNDAÇÃO

CARTA FOTOALTIMÉTRICA Carta topográfica em que a planimetria é representada fotograficamente em E - Carta Fotoaltimetrica F - Carte Photoaltimétrique I - Photoaltimetric Map CARTA PLANIMÉTRICA Carta elaborada mediante levantamento do relevo topográfico ou fotogramétrico, sem as curvas de nível, ou mapa derivado, isto é, oriundo, em escala menor, da carta topográfica existentente, em que foram eliminadas as curvas de nível e E - Carta Planimétrica F - Carte Planimétrique I - Planimetric Map CARTA TOPOGRÁFICA 1) Carta elaborada mediante um levantamento original, ou compilada de outras cartas topográficas existentes, e que inclui acidentes 2) Carta em que os acidentes planimétricos e altimétricos E - Carta Topográfica F - Carte Topographique I - Survey Map, Topographic Map CARVÃO Substância combustível, sólida, em geral de coloração negra, resultante da acumulação, compressão e endurecimento de plantas florestais. Ex.: Carvão Mineral, E - Carbón F - Charbon I - Coal CASCA Cobertura de concreto armado, de pequena E - Cáscara F - Coque I - Shell E - Gravera, Cascajera (Col.), Fuente de Grava, Fuente de Cascajo (Pan., Nic.), Cascajar (Ven.) F - Gravière I - Gravel Pit CASCALHEIRA DE CAVA Ocorrência de E - Minade Grava, Gravera F - Gravière I - Gravel Pit CASCALHEIRA DE RIO Ocorrência de pedregulho E - Gravera de Rio F - Gravière de Rivière I - Gravel River, Deposit River CASCALHINHO Cascalho cujo tamanho oscila entre E - Granza, Arena Gruesa (Bol., Equ., Per., Cos., Nic.), Gravilla (Col., Chi., Pan.), Grazón (Méx., R.D., Ven.) F - Granaillé, Gravillon I - Gravel Screenings CASCALHO Material granular resultante da desintegração natural das rochas, cujo tamanho oscila entre E - Grava, Cascajo (Col., Nic., Per.) F - Gravier I - Gravel CASCALHO BRITADO Material granular resultante do processo artificial de cominuição da rocha através de E - Grava Triturada F - Gravier Concassé I - Crushed Gravel CASCALHO GRAÚDO Aquele cujas partículas têm E - Grava Gruesa F - Gravier Gros I - Coarse Gravel CASCALHO MIÚDO Cascalho cujo tamanho está E - Gravilla, Grava Fina (Pan., Per., R.D., Ven., Nic.) F - Gravillon I - Pea Gravel, Fine Gravel CASCALHO NATURAL Aquele que provém de uma ocorrência natural, sem ter sofrido operação de E - Grava en Bruto, Grava Natural (Bol., Cos.,Nic.), Cascajo Natural (Pan.), Ripio (Chi., Per.) F - Gravier Tout-Venant I - Pit-run Gravel CASCATA Queda d'água de pequeno vulto ou uma série E - Cascada, Catarata F - Cascade, Chute d'Eau I - Cascade CATACLASE Metamorfismo que acarreta a trituração e fragmentação de rochas, originado geralmente de E - Cataclase F - Cataclase I - Cataclasis CATADIÓTRICO Dispositivo de reflexão e refração da luz, utilizado na sinalização de vias e veículos. (Sin.: E - Catadióptrico, Demarcador Reflectivo F - Réflecteur I - Reflector, Cat-eyes E - Catión F - Cation I - Cation E - Catión F - Cation I - Cation CAUÇÃO Dinheiro, título ou outro documento pré- estabelecido exigido de solicitantes ou contratados para E - Caución F - Caution I - Bail, Value Deposited as Security E - Caudal F - Torrent I - Torrent, Caudal CAVA Escavação rasa e irregular usada para o exame direto de camada de subsolo, aberta a pá e picareta, ou com uso de equipamento motorizado. V. Exame Direto do E - Cava F - Fosse I - Pit CAVA DE FUNDAÇÃO Escavação requerida para E - Cava de Fondación F - Cave de Fondation I - Excavation for Foundation

CAVALO-MECÂNICO CHOCO

CIBERNÉTICA CIMENTO PORTLAND COMUM

CIBERNÉTICA Ciência que estuda a interdependência entre as demais ciências e suas especializações, verificando causas e conseqüências, considerando a interação entre os fenômenos com o objetivo de estabelecer soluções, diretrizes e o mecanismo capaz de corrigir o desempenho através do controle das comunicações pela criação de uma força de retroalimentação (feed-back) que disciplina o organismo, fazendo-o caminhar o mais próximo possivel da direção que conduz ao propósito final, corrigindo as E - Cibernetica F - Cybernetique I - Cybernetics E - Pista de Bicicletas F - Piste Cyclable I - Cycle Track, Bike Way CIDIAT - CENTRO INTERAMERICANO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DOS RECURSOS HÍDRICOS E DO SOLO Organização de caráter interamericano, com sede em Mérida, Venezuela com atribuições definidas E - CIDIAT F - CIDIAT I - CIDIAT CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO Ciência concernente aos fenômenos (características, desempenho) E - Ciencia de los Materiales F - Science des Materiaux I - Materials Science CIF - ?COST, INSURANCE, FREIGHT? (PORTO DE DESTINO INDICADO) 1) Condição de preço que inclui o custo do produto na origem, mais o frete e o seguro até o destino, que deve ser indicado após CIF. Ex.: CIF/Londres. 2) Incoterm, segundo o qual o exportador assume todos os custos necessários para transportar a mercadoria ao local de destino designado, mas o risco de perdas e danos, bem como qualquer aumento das despesas, é transferido ao destinatário, no momento em que a carga transpõe a amurada do navio, no porto de embarque, cabendo, ao contrário de C & F, ao exportador ainda a contratação do seguro marítimo contra riscos e perdas E - CIF - Cost, Insurance and Freight (Named Point Destination) F - CIF - Cost, Insurance and Freight (Named Point of Destination) I - CIF - Cost, Insurance and Freight (Named Point of Destination) CILINDRO SECADOR E MISTURADOR, SECADOR E MISTURADOR Parte do equipamento utilizado em usinas de asfalto para secagem e E - Cilindro para Secar y Mesclar F - Tambour Sécheur et Mélangeur I - Dryer Drum Mixer E - Encofrado, Formaleta (Col., Cos., Pan., R. D.), Cimbra (Méx.), Formaleteado, Cimbrado (Nic.) F - Cofrage, Échafaudage I - False Work CIMBRE Estrutura provisória projetada para receber e transmitir cargas durante a construção de obras-de-arte.

E - Encofrado, Formaleta (Col., Cos., Pan., R.D.), Cimbra (Méx.), Formaleteado, Cimbrado (Nic.) F - Coffrage, Échafaudage I - Form Work, Scaffolding, False Work, Cofferdam CIMENTAÇÃO 1) Agregação de grãos de areia ou fragmentos de rocha por um cimento natural. (Ex.: de natureza calcária), formando material rochoso novo. 2) E - Cementación F - Cimentation I - Cementation E - Fábrica de Cemento F - Fabrique de Ciment I - Cement Factory CIMENTO 1) Substância em pó utilizada como aglomerante e que, umedecida, se usa em estados plástico, endurecendo, depois, pela perda de água. 2) Material natural que preenche os poros das rochas sedimentares e promove a Pode ser argiloso, siltoso, calcífero, ferruginoso, influenciando de forma sensível o comportamento mecânico da rocha. 3) Adesivo para colar superfícies que não se acham em estreito contato. 4) Ligante hidráulico que foi moído após cozimento. V. Cimento Asfaltico, V. Cimento Portland, V. Cimento Portland Comum, V. Cimento de Pega Rápida, V. Cimento Portland Pozolânico, V. Cimento de E - Cemento F - Ciment I - Cement CIMENTO ASFÁLTICO Asfalto obtido especialmente para apresentar as qualidades e consistências próprias para o uso direto na construção de pavimentos, tendo uma penetração a 250 ºC entre 5 e 300 décimos de milímetros, sob uma carga de 100 gramas, aplicada durante E - Cemento Asfáltico F - Bitume I - Asphaltic Cement, Asphalt Cement CIMENTO DE ALTA RESISTÊNCIA INICIAL Cimento especialmente fabricado, cujo emprego assegura à argamassa ou concreto obtido com o uso do mesmo uma resistência inicial (Ex.: 1 dia) mais E - Cemento de Alta Resistencia Inicial F - Ciment de Haute Resistance Initiale I - High-early Strength Cement CIMENTO DE PEGA RÁPIDA Cimento especial cujo início de pega se verifica rapidamente após preparo da E - Cemento de Cura Rápida F - Ciment à Prise Rapide I - Cement of Quick Setting CIMENTO PORTLAND 1) Cimento hidráulico resultante da calcinação, até a fusão incipiente, de uma 2) Termo impropriamente usado para significar cimento E - Cemento Portland F - Ciment Normal I - Portland Cement CIMENTO PORTLAND COMUM Aglomerante E - Cemento Portland Normal F - Ciment Portland Normal

CIMENTO PORTLAND POZOLÂNICO CLAREAR (SUPERFÍCIE DE PAVIMENTO)

I - Standard Portland Cement CIMENTO PORTLAND POZOLÂNICO Cimento pozolânico obtido com moagem de clínquer E - Cemento Portland Puzolanico F - Ciment Portland Pouzzolanique I - Portland Pozzolanic Cement CIMENTO POZOLÂNICO Aglomerante hidráulico obtido pela moagem de clínquer e pozolana, sem adição, durante a moagem, de outra substância, a não ser uma ou mais formas de sulfato de cálcio. V. Cimento Portland E - Cemento Puzolanico F - Ciment Pouzzolanique I - Pozzolanic Cement CIMENTO ROMANO Ligante hidráulico obtido pela moagem de margas calcáreas ou magnesianas, contendo no caso mais de 20% de argila e exposição a temperatura elevada, porém inferior a 900 ºC. Ex.: Cimentos romanos E - Cemento Romano F - Ciment Romain I - Roman Cement CIMENTO ?TENSOR? Tipo de cimento expansivo que após o endurecimento do concreto produzido acarreta expressiva expansão deste concreto. Ex.: Cimento E - Cemento Tensor F - Ciment Tenseur I - Stressing Cement CINTAMENTO POR ARMADURA DE PROJEÇÃO CIRCULAR Envolvimento das armaduras principais de uma coluna circular por barras helicoidais ou estribos, com vistas à obtenção de maior E- F - Frettage I - Hooping, Helical Binding, Hoops, Spiral Reinforcement CINTO DE SEGURANÇA Dispositivo de segurança, constituído de um conjunto de cadarços, fecho ou fechos de segurança, elementos de regulagem e de ligação fixados à estrutura do veículo e destinado a impedir ou diminuir danos corporais ao usuário em certos tipos de E - Cinturión de Seguridad F - Ceinture de Securité I - Safety Belt CINTO DE SEGURANÇA SUBABDOMINAL Cinto de segurança cujo cadarço passa pela região pélvica do usuário, objeto de especificação própria e é utilizada para a imobilização relativa do corpo humano em caso de E - Cinturión de Seguridad F - Ceinture de Securité Ventrale I - Safety Belt (Subabdominal) CINTO DE SEGURANÇA DE TRÊS PONTOS Cinto de segurança composto de um cinto V. Cinto de Segurança Retrátil de Três Pontos e V. Cinto de E - Cinturión de Seguridad de Tres Puntos F - Ceinture de Securité (Trois Points) I - Safety Belt (Three Points) CINTO DE SEGURANÇA DIAGONAL Cinto de segurança cujo cadarço passa diagonalmente pelo tórax do usuário, objeto de especificação própria. V. Cinto de E - Cinturión Diagonal de Seguridad F - Ceinture de Securité Diagonale I - Safety Belt (Diagonal) CINTO DE SEGURANÇA RETRÁTIL DE TRÊS PONTOS Cinto de segurança de três pontos, em que o cadarço em diagonal é munido de retrator e só entra em ação quando há desaceleração ou parada brusca do veículo. Se o automóvel está parado ou em condições normais de condução, o cadarço diagonal permanece em contato com o tórax do motorista ou passageiro e acompanha tudo e qualquer movimento do seu tronco, E - Cinturión de Seguridad Retráctil de Tres Puntos F - Ceinture de Securité Rétractive (Trois Points) I - Shrinked Safety Belt (Three Points) E - Ceniza Fina F - Cendre Fine I - Fine Ash CINZA VOLANTE Resíduo constituído por um pó proveniente da combustão, a alta temperatura, de carvão E - Ceniza Voladora, Ceniza Volante (Chi.), Ceniza Volátil (Cos., Ecu., Méx.), Ceniza (Pan.), Ceniza Móvil (Per.) F - Cendre Volante I - Fly-ash, Flyash, Fly Ash CINZA VOLANTE HIDRÁULICA Cinza volante que resulta da combustão de certos carvões pulverizados e que, em conseqüência de alto teor de cal livre, dispensa a adição de cal quando, após mistura com água, pode ser E - Ceniza Voladora Hidráulica F - Cendres Volantes Hydrauliques I - Hydraulic Fly Ash CIP - FRETE OU TRANSPORTE E SEGURO PAGOS ATÉ PONTO DE DESTINAÇÃO Incoterm que atende a qualquer tipo de transporte (inclusive o intermodal), segundo o qual cabe ao exportador arcar com os custos de transporte e seguro até o ponto de destinação E - CIP - Freight/Carriage and Insurance Paid to (Named Point of Destination) F - CIP - Freight/Carriage and Insurance Paid to (Named Point of Destination) I - CIP - Freight/Carriage and Insurance Paid to (Named Point of Destination) CIRANDA Peneira grande, retangular, inclinada por meio de um cavalete, sobre a qual é lançado o material a E - Criba F - Claie I - Screen CISALHAMENTO 1) Deformação que sofre uma peça quando sujeita à ação de forças cortantes. 2) Ruptura de uma peça submetida à força cortante, num plano paralelo à E - Cisallamiento F - Cisaillement I - Shear, Shearing, Shear Strain CLAREAR (SUPERFÍCIE DE PAVIMENTO) Técnica para reduzir o efeito da ação dos raios solares, E - Clarear la Superficie del Pavimento F - Éclaircissement des Revêtements

CLASSIFICAÇÃO (DE SOLO) COBRE-JUNTA

I - Lightening of Road Surfaces CLASSIFICAÇÃO (DE SOLO) Processo pelo qual os solos são separados em classes e grupos, em relação a E - Clasificación de Suelos F - Classification de Sols I - Soil Classification CLASSIFICAÇÃO DE VIAS URBANAS Classificação em geral baseada na função, na jurisdição, na composição e na operação de dada via urbana. V. Função de E - Clasificación de Carreteras Urbanas F - Classification de Voies Urbaines I - Classification of Urban Ways CLASSIFICAÇÃO DECIMAL UNIVERSAL - CDU Tipo de classificação de informações sobre qualquer assunto, quaisquer que sejam os documentos que as contenham, como sejam livros, revistas, discos, por exemplo. O ponto focal no Brasil para as atividades relacionadas com a CDU é a Comissão Brasileira de Classificação - CDU organizada em 8 de março de 1958 no Instituto Brasileiro de Informações Técnico-Científicas - E - CDU - Clasificación Decimal Universal F - CDU - Classification Décimal Universelle I - UDC - Universal Decimal Classification CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL DAS E - Clasificación Funcional de las Vías F - Classification Functionale de Voies I - Functional Classification of Roads CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL DAS VIAS Processo de agrupar as vias em sistemas, grupos e classes, de acordo com o tipo de serviço que as mesmas E - Clasificación Funcional de las Vías F - Classification Functionale des Voies I - Functional Classification of Ways CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL DAS VIAS RURAIS Classificação baseada na posição hierárquica ocupada dentro da rede viária, decorrente da função exercida. A importância dessa função é considerada diretamente proporcional ao porte (demográfico, político e/ou econômico) das localidades servidas, aos volumes de tráfego e a distância média de viagem desse tráfego na rodovia. Assim sendo as vias rurais podem fazer parte do Sistema Arterial de Vias Rurais. V. Sistema Coletor de Vias E - Clasificación Funcional de Vías Urbanas F - Classification Fonctionelle de Routes Rurales I - Functional Classification of Rural Roads CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL DE VIAS URBANAS Classificação baseada na posição hierárquica ocupada dentro da rede viária, decorrente da função exercida. Essa classificação resulta da integração dos seguintes quatro requisitos: a) função da via; b) tipo de Conseqüentemente, as vias urbanas podem ser classificadas em: - vias urbanas expressas - vias urbanas arteriais - vias E - Clasificación Funcional de Vías Urbanas F - Classification Fonctionelle de Routes Urbaines I - Functional Classification of Urban Roads CLASSIFICAÇÃO TÉCNICA DE VIAS URBANAS Classificação técnica de vias urbanas quanto E - Clasificación Técnica de Vías Urbanas F - Classification Technique de Routes Urbaines I - Network Classification of Streets CLINÔMETRO 1) Instrumento topográfico que permite medir a inclinação da linha de visada com o horizonte, em graus ou percentagem. (Sin.: Eclímetro). 2) E - Clinómetro F - Clinomètre I - Clinometer CLÍNQUER PORTLAND Produto resultante da calcinação, até a fusão incipiente, de uma mistura fina e convenientemente proporcionada de materiais argilosos e E - Clinquer Portland, Clinca Portland, Clinker Portland (Pan.) F - Clinker Portland I - Portland Clinker CLISÍMETRO Instrumento topográfico que permite medir a inclinação da linha de visada pela tangente trigonométrica do ângulo que essa linha faz com o E - Clinómetro F - Clinomètre I - Clinometer CLIVAGEM 1) Propriedade que têm as substâncias cristalinas de se dividirem segundo planos paralelos em decorrência de sua estrutura interna. 2) Propriedade de certas rochas de se dividirem com relativa facilidade, E - Clivaje F - Clivage I - Cleavage CLOTÓIDE Curva utilizada na definição do traçado das E - Espiral de Cornu F - Spiral de Cornu I - Clothoid, Cornu's Spiral CNDU V. Conselho Nacional de Desenvolvimento E - CNDU F - CNDU I - CNDU E - CNT F - CNT I - CNT COBERTURA VEGETAL 1) Vegetação existente ao longo ou em áreas adjacentes à rodovia, resultante de um revestimento vegetal ou não. 2) Vegetação rasteira e arbustiva que reveste o solo das matas. (Sin.: Cobertura e E - Vegetación Existente, Cobertura Vegetal F - Végétation Existante, Couverture Végétale I - Existing Vegetation, Vegetal Vovering COBRE-JUNTA Placa utilizada para preencher o vão de abertura de juntas de dilatação com vistas a reduzir o E - Cobertura de Junta F - Couverture de Joint I - Joint Cover

CÓDIGO DE NORMAS TÉCNICAS GATT COEFICIENTE DE PERMEABILIDADE

CÓDIGO DE NORMAS TÉCNICAS GATT Código em vigor desde 01/01/80, elaborado no âmbito do Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio - General Agreement on Tariffs and Trade (GATT) que proibe os países signatários (o Brasil é um destes países) a criação, através de normas ou regulamentos técnicos, obstáculos desnecessários ao comércio internacional e estabelece um processo de notificações que o torna operacional. (Sin.: E - Código de Normas del GATT F - Code de Normes GATT I - Agreement on Technical Barriers to Trade Standards Code CÓDIGO DE TRÂNSITO Lei básica que disciplina E - Reglamento de Tránsito, Código de Tránsito, Ley de Tránsito (Ecu. Méx., R.D.) F - Réglementation de la Circulation, Code de la Circulation I - Traffic Code, Traffic Law, Regulations CÓDIGO NACIONAL DE TRÂNSITO Conjunto E - Código Nacional de Tránsito F - Code National de Traffic I - National Transit Code COEFICIENTE 1) Parte numérica de um produto formado por fatores numéricos e literais. 2) Em uma expressão formada pelo produto de vários fatores, o produto 3) Propriedade de alguma coisa que pode ser expressa E - Coeficiente F - Coefficient I - Coefficient COEFICIENTE DE ABRASÃO DE AGREGADO Valor expressando, em porcentagem, a E - Coeficiente de Abrasion (Agregado) F - Coefficient d'Abrasion (Aggregat) I - Aggregate Abrasion Value COEFICIENTE DE ATRITO Quociente entre a força de atrito, paralela à superfície de contato, que se opõe ao movimento do corpo que desliza ou rola e a força normal E - Coeficiente de Fricción F - Coefficient de Frottement I - Coefficient of Friction COEFICIENTE DE ATRITO INTERNO E - Coeficiente de Frotamiento Interno F - Coefficient Frottement Interne I - Internal Fricton Coefficient, Coefficient of Internal Friction COEFICIENTE DE DECLIVIDADE Coeficiente que expressa o grau de ondulação. Na França é igual à soma, em valores absolutos, de todas as alturas correspondentes aos aclives e declives, dividida pelo E - Coeficiente de Inclinación F - Coefficient de Rampe I - Hillness Coefficient COEFICIENTE DE DILATAÇÃO Expansão ou contração, de uma dimensão linear, de um corpo material, correspondente a um aumento ou diminuição de 1 ºC na E - Coeficiente de Dilatación F - Coefficient de Dilatation I - Coefficient of Linear Expansion COEFICIENTE DE ESCOAMENTO Relação entre o volume de água que se escoa sobre a superfície do E - Coeficiente de Escurrimiento F - Coefficient de Ruissélement I - Run-Off COEFICIENTE DE EVAPORAÇÃO Relação entre o volume de água que se evapora e o volume de E - Coeficiente de Evaporación F - Coefficient d'Évaporation I - Evaporation Coefficient COEFICIENTE DE HAZEN V. Coeficiente de E - Coeficiente de Uniformidad F - Coefficient d'Uniformité I - Coefficient de Uniformity COEFICIENTE DE INCHAMENTO (AGREGADO MIÚDO) Coeficiente entre os valores úmido e seco de uma mesma massa de agregado miúdo, E - Coeficiente de Hinchazón F - Coefficient de Gonflement I - Swelling Coefficient COEFICIENTE DE INCHAMENTO MÉDIO (AGREGADO MIÚDO) Valor médio entre o coeficiente de inchamento máximo e o coeficiente de E - Coeficiente de Hinchazón Médio (Agregado Fino) F - Coefficient Moyen de Gonflement (Aggregat Fin) I - Average Swelling Coefficient (Fine Aggregate) COEFICIENTE DE INFILTRAÇÃO Relação entre o volume de água que se infiltra no terreno e o volume E - Coeficiente de Infiltración F - Coefficient d'Infiltration I - Infiltration Coefficient COEFICIENTE DE MINORAÇÃO Coeficiente indicado em Norma Técnica que permite, após o estabelecimento da resistência características em projeto estrutural de concreto armado, calcular o valor da resistência de cálculo. Ex.: 1,4 ou 1,5 para o concreto ( ), ?c ?s E - Coeficiente de Diminuición F - Coefficient de Diminution I - Diminution Coefficient COEFICIENTE DE PERDA DE RESISTÊNCIA POR IMERSÃO Relação entre a resistência à ruptura de um material saturado com água e o E - Coeficiente de Reblandecimiento, Coeficiente de Ablandamiento F - Coefficient de Perte de Résistence pour Immersion I - Coefficient of Loss of Resistance after Immersion COEFICIENTE DE PERMEABILIDADE Velocidade de escoamento de água em regime laminar, através de uma seção unitária de um meio poroso, sob um gradiente hidráulico igual à unidade e à temperatura padrão E - Coeficiente de Permeabilidad

COEFICIENTE DE POISSON COLETOR DE PÓ ÚMIDO

F - Coefficient de Pérmeabilité I - Coefficient of Permeability, Permeability, Permeability Coefficient, Hydraulic Conductivity, Meinzer Unit COEFICIENTE DE POISSON Relação adimensional entre o valor da deformação específica normal à direção de uma força aplicada sobre um sólido e a E - Coeficiente de Poisson F - Coefficient de Poisson I - Poisson Ratio, Poisson's Coefficient COEFICIENTE DE REAÇÃO DO SUBLEITO Termo impropriamente utilizado para significar coeficiente de recalque. V. Coeficiente de E - Coeficiente de Reacción del Sublecho F - Coefficient de Réaction du Sol de Fondation I - Coefficient of Subgrade Reaction, Modulus of Subgrade Reaction COEFICIENTE DE RECALQUE Coeficiente correspondente à relação entre a pressão sobre uma dada superfície horizontal de uma massa de solo e o recalque por ela produzido, geralmente expresso em kg/cm3. Varia, pois, com a superfície e com o tipo de solicitação ( estática ou dinâmica). É geralmente obtido através de uma prova de carga sobre placa de 80 cm de diâmetro, quando se trata de E - Coeficiente de Reacción del Suelo F - Coefficient de Réaction du Sol de Fondation I - Coefficient of Subgrade Reaction, Modulus of Subgrade Reaction COEFICIENTE (DE) RUNOFF V. Coeficiente de E - Coeficiente de Runoff F - Coefficient de Runoff I - Runoff Coefficient COEFICIENTE DE SEGURANÇA 1) Fator requerido no projeto de um sistema para obtenção de desempenho (operação) seguro do mesmo. 2) Relação entre a carga que produziria colapso da estrutura e o carregamento atuante, em serviço. 3) Coeficiente que relaciona a capacidade de resistência de um elemento estrutural de concreto armado, calculada com base nas resistências de cálculo do concreto e do aço e a solicitação máxima prevista para o elemento estrutural em causa no E - Coeficiente de Seguridad F - Coefficient de Sécurité I - Safety Factor, Safety Coefficient, Over Load Factor, Factor of Safety COEFICIENTE DE UNIFORMIDADE Relação entre os diâmetros correspondentes a 60% e 10%, tomados E - Coeficiente de Uniformidad F - Coefficient d'Uniformité I - Coefficient of Uniformity COEFICIENTE DE VISIBILIDADE Valor que exprime condição de visibilidade determinada ao longo de E - Coeficiente de Visibilidad F - Coefficient de Visibilité I - Visibility Coefficient COESÃO Resistência de rocha aos esforços de cisalhamento, a qual depende fundamentalmente da natureza e composição do material que preencha as E - Cohesión F - Cohésion I - Cohesion COESÃO DE SOLO Parcela de resistência ao cisalhamento de um solo, independente da pressão normal atuante, e provocada pela atração química entre partículas e pela cimentação das mesmas. Parcela da resistência ao cisalhamento de um solo indicado pelo termo ?c? na ? E - Cohesión (Suelos) F - Cohésion (Sols) I - Soil Cohesion COESÃO INTERNA Propriedade de sedimentos finamente granulados de se manterem unidos devido a E - Cohesion Interna F - Cohésion Interne I - Internal Cohesion COLAPSO PRECOCE Internacionalmente conhecido como ?Infant Mortality?, Mortalidade Infantil, é termo de uso freqüente nos meios industriais para indicar aquelas unidades produzidas que apresentam defeitos insanáveis E - Colapso Prematuro F - Défaillance Précoce I - Infant Mortality COLCHÃO DE AREIA Base de areia sobre a qual se E - Lecho de Arena, Cama de Arena (Pan., Cos.), Camada de Arena (Ecu.) F - Lit de Sable I - Sand Cushion COLCHÃO DE BRITA Base de brita sobre a qual se E - Colchón de Piedra Triturada, Colchón de Casquijo F - Couché de Pierres Concassées I - Crushed Stone Layer, Crushed Stone Course COLCHÃO DE REGULARIZAÇÃO Camada de areia, saibro ou material similar, sobre a qual se assenta o E - Asiento (de Adoquines) F - Couche d'Égalisation I - Levelling Course COLCHÃO DRENANTE Camada subjacente a outras, constituída de solo permeável e /ou de outros E - Camada de Drenaje, Capa de Drenaje F - Couche de Drainage I - Draining Course COLCHÃO PARA ASSENTAMENTO DE PARALELEPÍPEDOS Camada de areia, cascalho, pó de pedra ou argamassa, situada imediatamente abaixo dos paralelepípedos, com características adequadas para fixar os E - Lecho de Asiento, Asiento (de Adoquines) F - Lit, Forme, Assise du Pavage I - Black Pavement Bed, Cushion Course E - Recolección de Muestras F - Échantillonnage I - Sample Collecting COLETOR DE PÓ ÚMIDO Filtro constituído de tecido tratado com substância viscosa para separar E - Colector de Polvo Húmedo F - Dépoussiéreur Humide I - Wet Dust Collector

COLINA COMPOSIÇÃO GRANULOMÉTRICA

COLINA Pequena elevação do terreno com declives E - Cerro, Colina, Loma F - Colline I - Hillock, Hill COLMATAGEM 1) Preenchimento de vazios. Ex.: Colmatagem de estacas de areia. 2) O alçado do leito de um E - Colmataje F - Colmatage I - Silting Up COLMATAÇÃO 1) Redução parcial ou total da capacidade de percolação de camadas. 2) Conduzir águas ricas de minerais e substâncias orgânicas para terrenos, E - Colmataje, Aterramiento, Colmatación F - Colmatege, Remplissage par Déposition I - Filling, Silting Up, Accretion COLMATAÇÃO DE DRENOS Obstrução dos vazios de um dreno impedindo o escoamento de água E - Colmatación de Drenos F - Colmatage de Drains I - Drain Filling up, Filling up of Drains Garganta. 2) Depressão acentuada, em forma de sela, numa E - Cuello F - Col I - Large Gorge E - Columna F - Colonne I - Column COLUVIÃO Depósito de material solto que se encontra nas encostas dos morros e ao pé de barrancos formados, em E - Material Coluvial F - Coluvion I - Colluvial Deposit, Colluvial Material, Colluvium COLÚVIO Fragmento de rocha e materiais do solo acumulados em forma heterogênea, na base de encostas relativamente íngremes, por influência da gravidade. (Sin.: E - Material de Rocas Coluviales F - Coluvion I - Colluvial Soils and Rocks COMBOIO Um grupo de veículos viajando como um bloco, voluntária ou involutariamente, devido ao controle E - Convoy F - Convoi I - Platoon COMISSÃO DE CERTIFICAÇÃO Comissão setorial que opera sob a supervisão do INMETRO, tendo como função analisar, estudar e propor medidas para conceder, aperfeiçoar, renovar, implementar e revisar os E - Comisión de Certificación F - Comission de Certification I - Certification Comission COMISSÃO INTERNACIONAL DE ELETROTÉCNICA - IEC Entidade internacional de normalização com sede na Suíça, no mesmo prédio da ISO - Organização Internacional de Normalização, com a qual mantém cada vez vínculos mais estreitos, e é integrada pelos Comitês Nacionais de Normalização Eletrotécnica (CB-13, da ABNT, ex.) e que se especializa em elaborar E - Comisión Internacional de Eletrotécnica F - CIE (Comission International d'Eletrotechnique) I - International Electrotechnical Commission COMISSÃO PANAMERICANA DE NORMAS TÉCNICAS - COPANT Entidade panamericana de normalização com sede em Buenos Aires, a qual é integrada pelas Entidades de Normalização do Continente Americano E - Comisión Panamericana de Normas Técnicas F - Comission Panamericane de Normes Techniques I - Pan-American Standardization Commission COMITÊ Conjunto de pessoas, parte de um grupo, nomeadas ou eleitas ou interessadas para se desincumbir de uma tarefa, que não pode ser eficazmente cumprida pelo grupo completo. Ex.: Setores da Coletividade e Comitê E - Comité F - Commission, Comité I - Committee COMITÊ NACIONAL DE NORMALIZAÇÃO - CNN Órgão criado pelo CONMETRO, paritário na sua composição no que diz respeito à representatividade de órgãos públicos e privados, que cuidará da coerência do esforço de normalização em termos da oferta e da demanda da sociedade brasileira. O CNN é também, um órgão de recorrência administrativa no campo de normalização E - Comitê Nacional de Normalización F - Comité National des Normes I - National Standardization Comittee COMPACTAÇÃO Operação, por processos manuais ou mecânicos, destinada a reduzir o volume dos vazios de um solo ou outro material, com a finalidade de aumentar-lhe E - Compactación F - Compactage, Serrage I - Compaction COMPACTAÇÃO MANUAL Operação destinada a reduzir o volume de vazios de um solo, utilizando-se um E - Compressión Manual, Compactación Manual F - Pilonnage I - Manual Compaction COMPACTAÇÃO PELO TRÁFEGO E - Compactación por el Trafico F - Compactage pour le Trafic I - Traffic Compaction COMPENSAÇÃO LATERAL Em uma terraplenagem, é a equivalência, nos trechos de seção mista, E - Compensación Lateral F - Compensation Latérale I - Lateral Compensation COMPENSAÇÃO LONGITUDINAL Em uma terraplenagem, é a equivalência, no perfil longitudinal, entre E - Compensación Longitudinal F - Compensation en Longueur I - Longitudinal Compensation COMPOSIÇÃO GRANULOMÉTRICA Distribuição percentual em massa das várias frações uniformes de um solo ou agregado, em relação à amostra

COMPRESSOR DE AR CONCRETO BEUTMINOSO

E - Composición Granulometrica F - Granularite I - Grading COMPRESSOR DE AR Máquina acionada por motor, que fornece ar sob pressão para operar máquinas e E - Compresor Pneumático, Compresora (Bol., Per.), Compresor (Pan, R.D., Ven., Ecu.) F - Compresseur Pneumátique I - Air Compressor COMPRIMENTO CRÍTICO DE RAMPA 1) Comprimento percorrido, a partir do início da rampa, pelo caminhão carregado representativo, até atingir a velocidade de 45 km/h. 2) Elemento que, em análise conjunta com o volume horário de projeto (VHP), determina E - Longitud Crítica de Rampa F - Longueur Critique de Pente I - Critical Length of a Ramp COMPRIMENTO DE TRANSIÇÃO Extensão do trecho da curva de transição, ou seja, o comprimento curvo compreendido entre o fim do alinhamento reto e o início da E - Longitud de Transición, Transición (Ecu., Nic., Pan., Per.) F - Longueur de Raccordement I - Transition Length COMPRIMENTO EM TANGENTE Extensão do E - Alineación Recta F - Alignement Droit I - Straight Alignment COMPRIMENTO TOTAL 1) Dimensão máxima de um veículo segundo a direção de seu movimento. 2) Dimensão longitudinal de ponte, viaduto, túnel, bueiro, de E - Largo Total F - Longueur Totale I - Total Length COMPRIMENTO VIRTUAL Comprimento real de uma via terrestre corrigida por um fator que leva em conta as características geométricas e as condições vigentes da via em relação a outra de nível, em tangente e em boas E - Virtual Extensión F - Longueur Virtuel I - Virtual Length E - CONAMA F - CONAMA I - Environmental National Board CONCESSÃO RODOVIÁRIA É o processo de transferência à iniciativa privada da exploração de rodovia, cabendo à empresa vencedora da licitação, por prazo determinado, todos os trabalhos necessários para garantir as boas condições da estrada além de proporcionar serviços adequados aos seus usuários contra a cobrança do pedágio, revertendo, ao final do período, a rodovia ao poder concedente, em perfeito estado de condição física E - Concesión de Ruta F - Concession de Route I - Highway Concession CONCHA (AGREGADO) Invólucro geralmente calcário, às vezes quitinoso ou silicoso, de certos animais e que pode ser usado como agregado.

E - Concha (Agregado) F - Coquillage (Agrégat) I - Shell (Aggregate) CONCHARIA Material formado principalmente por conchas de moluscos, acumuladas nas praias, ou que E - Conchilla, Caracolejo (Col.), Conchela (Chi., Méx.), Conchas (Pan., Per., C. R.), Conchero (Ven) F - Coquillage I - Shell CONCRETAGEM 1) Operação de transporte, lançamento, adensamento de concreto preparado em E - Hormigonado, Hormigonaje, Colado, Concretadura F - Béton Coulé sur Place I - Concreting CONCRETO Mistura de agregado com ligante (água e cimento, asfalto) que endurece adquirindo características semelhantes à rocha. V. Concreto Asfáltico. V. Concreto de E - Hormigón, Concreto F - Béton Hydraulique I - Asphaltic Concrete CONCRETO ANTIDERRAPANTE Concreto obtido com mistura à qual se adicionou grãos miúdos duros E - Hormigón Antirresbalante, Hormigón Antideslizante, Hormigón Antiderrapante (Méx.) F - Béton Antiglissant I - Non Slip Concrete CONCRETO ARMADO Concreto em cuja massa se encontram dispostas armaduras, com o fim de aumentar a E - Hormigón Armado F - Béton Renforcé I - Reinforced Concrete CONCRETO ARMADO COM FIBRAS Concreto cuja armadura é constituída por fibras metálicas, de vidro não alcalino, amianto, sintético, com vistas ao aumento da resistência à tração, função da orientação das E - Hormigón Armado de Fibras F - Béton Armé de Fibres I - Fibre Reinforced Concrete CONCRETO ASFÁLTICO Mistura composta de agregado graúdo, agregado miúdo e material de enchimento (filer mineral) e cimento asfáltico, realizada a quente, em usina apropriada. O cimento asfáltico deve recobrir uniformemente as partículas dos agregados. A mistura deve ser espalhada e comprimida a quente, conforme exigências E - Concreto Asfáltico, Hormigón Asfáltico (Ecu., Pan., Per., R.D.) F - Béton Asphaltique I - Asphaltic Concrete (Ac), Asphalt Concrete, Bituminous Concrete (Australia) CONCRETO ASFÁLTICO ROLADO Concreto asfáltico compactado por rolo compressor. V. Concreto E - Concreto Asfáltico Compactado a Caliente (Rodillo) F - Béton Bitumineux Coulé I - Rolled Asphalt CONCRETO BETUMINOSO Revestimento flexível, resultante da mistura a quente, em usina apropriada, de agregado mineral, material de enchimento

CONCRETO BRITADO CONCRETO IMPREGNADO DE POLÍMERO

(Filer) e material betuminoso, espalhado e comprimido a E - Concreto Asfáltico F - Béton Bitumineux I - Bituminous Concrete CONCRETO BRITADO Produto da britagem de pedaços de concreto oriundos de demolição de pavimento E - Hormigón Triturado F - Béton Cassée I - Crushed Concrete CONCRETO CENTRIFUGADO Concreto obtido E - Hormigón de Centrifugadora F - Béton Centrifugé I - Centrifugal Concrete CONCRETO CICLÓPICO 1) Concreto simples que contém pedra-de-mão. V. Pedra-de-Mão. 2) Concreto simples no qual se embutiu individualmente pedras pesando E - Concreto Ciclópico F - Béton Cyclopéen I - Cyclopean Concrete CONCRETO COM AR INCORPORADO Concreto cuja massa contém ar incorporado em forma de E - Hormigón con Aire Incorporado (Concreto con Aire Incorporado), Concreto Aierado (Cos.), Concreto con Aire Incluído (Méx., Nic.), Hormigón o Concreto con Aire Incorporado (Pan.) F - Béton avec Air Incorporé, Béton avec Air Occlus, Béton avec Air Entrainé I - Air-entrained Concrete CONCRETO COM FIBRAS Concreto comum, reforçado com fibras, geralmente esparsas na massa do concreto, usado na restauração de estruturas ou elementos de concreto armado ou protendido. V. Concreto Armado E - Hormigón Armado con Fibras F - Béton Armé avec Fibres I - Fibre Reinforced Concrete CONCRETO DE ALCATRÃO Concreto E - Concreto de Alquitrán, Hormigón de Alquitrán (Per.) F - Béton de Goudron I - Tar Concrete, Tar-Concrete CONCRETO DE ALTA RESISTÊNCIA (À COMPRESSÃO) Concreto que se caracteriza por valores altos de resistência, e cuja confecção de manta de cimento Portlantd de alta resistência, areia lavada e pedra britada de resistência muito elevada. Ex.: Marcas (Rússia) E - Hormigón de Alta Resistencia F - Béton de Haute Résistance I - High Strength Concrete CONCRETO DE ARGILA Mistura de agregado graúdo, areia, argila e água, regionalmente utilizada como E - Hormigón de Arcilla F - Béton d'Argile I - Clay Concrete CONCRETO DE CIMENTO Mistura de agregados graúdos e miúdos, cimento e água, convenientemente dosadas que, adquire características semelhantes às da pedra, após secagem. V. Concreto e V. Concreto de E - Hormigón de Cimento F - Béton de Ciment I - Cement Concrete CONCRETO DE CIMENTO E POLÍMERO Resultado da incorporação de polímero ou monômero ao concreto fresco durante a mistura, seguido de cura ou E - Hormigón (de Cimento) con Polímero F - Béton (de Ciment) avec Polymère I - Cement Concrete with Polymer CONCRETO DE CIMENTO PORTLAND Mistura de agregados graúdos e miúdos, cimento Portland e E - Hormigón de Cemento Portland, Concreto de Cemento Portland, Concreto (Col., Per.) F - Béton de Ciment Portland I - Portland Cement Concrete, Portland Cement Concrete (Pcc) (Australia) CONCRETO DE CIMENTO PORTLAND E POLÍMERO Mistura de concreto de cimento Portland com monômero ou polímero, usado na restauração de E - Hormigón de Cemento Portland con Polímero F - Béton de Ciment Portland avec Polymère I - Portland Cement Concrete with Polymers CONCRETO DE POLÍMERO Mistura de agregados finos e graúdos com um polímero (ligante), usada na restauração de estruturas ou elementos de concreto E - Hormigón de Polímero F - Béton de Polymère I - Polymer Concrete CONCRETO DE RESINA Resultado da mistura de agregados com um monômero (resina poliéster ou furânica, metacrilato de metila), da moldagem desta mistura e de E - Hormigón de Resina F - Béton de Résine I - Resin Concrete CONCRETO ENDURECIDO Concreto que deixou de ser fresco e endureceu, em virtude da solidificação da E - Hormigón Endurecido F - Béton Endurci I - Hardened Concrete CONCRETO FLUIDO Concreto fresco em estado que se assemelha ao de líquido e que, uma vez lançado, tem E - Hormigón Autonivelante, Hormigón Fluido F - Béton Fuide I - Free Flowing Concrete CONCRETO FRESCO Concreto recém-preparado, E - Hormigón Todavia Plastico F - Béton Frais, Béton Plastique I - Green Concrete CONCRETO IMPERMEÁVEL Concreto que não E - Hormigón Estanco F - Béton Étanche I - Water Proof Concrete CONCRETO IMPREGNADO DE POLÍMERO Resultado da impregnação de concreto de cimento Portland endurecido com um monômero líquido e

CONCRETO LEVE CONCRETO ROLADO/CONCRETO POBRE ROLADO

subseqüente polimerização deste monômero. V. Concreto E - Hormigón Impregnado con Polímero F - Béton Imprégné avec Polymère I - Concrete Impregnated with Polymer CONCRETO LEVE Concreto com peso específico aparente inferior ao concreto de cimento Portland comum, em geral preparado com agregados leves. V. Agregados E - Hormigón Liviano F - Béton Léger I - Lightweight Concrete CONCRETO MAGRO Concreto cujo conteúdo de cimento Portland é baixo e cuja resistência, E - Hormigón Pobre (Concreto Pobre), Concreto Magro (Ven.) F - Béton Maigre I - Weak Concrete, Lean Mix CONCRETO MUITO PESADO Concreto com E - Hormigón Muy Pesado F - Béton Très Lourd I - Very Heavy Concrete CONCRETO PESADO Concreto com peso específico E - Hormigón Pesado F - Béton Lourde I - Heavy Concrete CONCRETO POLIMÉRICO Resulta da impregnação total ou parcial de elementos de concreto ou concreto armado (secos), em câmaras de vácuo, com solução de monômero e de polimerização subseqüente, e que se caracteriza por redução notável da permeabilidade e aumento substancial da resistência ao frio. V. Concreto de E - Hormigón Polimérico F - Béton Polymerique I - Polymeric Concrete CONCRETO POROSO Concreto com milhares de E - Hormigón Alveolar (Concreto Alveolar), Hormigón Liviano (Bol.), Concreto Liviano (Pan., Ven.), Concreto Aligerado (Col.), Concreto Poroso (Cos.) F - Béton Poreux, Béton Cellulaire I - Porous Concrete CONCRETO PROJETADO 1) Concreto de consistência adequada, que é lançado por meio de equipamento especial contra uma superfície, de forma a aderir à mesma. 2) Concreto de cimento com agregado de até 2,5 cm de diâmetro e que é lançado sob pressão, em geral sobre superfície que demanda reforço, proteção ou impermeabilização. Ex.: Concreto projetado contra paredes E - Torcreto, Hormigón Proyectado F - Béton Projecté I - Shotcrete, Jet Concrete CONCRETO PROJETADO EM TELA Concreto de cimento Portland ou outro lançado sobre tela de arame, E - Hormigón Proyectado sobre Tela Metálica F - Béton Projeté sur Tableau Métallique I - Shotcrete on Wire Screen CONCRETO PROTENDIDO Concreto que foi submetido a esforços prévios de compressão antes da estrutura ser posta em serviço; pode ser obtido com a pré- E - Hormigón Preesforzado (Concreto Preesforzado), Hormigón Pretensado (Col., Per.) F - Béton Pré-contraint I - Prestressed Concrete CONCRETO PROTENDIDO COM ADERÊNCIA POSTERIOR Concreto protendido no qual se utilizam bainhas, e o tensionamento das armaduras dá-se depois que o concreto tenha alcançado um E - Hormigón de Armadura Postensada (Concreto de Armadura Postensada), Concreto Postensado (Col., Méx., Per.), Hormigón Postensado (Ecu.), Concreto Postensado, Hormigón Postensado (Pan.) F - Béton Post-contraint (Cables sous Gaines) I - Postensioned Concrete CONCRETO PROTENDIDO DE ARMADURA PÓS-TRACIONADA O pós- esforçado no qual o tensionamento dos cabos ou barras se efetua depois que o concreto haja alcançado certo grau de E - Hormigón de Armadura Postensada (Concreto de Armadura Postensada), Concreto Postensado (Col., Méx., Per.), Hormigón Postensado (Ecu.), Concreto Postensado, Hormigón Postensado (Pan.) F - Béton Post-contraint (Cables sous Gaines) I - Postensioned Concrete CONCRETO PROTENDIDO DE ARMADURA PRÉ-TRACIONADA O pré- esforçado mediante o tensionamento das barras, fios ou cabos efetuados antes da moldagem do concreto. Neste E - Hormigón de Armadura Pretensada (Concreto de Armadura Pretensada), Hormigón Pretensado (Pan., Ecu.) F - Béton Pré-contraint (Cables Adhérents) I - Pretensioned Concrete CONCRETO PRÉ-FABRICADO Concreto misturado em escala industrial. V. Concreto Pré-Moldado e E - Hormigón Prefabricado, Hormigón Elaborado F - Béton Pré-fabriqué I - Prefabricated Concrete, Ready Mixed Concrete CONCRETO PRÉ-MISTURADO Concreto misturado, em geral em usina, o qual é utilizado diretamente E - Hormigón para Transporte (Aún Plás) F - Béton Pret a l'Emploi I - Ready Mixed Concrete CONCRETO PRÉ-MOLDADO Concreto em peças E - Hormigón Prémoldado F - Béton Pré-fabriqué I - Precast Concrete CONCRETO RECÉM-LANÇADO Concreto recém-preparado já lançado nas formas ou na posição final E - Hormigón Fresco F - Béton Frais I - Newly Laid Concrete CONCRETO ROLADO/CONCRETO POBRE ROLADO Concreto seco de consistência dura, e de trabalhabilidade tal que permita compactação por rolos compressores ou equipamento semelhante, com teor de

CONCRETO SILÍCICO CONGESTIONAMENTO DE TRÂNSITO

cimento muito menor do que o usual nos concretos E - Hormigón Compactado con Rodillo F - Béton Compacté avec Rouleau I - Lean Concrete, Dry Lean Concrete, Lean Mix Concrete, Roller-compacted Concrete CONCRETO SILÍCICO Concreto cujo aglomerante é formado por cal aérea e areia quartzosa finamente dividida (ou cinza volante ou escória de alto forno triturada) e que é E - Hormigón Silíceo F - Béton Silique I - Silic Concrete CONCRETO SUBMERSO Concreto lançado debaixo de água e cujo endurecimento se verifica sob a E - Hormigón Sumergido, Hormigón Subácueo, Concreto Subácueo F - Béton Submergé I - Under Water Concrete CONCRETO VIBRADO Concreto colocado em fôrma, que adquire grande compacidade pela ação de vibradores mecânicos, de ação interna ou externa, na massa E - Hormigón Vibrado (Concreto Vibrado) F - Béton Vibré I - Vibrated Concrete CONCRETOS ASFÁLTICOS (PIARC- RILEM) Misturas de agregados grossos e finos, com ou E - Hormigones Asfálticos (Piarc-Rilem) F - Bétons Hydrocarbonés (Aipcr-Rilem) I - Hydrocarbon Concretes (Piarc-Rilem) CONCRETOS ASFÁLTICOS ABERTOS (PIARC-RILEM) Concretos asfálticos que, após compactação, acusam porcentagem de vazios 15% e são considerados como de drenagem livre. V. Concretos E - Hormigones Asfálticos Abiertos (Piarc-Rilem) F - Bétons Hydrocarbonés Ouverts (Aipcr-Rilem) I - Open Hydrocarbon Concretes (Piarc-Rilem) CONCRETOS ASFÁLTICOS DENSOS (PIARC-RILEM) Concretos asfálticos que, após E - Hormigones Asfálticos Densos (Piarc-Rilem) F - Bétons Hydrocarbonés Denses (Aipcr-Rilem) I - Dense Hydrocarbon Concretes (Piarc-Rilem) CONCRETOS ASFÁLTICOS FECHADOS (PIARC-RILEM) Concretos asfálticos que, após compactação, acusam porcentagem de vazios < 5% e são considerados praticamente impermeáveis. V. Concretos E - Hormigones Asfálticos Cerrados (Piarc-Rilem) F - Bétons Hydrocarbonés Fermés (Aipcd-Rilem) I - Closed Hydrocarbon Concretes (Piarc-Rilem) CONCRETOS ASFÁLTICOS SEMI- ABERTOS (PIARC-RILEM) Concretos asfálticos que, após compactação, acusam porcentagem de vazios E - Hormigones Asfálticos Semiabiertos (Piarc-Rilem) F - Bétons Hydrocarbonés Semi-Ouverts (Aipcr-Rilem) I - Semi-Open Hydrocarbon Concretes (Piarc-Rilem) CONCRETOS ASFÁLTICOS SEMIFECHADOS (PIARC-RILEM) Concretos asfálticos que, após compactação, acusam porcentagem de vazios compreendida entre 5% e 10%. V. Concretos E - Hormigones Asfálticos Semicerrados (Piarc-Rilem) F - Bétons Hydrocarbonés Semi-Fermés (Aipcr-Rilem) I - Semi-closed Hydrocarbon Concretes (Piarc-Rilem) CONCRETOS POLÍMEROS Concreto impregnado de polímero, ou concreto de resina ou concreto de cimento E - Hormigones Polimer F - Bétons Polymères I - Polymer Concretes CONDIÇÕES DA VIA São as características geométricas de uma estrada de rodagem ou de uma via urbana, incluindo o tipo da via, quantidade e largura das faixas por sentido, largura do acostamento e folgas laterais, E - Condiciones de la Vía F - Conditions de la Voie I - Roadway Conditions CONDIÇÕES DE CONTROLE As condições existentes à regulamentação do trânsito para um dado trecho de rua ou rodovia, incluindo o tipo de sinalização, a duração do ciclo e das fases do semáforos, a existência de placas de PARE ou ATENÇÃO, o uso de faixas de rolamento, o E - Condiciones de Controle F - Conditions de Contrôle I - Control Conditions CONDIÇÕES DE TRÂNSITO A distribuição dos tipos de veículos na corrente de trânsito, a distribuição do tipo direcional do trânsito, a distribuição do uso das faixas e E - Condiciones de Tránsito F - Conditions de Trafic I - Traffic Conditions CONDIÇÕES IDEAIS 1) São condições que devem prevalecer na determinação da capacidade de tráfego de uma via, a saber: fluxo constante, livre de interferência laterais, constituído por veículos de passageiros, larguras mínimas de faixa de 3,75 m, e de acostamento de 1,90 m, e cujos alinhamentos permitem uma velocidade média de 110 km/h. Vias com duas ou três faixas, deverão ter uma distância de visibilidade irrestrita. 2) Em via com fluxo ininterrupto tem-se; largura da faixa: 3,6 m; afastamento dos obstáculos próximos à via: 1,8 m; velocidade de projeto: 112 km/h (estradas de várias faixas), 96 km/h (estrada de duas faixas) e somente carros de passeio na corrente de tráfego. 3) Característica para um determinado tipo de rodovia, nas quais são consideradas as melhores possíveis sob o ponto de vista da capacidade, isto é, características as quais foram melhoradas, não resultarão em E - Condiciones Ideales F - Conditions Ideales I - Ideal Conditions CONFLUÊNCIA DE TRÂNSITO Reunião de correntes separadas de trânsito. (Sin.: Convergência de E - Convergencia de Tránsito, Confluencia, Convergencia, Afluencia (Pan.), Afluencia de Tránsito (Ecu.) F - Junction, Convergence, Confluence I - Merging (Traffic) CONGESTIONAMENTO DE TRÂNSITO Paralização ou efeito retardador do fluxo de veículos causado pelos conflitos que se apresentam nas zonas de interseção ou entroncamento, devido às confluências de

CONGLOMERADO CONSERVAÇÃO ROTINEIRA

correntes de trânsito, pelos engarrafamentos ou por grupos E - Fricción por Interferencias F - Friction de Trafic I - Traffic Friction CONGLOMERADO 1) Rocha formada por fragmento arredondados de outras rochas (normalmente seixos), aglutinados por um cimento. V. Cimento (no caso de rocha). 2) Conjunto de empresas de características E - Conglomerado F - Conglomérat I - Conglomerate CONJUNTO DE BRITAGEM Grupo, fixo ou móvel, de máquinas destinadas à britagem de materiais pétreos ou similares, para obter agregados de diversos E - Planta de Trituración, Trituradora (Col., Pan., R.D., Ecu.), Quebrador (Cos.), Planta Chancadora (Chi.), Chancadora (Per), Picadora (Ven.) F - Installation de Concassage, Installation pour Concassage I - Crushing Plant CONJUNTURA ECONÔMICA 1) Situação econômica de um país, em dado momento. 2) Soma total dos fatores que pressionam e influenciam, em determinada época e em certa região, o contexto social e os recursos financeiros, o comportamento do crédito, do mercado, a distribuição da renda e do poder aquisitivo do povo, interferindo na ação dos governos, das instituições, das empresas, aos dirigentes, dos executivos, sob as mais E - Conyuntura Económica F - Conjuncture Économique I - Economic Conjuncture CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO URBANO - CNDU Órgão da República Federativa do Brasil que resolve, em nível de Governo Federal, questões relacionadas ao E - CNDU F - CNDU I - CNDU CONSELHO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL (CONMETRO) Órgão normativo do SINMETRO, ao qual compete formular, coordenar e supervisionar a política nacional de metrologia, normalização industrial e certificação da qualidade de produtos industriais, prevendo mecanismos de consultas que harmonizem os interesses públicos das empresas industriais e dos consumidores (Resolução nº 06, E - Consejo Brasileño de Metrologia, Normalización y Calidad Industrial F - Conseil Brésilien de Métrologie, Normalisation et Qualité Industrielle I - Brazilian's Council for Metrology, Standardization and Industrial Quality CONSENSO 1) Aceitação geral de idéias, sem que haja oposição forte de uma parte importante dos interesses relativos a aspectos importantes. 2) Resultado da verificação ou comprovação da exatidão de um relatório ou de uma observação baseada em acordo entre observadores diferentes. 3) Acordo geral, caracterizado pela ausência de substancial oposição de parte importante dos interesses envolvidos, por proceso que compreende levar em conta a reconciliação de quaisquer argumentos conflitantes. O E - Consenso F - Assentiment, Acquiéscement I - Consensus CONSERVAÇÃO 1) Conjunto de operações destinadas a preservar as características técnicas e operacionais de uma rodovia ou obra-de-arte de acordo com sua concepção original. 2) Conjunto de trabalhos necessários para que uma via ou obra-de-arte mantenha-se em boas condições de E - Conservación F - Entretien I - Maintenance CONSERVAÇÃO CORRETIVA É o conjunto de operações de conservação que tem como objetivo reparar ou sanar um defeito e restabelecer o funcionamento dos componentes da rodovia propiciando conforto e segurança E - Conservación Correctiva F - Conservation Corrective I - Corrective Maintenance CONSERVAÇÃO PERIÓDICA Conservação requerida em intervalos de tempo determinados. Ex.: Tratamento superficial (pavimento). Ex.: Revestimento de drenos laterais. Ex.: Alargamento de bueiros. Ex.: Troca de lâmpadas. V. Conservação. V. Conservação Preventiva E - Mantenimiento Periodico F - Entretien Périodique I - Periodical Maintenance CONSERVAÇÃO PREVENTIVA V. Conservação E - Conservación Preventiva F - Conservation Préventive I - Preventive Maintenance CONSERVAÇÃO PREVENTIVA PERIÓDICA 1) Operações de conservação, realizadas periodicamente com o objetivo de evitar surgimento ou agravamento de defeitos. 2) Conservação requerida durante o ano mas cuja freqüência depende do trânsito, topografia e clima. Ex.: Operação tapa-buraco, Fechamento de trincas, Corte de galhos, Conserto de placas de sinalização, E - Conservación Periódica Preventiva F - Entretien Préventif Periodique I - Preventive Periodical Maintenance CONSERVAÇÃO ROTINEIRA Sin.: Manutenção Rotineira. 1) Reparos localizados de defeitos na pista ou no acostamento (com extensão inferior a 150 m) e manutenção regular dos dispositivos de drenagens, dos taludes laterais, da faixa lindeira, dos dispositivos de sinalização e demais instalações da rodovia. 2) Conservação realizada de acordo Conservação e V. Conservação Preventiva. 3) Conservação de custo fixo que não leva em consideração as condições técnicas da rodovia e a densidade de trânsito. Ex.: Remoção de lixo e veículos abandonados (pista e acostamentos). Ex.: Conservação Periódica. V. Conservação Preventiva E - Conservación Rutinaria F - Conservation Routinière I - Routine Maintenance

CONTAGEM DO TRÂNSITO COSTELAS DE VACA

CONTAGEM DO TRÂNSITO Ato de contar o número de veículos que passam por um certo ponto durante E - Censo de Tránsito F - Cens du Trafic I - Traffic Count CONTEÚDO DE AR Diferença entre o volume total de um concreto, argamassa ou outro material (ou mesmo do E - Contenido de Aire o de Vacíos F - Teneur en Air I - Air Content Voids CONTROLE AMBIENTAL De um modo geral, a faculdade de Administração Pública exercer a orientação, a correção, a fiscalização e o monitoramento sobre as ações referentes à utilização dos recursos ambientais de acordo com as diretrizes técnicas e administrativas e as leis em E - Control del Medio Ambiente F - Contrôle du Moyen Ambient I - Environmental Control CONTROLE DE TRÂNSITO Ação de orientar e fiscalizar o trânsito de acordo com a regulamentação em E - Control de Tránsito, Ordenación del Trafico F - Contrôle du Trafic, Commandement de la Circulation, Regulation du Trafic I - Traffic Control E - Convergencia de Tránsito, Afluencia de Tránsito (Ecu.), Confluencia, Convergencia, Afluencia (Pan.), Confluencia (Per., R.D.) F - Jonction, Convergence, Confluence I - Merging CORDÃO 1) Conjunto de peças que se destina a proteger os bordos do pavimento, cujo topo integra a superfície do revestimento. 2) É uma peça de rocha ou concreto com seção retangular ou trapezoidal destinada a ser assentada com o piso coincidindo com a superfície dos poliedros e paralelepípedos com a finalidade de proteger os bordos do E - Cordón F - Bordures I - Frames CORPO-DE-PROVA 1) Elemento extraído por furo de sondagem e que serve para informar sobre a composição E - Testigo de Perforación F - Carote I - Core (Boring), Core Sample, Test Specimen (Rock) CORREDOR DE TRÂNSITO Faixa adjacente à rodovia, para facilitar o trânsito de veículos que dobram à direita ou à esquerda, nas interseções ou bifurcações de E - Corredor de Tránsito F - Couloir de Circulation I - Turning Lane E - Corta Rio F - Coupe-Rivière I - River Cutting CORTE Escavação a céu aberto, feita em uma faixa de terreno para rebaixá-lo, e dar, eventualmente, passagem a E - Corte F - Coupe I - Cut CORTE A CÉU ABERTO Escavação praticada na E - Corte Abierto, Excavación a Cielo Abierto F - Ciel Ouvert I - Open Cut, Opencut CORTE A MEIA-ENCOSTA Escavação para passagem de uma rodovia, que atinge apenas parte de sua E - Terraplén en Sección Mixta F - Coupe en Section Mixte I - Cut and Fill Cross Section CORTE COM TALUDE EM BANQUETACorte em que o talude é constituído de plataformas sucessivas para quebrar a velocidade das águas pluviais e aumentar a E - Terraplén con Talud en Banqueta F - Coupe avec Talus en Banquette I - Step Cutting Slope CORTE EM CAIXÃO Escavação em que os taludes E - Terraplén en Cajon F - Coupe en Caisson I - Chest Cutting CORTE EM ROCHA Escavação a céu aberto, feita em uma faixa de rocha para rebaixá-la, geralmente com a E - Corte em Roca F - Coupe en Sol Roucheux I - Rock Cut CORTINA Obra-de-arte destinada a retenção de solos, constituída de elementos estruturais relativamente delgados, E - Muro de Cortina F - Rideau I - Curtain Wall CORTINA ATIRANTADA Cortina ancorada no solo E - Muro de Tirantes F - Mur à Tirants Ancrés I - Anchored Curtain-Wall CORTINA DE CONCRETO ARMADO Cortina E - Muro de Hormigón Armado F - Mur de Soutènement en Béton Armé I - Reinforced Concrete Curtain Wall CORTINA DE ESTACAS-PRANCHA Estrutura de contenção impermeável ou não, formada de estacas- E - Cortina de Tablestaca F - Mur de Palpanche I - Sheet Pile Wall COSTELAS 1) Defeito na superfície de uma pista de rolamento, que consiste em ondulações transversais. (Sin.: Corrugação). 2) É um movimento plástico do revestimento asfáltico, caracterizado por ondulações transversais ao longo E - Costilla F - Tôle Ondulée I - Bumps, Corrugation COSTELAS DE VACA Ondulações transversais que podem ocorrer em estradas de terra, principalmente no caso de o leito ter sido encascalhado com material granular sem E - Corrugaciones F - Corrugations

COTA CRUZAMENTO GIRATÓRIO

I - Corrugations COTA Distância vertical de um ponto do terreno a uma superfície de nível fictícia ou plano horizontal de referência (datum), que pode situar-se abaixo ou acima do nível médio E - Cota F - Cote I - Height Above Base, Height Above Center Line, Accumulated Elevation, Elevation COTA MÍNIMA 1) Ponto de tangência com a horizontal em uma curva vertical côncava. 2) Passagem em uma cadeia de montanhas cuja conformação lembra uma E - Punto Bajo F - Cote Minime I - Sag COTA PIEZOMÉTRICA Soma da altura piezométrica com a cota do ponto considerado, medida em E - Cota Piezométrica F - Cote Piézomètrique I - Piezometric Elevation COTA VERMELHA Diferença entre a cota do greide no projeto e a do terreno natural, considerada no mesmo E - Cota de Elevación F - Cote d'Élevation I - Elevation of Cut or Earthfill, Elevation of Centerline E - Cuero de Cocodrilo F - Peau de Crocodile, Faiençage I - Alligator Cracks, Crazing, Map Cracks, Crocodile Cracking COURO DE JACARÉ Tipo de defeito de pavimento betuminoso que lembra o couro de jacaré. (Sin.: Couro de E - Cuero de Cocodrilo F - Peau de Crocodile, Faiençage I - Alligator Cracks, Crazing, Map Craks, Crocodile Cracking E - Hoyo Grande F - Cratère, Trou I - Chuck Hole CRAVAÇÃO VIBRATÓRIA Fazer penetrar uma E - Cravación Vibratória F - Sertissure Vibratoire I - Vibratory Driving CRAVAÇÃO DE ESTACAS Fazer penetrar à força E - Cravación de Estacas F - Sertissure de Pieux I - Driving (Pile) CRESCIMENTO DE TRÁFEGO Aumento do volume ou tonelagem de carga ou da quantidade de E - Crescimiento del Trafico F - Accroissement du Trafic, Augmentation du Trafic I - Traffic Growth CRIB-WALL Estrutura de contenção de terra constituída de peças de concreto pré-moldadas (ou pré- fabricadas), engatadas umas às outras, arrumadas em forma E - Crib-Wall F - Crib-Wall I - Crib-Wall CRISTA DE ATERRO Interseção da superfície da E - Crista del Aterramiento F - Crête du Remblai I - Embankment's Crest CRISTA DE CORTE Interseção do terreno natural E - Crista del Corte F - Crête du Coupe I - Cut's Crest CRISTA DE TALUDE Sucessão dos pontos mais E - Cresta de Talud F - Crête du Talus I - Slope Crest CRONOGRAMA Representação das várias fases de um serviço em termos físicos e/ou financeiros, em função do E - Plano de Trabajo, Cronograma F - Plan du Travail I - Work Plan, Production Schedule, Chronogramm CROQUI Representação gráfica em leves traços e sem E - Cróquis F - Esquisse, Croquis I - Sketch CRUZAMENTO EM ?T? Cruzamento em nível de três ramos, em que dois têm aproximadamente a mesma direção, e o terceiro intercepta esta direção segundo um ângulo de 75º a 105º. (Sin.: Entroncamento em ?T?, Junção E - Cruce en ?T? F - Croisement Droit I - ?T? Intersection CRUZAMENTO EM ?Y?Cruzamento em nível de três ramos, em que um deles está praticamente no prolongamento do outro, e o terceiro encontra este prolongamento segundo um ângulo agudo ou obtuso. (Sin.: Bifurcação, Entroncamento em ?Y?, Junção em ?Y?, E - Cruce en ?Y? F - Croisement Oblique I - ?Y? Intersection CRUZAMENTO EM DESNÍVEL Passagem de uma estrada por cima ou por baixo de outra. V. Cruzamento E - Paso a Desnivel (Paso en Cruce) F - Croisement Dénivelé I - Grade Separated Crossing CRUZAMENTO EM NÍVEIS DIFERENTES 1) Passagem de uma via por cima ou por baixo de outra. 2) E - Paso a Desnivel (Paso en Cruce) F - Croisement à Niveaux Differents, Croisement Dénivelé, Croisement Étage I - Grade Separated Crossing CRUZAMENTO EM NÍVEL Interseção de eixos de E - Paso a Nivel F - Croisement à Niveau I - At Grade Intersection CRUZAMENTO GIRATÓRIO Cruzamento de nível de três ou mais ramos que impede o cruzamento direto dos veículos e onde o tráfego se reúne ou distribui, circulando em uma faixa de rodagem de sentido único em E - Paso Rotatorio

CRUZAMENTO MÚLTIPLO CURVA INFLEXIONADA

F - Rond-point I - Rotary CRUZAMENTO MÚLTIPLO Cruzamento de nível E - Cruce Múltiplo F - Croisement Multiple I - Multiple Intersection CRUZAMENTO SEM SINALIZAÇÃO E - Cruce Sin Señal F - Carrefour Non-Signalisé I - Uncontrolled Junction CRUZAMENTO ZEBRADO Passagem para pedestres, cuja superfície se acha assinalada por linhas E - Cruce Acebrado F - Croisement Zebrée I - Zebra Crossing, Zebra Pedrestrian Crossing E - Calle Ciega con Retorno, Calle sin Salida con Rotonda (Bol.), Calle sin Salida (Chil.), Calle con Rotonda (Nic., RD.), Calle sin Salida con Retorno (Pan.), Calle Ciega (Ven.) F - Cul-de-Sac I - Cul-de-Sac CUME 1) Ponto de tangência com a horizontal de uma curva vertical convexa. 2) Ponto mais alto de um monte, E - Ponto Alto F - Sommet I - Crest CUNHA 1) Ferramenta rudimentar usada para partir (Sin.: Pichote). 2) Estreitamento ou alargamento de uma faixa de trânsito, com a finalidade de orientar e disciplinar o E - Cuña, Cuña (en Canales de Tránsito) F - Coin, Biseau (d'une Voie) I - Wedge, Taper (on Traffic lane) CURA DE CONCRETO Processo de endurecimento do concreto que requer presença de água e de temperatura E - Curado del Concreto (Pan.), Curado de Hormigón, Curado de Concreto (Col., Ven.) F - Cure (Béton) I - Curing (Concrete) CURVA 1) Lugar geométrico de um ponto que se desloca no espaço com um único grau de liberdade. 2) Parte de uma estrada que não tem alinhamento retilíneo, podendo ser E - Curva (Carretera) F - Virage (Route), Courbe (Route) I - Bend (Road), Curve CURVA ALTIMÉTRICA V. Curva de Nível. (Sin.: E - Línea de Nivel F - Ligne de Niveau I - Contour Line, Contour, Isoheight, Isohypse CURVA CIRCULAR Lugar geométrico de um ponto que se desloca sobre um plano, definido por distância E - Curva Circular F - Courbe Circulaire I - Circular Curve CURVA COMPOSTA Curva formada por dois ou E - Curva Policéntrica F - Courbe avec Différents Rayons I - Compound Curve CURVA DE NÍVEL Linha de representação do E - Línea de Nivel F - Ligne de Niveau I - Contour Line, Contour, Isoheight, Isohypse CURVA DE TRANSIÇÃO Curva horizontal de uma estrada, cujo raio variável permite a variação gradual da E - Curva de Transición F - Courbe de Raccordement, Courbe de Transition I - Transition Curve, Easement Curve E - Curva en ?S? F - Courbe en sens Contraires I - Reverse Curve E - Curva Cerrada F - Courbe Fermée I - Horseshoe Bend CURVA EM FERRADURA Curva que em projeção E - Curva en Herradura, Torna Curva (Bol.), Revuelta (Gua.,Ven.), Retroceso (Méx.), Curva en U (Pan., Nic.), Curva de Vuelta, Horquilla (Ven.), Curva de Retorno (Ecu.) F - Courbe en Fer à Cheval, Lacet I - Horseshoe Bend CURVA FECHADA Curva com raios de curvaturas E - Curva Cerrada F - Courbe Fermée I - Sharp Curve, Hairpin Bend CURVA FRANCESA Gabarito geralmente transparente usado para desenho de curvas regulares, E - Curva de Dibujo, Curva de Enlace F - Pistolet I - French Curve CURVA GRANULOMÉTRICA Curva que representa as percentagens acumuladas, em peso, de partículas de diferentes dimensões, em função de abertura E - Curva Granulométrica, Curva de Granulometria (Pan., Per.) F - Courbe Granulométrique I - Gradation Curve, Granulometric Curve CURVA HIPSOMÉTRICA V. Curva de Nível. (Sin.: E - Línea de Nivel F - Ligne de Niveau I - Contour Line, Contour, Isoheight, Isohypse CURVA HORIZONTAL Alinhamento que tem E - Curva Horizontal, Curva en Planta (Per.) F - Courbe en Plan, Courbe Horizontale I - Horizontal Curve CURVA INFLEXIONADA Curva composta de dois arcos concordantes, com curvaturas em sentidos contrários, Impropriamente chamada Curva Reversa. V. Curva E - Curva en S F - Courbe en Sens Contraires I - Reverse Curve

CURVA PARABÓLICA ?CUT-BACK?

CURVA PARABÓLICA Curva que obedece a equação de uma parábola, utilizada em transição entre a curva circular e uma tangente no projeto geométrico de E - Curva Parabólica F - Courbe Parabolique I - Parabolic Curve CURVA PROTEGIDA Giro à esquerda ou à direita em interseções dotadas de semáforos, executados sem a E - Curva Protegida F - Courbe Protegée I - Protected Turns E - Curva en ?S? F - Courbe en sens Contraires I - Reverse Curve CURVA VERTICAL Alinhamento de projeção curva E - Curva Vertical F - Courbe de Profil en Long, Courbe en Profil I - Vertical Curve CURVÍMETRO Aparelho para medir distância em uma carta, com o qual se percorre linhas de formas irregulares, como rios, estradas, litorais etc, e que consiste essencialmente de uma roda, que rola tangencialmente ao E - Curvimetro F - Curvimètre I - Curvimeter CUSTEIO Arcar com as despesas de operação relativas a E - Responsabilidad de Pago F - Débours I - To Pay the Cost of, Expense, Expenditure CUSTO Valor, em unidades monetárias, correspondente à soma dos gastos previstos ou despendidos na produção de um bem ou na execução de um bem ou na execução de um E - Costo F - Coût I - Cost CUSTO SOCIAL Custos de uma certa atividade ou produto que são arcados pela Sociedade como um todo e que não são necessariamente iguais aos custos arcados pelo indivíduo ou empresa que realiza aquela atividade ou produção. Os custos sociais, portanto, consistem nos custos dos recursos usados em uma certa atividade, juntamente com o valor de qualquer perda em bem estar ou aumento de custo que a atividade cause a qualquer outro indivíduo ou E - Costo Social F - Côut Social I - Social Cost E - Asfalto Diluído, Asfalto Líquido, Asfalto Rebojado (Cos., Méx, Per.), Rebojado Asfáltico (Nic.), Asfalto de Baja Viscocidad (Per.), Betun Fluidificado (Ven.) F - Betume Diluí I - Cut-Back

DADOS DECLIVIDADE TRANSVERSAL

D DADOS 1) Antecedentes necessários para chegar ao conhecimento exato de uma coisa. 2) Letras, números ou 3) Valores derivados de observações e experiências E - Datos F - Données I - Data DAMA Elevação deixada para definir a altura do corte E - Dama F - Dame I - Dame DANIFICAÇÃO DE SUPERFÍCIE Deformação ou separação involuntária na superfície real, ocasionada durante ou depois do processo de construção. Ex.: Trilha de E - Damnificación Superficial F - Dommage Superficielle I - Surface Desintegration, Surface Deterioration DANO Redução da expectativa de vida ou prejuízo E - Daño, Perjuicio F - Dommage I - Damage DANO CONSEQÜENCIAL À PROPRIEDADE Perda de valor de uma propriedade que não foi sujeita a desapropriação parcial como resultante E - Daños y Perjuicios Consecuentes F - Dommage Conséquent I - Consequential Damages E - Fecha de Inicio F - Date de Commencement I - Starting Date DATA DE TÉRMINO Data em que se termina (ou se E - Fecha de Término F - Date de Conclusion, Date de Terminaison I - Finishing Date DATA DE VALIDADE Data a partir da qual um E - Data Límite para Uso F - Date Limite pour l'Usage I - Expiration Date DATUM 1) Qualquer quantidade numérica, geométrica ou conjunto de tais quantidades que podem servir como referência ou base para outras quantidades. 2) Superfície de E - Data F - Donnée, Plane de Reference I - Data, Datum, Datum Plane DÉBITO Termo mais utilizado em Portugal para E - Caudal, Gasto, Débito F - Débit I - Discharge DECANTAÇÃO Separação por gravidade de partículas E - Separación por Gravedad F - Décantation I - Decantation DECAPAGEM A QUENTE Aquecimento da camada superficial de pavimento flexível, seguida de E - Acción de Decapar a Caliente F - Décapage à la Flamme I - Flame Scouring DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE Declaração de um fornecedor, sob sua inteira responsabilidade, de que um produto, processo ou serviço se acha em conformidade com dada norma ou dado texto E - Declaración de Conformidad F - Déclaration de Conformité I - Declaration of Conformity DECLARAÇÃO EM NORMA Disposição que traz E - Declaración en una Norma F - Enoncé dans une Norme I - Statement in a Standard DECLINAÇÃO MAGNÉTICA Diferença entre os E - Declinación Magnética F - Declination Magnétique I - Magnetic Declination DECLIVE Rampa descendente no sentido de um E - Pendiente Máximo F - Pente I - Downgrade E - Pendiente Máximo F - Pente Maximum I - Maximum Declivity DECLIVIDADE Tangente trigonométrica do ângulo formado pelo alinhamento de rodovia com sua projeção E - Declividad F - Pente, Déclivité I - Slope, Declivity DECLIVIDADE DO LEITO DO RIO OU DE SUA LÂMINA Diferença de cotas entre dois pontos convenientemente situados em relação à transposição do rio; em geral estes pontos distam cem metros de cada lado E - Declividad del Lecho de un Rio F - Declivité du lit d'une Rivière I - River Declivity DECLIVIDADE MÁXIMA Inclinação máxima E - Pendiente Máxima F - Pente Maximum I - Maximum Declivity DECLIVIDADE TRANSVERSAL Tangente trigonométrica do ângulo formado entre um plano horizontal e o plano que contém a superfície de rolamento do perfil transversal em consideração. Esta declividade requerida para o escoamento de água superficial é, em geral, E - Declividad Transversal F - Pente Transversale

DECLÍVIO DEFENSA FLEXÍVEL

DEFENSA METÁLICA (DE PERFIS) DEGRAU

I - Flexible Barrier DEFENSA METÁLICA (DE PERFIS) Dispositivo metálico de proteção, contínuo e deformável, com forma, resistência e dimensões capazes de absorção gradativa da energia cinética e de redirecionar veículos desgovernados, sem riscos para seus ocupantes e para o E - Defensa Metálica (de Perfis) F - Barrière Metallique (de Profil) I - Metallic Barrier (of Profiles) DEFENSA RÍGIDA Defensa cujos elementos são E - Defensa Rígida F - Barrière Rigide I - Rigid Barrier DEFENSA SEMI-RÍGIDA Defensa cujos elementos E - Defensa Semi-flexible F - Barrière Semi-rigide I - Semi-rigid Barrier DEFENSA SIMPLES Defensa que dispõe de uma E - Defensa Simple F - Barrière Simple I - Simple Barrier E - Defensa Simple F - Barrière Simple I - Simple Barrier DEFESA DO MEIO AMBIENTE Proteção planejada ou executada com objetivo de preservação do E - Defesa Ambiental F - Défense du Milieu Ambient I - Environment Protection DEFLETÓGRAFO Instrumento que mede e registra movimentos de elementos estruturais, especialmente os de E - Deflectógrafo F - Deflectographe I - Deflectograph DEFLETOMETRIA 1) Técnica de medir ângulo entre dois caminhamentos. 2) Técnica de medir deflexões em E - Deflectometria F - Deflectometrie I - Deflection Measuring DEFLETOR AERODINÂMICO Dispositivo aplicado em veículo para reduzir a resistência ao deslocamento quando em movimento e, conseqüentemente, E - Deflector de Aire F -Deflecteur Aerodynamique I - Air Deflector, Deflector DEFLEXÃO 1) Deformação vertical reversível do pavimento em conseqüência de aplicação de cargas sobre o mesmo. 2) Ângulo formado pelo prolongamento de um Corresponde ao ângulo central da curva necessária à E - Deflexión F - Déflexion I - Deflection DEFLEXÃO ADMISSÍVEL 1) Limite de deformação por flexão tolerado em pavimento rodoviário. 2) E - Deflexión Admisible F - Déflexion Permise I - Permissible Deflection DEFLEXÃO CARACTERÍSTICA (Dc)Valor de deflexão, calculado pela expressão d = d + , no qual d = c?c média aritimética e ? = desvio-padrão, das deflexões recuperáveis encontradas, conforme estabelecido em norma E - Deflexión Característica F - Déflexion Caractéristique I - Characteristic Deflection DEFLEXÃO POR METRO Ângulo central E - Deflexión por Metro F - Déflexion par Mètre I - Meter Deflection E - Desagüe F - Écoulement des Eaux I - Flowing of Water DEFLÚVIO SUPERFICIAL Parcela de água precipitada sobre o solo, mas que não se infiltra neste, nem se evapora, escoando superficialmente, até alcançar os E - Desagüe Superficial F - Écoulement Superficiel I - Superficial Flowing, Run-off DEFORMAÇÃO ESTRUTURAL Modificação da forma de uma estrutura ou de um corpo, devido a atuação E - Deformación Estructural F - Déformation de la Structure I - Structural Deformation DEFORMAÇÃO MÁXIMA DE UMA MISTURA BETUMINOSA O maior grau de formação alcançado por uma mistura betuminosa, quando E - Deformación Máxima de una Mistura Bituminosa F - Déformation Maximum d'une Mixture Bitumineuse I - Maximum Deformation of a Bituminous Mixture DEGRADAÇÃO (DE AGREGADO) Conjunto de modificações granulométricas que os agregados constituintes de um pavimento sofrem pela ação mecânica E - Desgaste Interno F - Usure Interne, Dégradation I - Internal Wear, Degradation DEGRADAÇÃO (DO RELEVO) Desgaste intenso E - Degradación de Terreno F - Dégradation du Terrain I - Ground Degradation DEGRADAÇÃO DO MEIO AMBIENTE Erosão de solo e/ou salinização e/ou poluição de solo e/ou de água E - Degradación de Ambiente F - Dégradation du Milieu I - Environmental Degradation DEGRADAÇÃO DO PAVIMENTO 1) Desgaste Degradação. 2) Desagregação gradual do pavimento por E - Degradación del Pavimento F - Dégradation de la Chaussée I - Pavement Deterioration E - Escalón F - Échelon, Degré I - Step

DELINEADOR DENSIDADE CRÍTICA DE TRÁNSITO

E - Delineador, Línea de Borde (Bol., Col., R. D.,Cos.), Paralela Lateral, Línea de Borde (Nic.), Línea Demarcadora (Pan.), Línea de Borde (Ecu.) F - Délineateur I - Delineator DEMANDA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Número de passageiros que aflue a um dado serviço de transporte num determinado período de tempo. V. Demanda Reprimida (transporte coletivo regular) E - Demanda F - Demande I - Demand (Transportation) DEMANDA DE TRÁFEGO Quantidade e qualidade E - Demanda de Trafico F - Demande de Trafic I - Traffic Demand DEMANDA DE TRANSPORTE Quantidade e E - Demanda de Tranporte F - Demande de Transport I - Transport Demand DEMANDA POTENCIAL (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Número de passageiros passível de ser atraído para um determinado serviço de E - Demanda Potential F - Demande Potentielle I - Potential Demand DEMANDA REPRIMIDA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Número de passageiros que aflue mas, regularmente, não consegue embarcar em uma linha ou em um sistema, em determinada viagem ou período E - Demanda Contenida, Demanda Reprimida F - Demande Reprimée I - Repressed Demand DEMÃO Uma película de um produto aplicada sobre E - Mano F - Couche I - Coat DEMARCAÇÃO 1) Operação para delinear faixas de trânsito (veículos, pedestres). 2) Determinação dos limites E - Demarcación F - Démarcation I - Demarcation DEMARCAÇÃO LATERAL DA PISTA PRINCIPAL Linhas interrompidas ou não, que indicam a separação não-física das faixas principais da pista de E - Marcación Lateral F - Marquage Latéral, Ligen de Bordure (Suiça) I - Edge of Carriageway Marking DEMOLIÇÃO 1) Ato ou efeito de deitar por terra qualquer construção. V. Demolição de Estruturas com Implosão. 2) Ato ou efeito de desmanchar uma construção, tornando-a inexistente. Ex.: Demolição de uma Ponte de E - Demolición F - Démolition I - Demolition DEMOLIÇÃO DE ESTRUTURAS COM EXPLOSIVOS Demolição de estruturas praticada E - Demolición de Estructuras con Explosivos F - Démolition avec Dynamite I - Demolition with Explosives DEMOLIÇÃO NÃO EXPLOSIVA DE ESTRUTURAS Demolição realizada (sem uso de explosivos) com uso de agentes expansivos introduzidos em E - Demolición de Estructuras sin Explosivos F - Démolition sans Dynamite I - Demolition of Structures without Explosives DEMORA Tempo perdido enquanto o trânsito ou seu componente está constrangido em seus movimentos por algum elemento sobre o qual não tem ação, geralmente E - Demora F - Retard I - Delay E - Denatran F - Denatran I - Denatran DENSIDADE 1) Termo às vezes utilizado, erroneamente, para significar massa específica, isto é, massa da unidade de volume de um material completamente compacto (isento de poros). (Sin.: Massa Específica). 2) Termo às vezes utilizado, erroneamente, para significar peso (Sin.: Peso Específico). 3) Quantidade de energia, massa na unidade de volume. 4) A quantidade de veículos que ocupa uma determinada extensão de uma faixa ou da rodovia em média, durante um período de tempo, usualmente é expressa em veículos por quilômetro, por faixa ou veículos por E - Densidad, Peso Especifico F - Densité, Peids Spécifique I - Specific Mass, Specific Weight, Density DENSIDADE APARENTE/DENSIDADE A GRANEL Relação entre o peso de um corpo (contendo maior ou menor quantidade de poros) e o volume aparente E - Densidad Aparente F - Densité Apparente I - Apparent Density, Bulk Density, Bulk Specific Gravity DENSIDADE APARENTE DE UMA MISTURA BETUMINOSA Relação entre o peso da mistura ao ar e a diferença entre o peso ao ar e o peso da E - Densidad Aparente de una Mistura Bituminosa F - Densité Apparent d'une Mixture Bitumineuse I - Apparent Density of a Bituminous Mixture DENSIDADE APARENTE SECA Relação entre o peso específico aparente de um solo e o peso específico da E - Densidad Aparente Seca F - Densité Séche Apparente I - Dry Apparent Density E - Densidad Crítica de Tránsito F - Densité Critique de Circulation I - Critical Traffic Density DENSIDADE CRÍTICA DE TRÂNSITO Densidade de trânsito que coincide com a capacidade máxima de utilização de uma rodovia. Quando a densidade

DENSIDADE DE ENGARRAFAMENTO DERIVA DE UM INSTRUMENTO DE MEDIR

for maior, o volume de trânsito diminuirá. A densidade crítica é alcançada quando os veículos transitam à E - Densidad Crítica de Tránsito F - Densité Critique de Trafic I - Critical Traffic Density DENSIDADE DE ENGARRAFAMENTO É a densidade na qual o engarrafamento começa a ficar tão E - Densidad de Embotellamiento F - Densité de Emboutellaje I - Jam Density DENSIDADE DE MOTORIZAÇÃO Divisão da quantidade de veículos motorizados registrados (N) pela E - Densidad de Motorización F - Densité de Motorisation I - Motorization Density DENSIDADE DE REDE Relação entre a soma dos comprimentos das vias de uma rede e a área da região E - Densidad de la Red Vial F - Densité de la Red I - Network Density DENSIDADE DE TRÁFEGO V. Densidade de E - Densidad de Tránsito, Densidad de Trafico F - Densité de la Circulation I - Traffic Density DENSIDADE DE TRÂNSITO Número de veículos que, em um instante determinado de trânsito contínuo, ocupa uma unidade de longitude das faixas de uma pista de E - Densidad de Tránsito F - Densité du Trafic I - Traffic Density DENSIDADE DE VEÍCULOS Quantidade de veículos que se encontra sobre uma seção da via em um E - Densidad de Vehículos F - Densité de Vehicules I - Vehicle Density E - Densidad Media de Tránsito F - Densité Moyenne de Circulation I - Average Traffic Density DENSIDADE MÉDIA DE TRÂNSITO A média do número de veículos por unidade de comprimento da E - Densidad Media de Tránsito F - Densité Moyenne du Trafic I - Average Traffic Density DENSIDADE RELATIVA Relação entre a massa específica de um material e a massa específica de um E - Densidad Relativa F - Densité Relative I - Specific Gravity (Sp Gr), Relative Density DENSIDADE SECA Termo impropriamente utilizado para significar peso por unidade de volume de um material E - Densidad Seca (Suelos e Agregados), Peso Unitário Seco (Bol., Col., Gua., Nic., Ven.), Peso Volumétrico Seco (Ecu., Méx., Pan., Nic.) F - Densité Sèche I - Specific Gravity, Dry Density DENSIDADE ÚMIDA Densidade de um material E - Densidad Húmeda F - Densité Humide, Masse Volumique (Belg.), Poids Spécifique Apparent Humide (Suiça) I - Wet Density E - Densidad de Vías (Transp.), Densidad Vial (Transp.) F - Densité de Voie (Transp.) I - Route Density (Transp.) DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM V. Departamento Estadual de Estradas de E - DER F - DER I - DER DEPARTAMENTO ESTADUAL DE ESTRADA DE RODAGEM - DER Entidade competente para a execução da política rodoviária E - Autoridad para Carreteras de Departamentos (Provincia) F - Autorité Routière d' État I - State Road Department DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM - DNER Entidade que executa a política nacional de viação rodoviária no plano federal e que pode celebrar acordos e convênios de delegação de encargos, com os Estados, Territórios, Distritos Federais e Municípios, ou outras entidades federais, civis ou militares, bem como celebrar contratos com entidade privativa. Entre as atividades do DNER há as de: Planejamento do sistema rodoviário, estudos e projetos, construção e conservação, administração, concessão e fiscalização do serviço de transporte coletivo e de cargas e a E - Departamento Nacional de Carreteras F - Département National de Routes I - National Highway Department DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO Departamento Nacional, Estadual ou Municipal E - Departamento de Tránsito F - Département de Transit I - Traffic Department, Traffic Office, Traffic Bureau DEPLÚVIO Transporte de material carregado pela água E - Desagüe F - Écoulement I - Rain Water Material Transport DEPRESSÃO (Dp) 1) Defeito de pista de rolamento 2) Concavidade em um terreno; área situada em um nível E - Depresión, Hundimiento F - Dépression, Creux, Flecha I - Depression DEPRESSÃO TRANSVERSAL (PROJETO) E - Depresión Transversal F - Cassis I - Transverse Depression DERIVA DE UM INSTRUMENTO DE MEDIR Segundo a Portaria nº 155, do INMETRO, variação lenta ao longo do tempo de uma característica E - Desviación de un Instrumento

DERRAME DESCIMBRAMENTO

F - Dérive d'un Instrument de Mésure I - Drift of a Measure Instrument DERRAME Rocha ígnea extrusiva originada pela saída de lava através de geofraturas, formando camadas sucessivas de lava solidificada acima da antiga superfície E - Derrame (Roca), Derramamiento (Roca) F - Coulée (Roche) I - Flow (Rock) DERRAPAGEM 1) Deslizamento de veículo sobre a Derrapante. 2) Ato ou efeito de escorregar de lado, com o E - Patinaje F - Dérapage I - Skidding, Lateral Skidding DERRAPANTE Diz-se das condições da superfície da pista, devido às quais, por não haver suficiente aderência, se E - Resbaladizo Deslizante (Arg., Gua.) F - Glissant I - Slippery, Slipperiness DERROCAMENTO 1) Remoção de blocos de pedra que se encontram nas paredes de um corte, na base de um aterro, no leito estrada. 2) Desmonte de afloramento de E - Derrocamiento F - Demolition I - Rock Excavation E - Deforestación, Desarbolizar F - Renversement I - Deforestation DERRUBADOR DE ÁRVORE 1) Conjunto composto de um par de braços de sustentação, articulados na junção com a máquina e dotado de cabeça de ataque, permitindo aplicação de força num ponto elevado da árvore, visando o seu tombamento. 2) Trabalhador encarregado do E - Derribador de Árbores F - Renverseur d'Arbres I - Tree Cutter DESABAMENTO Queda de uma construção ou parte da mesma, face ao desequilíbrio ou ruptura de elementos de E - Derrumbe, Derrumbamiento F - Ecroulement, Éboulement I - Failure, Collapse E - Desaceleración F - Décélération I - Deceleration DESAGREGAÇÃO (Dg) 1) Decomposição de uma rocha em partes devida a ação das intempéries. 2) Separação do que antes estava agregado (unido). 3) Separação do agregado graúdo de camada de rolamento de E - Desagregación F - Désagrégation I - Disintegration, Disagregation, Spalling DESAPROPRIAÇÃO Instituto jurídico utilizado pelo Poder Público ou por seus concessionários, para retirar de alguém a propriedade de uma coisa ou de um direito e incorporá-los ao domínio público, mediante o prévio E - Desaproprio, Expropriación F - Désappropriation, Expropriation I - Expropriation, Condemnation (USA) DESAPROPRIAÇÃO POR UTILIDADE PÚBLICA Desapropriação baseada no interesse da E - Expropriación por Utilidad Pública F - Expropriation par Utilité Publique I - Expropriation for Public Utility DESARRANJO Condição de uma coisa (pavimento, veículo, sistema) caracterizada por incapacidade de desempenho (falha estrutural ou institucional) ou incapacidade de executar funções previstas (falha funcional) e oriunda de uma ou mais causas. V. Falha Estrutural do E - Desarreglo, Falla, Pane F - Dérangement I - Distress, Failure DESCARGA (HIDRÁULICA)/VAZÃO Volume de água por unidade de tempo, medido em determinada E - Caudal, Gasto F - Débit I - Flow DESCARGA (TRANSPORTE) Retirada da carga E - Descarga F - Décharge, Déchargement I - Unloading DESCARREGADOR Termo usado em Portugal para E - Vertedero, Descargador F - Trop-plein I - Spillway, Weir E - Descarga, Descargamiento F - Décharge, Déchargement I - Unloading DESCASCAMENTO 1) Separação do material superficial de um revestimento em forma de escama. 2) Remoção, sob ação do tráfego, de agregados de uma E - Descascarrilladura, Descascarrillado, Descarcarado F - Desenrobage, Ecaillement I - Stripping, Scalling, Peeling DESCASCAMENTO (GEOLOGIA) Liberação e E - Desgrame F - Ecorcement I - Rockfall DESCIDA D'ÁGUA Dispositivo de drenagem superficial que, recebendo a montante a descarga de algum outro dispositivo, promove o seu lançamento em ponto E - Descenso de l'Agua F - Descente de l'Eau I - Water Descent DESCIDA D'ÁGUA EM DEGRAUS V. Descida E - Caneleta en Escalera F - Descente de l'Eau en Escalier I - Gutter with Steps E - Descimbratura, Descimbra, Desencofrado (Pan., Per., Ecu., Nic.), Desencofrado, Desformaleteado (Cos.) F - Décintrage, Décintrement I - Stripping of Falsework

DESCONTINUIDADE DE PISTA DE ROLAMENTO DESENVOLVIMENTO DO TRANSPORTE

DESENVOLVIMENTO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DESLOCAMENTO DE ARGILA MOLE POR EXPLOSIVOS

I - Development of Transport DESENVOLVIMENTO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO Variação do transporte rodoviário ao E - Desarrrollo del Transporte en Carreteras F - Développement du Transport Routier I - Development of Highway Transportation DESENVOLVIMENTO DO TRANSPORTE URBANO Variação do transporte urbano ao longo do E - Desarrollo del Transporte Urbano F - Développement du Transport Urbain I - Urban Transport Development DESENVOLVIMENTO RODOVIÁRIO E - Desarrolo del Sistema de Carreteras F - Développement Routier I - Highway System Development DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 1) É o desenvolvimento de uma nação, de um estado ou de um município orientado de modo a que haja perfeito equilíbrio entre as diversas áreas envolvidas e sempre com a 2) Forma de desenvolvimento de uma comunidade caracterizada por crescimento econômico, redução de desigualdade social, utilização racional de recursos renováveis e utilização não predatória dos recursos naturais não renováveis e determinada por funções das organizações da mesma comunidade, cujo objetivo é a obtenção da E - Desarollo Sustenable F - Développement Soutenable, Durable I - Sustainable Development DESFILADEIRO 1) Passagem apertada, porém mais larga que uma garganta, entre contrafortes de uma serra ou cadeia de montanhas. 2) Passagem estreita encravada em E - Desfiladero F - Défilé, Passage Étroit dans les Montagnes I - Defile DESFLORESTAMENTO Processo de destruição de E - Deforestación, Desarborización F - Déforestation I - Deforestation DESFOLHANTE Produto químico que, lançado sobre E - Deshojante F - Défeuillaison I - Defoliant E - Desencofrar, Desformar F - Oter du Moule, Oter de la Forme I - Form Stripping, Stripping (Forms) DESGASTE 1) Defeito da superfície de pavimento flexível ou semi-rígido, caracterizado pela aspereza superficial, com perda no envolvimento do agregado, ocorrendo em estágio mais avançado o arrancamento progressivo do agregado, objeto de consideração quando de avaliação da superfície de pavimento. 2) Remoção gradual de partículas de um material sólido em movimento relativo como outro sólido, ou em contato com líquido e gases. 3) Deterioração de material ou equipamento causada pelo uso E - Desgaste F - Usure, Dégradation (Superficielle) I - Outworning, Surface Wear, Wearing DESIGNAÇÃO QUALITATIVA DE ROCHA (RQD) Classificação de qualidade de um maciço rochoso, que se baseia no cálculo do quociente entre a soma dos comprimentos de testemunhos de sondagem, com tamanho superior a 10 cm, pelo comprimento total perfurado por E - Designación Qualitativa de Rocas F - Désignation Qualitative des Roches I - Rock Quality Designation DESINCORPORAÇÃO Saída de um veículo de um E - Desincorporación de um Flujo de Tránsito F - Désincorporacion I - To Disincorporate from a Traffic Flow DESIGN 1) Arte de criar e projetar formas, destinadas, geralmente, à indústria. Ex.: Design de luminárias para postes e design de carroceira para veículo. 2) Concepção e E - Dibujo Industrial F - Dessin Industriel I - Design DESINTEGRAÇÃO DE ROCHAS COM E - Desintegración de Roca con Explosivos F - Désintégration de Roche avec Explosif I - Blasting, Explosion DESLIGAMENTO SUPERFICIAL LOCALIZADO Perda de material em pequenas áreas da camada de rolamento. O mesmo que ?pelada? E - Desligamiento Superficial Localizado F - Pelade, Plumage, Plumage Localisé I - Scabbing DESLIZAMENTO 1) Deslocamento do material de uma encosta ou talude. (Sin.: Queda de Barreira, Desmoronamento). 2) Ato ou efeito de escorregar brandamente (veículo automotor), sem perda de direção. 3) Deslocamento de parte de um maciço, envolvendo um E - Deslizamiento de Tierras, Patinadura, Derrumbe (Desprendimiento de Tierras) F - Glissade, Éboulement I - Sliding, Slipping, Landslide DESLIZAMENTO DE MACIÇO Escorregamento envolvendo um talude de parte de maciço segundo uma superfície, em geral curva, na qual foi vencida a resistência E - Ruptura de Talud F - Rupture de Remblai I - Slope Failure DESLIZAMENTO PARABÓLICO Deformação (lembrando uma parábola) que ocorre na superfície de pavimentos flexíveis e semi-rígidos, devido à ligação E - Deslizamiento Parabolico F - Glissage Parabolique I - Parabolic Slipping DESLOCAMENTO DE ARGILA MOLE POR EXPLOSIVOS Deslocamento, com uso de explosivos, de solo de baixa consistência (praticamente fluído), para afundamento de aterro sobreposto e conseqüente E - Dislocadura de Pantano, Dislocadura de Lodazal F - Déplacement des Marais I - Peat Displacement (Explosion), Marsh Displacement (Explosion)

DESLOCAMENTO HORIZONTAL DE APOIO DESVIO-PADRÃO

DESVIO PADRÃO EXPERIMENTAL DIAGRAMA DE VOLUME DE TRÂNSITO

DESVIO PADRÃO EXPERIMENTAL Segundo a portaria nº 155, de 02 de dezembro de 1986, do INMETRO, o parâmetro S, que caracteriza a dispersão dos n

?(x -x )2 i resultados, na fórmula: S = i = 1 onde: X n -1 i é o resultado da medição de ordem i (1, 2, ... n); x é a E - Desviación Normal Experimental F - Écart Type Expérimental I - Experimental Standard Deviation DESVIO PARA PASSAGEM Alargamento de pista, principalmente quando esta for de faixa única, para permitir E - Deviación para Paso F - Place d'Evitement I - Passing Bay DETALHAMENTO DE PROJETO Atividade de engenharia que consiste na definição de detalhes de um projeto, requerida para sua execução, com base nos dados E - Detallación de Proyecto F - Projeter avec Détail I - Project Detailing DETALHES DE PLANTA OU PERFIL Representação ampliada da projeção horizontal (planta) ou vertical (perfil) da obra nos pontos críticos que apresentem problemas ou justifiquem estudos em separado, mais pormenorizados, ou para melhor indicação das soluções E - Detalles de Planta o Perfil F - Détails de Projection Horizontale ou Profil en Long I - Plant or Profile Details DETERIORAÇÃO DE PAVIMENTO 1) Condição de pavimento caracterizado pela existência de falha estrutural e/ou falha funcional de pavimento, trazendo, ao ser utilizado, dificuldades ao trânsito e desconforto para o usuário. 2) Termo usado na Austrália para designar condição de pavimento caracterizada pela existência de defeitos visíveis. V. Desarranjo, V. Falha Estrutural de E - Deterioración del Pavimento (Firme) F - Détérioration de la Chaussée I - Pavement Distress, Distress DETERIORAÇÃO SUPERFICIAL Desgaste E - Deterioro Superficial, Desgaste Superficial (Ecu.) F - Dégradation Superficielle I - Surface Deterioration DETONAÇÃO (DE EXPLOSIVO) Reação química exotérmica que produz onda de choque cuja E - Detonación F - Détonation I - Blasting E - DETRAN F - DETRAN I - DETRAN DETRITO 1) Fragmentos resultados da desagregação de E - Detritos F - Désagrégacion de Roche I - Rock Detritus, Detritus DETRITO ACUMULADO LATERALMENTE E - Detrito Acumulado Lateralmente F - Detritus sur Bas Côté I - Road Side Litter DIÁCLASE Superfície que separa ou tende a separar a rocha, ao longo da qual não houve movimento dos blocos E - Diaclasa F - Diaclase I - Joint DIAGNÓSTICO AMBIENTAL Conhecimento de todos os componentes ambientais de uma determinada área para caracterização da sua qualidade ambiental. É uma das tarefas ou etapa inicial dos estudos de avaliação de impacto ambiental (AIA), que consiste na descrição ambiental de área de influência ou projeto cujas influências se pretende E - Diagnóstico del Medio Ambiente F - Diagnostique du Moyen Ambient I - Environmental Diagnosis DIAGNÓSTICO DE TRÁFEGO Resultado da E - Diagnóstico de Trafico F - Diagnostique de Traffic I - Traffic Diagnosis DIAGRAFIA Registro contínuo de características dos E - Diagrafia F - Diagraphie I - Logging (Soil Mech) DIAGRAMA DE BRUCKNER Gráfico representativo dos volumes dos cortes e aterros acumulados e compensados longitudinalmente. Serve para estudar a distribuição dos materiais escavados e estimar a distância E - Diagrama de Bruckner F - Diagramme de Bruckner I - Diagram of Bruckner DIAGRAMA DE COLISÃO Representação esquemática de um acidente de trânsito, devendo apresentar E - Diagrama de Colisón F - Diagramme de Collision I - Collision Diagram DIAGRAMA DE CONDIÇÕES (DO ACIDENTE) Representação esquemática do local onde ocorreu um acidente de trânsito, devendo conter as E - Diagrama de Condiciones F - Diagramme de Conditions I - Condition Diagram (Accident) DIAGRAMA DE ESCOAMENTO DE TRÂNSITO Gráfico representativo de volumes de E - Diagrama de Volumenes de Tránsito F - Diagramme de Volume de Trafic I - Traffic-volume Diagram DIAGRAMA DE MASSAS (Sin.: Diagrama de E - Diagrama de Massas F - Diagramme de Masses I - Mass Diagram DIAGRAMA DE VOLUME DE TRÂNSITO E - Diagrama de Volumen de Tránsito

DIAGRAMA EQUIVALENTE DE UMA PARTÍCULA DIREITO DOS TRANSPORTES

F - Diagramme de Volume de Trafic I - Traffic-volume Diagram DIÂMETRO EQUIVALENTE DE UMA PARTÍCULA Diâmetro de uma partícula esférica hipotética, de massa (ou volume) igual a de uma partícula E - Diámetro Equivalente de Partícula F - Diamètre Equivalent d'une Particule I - Equivalent Diameter of a Particle, Nominal Diameter (Geve) DIÂMETRO MÁXIMO DE AGREGADO Abertura nominal, em mm, da malha da peneira da série normal, a qual corresponde uma percentagem acumulada igual ou imediatamente inferior a 5%. V. Dimensão do E - Diámetro Máximo de Agregado F - Diamètre Maximum d'Aggregat I - Maximum Aggregate Diameter, Greatest Aggregate Diameter DIÂMETROS EQUIVALENTES DE PARTÍCULAS Diâmetros de partículas esféricas de massa específica igual à do solo em suspensão, que cairiam E - Diámetros Equivalentes de Particulas F - Diamètres Équivalents de Particules I - Particule's Equivalent Diameter DIÁRIO DE OCORRÊNCIA Livro de páginas numeradas onde a fiscalização e o contratado registram as E - Diario de Ocurrencia F - Registre d'Occurrences I - Daily Job Record DILASTÔMETRO 1) Instrumento de medição da deformabilidade de maciços rochosos, que se instala no interior de um furo de sondagem e se pressuriza contra a parede do furo, medindo-se as deformações que ocorrem nos diversos estágios de pressão aplicados. 2) Instrumento E - Dilastómetro F - Dilastomètre I - Dilatometer E - Dilatación F - Dilatation I - Expansion DILATÂNCIA Expansão de massas deformadas de certos solos granulares, devida a rearranjo (rearrumação) E - Hinchazón, Hinchamiento F - Dilatance I - Dilatancy DILUENTE BETUMINOSO Derivado de petróleo que se adiciona a um betume com a finalidade de torná-lo E - Diluyente Asfáltico F - Délayant Bitumineux I - Cutter (Australia), Bitumen Cutter DIMENSÃO MÁXIMA (DE AGREGADOS) Abertura nominal, em mm, da malha da peneira da série normal ou peneira intermediária, à qual corresponde uma percentagem retida acumulada igual ou imediatamente inferior a 5%. V. Série Normal de Peneiras e V. Peneiras E - Dimensión Máxima F - Dimension la Plus Grande I - Greatest Dimension (Aggregate) DIMENSÃO MÁXIMA CARACTERÍSTICA Grandeza associada à distribuição granulométrica do agregado, correspondente à abertura da malha quadrada, em mm, à qual corresponde uma porcentagem retida igual ou imediatamente inferior a 5%, em massa. (Sin.: Diâmetro E - Diámetro Máximo de Agregado F - Diamètre Maximum d'Aggregat I - Maximum Aggregate Diameter, Greatest Aggregate Diameter DIMENSÃO MÍNIMA ALD Parâmetro usado no projeto de capas selantes, que é igual à média das alturas das partículas de um agregado destinado a capa selante, quando espalhadas em camada única sobre uma superfície E - ALD F - ALD I - Average Least Dimension (Ald), Ald E - Dimensionamiento de Pavimento F - Dimensionnement du Corps de la Chausée I - Pavement Design DIMENSÕES AUTORIZADAS (PARA VEÍCULO) Dimensões máximas estabelecidas no regulamento do Código Nacional de Trânsito conforme tipo E - Tamaño Autorizado de Vehículo F - Grandeur Autorisée de Véhicule I - Authorized Dimensions (de Vehicles) DIMENSÕES DO AGREGADO Comprimento (c), largura (l) e espessura (e) efetivos do agregado, determinados de acordo com Norma Técnica. V. Diâmetro E - Dimensiones del Agregado F - Dimensions d'Aggregat I - Aggregate Dimensions DIORITO Rocha holocristalina de textura granular, constituída por uma plagioclásio e elementos E - Diorito F - Diorite I - Diorite, Black Granite DIREÇÃO PERIGOSA Direção praticada sem E - Manejar Peligrosamente, Dirigir Peligrosamente F - Conduire Dangereusement I - Careless Driving DIREITO DE ACESSO Licença, expedida discricionariamente pela autoridade, para alguém, com o concurso de viatura, ter acesso à rodovia ou dela sair, em E - Derecho de Acceso F - Droit d'Accès I - Admittance Permit DIREITO DE PASSAGEM Licença expedida discricionariamente pela autoridade, para alguém ou semovente transitar, em caráter precário, através de trecho E - Derecho de Paso F - Droit de Passage I - Right of Way DIREITO DE TRANSPORTE Sistema de normas E - Derecho del Transporte F - Droit de Transports I - Transport Law DIREITO DOS TRANSPORTES Direito aplicado a transporte em geral.

DIREITO DE USO DE PISTA EXCLUSIVA DISPOSITIVO PARA CONTROLE DE TRÂNSITO

E - Derecho de Transporte F - Droit de Transports I - Transport Law DIREITO DE USO DE PISTA EXCLUSIVA Direito de uso de pista restrito a um único ou dois tipos de E - Carretera Reservada F - Route d'Usage Exclusif I - Exclusive Right of Way DIREITO RODOVIÁRIO Direito aplicado ao transporte rodoviário, bem como às relações jurídicas que E - Derecho de Carreteras F - Droit des Routes I - Highway Regulation DIRETRIZ Projeção ortogonal em plano horizontal do E - Trazado, Alineamiento F - Tracé en Plan, Alignement I - Alignment DIRETRIZ IDEAL Linha reta que liga dois pontos E - Directriz Ideal F - Directrice Idéale I - Ideal Directrix DIRIGIR NA CONTRAMÃO Veículo em circulação contrária ao sentido de trânsito estabelecido pelas E - Contramano (A), Contra Flecha (Bol.), Contra Via (Col.), Tránsito de Contramano (Gua., Per.), Sentido Contrário (Méx., Pan., Per.), Contra la Via (Nic.) F - Conduite a contre Sens I - Contraflow DIRIGIR O TRÂNSITO Parte da operação de trânsito que consiste em medidas especiais para circulação de veículos em caso de emergência ou condições anormais E - Dirigir el Tránsito F - Régulation du Trafic, Conduire le Transit I - Traffic Regulation DISPERSÃO DE SOLO Ação de separar, por agitação, partículas de solo em um meio líquido, geralmente E - Dispersión de Suelo F - Dispersion de Sol I - Dispersion of Soil DISPOSITIVO AERODINÂMICO Dispositivo de veículo automotor cujo uso permite reduzir a resistência E - Dispositivo Aerodinámico F - Accessoire Aerodynamique I - Aerodynamic Device DISPOSITIVO ANTIOFUSCANTE V. Proteção E - Dispositivo Antiofuscante F - Dispositif contre Éblouissement I - Clare Screen, Antidazzling Equipment DISPOSITIVO ANTITRAVAMENTO Dispositivo que evita o travamento da direção de um E - Dispositivo Antibloqueo F - Dispositif Antiblocage I - Antilocking Device DISPOSITIVO CONTRA ENGAVETAMENTO Qualquer dispositivo instalado em veículo que impeça a penetração, por baixo, de outro E - Dispositivo Anti-encajonamiento F - Antiencastrement I - Underside Prevention DISPOSITIVO DE ADVERTÊNCIA Sinalização E - Dispositivo de Advertência F - Dispositif d'Avertissement I - Warning Device, Warning Equipment DISPOSITIVO DE DRENAGEM Parte do sistema E - Dispositivo de Drenaje F - Dispositif de Drainage, Dispositif de Evacuation I - Drainage Device DISPOSITIVO DE IDENTIFICAÇÃO Placa que indica o veículo ou local ou zona ou cidade. V. Placa de E - Dispositivo de Identificación F - Dispositif d'Identification I - Identification Device DISPOSITIVO DE SEGURANÇA 1) Elemento ou sistema de proteção destinado a impedir a passagem de pedestres, veículos, ou ambos, numa área ou local perigoso, bem como reduzir a probabilidade e gravidade dos acidentes. 2) Dispositivo para a segurança individual de E - Equipos de Seguridad F - Équipement de Securité I - Safety Devices DISPOSITIVO DE SEGURANÇA DA RODOVIA Dispositivo de segurança aplicado em rodovia. Ex.: Defensa e tela antiofuscante. V. Dispositivo de E - Dispositivo de Seguridad de la Carretera F - Dispositif de Securité de la Route I - Highway Safety Equipment E - Dispositivo de Control de Tránsito F - Dispositif de Contrôle de la Circulation I - Traffic Control Device DISPOSITIVO DE SINALIZAÇÃO LUMINOSA DE EMERGÊNCIA Acessório E - Dispositivo de Señalización Luminosa de Emergência F - Dispositif de Signalisation Lumineuse d'Urgence I - Emergency Light Signs DISPOSITIVO DE SINALIZAÇÃO E - Dispositivo de Señalización Refletora F - Dispositif de Signalisacion Réfléchissant I - Cateyes DISPOSITIVO PARA CARREGAMENTO ACELERADO (ALF) Componente principal de um equipamento para testar pavimentos (PTF), desenvolvido pela U.S. Federal Highway Administration, que permite aplicar cargas de 40 RN a 100 RN a razão de 8 500 aplicações por dia, simulando em poucos meses a ação de vinte anos de veículos sobre dada pavimentação. V. Ensaio E - Equipo para Aplicación Acelerada de Cargas F - Équipment pour Chargement Accéléré I - Accelerated Loading Facility (Alf) DISPOSITIVO PARA CONTROLE DE TRÂNSITO Conjunto de sinais oficiais para controlar o E - Dispositivo de Control del Tránsito, Señal de Tránsito (Col., Pan., R. D., Ecu.) F - Dispositif de Contrôle du Trafic

DISSEMINAÇÃO SELETIVA DA INFORMAÇÃO (DSI) DISTÂNCIA HORIZONTAL

I - Traffic Control Device DISSEMINAÇÃO SELETIVA DA INFORMAÇÃO (DSI) Sistema, em geral automático, que se baseia no perfil de interesse do usuário para E - DSI F - DSI I - SDI, Selective Dissemination of Information DISSIPADOR DE ENERGIA 1) Obra cujo objetivo 2) Obra cujo objetivo é reduzir o efeito do impacto de E - Disipador de Energia F - Dissipateur d'Énergie I - Energy Dissipation Device DISSIPADORES DE ENERGIA Pequenas barragens de estacas e pedra ou de sacos de aniagem preenchidos com solo-cimento que se utilizam nos lados de plataformas de estradas de terra para diminuir a velocidade E - Disipador de Energia F - Dissipateur de Energie I - Energy Dissipators DISTÂNCIA ADOTADA ENTRE VEÍCULOS Distância adotada voluntariamente pelo condutor de um veículo em relação ao veículo que se acha em movimento à sua frente na mesma faixa, em função das condições de E - Distancia Aceptada Voluntariamente F - Distance Adoptée entre Deux Vehícules I - Gap Acceptance DISTÂNCIA DE DERRAPAGEM Distância percorrida pelo veículo desde o instante em que as rodas deixam de girar até aquele em que ele pára totalmente. (Cf.: Distância de Frenagem, Distância de Parada, Distância de E - Distancia de Patinaje, Deslizamiento (Arg., Per.), Resbaladizo (R. D.), Distancia de Derrape (Méx.) F - Distance de Freinage I - Skidding Distance DISTÂNCIA DE ENTRECRUZAMENTO Extensão do trecho onde ocorrem os movimentos de E - Longitud de Entrecruzamiento F - Distance d'Entrecroisement I - Weaving Distance DISTÂNCIA DE ENTRELAÇAMENTO Comprimento do trecho de rodovia onde ocorrem E - Distancia de Entrelazamiento F - Distance d'Éntrelacement I - Weaving Distance DISTÂNCIA DE FRENAGEM Distância percorrida por um veículo, medida entre o ponto em que a sapata atinge o tambor do freio e o ponto em que o veículo se detém totalmente. (Cf.: Distância de Derrapagem, Distância de Parada, Distância de Reação e Distância Total E - Distancia de Frenado, Distancia de Frenado del Vehículo (Pan, R. D.) F - Distance de Freinage I - Braking Distance DISTÂNCIA DE PARADA Distância percorrida por um veículo que se pretende parar o mais rapidamente possível, e que é medida entre o ponto em que o condutor toma consciência da necessidade de parar e o ponto de parada. A distância de parada inclui, portanto, a distância que é percorrida durante o tempo de percepção-reação. (Cf.: Distância de Derrapagem, Distância de Frenagem, Distância E - Distancia de Detención del Vehiculo, Distancia Total de Parada (Bol., Cos., Nic.), Distancia de Parada del Vehiculo (Ecu), Distancia de Parada (Méx.), Distancia de Frenado del Vehiculo (Pan., R. D.) F - Distance d'Arrêt du Conducteur I - Stopping Distance, Driver Stopping Distance DISTÂNCIA DE REAÇÃO Distância percorrida pelo veículo durante o tempo de reação. (Cf.: Distância de Derrapagem, Distância de Frenagem, Distância de Parada e E - Distancia de Reacción F - Distance de Reaction I - Reaction Distance DISTÂNCIA DE TRANSPORTE 1) Em terraplenagem, é a distância entre os centros de gravidade do corte e do aterro. 2) Em geral, é a distância medida entre E - Distancia de Acarreo F - Distance de Transport I - Hauling Distance, Transport Distance E - Distancia de Adelanto F - Distance de Dépassement I - Passing Sight Distance DISTÂNCIA DE VISIBILIDADE Extensão contínua de uma via, visível pelo motorista quando sua E - Distancia de Visibilidad, Longitud de Visibilidad (Per.) F - Distance de Visibilité I - Sight Distance, Visibility Distance DISTÂNCIA DE VISIBILIDADE DE PARADA Distância mínima de que necessita o condutor de um veículo que se move a uma dada velocidade, para E - Distancia de Visibilidad de Detención F - Distance de Visibilité d'Arrêt I - Stopping Sight Distance DISTÂNCIA DE VISIBILIDADE DE ULTRAPASSAGEM Distância mínima de visibilidade de que deve dispor o condutor de um veículo para ultrapassar um outro de forma segura e cômoda, sem E - Distancia de Visibilidad de Adelanto, Distancia de Visibilidad para Adelanto, Distancia de Visibilidad de Paso (Bol., Col., Pan., Per.), Distancia de Visibilidad de Rebase (Ecu., Méx., R. D.), Distancia de Visibilidad de Pasado o Rebase (Nic.) F - Distance de Visibilité de Dépassement I - Overtaking Sight Distance, Passing Visibility Distance, Passing Sight Distance DISTÂNCIA DIRETA Distância medida numa linha E - Distancia Directa F - Distance Directe I - Direct Distance DISTÂNCIA ENTRE EIXOS Distância entre os E - Distancia entre Ejes F - Distance entre Essieux I - Axle Distance DISTÂNCIA HORIZONTAL Projeção, em um E - Distancia Horizontal F - Distance Horizontale I - Horizontal Distance

DISTÂNCIA LIVRE ENTRE VEÍCULOS DISTRIBUIDOR DE TRÂNSITO

DISTÂNCIA LIVRE ENTRE VEÍCULOS Distância entre a parte dianteira mais saliente de um veículo e a parte posterior do precedente, numa mesma faixa de E - Intervalo de Distancia Longitudinal, Intervalo Longitudinal (Arg.), Separación Frontal entre Vehículos (Bol., Pan.), Intervalo de Distancia (Col.), Separación entre Vehículos (Nic., Per.) F - Intervalle de Distance Longitudinale, Intervalle de Marche I - Vehicular Gap DISTÂNCIA MÉDIA DE TRANSPORTE Quociente do somatório dos momentos de transporte pelo E - Distancia Media de Transporte F - Distance Moyenne de Transport I - Median Transport Distance, Mean Haul DISTÂNCIA MÍNIMA (ENTRE VEÍCULOS) Distância mínima permissível, por motivo de segurança, entre dois veículos que se deslocam no mesmo sentido, um E - Distancia de Seguridad F - Distance de Sécurité I - Collision Avoidance Distance DISTÂNCIA TOTAL DE PARADA Distância percorrida pelo veículo desde o ponto em que o condutor percebe que deve detê-lo até o ponto em que o veículo efetivamente pára. Inclui a distância percorrida desde a percepção do condutor, o tempo de reação e a distância percorrida durante a frenagem. (Cf.: Distância de Derrapagem, Distância de Frenagem, Distância de Parada e E - Distancia Total de Detención, Distancia Total de Parada (Bol, Col., Ecu., Méx.) F - Distance Totale d'Arrêt I - Total Stopping Distance DISTÂNCIA VIRTUAL Comprimento real de uma via terrestre, corrigido por um fator que leva em conta as características geométricas e as condições vigentes da via em relação a outra em nível, em tangente e em boas E - Largo Virtual F - Distance Virtuelle I - Virtual Distance DISTANCIÔMETRO Instrumento ótico utilizado em E - Distanciometro F - Distanciomètre I - Distancemeter DISTANCIÔMETRO ELETRÔNICO Tipo de E - Distanciometro Eletrónico F - Distanciomètre Électronique I - Electronical Distancemeter DISTRIBUIÇÃO DE PEDRISCO Espalhamento de pedrisco sobre a superfície de revestimento após E - Engravillado F - Gravillonage I - Gritting DISTRIBUIÇÃO DE TERRAS Discriminação da quantidade, origem e destino das terras a movimentar em E - Distribuición de la Tierra Escavada F - Distribuition de Tèrre I - Mass Diagram DISTRIBUIÇÃO DE TRÁFEGO V. Distribuição do Trânsito.

E - Distribución del Trafico F - Distribution du Trafic I - Traffic Distribution DISTRIBUIÇÃO DE TRÂNSITO Processo pelo qual os trajetos determinados após um estudo sobre origem e destino são distribuídos segundo certos itinerários e, E - Distribuición de Tránsito F - Distribuition de Trafic I - Traffic Assignment DISTRIBUIÇÃO GRANULOMÉTRICA DE E - Graduación de Suelo F - Graduation du Sol I - Soil Grading DISTRIBUIÇÃO MODAL Processo pelo qual são definidos os diferentes modos de transporte para a E - Distribuición Modal F - Distribuition para Mode I - Modal Split DISTRIBUIDOR DE AGREGADO Máquina rebocada ou não para a distribuição uniforme de agregado E - Distribuidora de Piedra, Distribuidor de Agregados (Bol., Ecu., Cos.), Esparcidora de Piedra (Col.), Distribuidor de Gravilla (Chi.), Esparcidora (Méx., Per.), Regadora de Piedra (Nic.), Esparcidora de Agregados (Pan.), Esparcidor de Piedra (Ven.) F - Gravillonneuse, Épandeuse de Gravillon I - Aggregate Spreader DISTRIBUIDOR DE AGREGADOS (NO TRATAMENTO SUPERFICIAL) Equipamento (acoplado a caminhão, rebocável por caminhão, autopropulsor), destinado a espalhar agregado no tratamento E - Distribuidora de Piedra, Distribuidor de Agregados (Bol., Equ., Os.), Esparcidora de Piedra (Col.), Distribuidor de Gravilla (Chi.), Esparcidora (Méx., Per.), Regadora de Piedra (Nic.), Esparcidora de Agregados (Pan.), Espacidor de Piedra (Ven.) F - Gravillonneuse, Épandeuse de Gravillon I - Spreader (For aggregate), Aggregate Spreader DISTRIBUIDOR DE ASFALTO Máquina, geralmente autopropulsada, composta essencialmente de um tanque, com isolamento térmico, dispositivos de aquecimento, barra, ou barras de rega, e outros acessórios, empregada na distribuição de materiais asfálticos sobre E - Distribuidora de Asfalto, Irrigador de Asfalto (Col.), Petrolizadora (Méx.), Regadora de Asfalto (Nic., Per.), Distribuidora de Asfalto (Pan.), Esparcidor de Asfalto (Ven.), Distribuidor o Regadorde Asfalto (Ecu.), Distribuidor de Asfalto (Cos.) F - Épandeuse d'Asphalte, Répandeuse d'Asphalte I - Asphalt Distributor DISTRIBUIDOR DE TRÂNSITO Sistema de pista de rolamento e rampas de interconexão, nas proximidades de um cruzamento, que permite a passagem de uma ou várias rodovias, para outra ou outras. V. Distribuição de E - Distribuidor de Tránsito, Intersección a Desnivel (Méx., R. D.), Intercambio (Pan.), Dispositivo de Tránsito (Per., Ven.) F - Échangeur (Trafic) I - Traffic Interchange

DISTRITO RODOVIÁRIO FEDERAL DOSAGEM EXPERIMENTAL (DE CONCRETO)

DISTRITO RODOVIÁRIO FEDERAL Unidades regionais integrantes da Organização Subdivisional do E - Districto de Rutas Federal F - Unité Routière de la Federation I - Federal Highway District DIVERGÊNCIA DE TRÂNSITO Separação de E - Divergencia de Tránsito, División de Tránsito, Separación de Tránsito (Nic., R. D.), Separación de Tránsito (Per.) F - Divergence de Trafic I - Traffic Divergence DIVISOR DE ÁGUAS Linha comum a duas vertentes E - Divisor de Aguas F - Diviseur de l'Eau I - Water Divisor E - Divisor de Aguas F - Diviseur de l'Eau I - Water Divisor DIVULSÃO Separação violenta (de rocha ou elemento E - Separación Violenta F - Divulsion I - Separation (Violent) DNER V. Departamento Nacional de Estradas de E - Departamento Nacional de Carreteras F - Département Routière National I - National Highway Department DOBRA Encurvamento das camadas de uma formação geológica, resultante da ação de esforços orogênicos. O anticlinal é uma dobra com a convexidade voltada para cima e o sinclinal é uma dobra com a convexidade voltada E - Pliegue F - Pli I - Fold DOCUMENTOS DA CARGA Documento que define a carga, sua origem e destino, assim como outros E - Documento de la Carga F - Document des Marchandises I - Freight Document DOCUMENTO DE EMBARQUE E DESEMBARQUE Documentos do passageiro que evidenciam sua condição de pessoa que vai embarcar ou E - Documentos de Embarque y Desembarque F - Documents de Embarquement et Débarquement I - Boarding Documents, Travel Documents DOCUMENTO DE MOTORISTA Documento que expressa habilitação do motorista para dirigir dado tipo de E - Documento del Condutor F - Documentation du Conducteur I - Driving Licence DOCUMENTO DO PASSAGEIRO Documento E - Documento del Passagero F - Document du Passager I - Passenger's Document DOCUMENTO DO VEÍCULO Documentos que comprovam o registro do veículo em repartição competente, a propriedade e o seguro do mesmo, o pagamento de taxas E - Documentos del Vehículo F - Documentation du Véhicule I - Vehicle Documentation DOCUMENTO DO TRANSPORTE Documento E - Documentos de Transporte F - Documentation de Transport I - Documentation of Transport DOCUMENTO NORMATIVO Documento em que se estabelecem regras, diretrizes ou características para atividades ou seus resultados. Obs. 1 - A expressão ?Documento Normativo? é termo genérico aplicável a forma, especificação técnica, código de boa prática e regulamento. 2 - Considera-se como ?Documento? tudo que E - Documento Normativo F - Document Normatif I - Normative Document DOLLY Dispositivo de um eixo simples ou tândem que se apóia no cavalo mecânico e recebe a carreta ou o semi-reboque, transformando-os em reboque completo (full- E - Dolly F - Dolly I - Dolly DOLOMITA Carbonato duplo de cálcio e magnésio cristalizado em romboedros e que pode entrar na E - Dolomita F - Dolimite I - Dolomite DOMÍNIO ?RODOVIA? Campo de atividades, conjunto de conhecimentos e/ou de atividades relativos a E - Esfera de Actividad ?Carreteras? F - Domaine ?Route? I - Domain Road, Realm Highway DOMO Elevação do solo com a forma acentuada de uma E - Domo F - Dôme I - Dome DOSAGEM DE CONCRETO Quantidade relativa dos diversos materiais que entram na composição do E - Dosificación del Hormigón F - Dosage du Béton I - Concrete Dosage DOSAGEM EMPÍRICA DE CONCRETO Termo em desuso para significar dosagem não experimental E - Dosificación No-Experimental F - Dosage Empirique du Béton I - Non-experimental Concrete Batching, Non-experimental Concrete Mix Design DOSAGEM DE LIGANTE Quantidade de ligante E - Dosificación de Ligante F - Dosage (Liant) I - Rate of Spread (Binder) DOSAGEM EXPERIMENTAL (DE CONCRETO) Método de dosagem baseado na correlação entre as características de resistência a E - Dosificación Experimental

DOSAGEM NÃO EXPERIMENTAL (DE CONCRETO) DRENO DESCONTÍNUO

F - Dosage Expérimental du Béton I - Experimental Concrete Batching, Experimental Concrete Mix Design DOSAGEM NÃO EXPERIMENTAL (DE CONCRETO) Método de dosagem rudimentar realizada na obra, admitido no caso de obras de pequeno porte, E - Dosificación No-Experimental F - Dosage Empirique I - Non-Experimental Batching DOSAGEM POR VOLUME Misturar diversos materiais em proporções volumétricas definidas para obter, aproximadamente, determinado resultado. (Sin.: Dosagem E - Dosificación por Volumen F - Dosage Volumétrique I - Proportioning by Volume DOSAGEM RACIONAL DO CONCRETO E - Dosificación Racional F - Dosagem Rationnelle I - Rational Concrete Batching , Rational Concrete Mix Design DRAGA Máquina destinada a escavação dos fundos de E - Draga F - Drague I - Dredge DRAGA DE ALCATRUZES Equipamento que permite a retirada de lodo, areia e outros materiais, do fundo de rios ou de bacias de portos etc, através do uso de E - Draga de Baldes F - Drague à Godets I - Bucket Dredge DRAGA DE SUCÇÃO Equipamento que permite a retirada de lodo, areia etc, do fundo dos rios ou de bacias de E - Draga de Succion F - Drague Succeuse I - Suction Dredge DRAGAGEM Retirada de lodo, areia e outros materiais, E - Dragaje F - Drage I - Dredging E - Dragline F - Dragline I - Dragline DRENAGEM Escoamento de águas superficiais, subsuperficiais ou subterrâneas, para manter seca e sólida a E - Drenaje, Avenamiento, Alcantarilla (Cos.), Desagüe (Per., Ven.) F - Drainage I - Drainage DRENAGEM DE PAVIMENTO Drenagem das E - Drenage del Pavimento F - Drainage de la Chaussée I - Pavement Drainage DRENAGEM DE SUBSOLO V. Drenagem E - Drenage Subterranea F - Drainage du Sous-Sol I - Subsoil Drainage DRENAGEM DO CANTEIRO CENTRAL Drenagem das águas incidentes sobre ou para o canteiro E - Drenage de la Faja de Separación F - Drainage de la Bande de Separation I - Drainage of the Central Separator, Drainage of the Central Reserve, Drainage of the Median (USA) DRENAGEM SUBSUPERFICIAL Drenagem das águas contidas em camada imediatamente abaixo da E - Drenage de la Subsuperficie F - Drainage de la Sub-Surface I - Subsurface Drainage DRENAGEM SUBTERRÂNEA Drenagem das águas existentes em um maciço terroso. V. Dreno E - Drenage Subterranea F - Drainage du Sous-Sol I - Subterraneous Drainage DRENAGEM SUPERFICIAL Drenagem das águas E - Drenage Superficial F - Drainage Superficielle I - Superficial Drainage DRENO Dispositivo que se destina a recolher e dar saída E - Dren F - Drain I - Drain DRENO ABERTO Dreno profundo que não é provido, na sua parte superior, de uma camada de material impermeável (selo), permitindo-se, assim, a entrada de E - Dreno Abierto F - Drain Ouvert I - Open Drain DRENO CEGO Dreno profundo constituído de cava e E - Dreno sin Tubería F - Drain sans Tuyeau I - Drain without Tiles DRENO CONTÍNUO Dreno profundo cuja cava tem enchimento com material em que a composição granulométrica acusa presença de diversas frações E - Dreno Continuo F - Drain Continu I - Continuous Drain DRENO DE AREIA Perfuração vertical em geral praticada em solo argiloso ou silte, cheia de areia ou pedregulho, com vistas a facilitar a drenagem. V. Dreno E - Dreno de Arena F - Drain de Sable I - Sand Drain DRENO DE PAVIMENTO Dispositivo para E - Dreno del Pavimento F - Drain de la Chaussée I - Pavement Drain DRENO DESCONTÍNUO Dreno cuja cava contém material de enchimento com composição granulométrica E - Dreno Descontinuo F - Drain Discontinu I - Discontinuous Drain

DRENO EM PEDRA SOLTA DUNA

DRENO EM PEDRA SOLTA Passagem subterrânea para água construída de pedras soltas cobertas E - Dreno en Piedra Sueltas F - Dran de Piérres Detachées I - French Drain DRENO FILTRANTE Dreno munido de filtro que se utiliza nos casos em que a água subterrânea a ser drenada E - Dreno Filtrante F - Drain Filtrant, Drain Routier I - Filter Drain DRENO FRANCÊS Dreno formado por vala, geralmente tendo profundidade de 1 m e largura de 0,6 m, contendo tubos porosos ou não, rejuntados, colocados entre camadas de material poroso, em geral utilizado para E - Dreno Francês F - Drain Français I - French Drain DRENO INTERCEPTANTE Dispositivo para interceptar lençóis de água subterrâneos, evitando afloramento da mesma na superfície do pavimento ou E - Dreno de Intercepción F - Drain d'Interception I - Intercepting Drain DRENO LONGITUDINAL Dreno, profundo ou não, situado em direção mais ou menos paralela ao eixo da E - Drenaje Longitudinale F - Drainage Longitudinal I - Longitudinal Drain DRENO PROFUNDO Dispositivo para drenagem de E - Dreno Profundo F - Drain Profund I - Subterraneous Drain, Underground Drain, Deep Drain DRENO PARA REBAIXAMENTO DE E - Drenaje para Rebajamiento de la Napa Freática F - Drain pour Rabaissement de la Nappe d'Eau I - Drain for Water Table Lowering DRENO SELADO Dreno profundo que é provido, na sua parte superior, de uma camada de material impermeável E - Dreno Cerrado F - Drain Fermé I - Closed Drain DRENO SUBSUPERFICIAL Dispositivos localizados sob a superfície para drenagem das águas sub- E - Dreno Subsuperficial F - Drain Subsuperficiel I - Subsuperficial Drain DRENO SUBTERRÂNEO Dispositivo para E - Dreno Subterráneo F - Drain du Sous-Sol I - Subterraneous Drain, Underground Drain DRENO TRANSVERSAL DE PAVIMENTO Dispositivos construídos transversalmente ao eixo da E - Dreno Transversal F - Drain Transversal I - Transversal Drain E - Drenaje con Tubos F - Drainage avec Tuyaux I - Drainage with Drain Tiles DRENO VERTICAL Perfuração vertical, através do E - Dreno Vertical F - Drain Vertical I - Vertical Drain DRENO VERTICAL DE AREIA Cada uma das perfurações verticais que se enchem de areia para acelerar a E - Dreno Vertical de Arena F - Drain Vertical en Sable I - Vertical Sand Drain DRIVE-IN Local em que há espetáculo público e ao qual se assiste de dentro do veículo, ou prestação de E - Drive-In F - Drive-In I - Drive-In DUCTILIDADE 1) Alongamento em centímetros até a ruptura do corpo-de-prova estirado à velocidade e temperatura especificadas no método de ensaio, em betume e materiais semelhantes. 2) Capacidade de um material se deformar sob ação de cargas. 3) Capacidade de um material E - Ductilidad, Ductilidade (Ensayo) (Bol.), Ductilidad del Cemento Asfáltico (Col.), Ductilidad (Ven.) F - Ductilité I - Ductility DUCTO Equipamento constituído normalmente de cilindros ocos, que é utilizado na movimentação de cargas de granéis entre terminais de transporte por ductos, por efeito de pressão, sucção ou força de gravidade aplicada às cargas que se deslocam em seu interior. Ex.: Oleoduto, E - Ducto F - Voie par Conduire, Conduit I - Piping ?DUMPER? Veículo automotor para transporte de material a granel, provido de caixa metálica, que se pode E - Motovolquete, Volquete (Bol., Col., Méx., Per.), Vagoneta (Col.), Camión de Volquete (Nic., Pan.) F - Dumper, Motobenne I - Dumper ?DUMPER? DE DESCARGA LATERAL Auto- E - Motovolquete de Vaciamiento Lateral F - Motobenne avec Décharge Latérale I - Side-dump Truck ?DUMPER? DE DESCARGA TRASEIRA Dumper cujo esvaziamento se faz pela parte traseira, em geral com capacidade útil de carga 150 N a 3170 N (15 kgf a 317 kgf) e capacidade útil de volume de 8,3 m3 a 115,0 E - Motovolquete de Vaciamiento Trasero F - Dumper de Décharge d'Arrière I - Rear-dump Truck DUNA Monte de areia móvel, depositada pela ação do E - Duna F - Dunes I - Dune

DUQUE D'ALBA DUTO

DUQUE D'ALBA Grupo de estacas cravadas em meio círculo ou dois círculos, em geral em torno de uma estaca central e ligadas na parte superior, para proteger pilares de E - Duque del Alba F - Duc d'Albe I - Dolphin DURABILIDADE DE ROCHA RECÉM- EXPOSTA Comportamento de uma rocha antes intacta, após exposição da mesma a novo meio ambiente, ou após E - Desempeño de Roca Recien-Expuesta F - Durabilité de Roche Recemment Exposée I - Just Exposed Rock Performance DURAÇÃO DE VIAGEM Tempo que decorre entre E - Duración de Viaje F - Durée de Voyage I - Trip Duration DUTO Equipamento constituído normalmente de cilindros ocos, que é utilizado na movimentação de cargas de granéis entre terminais de transporte (por dutos), por efeito de pressão, sucção ou força de gravidade aplicada às que se deslocam em seu interior. Ex.: Oleoduto, Aqueduto, E - Ducto F - Voie par Conduire, Conduit I - Piping

ECLÍMERO EMBOQUE

E ECLÍMERO Tipo de clinômetro que fornece E - Eclímetro F - Eclimètre I - Clinometer ECLUSA Obra feita em rio ou canal permitindo navegabilidade em trechos antes não navegáveis, mediante E - Esclusa F - Ecluse I - Lock (Water Way) EDITAL DE LICITAÇÃO Edital que instrui uma E - Aviso de Licitación F - Affiche de Concurrence I - Bidding Announcement EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO Transmissão E - Educación (Tránsito) F - Éducation (Transit) I - Education (Transit) EFEITO DE GRUPO DE ESTACAS Processo de interação das diversas estacas que constituem uma fundação, ao transmitirem ao solo as cargas que são E - Efecto de Grupo de Pilotes (Estacas) F - Effet du Group de Pliers I - Pile Group Effect EFEITO DE SECIONAMENTO (ACIDENTE) Efeito em acidente que consiste na E - Efecto de Secionamiento F - Effet de Coupure (Accident) I - Severance Effect (Accident) EFEITO FANTASMA Percepção errônea de um sinal E - Efecto Fantasma F - Effet Fantôme I - Phantom Effect EFEITO MARGINAL Efeito observado na margem E - Efecto Marginal F - Effet de Bord I - Edge Effect EFLORESCÊNCIA Formação de sais cristalizado nos poros da rocha, ou em sua superfície, provocado por reações químicas ou intemperismo. A cristalização produz pressões E - Eflorescencia F - Efflorescence I - Efflorescence EIXO 1) Reta real ou fictícia que passa pelo centro de um corpo, em volta do qual este executa um movimento de rotação. 2) Linha principal, verdadeira ou imaginária, que divide um corpo simetricamente. 3) Linha fictícia que se estende entre dois pontos geográficos extremos. Ex.: Eixo Belém-Brasília. V. Diretriz. 4) Peça, fixa ou móvel, em 5) Elemento estrutural de um veículo em que se fixam rodas, as quais transmitem movimento ou em que se E - Eje F - Essieu I - Axle EIXO DAS ABCISSAS Eixo horizontal no sistema E - Eje de las Abcisas F - Axe des Abcisses I - Real Axis E - Alineamento, Directriz F - Alignement, Tracé de Routes I - Alignement E - Eje Longitudinal F - Essieu Longitudinal I - Longitudinal Axis ELASTÔMERO FRETADO Lâminas de elastômero E - Elastómero Fletado F - Elastomére Renforcé I - Reinforced Elastomer ELEMENTO DA ESTRUTURA São as partes componentes de uma estrutura, como por exemplo, E - Elemento de la Estructura F - Élément de la Structure I - Structural Element ELEMENTO DE FUNDAÇÃO Parte de uma E - Elemento de Fundación F - Elément de Fondation I - Fondation Element ELEVAÇÃO 1) Projeção gráfica de uma estrutura ou máquina, por exemplo, sobre um plano vertical, sem uso da perspectiva. V. Planta. (Sin.: Projeção Vertical). 2) Ponto E - Projección Vertical F - Projection sur Plan Vertical I - Elevation ELEVADO Via urbana para tráfego rodoviário ou E - Elevado F - Élevé I - Elevated, Freeway ELUVIÃO Depósito detrítico ou capa de detritos resultantes da desintegração da rocha matriz, que permanece E - Eluvione F - Éluvion I - Eluvium EMBANDEJAMENTO Uso de pallets para Obs.: No caso de Bandeja Markussen, as dimensões ideais E - Acondicionamiento en ?Pallets? F - Palletage de Charge I - Palletizing of Cargo EMBOCADURA Zona de transição para passagem de E - Embocadura, Transición de Ancho Decalzada (Bol., Pan., Nic.), Transición (Col.), Transición de Ensanche (Chi.), Estrechamiento (Méx., Per., R. D., Cos.) F - Embouchure I - Transition Zone EMBOQUE Operação inicial da abertura de um corte.

EMBOQUE DE TÚNEL EMPRESA DE ENGENHARIA

E - Primera Embocadura de un Corte F - Première Embouchure d'un Térrassement I - First Cut Opening EMBOQUE DE TÚNEL Trabalho inicial de abertura E - Trabajo Inicial en Túnel F - Passage Initial en Tunnel I - First Tunneling EMBORCINAMENTO DE JUNTA Quebra dos E - Rompimiento de los Bordes de Juntas F - Ecornement des Jointes I - Faulted Joint EMBREAGEM Dispositivo instalado entre o motor e a caixa de mudanças, o qual permite ligar e desligar o motor E - Embrague F - Embrayage I - Clutch EMISSÃO DE RUÍDOS (ESTRADAS) Fenômeno acústico causado na estrada pelo tráfego de E - Emisión de Ruidos (Carretera), Emisión de Sonidos F - Emission de Bruit (Route) I - Noise Emission (Highway) EMPEDRAMENTO 1) Resultado da aplicação de Pedra Aparelhada. 2) Recobrimento constituído de pedras não lavradas e argamassa de cimento, cal hidratada ou solo- E - Encachado (Zampeado), Escollerado (Bol.), Enchapado, Rip-Rap (Nic.), Calzado (Ecu.), Encollerado (Per.) F - Pavage de Protection, Empierrement I - Rip-Rap, Stone Facing EMPOLAMENTO Aumento percentual de volume de um solo escavado em relação ao seu volume inicial ou em E - Esponjamiento F - Gonflement I - Swelling EMPOLAMENTO DE ROCHA Aumento de volume que sofre determinado material rochoso ao passar E - Hinchazón, Hinchazón (Roca) F - Foisonnement I - Rock Swelling, Swelling EMPOLAMENTO PELO FRIO Levantamento do E - Elevación por Helada F - Elévation par Gelée I - Frost Heave EMPREITADA Modalidade de contratação em que o preço ajustado é fixo, passível apenas de reajustamento pela E - Contrato a Precio Fijo F - Ouvrage à la Tache I - Firm Price Contract E - Contratista, Empresa Constructora F - Entrepreneur I - Contractor E - Contratista, Empresa Constructora F - Entrepreneur I - Contractor, Construction Company EMPREITEIRO DE EXECUÇÃO V. Empreiteiro E - Contratista de Trabajo Manual F - Entrepreneur par la Main d'Oeuvre I - Labor Contractor, Labour Contractor EMPREITEIRO DE LAVOR V. Empreiteiro de E - Contratista de Trabajo Manual F - Entrepreneur par la Main d'Oeuvre I - Labor Contractor, Labour Contractor EMPREITEIRO DE MÃO-DE-OBRA Pessoa física ou jurídica contratada pelo dono da obra para fornecer exclusivamente a mão-de-obra e não para abastecer a obra com os materiais requeridos para a mesma, e mencionada no Código Civil Brasileiro, para fins de definição de responsabilidades. (Sin.: Empreiteiro de Lavor E - Contratista de Trabajo Manual F - Entrepreneur par la Main d'Oeuvre I - Labor Contractor, Labour Contractor EMPREITEIRO DE MATERIAIS E EXECUÇÃO Pessoa física ou jurídica contratada pelo dono da obra para execução da mesma e mencionada no Art. 1245 do Código Civil Brasileiro para definição de responsabilidade. (Sin.: Empresa Construtora e Firma E - Contratista (Mano de obra y material) F - Entrepreneur (Main d'Oeuvre et material) I - Contractor (Labour and materials) EMPREITEIRO TÉCNICO Pessoa física ou jurídica, legalmente habilitada, contratada para a execução de partes perfeitamente definidas no empreendimento, assumindo a responsabilidade técnica dessas partes com a anuência e sob a coordenação de executante. V. Firma E - Empresario Técnico F - Entrepreneur Technique I - Technical Contractor EMPRESA 1) Organização que assume a responsabilidade e o risco de organizar-se e gerir o processo produtivo, coordenando o empregado, juntamente com o 2) Termo usado, principalmente para se referir a uma primeira parte, interessada no negócio, cujo objetivo é fornecer um produto ou serviço. 3) Unidade econômica que transforma de forma contínua recursos em bens para consumo ou serviços, utilizando a organização e a administração como atividades-meio e coordenando a tecnologia, o capital, o trabalho e a natureza com o propósito de obter lucros através da satisfação das necessidades dos consumidores ou usuários, além de E - Empresa F - Entreprise, Société I - Company, Firm, Enterprise, Corporation EMPRESA CONCESSIONÁRIA DE RODOVIAS (DE DIREITO PRIVADO) Empresa estabelecida que constrói ou administra e mantém E - Empresa de Derecho Privado Concesionaria de Carretera F - Societé Concessionaire de Route de Droit Privée I - Private Concessionary Highway Authority EMPRESA DE ENGENHARIA Empresa que tratam da engenharia consultiva e/ou engenharia construtiva E - Empresas de Ingeniería

EMPRESA DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO ENCAMISAR

F - Entreprise d'Ingéniérie I - Engineering Companies EMPRESA DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO Empresa que se dedica ao transporte E - Empresa de Transporte Carretero F - Entreprise de Transport Routier, Société de Transport Routier I - Road Transport Company EMPRÉSTIMO Volume de material que se escava para E - Préstamo F - Emprunt, Terre d'Emprunt I - Borrow Pit EMPURRADOR Lâmina reforçada e de tamanho E - Empujadora F - Poussée I - Pusher (Tractor) EMPUXO ATIVO (DE TERRA) Pressão exercida por um maciço de solo contra uma estrutura de contenção, E - Empuje Activo F - Poussée Active de Terre I - Active Earth Pressure EMPUXO DE TERRA 1) Força correspondente à pressão existente na superfície de uma estrutura de contenção, em conseqüência da existência do solo confinado pela mesma. V. Empuxo Ativo, Empuxo Passivo e Empuxo de Terra no Repouso. 2) Solicitação correspondente à segunda tensão principal, com direção horizontal, no interior da massa de um solo. (Cf.: Peso do E - Empuje de Tierra F - Poussée des Terres I - Earth Pressure EMPUXO DE TERRA NO REPOUSO Pressão exercida por um maciço de solo contra uma estrutura de contenção rigidamente fixa (totalmente imobilizada), bastante maior que o empuxo ativo. V. Empuxo Passivo e E - Empuje de Tierra en Reposo F - Poussée de Terre en Repos I - Earth Pressure at Rest EMPUXO PASSIVO (DE TERRA) Pressão exercida sobre um maciço de solo em equilíbrio por uma estrutura de contenção, resultante de um movimento desta contra aquele, e cujo valor é consideravelmente maior que o E - Empuje Pasivo F - Poussée Passive de Terre I - Passive Earth Pressure EMULSÃO Sistema em equilíbrio estável de dois líquidos não miscíveis, separados um do outro, ou de um E - Emulsión F - Émulsion I - Emulsion EMULSÃO ANIÔNICA V. Emulsão Asfáltica E - Emulsión Asfaltica Aniónica F - Émulsion Anionique de Bitume I - Anionic Emulsified Asphalt EMULSÃO ASFÁLTICA Dispersão de glóbulos de asfalto em água ou dispersão de glóbulos de água em asfalto, por ação de um agente emulsificador.

E - Emulsión Bituminosa, Emulsión Asfáltica (Col., Cos., Pan., Per., R. D.) F - Émulsion de Bitume I - Emulsified Asphalt, Asphalt Emulsion, Bitumen Emulsion EMULSÃO ASFÁLTICA ANIÔNICA Sistema constituído pela dispersão de uma fase asfáltica em uma fase aquosa, ou então de uma fase aquosa dispersa em uma E - Emulsión Asfaltica Aniónica F - Émulsion Anionique de Bitume I - Anionic Emulsified Asphalt EMULSÃO ASFÁLTICA CATIÔNICA Sistema constituído pela dispersão de uma fase asfáltica em uma fase aquosa, ou então de uma fase asfáltica, apresentando E - Emulsión Asfaltica Catiónica F - Émulsion Cationique de Bitume I - Cationic Emulsified Asphalt EMULSÃO ASFÁLTICA NÃO IÔNICA Sistema constituído pela dispersão de uma fase asfáltica em uma fase aquosa, ou então de uma fase aquosa dispersa em uma E - Emulsión Asfaltica No-Iónica F - Émulsion Non-Ionique de Bitume I - Non-Ionic Emulsified Asphalt EMULSÃO BETUMINOSA (Sin.: Emulsão E - Emulsión Betuminosa, Emulsión Asfáltica F - Émulsion de Bitume I - Bituminous Emulsion, Emulsified Asphalt, Asphalt Emulsion EMULSÃO CATIÔNICA V. Emulsão Asfáltica E - Emulsión Asfaltica Catiónica F - Émulsion Cationique de Bitume I - Cationic Emulsified Asphalt EMULSÃO DE ÁGUA EM ÓLEO Auto- E - Emulsión de Agua en Óleo F - Émulsion Inverse, Émulsion d'Eau en Huíle I - Water in Oil Emulsion EMULSÃO DE CREOSOTO Emulsão preservativa E - Emulsión de Creosota F - Émulsion de Créosote I - Creosote Emulsion EMULSÃO DE ÓLEO EM ÁGUA Auto- E - Emulsión de Óleo en Agua F - Émulsion Directe, Émulsion de Huile en l'Eau I - Oil in Water Emulsion EMULSIFICADOR (Sin.: Emulsificante). Produto utilizado na fabricação de uma emulsão e que mantém E - Emulsificador, Agente Emulsionante (Col., Ven., Bol.), Emulsificante (Méx.), Agente Emulsificador (Pan.) F - Émulsificateur, Émulsifiant I - Emulsifier ENCAMISAR 1) Reforço de elemento estrutural que consiste no envolvimento de elemento estrutural existente com concreto armado, chapas de aço, por exemplo. 2) Técnica de recuperação de cilindros em blocos de motores, que consiste no torneamento de parede interna do cilindro e a aplicação de camisa metálica.

ENCASCALHAMENTO ENGENHEIRO CARTÓGRAFO

E - Encachar (Refuerzo) F - Doubler (Renfort) I - Lining (Reinforcement) ENCASCALHAMENTO Distribuição de cascalho E - Engravillado, Revestimiento (Méx.), Enchapado (Nic.), Revestimiento de Grava (Pan., Cos.), Lastrado (Per., Ecu.), Riego de Gravilla (R. D.), Engranzonado (Ven.), Ripiado (Bol.) F - Gravillonnage I - Gravel Surfacing ENCHENTE MÁXIMA/MÁXIMA CHEIA Nível mais alto, até a data, alcançado pelas águas de um curso de água, segundo indicações fidedignas. (Sin.: E - Máxima Crecida F - Débordement Maximum I - Maximum Flood ENCHIMENTO DE BURACOS Operação expedita de reparo de uma via, primordialmente pelo E - Bacheo, Parcheo (Bol., Col., Pan.), Parchado (Nic., Per.) F - Rechargement I - Patching ENCHIMENTO DE JUNTAS Enchimento das E - Relleno de Juntas, Sellado de Juntas (Méx., Pan., Per., Ecu.) F - Remplissage des Joints I - Sealing of Joints ENCHIMENTO DE VAZIOS Preenchimento com material fino de um agregado granular aberto, visando E - Colmatación, Recebar (Pan.) F - Colmatage I - Silting ENCONTRO 1) Nome dado a certas reuniões, tais como convenções, seminários e simpósios. 2) Obra, na extremidade de uma ponte, que serve de apoio para o seu E - Estribo, Contrafuerte, Bastión (Cos., Nic.) F - Culée, Butée, Rencontre I - Abutment, Meeting ENCONTRO LEVE Tipo de encontro de viaduto ou ponte que se pode utilizar, quando a sua superestrutura é realizada em vigas isostáticas, já que parte dos esforços E - Estribo Leve F - Culée Legér I - Light Abutment ENCONTRO PERDIDO Encontro enterrado no terrapleno que não serve como muro para contenção lateral E - Estribo Perdido F - Culée Perdu I - Lost Abutment ENCOSTA/VERTENTE Superfície lateral de E - Vertiente F - Versant I - Slope (Of a Hill or an Excavation) E - Ahormar, Encofrar, Colocación de Moldes F - Mise en Place des Formes I - Form Placing, Placing of Forms ENGARRAFAMENTO Congestionamento de trânsito, cuja magnitude produz paralisação total ou parcial D.), Tranque (Pan.), Congestión (Ven.) F - Embouteillage, Congestion de Trafic, Bouchon I - Traffic-jam, Traffic Congestion, Bottle-neck ENGASTAMENTO (ESTRUTURAL) Tipo de ligação exterior de um elemento estrutural caracterizado pela ausência de deslocamento da seção de apoio do E - Engastamiento F - Encastrement I - Embedment, Imbedment ENGENHARIA Arte de aplicar conhecimentos científicos e empíricos, e certas habilitações específicas à criação de estruturas, sistemas, dispositivos e processos que se utilizam para converter recursos naturais em formas E - Ingeniería F - Ingéniérie, Science de l'Ingénieur I - Engineering ENGENHARIA CIVIL Ramo da engenharia relativo a construção, tais como estruturas, estradas, obras E - Ingeniería F - Ingéniérie Civile I - Civil Engineering ENGENHARIA DE TRÂNSITO Parte da engenharia que trata do planejamento, projeto e operação das vias públicas e de suas áreas adjacentes, assim como do seu uso, para fins de circulação, sob os pontos de vista de segurança conveniência e economia, cujo exercício cabe a urbanistas ou engenheiros civis e arquitetos, diplomados em curso de nível universitário com especialização em engenharia de trânsito (ou de Tráfego), devidamente E - Ingeniería de Tránsito F - Art de l'Ingénieur du Transit I - Transit Engineering ENGENHARIA DE TRANSPORTE Engenharia E - Ingeniería de Transporte F - Ingéniérie du Transport I - Transport Engineering ENGENHARIA RODOVIÁRIA Engenharia E - Ingeniería de Carreteras F - Ingéniérie Routière I - Highway Engineering ENGENHEIRO Profissional de nível superior registrado no CREA - Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, formado em uma das áreas da engenharia (civil, elétrica, mecânica, metalurgia, usinas ou E - Ingeniero F - Ingénieur I - Engineer ENGENHEIRO CARTÓGRAFO Engenheiro diplomado em cursos de nível superior, registrado no Sistema CONFEA/CREAS, que pode exercer funções relacionadas com levantamentos topográficos, batimétricos, geodésicos e aerofotogramétricos, e que pode elaborar cartas geográficas e prestar serviços afins ou correlatos, tendo suas atribuições fixadas na Resolução nº 1977 do CONFEA E - Ingeniero Cartografico

ENGENHEIRO CIVIL ENSAIO CPT

F - Ingénieur Cartographique I - Cartographic Engineer ENGENHEIRO CIVIL Profissional de nível superior, registrado no Sistema CONFEA/CREAS, que pode exercer atividades relacionadas com edificações, estradas, pistas de rolamento e aeroportos, sistemas de transportes, de abastecimento d'água, de saneamento, portos, rios, canais, barragens, diques, drenagem, irrigação, E - Ingeniero Civil F - Ingénieur Civil I - Civil Engineer ENGENHEIRO DE GEODÉSIA E TOPOGRAFIA Engenheiro diplomado em curso de nível superior, registrado no Sistema CONFEA/CREAS, que pode exercer funções relacionadas com levantamentos topográficos, batimétricos, geodésicos e aerofotogramétricos, e que pode elaborar cartas geográficas e prestar serviços afins ou correlatos. V. Engenheiro E - Ingeniero de Geodesia F - Ingénieur Géodésique I - Geodesic Engineer ENGENHEIRO DE OPERAÇÃO MODALIDADE ESTRADAS Profissional que, em vista de sua escolarização, possui diploma de engenheiro de operação, modalidade estradas, e se acha registrado como tal no Sistema CONFEA/CREAS, e que tem as atribuições profissionais seguintes, conforme Resolução nº 178 do CONFEA: a) execução de trabalhos topográficos referentes à sua especialidade; b) execução dos serviços relativos à construção de estradas de rodagem e de ferro; c) execução de serviços de conservação relativos às estradas de rodagem e de ferro; d) o controle da execução de ensaios de E - Ingeniero de Operación (Carreteras e Ferrocarriles) F - Ingénieur d'Opération (Routes et Chemin de fer) I - Operational Engineer (Highway and Railway) ENGENHEIRO DE TRANSPORTE Engenheiro civil, curso de especialização em transportes, registrado no Sistema do CONFEA/CREAS, que pode exercer funções relacionadas com o deslocamento de pessoas, animais e cargas de qualquer natureza, em trajetória genérica, por E - Ingeniero de Transportes F - Ingénieur de Transports I - Transportation Engineer ENGENHEIRO GEÓLOGO OU GEÓLOGO Profissional de nível superior, registrado no Sistema CONFEA/CREAS, que pode exercer as alternativas de que E - Geólogo, Ingeniero Geólogo F - Géologue, Ingénieur Géologique I - Geologist ENGENHEIRO RESIDENTE Engenheiro que administra determinada parte da rede rodoviária, em E - Ingeniero Residente F - Ingénieur Résident I - Resident Engineer ENGENHEIRO RODOVIÁRIO Engenheiro civil, com curso de estrada de rodagem, registrado no Sistema CONFEA/CREAS, que pode exercer funções relacionadas com planejamento, projeto e execução de obras concernentes a rodovia, assim como transporte, trânsito E - Ingeniero Vial F - Ingénieur de Routes I - Highway Engineer E - Explanación F - Terrassement I - Earthwork, Lawning ENROCAMENTO Grandes pedras toscas com que se formam e/ou protegem os alicerces das construções hidráulicas, ou se resguarda do embate das ondas ou fluxo E - Enrocamiento F - Remplissage avec Roches I - Rock-fill ENSAIBRAMENTO Aplicação de uma camada do saibro em rodovia não pavimentada, com vistas à E - Aplicación de Arcilla, Aplicación de Saibro F - Aplication de Gravier I - Gravelly Sandy Soil Application ENSAIO 1) Procedimento para determinação de uma ou mais características de um ítem. 2) Teste para avaliação experimental de propriedades e do comportamento de materiais. Ensaios mais correntes, tais como de compressão, de tração, de cisalhamento, de deformabilidade, dinâmicos, etc ..., podendo realizar-se em laboratório ou ?in situ?. 3) Procedimento para a determinação de uma ou mais características de um produto. 4) Operação técnica, que consiste na identificação de uma ou mais características de um produto, processo ou serviço de acordo com um procedimento especificado. 5) Determinação de características de um bem com auxílio de aparelhagem, submetendo-o a solicitações de qualquer natureza e segundo E - Ensayo F - Essai I - Test, Testing ENSAIO ?IN SITU? Ensaio realizado no local em que se acha o material, bem ou sistema, cujas características devem ser determinadas. Ex.: Prova de carga direta sobre E - Ensayo ?In Situ? F - Essai ?In Situ? I - ?In Situ? Test ENSAIO À FLEXÃO Ensaio que se faz para E - Ensayo a Flexión F - Essai à la Flexion I - Flexion Test ENSAIO CBR Ensaio de suporte dos solos muito utilizado dada a simplicidade do equipamento necessário e a E - Ensayo CBR F - Essai CBR I - California Bearing Ratio Test ENSAIO CBR ?IN SITU? Ensaio CBR efetuado E - Ensayo CBR ?In situ? F - Essai CBR ?In situ? I - CBR Test ?In situ? E - Ensayo de Penetración con Cono F - Essai de Penetration avec Cône I - Cone Penetration Test

ENSAIO DE ABRASÃO ENSAIO DE COMPACTAÇÃO NA ENERGIA NORMAL

ENSAIO DE ABRASÃO Ensaio que se faz para determinar, por ação mecânica, o grau de desgaste por atrito superficial que um agregado ou uma rocha triturada (Los Angeles, Deval, Dorry, etc.) podem sofrer. V. Ensaio de E - Ensayo de Abrasión, Prueba de Desgaste (Méx., Pan.), Ensaye de Desgaste (Nic., Per.), Ensayo de Desgaste (R. D., Ven.) F - Essai d'Abrasion I - Abrasion Test ENSAIO DE ABRASÃO ?LOS ANGELES? Ensaio realizado sobre pedra britada, pedrisco ou pedregulho, segundo o método MB - 170/83 da ABNT - NBR - 6465/84 - Agregados determinação da abrasão ?Los Angeles?, para avaliar a resistência à trituração e que permite a classificação destes materiais. Ex.: M 1400, M 1200, M 600, etc (URSS). (Sin.: Ensaio de Desgaste ?Los E - Ensayo de Trituración ?Los Angeles? F - Essai de Trituration ?Los Angeles? I - ?Los Angeles? Abrasion Test ENSAIO DE ADENSAMENTO (DE SOLOS) Ensaio para determinar parâmetros que permitam calcular a velocidade e a magnitude do adensamento de solo saturado, quando o mesmo é submetido a cargas de drenagem axiais e com confinamento lateral. Ex.: ASTM D 2435-70 - Test for E - Ensayo de Adensamento F - Essai de Tassement I - Consolidation Test ENSAIO DE ADERÊNCIA V. Ensaio de E - Ensayo de Adherencia F - Essai d'Adhérence I - Adhesion Test, Bond Test ENSAIO DE ADERÊNCIA DE LIGANTES Ensaio que se faz para determinar a maior ou menor E - Ensayo de Adherencia en Ligantes, Prueba de Adherencia en Ligantes (Mex., Pan., Per., R. D.), Prueba de Adherencia Asfáltica (Nic.) F - Essai d'Adhérence du Liant I - Stripping Test ENSAIO DE ADESIVIDADE Ensaio destinado a determinar a maior ou menor aderência de um ligante betuminoso a um agregado, quando submetido à ação da E - Ensayo de Adherencia en Ligantes, Prueba de Adherencia en Ligantes (Méx., Pan., Per., R. D.) F - Essai d'Adhérence du Liant I - Stripping Test, Adhesivity Test ENSAIO DE ARRANCAMENTO 1) Ensaio para determinação da resistência lateral da estaca (solo). 2) Ensaio para avaliação de características de concreto através da determinação de forças requeridas para extrair um E - Ensayo de Adherencia F - Essai d'Arrachement I - Pull-out Test ENSAIO DE ARRANCAMENTO DE PINOS Método não destrutivo para determinar a tensão de ruptura do concreto a compressão, desenvolvido no Brasil pelo professor Pontes Vieira, baseado em uma correlação desta resistência com a penetração de pinos de aço padronizados, impulsionados por cartucho, utilizando-se uma pistola E - Ensayo de Arranque F - Essai d'Arranchement I - Pin Extraction Method ENSAIO DE AVALIAÇÃO DE MATERIAL NA PISTA Ensaio de campo aplicado a material E - Ensayo de la Superficie de Rodadura F - Auscultation Routière I - Pavement Material Field Test ENSAIO DE CAMPO Ensaio de um bem nas condições operacionais e ambientais efetivamente presentes E - Ensayo de Campo F - Essai de Champ I - On Site Test, Field Test ENSAIO DE CARACTERIZAÇÃO (DE SOLOS) Ensaio utilizado para caracterização geotécnica de solos. Ex.: DNER-EM 051-64 - Análise Granulométrica E - Ensayo de Caracterización F - Essai de Caracterisation I - Characterization Test (Soil) ENSAIO DE CISALHAMENTO Prova de E - Ensayo de Corte de Suelos, Prueba de Corte Directo (Méx.), Prueba de Cizalladura (Pan.) F - Essai de Cisaillement Direct I - Shear Test, Shear Box Test ENSAIO DE COMPACTAÇÃO V. Ensaio de E - Ensayo de Compactación F - Essai de Compactage I - Compaction Test ENSAIO DE COMPACTAÇÃO DA ENERGIA INTERMEDIÁRIA Ensaio por intermédio do qual se determina a massa específica aparente seca máxima dos solos, com aplicação da energia intermediária (26 golpes nas 5 camadas compactadas, com o peso batente de 4,536 kg, caindo de 45,72 cm, sobre uma massa cilíndrica de solo E - Ensayo de Compactación de la Energía Intermediaria F - Essai de Compactation de la Energie Intermediaire I - Intermediary Energy Soil Compaction Test ENSAIO DE COMPACTAÇÃO DE SOLOS Ensaio para determinação da relação umidade de compactação com a massa específica dos solos, através da aplicação de energias padronizadas. V. Ensaio de E - Ensayo de Compactación de Suelos F - Essai de Compactage de Sols I - Soil Compaction Test ENSAIO DE COMPACTAÇÃO NA ENERGIA MODIFICADA Ensaio por intermédio do qual se determina a massa específica aparente seca máxima dos solos, com aplicação de energia modificada (55 golpes em cada uma das 5 camadas compactadas, com o peso batente de 4,536 kg, caindo de 45,72 cm, sobre uma massa E - Ensayo de Compactación en la Energía Modificada F - Essai de Compactation dans la Energie Modifiée I - Modified Compaction Test ENSAIO DE COMPACTAÇÃO NA ENERGIA NORMAL Ensaio por intermédio do qual se determina a massa específica aparente seca máxima dos solos, com aplicação da energia normal (12 golpes em cada uma das 5 camadas compactadas, com o peso batente de 4.536 kg,

ENSAIO DE COMPETÊNCIA DE LABORATÓRIO ENSAIO DE DUCTILIDADE

caindo de 45,72 cm, sobre uma massa cilíndrica de solo de E - Ensayo de Compactación en la Energía Normal F - Essai de Compactation dans la Energie Normal I - Normal Compaction Test ENSAIO DE COMPETÊNCIA DE LABORATÓRIO Avaliação do desempenho de laboratório em matéria de ensaios, através de ensaios de intercomparação. Ex.: Ensaio tipo A mencionado na E - Ensayo de Aptitud de Laboratorio F - Essai d'Aptitude de Laboratoire I - Laboratory Proficiency Testing ENSAIO DE COMPRESSÃO Qualquer ensaio (uniaxial, triaxial) que permite determinar a resistência a E - Ensayo de Compresión F - Essai de Compression I - Compression Test ENSAIO DE COMPRESSÃO DIAMETRAL Ensaio que consiste em comprimir um corpo-de-prova cilíndrico de qualquer material em direção perpendicular ao E - Ensayo de Compresión Diametral, Prueba de Compresión Diametral (Méx., Pan., R. D., Nic.) F - Essai de Compression Diametrale I - Diametrical Compression Test, Splittensile Test, Diametric Compression Test ENSAIO DE COMPRESSÃO SIMPLES Ensaio E - Ensayo de Compresión Simple, Prueba de Compresión Simple (Méx., Pan.) F - Essai de Compression Libre (non Confinée) I - Simple Compression Test ENSAIO DE CONFORMIDADE 1) Avaliação da conformidade por meio de ensaio. 2) Ensaio utilizado para E - Ensayo de Conformidad F - Essai de Conformité I - Conformity Test ENSAIO DE CONSISTÊNCIA Ensaio de concretos, para verificação da sua consistência e da quantidade adequada de água para seu preparo. Consiste na medição de recalque sofrido por uma massa de concreto compactada em condições especificadas dentro de um molde tronco-cônico, de dadas dimensões, depois de E - Ensayo de Asentamiento, Prueba de Revenimiento (Méx., Pan., R. D., Cos.), Ensayo de Revenimiento (Nic., Per.), Prueba de Asentamiento F - Essai d'Affaissement, Épreuve de Compacité I - Slump Test, Consistency Test ENSAIO DE CONSISTÊNCIA DE ARGAMASSA Ensaio de argamassa normal para determinação da água de amassamento com o aparelho para E - Ensayo de Esparcimiento F - Essai de Répandage I - Spreading Test ENSAIO DE CONSISTÊNCIA DE CONCRETO FRESCO Método padronizado para conhecer a consistência de concreto fresco, através de ensaio que consiste na medição do abatimento de um corpo- E - Ensayo de Consistencia F - Essai d'Affaisement au Cône I - Slump Test ENSAIO DE DEFORMAÇÃO LENTA Ensaio para determinar a deformação de sólidos, ao longo do E - Ensayo de Deformación Lenta F - Essai de Fluage I - Creep Test ENSAIO DE DENSIDADE Ensaio que se faz para E - Ensayo de Densidade F - Essai de Densité I - Density Test ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS Ensaios que visam detectar as características e/ou descontinuidades de E - Ensayos no Destructivos F - Essai non Destructif I - Non-destructive Test ENSECADEIRA Estrutura provisória destinada a E - Atiaguía, Dique Provisorio F - Batardeau (Digue) I - Cofferdam, Coffer Dam ENSOLEIRAMENTO Termo usado em Portugal, E - Zampeado de Cimentación F - Radier de Fondation, Radier I - Basement Slab ENSAIO DE DESGASTE Ensaio que se faz para determinar, sob ação mecânica, o grau de desgaste que pode sofrer um agregado ou uma rocha britada. Ex.: Los Angeles, Deval. V. Ensaio de Desgaste de Deval e V. Ensaio de E - Ensayo de Abrasión, Prueba de Desgaste (Méx., Pan.), Ensayo de Desgaste (Nic., Per., R. D., Ven.) F - Essai d'Abrasion I - Abrasion Test ENSAIO DE DESGASTE DE DEVAL Ensaio de usura, mediante atrito superficial recíproco de pedras entre si, que determina o peso de material que se desagrega no E - Ensayo de Desgaste de Deval F - Essai d'Usure Deval, Essai d'Abrasion Deval I - Deval's Wearing Test, Deval's Abrasion Test ENSAIO DE DESGASTE LOS ANGELES Ensaio de usura, mediante atrito superficial recíproco de pedras entre si e com uma carga abrasiva de esferas de aço, que determina o peso do material que se desagrega no E - Ensayo de Desgaste de Los Ángeles F - Essai d'Usure Los Angeles, Essai d'Abrasion Los Angeles I - Los Angeles Wearing Test, Los Angeles Abrasion Test ENSAIO DE DOBRAMENTO Dobramento a frio E - Ensayo de Doblado, Prueba de Doblado (Méx., Pan., Nic.) F - Essai de Pliage I - Bending Test E - Ensayo de Plegamiento F - Essai de Pliage I - Folding Test ENSAIO DE DUCTILIDADE 1) Ensaio que se faz para conhecer a possibilidade de um material (em geral metálico) ser reduzido a fios. 2) Determinação da

ENSAIO DE EXPANSIBILIDADE DE SOLO (LENEC) ENSAIO DE PERMEABILIDADE

deformação plástica de um material submetido a solicitação E - Ensayo de Ductilidad F - Essai de Ductilité I - Ductility Test ENSAIO DE EXPANSIBILIDADE DE SOLO (LENEC) Ensaio pelo qual se determina a E - Ensayo LENEC de Expansión de Suelo F - Essai LENEC d'Expansion I - LENEC Soil Expansion Test ENSAIO DE FADIGA Ensaio que permite E - Ensayo de Fatiga F - Essai de Fatique I - Fatigue Test ENSAIO DE FLAMBAGEM Ensaio para determinar a resistência à flambagem de um elemento estrutural. V. Flambagem por Flexão e V. Flambagem por E - Ensayo de Flambaje F - Essai de Flambement I - Buckling Test ENSAIO DE FORMA DE AGREGADOS Ensaio para determinar a proporção, em peso, de fragmentos, segundo classes estabelecidas em função de E - Ensayo de Forma de Agregados F - Essai de Forme d'Agrégats I - Aggregate Form Test ENSAIO DE FRIABILIDADE Ensaio que serve E - Ensayo de Friabilidad, Prueba de Friabilidad (Méx.), Ensayo de Friabilidad (Nic.), Prueba de Resistencia al Desmenuzamiento (Pan., Per.) F - Essai de Friabilité I - Friability Test ENSAIO DE HUBBARD - FIELD Ensaio para E - Ensayo de Hubbard-Field F - Essai de Hubbard-Field I - Hubbard-Field Test, Modified Hubbard-Field Test ENSAIO DE IMERSÃO Ensaio cuja fase principal E - Ensayo de Inmersión F - Essai d'Immersion I - Immersion Test ENSAIO DE IMPACTO DE DOIS E - Ensayo de Impacto de dos Vehículos F - Essai de Choc de Deux Véhicules I - Car to Car Impact Test Procedure ENSAIO DE INFLAMAÇÃO Determinação da temperatura em que, durante o aquecimento do produto betuminoso, são produzidos vapores que se inflamam em contato com pequena chama. (Sin.: Ensaio do Ponto de E - Ensayo de Inflamación (Asfaltos), Prueba de Punto de Ignición (Méx.), Prueba de Punto de Inflamación (Pan., Nic.) F - Essai d' Inflamation I - Flash Point Test ENSAIO DE LABORATÓRIO Ensaio realizado em E - Ensayo de Laboratório F - Essai de Laboratoire I - Laboratory Test ENSAIO DE LABORATÓRIO DE SOLOS Ensaio que complementa os ensaios ?in situ? de solos, indispensáveis para a elaboração de projeto rodoviário. Ex.: Ensaio de Compactação de solos. Ensaio de Suporte de Solos, Ensaio de Resistência de Solos, Ensaio de Compressão Triaxial de Solos e Ensaio de Adensamento de E - Ensayo de Laboratório de Suelos F - Essai de Laboratoire I - Laboratory Test ENSAIO DE LEVIGAÇÃO Separação em tamanhos dos materiais pulverulentos, mediante o arraste por uma E - Ensayo de Levigación, Prueba de Levigación (Mex.), Ensayo de Levigación (Nic.) F - Essai de Lévigation I - Elutriation Test, Elution Test, Levigation Test ENSAIO DE PENETRAÇÃO Determinação da consistência de um material betuminoso, expressado pelo comprimento de uma agulha-padrão que penetra verticalmente no material, em condições determinadas de E - Ensayo de Penetración F - Essai de Pénétration I - Penetration Test ENSAIO DE PENETRACÃO COM CONE Ensaio que se utiliza em Mecânica dos Solos para conhecer certas características de um solo. Ex.: Ensaio com penetrômetro NORTH DAKOTA. V. Ensaio de Penetração E - Ensayo de Penetración con Cono F - Essai de Pénétration avec Cône I - Cone Penetration Test ENSAIO DE PENETRAÇÃO DINÂMICA - ENSAIO SPT Sondagem com utilização de um amostrador padrão (Raymond), que é cravado no solo por meio de choque, para fins de determinação do índice de penetração SPT (Standard Penetration Test), isto é, o número de golpes necessários para o amostrador penetrar 30 E - Ensayo de Resistencia de Penetración Dinámica F - Essai de Pénétration Dynamique I - Standard Penetration Test ENSAIO DE PENETRAÇÃO ESTÁTICA (ESTUDO DO SUBSOLO) Ensaio que se constitui na cravação de uma haste e cone no subsolo, por meio de macaco hidráulico, medindo-se as forças necessárias para cravar o conjunto haste e cone, e depois o cone isoladamente (penetração estática, de cone, ?deep- E - Ensayo de Penetración Estática F - Essai de Pénétration Estatique I - Static Penetration Test ENSAIO DE PERDA AO FOGO Ensaio para determinar a perda em massa de um corpo-de-prova após E - Ensayo de Pérdida al Fuego F - Essai de Perte au Feux I - Loss on Ignition Test ENSAIO DE PERMEABILIDADE V. Ensaio de E - Ensayo de Permeabilidad F - Essai de Permeabilité I - Permeability Test

ENSAIO DE PERMEABILIDADE DE SOLOS ENSAIO DO PONTO DE FLAMA

ENSAIO DE PERMEABILIDADE DE SOLOS Ensaio para determinação do coeficiente de E - Ensayo de Permeabilidad de Suelo F - Essai de Permeabilité de Sols I - Soil Permeability Test ENSAIO DE PLASTICIDADE Ensaio por intermédio do qual se determina o limite de plasticidade do E - Ensayo de Plasticidad F - Essai de Plasticité I - Plasticity Test ENSAIO DE POROSIDADE Ensaio que permite determinar o volume de vazios em dado solo ou rocha e em E - Ensayo de Porosidad F - Essai de Porosité I - Porosity Test ENSAIO DE RESISTÊNCIA À TRAÇÃO POR RUPTURA A COMPRESSÃO Ensaio para determinação de resistência à tração realizado através da E - Ensayo de Resistencia a Tracción por Ruptura a la Compressión F - Essai de Résistance a Traction pour Rupture a Compression I - Compression Test for Tensile Resistance Determination, Brazilian Test ENSAIO DE RESISTÊNCIA AO CHOQUE (DE AGREGADO) Ensaio definido em Norma Técnica para conhecer a resistência ao choque de um E - Ensayo de Resistencia al Choque F - Essai de Résistance au Choque I - Shock Resistance Test (Aggregate) ENSAIO DE RESISTÊNCIA DE SOLOS 1) Ensaio para determinação da coesão e ângulo de atrito de solos em estado indeformado ou compactado. 2) Ensaio que se destina a revelar a capacidade de suporte de carga de solos. Ex.: Ensaio de Compressão Inconfinada, Ensaio de Palheta de Laboratório, Ensaio de Cisalhamento Direto e E - Ensayo de Resistencia de Suelo F - Essai de Résistance de Sols I - Soil Resistance Test ENSAIO DE RESISTÊNCIA MECÂNICA DE AGREGADOS Ensaio para determinar índices empíricos, que se correlacionam com a resistência mecânica E - Resistencia Mecánica de Agregados F - Résistance Méchanique d'Agrégats I - Mechanical Resistance Test (Aggregates) ENSAIO DE RIGIDEZ Procedimento para determinar a resistência de peças, componentes ou E - Ensayo de Rigidez F - Essai de Rigidité I - Rigidity Test ENSAIO DE RUPTURA 1) Qualquer ensaio que solicite determinado material até a ruptura. 2) Ensaio destinado a classificar as emulsões aniônicas, como de E - Ensayo de Ruptura F - Essai de Rupture I - Breaking Test ENSAIO DE SEDIMENTAÇÃO Ensaio para determinar a distribuição granulométrica de solos, baseado na Lei de Stokes que correlaciona a velocidade de queda de partículas esféricas dentro de um meio líquido e o diâmetro E - Ensayo de Sedimentación, Prueba del Hidrómetro (Méx.), Ensayo Hidrométrico, Análisis Hidrométrico (Nic.), Prueba de Sedimentación (Per., R. D.) F - Essai de Sedimentation I - Sedimentation Test ENSAIO DE SOLO Denominação dada a qualquer ensaio ?in situ? ou em laboratório, desde que referente a E - Ensayo de Suelos F - Essai de Sol I - Soil Test ENSAIO DE SUPORTE DE SOLOS Ensaio para determinação de parâmetros relacionados com a capacidade de suporte sob a ação de cargas dos veículos, quando os solos ensaiados integram aterros, subleitos, sub-base, base e reforço de pavimentos. Ex.: Ensaio CBR ou de Índice de E - Ensayo de Suporte de Suelos F - Essai de Support de Sols I - Soil Bearing Test ENSAIO DE SUPORTE EM PLACA Ensaio para avaliar a capacidade de resistência do solo com o uso de E - Ensayo de Suporte en Placa F - Essai de Support en Plaque I - Plate-bearing Test, Plate-loading Test ENSAIO DE TORÇÃO Ensaio que se destina a revelar o comportamento de um material ou elemento E - Ensayo de Torsión F - Essai de Torsion I - Torsion Test ENSAIO DE TRAÇÃO Ensaio que destina a revelar o comportamento de um material quando sujeito a um esforço E - Ensayo de Tracción F - Essai de Traction I - Tensile Test ENSAIO DE TRAÇÃO POR FLEXÃO Determinação da resistência à tração de um dado material utilizando um corpo-de-prova com ele confeccionado e fletindo-se até à ruptura, calculando-se a tensão de ruptura à tração mediante emprego de fórmula adequada. V. Ensaio E - Ensayo de Tracción por Flexión F - Essai de Traction par Flexion I - Test of Tensile Strength by Bending ENSAIO DE VISCOSIDADE Ensaio que se destina a revelar a viscosidade de dado fluído (atrito interno do E - Ensayo de Viscosidad F - Essai de Viscosité I - Viscosity Test ENSAIO DINÂMICO Ensaio que se destina a revelar o comportamento de uma estrutura, de um elemento estrutural ou de um sistema, quando sujeitos a cargas E - Ensayo Dinámico F - Essai Dynamique I - Dynamic Test ENSAIO DO PONTO DE FLAMA V. Ensaio de Inflamação.

ENSAIO DO PONTO DE FULGOR ENSAIO TRIAXIAL ADENSADO NÃO DRENADO (RÁPIDO PRÉ-ADENSADO)

E - Prueba de Punto de Ignición F - Essai d'Inflamation I - Flash Point Test ENSAIO DO PONTO DE FULGOR V. Ensaio de E - Prueba de Punto de Ignición F - Essai d'Inflamation I - Flash Point Test ENSAIO DRENADO V. Ensaio Triaxial Adensado E - Ensayo Drenado F - Essai Drainé I - Drained Test ENSAIO EM ESCALA NATURAL/ENSAIO EM ESCALA 1:1 1) Ensaio de um bem nas condições operacionais e ambientais efetivamente presentes quando o bem é usado. 2) Ensaio de um bem e não de um corpo-de- E - Ensayo a Plena Escala, Ensayo a Escala Natural, Ensayo a Escala Real F - Essai en Echelle Naturelle I - Full-scale Test, Full-size Test ENSAIO ESTÁTICO Ensaio que se destina a revelar o comportamento de uma estrutura, de um elemento estrutural ou de um sistema, quando sujeito a cargas E - Ensayo Estático F - Essai Statique I - Static Test ENSAIO GEOFÍSICO Método físico indireto que permite conhecer, em certo grau, a estratigrafia e as E - Ensayo Geofisico, Método Geofísico (Méx., Per.), Prospección Geofísica (Pan., Nic.) F - Essai Geophysique, Épreuve Geophysique I - Geophysical Test ENSAIO INTERLABORATORIAL Série de medições de uma ou mais quantidades realizadas independentemente por um número de laboratórios sobre E - Análisis de Anillo F - Essai Inter-laboratoire, Essai Round Robin I - Interlaboratory Test, Round Robin Test ENSAIO INTRALABORATORIAL Ensaio para avaliar, em continuidade, o desempenho de determinado analista de laboratório e/ou para prover meios para estabelecer um registro de desempenho de dado E - Ensayo Intralaboratorial F - Essai Intralaboratoire I - Intralaboratorial Test ENSAIO LOS ANGELES V. Ensaio de Desgaste E - Ensayo Los Angeles F - Essai Los Angeles I - Los Angeles Test ENSAIO MECÂNICO Ensaio que se destina a revelar o comportamento de uma estrutura, elemento estrutural, E - Ensayo Mecánico F - Essai Mécanique I - Mechanical Test ENSAIO NÃO DESTRUTIVO Teste para detectar características de materiais, especialmente defeitos ocultos, usando técnicas que não destroem ou não provocam danos nos itens citados. São freqüentemente utilizados raios-x, radiações isotópicas e ultra-sônicas.

ENSAIO TRIAXIAL NÃO ADENSADO NÃO DRENADO (RÁPIDO) ENTULHO

Drainé I - Consolidated Undrained Triaxial Test ENSAIO TRIAXIAL NÃO ADENSADO NÃO DRENADO (RÁPIDO) Ensaio triaxial em que durante a aplicação das tensões s1 e s3 não é permitida a E - Ensayo Triaxial no Consolidado y no Drenado F - Essai de Compression, Triaxial Rapide (non Drainé, non Préconsolidé) I - Unconsolidated Undrained Triaxial Test (Quick Test) ENSAIO TRIAXIAL RÁPIDO V. Ensaio Triaxial E - Ensayo Triaxial no Consolidado y no Drenado (Rápido) F - Essai de Compression Triaxiale Rapide (non Préconsolidé, non Drainé) I - Unconsolidated Undrained Triaxial Test (Quick Test) ENSAIOS DE ANCORAGENS Ensaios para verificar a adequação de um certo tipo de ancoragem injetada (ensaio básico), ou desempenho de um tipo de ancoragem injetada, já credenciado pelo ensaio básico (ensaio de qualificação) ou de recebimento, realizados sobre E - Ensayo de Tirantes F - Essai d' Ancorage I - Anchorage Test ENSAIOS DE INTERCOMPARAÇÃO Organização, execução e avaliação de ensaios sobre objetos ou materiais idênticos ou similares realizados por dois ou mais laboratórios em condições pré-determinadas.(Sin.: E - Ensayo por Comparabilidad F - Essai par Comparaison I - Interlaboratory Test Comparison, Interlaboratory Test, Round Robin Test, Collaborative Reference Programm ENSAIOS DE RUÍDOS E VIBRAÇÕES Ensaios realizados em laboratório especialmente equipado para medir ruídos e vibrações, com vistas à satisfação de normas específicas, Ex.: Ensaios Realizados no Laboratório de E - Ensayos de Vibración y Sonidos F - Essai de Bruits et Vibrations I - Vibration Test, Sonic Tests ENSAIOS EXTERNOS Utilização de organizações de terceiros (fornecedores de matérias primas ou componentes, ou de compradores) para medições, ensaios e serviços de calibração, para evitar duplicação de tarefas, desde que estas organizações tenham controles adequados e E - Ensayos Externos F - Essais Externes I - Outside Testing ENTIVAÇÃO 1) Termo mais usado em Portugal para E - Maderamen F - Étarment I - Shoring ENTRADA (INTERSEÇÃO) Parte de uma interseção destinada ao acesso de veículos no fluxo de uma E - Entrada (Intersección) F - Entrée (Intersection) I - Entry (Intersection) ENTRADA DE INSPEÇÃO Entrada para inspeção E - Boca de Inspección, Pozo de Inspección (Col., Ecu.), Pozo de Revisión (Ecu.), Pozo de Visita, Manjol (Nic.), Manhole, Cámara de Inspección (Pan.), Registro de Inspección (R. D.), Boca de Visita (Ven.) F - Trou d'Homme I - Manhole ENTREGA AO TRÁFEGO Abertura ao tráfego de E - Abertura al Trafico F - Ouverture au Trafic I - Opening to Traffic ENTRELAÇAMENTO Movimento gradual de convergência e divergência de correntes de trânsito que se E - Entrecruzamiento F - Entrecroisement I - Weaving ENTRONCAMENTO Cruzamento rodoviário que permite a conexão de uma estrada com outras, comportando E - Empalme, Intersección, Entronque (Méx., Per., R. D.) F - Carrefour, Jonction, Intersection I - Crossroads, Junction, Intersection ENTRONCAMENTO A DIFERENTES NÍVEIS Aquele em que as vias se entrelaçam cada uma E - Cruce a Desnivel F - Saut de Mouton I - Intersection at Different Levels, Interchange ENTRONCAMENTO EM ?T? V. Cruzamento em E - Empalme en T, Entronque en T (Méx.), Acceso en T (Nic.), Empalme T (R. D.) F - Carrefour en T, Jonction en T, Dé Bouché en T I - T Junction, Tinter Section ENTRONCAMENTO EM ?Y? V. Cruzamento em E - Empalme en ?Y? F - Carrefour en ?Y? I - Y junction ENTRONCAMENTO EM NÍVEL Entroncamento E - Empalme a Nivel F - Carrefour à Niveau I - Grade Junction, Junction at Grade ENTRONCAMENTO OBLÍQUO Entroncamento E - Empalme en Ángulo Agudo, Empalme en Y (Pan.) F - Jonction Oblique, Intersection Oblique, Carrefour Oblique I - Skew Intersection ENTRONCAMENTO RODO-FERRO- HIDROVIÁRIO Local em que há entrelaçamento de E - Entroncamiento F - Ambranchement I - Highway-Railway-Waterway Junction ENTRONCAMENTO RODOVIÁRIO Conexão de uma rodovia com outras apropriadas para o trânsito de E - Empalme, Entronque (Méx., Per., R. D.) F - Carrefour, Jonction I - Road Junction, Cross Roads ENTULHO Conjunto de fragmentos ou restos de E - Escombros, Cascote

ENVELHECIMENTO (DE MATERIAIS BETUMINOSOS) EQUIPAMENTO DE CONTROLE DE TRÂNSITO

F - Décombres, Plátras I - Rubbish, Detritus ENVELHECIMENTO (DE MATERIAIS BETUMINOSOS) Envelhecimento que se observa ou E - Envejecimiento (Material Betuminoso) F - Vieillissement (Matériel Bitumineux) I - Aging (Bituminous Material) ENVELHECIMENTO DE LIGANTE Estado de degradação de um ligante que se torna frágil, depois de transcorrido certo tempo de sua aplicação, devido à E - Envejecimiento (de un Ligante) F - Vieillissement (Liant) I - Ageing (Bond) ENVELOPE DE EMBARQUE (PARA O TRANSPORTE DE CARGA PERIGOSA) Envelope impresso, conforme padronização em vigor, que contém as instruções e recomendações para o caso de acidente durante o transporte de carga perigosa, indica os números de telefones para mobilização de recursos em caso E - Sobre de Transporte (Cargas Peligrosas) F - Couvert d'Embarquement (Charge Dangereuse) I - Transport Envelope (Dangerous Loads) ENVOLTÓRIO DE MOHR Curva envoltória a uma série de círculos de Mohr, representando as condições de tensões na ruptura de um solo determinado. De acordo com os critérios de ruptura de Mohr, essa curva é o lugar geométrico dos pontos cujas coordenadas representam as tensões normais e de cisalhamento correspondentes à E - Curva de Mohr F - Coubre Intrinsèque, Ligne Intrinseque de Rupture I - Intrinsic Curve, Mohr's Curve ENVOLVIMENTO DE AGREGADO COM LIGANTE BETUMINOSO Operação que consiste em cobrir um agregado com uma película de ligante E - Recubrimiento de Agregado F - Enrobage I - Bituminous Aggregate Coating ENXURRADA Grande quantidade de água que flui com grande velocidade, capaz de ocasionar estragos. V. Torrente E - Torrente F - Torrent Impétueux I - Torrent EQUILÍBRIO DOS VOLUMES DE CORTE E ATERRO Condição em que se verifica igualmente de volume escavado e aterrado na construção de um trecho de E - Equilibrio de Corte y Terraplém F - Rapport Deblai/Reblai I - Earthwork Balance EQUIPAMENTO Um ou mais conjuntos de máquinas, e/ou instrumentos e/ou aparelhos capazes de produzir dado bem ou executar dado serviço. Ex.: Equipamento de E - Equipo F - Équipement I - Equipment EQUIPAMENTO AUXILIAR Equipamento necessário, porém não diretamente envolvido na produção de dado bem, ou na execução de dado serviço. Ex.: Gerador E - Equipo Auxiliar F - Équipement Auxiliaire I - Auxiliary Equipment EQUIPAMENTO DE APOIO AO TRANSPORTE Equipamento destinado a facilitar ou dar maior segurança ao transporte. Ex.: Serviço de telefone junto à rodovia, serviço de rádio concernente a condições de E - Equipo de Apoyo al Transporte F - Équipement d'Appui au Transport I - Support Equipment to Transport EQUIPAMENTO DE BRITAGEM Conjunto de E - Equipo de Trituración F - Équipement de Concassage I - Crushing Equipment EQUIPAMENTO DE COMPACTAÇÃO Equipamento destinado a dar a materiais a massa específica requerida, conforme projeto e/ou norma. Ex.: Vibrador de E - Equipo de Compactación F - Équipement de Compactage I - Compaction Equipment EQUIPAMENTO DE CONCRETAGEM Conjunto de máquinas destinado à concretagem de estruturas, pavimentos, elementos estruturais, pré-moldados E - Equipo de Concretaje F - Équipement de Bétonnage I - Concreting Equipment, Concrete Casting Equipment EQUIPAMENTO DE CONSERVAÇÃO E REPAROS Equipamento próprio para proceder à conservação e reparos de rodovias, obras-de-arte e instalações para britagem, por exemplo. V. Conservação e E - Equipo de Mantenimiento y Reparación F - Équipement de Conservation et Préparation I - Equipment for Maintenance and Repair EQUIPAMENTO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO Equipamento próprio para proceder à conservação e restauração de rodovias, obras-de-arte, por E - Equipo de Mantenimiento y Restauración F - Équipement de Conservation et Restauration I - Maintenance Equipment EQUIPAMENTO DE CONSTRUÇÃO Conjunto E - Equipo de Construción F - Équipement de Construction I - Construction Equipment EQUIPAMENTO DE CONTROLE DE TRÁFEGO Equipamento utilizado para controlar o E - Equipo de Control de Trafico F - Équipement de Contrôle du Trafic I - Traffic Control Equipment EQUIPAMENTO DE CONTROLE DE TRÂNSITO Equipamento utilizado para controlar e E - Dispositivo de Controle del Tránsito F - Dispositif de Contrôle de la Circulation I - Vehicle Circulation Control Equipment

EQUIPAMENTO DE DOSAGEM ESCALA

EQUIPAMENTO DE DOSAGEM Equipamento mecânico para dosar, em peso ou volume, os componentes E - Planta Mezcladora por Cargas F - Equipement de Dosage I - Batching Plant, Batching Equipment EQUIPAMENTO DE DRENAGEM Conjunto de E - Equipo de Drenaje F - Équipement de Drainage I - Drainage Equipment EQUIPAMENTO DE EMBARQUE E DESEMBARQUE Equipamento destinado ao embarque e desembarque de passageiros. Ex.: Equipamento E - Equipo para Embarque y Desembarque F - Équipement d' Embarquement et Débarquement I - Embarkation and Debarkation Equipment EQUIPAMENTO DE ENSAIO Máquinas, aparelhos, instrumentos e utensílios utilizados na realização E - Equipo de Ensayo F - Materiel d'Essai I - Test Apparatus EQUIPAMENTO DE ENSAIO REOLÓGICO Equipamento que permite a realização de ensaios para determinação das deformações e do escoamento de corpos E - Equipo de Ensayo Reologico F - Materiel d'Essai Rhéologique I - Rheologic Test Device EQUIPAMENTO DE ESTRADA Conjunto de instalações e/ou dispositivos fixos, utilizados em rodovia para sinalização, informação, pesagem, cobrança de pedágio E - Partes Integrantes (Carretera) F - Parties Intégrantes (Route) I - Highway Utility EQUIPAMENTO DE MANUTENÇÃO Equipamento utilizado para manutenção de rodovias e/ou E - Equipo de Conservación y Restauración F - Équipement de Conservation et Restauration I - Maintenance Equipment EQUIPAMENTO DE PAVIMENTAÇÃO Equipamento utilizado para construção de pavimento E - Equipo de Pavimentación F - Équipement de Construction de la Chaussée I - Paving Equipment EQUIPAMENTO DE SINALIZAÇÃO E - Equipo de Señalización F - Équipement de Signalisation I - Signalization Equipment EQUIPAMENTO DE SONDAGEM Equipamento E - Equipo de Sondage F - Équipement de Sondage I - Soil Driling Equipment EQUIPAMENTO DE TERRAPLENAGEM E - Equipo de Movimiento de Terra F - Équipement de Terrassement I - Earthwork Equipment EQUIPAMENTO DE TRANSPORTE Equipamento utilizado para transporte em rodovia, fora de E - Equipo de Transporte F - Équipement de Transport I - Transport Equipment EQUIPAMENTO PARA COMPACTAÇÃO Equipamento com o qual se aplica energia mecânica ao solo permitindo aumento de sua densidade relativa, geralmente baseado no uso de um ou mais dos métodos seguintes: amassamento, aplicações estática de carga, aplicação de vibração ou impacto. V. Rolo Pé-de-Carneiro. V. Rolo Compactador Liso. V. Rolo Compactador de Pneus. V. Rolo E - Equipo para Compactar F - Compactadora I - Compacting Equipment EQUIPAMENTOS PARA CRAVAR E - Equipo para Hincar Estacas F - Équipement de Battage I - Pile Driving Equipment EQUIPE Conjunto de pessoas empenhadas ou a serem E - Quadrilla, Equipo F - Équipe I - Team (Work) EROSÃO 1) Desgaste de metais ou outros materiais pela ação abrasiva de fluidos em movimento, usualmente acelerado pela presença de partículas sólidas ou materiais em suspensão. 2) Destruição das saliências ou reentrâncias E - Erosión F - Érosion I - Erosion EROSÃO INTERNA 1) Movimento de partículas de uma massa de solo carreadas por percolação d'água, sendo que o fenômeno é iniciado sobre condições de gradiente hidráulico crítico e provoca abertura progressiva de canais dentro da massa de solo em sentido contrário ao do fluxo d'água; é a razão pela qual, o fenômeno é também conhecido sob o nome de erosão regressiva. 2) Ação erosiva d'água que passa por uma barragem ou debaixo E - Erosión Interna F - Fuite, Erosion Interne, Erosion Régressive I - Piping ESBELTEZA Característica de peça cuja seção é E - Esbeltez, Esbelteza F - Élancement I - Slenderness ESBOÇO (TÉCNICO) 1) Delineação inicial, geralmente a mão livre, que fornece uma primeira noção de formas e traçados de objetos ou bens, e que pode servir de 2) Mapa de caráter preliminar apresentando o aspecto geral de um fenômeno. 3) Anteprojeto de um documento E - Croquis, Esbozo F - Esquisse, Premier Plan I - Sketch ESCALA Lugar onde há embarque e desembarque de passageiros ou sua transferência para veículos da mesma ou de outra modalidade de transporte.

ESCALA (DE DISPOSITIVO INDICADOR) ESCAVADEIRA DE ARRASTO

E - Escala para Transbordo, Local de Transbordo F - Échélle I - Transfer ESCALA (DE DISPOSITIVO INDICADOR) Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, é o conjunto E - Escala F - Échélle I - Scale ESCALA BEAUFORT Escala definida por Sir Francis Beaufort, utilizada para classificar ventos em E - Escala Beaufort F - Échélle Beaufort I - Beaufort Scale ESCALA DE ENGENHEIRO Triplo decímetro com secção triangular, com seis medidas referentes a seis E - Escala de Ingeniero F - Échélle du Ingénieur I - Engineer's Scale ESCAMAS Elementos pré-fabricados utilizados no processo terra armada, que constituem o acabamento E - Escamas F - Peaux I - Facing Panels ESCARIFICAÇÃO Redução da resistência, por meio E - Escarificadura, Escarificado, Ruteado (Nic.) F - Scarification, Scarifiage I - Scarifying ESCARIFICADOR Dispositivo formado por um suporte no qual estão implantadas uma ou mais garras (dentes do escarificador), empregado para cortar e desagregar a camada superior do terreno. Pode ser rebocável, caso em que dispõe de rodas e atua pelo seu próprio peso, ou adaptável a outra máquina (trator, E - Escarificador, Ruter (Nic.) F - Scarificateur, Extirpateur, Déracinadeur I - Scarifier ESCARIFICAR (SOLO) Fase de terraplenagem em que se realiza a ruptura da coesão maior ou menor existente E - Escarificar F - Ameublir (Terrainement) I - To Loosen (Earthwork), To Disturb (Earthwork) ESCARIFICAR CONCRETO FRESCO Operação para obter uma certa rugosidade na superfície do E - Escarificar Hormigón Fresco F - Brossage d'un Béton I - Brushing of Newly Laid Concrete ESCARPA Encosta alta, vertical ou inclinada, de certa E - Escarpa F - Abrupte Scarpe, Talus I - Cliff, Precipice, Scarp ESCARPAMENTO DE FALHA Paredão que se apresenta mais ou menos abrupto produzido por esforço E - Talud Rocalla F - Abrupt I - Escarpment due to Faulting ESCAVAÇÃO Extração de materiais do solo.

ESCAVADEIRA DE COLHER ESCOAMENTO SUPERFICIAL

F - Pelle Equipée en Dragline, Dragline I - Dragline, Dragline Excavator ESCAVADEIRA DE COLHER Escavadeira em que o dispositivo de ataque ao terreno, que é feito de baixo para cima, é um balde de abrir pelo fundo, com dentes no bordo anterior superior, montado em um braço que trabalha E - Excavadora de Cuchara F - Pelle Equipée de Godet I - Face Shovel ESCAVADEIRA DE MANDÍBULAS Escavadeira em que o dispositivo de ataque é constituído por mandíbulas, suspensas de uma lança por meio de cabos, que caem abertas sobre o material a escavar e, por tração dos cabos, fecham-se devido ao próprio peso, trazendo no interior o material. (As mandíbulas podem ter forma cilíndrica, com os bordos interiores geralmente munidos de E - Grua de Cucharón de Mandíbulas F - Grue à Grappin I - Clamshell ESCAVADEIRA-ELEVADORA Dispositivo adaptável a motoniveladora, composto essencialmente de um arado de disco e correia transportadora, cuja finalidade principal é extrair e transportar, elevando o material, E - Roturador-Transportador F - Défricheur-Transporteur I - Elevating-Grader ESCAVO-TRANSPORTADOR Acessório aplicável a moto-niveladoras, composto essencialmente de um arado de disco e correia transportadora, cuja finalidade principal é E - Roturador-Transportador, Nivelador, Elevador (Ecu.), Elevador (Méx., Pan.) F - Défricheur-Transporteur I - Elevating Grades ESCLEROMETRIA Uso de esclerômetro para medir ou avaliar resistência ao risco de um mineral, ou resistência E - Esclerometria F - Sclérométrie I - Sclerometry ESCLERÔMETRO 1) Aparelho para medir a resistência ao risco de um mineral. 2) Aparelho para estimular a resistência do concreto endurecido. 3) Aparelho para determinação expedita do módulo de elasticidade e da resistência à compressão uniaxial de rochas, através de correlações empíricas entre o valor daquelas propriedades e a grandeza da restituição de uma pequena haste de impacto, que mobiliza a dureza do material, localizando-se no E - Esclerómetro F - Scléromètre I - Sclerometer ESCLERÔMETRO DE REFLEXÃO Aparelho utilizado no ensaio não destrutivo para medir a dureza superficial de concreto endurecido com vistas à avaliação E - Esclerómetro de Reflexión F - Scléromètre de Réflexion I - Reflection Sclerometer, Reflexion Sclerometer ESCLERÔMETRO DE SCHMIDT, TIPO N Esclerômetro em que o retorno elástico é medido em uma escala cujos números variam de 0 a 55, existindo gráfico das relações empíricas entre a resistência do concreto e o E - Esclerómetro Schmidt F - Scléromètre Schmidt I - Schmidt Sclerometer ESCOAMENTO (FLUIDO) Deslocamento de um E - Flujo (Fluído), Corriente (Fluído) F - Écoulement (Fluide) I - Flow (Fluid) ESCOAMENTO (MATERIAL) Deformação lenta E - Escurrimiento (Plástico) F - Fluage I - Creep (Material) ESCOAMENTO (SOLO) Fenômeno que se observa em certos solos de, sob pressão, fluirem e até se elevarem E - Escurrimiento (Suelo) F - Écoulement du Sol I - Creep (Soil) ESCOAMENTO CRÍTICO Escoamento em canal aberto quando o número de Froude é igual a 1, ou seja, FR E - Flujo Crítico F - Écoulement Critique I - Critical Flow ESCOAMENTO DE ÁGUA Deslocamento d'água de um ponto para outro, podendo ser livre ou forçado, E - Escurrimiento de Agua F - Écoulement des Eaux I - Water Flow, Flow of Water ESCOAMENTO LAMINAR Escoamento em que a E - Flujo Laminar F - Écoulement Laminaire I - Laminar Flow ESCOAMENTO SUBTERRÂNEO Maneira pela qual flui uma quantidade de água abaixo da superfície do E - Escurrimiento Subterraneo F - Écoulement Souterraine I - Subsurface Water Flow, Runoff, Surface Flow of Water ESCOAMENTO SUBCRÍTICO - ESCOAMENTO EM REGIME TRANQUILO (LENTO) Escoamento que se verifica quando a profundidade da água é maior que a crítica, isto é, quando o E - Flujo Lento F - Écoulement Lent I - Laminar Flow ESCOAMENTO SUPERCRÍTICO - ESCOAMENTO EM REGIME RÁPIDO Escoamento que se verifica quando a profundidade da água é menor que a profundidade crítica, isto é, quando o número E - Flujo Rápido F - Écoulement Rapide I - Turbulent Flow ESCOAMENTO SUPERFICIAL Maneira pela E - Escurrimiento Superficial F - Écoulement Superficielle I - Runoff, Surface Drainage

ESCOAMENTO TURBULENTO ESPAÇAMENTO DE MARCHA

ESCOAMENTO TURBULENTO Escoamento em que a água em lugar de se mover em lâminas paralelas tem movimento turbilhonado, havendo flutuação caótica em E - Flujo Rápido F - Écoulement Rapide, Écoulement Turbulent I - Turbulent Flow ESCONSIDADE Complemento do ângulo formado pelas direções do eixo de uma ponte ou viaduto, e do eixo E - Oblicuidad F - Obliquité, Défaut de Droiture I - Obliquity ESCORA Peça longa com que se firma qualquer objeto E - Puntal, Escora F - Étai I - Stay ESCORAMENTO 1) Conjunto de escoras e elementos de ligação, projetado para resistir aos pesos da estrutura, do peso próprio e das cargas acidentais que possam atuar durante a execução da obra, e para evitar deformações prejudiciais à forma da estrutura e evitar esforços no concreto na fase de endurecimento. 2) Conjunto de escoras para suportar transitoriamente elemento estrutural, ou 3) Peças utilizadas temporariamente para suportar parte ou toda uma estrutura, enquanto se procede à escavação em sua E - Obra Falsa, Apontalamiento, Maderamen F - Étayement, Étaiment I - Falsework, Shoring ESCORAMENTO EM LEQUE Escoramento em que os elementos importantes são inclinados, convergindo E - Obra Falsa en Abanico, Maderamen en Abanico F - Étayement en Éventail I - Fanstyled Falsework ESCÓRIA Resíduo silicoso não metálico, mais leve, que se forma da fusão de metais. V. Escória Britada,V. Escória E - Escoria F - Laitier I - Slag, Cinder ESCÓRIA BRITADA 1) Resíduo silicoso que se forma juntamente com a fusão de metais, após britagem. 2) Lava de aspecto esponjoso expelida por vulcões, após E - Escoria Triturada F - Laitier Concassé I - Crushed Slag ESCÓRIA DE ALTO-FORNO Resíduos silicoso E - Escoria de Alto Horno F - Laitier de Haut Forneau I - Slag, Blast Furnace Slag ESCÓRIA GRANULADA Escória que se apresenta E - Escoria Granulada F - Laitier Granulé I - Granulated Slag E - Escoria de Molino F - Laitier Moulé I - Ground Slag ESCÓRIA PALETIZADA Escória em grãos de E - Escoria de Grano Gordo F - Laitier Bouleté I - Pelletized Slag ESCÓRIA PRÉ-TRITURADA Escória que sofreu E - Escoria Pré-Triturada F - Laitier Prebroyé, Laitier Preconcassé I - Precrushed Slag ESCORREGADIO 1) Adjetivo expressando ?em que se escorrega facilmente?. 2) Condição de uma superfície de rolamento, na qual, por não haver aderência suficiente, E - Resbaladizo F - Glissant I - Slippery ESCORREGAMENTO Deslizamento das camadas de E - Deslizamiento F - Glissement I - Slide E - Trailla, Pala Buey (Chi.), Escrepa (Méx., Nic.), Trailla, Carriol (Pan.) F - Scraper, Racleur I - Scraper ESFORÇO CORTANTE V. Tensão de E - Esfuerzo de Corte, Tensión de Corte (Arg.), Esfuerzo Cortante (Méx., Nic., Pan.), Tensión Transversal (Per.) F - Effort de Cisaillement I - Shearing Stress, Shear Stress, Tangential Stress ESFORÇO SOLICITANTE Solicitação efetivamento presente (na hipótese mais desfavorável) em dada seção de elemento estrutural ou dado elemento E - Esfuerzo de Trabajo F - Effort de Travail I - Working Stress ESGOTAMENTO Eliminação da água existente no E - Agotadura F - Épuisement I - Draining ESPAÇAMENTO (FERRAGEM) Distância entre E - Espacimiento F - Espacement I - Spacing (Structural Steel) ESPAÇAMENTO DE FUROS Distância entre furos paralelos entre si, ao longo de uma fileira paralela à E - Distancia entre Orifícios F - Espacement I - Spacing of Holes ESPAÇAMENTO DE MARCHA A distância entre dois veículos sucessivos em uma faixa de trânsito, medida do pára-choque dianteiro do primeiro ao pára-choque dianteiro do segundo, em metros. V. Espaçamento E - Intervalo de Distancia F - Intervalle de Distance I - Spacing (Movement)

ESPAÇAMENTO LONGITUDINAL ESPEQUE

ESPESSURA ESTABILIZAÇÃO DE AGREGADOS COM CLORETO DE CÁLCIO

I - Stay, Prop, Spike ESPESSURA Distância entre duas superfícies E - Espesor, Espesura F - Épaisseur I - Thickness ESPESSURA DE LÂMINA D'ÁGUA Espessura da lâmina d'água que se forma sobre a superfície de rolamento e que pode contribuir para a ocorrência da E - Espesor de una Capa de Agua F - Épaisseur d'un Film d'Eau I - Thickness of a Water Layer ESPIGÃO Ramificação de uma montanha, de cordilheira ou de contraforte, em direção transversal, de pequenas E - Espigón F - Bout, Pointe de Roche I - Ridge, Crest E - Espillón F - Aiguillon I - Spur ESPUMA DE ASFALTO Asfalto quente fortemente expandido através da introdução de vapor. (Sin.: Asfalto E - Espuma de Asfalto F - Mousse de Bitume I - Foamed Asphalt, Foamed Bitumen ESQUEMA DE FOGO Disposição de furos carregados de explosivos que, por meio de detonação instantânea ou escalonada das cargas, provocam o desmonte de determinado volume de rocha, quer a céu aberto, quer em E - Plano de Explosión F - Plan d'Abattage I - Blasting Pattern ESQUISTO Rocha metamórfica, foliácea, cuja principal característica é sua fácil separação em lâminas mais ou E - Esquisto F - Schiste I - Schist ESTABILIDADE 1) Propriedade de um sistema estruturado de, quando sujeito a solicitações, manter-se em 2) Qualidade de um sistema de retornar ao estado de equilíbrio inicial após sofrer uma perturbação. Ex.: Estabilidade do solo. 3) Capacidade de um sistema ou material de opor-se a influências do meio ambiente, tais como as do ar e dos vapores e gases, da água das substâncias dissolvidas na mesma, da variação de 4) Propriedade de um material de manter sua capacidade de desempenho durante e depois de um certo tempo (fixado em norma) correspondente à armazenagem e ao transporte, isto é, até o momento de sua aplicação ou uso.(Sin.: E - Conservabilidad, Estabilidad F - Stabilité I - Stability ESTABILIDADE DE SOLO Estado do solo caracterizado pelo fato de, quando sujeito às cargas que sobre o mesmo atuam, ou às solicitações a que se acha E - Estabilidad del Suelo F - Stabilité du Sol I - Soil Stability ESTABILIDADE DE UM INSTRUMENTO DE MEDIR Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, é a aptidão de um instrumento de medir e conservar constantes suas características metrológicas; em geral a aptidão é considerada em relação a um dado período de E - Estabilidad (de un Instrumento de Medición) F - Constance (Instrument de Mesure) I - Stability (Measuring Instrument) ESTABILIDADE DE UMA EMULSÃO Capacidade de a emulsão manter-se estável, isto é, de manter afastadas entre si as partículas do ligante, dispersas no veículo (geralmente água) por força do agente E - Estabilidad de una Emulsión F - Stabilité d'une Émulsion I - Stability of an Emulsion, Stability (of Emulsion) ESTABILIDADE DE UMA MISTURA BETUMINOSA Carga máxima suportada pela mistura betuminosa quando sujeita a esforços sob determinadas E - Estabilidad de una Mistura Bituminosa F - Stabilité d'une Mixture Bitumineuse I - Bituminous Mixture Stability ESTABILIDADE DO TALUDE Estado de um talude caracterizado pelo fato de o mesmo resistir às solicitações a que se acha submetido e não entrar em regime E - Estabilidad del Talude F - Stabilité du Talus I - Slope Stability ESTABILIDADE MARSHALL Resistência máxima à compressão diametral semiconfinada apresentada pelo corpo-de-prova, quando moldado e ensaiado de acordo com o processo estabelecido no procedimento ABNT-NBR- 12891/93 - Dosagem de misturas agregado-cimento E - Estabilidad Marshall F - Stabilité Marshall I - Marshall Stability ESTABILIDADE OPERACIONAL DE VEÍCULO Característica importante do veículo que permite manter sua estabilidade e dirigibilidade quando tem E - Estabilidad Operacional de Vehículo F - Stabilité du Vehicule I - Vehicle Operational Stability ESTABILIZAÇÃO 1) Ato ou efeito de um sistema retornar ao estado de equilíbrio estável, após ter sofrido uma perturbação. 2) Ato ou efeito de capacitar um sistema ou solo a suportar as cargas atuantes. V. Estabilização de um Solo, V. Estabilização Granulométrica, V. Estabilização Mecânica, V. Estabilização por Adição e V. Estabilização E - Estabilización F - Stabilisation I - Stabilization ESTABILIZAÇÃO DE AGREGADOS COM CLORETO DE CÁLCIO Estabilização por adição, E - Estabilización de Agregados con Cloruro de Cálcio F - Empierrement Traité au Chlorure de Calcium I - Well Graded Aggregate Treated with Calcium Chloride

ESTABILIZAÇÃO DE BASE ESTACA FLUTUANTE

ESTABILIZAÇÃO DE BASE Processos utilizados para dar estabilidade à base. Ex.: Estabilização E - Estabilización de la Base F - Stabilisation de la Base I - Road Base Stabilization ESTABILIZAÇÃO DA BASE DE PAVIMENTO V. Estabilização de Base e V. Base E - Estabilización de la Base de Pavimento F - Traitement des Assises, Stabilisation de la Base I - Road Base Stabilization ESTABILIZAÇÃO DE SUB-BASE Processos E - Estabilización de la Sub-base F - Stabilisation de la Sous-base I - Sub-base Stabilization ESTABILIZAÇÃO DE UM SOLO Tratamento físico-químico ou mecânico de um solo com o objetivo de melhorar as suas propriedades geotécnicas, com vistas à sua E - Estabilización del Suelo F - Stabilisation d'un Sol I - Soil Stabilization ESTABILIZAÇÃO GRANULOMÉTRICA Estabilização de solo baseada em utilização de partículas de solo de granulometria definida, para obtenção de E - Estabilización Granulométrica F - Stabilisation Granulométrique I - Granulometric Stabilization ESTABILIZAÇÃO MECÂNICA Estabilização de um solo pela adição, em proporção adequada, de um ou mais solos que lhe conferirão os requisitos fundamentais desejados. (Sin.: Estabilização Granulométrica, E - Estabilización Mecánica F - Stabilisation Mécanique I - Mechanical Stabilization ESTABILIZAÇÃO POR ADIÇÃO Estabilização de um solo mediante a mistura com outro solo, material ou E - Estabilización por Adición F - Stabilisation por Addition I - Admixture Stabilization ESTABILIZAÇÃO POR MISTURA DE E - Estabilización por Mixtura F - Stabilisation par Mélange de Sols I - Soil Mixture Stabilization ESTABILIZAÇÃO QUÍMICA (DE SOLO) Estabilização de solo baseada na utilização de produtos E - Estabilización Quimica F - Stabilisation Chimique I - Chemical Soil Stabilization ESTACA 1) Peça estrutural alongada que se crava ou se funde no solo, para transmitir ao mesmo, carga de uma construção. 2) Marco que se crava no terreno, em trabalhos topográficos, para assinalar temporariamente um ponto da superfície. 3) Distância horizontal de 20 m, ao longo do eixo, que é o intervalo entre duas estacas topográficas designadas por números inteiros. 4) Ramo de certas plantas E - Estaca, Pilote F - Pieu I - Pile, Stake, Pole, Cutting ESTACA CARREGADA DE PONTA Uma estaca cravada em solo até encontrar uma camada impenetrável, resultando praticamente a transmissão à camada impermeável de toda carga recebida através da ponta da E - Estaca Cargada de Punta F - Pieu Chargée de Bout I - End-bearing Pile, Point-bearing Pile ESTACA DE AÇO Estaca constituída inteiramente de perfís de aço (em geral com perfil em H), às vezes usada para cravação muito profunda (~ 60 m) utilizando-se E - Pilote de Acero F - Pieu d'Acier I - Steel Pile ESTACA DE AREIA Coluna de areia compactada que ocupa o espaço antes ocupado por estaca de madeira ou aço (posteriormente retirada), e que contribui para tornar o E - Estaca de Arena F - Pieu de Sable I - Sand Pile ESTACA DE BRITA Coluna de brita compactada que ocupa o espaço antes ocupado por estaca de madeira ou aço (posteriormente retirada), e que contribui para tornar mais E - Estaca de Piedra Triturada F - Colonne Ballastée I - Granular Pile E - Estaca de Fundación F - Pieu de Fondation I - Foundation Pile ESTACA DE MADEIRA Estaca feita de tronco de árvore, longa e praticamente reta, que é de fácil manejo e dificilmente se quebra, funcionando após cravação com E - Pilote de Madera F - Pieu de Bois I - Timber Pile ESTACA DE PEDRA BRITADA Coluna de pedra compactada que ocupa o espaço antes ocupado por estaca de madeira ou tubo de aço, posteriormente retirada, e que contribui para tornar o terreno mais apto para suportar E - Estaca de Piedra Triturada F - Colonne Ballastée I - Granular Pile ESTACA DE TRAÇÃO Estaca que transfere um E - Pilote de Tracción F - Pieu à Traction I - Traction Pile ESTACA DE TUBO DE AÇO Estaca constituída por um tubo de aço cravado até à profundidade desejada no E - Pilote de Tubo de Acero F - Pieu en Tube d'Acier I - Steel-Tube Pile ESTACA FLUTUANTE Estaca que transmite a carga E - Estaca Flottante F - Pieu Flottant

ESTACA FRANKI ESTACIONAMENTO INTEGRADO

I - Friction Pile ESTACA FRANKI Estaca fundida no local, com bulbo em sua extremidade inferior, executada por uma empresa do E - Estaca Franki F - Pieu Franki I - Franki Pile E - Estaca Entera F - Piquet Entier I - Entire Stake ESTACA INTERMEDIÁRIA (TOPOGRAFIA) E - Estaca Intermédia F - Piquet Intermédiaire I - Intermediate Stake ESTACA METÁLICA Estaca constituída de peças E - Estaca Metálica F - Pieu Métallique I - Metallic Pile ESTACA MISTA Estaca de madeira destinada a ficar completamente e sempre submersa, prolongada E - Estaca Mixta F - Pieu Mixte I - Pile of Wood and Concrete ESTACA MOLDADA NO SOLO Estaca que se concreta dentro de molde enterrado por furação, ou cravado E - Estaca Moldeada en el Suelo F - Pieu Moulé dans le Sol I - Cast-in-Site Pile, Cast-in-Place Pile ESTACA PRÉ-MOLDADA Estaca de concreto armado confeccionada no canteiro da obra ou não, para cravação, após ter adquirido a resistência necessária para E - Estaca Premoldada F - Pieu Premoulée I - Precast Pile, Premolded Pile ESTACA PRENSADA Estaca cuja cravação se realiza E - Estaca Prensada F - Pieu Pressée I - Pressed Pile, Jacked Pile ESTACA TIPO ?MEGA? Estaca composta de elementos concretados em um canteiro (estaleiro), que se afundam no terreno por prensagem (macaco hidráulico), geralmente empregada para reforço de fundações. Ex.: E - Estaca Tipo Mega F - Pieu Type Mega I - Mega Type Pile ESTACA TOPOGRÁFICA Marco de madeira ou de outro material que serve para assinalar, temporiariamente, E - Estaca Topográfica F - Piquet Topographique I - Grade Stake, Stake ESTACA-PRANCHA Peça alongada, plana ou ondulada, perfilada ou não, de madeira, aço ou concreto armado, a qual articulada com outras do mesmo tipo e com eles engastada verticalmente no solo, compõe cortinas E - Tablestaca F - Pieu Planche I - Sheet-Pile ESTACA-TESTEMUNHA Pequena estaca numerada, em geral fazendo parte de um conjunto de estacas topográficas, que identifica ponto importante de um E - Estaca Testimonio F - Pieu Témoin I - Basic Stake ESTACADA 1) Área defendida por estacas dispostas uma ao lado da outra. 2) Feixe de estacas. V. Fila de E - Estacada F - Ensemble de Pieux I - Pilework ESTAÇÃO 1) Edificação dotada de instalação destinada a embarque e desembarque de passageiros e/ou de carga. 2) Local escolhido para determinada observação topográfica, E - Estación F - Station, Gare I - Station ESTAÇÃO RODOVIÁRIA Instalação aparelhada para atendimento total dos usuários da rodovia, através de veículos coletivos, compreendendo todas as operações necessárias, desde a venda de passagens até o embarque e E - Estación de Carretera F - Gare Routière I - Highway Station ESTAÇÃO TOPOGRÁFICA Ponto do terreno onde E - Estación Topografic F - Station (Topographique) I - Station (Topographic) ESTACARIA Conjunto de estacas que formam a base de E - Estacada F - Estacade, Pilotis I - Pile Conjunct ESTACAS (ELEMENTOS DE CONSTRUÇÃO) Elementos vinculados ao solo que, em alguns países, são classificados em estacas propriamente ditas (quando transmitem carga ao solo) e em estacas- prancha. V. Estaca. V. Estaca de Brita (ou de Pedra V. Estaca de Areia. V. Estaca de Madeira. V. Estaca de Estaca Moldada no Solo. V. Estaca-Prancha. V. Estaca Pré- E - Pilotes F - Pieux I - Piles ESTACIONAMENTO 1) Local destinado à imobilização de veículo que se desloca ao longo de uma via, por tempo superior ao necessário para embarque ou desembarque de passageiro ou carga. 2) Local destinado ao E - Estacionamiento, Parqueo (Col., Nic., Per.), Parada (Ecu., Ven.) F - Stationnement, Parking I - Parking ESTACIONAMENTO INTEGRADO E - Estacionamento Integrado

ESTACIONAMENTO PAGO ESTAQUEAMENTO

F - Stationnement Integré I - Integrated Parking ESTACIONAMENTO PAGO Estacionamento que E - Estacionamento Pagado F - Stationnement Payant I - Pay Parking ESTACIONAMENTO PROIBIDO Área de via E - Estacionamento Prohibido F - Stationnement Interdit I - No Parking ESTACIONAMENTO ROTATIVO Estacionamento em área especialmente reservada para tal, e que somente pode ser realizado mediante pagamento de E - Estacionamento Rotativo F - Stationnement Rotatif I - Rotative Parking ESTADIA 1) Prazo de permanência de um veículo em dado local, área ou região. 2) Prazo concedido para carga e descarga de um navio ou permanência do mesmo em um E - Estadia F - Staire (Délai) I - Stay ESTÁDIA Instrumento topográfico constituído de um telescópio com linhas horizontais paralelas, utilizado com E - Estadia, Taquímetro F - Stadia I - Stadia ESTADIA MÉDIA Prazo médio de permanência em E - Estadia Media F - Temps Moyen de Permanence au Terminal I - Average Permanence (Time) ESTADIA NO TERMINAL Estadia de um veículo E - Estadia en el Terminal F - Temps de Permanence au Terminal I - Permanence at the Terminal ESTADO AMOLGADO DE SOLO Estado em que se acha uma amostra de solo após condicionamento especial E - Estado Abollado de Suelo F - État de Froissement de Sols I - Squashed Soil State ESTADO ATUAL DO CONHECIMENTO Estado de conhecimento tecnológico e científico mais avançado disponível para uma área de operação no presente E - Estado Actual de Conhecimiento F - État Actuel de Connaissance I - State of the Art ESTADO DA ARTE Estágio de desenvolvimento da capacidade técnica da nação, em um momento dado, no que se refere a um produto, processo ou serviço, baseado na ciência, técnica e experimentação. V. Estado Atual de E - Estado de la Técnica, Estado del Arte F - État de la Technique, État de l'Art I - State of the Art ESTADO LIMITE DE DEFORMAÇÃO EXCESSIVA Estado de uma peça de concreto armado em que as deformações ultrapassam os limites aceitáveis E - Condición de Deformación Excesiva F - Condition de Déformation Excessive I - Condition of Excessive Deformation ESTADO LIMITE DE FISSURAÇÃO INACEITÁVEL Estado de uma peça estrutural de concreto armado em que as fissuras se apresentam com E - Condición de Fisuración Excesiva F - Condition de Fissuration Excessive I - Condition of Excessive Cracking ESTADO LIMITE DE FORMAÇÃO DE FISSURAS Estado de uma peça estrutural de concreto armado em que se inicia a formação de fissuras ou em que a ocorrência dessas fissuras tem probabilidade muito E - Condición de Formación de Fisuras F - Condition de Formation de Fissures I - Condition (Limit) of Cracking ESTADO LIMITE ÚLTIMO (DE RUÍNA) DE UMA ESTRUTURA Estado de uma estrutura de concreto armado que corresponde a ruína por ruptura, E - Ultimo Estado de Ruina de una Estructura F - Dernier État Limite d'une Structure I - Condition of Ultimate Resistance ESTÁGIO DA TECNOLOGIA Estágio de conhecimento técnico-científico que preside efetivamente em um momento em uma região (ou local ou indústria), determinada atividade. Ex.: Uso de biblioteca para obtenção de informações técnico-científicas. Ex.: Uso de radar para E - Estado de la Tecnología F - Mise en Point I - State of the Art ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO 1) Estado que caracteriza, no momento da observação, o grau de desenvolvimento da produção, operação, etc. de um sistema, subsistema ou componente. 2) Estado de uma capacidade técnica, em um dado momento, no que se relaciona com o produto, processo ou serviço, baseado em E - Estágio de Desenvolvimento F - Étage de Dévelopment I - Development Stage ESTAIS Cabos inclinados, ancorados em torres, utilizados em pontes estaiadas. (Sin.: Pendurais de E - Estays F - Étais I - Stays ESTANDARDIZAÇÃO Estabelecimento, com base em consenso, de critérios, terminologias, procedimentos, E - Estandardización F - Reduction des Variéteés I - Standardization ESTAQUEAMENTO Colocação de estacas, piquetes ou marcas regularmente espaçadas no terreno, a fim de E - Piquetaje F - Piquetage I - Setting Out

ESTATÍSTICA DE TRÂNSITO ESTRADA CORRUGADA

ESTATÍSTICA DE TRÂNSITO Obtenção de E - Censo de Tránsito, Censo del Tránsito, Estadística de Tránsito (Bol., Pan.), Conteo de Tránsito (Cos., Nic., Per., Ecu), Aforo de Tránsito (Méx., R. D.) F - Recensement du Trafic I - Traffic Survey ESTEIRA Uma das duas cadeias rolantes movidas por engrenagens, utilizada em certos tratores, buldôzers e angledôzers, no lugar de rodas, para permitir movimento E - Oruga F - Chenille I - Crawler ESTEIRA ROLANTE Correia sem fim, utilizada para transportar materiais em transportadora de correia, de E - Banda Transportadora F - Bande Sauterelle I - Conveyor Belt ESTEIRA TRANSPORTADORA Equipamento munido de esteira própria para transporte de materiais, E - Banda Transportadora F - Courroie Transporteuse I - Conveyor (Belt) E - Rueda de Reserva F - Roue de Réserve I - Stepney ESTEREOSCOPIA Processo pelo qual se obtém o relevo de uma região, com a utilização de instrumentos óticos que reproduzem a imagem por superposição de duas E - Estereoscopia F - Stéréoscopie I - Stereoscopy E - Estéril F - Stérile I - Overburden ESTIMATIVA DE CUSTO Avaliação do custo da E - Estimación F - Devis Estimatif I - Rough Cost Estimate ESTIMATIVA DE TRÁFEGO V. Previsão de E - Previsión de Tránsito, Previsión de Trafico F - Prévision du Trafic, Prévision de la Circulation I - Traffic Prevision, Traffic Prognosis ESTIMATIVA DE TRÂNSITO Método de estudos econômicos de avaliação dos volumes de trânsito, fundamentalmente baseado em quatro etapas: a) geração do tráfego; b) alternativas interzonais do tráfego; c) opções modais; d) destinação modal do tráfego interzonal. (Sin.: E - Estimación del Tránsito F - Estimation du Trafic I - Traffic Estimate, Traffic Estimation ESTOURO Arqueamento para cima, produzido por expansão térmica, no local de junta transversal de duas E - Detonación, Explosión, Rompimiento (Junta) F - Éclatement (Joint) I - Risen Joint ESTOURO (PNEU) Ruptura de pneu acompanhada E - Detonación (Neum.), Reventón (Neum.) F - Éclatement (Pneu) I - Explosion (Tyre) 2) Via de trânsito, em geral em zona não urbana, destinada a veículos rodoviários, animais e pessoas e que não tem as características de estrada de rodagem (rodovia), nem de auto-estradas. V. Estrada de Rodagem e V. Auto-estrada. 3) Termo genérico para designar via terrestre, inclusive estrada E - Camino, Vereda, Senda (Nic.), Vereda (R. D.) F - Chemin, Route I - Road ESTRADA AGRÍCOLA Estrada que atende E - Carretera Agrícola F - Route pour Agriculture I - Agricultural Road, Farm Market Road ESTRADA ALTERNATIVA Estrada que serve para E - Estrada Alternativa F - Route Alternative I - Alternative Road E - Autopista, Supercarretera, Autorruta (Nic.) F - Autoroute I - Free-way ESTRADA CARROÇÁVEL Via de trânsito precário, que permite a eventual passagem de veículos em E - Camino Natural, Brecha (Méx.), Trocha, Trillo (Pan.), Trocha (Cos., Ecu.) F - Chemin Naturel, Route Carrossable non Pavée I - Primitive Road ESTRADA COLETORA (LOCAL) Estrada que permite a ligação de ruas residenciais a rodovias E - Carretera Colectora F - Route Collectrice I - Local Distributor Road ESTRADA COM COSTELAS V. Estrada E - Lomo de Burro F - Dos d'Âne I - Bumped Road ESTRADA COM PEDÁGIO Estrada cuja utilização E - Carretera con Peaje F - Route a Peage I - Toll Road ESTRADA COM PRIORIDADE Estrada, ou trecho de estrada, cujo tráfego tem prioridade de passagem E - Ruta con Prioridad F - Route à Grande Circulation I - Major Road ESTRADA CORRUGADA Estrada cuja superfície apresenta rugosidades, com saliências e depressões E - Lomo de Burro F - Dos d'Âne I - Bumped Road

ESTRADA DE ACESSO ESTRADA NÃO PAVIMENTADA

ESTRADA PARA VEÍCULOS MOTORIZADOS ESTRUTURA (DE ROCHAS)

ESTRADA PARA VEÍCULOS MOTORIZADOS Estrada que somente pode ser E - Carretera para Vehículos Motorizados F - Autoroute I - Motorway ESTRADA PERMANENTE Rodovia cujas E - Camino de Tránsito Permanente F - Route Utilisable par Tous les Temps I - All-weather Road ESTRADA PIONEIRA Rodovia que penetra em região ainda não economicamente explorada.(Sin.: Rodovia E - Camino de Penetración F - Route de Pénétration I - Pioneer Road ESTRADA POUCO TRAFEGADA Auto- E - Carretera de Poco Uso F - Route à Faible Circulation, Route à Trafic Moderé I - Low Traffic Road ESTRADA PRINCIPAL Estrada que acusa grande circulação de veículos, em geral transporte a longa E - Carretera Principal F - Route a Grande Circulation, Route Principale I - Main Road ESTRADA REBAIXADA Trecho de rodovia em nível mais baixo que suas cercanias. V. Estrada em Vala e E - Zanjon (Per.) F - Route en Tranchée I - Sunken Road ESTRADA RURAL Estrada que se destina principalmente a dar acesso a propriedades rurais e para fins E - Camino Rural F - Chemin Rural I - Farm Road, Feeder Road ESTRADA SECUNDÁRIA Estrada de importância E - Camino Secundario F - Route Secondaire I - Secondary Road ESTRADA SOBRE DIQUE Estrada cujo aterro E - Carretera sobre Diques F - Route sur Digues, Route sur Quais I - Causeway ESTRADA TURÍSTICA Estrada cuja finalidade principal é servir ao turismo, proporcionando acesso a pontos pitorescos ou dos quais se descortinam belas E - Carretera Turística F - Route Touristique I - Touristic Road ESTRADA URBANA Estrada que atende à área E - Carretera Urbana F - Route Urbaine I - Urban Road E - Camino Vicinal F - Chemin Vicinal I - Farm Road, Parish Road ESTRADA-TRONCO Via importante por seu tráfego destinado a ligações de relativamente longa distância, de centros populacionais ou zonas afastadas, limitados ao E - Carretera Troncal F - Artère Principale I - Arterial Highway, Primary Distributor Road ESTRADO Peça que serve de base a mercadorias constituído de tabuleiro de madeira, metal, papelão, plástico ou outro material, com forma adequada para ser usada por empilhadeira ou guindaste, que permite superposição segura e movimentação fácil de mercadorias em armazéns, portos, E - Tablero F - Tablier I - Pallet ESTRADO (DE PONTE) V. Tabuleiro E - Tablero de Puente F - Strade de Pont, Plancher de Pont I - Deck of a Bridge ESTRATIFICAÇÃO 1) Arranjo ou disposição de rochas sedimentares, ou solos em camadas ou estados, configurando um aspecto estrutural característico desses materiais, disposto em ordem cronológica. A alternância de camadas é evidenciada por mudanças na coloração, granulometria, ou composição química ou mineralógica do sedimento. 2) Processo de classificação de dados em E - Estratificación F - Stratification I - Stratification, Stratum, Bedding ESTRIAS Defeitos que podem ocorrer no caso de tratamento superficial, que consistem em falhas E - Estrías F - Cannelures I - Groovings ESTRIBO 1) Tipo de armadura de aço que se utiliza em elementos estruturais para fins específicos, entre os quais o de fixar armaduras sujeitas a compressão e/ou flexão, mantendo seu espaçamento e, por vezes, evitando sua flambagem. 2) Degrau ou plataforma para firmar o pé, E - Estribo F - Étrier I - Stirrup, Side-step ESTRONCA Peça de madeira com que se escora E - Sostén Apoyo F - Étançon, Accore I - Support ESTRUTURA 1) Conjunto das partes de uma construção que se destinam a resistir às cargas atuantes na mesma e transmití-las ao terreno de fundação ou meio de suporte. Ex.: Estrutura de uma ponte e estrutura de um dique flutuante. 2) Disposição das parte de um todo e inter- E - Estructura F - Structure I - Structure, Fabric ESTRUTURA (DE ROCHAS) Feições maiores adquiridas pelas rochas após a sua formação, tais sejam, as E - Structura (de Rocas) F - Structure de Roche I - (Rock) Structure

ESTRUTURA (ENGENHARIA) ESTRUTURA XISTOSA

E - Estructura (Ingeniería) F - Structure I - Structure (Engineering) ESTRUTURA (FÍSICO-QUÍMICA) Sistema de pontos, considerados os centros de gravidade das partículas materiais, dispostos de maneira que constituem um E - Estructura (Físico-Química) F - Structure (Physicochemique) I - Structure (Physicochemmical) ESTRUTURA (GEOMORFOLÓGICA) Termo que se refere à maneira particular pela qual as diferentes E - Estructura (Geomorfológica) F - Structure (Geomorphologique) I - Structure (Geomorphological) ESTRUTURA ALVEOLAR Estrutura de um solo de granulação fina em que cada grão está apenas em contato com poucos grãos vizinhos, e cuja estabilidade é garantida pelo fato de as forças de adesão ou de atração intermoleculares predominarem sobre a da gravidade; o índice de vazios de um solo alveolar é maior que o índice de E - Estructura Alveolar F - Structure en Nid d'Abeilles (d'un Sol) I - Honeycombed Structure (of Soil) ESTRUTURA DE AÇO Estrutura executada E - Structura de Acero F - Structure en Acier I - Steel Structure ESTRUTURA DE CONCRETO Estrutura executada predominantemente em concreto. Ex.: Barragem E - Estructura de Concreto F - Structure en Béton I - Concrete Structure ESTRUTURA DE CONCRETO ARMADO Estrutura executada predominantemente em concreto E - Estructura de Concreto Armado F - Structure en Béton Armé I - Reinforced Concrete Structure ESTRUTURA DE CONCRETO PROTENDIDO Estrutura executada E - Estructura de Concreto Protensado F - Structure en Béton Précontrait I - Prestressed Concrete Structure ESTRUTURA DE CUSTO Demonstração de custos concernentes ao serviço e operações executadas ou previstas E - Estructura de Costos F - Structure de Prix I - Cost Structure ESTRUTURA DE UM SOLO 1) Configuração geométrica e estado de agregação resultante das forças interativas, que as partículas assumem numa massa de solos. 2) Arranjo ou disposição das partículas constituintes E - Estructura de Solo F - Structure du Sol I - Soil Structure ESTRUTURA EM BALANÇO Elemento estrutural que tem uma de suas extremidades engastada e outra E - Estructura en Cantilever, Estructura Valadiza F - Cantilever I - Cantilever ESTRUTURA EM TRELIÇA Estrutura cuja forma básica é a de treliça, isto é, que tem seus elementos E - Estructura Reticulada F - Structure en Treillis I - Truss ESTRUTURA ESPECIAL DE TRANSPORTE Tipo de sistema de transporte em operação, ou destinado a operação no caso de transporte de carga especial, ou E - Patrones de Transporte, Estructura Especial de Transporte F - Structure Speciale de Transport I - Pattern of Transport ESTRUTURA FLOCULANTE DE UM SOLO Estrutura de um solo constituída por flocos de partículas agrupadas e mantidas em contato por forças de atração intermoleculares; esse tipo de estrutura pode ser formado por sedimentação em meio aquoso com presença de eletrolito e o grau de floculação depende do tipo e da E - Estructura Floculante de un Suelo F - Structure Floconneuse (d'un Sol) I - Floculent Structure (of Soil) ESTRUTURA HIPERESTÁTICA Estrutura cujas solicitação não podem ser calculadas com o auxílio apenas das leis de estática. (Sin.: Estrutura Estaticamente E - Estructura Hiperestatica F - Structure Hyperstatique I - Hyperstatic Structure ESTRUTURA ISOSTÁTICA Estruturas cujas solicitações podem ser calculadas com o auxílio apenas das E - Estructura Isostatica F - Structure Isostatique I - Isostatic Structure ESTRUTURA METÁLICA Conjunto de elementos E - Estructura Metálica F - Structure Métallique I - Metallic Structure ESTRUTURA RÍGIDA Estrutura que tem deformação insignificante quando sujeita a cargas. Ex.: E - Estructura Rígida F - Structure Rigide I - Rigid Structure ESTRUTURA TUBULAR Estrutura cujos E - Estructura Tubular F - Structure Tubulaire I - Tubular Structure ESTRUTURA XISTOSA Estrutura própria das rochas metamórficas, caracterizada pela orientação mais ou menos paralela dos componentes minerais, principalmente lamelares (mica, clorita) e prismáticos (anfibólio). Em geral,

ESTUDO ANTES-E-DEPOIS EXAME DIRETO DO SUBSOLO

também, outros minerais (quartzo, feldspato) tendem a orientar-se. Tal disposição orientada facilita a divisibilidade ou foliação da rocha segundo planos paralelos ou sub- E - Estructura Esquistosa F - Texture Schisteuse I - Schistous Structure ESTUDO ANTES-E-DEPOIS Avaliação da variação de condições relativas a duas épocas, a saber imediatamente antes e imediatamente depois da implantação de um projeto (remanejamento de trânsito, E - Estudio Antes y Después F - Etude Avant-Aprés I - Before and After Study ESTUDO DE ALTERNATIVAS Uma das fases da elaboração de projetos, que consiste na análise de diversos E - Estudio de Alternativas F - Étude d'Alternatives I - Study of Alternatives ESTUDO DE BENEFÍCIO-CUSTO (B/C) Estudo que ajuda a tomada de decisão entre várias alternativas, comparando os respectivos benefícios (B) e correspondentes custos (C), indicando a solução mais conveniente, que é a maior relação B/C, entre as alternativas E - Estudio de Beneficio-Costo F - Étude Côut-Bénéfice I - Cost-Benefit Study ESTUDO DE CUSTO-EFICIÊNCIA (C/E) Estudo complementar ao estudo B/C que serve para orientar a seleção de alternativas, quando as mesmas têm resultados muito próximos, sendo que a eficiência se mede pelos níveis E - Estudio de Costo-Eficiencia F - Étude Côut-Efficacité I - Cost-Efficiency Study ESTUDO DE MÉTODOS Análise de métodos em uso, das probabilidades de seu aperfeiçoamento, geralmente E - Estudio de Métodos F - Étude des Méthodes I - Methods Study ESTUDO DE ORIGEM E DESTINO (O & D) Estudo que abrange a verificação do início e fim das viagens dos veículos e passageiros, incluindo aquelas que atravessem a linha de contorno da área estudada, como as que partem ou findam numa zona determinada, dentro da E - Estudio de Origem-y-Destino F - Étude d'Origine-Destination I - Origin-Destination Study (O & D) ESTUDO DE PRÉ-VIABILIDADE Estudo inicial relativo à viabilidade de um projeto ou empreendimento, para verificar a conveniência de um investimento em estudo E - Estudio de Prefactibilidad F - Étude de Préviabilité I - Prefeasibility Study ESTUDO DE TRÁFEGO Estudo aplicado ao E - Estudio de Trafico F - Étude de la Circulation I - Traffic Study ESTUDO DE TRÂNSITO Estudo aplicado ao E - Estudio de Tránsito F - Étude de Transit I - Transit Study ESTUDO DE VIABILIDADE Análise das partes integrantes do projeto, com o fim de prever as maiores ou menores dificuldades e vantagens de realização de uma atividade, no que se refere às condições técnicas, E - Estudio de Viabilidad F - Étude de Viabilité I - Viability Survey, Feasibility Study ESTUDO DO IMPACTO Estudo das conseqüências da implantação de uma rodovia ou de um sistema de transportes, por exemplo. Ex.: Estudo do impacto E - Estudio del Impacto, Estudio del Choque F - Étude d'Impact I - Impact Study, Follow-up Study ESTUDO ECONÔMICO Levantamento e análise segundo critério e métodos definidos, de elementos de custos e rentabilidade de determinada obra ou serviço ou E - Estudio Económico F - Étude Économique I - Economic Analysis ESTUDO EXTERNO Parte de um estudo de O & D, decorrente da entrevista dos condutores em pontos escolhidos da via, de modo a caracterizar as viagens externas, de certa zona ou região, inclusive aquelas que entram na referida área. V. Estudo de Origem e Destino (O E - Estudio Externo F - Étude Extérieur I - External Study ESTUDO GLOBAL DE TRANSPORTE Estudo da função transporte sob aspectos diversos como, por exemplo, geração, distribuição e modos em relação aos tipos E - Estudio Global del Transporte F - Étude Global de Transport I - Global Transportation Survey ESTUDO PRÉVIO Conjunto dos estudos necessários à apreciação das condições de conveniência e viabilidade de uma atividade dos pontos de vista técnico, econômico ou outros e conduzentes à definição e justificação das E - Estudio Previo F - Avant-Projet Sommaire I - Previous Design ESTUDO TOPOGRÁFICO Estudo de uma porção de terreno abrangendo todos os acidentes e objetos que se E - Estudio Topográfico F - Étude Topographique I - Topographical Study, Topographical Survey ESTUFA Equipamento destinado a secar materiais e/ou E - Horno de Secado F - Étuve I - Drying Oven EXAME DIRETO DO SUBSOLO Procedimento que consiste na abertura de cava, poço ou galeria, e que permite a retirada de amostras indeformadas e a realização Amostra Indeformada.

EXPANSÃO (SOLO) EXTREMOS DE VIAGEM

E - Reconocimiento Directo del Suelo, Exame Directo del Suelo F - Examen Directe du Sol I - Direct Soil Examination EXPANSÃO (SOLO) Aumento de volume aparente de um solo em função de variação de umidade ou E - Expansión (Suelo) F - Gonflement (Sol), Dilatance, Soulevement I - Swelling (Soil), Dilatancy Heaving EXPANSIBILIDADE (DE SOLOS E ROCHAS) Propriedade que apresentam certos solos e rochas de aumentarem de volume quando em contato com a E - Expansiblidad de Suelo F - Expansibilité du Sol I - Soil Expansibility EXPLORAÇÃO Fase preliminar do projeto definitivo de uma estrada, que consiste no levantamento topográfico, detalhado e preciso, de uma faixa de terreno orientada conforme os estudos prévios do reconhecimento ou anteprojeto e onde deverá ser lançada a diretriz definitiva da E - Levantamiento Topográfico F - Levée du Térrain I - Surveying EXPLOSÃO EM MASSA (DE CARGA PERIGOSA) Aquela que afeta virtualmente toda a carga E - Explosión en Massa F - Explosion en Masse I - Mass Explosion E - Explosivo F - Explosif I - Explosive, Powder E - Carretera Expresa F - Route Express I - Express Way EXSUDAÇÃO Segregação em forma de gotas de líquido contido em um material, que se deposita na superfície deste. V. Exsudação Betuminosa E - Exsudación F - Exsudation I - Bleeding EXSUDAÇÃO BETUMINOSA 1) Surgimento, de ligante betuminoso, na superfície do pavimento. 2) Defeito de superfície de pavimento flexível ou semi-rígido, constituído por excesso de ligante betuminoso, localizado em forma mais escura na pista de rolamento, objeto de consideração quando da avaliação da superfície de E - Exsudación, Resumado (Per.), Exsudación Betuminosa F - Ressuage I - Bituminous Bleeding, Bleeding EXTENSÃO DE ENTRELAÇAMENTO Distância na qual se interferem em uma interseção, em um entroncamento ou bifurcação de vias, as correntes de E - Zona de Entrelazamiento (Area de Entrelazamiento), Zona de Entrecruzamiento (Méx.), Tramo de Superposición (Per.) F - Distance, d'Entrecroisement I - Weaving Distance EXTENSÃO DE LINHA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Distância percorrida ao E - Extensión de una Línea de Transporte F - Longueur d'une Ligne de Transport I - Length of a Transport Line, Line Length EXTENSÔMETRO Instrumento para medir deformações em corpos sujeitos a solicitação (por exemplo E - Extensómetro F - Extensomètre I - Extensometer, Strainometer EXTRAÇÃO DE ESTACA 1) Retirada de estaca do solo no qual fora cravada, com vistas à substituição da fundação. 2) Retirada da estaca do solo no qual foi cravada E - Extracción (Estaca) F - Arrachage (Pieu) I - Pile Extraction EXTRAÇÃO HIDRÁULICA Escavação com uso de E - Excavación Hidráulica F - Excavation Hydraulique I - Hydraulicking, Hydraulic Excavation, Hydraulic Extraction, Hydroextraction EXTREMOS DE VIAGEM Origem ou destino de E - Pontas de Viage F - Extrêmes de Voyage I - Trip Ends

FÁBRICA DE EQUIPAMENTO DE TRANSPORTE FAIXA DE ACELERAÇÃO

F FÁBRICA DE EQUIPAMENTO DE TRANSPORTE Fábrica que produz equipamentos utilizados no transporte ou na carga e descarga. Ex.: Fábrica E - Fábrica de Equipos de Transporte F - Fabrique d'Équipement de Transport I - Transport Equipment Factory, Transport Equipment Plant FÁBRICA DE PEÇAS Fábrica na qual se produzem E - Fábrica de Piezas F - Fabrique des Pièces I - Factory for Parts FÁBRICA DE VEÍCULO RODOVIÁRIO E - Fábrica de Vehiculos Automotores F - Fabrique d'Automobiles I - Road Vehicle Factory, Road Vehicle Plant FABRICAÇÃO DE AUTOPEÇAS Fabricação de componentes e acessórios para automóveis, caminhões e E - Fabricación de Repuestos de Automotores F - Fabrication des Pièces d'Automobile I - Motocar Parts Manufacturing FABRICAÇÃO DE COMPONENTES E - Fabricación de Componentes F - Fabrication de Composants I - Component Manufacturing FABRICAÇÃO DE PEÇAS Fabricação de peças de E - Fabricación de Piezas F - Fabrication des Pièces I - Component Manufacturing FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS Montagem de veículos rodoviários E - Fabricación de Vehiculos Automotores F - Fabrication de Vehicules Routières I - Road Vehicle Manufacturing FABRICANTE Pessoa que dirige a fabricação de um E - Fabricante F - Fabricant, Producteur I - Producer FABRICANTE DE EQUIPAMENTO MÁQUINAS E INSTALAÇÕES Empresa que produz equipamentos e/ou máquinas e/ou instalações em E - Fabricante de Equipos, Machinas y Instalacións F - Fabricant d'Equipement, Machines et Instalations I - Equipment Manufacturer FACILITAÇÃO DO TRANSPORTE Coordenação, racionalização, simplificação ou suspensão de procedimentos administrativos em organismos de governo ou não, com vistas a remover, na medida do possível, E - Facilitation del Transporte F - Action de Rendre Facile le Transport I - Transport Facilitation FADIGA 1) Redução gradual da resistência de um material face às solicitações repetidas. 2) Condição que os materiais apresentam de tendência à ruptura, na qual o efeito repetido de carga ou de vibrações provoca uma E - Fatiga F - Fatigue I - Fatigue FADIGA DE PAVIMENTO Deterioração de um E - Fatiga del Firme, Fatiga del Pavimento (Méx.), Fatiga del Afirmado (Col., Nic., Per.) F - Fatigue de Chaussée I - Pavement Fatigue FAIXA ADICIONAL Faixa acrescida a uma pista ou via, destinada a melhorar o seu nível de serviço e utilizada E - Vía Adicional F - Voie Additionale I - Additional Lane FAIXA ADICIONAL DE SUBIDA Faixa auxiliar destinada ao trânsito de veículos pesados nas rampas E - Vía de Subida Lenta, Calzada de Subida Lenta, Carril de Subida Lenta (Bo., Pan.), Carril Auxiliar de Ascenso (Méx.), Rampa de Camiones (Nic., Per.) F - Voie pour les Poids Lourds I - Truck Climbing Lane FAIXA AUXILIAR DE TRÂNSITO Alargamento da plataforma da rodovia, adjacente à pista de rolamento, que se utiliza para efetuar mudanças de velocidade ou ultrapassagens, proporcionando um trânsito sem E - Canal Auxiliar (Carril Auxiliar), Pista Auxiliar, Vía Auxiliar (Chi., Per.), Carril de Desahogo (Pan.) F - Voie Auxiliaire I - Auxiliary Lane FAIXA PARA VEÍCULOS COM ALTA TAXA DE OCUPAÇÃO Uma faixa de um freeway para o uso exclusivo de veículos com mais do que um número pré- determinado de ocupantes, como ônibus, taxis e automóveis E - Vía para Vehículos com Alta Taxa de Ocupación F - Voie pour Véhicules avec Haut Taux d'Ocupation I - High-Ocupance FAIXA DA DIREITA Faixa de extrema direita de uma via com sentido de trânsito igual ao resto do fluxo da via, utilizável especialmente para veículos pesados e E - Vía de Derecha, Primera Vía F - Voie à Droite, Première Voie I - Right Lane, First Lane FAIXA DA ESQUERDA 1) Em uma via de uma pista e dois sentidos, a faixa situada à esquerda da linha central, utilizada para manobra de ultrapassagem ou normalmente para utilização pelo trânsito em direção oposta. 2) Em uma via de pistas múltiplas, a faixa da extrema esquerda das faixas utilizadas no mesmo sentido, destinada a manobras de ultrapassagem ou para veículos E - Vía Izquierda F - Voie à Gauche I - Left Lane FAIXA DE ACELERAÇÃO Faixa auxiliar, nas zonas de entroncamento, dotada de comprimento suficiente,

FAIXA DE ALERTA FAIXA DE ULTRAPASSAGEM

permitindo que os veículos adquiram a velocidade conveniente para se incorporarem na corrente de tráfego E - Canal de Aceleración, Pista de Aceleración, Vía de Aceleración (Chi.) F - Voie d'Accélération I - Acceleration Lane FAIXA DE ALERTA Faixa lateral, externa, da pista de rolamento, constituída de blocos de concreto ou de outros materiais, com juntas parcialmente abertas, para produzirem vibrações e conseqüentemente, ruídos com E - Barres Preventivas F - Bande Bruissante I - Rumble Strip FAIXA DE CONVERSÃO Faixa devidamente sinalizada que se destina a acomodar movimentos para permitir retorno. V. Faixa de Conversão à Direita e V. Faixa E - Banda de Conversión F - Voie de Présélection, Bande de Conversion I - Turning Lane FAIXA DE/PARA CONVERSÃO À DIREITA Faixa de mudança de velocidade, adjacente ou incluída na via principal, e que permite aos veículos a manobra de E - Canal de Giro a la Derecha F - Voie Tourne-à-Droite I - Right-Turn Lane FAIXA DE/PARA CONVERSÃO À ESQUERDA Faixa de mudança de velocidade, inclusive dentro da ilha, que permite aos veículos manobrar para virar E - Carril de Vuelta Izquierda (Méx.), Carril de Giro a la Izquierda, Vía de Giro a la Izquierda (Pan.) F - Voie Tourne-à-Gauche I - Left Turn Lane FAIXA DE DESACELERAÇÃO Faixa auxiliar destinada à redução de velocidade dos veículos que desejam abandonar o trânsito direto. (Sin.: Via de Desaceleração ou E - Canal de Retardación, Carril de Retardación, Carril de Desaceleración (Col., Méx.), Vía de Desaceleración, Pista de Desaceleración (Chi.), Carril de Desaceleración, Vía de Desaceleración (Pan.) F - Voie de Ralentissement, Voie de Décéleration I - Deceleration Lane FAIXA DE DOMÍNIO Base física sobre a qual assenta uma rodovia, constituída pelas pistas de rolamento, canteiros, obras-de-arte, acostamentos, sinalização e faixa lateral de segurança, até o alinhamento das cercas que separam a estrada dos imóveis marginais ou da faixa do E - Derecho de Vía, Faja de Camiño (Arg.), Zona de la Vía (Col.), Faja de Expropiación (Chi.), Zona de Derecho de Vía (Equ.), Servidumbre (Pan.), Zona de Servidumbre (Per.), Faja de Uso Público (Uru.) F - Emprise I - Right-of-Way (U.S.A., Australia), Total Land Requirement FAIXA DE EMERGÊNCIA Parte da rodovia, contígua à pista de rolamento, destinada ao suporte lateral do pavimento e proteção aos efeitos da erosão e, eventualmente, em caso de emergência, parada ou trânsito E - Banda de Emergencia F - Bande d'Arrêt d'Urgence, Bande de Sécurité I - Emergency Lane, Emergency Stopping Lane, Hard Shoulder FAIXA DE ESPERA Faixa lateral de rodovia destinada especialmente para permitir saída do fluxo de trânsito e paralização de veículos por curto período de E - Banda de Espera F - Bande d'Arrêt, Baie d'Arrêt (Suiça) I - Lay-by FAIXA DE ESTACIONAMENTO Parte da faixa lateral de segurança, destinada ao estacionamento regular de E - Canal de Estacionamiento, Carril de Estacionamiento, Pista de Estacionamiento, Vía de Estacionamiento (Chi.), Carril de Parqueo (Nic., Per., Cos.) F - Voie de Stationnement, Voie d'Attente I - Parking Lane FAIXA DE MONTANHA (PARA CAMINHÕES) V. Faixa Adicional de Subida. (Sin.: E - Vía Suplementar en Rampa F - Voie Supplémentaire en Rampe I - Climbing Lane (Additional), Slow-Lane FAIXA DE MUDANÇA DE VELOCIDADE Faixa auxiliar, em zonas de entroncamento, destinada à E - Canal de Cambio de Velocidad, Carril de Cambio de Velocidad, Pista de Cambio de Velocidad, Vía de Cambio de Velocidad (Chic., Per.), Carril de Cambio de Velocidad, Vía de Cambio de Velocidad (Pan.) F - Voie de Variation de Vitesse I - Speed-Change Lane FAIXA DE PEDESTRES Zona de uma via, devidamente sinalizada, destinada à passagem de pedestres, e cuja prioridade de passagem dos mesmos, em relação aos E - Paso de Peatones F - Passage pour Piétons I - Pedestrian Crossing, Pedestrian Crosswalk FAIXA DE PROGRESSÃO Largura da faixa de um diagrama tempo-espaço, medida em tempo, durante a qual um pelotão de veículos se movimenta a uma velocidade pré- E - Banda de Paso F - Bande de Passage I - Through Band (Lane) E - Carril de Tránsito F - Voie de Circulation I - Traffic Lane FAIXA DE TRÂNSITO Parte de pista de rolamento cuja largura permite, com segurança, a circulação de E - Canal, Canal de Tránsito, Trocha (Arg., Per.), Banda (Nic.), Senda (Uru.), Carril (Col., Ecu., Nic.), Pista, Vía (Chi.), Vía de Trânsito, Carril de Trânsito (Pan), Calzada de Tránsito (Per.) F - Voie de Circulation, Couloir de Circulation I - Traffic Lane FAIXA DE ULTRAPASSAGEM Faixa disposta E - Canal de Adelanto, Carril de Adelanto, Carril de Paso, Carril de Adelantamiento (Bol.), Pista de Adelanto, Vía de Adelanto (Chi.), Carril de Rebase (Equ., Méx., Nic.), Carril para Pasar (Pan.), Canal de Adelantamiento (Ven.)

FAIXA DE VÔO FALHA DE CONCRETAGEM

FALHA ESTRUTURAL DE PAVIMENTO FATOR DE CARGA

FALHA ESTRUTURAL DE PAVIMENTO Condição de um pavimento caracterizada pelo fato de não ter mais capacidade de suportar cargas, por ter havido ruptura de um ou mais de seus componentes. V. Falha E - Falla Estructural del Pavimento, Falla Estructural del Firme F - Défaut Structural I - Pavement Structural Failure FALHA FUNCIONAL DE PAVIMENTO Condição de um pavimento caracterizado pelo fato de não oferecer mais o desempenho previsto, resultando E - Falla Funcional (Pavimento) F - Défaut Fonctionelle I - Pavement Functional Failure FALHA NA SUPERFÍCIE Depressão, ranhura ou E - Falla Superficial F - Défaut Superficiel I - Recess FALSA TRINCHEIRA Técnica que pode ser utilizada para reduzir as pressões sobre bueiros no caso de aterros altos, através do arqueamento provocado pelo preenchimento parcial de uma vala escavada no aterro realizado sobre o bueiro, de largura igual à do bueiro, com E - Falsa Trinchera F - Faux Tranchée, Tranchée Couverte, Tranchée Drainante I - Cut and Cover, Cut-off Drain FAROL Equipamento obrigatório em veículo destinado a, quando necessário, iluminar a pista ou veículo que se acha à E - Farol F - Phare I - Headlamp, Headlight FAROL AUXILIAR Equipamento não obrigatório em veículo rodoviário destinado a iluminação em condições E - Farol Auxiliar F - Phare Auxiliare I - Spotlight FAROL BAIXO Farol normal, aplicado em posição baixa em relação à pista, para permitir o cruzamento seguro E - Farol Bajo F - Feux de Croisement I - Dipped Headlight FAROL DE MILHA Equipamento não obrigatório em E - Farol de Longa Distancia F - Phare de Long Distance I - Long Distance Headlight (White), Long Distance Headlamp FAROL DE NEBLINA Equipamento não obrigatório em veículo rodoviário destinado a iluminação no caso de E - Farol de Neblina F - Phare Anti-Brouillard I - Fog Lamp. Fog Headlight FAROL DIANTEIRO DE LUZ AMARELA E - Farol Delantero de Luz Amarilla F - Phare Antérieur de Lumière Jaune I - Yellow Headlight, Fog Lamp, Fog Headlight E - Farol Delantero de Luz Blanca F - Phare Antérieur de Lumière Blanche I - White Headlight (Headlamp), Long Distance Headlamp FAROL NORMAL Farol dianteiro de uso obrigatório E - Farol Normal F - Phare Normal I - Standard Headlight, Standard Headlamp FAROLETE 1) Cada um dos pequenos faróis dianteiros e traseiros de veículo rodoviário destinado a assinalar no escuro a presença de um carro em movimento. (Sin.: Lanterna). 2) Farol externo manobrável do interior da E - Farol Pequeño F - Petit Phare I - Small Headlight FAS - ?FREE ALONGSIDE SHIP? Condição de entrega de mercadoria para transporte que inclui, por conta de quem a despacha, as despesas (movimentação, seguros) até o cais junto ao navio, se o navio atracar, e em barcaças E - Fas F - Fas I - Fas - Free Alongside Ship FAS - POSTO NO COSTADO DO NAVIO (PORTO DE EMBARQUE INDICADO) Incoterm, segundo o qual as obrigações do exportador terminam quando a mercadoria for colocada no navio, no cais ou nas embarcações utilizadas para o transporte, passando o destinatário, a partir deste momento, a arcar com todos os custos e riscos de perdas e danos. Ao destinatário cabe o desembaraço da mercadoria na Alfândega para a exportação, sendo também por sua conta a designação do navio e o pagamento do frete marítimo, E - Fas F - Fas I - Fas FASE (SINALIZAÇÃO) Fração de um ciclo, durante a qual se mantém certas condições de passagem ou de E - Fase F - Phase I - Phase FASE DE PEDESTRE Fase do ciclo de sinalização E - Fase para Peatones F - Phase pour Piétons I - Pedestrian Phase FATOR ÁGUA-CIMENTO Relação entre o peso E - Relación Água-Cemento F - Rapport Eau-Ciment, Facteur Eau-Ciment I - Water-Cement Ratio FATOR DE CARGA 1) Razão do número de intervalos verdes do semáforo, que são totalmente utilizados pelo trânsito durante a hora-pico, pelo número total de intervalos verdes, durante o mesmo período. 2) Correspondência ocupacional de área entre os veículos de carga e automóveis. 3) É um coeficiente que multiplicado pelo nº de eixos que circulam, dá o nº ?N? equivalente de E - Factor de Carga F - Coefficient de Charge I - Load Factor

FATOR DE DISPONIBILIDADE FERROVIA

FATOR DE DISPONIBILIDADE Um dos indicadores de eficiência, ou da não-eficiência, que se contrapõe ao fator de utilização e que retrata a eficiência de E - Factor de Disponibilidad F - Facteur de Disponibilité I - Availability Factor E - Factor de Equivalência F - Facteur d'Équivalence I - Equivalence Factor FATOR DE HORA-DE-PICO V. Fator de Hora- E - Factor de Hora-Pico F - Facteur d'Heure-Point I - Peak-Hour Factor FATOR DE HORA-PICO Relação entre o volume real de trânsito durante a hora-pico e o calculado com base no volume máximo ocorrido num período de minutos, o E - Factor de Hora-Pico F - Facteur d'Heure-Point, Facteur d'Heure du Pic I - Peak-Hour Factor E - Factor de Hora-Pico F - Facteur d'Heure-Point I - Peak-Hour Factor FATOR DE PRODUÇÃO Bens da natureza (riquezas minerais, vegetais e animais e em especial, bens conversíveis em energia, tais como luz solar, água, carvão, petróleo), trabalho, capacidade administrativa, capital, disponibilidade financeira, de equipamento, de bens outros, conhecimentos tecnológico e científico, necessários à E - Factores de Produción F - Facteurs de Production I - Production Factors FATOR DE UTILIZAÇÃO Relação entre capacidade de transporte disponível e carga efetivamente E - Fator de Utilización F - Facteur d'Utilization I - Utilization Factor FATOR TEMPO 1) Fator adimensional, utilizado na teoria do fenômeno de adensamento, contendo as constantes físicas da camada de solo que têm influência sobre a velocidade de adensamento; é igual ao produto do coeficiente de adensamento pelo tempo necessário para o adensamento da camada, dividido pela espessura da camada por face de drenagem ao quadrado. Entende- se por espessura de camada por face de drenagem, a metade da espessura total da camada se esta é drenada pelo topo e pela base, isto é, se é limitada por duas camadas permeáveis, ou a espessura total da camada, se esta é drenada apenas por uma face, ou seja, se é confinada por uma camada permeável e outra impermeável. 2) Fator que pode E - Factor Tiempo F - Facteur Temps I - Time Factor FATORES DE ESCALA (CONCRETO) Fatores que relacionam as resistências à compressão de concreto, obtidas experimentalmente através da ruptura de corpos-de- E - Factores de Escala (Concreto) F - Facteurs d'Échélle (Béton) I - Scale Factors (Concrete) FAXINA Estrutura formada por troncos e ramos interligados, isolados ou conjuntamente, geralmente utilizada sobre taludes, para protegê-los, ou sob aterros, para E - Enfajinalda F - Fascine I - Fascine FECHAMENTO DE ESTRADA (ÉPOCA DE CHUVAS) Fechamento para todo e qualquer trânsito ou para parte de trânsito da estrada durante ou imediatamente E - Cierre de Carretera en la Época de Lluvia F - Barrière de Pluie I - Wet Season Barrier, Rain Gate ?FEEDER SERVICE? Serviço de transporte local que coleta e entrega passageiros em uma estação, parada ou Em geral este serviço é realizado por várias linhas de E - Servicio Alimentador F - Service de Rebattement I - Feeder Service FENDA Qualquer descontinuidade na superfície do pavimento que conduza a aberturas de maior ou menor E - Fenda F - Fente I - Crevice E - Fissuramiento F - Feridillement I - Cracking FERRAGENS Conjunto de peças metálicas requeridas para obras de engenharia, tais como conexões, ferramentas, E - Articulos de Hierro F - Ouvrage de Fer I - Hardware FERRAMENTA Qualquer utensílio empregado em obra ou para transformar matéria prima em produto (semi E - Herramienta F - Outil I - Tool FERRAMENTA DE ATAQUE Peça ou conjunto de peças que entra em contato direto com o material E - Herramienta de Ataque F - Outil d'Attaque, Outil à Taillant I - Cutting Tool FERRAMENTAL Suporte ou caixa de ferramentas em E - Suporte de Herramientas, Porta Herramientas, Herramiental F - Place pour Outils I - Tool Cabinet, Tool Box, Tool Holder FERRO VELHO Área na qual se depositam E - Hierro (Fierro) Viejo, Hierro e Desecho F - Broncanteur, Fripier I - Junkyard FERROVIA 1) Via do sistema de transporte, cujos veículos circulam vinculados sobre trilhos, em faixas exclusivas, constituídas pela via férrea e outras instalações fixas, material rodante, equipamento de tráfego, e tudo o

FIADA DE CALÇADA FIRMA CONSULTORA 2) Sistema de transporte que compreende a via permanente e outras instalações fixas, o material rodante e o E - Ferrocarril F - Chémin de Fer I - Railway (UK), Railroad (USA) FIADA DE CALÇADA Conjunto de pedras de uma calçada de largura constante, alinhadas regularmente, e que E - Hilada de Calzada F - Rangée de Pavés I - Course of Setts FICHA 1) Profundidade até a qual se crava estacas- 3) Comprimento de penetração de elementos estruturais no solo. Ex.: Ficha de estaca-prancha e ficha no caso dos E - Profundidad de Penetración, Ficha F - Profondeur de Pénétration, Fiche I - Depth of Penetration, Card FICHA DE EMERGÊNCIA (NO TRANSPORTE DE CARGAS PERIGOSAS) Documento padronizado em que se resumem os principais riscos do produto e as providências essenciais a serem E - Ficha de Emergência F - Fiche d'Emergence I - Emergency Card FID - FEDERAÇÃO INTERNACIONAL PARA INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO Entidade fundada em 1895, e cujo membro nacional é o IBICT - Instituto Brasileiro de Informações Técnico- Científicas, em cujo âmbito funciona a Comissão Brasileira da FID. A FID dispõe de um Comitê para a C.D.U., E - FID F - FID I - IFD FILA DE ESPERA 1) Fila de pessoas ou veículos que se colocam uns atrás dos outros, pela ordem de chegada, 2) Parte do tempo de um ciclo de serviço no qual um trabalhador ou sistema se acha inativo aguardando chegada E - Cola F - File d'Attente I - Queue FILA DE ESTACAS Conjunto de estacas cravadas em E - Fila de Pilotes, Fila de Estacas F - File de Pieux I - Row of Piles FILÃO Preenchimento, por uma rocha ou minerais, de E - Filón F - Veine I - Vein FILER/FILLER Material mineral inerte, não plástico, passando pelo menos 65% na peneira 0,075 mm de abertura E - Llenante, Carga, Filler (Arg., Pan., Nic.), Filler, Rellenador (Bol., Méx.), Polvo de Relleno (Cos.), Relleno Mineral (Ecu., Per.) F - Filler, Charge I - Filler FILER CALCÁRIO Material de enchimento E - Filler de Cal F - Filler Calcaire I - Calcareous Filler FILER DE AMIANTO Material de enchimento E - Filler de Amianto F - Filler d'Ámiante I - Asbestos Filler FILTRO Instrumento ou equipamento para separar E - Filtro F - Filtre I - Filter FILTRO (FLECHA) VERDE Peça de vidro de cor E - Filtro Verde, Flecha Verde F - Fleche Verte I - Green Filter FILTRO TIPO SACO (TÊXTIL) Dispositivo para separar pó de ar, constituído de um saco de tecido (ou feltro) poroso que recebe o ar carregado de pó e expele o ar purificado pelo tecido (ou feltro) ficando o pó retido na E - FiltroTipo Saco F - Filtre Dépoussiéreur I - Textile Bag Filter FIM DE OPERAÇÃO (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Horário de chegada da E - Término de Operación, Fin de Operación F - Fin d'Opération I - End of Operation FINOS 1) Partículas mais finas de um conjunto de partículas. 2) Elementos inertes que passam pela peneira E - Finos F - Fines I - Fines FINOS DE BRITAGEM Parte da pedra que passa E - Finos de Trituración F - Fines de Concassage I - Crushing Fines, Quarry Fines FINOS PARA MACADAME HIDRÁULICO Material de enchimento utilizado para preparação de E - Materia para Macadam Hidráulico F - Matière d'Agrégation I - Fines for Waterbound Macadam FIO DE INVAR Fio de liga de aço (65%) e níquel (35%) de seção transversal circular que leva em suas extremidades réguas em mm, e que esticado sob uma E - Línea de Invar F - Fil d'Invar I - Invar Line E - FIP F - FIP (Precontrainte) I - FIP (Prestressing) FIRMA CONSULTORA Empresa que executa projeto, pesquisa e exerce fiscalização técnica, fiscalização administrativa de obra, e assessoria técnica de caráter

FIRMA EMPREITEIRA (OU CONSTRUTORA) FLAMBAGEM POR TORÇÃO

específico. (Sin.: Empresa Consultora). V. Projeto E - Empresa Consultora F - Société de Services I - Design Firm, Consultant, Engineering Consultants, Consulting Engineers FIRMA EMPREITEIRA (OU CONSTRUTORA) Empresa para execução de obras, responsável única pela sua execução e supervisão. (Sin.: E - Empresa Constructora F - Firme de Construction I - Construction Contractor, Construction Company FISCAL 1) Pessoa física ou jurídica, capacitada a executar determinado tipo de fiscalização de assuntos específicos, representando o poder público, com autoridade para decidir questões que se apresentam com relação à interpretação do projeto e das normas, quanto à quantidade dos materiais empregados e à execução dos serviços e sobre o perfeito conhecimento dos termos do contrato existente. 2) Profissional legalmente habilitado e registrado (designado pela pessoa física ou jurídica que contratou um construtor ou empresa construtora para a execução material de dada obra), incumbido de acompanhar a execução material da obra, com o objetivo de verificar a fiel observância do que foi projetado, especificado e contratado. 3) Representante da consultora (empresa) contratada para a fiscalização técnica de obra. 4) Representante de firma supervisora de obra contratada para fiscalização técnica e administrativa da E - Fiscalizador, Fiscal F - Fiscal, Inspecteur I - Supervisor, Inspector FISCALIZAÇÃO 1) Exame atento da execução de obras ou serviços contratados de responsabilidade de terceiros. 2) Avaliação contínua e análise de requisitos, de métodos, de procedimentos, de itens e de serviços, inclusive verificação, a fim de assegurar que as prescrições sejam E - Fiscalización F - Surveillance I - Inspection, Work Control FISCALIZAÇÃO DA CARGA Fiscalização aplicada à carga durante o transporte, com vistas a evitar contratempos (efeito de cargas perigosas sobre obras de E - Fiscalización de la Carga F - Contrôle de Charges I - Cargo Control FISCALIZAÇÃO DE OBRA Fiscalização técnica E - Fiscalización de Obra F - Fiscalisation d'Ouvrage I - Construction Supervision FISCALIZAÇÃO DE VEÍCULOS Fiscalização aplicada aos veículos de transporte, com vistas à sua E - Fiscalización de Vehículos F - Fiscalisation des Vehicules I - Vehicle Control FISCALIZAÇÃO DO TRANSPORTE Fiscalização aplicada aos meios de transporte, cargas em E - Fiscalización del Transporte F - Fiscalisation du Transport I - Transport Service Control FISSIL Diz-se da rocha que apresenta grande facilidade E - Hendible, Rajadizo F - Fissile I - Fissile FISSURA 1) Rachadura fina na superfície de uma pista ou obra-de-arte. (Sin.: Fenda). 2) Trinca fina de uma rocha, ou de um solo. 3) Ruptura parcial do material sob ações E - Fisura, Grieta (Cos., Pan., R. D., Ven., Nic.), Rajadura (Ecu), Grieta, Rajadura (Per.) F - Fissure I - Crack, Fissure, Crevice FISSURA DE REFLEXÃO Fissura que aparece na camada de rolamento de um pavimento, como conseqüência E - Fissura Propagada F - Fissure de Réflection I - Reflection Crack, Reflection Cracking (Austrália) E - Cuarteo, Fissuramiento, Cuarteo (Pavimentos) (Arg.), Agrietado Gua.), Agrietamiento (Méx., Nic., Pan., Per) F - Fendillement I - Cracking FISSURAÇÃO ACEITÁVEL (EM CONCRETO) Fissuração em concreto, não nociva, face E - Agrietamiento Acceptable F - Fissures Acceptables I - Acceptable Cracking (Of concrete) FISSURAÇÃO INACEITÁVEL (EM CONCRETO) Fissuração nociva, inaceitável em concreto, definida pela abertura das fissuras em função de valores limites estabelecidos em norma técnica e E - Agrietamiento no Aceptable F - Fissures Inacceptables I - Non-Acceptable Cracking (Concrete) FISSURAMENTO 1) Processo de deterioração do pavimento pelo aparecimento de fissuras. (Sin.: Fendilhamento). 2) Aparecimento de fissuras em um material, devido a ações mecânicas, químicas, ou E - Cuarteo, Fisuramiento, Cuarteo (Pavimentos) (Arg.), Agrietado (Gua.), Agrietamiento (Méx., Nic., Pan., Per.), Agrietado, Fisurado,Cuarteado (Ecu.) F - Fendillement I - Cracking FISSURÔMETROS Aparelhos para medir a abertura E - Fissurometro F - Fissuromètre I - Fissure Width Measurement Instruments FLAMBAGEM POR FLEXÃO Efeito instabilizante do esforço normal quando atua em peça comprida esbelta, em geral não precedida de sinais de aviso E - Panded, Flambed F - Flambage par Flexión I - Buckling Through Bending FLAMBAGEM POR TORÇÃO Efeito instabilizante do esforço normal quando atua em peça comprimida esbelta, constituída de certos perfis pouco resistentes à torção, notadamente os de seções abertas com E - Pandeo por Torsión

FLANCO FLUXO (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) F - Flambage pour Torsion I - Buckling through Torsion E - Flanco F - Flanc I - Flank FLECHA MÁXIMA Deformação máxima admissível em norma técnica para vigas de estruturas, em função da atuação da carga permanente somada à acidental ou, em E - Flecha Máxima, Camber Máxima F - Flèche Maximum I - Maximum Deflection FLECHA NA TRILHA DA RODA 1) Flexa que se pode determinar em uma trilha de roda. 2) Medida, em mm, da deformação permanente no sulco formado nas trilhas de roda interna (TRI) e externa (TRE), correspondente ao ponto de máxima depressão, medida com equipamento E - Pliegue Abierta Profunda, Flecha em la Trilla de las Ruedas F - Sillon Profond, Flèche dans les Traces des Roues I - Depth of Rut FLEXÃO Deformação de um elemento estrutural elástico resultante da aplicação de uma ou mais cargas normais ao seu eixo, que o encurvam, e à qual corresponde o aparecimento de tensões de tração e de compressão, em suas E - Flexión F - Flexion I - Flexure, Bending FLEXIBILIDADE A característica ou capacidade de E - Flexibilidad F - Flexibilité I - Flexibility E - Flexímetro F - Fleximètre I - Fleximeter FLEXIONAR Encurvar um elemento estrutural através da aplicação de cargas, em geral com o objetivo de conhecer sua flexibilidade e/ou resistência à flexão, e eventualmente E - Flexionarse F - Action de Fléchir I - To Bend FLEXIVAN (OPERAÇÃO) Operação intermodal que envolve o uso de semi-reboques sobre plataformas E - Flexivan F - Flexivan I - Flexivan FLEXÔMETRO Instrumento para determinar a E - Flexómetro F - Flexomètre I - Flexometer FLOAT-ON FLOAT-OFF (FO-FO) Técnica utilizada no transporte multimodal que consiste no uso de barcaças especiais de dimensões padronizadas, e que são embarcáveis e desembarcáveis de um navio (especial) E - Float-on Float-off F - Float-on Float-off I - Float-on Float-off FLUÊNCIA 1) Deformação plástica contínua de metais e/ou ligas quando submetidas por longos períodos de tempo a tensões constantes, mesmo que inferiores aos seus limites de resistência. 2) Característica de trânsito, expresso pelo fato de os veículos se deslocarem em um dado sentido formando um fluxo contínuo. 3) Deformação sob carga constante, dependente do tempo, revelando propriedade E - Escurrimiento Plástico, Fluencia (Fluido) F - Fluence (Plastique), Fluage, Fluence (Courance) I - Traffic Flow, Fluency FLUÊNCIA MARSHALL Deformação total apresentada pelo corpo-de-prova de mistura betuminosa, desde a aplicação da carga inicial nula até a aplicação da carga máxima, expressa em décimos de milímetros ou E - Fluencia Marshall F - Fluence Marshall I - Marshall Fluency E - Fluidificante, Solvente (Bol., Col., Nic., Pan., Per.), Diluyente (Ecu.), Adelgazante (Ven) F - Fluidifiant I - Liquefier, Fluxoil FLUTUAÇÃO DE TRÁFEGO V. Flutuação E - Variación Volumétrica de Trafico F - Fluctuation Volumétrique de Trafic I - Traffic Fluctuation FLUTUAÇÃO ESPACIAL DA DEMANDA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Variação da quantidade de passageiros de uma linha ou sistema ao longo de um mesmo itinerário e por sentido de E - Fluctuación Espacial de la Demanda F - Fluctuation Espaciel de la Demande I - Spatial Fluctuation of the Demand FLUTUAÇÃO TEMPORAL DA DEMANDA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Variação da quantidade de passageiros de uma linha ou sistema em dado período de tempo e por sentido de E - Fluctuación Temporal de la Demanda, Écoulement par Temps F - Fluctuation Temporel de la Demande I - Passenger Number Variation (Time) FLUTUAÇÃO VOLUMÉTRICA DE E - Variación Volumétrica de Trafico F - Flutuation Volumétrique de Trafic I - Traffic Volumetrical Fluctuation FLUTUAÇÃO VOLUMÉTRICA DE TRÂNSITO Variação do fluxo de veículos numa seção E - Variación Volumétrica de Trafico F - Fluctuation Volumétrique de Trafic I - Traffic Volumetrical Fluctuation FLUVIÔMETRO Instrumento para medir o volume de água que passa por determinada seção de rio ou canal, em E - Fluviómetro F - Fluviomètre I - Flowmeter FLUXO (TRANSPORTE COLETIVO V. Freqüência.

FLUXO AFLUENTE FOB AEROP. - POST. A BORDO (AEROP. DE EMB. INDIC.)

E - Flujo por Tiempo F - Courant par Temps I - Time Flow (Regular Collective Transportation) FLUXO AFLUENTE Fluxo de veículos que ingressa numa via, num ponto ou zona determinada. (Sin.: Fluxo E - Trafico Afluente F - Trafic Affluent I - Affluent Traffic FLUXO CONTÍNUO Condição na qual um veículo percorre um trecho de uma faixa ou via, e não é obrigado a parar por nenhuma causa externa à corrente.(Sin.: Fluxo E - Flujo Contínuo F - Affluence Continue I - Uninterrupted Flow, Continuous Flow FLUXO CONTÍNUO DE TRÁFEGO V. Fluxo E - Flujo Contínuo de Tránsito F - Courant Continue de la Circulation I - Continuous Traffic Flow FLUXO CONTÍNUO DE TRÂNSITO Passagem ininterrupta de veículos por dada seção de via. V. Fluxo E - Flujo Contínuo de Tránsito F - Courant Continu de la Circulation I - Continuous Traffic Flow FLUXO CONVERGENTE Fluxo de veículos que E - Trafico Afluente F - Trafic Affluent I - Merging Traffic Flow FLUXO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA Movimento de água subterrânea (percolação), eventualmente capaz de E - Flujo de Água Subterránea F - Écoulement d'Eau Soutérrain I - Underground Seepage FLUXO DE CARGA Definição quantitativa e qualitativa de cargas que são transportadas em dado período E - Flujo de Carga F - Flux de Charges I - Cargo Flow FLUXO DE INFORMAÇÃO Alimentação constante de informações através de determinado órgão de E - Flujo de Información F - Flux d'Information I - Information Flow FLUXO DE TRÂNSITO 1) Movimento de veículos que se deslocam por uma certa seção de uma faixa ou de uma via, num tempo determinado. (Sin.: Corrente de Trânsito). 2) Definição quantitativa do trânsito em função do tipo do veículo ou não, verificado ou a verificar em determinado período de tempo, e em determinada seção da E - Flujo de Tránsito, Corriente de Tránsito F - Affluence, Afflux, Courant de la Circulation, Flux de Trafic I - Traffic Flow, Traffic Stream FLUXO DIVERGENTE Fluxo de veículos que sai de E - Trafico Saliente F - Trafic Divergent I - Exiting Traffic FLUXO EM CONTRAMÃO Fluxo contínuo de trânsito sobre faixas que deveriam ser utilizadas em sentidos E - Flujo de Tránsito en Contramano F - Voie à Contre Sens, Circulation à Contre Sens I - Contraflow Traffic E - Flujo Continuo F - Trafic Continu I - Uninterrupted Flow, Continuous Flow FLUXO INTERROMPIDO Condição na qual um veículo percorrendo um trecho de via é obrigado a parar por causas externas à corrente, tais como sinalização de uma E - Flujo Interrompido F - Courant Interrompu I - Interrupted Flow FLUXO INTERROMPIDO DE TRÁFEGO E - Flujo Interrompido de Tránsito F - Courant Interrompu de la Circulation I - Interrupted Traffic Flow FLUXO INTERROMPIDO DE TRÂNSITO Passagem descontínua de veículos por dada seção de via de E - Flujo Interrompido de Tránsito F - Courant Interrompu de la Circulation I - Interrupted Traffic Flow FLUXOGRAMA (DE TRÂNSITO) Representação gráfica de volumes de trânsito que passam em uma via, rede de vias ou em seções das mesmas, durante certo período de E - Diagramma de Volumenes de Trafico F - Diagramme de Volumes de Trafic I - Flow Chart (Traffic), Flow Diagram (Traffic) FLUXOS CONVERGENTES (TRÂNSITO) Fluxos de trânsito que convergem para uma rodovia ou polo E - Traficos Afluentes F - Courants Convergents I - Merging Traffic Streams, Merging Traffic Flows FOB (LIVRE A BORDO) (DESIGNAR EMBARCADOURO) Incoterm, segundo o qual o exportador (vendedor) arca com as despesas até o efetivo embarque da mercadoria no navio transportador; todas as despesas decorrentes ao processamento de exportação e todas referentes ao embarque (subentendido que o navio esteja pronto para receber a carga). O exportador paga, além disso, todas as despesas com vistorias e fiscalizações e o custo da documentação necessária ao embarque. O seguro de transporte fica por conta do exportador (vendedor) até a E - FOB F - FOB I - FOB FOB - ?FREE ON BOARD? Condição de preço que inclui o valor do produto mais a despesa para colocá-lo no veículo no qual será transportado, devendo sempre ser E - FOB F - FOB I - FOB (Free on Board) FOB AEROPORTO - POSTO A BORDO (AEROPORTO DE EMBARQUE INDICADO) Incoterm, segundo o qual as obrigações do exportador terminam com a entrega da mercadoria ao transportador

FOT - ?FREE ON TRUCK? ?FREEWAY? participar. 2) Reunião informal de grupo, da qual todos são convidados ou obrigados a participar, enunciando cada um seu ponto de vista, com vistas ou não à formação de E - Forum F - Forum I - Forum FOT - ? FREE ON TRUCK? Condição de entrega de mercadoria para transporte que inclui por conta de quem despacha sua colocação sobre o caminhão, livre de E - FOT F - FOT I - FOT - Free on Truck E - Fotocarta F - Photo-carte I - Photomap, Photochart FOTOCARTA Conjunto de fotografias aéreas de eixo vertical montado em uma projeção, e ao qual são acrescentadas numerosas informações, inclusive letreiro e E - Fotocarta F - Photo-carte I - Photochart FOTOGRAFIA AÉREA É aquela tomada de uma aeronave ou de plataforma orbital terrestre, através de câmara fotográfica aérea cujo eixo ótico aponta, teoricamente, de um modo vertical para a cena terrestre no E - Fotografia Aérea F - Photographie Aérienne I - Aerial Photography/Aerophotography FOTOGRAMETRIA Processo de levantamento E - Fotogrametria F - Photogrametrie I - Photogrammetry E - Fotogrametria Aérea F - Aerophotogrametrie I - Aerial Photogrammetry FOTOINTERPRETAÇÃO Método de pesquisa e estudos de assuntos relativos à crosta terrestre, em seus aspectos físicos e uso do solo, mediante análise e interpretação de fotografias aéreas, como resultado da E - Foto-interpretación F - Photointerprétation I - Photointerpretation, Interpretation of Photographies FOTOINTERPRETAÇÃO GEOLÓGICA É a técnica de interpretar, visual e automaticamente, fotografias aéreas ou outros produtos de sensoriamento remoto, com o objetivo de elaborar mapa geológico da área que se pretende E - Foto-interpretación Geológica F - Photointerprétation Geologique I - Geologic Photointerpretation FOTOELASTICIDADE Técnica experimental para avaliar tensões e deformações baseada no fenômeno da birrefrigerência mecânica (dupla refração). (Sin.: E - Fotoelasticidad F - Photoelasticité I - Photoelasticity FRAÇÃO AREIA Parcela de um solo cujas partículas ou grãos possuem diâmetro dentro da faixa granulométrica E - Fración Arena F - Fraction Sable I - Sand Fraction FRAÇÃO ARGILA Parcela de um solo cujas E - Fracción Arcilla F - Fraction Argile I - Clay Fraction FRAÇÃO SILTE Parcela de um solo cujas partículas ou grãos possuem diâmetros dentro da faixa granulométrica E - Fracción Silt F - Fraction Silt I - Silt Fraction FRADE-DE-PEDRA Bloco de concreto ou pedra, prismático ou tronco-cônico, que se embute no chão para E - Guarda Cantón F - Fot de Protection I - Guard Post FRAGMENTABILIDADE DE ROCHA Propriedade de certas rochas de se deixar despedaçar por meios mecânicos sem recursos a explosivos, e que pode ser avaliada através da determinação da velocidade de E - Aptitud para Despedazamiento (Roca) F - Fragmentabilité de Roche I - Rippability of Rock E - Falda F - Flanc I - Slope FRANJA DE SATURAÇÃO CAPILAR Camada de solo saturada com água capilar, sendo esta desprovida de E - Franja de Saturación Capilar F - Franje de Saturation Capillaire I - Capillary Saturation Fringe FRATURA 1) Superfície resultante do rompimento de uma peça. 2) Junta ou fenda que aparece no corpo de um rocha, geralmente motivada por esforço tectônico, tendo direções variadas. (Sin.: Diáclase). 3) Ruptura de continuidade em osso ou cartilagem em osso, cartilagem ou E - Fractura F - Fracture I - Fracture ?FREE CARRIER? Incoterm, que atende às peculiaridades do transporte intermodal, segundo o qual o ponto crítico é o ponto designado em contrato (para evitar dúvidas), onde a mercadoria é entregue em custódia ao transportador. Em geral o ponto designado é o terminal de E - ?Free Carrier? F - ?Free Carrier? I - Free Carrier ?FREEWAY? Uma rodovia com múltiplas faixas, divididas possuindo no mínimo duas faixas para uso exclusivo do trânsito em cada direção e com controle total E - Freeway F - Freeway I - Freeway

FRENTE DE TRABALHO FUNDAÇÃO SOBRE POÇOS FRENTE DE TRABALHO Local onde se executam os trabalhos principais de uma obra. (Sin.: Frente de E - Frente de Ataque F - Face de Travail I - Working Face FREQÜÊNCIA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Número de viagens de mesmo sentido em E - Frecuencia (Transporte Colectivo Regular) F - Fréquence (Transport Collective Regulaire) I - Frequency (Regular Collective Transportation) FREQÜÊNCIA DE ACIDENTES (TRANSPORTE PÚBLICO) Quantidade de acidentes por unidade de serviço, por exemplo, pelo número E - Frecuencia de Accidents F - Fréquence des Accidents I - Accident Frequency FRESADORA A FRIO Máquina para fresar E - Fresadora a Frío F - Fraise a Froid I - Cold Planning Machine FRESAGEM (PAVIMENTO) Desbastamento a quente ou frio de superfície asfáltica, como parte de um E - Fresar el Firme (Pavimento) F - Thermo Reprofilage, Reprofilage I - Reforming FRESAR (CONCRETO) Desbastar com fresa uma E - Fresar (Hormigón) F - Fraisage (Chaussées Rigides) I - Milling (Rigid Pavement) FRESAR A FRIO Desbastar mecanicamente uma superfície de pavimento asfáltico, sem aquecê-la, nivelando- a e perfilando-a, geralmente antes de receber um E - Fresar a Frío F - Fraiser a Froid I - Cold Planning FRETE OU TRANSPORTE PAGO (ATÉ PONTO DE DESTINAÇÃO) Incoterm (conceito reformulado para atender ao transporte integrado), segundo o qual o exportador escolhe a companhia de transporte e paga o transporte da mercadoria até ao local convencionado no contrato. Os riscos de avaria e perda da mercadoria ou aumento de custos durante o trânsito são transferidos do exportador ao destinatário quando da entrega da mercadoria E - ?Freight or Carriage Paid? to (Named Point of Destination)? F - ?Freight or Carriage Paid? to (Named Point of Destination)? I - ?Freight or Carriage Paid? to (Named Point of Destination)? FRIABILIDADE (DE SOLOS) Propriedade dos solos de se romperem quanto submetidos a um pequeno E - Friabilidad de Suelo F - Friabilité du Sol I - Friability of a Soil FUGA DE MOTORISTA ATROPELADOR Abandono de atropelado no local de acidente sem prestação E - Fuga de Motorista, Fuga del Conductor F - Fuite du Conducteur I - Driver's Scape, Scape of a Driver, Hit and Run Driver FUNÇÃO DE VIA URBANA Característica classificatória de via urbana que consiste no papel desempenhado por ela, considerando-se os aspectos urbanos E - Función de una Carretera Urbana F - Fonction d'Une Voie Urbaine I - Function of an Urban Road FUNDAÇÃO 1) Parte de uma construção destinada essencialmente a distribuir as cargas sobre o terreno. (Nas 2) Pessoa jurídica autônoma, instituída por ato de Estado ou liberalidade privada, por doação ou testamento, destinada a fins de utilidade pública ou beneficiária, mediante dotação E - Fundación, Cimiento (Col., R. D., Ecu., Méx., Nic., Per., Uru), Cimientos (Pan.) F - Fondation I - Foundation FUNDAÇÃO DIRETA Fundação que transmite uma carga diretamente ao solo, em geral através de sapatas, blocos ou ?radiers? quase superficiais. (Sin.: Fundação E - Fundación Directa, Fundación Superficial F - Fondation Directe, Fondation Superficielle I - Shallow Foundation, Direct Foundation FUNDAÇÃO DO PAVIMENTO Maciço teoricamente infinito, que fica abaixo do pavimento. (Sin.: E - Fundación del Firme F - Sol de Fondation et Couche de Forme I - Subgrade and Capping Layer, Roadbed (USA) FUNDAÇÃO EM SUPERFÍCIE Fundação em que a carga é transmitida ao terreno, predominantemente pelas pressões distribuídas sobre a sua base. Ex.: Sapata, Bloco, E - Fundación Directa F - Fondation Directe I - Direct Foundation FUNDAÇÃO INDIRETA Fundação que transmite uma carga indiretamente ao solo, em geral através de E - Fundación Indirecta F - Foundation Indirecte I - Indirect Foundation E - Fundación Directa F - Fondation Directe I - Direct Foundation FUNDAÇÃO SOBRE ESTACAS Fundação de uma estrutura cujas cargas se transmitem ao terreno por E - Fundación sobre Pilotes, Cimentación sobre Pilotes (Méx., Per., R. D.), Piloteado (Nic.) F - Fondation sur Pilotis I - Pile Foundation FUNDAÇÃO SOBRE POÇOS Fundação de uma estrutura cujas cargas se transmitem ao terreno mediante um material de enchimento resistente colocado em poços E - Fundación sobre Pozos, Cimentación sobre Pozos (Méx., Per., R. D.)

FUNDAÇÃO SOBRE TUBULÕES FURO DE SONDAGEM F - Fondation par Encaissement I - Pit Foundation FUNDAÇÃO SOBRE TUBULÕES Fundação de uma estrutura cujas cargas se transmitem ao terreno por meio de elementos estruturais ocos, de concreto armado ou outro material, geralmente de forma cilíndrica. V. Tubulão e E - Fundación sobre Cilindros, Fundación sobre Pilas (Arg.), Cimentación sobre Pilotes (Col.), Fundación Tubular (Ecu), Fundación sobre Pilotes (Pan.), Cimentación sobre Cilindros (Méx., Per., R. D.) F - Fondation sur Colonnes Cylindriques I - Cylinder Foundation FUNDAÇÃO SUPERFICIAL Fundação situada E - Fundación Superficial F - Fondation Supercielle I - Shallow Foundation FUNDO DE UMA ESCAVAÇÃO Limite inferior E - Fondo de una Excavación F - Fond d'une Excavation I - Bottom part of an Excavation FURGÃO Pequeno caminhão, com carroceria fechada, E - Furgón F - Fourgon I - Van FURO (SOLO) 1) Furo praticado no terreno utilizando- se trado, broca ou sonda para investigação da subsuperfície, obtenção de recursos naturais e liberar tensões internas. 2) E - Agujero F - Puit de Sondage I - Borehole FURO DE INJEÇÃO Furo no qual se injeta um material para consolidar solo, rocha ou parte de uma E - Perforación para Inyección F - Trou de Injection I - Grout Hole FURO DE SONDAGEM Furo praticado no solo com E - Hoyo de Sondaje F - Puit de Sondage I - Borehole

GABARITO GASES DISSOLVIDOS (CARGA PERIGOSA)

G GABARITO 1) Dimensões cuja observância é compulsória em determinados projetos. 2) Instrumento com que se pode comprovar o respeito a certas exigências dimensionais. 3) Modelo de uma coisa em escala 1:1. Ex.: Molde para corte de chapa de aço. V. Gabarito (de veículo), E - Gabarito F - Gabarit I - Gauge, Templet, Jig, Template, Gage GABARITO (DO VEÍCULO) Área secional requerida para acomodar o veículo em movimento com E - Espacio Libre (del Vehículo) F - Gabarit (du Vehicle) I - Vehicle Clearance Envelope, Structure Gauge (Vehicle) GABARITO (PONTE OU VIADUTO) Seção (não obstruída) livre para passagem de uma rodovia, E - Espacio Libre F - Gabarit (Pont) I - Clearance (Bridge) E - Altura Libre, Gálibo Vertical (Bol.), Gálibo (Col., Ecu., R.D.), Gálibo Livre (Méx.), Claro Libre, Galibo (Nic.) F - Gabarit Vertical I - Vertical Clearance GABIÃO Conjunto de pedras envolvido em tela metálica, E - Gabión, Cestón, Jaba, Encofrado de Piedras F - Gabion I - Gabion, Pannier GABRO (ROCHA) Rocha plutônica básica, granular, E - Gabro (Roca) F - Gabro I - Gabro E - Galiote F - Galiote I - Wheelbarrow (Two Wheels), Hand Cart with Two Wheels (USA) GALERIA 1) Escavação de seção retangular ou trapezoidal, de eixo praticamente horizontal, usada para exame direto de camada de subsolo, ou para construção de túneis. V. Exame Direto do Subsolo. 2) Conjunto de tubos enterrados, destinados a conduzir águas fluviais ou E - Galería F - Galerie I - Gallery, Drift GALERIA DE ÁGUAS PLUVIAIS Conjunto de tubos ou canais no subsolo para fazer escoar as águas da E - Sumidero F - Égout I - Rain Water Gallery GALERIA DE AVANÇO Túnel de acesso, de seção E - Galería de Avanzo F - Galerie d'Avancement I - Adit GALERIA DE DRENAGEM Galeria subterrânea destinada à drenagem de águas.

E - Galería de Drenaje F - Galerie de Drainage I - Drainage Gallery GANGA Material não aproveitável que ocorre associado à rocha a ser dinamitada ou à jazida a ser explorada. (Sin.: E - Ganga F - Gangue I - Gangue GARANTIA DA QUALIDADE Ações planejadas e sistemáticas necessárias para prover adequada confiança em que um item ou serviço ou projeto, atenderá E - Garantia de Calidad F - Assurance de la Qualité I - Quality Assurance GARFO Conjunto dotado de braço ou braços recurvados, articulado à frente da máquina, destinado a recolher e mover E - Horca, Horcajo F - Foureche I - Forklift Truck, Fork Lift, Fork Truck GARGANTA Região que contém o ponto mais baixo de E - Garganta F - Gorge, Défilé I - Pass GARRA Parte do pára-choque de veículo que evita o E - Garra F - Serre I - Claw GASES (CARGA PERIGOSA) Substância que apresenta uma temperatura crítica inferior a 50 ºC ou, se possui esta temperatura, uma pressão de vapor superior a 32,9 Pa. Pode também apresentar uma pressão de vapor absoluta acima de 30,7 Pa a 21,1 ºC, ou 80 Pa a 54,4 ºC. A substância pode também exercer uma pressão de vapor Reid E - Gas (Carga Periculosa) F - Gaz (Charge Dangéreuse) I - Gas (Dangerous Load) GASES CRIOGÊNICOS (CARGA PERIGOSA) Gases que se liquefazem à temperatura de - 273 ºC e à pressão de 105 Pa, tais como oxigênio, E - Gas Criogenico (Carga Periculosa) F - Gaz Cryogenique (Charge Dangéreuse) I - Cryogenic Gas (Dangerous Load) GASES DE ESCAPAMENTO (DE DESCARGA) Produtos de combustão dos motores de E - Gas de Escape F - Gaz d'Échappement I - Exhaust Gas GASES DISSOLVIDOS (CARGA PERIGOSA) Gases dissolvidos, sob pressão em solventes, que podem ser absorvidos em material poroso. V. Carga Perigosa E - Gas Disolvido (Carga Periculosa) F - Gaz Dissou (Charge Dangéreuse) I - Dissolved Gas (Dangerous Load)

GASES INFLAMÁVEIS (CARGA PERIGOSA) GESTÃO AMBIENTAL

GASES INFLAMÁVEIS (CARGA PERIGOSA) Gases ou misturas de gases que em presença de um comburente se inflamam a uma E - Gases Inflamables (Carga Periculosa) F - Gazes Inflammables (Charge Dangéreuse) I - Inflammable Gases (Dangerous Load) GASES LIQUEFEITOS (CARGA PERIGOSA) Gases que se tornam líquidos sob pressão, E - Gases Liquehechos (Carga Periculosa) F - Gazes Liquefiés (Charge Dangéreuse) I - Liquified Gases (Dangerous Load) GASES PERMANENTES (CARGA PERIGOSA) Gases que não podem ser liquefeitos à E - Gases Permanentes (Carga Periculosa) F - Gazes Permanants (Charge Dangéreuse) I - Permanent Gases (Dangerous Load) E - Gasoducto F - Passage de Gaz pour Canalisations I - Gas Pipeline ?GASOIL? Produto destilado de petróleo que geralmente E - Gasoil F - Gasoil I - Gas Oil GASOLINA Mistura de hidrocarbonetos, que destila entre 30 e 150 ºC e constitui a parte mais volátil do petróleo E - Gasolina F - Gazoline I - Gasoline, Gas, Petrol (USA) GEADA Cobertura de gelo, em uma de suas formas, produzida pela sublimação de vapor d'água sobre objetos E - Helada, Escarche F - Gelée Blanche I - Frost GEIPOT Empresa Brasileira de Planejamento de Transportes. Obs.: A denominação GEIPOT correspondia originalmente ao Grupo Executivo de Integração da Política E - GEIPOT F - GEIPOT I - GEIPOT GEODÉSIA Ciência que trata de determinação do tamanho e figura da terra, e da intensidade do seu campo gravitacional, assim como das medições e cálculos necessários à determinação das coordenadas de pontos fixos, com a finalidade de proporcionar apoio para levantamentos de ordem inferior, tendentes à construção de E - Geodesia F - Géodésie I - Geodesy GEODO A parte oca das rochas cuja parede interna seja E - Geodo F - Geodo I - Geodo GEOLOGIA Ciência que estuda a estrutura da crosta terrestre, seu modelado externo e as diferentes fases de E - Geología F - Géologie I - Geology GEOLOGIA DE ENGENHARIA Aplicação de formação e experiência em geologia para solução de E - Geología para Ingeniería F - Géologie pour l' Ingénieur I - Engineering Geology GEOMORFOLOGIA Ciência que estuda as formas de relevo, tendo em vista a origem, estrutura, natureza das rodovias, o clima da região e as diversas forças endógenas e exógenas, que entram como fatores modificadores do relevo E - Geomorfología F - Geomorphologie I - Geomorphology GEOTÉCNICA Aplicação de métodos científicos e princípios de engenharia na solução de problemas concernentes a características e comportamento do solo, E - Geotécnica F - Géotechnique I - Geotechnics GEOTÊXTIL Tecido ou não-tecido utilizado para filtração d' água no caso de camada de solo não-estável à percolação de água (sob pavimento) e/ou como base de E - Geotextil F - Geotextile I - Geotextile GEOTÊXTIL NÃO-TECIDO Geotêxtil fabricado a E - Geotextil non Tejido F - Geotextile non Tissu I - Non-woven Geotextile GERAÇÃO DE TRÁFEGO Fenômeno decorrente da implantação de polos e/ou de vias, e que consiste no aparecimento da necessidade de transporte de cargas e/ou E - Generación de Trafico F - Génération du Trafic, Géneration de Déplacements I - Traffic Generation, Trip Generation GERAÇÃO DE VIAGENS Fenômeno que se verifica em conseqüência de implantação de uma melhoria ou desenvolvimento, e que consiste em aumento considerável E - Generación de Viajes F - Generation des Voyages I - Trip Generation GERÊNCIA DE TRANSPORTES Condução e supervisão das tarefas vinculadas a transporte em dada área (planejamento, coordenação, execução delegada ou não, E - Administración del Transporte F - Gestion des Transports I - Comprehensive Traffic Management GERÊNCIA DE TRÂNSITO Conjunto de atividades executados com vistas à otimização do uso de E - Gerencia del Trafico F - Exploitation de la Route I - Traffic Management GESTÃO AMBIENTAL Tentativa de avaliar valores limites das perturbações e alterações que, uma vez excedidas, resultam em recuperação bastante demorada do

GEST. DA QUAL. TOTAL (G.Q.T) - GESTÃO DA QUALIDADE GRANULOMETRIA

meio ambiente, e de manter os ecossistemas dentro de suas zonas de resiliência, de modo a maximizar a recuperação dos recursos do ecossistema natural para o homem, E - Gerencia Ambiental F - Management du Moyen Ambient I - Environmental Management GESTÃO DA QUALIDADE TOTAL (G.Q.T) - GESTÃO TOTAL DA QUALIDADE Método de gestão de uma organização, centrado na qualidade, baseado na participação de todos os seus integrantes, e visando ao sucesso a longo prazo, através da satisfação do cliente e benefícios para todos os integrantes da organização e da sociedade. Obs.: 1 - ?Todos os integrantes? significa todo o pessoal de todos os serviços e de todos os níveis da organização; 2 - A liderança da alta administração, a educação e o treinamento de todos os integrantes são essenciais ao sucesso do método; 3 - Na G.Q.T., o conceito 4 - ?Benefícios à Sociedade? implica em satisfazer os requisitos dessa mesma sociedade. 5 - G.Q.T. ou alguns de seus aspectos são, algumas vezes, designados como C.W.Q.C. (Controle da Qualidade através de toda a empresa), TQC (Controle Total da Qualidade), Qualidade E - Gerencia Total de la Calidad F - Management Total de la Qualité I - Total Quality Management GIGANTE Contraforte de concreto, concreto armado ou alvenaria de pedra, parte de estrutura de contenção, disposto perpendicularmente em relação ao elemento de contenção E - Contrafuert F - Contrefort I - Counterfort E - Intersección Rotatória, Glorieta Rotunda (Per.) F - Rond-point I - Traffic Circle, Rotary GLEBA Área de terras não subdivididas em lotes, mas E - Gleba F - Glèbe I - Glebe GLOSSÁRIO 1) Coleção de termos limitada a uma dada área de conhecimento e matérias conexas com ou sem definições, com ou sem indicações de palavras correspondentes em outras línguas. 2) Vocabulário em que se explicam palavras (termos) de significação obscura. 3) E - Glosario F - Glossaire I - Glossary GLOSSÁRIOS DO CEMBUREAU Glossários editados pelo CEMBUREAU com entrada em Inglês, Francês, Alemão, Italiano e Espanhol, contendo mais de E - Glosario del Cembureau F - Lexique Technique du Cembureau I - Cembureau Glossaries GNAISSE Rocha cristalofiliana com os mesmos elementos do granito (quartzo, feldspatos e mica), porém E - Gneiss F - Gnaiss I - Gneiss E - Gneiss F - Gnaiss I - Gneiss GODO 1) Termo usado em Portugal para significar E - Grava, Pedregulho F - Gravier, Gravillon I - Gravel GONIÔMETRO Instrumento empregado na medição E - Goniometro F - Goniomètre I - Goniometer GRADE Conjunto de série de discos côncavos com rotação livre de bordo liso ou recortado, montados sobre um ou mais eixos comuns, destinado a regularizar o solo E - Grada F - Herse I - Disc Harrow, Disk Harrow GRADE CENTRAL Grade entre obras-de-arte (pontes, viadutos, bueiros), disposta em continuação ao canteiro E - Reja Central F - Grille Centrale I - Central Grating GRADE DE DISCOS Dispositivo rebocável, munido de discos, utilizado para destorroamento, ligeira E - Grada de Discos F - Herse de Disques I - Disc harrow GRADE PARA PEDESTRES Dispositivo de segurança para proteger e ordenar a movimentação de E - Valla de Seguridad para Peatones F - Clôture de Securité pou Piétons I - Pedestrian Guard-Rail GRADIENTE HIDRÁULICO Perda de carga de um líquido, entre dois pontos, dividida pela distância entre E - Gradiente Hidráulico F - Gradient Hydraulique I - Hydraulic Gradient GRADUAÇÃO DE UM SOLO Distribuição das partículas de um solo segundo suas dimensões. (Sin.: E - Graduación de Suelo F - Graduation du Sol I - Soil Grading GRANULAR 1) Textura de rochas cujas partículas constituintes são equidimensionais (na maioria). V. Grão. 2) Característica de material composto de grãos, em geral E - Granular F - Grenu, Granitaire I - Granular, Grainy Texture GRANULOMETRIA 1) Determinação das quantidades dos diferentes tamanhos das partículas de um solo ou agregado. 2) Característica de um solo ou agregado referentes às partículas constituintes segundo suas E - Granulometria, Composición Granulométrica (Per.) F - Granulométrie, Composition Granulométrique I - Grading, Gradation, Particle Size Distribution

GRANULOMETRIA ABERTA GREIDE DESCENDENTE

GRANULOMETRIA ABERTA Característica de agregado que por ter teor de vazios muito grande, permite E - Composición Granulométrica Abierta F - Granularité Ouverte I - Open Grading GRANULOMETRIA CONTÍNUA Granulometria onde as partículas variam de tamanho, através de peneiras E - Granulometria Contínua, Composición Granulométrica Contínua(Col.) F - Granulométrie Continue I - Continuous Grading GRANULOMETRIA DESCONTÍNUA Granulometria na qual se nota a ausência de partículas de determinados tamanhos, isto é, não regularidade na variação E - Granulometria Discontínua, Granulometria Abierta (Bol., Ecu), Granulometria Malgraduada (Méx., Nic.) F - Granulométrie Discontinue I - Gap Grading, Discontinuous Grading GRANULOMETRIA DESCONTÍNUA COM CONCENTRAÇÕES Característica de agregado de granulometria descontínua na qual os tamanhos de cada E - Granulometria Discontínua con Concentraciones F - Granularité Serrée, Granulométrie Serrée (Suiça) I - Discontinuous Grading with Concentrations GRANULOMETRIA DESCONTÍNUA SEM CONCENTRAÇÕES Característica de agregado de granulometria descontínua na qual os tamanhos de cada grupo componente variam consideravelmente não E - Granulometria Discontínua sin Concentraciones F - Granularité Étalée, Granulométrie Étalée I - Discontinuous Grading Without Concentrations GRAU DE CURVATURA Ângulo que subentende E - Grado de Curvatura F - Degré de Courbure I - Degree of Curvature GRAÚDO (MATERIAL) Característica de material expressa pelo fato de ter dimensões acima de determinado E - Grueso (Mater) F - Gross (Mater) I - Coarse (Mater) GRAUTE Mistura fluida de aglomerante (cimento, agregados, areia) e água, utilizada para preenchimento de vazios em formações rochosas, juntas e vazios menores em E - Mistura Glomerada F - Enchaudage I - Grout GRAUTEAMENTO Ato ou processo de forçar graute para dentro de vazios de formações rochosas. Obs.: No caso de blocos de concreto, o grauteamento pode servir para E - Aplicar la Mistura F - Enchaudage I - Grouting, Groute (To) GRAUTEAMENTO COM ARGILA Grauteamento utilizado especialmente nos casos em que há pressão hidrostática pequena, e em que se deseja barrar a passagem d'água. V.Grauteamento.

E - Enlechado con Arcilla F - Enchaudage avec Argile I - Clay Grouting GRAUTEAMENTO COM ASFALTO Grauteamento em que se injeta asfalto quente sob pressão, e que é usado especialmente nos casos em que há fluxo d'água nas fissuras a serem seladas para estancar este fluxo, e E - Enlechado con Betún F - Enchaudage avec Bitume I - Asphalt Grouting GRAUTEAMENTO COM CIMENTO Grauteamento que em geral, se inicia com uma mistura muito fluida de cimento e água (com ou sem aditivos), e utilizando em seguida mistura a mais consistente possível, Grauteamento. V. Aditivos para Grauteamento com E - Enlechado con Cemento F - Enchaudage avec Ciment I - Cement Grouting GRAUTEAMENTO QUÍMICO Grauteamento com produtos químicos, usado especialmente nos casos em que há fissuras muito pequenas ou então após aplicação de um grauteamento com cimento (com ou sem aditivos), com E - Enlechado con Productos Químicos F - Enchaudage avec Produits Chimiques I - Chemical Grouting GRAUVACA Rocha sedimentar constituída de fragmentos arenosos, freqüentemente quartzo e quantidade E - Grauvaque F - Grauwacke I - Grauwacke, Graywacke GREDA Mistura natural de argila e areia, comumente E - Greda, Arcilla Plástica (Cos.),Marga(Nic.), Arcilla Arenosa (Pan., Per., R.D., Ven., Nic.) F - Glaise,Marne I - Marl, Chalk GREIDE Perfil do eixo de uma estrada complementado E - Pendiente F - Rampe I - Grade, Gradient E - Gradiente Ascendiente F - Rampe de Montée I - Ascending Grade GREIDE COLADO Perfil longitudinal do eixo da estrada lançado de forma a acompanhar as ondulações do E - Pendiente Amoldada F - Rampe Acomodée I - Adjusted Grade GREIDE DE TERRAPLENO Perfil longitudinal do E - Rasante de Terraplén F - Pente de Terrassement I - Earthwork Grade E - Gradiente Descendente F - Rampe de Descente I - Descending Grade

GREIDE DO LEITO DE ESTRADA GUARDA DE VEÍCULO

GREIDE DO LEITO DE ESTRADA Perfil do eixo longitudinal do leito de estrada. V. Leito de Estrada e E - Pendiente del Lecho del Camino F - Rampe d'Assise I - Roadbed Grade GREIDE DE PAVIMENTO Greide do eixo do E - Rasante del Pavimento, Rasante (Col., Méx., Per., R.D., Ven), Rasante Final (Nic.), Eje del Pavimento (Uru.) F - Pente Longitudinale du Revétement I - Pavement Grade GREIDE RETO Sucessão de alinhamentos verticais E - Rasante Compuesto de Líneas Rectlíneas F - Pente en Droites I - Grade Composed of Straight Lines GRELHA Grade destinada a vedar a entrada de objetos em um sistema de drenagem, incompatíveis com a E - Grilha, Enjerado F - Gille I - Grate GRÉS Mistura de argila e areia, de propriedades plásticas, E - Gres, Barro de Olla (Pan., Cos.), Barro (Nic.) F - Terre Glaise, Gres, Argile I - Plastic Sand-clay GRETA Abertura da terra provocada pelo calor do sol, E - Grieta del Suelo F - Fente de Sol, Crevasse I - Soil Crack, Crevice GRETA DE CONTRAÇÃO Pequenas fendas E - Grieta de Contracción F - Fente de Contraction I - Contraction Crack E - Vale Pequeño y Profundo F - Grotte I - Glen GROTÃO Talvegue de vale profundo, em geral de E - Vaguada Profunda F - Grotte I - Deep Valley GRUA Máquina constituída por uma torre vertical, assente em base fixa ou móvel sobre rodas ou esteiras, com lança que lhe permite elevar materiais e depô-los em sua E - Grua F - Grue à Tour Pivotante I - Tower Crane GRUA AUTOMOTRIZ 1) Grua móvel automotora. 2) E - Grua Automotriz F - Grue Mobile I - Mobile Crane, Crane Truck E - Planta de Trituración F - Installation de Concassage I - Crushing plant GRUPO DE ESTUDO (GE) PARA NORMALIZAÇÃO (DO MNQ) Conjunto de técnicos que elaboram um ou mais textos-base de uma norma de uma área específica, e tratam de sua revisão. Parte integrante do subsistema MNQ. Notas: 1 - Os grupos de estudo podem ser organizados em qualquer Diretoria do DNER. 2 - Os grupos de estudo são relacionados em indicador, pelo Órgão Central do Subsistema MNQ (DrDTc/IPR). V. Subsistema de Metrologia, Normalização e E - Grupo de Estudio para Normalización F - Groupe d'Étude de Normalisation I - Working Group for Standardization GRUPO DE TRABALHO Grupo, em geral de 12 ou mais pessoas, com problema comum, que se reúnem por determinado período de tempo, para dar andamento a uma tarefa, com base em consenso, cujos termos de referência E - Grupo de Trabajo F - Groupe de Travail I - Working Group E - Oleada F - Vague I - Platoon GRUPO FOCAL 1) Conjunto de dois ou mais focos, acoplados, com faces voltadas para a mesma corrente de trânsito, nos semáforos. 2) Termo utilizado no âmbito de algumas empresas para designar um grupo de consumidores ou usuários, em potencial ou não, que em discussão organizada, manifesta-se em relação à maior ou menor E - Grupo Focal F - Groupe de Foyer I - Focus Group GRUPO GERADOR Conjunto constituído por motor e E - Generador de Electricidad F - Générateur Electrique I - Electric Generator, Generator E - Caverna F - Caverne I - Cavern, Grotto GUARDA-CORPO 1) Estrutura instalada ao longo de obras-de-arte ou nas bordas de uma via, para proteção dos pedestres e segurança dos veículos. (Sin.: Parapeito). 2) Peças pré-moldadas que, inseridas ao lado da pista ou acostamento (vizinho de barranco), dão maior segurança às E - Parapeto, Pretil (Ecu.) F - Parapet I - Parapet GUARDA DE TRÂNSITO Membro da polícia que E - Guarda de Tránsito F - Agent de Police de Trafic I - Traffic Warden GUARDA DE VEÍCULO Imobilização de veículo E - Guardar Vehículo F - Garder un Véhicule I - Vehicle Keeping

GUARDA-RODAS ?GUSSET? (S)

GUARDA-RODAS Tipo de obstáculo de baixa altura, contínuo, destinado a separar faixas de trânsito de veículos, E - Bordillo F - Parement du Pavé, Guarde-Roues I - Wheelguard E - Bordillo, Sardinel, Cordon (Cos., Pan., Per., Uru.), Solera (Chi.), Guarnicion (Nic.), Contén (R. D.) F - Bordure I - Curb, Kerb GUIA-CORRENTE 1) Estrutura destinada a orientar as correntes de um rio ou de um estuário, de modo que provoque aprofundamento do canal pela intensidade da correnteza. 2) Estrutura destinada a orientar as correntes de E - Guía-Corriente F - Guide-Courant I - Current Correction, Jetty E - Guía de Deslizamiento F - Guide de Glissade I - Sliding Guard GUIA PARA DESEMPENAR Guias que se utilizam quando do alisamento de superfície de concreto E - Guía para Allanar F - Guide pour Equarrir I - Unwarping Guide GUIA PROVISÓRIO Documento que contém diretrizes provisórias para execução de um serviço, geralmente sob a forma de norma. Após experimentação E - Guía Provisorio F - Guide Provisoire I - Interim Guide GUINCHO Mecanismo transmissor de potência, manejado a mão ou por aplicação de máquina motriz, para (Consta de um ou mais tambores de enrolamento de cabos E - Guinche, Winche, Montacarga (Pan.),Cabrestante (Per.), Malacate (Nic.) F - Treuil, Cabrestan I - Winch GUINDASTE Máquina autopropulsora provida de lança móvel destinada a elevar materiais e levá-los de um lugar E - Grúa F - Grue I - Crane GUINDASTE DE CAIS Guindaste que opera em cais E - Grúa de Muelle F - Grue de Quai I - Quay Crane, Dark Crane, Port Crane GUINDASTE SOBRE CAMINHÃO Auto- E - Grúa De Camión F - Grue de Camion I - Truck Crane GUNITE Nome comercial dado a uma mistura de cimento e areia, que é aplicada pneumaticamente sob pressão, em geral sobre superfícies que demandam reforço E - Gunita, Torcredo, Mortero Lanzado F - Gunite I - Gunite GUSSASFALTO Termo utilizado na Alemanha para denominar asfaltos fluidos que contenham determinadas E - Gussasfalto F - Gussasphalt I - Gussasphalt E - Placa (s) de Unión, Chapa (s) de Nudo F - Gousset (s) I - Gusset (s)

HÁBITAT HIPSOGRAFIA

H HÁBITAT Soma das condições ambientais de um lugar específico que é ocupado por um organismo, uma E - Habitat F - Habitat I - Habitat HARDWARE 1) Qualquer equipamento ou peça de equipamento requerido para funcionamento de um sistema 2) Os componentes físicos de um sistema de computador, 3) Conjunto de equipamentos de uma instalação de E - Hardware F - Hardware I - Hardware E - Asta de Broca F - Haste de Tarière I - Drill Stem, Drill Steel HEDONISMO Entendimento de que o prazer ou a felicidade é o bem principal da vida; um dos motivos para o comportamento anormal do motorista. Ex.: Competição no E - Hedonismo F - Hédonism I - Hedonism HIDRATAÇÃO 1) Absorção da água nas rochas e solos, facilitada pela permeabilidade ou pelas fissuras. 2) E - Hidratación F - Hydratation I - Hydration HIDRÁULICA Parte da hidrodinâmica aplicada que investiga de forma simplificada o escoamento dos fluidos (especialmente água), e as aplicações tecnológicas de alguns E - Hidráulica F - Hydraulique I - Hydraulics HIDRÁULICA DAS ROCHAS Mecânica dos fluidos aplicada ao escoamento de líquidos através de E - Hidráulica de las Rocas F - Hydraulique des Roches I - Hydraulics Applied to Rock HIDRÁULICA DO SOLO Mecânica dos fluidos E - Hidráulica del Suelo F - Hydraulique du Sol I - Hydraulics Applied to Soil (Flow of Water) HIDRAULITAS Produtos (pozolanas naturais ou artificiais, escória), que se adicionam a ligantes simples (cal,cimento Portland) resultando ligantes compostos; não são aditivos. Ex.: Pozolana Natural. Ex.: Pozolana E - Material Adicional F - Matériel Additionnel I - Additional Material (to Single Binder) HIDROCARBONETO Composto constituído apenas C6H6, C6H5CH3.

E - Hidrocarbono F - Hydrocarbure I - Hydrocarbon HIDROLOGIA Ciência que trata da ocorrência, circulação, distribuição e propriedades das águas da Terra e E - Hidrología F - Hydrologie I - Hydrology E - Hidroplaneo F - Hydroplanage I - Aquaplaning HIDROSSEMEADURA Processo de revestimento de taludes de cortes e de aterros, executado mecanicamente com auxílio de equipamento apropriado, em que as sementes são lançadas em suspensão com uma mistura de E - Hidrosembradura F - Hydroensemencement I - Hydrosowing HIDROVIA Via líquida usada para o transporte. (Sin.: E - Vía Acuática F - Voie Navigable I - Waterway E - Higrómetro F - Hygromètre I - Hygrometer HIGROSCOPICIDADE Capacidade de um material de absorver o vapor d'água do ar úmido. Ex.: E - Higroscopicidad F - Hygroscopicité I - Hygroscopicity HIGROSCÓPIO Característica de um material que tem grande afinidade pelo vapor d'água, sendo capaz de retirá-la E - Higroscopio F - Hygrophile I - Hygroscopic, Higrophilic HINTERLAND/HINTERLÂNDIA 1) Território situado por trás de uma costa marítima ou de um rio. 2) Região servida por um determinado porto. (Sin.: Área de E - Hinterland F - Hinterland I - Hinterland HIPERESTÁTICA (ESTATISTICAMENTE INDETERMINADA) Condição de certa estrutura cujas solicitações não podem ser determinadas pelas leis da E - Hiperestática F - Hyperestatique I - Statistically Inderterminate, Hyperstatics HIPSOGRAFIA Parte da topografia que trata do relevo E - Hipsografia F - Hypsographie I - Hypsography

HODÓGRAFO HVEEM

HODÓGRAFO Aparelho que, adaptado a uma viatura, efetua o registro gráfico da sua trajetória, em uma E - Odógrafo F - Odographe I - Odograph HODÔMETRO Instrumento destinado à avaliação direta de distâncias percorridas com base no movimento de E - Odómetro F - Odomètre I - Odometer HOLOGRAFIA Em cartografia é um processo em que E - Holografia F - Holographie I - Holography ?HOME OFFICE? Escritório adequadamente aparelhado de executivo ou consultor na própria residência E - ?Home Office? F - ?Home Office? I - ?Home Office? HOMOLOGAÇÃO Ato do poder público ou de seu delegado, reconhecendo publicamente que um documento, E - Homologación F - Hemologation I - Official Approval HORA PICO Hora durante a qual se verifica o maior E - Hora-Pico F - Heure de Pointe I - Peak Hour HORA DE VERÃO Hora que resulta de decreto governamental alterando, para fins de economia de energia E - Hora de Verano F - Heure d'Eté I - Summer Time (UK), Saving Time E - Hora-Pico F - Heure de Pointe I - Peak Hour HORIZONTE A Horizonte de solo que está em contato com a atmosfera e submetido diretamente à ação das intempéries. V. Horizonte de Solo. (Sin.: Horizonte E - Horizonte A F - Horizon A I - A Horizon HORIZONTE B Horizonte de solo situado abaixo do horizonte A, constituído de solo densificado, menos permeável que o solo do horizonte A, e que normalmente intercepta as raízes da vegetação. V. Horizonte de Solo e E - Horizonte B F - Horizon B I - B Horizon HORIZONTE C Horizonte de solo formado por solo, no qual se observa, em geral, ainda a estrutura da rocha que o formou, embora muito decomposta; geralmente rico de minerais mal decompostos, grânulos de quartzo, seixos ou E - Horizonte C F - Horizon C I - C Horizon HORIZONTE D Parte da rocha que se acha no começo da transformação em solo, sob a ação de fatores E - Horizonte D F - Horizon D I - D Horizon HORIZONTE DE SOLO Camada do solo de características definidas, facilmente identificada por sua natureza, diferente das camadas situadas em cima e E - Horizonte de Suelo, Estrato Superficial (Bol.), Capa de Suelos (Cos.), Capa Superior de Suelos (Nic.), Estrato de Suelo (Pan., Ecu., Nic.) F - Horizon de Sol I - Soil Horizon HORIZONTE ELUVIAL V. Horizonte A e E - Horizonte Eluvial F - Horizon Eluvial I - Eluvial Horizon HORIZONTE G Horizonte de solo de baixada, em que se dá oscilação do lençol freático com a estação do ano, E - Horizonte G F - Horizon G I - G Horizon HÚMUS Matéria de natureza orgânica em estado coloidal (originada da decomposição pela atividade microbiana), que penetra no interior do solo, agindo em interação com as substâncias minerais. Possui poder cimentante, melhorando o estado de agregação do solo, forte poder absorvente e elevada capacidade de troca catiônica. Geralmente atribui ao solo uma coloração escura E - Humus F - Humus I - Humus HVEEM Ensaio denominado, segundo seu idealizador Francis Nelson Hveem, para determinação do fator R concernente a pavimentos flexíveis, requerido para projeto E - HVEEM F - HVEEM I - HVEEM

IBICT - INSTITUTO BRASIL. DE INFORM. CIENT. E TECNOL. ILUMINAÇÃO DE RODOVIA

ILUMINAÇÃO DE TÚNEL INCHAMENTO DE AGREGADO MIÚDO

F - Éclairage de la Route I - Road Lighting ILUMINAÇÃO DE TÚNEL Iluminação aplicada a E - Iluminación de Túnel F - Éclairage de Tunnel I - Tunnel Lighting ILUMINAÇÃO DE VIADUTO Iluminação E - Iluminación de Viaducto F - Éclairage de Viaduc I - Viaduct Lighting ILUMINAÇÃO INTERNA 1) Iluminação dentro de E - Iluminación Interna F - Eclairage Interne I - Internal Lighting IMOBILIZAÇÃO DE VEÍCULO Paralisação de um veículo, não determinada pelo trânsito ou por motivos operacionais, nem exclusivamente para carga ou descarga ou entrada e saída de passageiros. Ex.: Guarda ou E - Inmovilización de Vehículo F - Inmobilisation de Véhicule I - Vehicle Immobilization, Vehicle Motionless Rendering IMPACTO AMBIENTAL Conseqüências da implantação de uma rodovia ou outra obra de engenharia E - Efecto Ambiental F - Effect du Moyen Ambient I - Impact on the Environment IMPEDIMENTO DE FAIXA Operação a cargo de autoridade competente com a finalidade de impedir o trânsito em uma faixa de rodovia, para permitir reparos ou E - Cierre de un Canal (de Carretera) F - Fermeture de Voie I - Closure of Lane IMPERMEABILIDADE Capacidade de impedir ou E - Impermeabilidad F - Imperméabilité I - Impermeability IMPERMEABILIDADE DE CONCRETO (ÁGUA) Requisito que pode ser estabelecido em projeto e cuja verificação demanda ensaio específico. Ex.: na Rússia, B2, B4, B6, B8, B10 e B 12 (impermeabilidade para 12 E - Impermeabilidad del Hormigón F - Imperméabilité du Béton I - Concrete Impermeability (Water) IMPERMEABILIZAÇÃO Aplicação de processo que torna impermeável à água, uma peça, solo ou elemento E - Impermeabilización F - Étanchement I - Waterproofing IMPERMEABILIZAÇÃO BETUMINOSA DE TALUDES Aplicação de camada betuminosa ou camada betuminosa aplicada a taludes para prevenir erosão proveniente do escoamento superficial das águas de chuva e E - Impermeabilización Bituminosa F - Imperméabilisation Bitumineuse (de Rampes) I - Bituminous Waterproofing (of Slopes) IMPERMEABILIZANTE 1) Aditivo que torna impermeável um material ou elemento a dado fluido. 2) Material que torna impermeável, peça ou elemento E - Impermeabilizante F - Produit pour Impermeabilization I - Fluidproofing Agent IMPLANTAÇÃO DE ACESSOS À RODOVIA E - Implantación de Accesos F - Implantation d'Accès I - Access Implantation IMPREGNAÇÃO BETUMINOSA Impregnar com E - Impregnación F - Couche d'Imprégnation I - Bituminous Impregnation IMPREGNAÇÃO DE MOIRÕES Operação de impregnar os tecidos lenhosos de moirões de madeira com E - Impregnación de Postes de Alambrado F - Imprégnation de Pieux I - Fence Post Impregnation IMPRIMAÇÃO Aplicação de um material betuminoso fluido na superfície de uma base concluída, para aumentar sua coesão superficial, impermeabilizá-la e aumentar sua E - Imprimación, Impregnación (Méx.), Sello de Terraceria (Nic.), Imprimación Asfáltica (Pan.), Riego Asfáltico (Per., R.D.) F - Imprimure, Imprégnation I - Priming IMPRIMAÇÃO (PINTURA) Primeira camada fina de tinta aplicada sobre a superfície de material novo ou E - Imprimación F - Imprégnation Préliminaire I - Priming, Primer, Prime Coat, Prefinishing Coat, Priming Coat E - Imprimación, Impregnación (Méx.), Sello de Terraceria (Nic.), Imprimación Asfáltica (Pan.), Riego Asfáltico F - Imprimure, Imprégnation I - Priming IMPULSO DE TERRAS Termo usado em Portugal E - Empuje de Tierra F - Pousseé des Terres I - Earth Pressure E - In Situ F - In Situ I - In Situ INCHAMENTO Aumento de volume de um solo E - Esponjamiento, Hinchamiento (Cos., Ven., Nic.), Ahundamiento, Bufamiento (Méx., Nic.) F - Gonflement I - Swelling, Bulking INCHAMENTO DE AGREGADO MIÚDO Fenômeno que consiste na variação do volume aparente de agregado miúdo, provocado pelo contato dos grãos com

INCIDENTE COM MATERIAIS PERIGOSOS ÍNDICE DE ACESSIBILIDADE

E - Entumecimiento de Agregado Fino F - Gouflement d'Aggregat Menu I - Swelling of Fine Aggregate INCIDENTE COM MATERIAIS PERIGOSOS Liberação inadvertida de material E - Incidente con Materiales Peligrosos F - Incident avec Materiaux Dangereuses I - Incident with Dangerous Materials INCLINAÇÃO DE UM MURO Inclinação da obra E - Pendiente de um Muro, Talud de un Muro. Escarpio (Méx.), Inclinación (Pan.) F - Fruit (d' un Mur) I - Batter (of a Wall), Battice INCLINAÇÃO TRANSVERSAL 1) Inclinação do terreno na direção perpendicular ao eixo da diretriz. 2) Inclinação do pavimento na direção perpendicular ao eixo E- Pendiente Transversal F - Pente Transversale, Dévers I - Cross-slope INCLINÔMETRO Aparelho para determinar a direção das forças magnéticas da terra com relação ao plano do horizonte. Obs.: O termo inclinômetro não deve ser utilizado para significar clinômetro ou eclímetro, nem para E - Inclinómetro F - Inclinomètre I - Inclinometer INCORPORAÇÃO RODOVIÁRIA Processo de inclusão de um imóvel, mediante os diferentes modos que o E - Incorporación de Propriedad F - Incorporation d'Immeuble I - Incorporation of Real Property INCORPORADOR DE AR Aditivo utilizado no concreto, que incorpora ar em forma de bolhas E - Incorporador de Aire, Inclusión de Aire (Méx., Nic.) F - Entraineur d'Air I - Air-entraining Agent INCOTERMS Termos correspondentes a regras de âmbito internacional e de caráter facultativo estabelecidos pela Câmara de Comércio Internacional, que regulam obrigações de comprador e vendedor, definindo o ?ponto crítico?, isto é, o momento em que se verifica a transferência de obrigações do vendedor ou comprador, ou seja, o momento em que o exportador tem o direito de receber o pagamento estipulado, desde que, a partir daí, todos os riscos correm por conta do importador. Ex.: C & F - Custo e Frete (porto de destino indicado). Ex.: CIF - Custo, Seguro e Frete (porto de destino indicado). Ex.: Na Ex.: Frete ou Transporte Pago (ponto de destino). Ex.: Frete ou Transporte e Seguros Pagos. Ex.: FOB - Posto a Bordo (porto de embarque indicado). Ex.: FAS - Posto no Costado do Navio (porto de embarque indicado). Ex.: Entregue na Fronteira. Ex.: Posto a Bordo (aeroporto de embarque indicado) Ex.: No Navio (ponto de destino designado). Ex.: FOR/FOT - Posto no vagão ou caminhão (ponto de partida E - Incoterms F - Incoterms I - Incoterms INCRUSTAÇÃO Ato de incrustar ou fixar no pavimento dispositivos que servirão para sinalização e E - Incrustación F - Incrustation I - Incrustation INDICADOR AMBIENTAL São os indicadores que refletem uma relação significativa entre um aspecto do desenvolvimento econômico e social e um fator ou processo E - Indicador del Medio Ambiente F - Indicateur du Moyen Ambient I - Environmental Index INDICADOR DE DIREÇÃO Sistema que orienta o E - Señalizadores de Dirección F - Indicateur de Guidage I - Trafficator, Direction Indicator INDICADOR DE IMPACTO São elementos ou parâmetros de uma variável que fornecem a medida da magnitude de um impacto ambiental. Podem ser quantitativos quando representados por uma escala numérica, ou qualitativos, quando classificados E - Indicador del Efecto Ambiental F - Indicateur d'Effet du Moyen Ambient I - Impact Indicator INDICADOR DE PRESSÃO DE ÓLEO Parte de um instrumento instalado no painel do veículo que mostra a pressão de óleo no seu motor. (Sin.: Mostrador de Pressão E - Indicador de Pressión de Aceite F - Indicateur de Pression d'Huile I - Oil Pressure Indicator INDICADOR DE TEMPERATURA DO MOTOR Parte de um instrumento instalado no painel do E - Marcador de Temperatura, Termómetro del Motor F - Indicateur de Température du Moteur I - Motor Temperature Gauge INDICADOR LUMINOSO DE MUDANÇA DE DIREÇÃO Equipamento obrigatório de veículo, E - Señalizadores F - Indicateur Lumineux de Changement de Direction I - Outside Light Direction Changes Indicator ÍNDICE DA QUALIDADE (DA ROCHA) Classificação qualitativa de um maciço rochoso, que considera a interferência das descontinuidades geológicas e estado de alteração na deformidade e na resistência do conjunto, simultaneamente com as propriedades da rocha intacta. O RQD e o índice de velocidade são índices de E - Indice de Calidad de Roca F - Indice de Qualité, Index de Qualité de la Roche I - Rock Quality Index, Quality Index (Rock) ÍNDICE DE ACESSIBILIDADE Índice numérico usado em planejamento de transportes, e atribuído a cada zona de trânsito, em função do tempo de viagem para todas as outras zonas. Para cada zona, a acessibilidade é a medida relativa das oportunidades de interação com as atividades sócio-econômicas da cidade.

ÍNDICE DE ACIDENTES ÍNDICE DE RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO

E - Índice de Accesibilidad F - Index d'Accessibilité I - Accessibility Rate ÍNDICE DE ACIDENTES Número relativo, diretamente proporcional ao número de acidentes ocorridos numa via, durante um certo período, e inversamente proporcional ao produto da extensão da mesma pela milionésima parte de seu volume de tráfego, durante este E - Índice de Accidentes F - Taux d'Accidents, Index d'Accidents I - Traffic Accidents Rate, Accident Rate ÍNDICE DE ANGULARIDADE Percentagem que E - Índice de Angularidad F - Index d'Angularité I - Angularity Number ÍNDICE DE DOMICÍLIOS COM AUTOMÓVEL PRÓPRIO Número relativo médio de residências onde pelo menos um dos moradores tem automóvel para uso pessoal regular, pelo número total de E - Índice de Domicílios con Coches Propios F - Index de Domiciles avec Voitures Propres I - Car Owning Household Rate ÍNDICE DE DOMICÍLIOS SEM AUTOMÓVEL PRÓPRIO Número relativo de residências em que nenhum dos moradores possui E - Índice de Domicílios sin Coches Propios F - Index de Domiciles sans Voiture Propres I - Non-Car-Owing Household Rate ÍNDICE DE GRUPO Número entre 0 e 20 que permite classificar o solo quanto ao seu comportamento e obtido a partir de dados relativos ao índice de plasticidade, E - Índice de Grupo F - Indice de Groupe I - Group-Index ÍNDICE DE LIQUIDEZ Relação entre o ativo circulante (disponível mais realizável) e o exigível (todo o E - Índice de Liquidez F - Indice de Liquidité I - Liquidity Index ÍNDICE DE MORTALIDADE Número de mortes causadas em acidentes de trânsito por 100 milhões de E - Índice de Mortalidad (Trânsito), Tasa de Mortalidad (Per., Ven.),Índice de Mortalidad Vial (R.D.) F - Taux de Mortalité, Indice Letal I - Death Rate ÍNDICE DE MOTORIZAÇÃO Número relativo que exprime a relação de habitantes por veículo licenciado, E - Índice de Motorización F - Index de Motorisation, Taux de Motorisation I - Motorization Rate ÍNDICE DE OCUPAÇÃO DE AUTOMÓVEIS Número relativo médio de pessoas transportadas por E - Índice de Ocupación de Coches F - Index d'Occupation de Voitures I - Car Occupancy Rate ÍNDICE DE PASSAGEIROS POR QUILÔMETRO (IPK) Relação entre o número total de passageiros transportados e a quilometragem total percorrida por uma ou mais linhas de um mesmo modo de E - Índice de Pasajeros por Quilómetro F - Index de Passagers par Kilomètres I - Passengers per Kilometer (Index) ÍNDICE DE PENETRAÇÃO Comprimento em décimos de milímetro que uma agulha-padrão penetra verticalmente em um material betuminoso, em condições determinadas de peso, tempo e temperatura.V. Penetração E - Índice de Penetración F - Indice de Pénétration I - Penetration Index ÍNDICE DE PERICULOSIDADE Número relativo, diretamente proporcional ao número de acidentes de uma via ou área, durante um certo período, e inversamente proporcional ao produto da extensão ou superfície da mesma pela centésima milésima parte do seu E - Índice de Peligrosidad, Indice de Periculosidad F - Taux de Danger I - Hazard Rate, Danger Rate ÍNDICE DE PLASTICIDADE Diferença numérica E - Índice de Plasticidad F - Indice de Plasticité I - Plasticity Index ÍNDICE DE QUALIDADE DE ROCHA Classificação qualitativa de um maciço rochoso, que considera a interferência das descontinuidades geológicas e estado de índice na deformidade e na resistência do conjunto, simultaneamente com as propriedades da rocha intacta, O RQD e o índice de velocidade são índices de E - Índice de Calidad de Roca F - Indice de Qualité, Index de Qualité I - Rock Quality Index, Quality Index (Rock) ÍNDICE DE RENOVAÇÃO DE PASSAGEIROS (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Relação entre o total de passageiros transportados e a ocupação crítica verificada em uma E - Índice De Renovación De Pasajeros F - Index De Rénovation De Passagers I - Passenger Renewal Index ÍNDICE DE RENOVAÇÃO MÉDIO POR PERÍODO Relação entre o somatório do número dos passageiros transportados nas viagens de sentido único do período e o somatório das ocupações críticas das mesmas E - Índice de Renovación Mediana por Período F - Index de Rénovation Moyenne I - Mean Passenger Renewal Index ÍNDICE DE RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO Ensaio de subsolo in-situ, no qual se utiliza um barrilete amostrador padrão (NB-12/NBR- 8036/83 - da ABNT - Programação de sondagens de ruídos, reconhecimento dos solos para fundações de edifícios), para determinar o número de golpes

ÍNDICE DE SENSIBILIDADE (DE UM SOLO) INFOTERM

padronizados, necessário para que este penetre uma E - Índice de Resistencia a la Penetración (Suelo) F - Index de Resistance à la Pénétration (Sol) I - Soil Penetration Resistance Index ÍNDICE DE SENSIBILIDADE (DE UM SOLO) Relação entre as resistências a compressão simples de um solo argiloso nos estados natural e E - Índice de Sensibilidad F - Degré de Sensibilité I - Sensitivity Ratio, Sensitivity to Remolding, Sensitivity Index ÍNDICE DE SUPORTE CALIFÓRNIA Relação, em percentagem, entre a pressão obtida na penetração de um pistão padronizado, à velocidade de 0,05 pol/min, em um corpo-de-prova de solo preparado de modo padronizado e uma pressão tomada como padrão. As pressões padrões foram obtidas, ensaiando uma brita graduada de alta qualidade, considerada como material de referência. A pressão geralmente tomada para o cálculo do ISC é a correspondente a 0,1 pol de penetração, mas em alguns E - Índice de Soporte de California, Valor Relativo de Soporte (Méx.), Prueba de CBR (Pan.) F - Indice Portant de Californie I - California Bearing Ratio (CBR) ÍNDICE DE UTILIZAÇÃO (IU) (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Relação entre o número de passageiros transportados e os lugares sentados oferecidos em uma linha ou conjunto de E - Índice de Utilización (Transporte Colectivo Regular) F - Index de Utilization I - Utilization Index (Regular Collective Transportation) ÍNDICE DE VAZIOS Relação percentual entre o volume de vazios de um material e o volume total deste E - Contenido de Aire, Porcentaje de Vacíos (Col., Pan., Per., R.D.) F - Teneur en Air I - Void Ratio ÍNDICE DE VAZIOS (MECÂNICA DOS SOLOS) Índice físico que relaciona o volume de vazios e E - Ralación de Huecos F - Indice des Vides (Sol), Index des Vides (Sol) I - Soil Void Ratio ÍNDICE DE VELOCIDADE (ROCHA) Quadrado da relação entre a velocidade de propagação de ondas sísmicas obtidas em laboratório pela velocidade de propagação dessas ondas ?in-situ?. A relação se aproxima E - Índice de Velocidad F - Indice de Velocité, Index de Velocité I - Speed Index (Rock) ÍNDICE DE VIAGENS Número relativo médio de E - Índice de Viaje F - Index de Voyage I - Trip Rate ÍNDICE DE VÍTIMAS Número relativo, diretamente proporcional ao número de pessoas acidentadas (feridas ou mortas), conseqüentes dos acidentes de vias, durante um certo período, e inversamente proporcional ao produto de extensão do trecho a ser considerado, pela milionésima E - Índice de Víctimas F - Index de Victimes I - Victim Rate ÍNDICE PFEIFFER - VAN DOORMAL Número que permite avaliar a susceptibilidade térmica de um cimento asfáltico, obtido através de uma correlação E - Índice Pfeiffer-Van Doormal F - Indice de Pfeiffer-Van Doormal I - Pfeiffer-Van Doormal Index ÍNDICE TIPO ?KWIC? Índice ou catálogo, baseado no ?Key-Word-In-Context System?, que permite acesso fácil a documento ou matéria por mais longo que seja seu título, e por maior que seja o número de documentos do E - Índice Tipo KWIC F - Index Type KWIC I - KWIC Index INFILTRAÇÃO DE ÁGUA 1) Processo pelo qual a água é absorvida pelo solo. 2) Processo pelo qual os interstícios dos sólidos se embebem de água. 3) Movimento E - Infiltración de Agua F - Infiltration d'Eau I - Water Infiltration INFLUÊNCIA DA RODOVIA SOBRE O AMBIENTE Influência exercida pela construção e utilização de rodovia, no que se refere a ruídos, emissão de gases, vibração, poluição das águas e paisagem. V. Emissão E - Influencia sobre el Médio Ambiente F - Influence sur le Milieu Ambient I - Environment Influence of Highway INFLUÊNCIA LATERAL Aquela que acarreta uma redução da capacidade da faixa ou via, devido a proximidade de objetos fixos ou móveis, dispostos lateralmente ao veículo, expressa por uma distância (afastamento lateral) em relação à qual é inversamente proporcional, sendo que para objetos fixos, esta distância é medida a partir das bordas de pista, e para objetos móveis E - Fricción Lateral F - Friction Laterale I - Lateral Friction INFORMAÇÃO PARA MOTORISTA Informação prestada a motorista sobre condições de E - Información para el Conductor F - Information pour le Conducteur I - Driving Information INFORMÁTICA Conjunto de conhecimentos técnicas e processos devidamente ordenados, aplicados na produção, guarda, recuperação, transmissão e utilização da informação com auxílio externo e aprofundado de equipamentos, E - Procesamiento de Dados F - Informatique I - Data Processing, Information Processing INFOTERM Centro Internacional para Terminologia, criado pela UNESCO em 1971, filiado à entidade de normas da Austria, e que funciona como órgão central do E - Infoterm F - Infoterm

INFRA-ESTRUTURA INSUMO DE CAPITAL

I - Infoterm INFRA-ESTRUTURA 1) Parte da construção de uma rodovia constituída pela terraplenagem e todas as obras situadas abaixo do greide de terraplenagem. 2) Parte da construção de uma obra-de-arte, que compreende as fundações e obras de apoio. 3) Base material ou econômica E - Infraestructura F - Infrastructure I - Substructure, Infrastructure INFRAÇÃO DE TRÂNSITO Delito cometido por um motorista ao dirigir veículo contrariando as leis de E - Infracción de Tránsito F - Infraction de la Circulation I - Traffic Infraction INFRA-ESTRUTURA (PAVIMENTO) Conjunto formado pela base e sub-base de um pavimento flexível, ou E - Base y Subbase F - Corps de la Chaussée I - Road Foundation E - Infraestructura de Transporte F - Infraestructure du Transport I - Transport Infraestructure INÍCIO DE OPERAÇÃO (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Horário de partida da E - Principio de una Operación (Transporte Colectivo) F - Commencement de Opération (Transport Collectif) I - Beginning of Operation INÍCIO DO ENDURECIMENTO DO CONCRETO Momento em que um concreto inicia sua passagem do estado plástico ao sólido, e no qual começa sua resistência à compressão. V. Pega (hidratação), V. Pega E - Fraguado F - Prise I - Setting (Concrete) INJETORA DE ARGAMASSA Equipamento destinado à injeção, sob pressão, de barro ou argamassa de E - Injectora de Barro o de Mortero, Injector de Lodo (Pan.), Injector (Per.) F - Injectrice de Mortier, Injecteur de Mortier I - Mud Jack INPI - INSTITUTO NACIONAL DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL Instituto com sede em Rio de Janeiro/RJ, que mantém um sistema de E - INPI F - INPI I - INPI INPUT 1) Dados de entrada para um programa. 2) Combinação dos fatores de produção que entram na E - Input F - Donnée (Entrée) I - Input INSCRIÇÃO ( EM CURVA ) Adaptação de uma curva a duas tangentes.

E - Inscripción en Curve F - Inscription en Curve I - Curve's Inscription INSTALAÇÃO DE BRITAGEM Conjunto de máquinas destinadas à britagem e manuseio de brita, incluindo o peneiramento, separação por tamanhos e E - Planta de Trituración F - Installation de Concassage I - Crushing Plant INSTALAÇÃO DE CARGA E DESCARGA Facilidades existentes para carga e descarga, tais como E - Instalaciónes de Carga y Descarga F - Installations de Charge et Décharge I - Loading and Unloading Installation INSTALAÇÃO DE EMBARQUE E DESEMBARQUE Facilidade existente para fins de embarque e desembarque, tais como plataforma numerada, E - Instalación de Embarque y Desembarque F - Instalation d'Embarquement I - Installation for Embarkation INSTALAÇÃO DE ESTACIONAMENTO Facilidade existente em um estacionamento, tais como água E - Instalación de Estacionamento F - Installation de Stationnement I - Parking Installation INSTITUTO DE PESQUISA Centro de excelência que se dedica a pesquisas em um ou mais campos do E - Instituto de Investigación F - Institut de Recherche I - Research Institute INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Órgão executivo central do SINMETRO, identificado como Secretaria Executiva do CONMETRO e fórum de compatibilização dos interesses governamentais (Resolução E - Instituto Brasileño de Metrologia, Normalisación y Calidad Industrial F - Institut Brésilien de Métrologie, Normalisation e Qualité Industrielle I - Brazilian's Institut for Metrology, Standardization and Industrial Quality INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS HIDROVIÁRIAS - INPH Centro de excelência que E - INPH F - INPH I - INPH INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Determinação escrita que uma autoridade endereça a um ou mais subordinados, sobre a execução de um serviço, quando ela ainda não está E - Instrucción de Servicio F - Instruction de Service I - Job Instruction INSUMO DE CAPITAL Fator de produção, constituído por disponibilidade desde financeira, de equipamentos, de outros bens, de conhecimento tecnológico

INSUMOS INTERSEÇÃO COM RÓTULA

e científico, que entra na produção de determinado bem ou E - Input de Capital F - Donnée de Capital I - Capital Input INSUMOS 1) Produtos primários e/ou intermediários ou bens, que devem sofrer transformações para se tornar fatores de consumo ou de capital. Ex.: Madeira, aço (Sin.: Input). 2) Combinação dos fatores de produção que entram E - Input F - Donnée (Entrée) I - Input INSUMOS FÍSICOS Produtos primários e/ou intermediários que se utilizam quando se produzem bens de consumo ou de capital. Ex.: Cimento e Carvão E - Insumos Físicos F - Données Physiques I - Material Inputs INTEGRAÇÃO TARIFÁRIA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Integração que se caracteriza pelo fato de o usuário pagar uma passagem inferior ao somatório dos preços das passagens de cada E - Integración con Tarifa F - Intégration avec Tarif I - Integration by Ticket INTEMPERISMO 1) Conjunto de processos que ocasionam a desintegração e a decomposição das rochas e minerais submetidos à ação dos agentes atmosféricos e biológicos. A maioria dos minerais, da qual o quartzo é uma das exceções, é afetada pelo intemperismo, decompondo-se e fornecendo minerais novos, estáveis. 2) É a corrosão do revestimento do pavimento causado pela perda do ligante E - Intemperismo F - Altération Atmosphérique I - Weathering INTENSIDADE DE CHUVA Quantidade de chuva E - Intensidad de Lluvia F - Intensité de Pluie I - Rain Intensity INTENSIDADE DE PRECIPITAÇÃO Volume de água precipitada por unidade de área e de tempo. (Sin.: E - Intensidad de Precipitación F - Intensité de Précipitation I - Rainfall Intensity INTENSIDADE LUMINOSA Fluxo de energia luminosa emitido por uma fonte punctual em uma direção dada e por unidade de ângulo sólido. É medido em E - Intensidad Luminosa F - Intensité Luminente I - Light Intensity INTERCÂMBIO TECNOLÓGICO Relacionamento de duas ou mais nações ou dois ou mais centros de excelência, em termos tecnológicos, através de providências tais como oferta recíproca de bolsas de estudo e de pesquisas de caráter tecnológico, visitas recíprocas de professores e/ou conferencistas da área tecnológica, estágios recíprocos de tecnologistas ou pesquisadores, organização de congressos e simpósios. Ex.: Troca de Informações.

E - Intercambio Tecnológico F - Échange Técnologique I - Technological Interchange INTERCONEXÃO Sistema de conexões entre vias públicas, por meio de uma obra-de-arte, com uma ou mais passagens em desnível, permitindo a circulação de veículos entre duas ou mais vias em diferentes níveis, sem prejuízo E - Paso a Desnivel F - Croisement à Niveaux Différents, Échangeur I - Interchange INTERCONEXÃO (TRANSPORTE PÚBLICO) Facilidades existentes para mudança de meio E - Intersección (Transporte Público) F - Gare d'Echange I - Interchange (Public Transportation), Transfer INTERCONEXÃO EM TROMBETA Interconexão de duas vias, na qual, em projeção horizontal, um dos braços tem a forma de quarto de círculo e outro de E - Distribuidor en Trompeta, Intersección en Trompeta, Trompeta (Per.) F - Échangeur en Trompette I - Trumpet Interchange INTERCONEXÃO MÚLTIPLA Interseção E - Intersección Múltipla F - Intersection Multiple I - Multi-way Intersection, Multiple Intersection INTERCRUZAMENTO Intercalação ou separação de correntes de trânsito do mesmo sentido, que se produzem E - Entrecruzamiento de Tránsito, Entrelazamiento de Tránsito, Trenzado (Arg.), Entrecruzamiento (Bol., Méx., Nic., Pan., R.D.), Entrelazado del Tránsito (Per., Ven.) F - Entrecroisement, Entrelacement I - Traffic Weaving INTERDIÇÃO DE ESTRADA Ato que impede o E - Interdicción de Vía F - Interdiction Routière I - Road Closure, Road Interdiction INTERPENETRAÇÃO DE AGREGADOS Aproximação de unidades de agregados através de vibração E - Imbricación (Agregados) F - Imbrication (Granulat), Engrenement, Interclavage I - Interlocking (Aggregate) INTERSEÇÃO Área em que duas ou mais vias se cruzam, e onde se localizam todos os dispositivos que permitem os diversos movimentos de circulação ordenada E - Intersección, Cruce (Arg., Nic.), Cruce-Intersección (Pan.) F - Intersection, Carrefour I - Intersection INTERSEÇÃO COM RÓTULA Interseção de duas vias na qual há uma rótula, obrigando o trânsito a circular E - Intersección Rotatoria F - Rond Point I - Rotary Intersection

INTERSEÇÃO EM AGULHA INTERV. ENTRE VIAGENS (TRANSP. COLET. REGULAR)

INTERSEÇÃO EM AGULHA V. Interseção em Losango e Interseção em Ângulo Oblíquo. (Sin.: Interseção E - Interconección en Diamante, Interconección en Rombo F - Échangeur en Losange, Échangeur Rhomboidal I - Diamond Interchange INTERSEÇÃO EM ÂNGULO OBLÍQUO Interseção de duas vias cujos eixos formam entre si um E - Intersección en Ángulo Oblicuo (Intersección X), Intersección en X (Pan.), Cruce en Ángulo Agudo (Per.) F - Intersection en X I - Skew Intersection INTERSEÇÃO EM ÂNGULO RETO Interseção de duas vias cujos eixos formam entre si um ângulo E - Intersección en Ángulo Recto (Intersección Cruz), Intersección a 90º (Pan.), Cruce a 90º (Per.) F - Intersection Normale I - Right Angle Intersection INTERSEÇÃO EM DESNÍVEL V. Interseção em E - Paso a Desnivel F - Croisement à Niveau I - Grade Separation INTERSEÇÃO EM DIAMANTE (Sin.: Interseção E - Interconección en Diamante, Interconección em Rombo F - Échangeur en Losange, Échangeur Rhomboidal I - Diamond Interchange INTERSEÇÃO EM NÍVEIS DIFERENTES Cruzamento de eixos de vias sem que o trânsito de uma E - Paso a Desnivel F - Croisement à Niveaux Différents I - Crossing at Different Levels INTERSEÇÃO EM NÍVEL Interseção que se E - Paso a Nivel F - Passage à Niveau I - Level Interchange E - Cruce en T F - Croissement Droit I - T Intersection E - Cruce en Y F - Croisement Oblique I - Y Intersection INTERSEÇÃO ESCALONADA Interseção na qual um dos dois eixos não tem o mesmo alinhamento, nos dois E - Intersección Escalonada F - Intersection en Baionnette I - Multiple Intersection, Offset Junction INTERSEÇÃO ESCALONADA (TRÂNSITO) Cruzamento de via que se realiza em etapas, a saber, primeiro a entrada do fluxo, depois integração no fluxo E - Intersección Escalonada F - Carrefour en Baionnette I - Staggered Junction INTERSEÇÃO ESCONSA V. Interseção em Ângulo Oblíquo.

E - Intersección en Ángulo Oblicuo F - Croisement en Biais I - Skew Intersection INTERSEÇÃO GIRATÓRIA V. Cruzamento E - Intersección Rotatoria,Rotonda (Arg.), Glorieta (Col., Méx.) F - Rond Point I - Rotary INTERSEÇÃO LOSANGULAR Cruzamento de duas estradas, unidas entre si por rampas, cujo conjunto E - Dispositivo Romboidal, Intersección Tipo Diamante (Méx.), Diamant (Pan.) F - Échangeur Rhomboidal I - Diamond Intersection INTERSEÇÃO MÚLTIPLA Interseção de mais de E - Intersección Múltipla, Cruce Múltiplo F - Croisement Multiple, Intersection Multiple I - Multiple Intersetion INTERSEÇÃO OBLÍQUA Interseção de duas E - Intersección en Ángulo Oblicuo (Intersección X), Intersección en X (Pan.), Cruce en Ángulo Agudo (Per.) F - Intersection en X I - Skew Intersection E - Cruce Carretera F - Croisement, Intersection Routière I - Road Intersection INTERTRAVAMENTO (AGREGADOS) Condição oferecida por certos tipos de agregados cujo conjunto apresenta volume reduzido de vazios, resultando o E - Imbricacción F - Imbrication (Granulat) I - Interlocking (Aggregate) INTERVALO DE MARCHA Distância entre a parte dianteira mais saliente de um veículo e a parte posterior do E - Intervalo de Marcha F - Críneau I - Following Distance, Running Interval, Gap INTERVALO DE PASSAGEM Tempo transcorrido entre a passagem por um certo ponto das frentes de veículos consecutivos que se movem na mesma E - Intervalo (Arg., Per.), Intervalo de Tiempo de Paso F - Intervalle Véhiculaire I - Headway INTERVALO ENTRE VEÍCULOS Intervalo de tempo entre as passagens de dois veículos sucessivos por E - Intervalo (Entre dos Vehículos) F - Ecart (Temps) I - Headway INTERVALO ENTRE VIAGENS (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Tempo decorrido entre partidas ou passagens sucessivas, de viagens de veículos num mesmo sentido, em uma linha ou E - Intervalo entre Viajes F - Intervalle entre Voyages

INTERVALO TRANSVERSAL ISOIPSA

I - Interval Between Trips INTERVALO TRANSVERSAL Espaço livre entre dois veículos que circulam lado a lado, no mesmo sentido E - Intervalo de Distancia Transversal F - Espacement Lateral I - Transverse Spacing INTRODUÇÃO 1) Introdução, sob pressão, de um material líquido ou plástico em fissuras, cavidades ou poros de uma formação rochosa ou solo. 2) Processo pelo qual o magma, ou soluções derivadas dele, se infiltram ao longo de planos de menor resistência de uma rocha pré-existente. 3) Introdução, sob pressão, de nata de cimento em bainhas E - Injection F - Injection I - Injection Grout, Injection Grouting INUNDAÇÃO 1) Ato ou efeito de cobrir com água, encher de água. 2) Efeito de transbordamento de rios, canais (enchentes) ou de chuvas fortes, e que consiste no E - Inundación, Arriego F - Inondation I - Flooding, Inundation INVASÃO (FAIXA DE DOMÍNIO) Uso não autorizado de faixa de domínio, por exemplo para cercas e E - Invasión F - Invasin I - Encroachment INVENTÁRIO DE TRÁFEGO Levantamento qualitativo e quantitativo do tráfego em dada rodovia ou E - Inventário de Trafico F - Inventaire du Trafic I - Traffic Inventory INVESTIGAÇÃO NO LOCAL DO ACIDENTE Investigação para determinar circunstâncias em que se verificou dado acidente, inclusive para definição E - Investigación Local de Acidente F - Investigation Locale d'un Accident I - Local Accident Investigation INVESTIMENTO EM TRANSPORTE E - Inversión en Transporte F - Inversion dans le Transport I - Transport Investment IPES - INSTITUTO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS Órgão da SEPLAN - Secretaria de Planejamento dedicado a pesquisas de caráter E - IPES F - IPES I - IPES IPI Imposto sobre Produtos Industrializados, recolhido E - IPI F - IPI I - IPI IPR - INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS (ATUALMENTE DrDTc DO DNER) Sigla do centro de excelência que se destina a pesquisas no âmbito rodoviário, fundado em 1957 como Instituto de Pesquisas Rodoviárias, subordinado ao Conselho Nacional de Pesquisas. Este centro de excelência é atualmente Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico do DNER, integrando, mediante acordo especial, o Sistema de Documentação do Internacional Road Research Documentation - IRRD, e é o Órgão Central do Sub- Sistema de Normalização, Metrologia e Qualidade do E - IPR F - IPR I - IPR IPRD Sigla do IPR quando este atua em inglês como E - IPRD F - IPRD I - IPRD IRF Federação constituída por entidades nacionais de mais de 80 países, que realiza congressos mundiais de E - Federación Internacional de Carreteras - IRF F - Fedération Routière International I - International Road Federation - IRF IRRD (INTERNATIONAL ROAD RESEARCH DOCUMENTATION) Esquema cooperativo para intercâmbio sistemático de informações sobre literatura corrente, pesquisas em marcha e programas de processamento de dados relativos a rodovias. O esquema é de responsabilidade da OECD (Organization for Economic Cooperation and Development). A participação do Brasil se faz através do IPR com base em acordo E - IRRD F - IRRD I - IRRD IRREGULARIDADE DE SUPERFÍCIE 1) Totalidade das diferenças de configuração (estado) da superfície real com respeito à superfície ideal geométrica correspondente, sejam estas devidas a danificações ou Ex.: Regularidade de superfície de um eixo. V. Superfície Real, V. Danificação de Superfície e V. Superfície Ideal Geométrica. 2) Desvio da superfície real da superfície técnica. Ex.: Panela em pavimento rodoviário. 3) Desvio da Superfície Técnica. 4) Desvio da superfície de rodovia em relação a um plano de referência, que afete a dinâmica dos veículos, a qualidade de rolamento e as cargas dinâmicas E - Imperfecciones de Superficie F - Imperfections de la Surface I - Surface Imperfections, Surface Irregularities IRU - UNIÃO INTERNACIONAL DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO Entidade que congrega os interessados no transporte de carga, com sede E - IRU F - IRU I - IRU ISÓCRONAS Linhas de igual duração de viagem E - Líneas Isocronas F - Lignes Isochroniques I - Isochrones ISOIPSA V. Curva de Nível. (Sin.: Curva Altimétrica e Curva Hipsométrica).

ISOLAMENTO ITINERÁRIO

E - Línea de Nivel F - Ligne de Niveau I - Isohypse ISOLAMENTO 1) Efeito de queda de barreiras, acidentes rodoviários, inundações, que consiste em um trecho de estrada ficar com trânsito paralisado em qualquer direção. 2) Técnica utilizada para separar veículo incendiado, ou que esteja com carga perigosa, com vistas a E - Aislamiento, Aislación F - Isolement I - Insulation ISONET - ?ISO NETWORK? - REDE ISONET Sistema de centros nacionais especializados em fornecer informações sobre normas e regulamentos técnicos, instituído em 1985 com base em acordo de membros da ISO. No Brasil a ABNT e o INMETRO são consideradas E - ISONET F - ISONET I - ISONET ISOSTÁTICO (ESTÁTICAMENTE DETERMINADO) Diz-se de estrutura em que a determinação dos esforços solicitantes pode ser feita recorrendo apenas a leis de estática. Ex.: Viga E - Isostatico F - Isostatique I - Statically Determinate ITINERÁRIO 1) Trajeto entre dois ou mais pontos, com indicação das rotas, de pontos intermediários ou de ambos. 2) Indicação do percurso entre dois ou mais pontos, E - Itinerario F - Itinéraire du Transit I - Itinerary, Trajectory, Routing

JACARÉ JUNÇÃO OBLÍQUA

J JACARÉ Termo impropriamente utilizado para significar E - Cuero de Cocodrilo F - Peau de Crocodile, Faiençage I - Alligator Cracks, Crazing, Map Cracks JAMANTA Caminhão grande usado para transportar E - Jamanta F - Carry-all I - Carry-all JANELA 1) Abertura na estrutura de uma obra em construção, para seu controle. 2) Abertura que se faz no talude de cortes para facilitar o transporte de terras ou E - Ventana F - Fenêtre I - Window E - Jardinería F - Jardinage I - Gardening, Garden Making JARDINEIRA 1) Veículo de transporte coletivo de pessoas e pequenos volumes, munido de bancos paralelos, com acesso lateral. V. Ônibus Misto de Passageiros. 2) Recipiente no qual se plantam flores e/ou pequenos E - Jardinera (Veh.) F - Jardinière (Veh.) I - Small Country Bus, Flower-stand JATEAMENTO Operação de limpeza de um objeto com jato de ar que joga pequenas partículas abrasivas E - Arenar por Chorro de Arena F - Jet de Sable I - Blasting JATEAMENTO HIDRÁULICO 1) Injeção d'água 2) Cravação de estacas com a ajuda de jato d'água. 3) O uso E - Chorro Hidráulico F - Lancage Hydraulique I - Hydraulic Jetting JATO DE ÁGUA Água submetida a alta pressão e E - Chorro de Agua F - Jet d'Eau I - Water-jet JATO DE AREIA Jato a pressão (de areia ou de outros materiais abrasivos) utilizado em geral para tratamento de E - Arenado, Enarenado (Per.), Soplete de Arena (Pan.), Chorro de Arena (Rs, Ven.) F - Sablage, Ravalement I - Sandblast, Sandblasting, Sand Blasting JAZIDA Depósito natural suscetível de fornecer material E - Yacimiento F - Gisement I - Mineral Deposit, Pit JAZIDA A CÉU ABERTO Jazida aberta, isto é, não subterrânea, da qual se extrai pedra, cascalho ou minerais E - Cantera, Pedrera, Yacimiento Abierto F - Gisement Ouvert I - Quarry, Pit, Open Mineral Deposit JAZIDA DE CASCALHO Jazida que pode fornecer E - Gravera F - Gravière I - Gravel Pit E - Pozo de Extracción F - Carrière d'Extraction I - Extraction Pit, Pit JAZIDA EM EXTRAÇÃO Jazida em fase de E - Pozo de Extracción F - Carrière d'Extraction I - Furnishing Pit JERICA Veículo de propulsão humana, de duas rodas dotadas de pneus, de carga razoavelmente equilibrada, E - Galeota F - Galiote I - Handcart with Two Wheels (USA), Wheel Barrow (Two Whels) JOELHO 1) A parte anterior da articulação da perna com a coxa. 2) Aparelho que prende os instrumentos topográficos aos respectivos tripés. 3) Articulação especial E - Rodilla F - Genou I - Knee E - Jornada F - Journée I - Journey E - Empalme, Entronque (Méx., Per., R.D.) F - Embranchement, Jonction I - Junction JUNÇÃO DE TRÂNSITO V. Confluência de E - Empalme de Tránsito F - Embranchement de Traffic I - Traffic Junction E - Empalme en ?T? F - Embranchement en ?T? I - ?T? Junction E - Empalme en ?Y? F - Embranchement en ?Y? I - ?Y? Junction E - Empalme en Ángulo Agudo, Empalme en Y (Pan.) F - Embranchement Oblique I - ?Y? Junction

JUNTA CEGA ?JUST-IN-TIME? (J.I.T)

JUNTA CEGA Tipo de junta de contração que não é E - Junta Ciega F - Joint Aveugle I - Concealed Joint, Dummy Joint JUNTA COM CHAPAS DENTEADAS Junta de tabuleiro revestida de chapas denteadas que servem de apoio aos pneus, porém não vedam a junta. V. Chapas E - Junta con Chapas Dentadas F - Joint à Peigne (Ou à Dents) I - Comb Expansion Joint JUNTA COM SEÇÃO ENFRAQUECIDA Junta cortada a máquina em um pavimento de concreto logo após E - Junta Aserrada, Junta Cortada (Pan., R.D.) F - Joint Scié I - Sawed Joint JUNTA DE CONCRETAGEM Junta formada pela interrupção de lançamento do concreto, e que requer precauções especiais para garantir, ao reiniciar-se o lançamento, a suficiente ligação do concreto pré-endurecido E - Junta de Hormigonado F - Joint de Bétonnage I - Concrete Planing Joint JUNTA DE CONSTRUÇÃO Junta de imprescindível execução, cada vez que se interrompe o E - Junta de Construcción F - Joint de Construction I - Construction Joint E - Junta de Contracción F - Joint de Contraction I - Contraction Joint E - Junta de Dilatación F - Joint de Dilatation I - Expansion Joint JUNTA DE EXPANSÃO Falta de continuidade de uma pista de concreto destinada a permitir sua expansão,cujo projeto impede a entrada de água ou outros elementos prejudiciais e assegura a transmissão adequada V. Junta Estrutural, V. Junta de Retração, V. Junta de Construção, V. Junta de Contração, V. Junta de E - Junta de Dilatación, Junta de Expansión (Col., Nic., Pan., R.D.) F - Joint de Dilatation I - Expansion Joint JUNTA DE RETRAÇÃO Junta transversal que tem por finalidade controlar as fissuras provocadas pela construção volumétrica do concreto, formada por seção E - Junta de Contración F - Joint de Contraction, Joint de Retrait I - Contraction Joint JUNTA ESTRUTURAL Intervalo entre elementos E - Junta F - Joint I - Joint (Structural) JUNTA FRIA (DE CONCRETAGEM) Junta de elemento de concreto no caso de novo lançamento ser feito após pega de pasta do concreto anteriormente lançado.

E - Junta de Hormigonado F - Joint pour Béton Coulé sur Place I - Concrete Casting Joint JUNTA GEOMORFOLÓGICA Fratura praticamente vertical que atravessa uma rocha, sem que haja deslocamento vertical apreciável de um lado em relação ao E - Junta Geomorfológica F - Joint Geomorphologique I - Geomorphologic Joint JUNTA LONGITUDINAL Junta construída no E - Junta Longitudinal F - Joint Longitudinal I - Longitudinal Joint JUNTA MOLDADA Junta em pavimento rígido E - Junta Moldada F - Joint Moulé I - Preformed Joint JUNTA REVESTIDA Junta de dilatação de obra-de- arte munida de placa (cobre-junta) ocupando o vão da abertura para evitar impacto indesejável das rodas dos E - Junta Revestida F - Joint Révétue I - Covered Expansion Joint JUNTA SERRADA Junta de pavimento rígido formada por serragem em momento adequado, após E - Junta Aserrada, Junta Cortada (Pan., R.D.) F - Joint Scié I - Sawed Joint JUNTA TRANSVERSAL Junta construída no E - Junta Transversal F - Joint Transversal I - Transverse Joint JUSANTE Direção para qual se move o fluxo E - Corriente Abajo (Aguas Abajo) F - Jusant I - Downstream JUSANTE, A 1) Trecho de uma corrente o qual se move o fluxo considerado. V. Montante, A. 2) Local que se acha E - Corriente de Vaciante, Corrente Abajo (Aguas Abajo) F - Jusant I - Downstream ?JUST-IN-TIME? (J.I.T) 1) Técnica de produção em que somente se deve produzir as unidades necessárias, eliminando inventário desnecessário. O objetivo é eliminar desperdício. 2) Parte do ?Total Quality Control-TQC? (Controle Total da Qualidade) em que se concretizam os objetivos da logística, a saber: Manter o fluxo adequado de matérias-primas dos fornecedores até os centros de produção, e dentro destes para as linhas de produção, no momento certo, objetivando assim economizar estoques intermediários; evitar parada de máquinas; manter os produtos acabados em almoxarifado em níveis de estoque E - Just-in-Time F - Just-in-Time I - Just-in-Time

?KANBAN?/SISTEMA DE TRADUÇÃO TOYOTA KWIC (KEY WORD IN CONTEXT)

K ?KANBAN? / SISTEMA DE TRADUÇÃO TOYOTA Sistema de controle de produção em que a fabricação de um novo lote é comandada exclusivamente pela operação seguinte, resultando na redução de desperdícios, obtendo-se assim a produção apenas na Obs.: 1 - Os desperdícios mencionados envolvem mobilização de espaço desnecessário, fabricação indevida, estoques desnecessários, tempo ocioso, etc... 2 - O sistema demanda a existência de operadores polivalentes, a possibilidade de troca rápida de ferramentas, limpezas e arrumação. 3 - O comando para produção de um novo lote é feito através da remessa de recipiente vazio (padronizado) e cartão KANBAN que identifica a produção requerida. (Sin.: Sistema de Produção Toyota). V. Operador Polivalente Produção em Lotes Pequenos (PLP). V. Automatização de E - KANBAN F - KANBAN I - KANBAN ?KANGOUROU? (OPERAÇÃO) Operação intermodal que envolve o uso de semi-reboques rodoviários sobre plataformas ferroviárias rebaixadas. V. Operações E - Canguru (Op) F - Kangourou (Op) I - Kangourou (Op) ?KARST? Terreno formado por rocha calcárea, dolomita ou gesso e caracterizado pela existência de cavidades e rios E - Karst F - Karst I - Karst ?KISS AND RIDE? Tipo de transporte em automóvel, no qual o usuário de transporte público coletivo é levado E - Kiss and Ride F - Kiss and Ride I - Kiss and Ride, Kiss an'Ride ?KNOW-HOW? Conhecimento técnico, cultural e administrativo, concernente a dado processo de produção, E - Know-how F - Know-how I - Know-how ?KNOW-WHY? Conhecimentos básicos que levaram a dado know-how, e que são indispensáveis ao seu E - Know-why F - Know-why I - Know-why ?KUTSCH? Régua graduada para a obtenção direta do comprimento real do terreno, ao medir-se a distância de E - Kutsch F - Kutsch I - Kutsch KWIC (KEY WORD IN CONTEXT) Sistema baseado em palavras-chave, utilizado na organização de E - KWIC F - KWIC I - KWIC

?L.C.P.C. - LABORATOIRE CENTRAL DE PONTS E CHAUSSÉES? LAJE DE TRANSIÇÃO/LAJE DE APROXIMAÇÃO

L ?L.C.P.C. - LABORATOIRE CENTRAL DE PONTS E CHAUSSÉES? Laboratório Central de Pontes e Estradas da França fundado em 1831, um dos mais E - LCPC F - Laboratoire Central des Ponts et Chaussées I - LCPC LABORATÓRIO Estabelecimento que executa calibração e ensaios ou lugar em que se fazem ensaios ou estudos experimentais. Obs.: 1 - Nos casos em que um laboratório faça parte de uma organização que possui outras atividades, além de calibração e ensaios, o termo ?Laboratório? refere-se somente às partes desta organização que estão envolvidas com os processos de calibração e ensaios. 2 - Como usado, o termo ?Laboratório? refere-se àquela parte que efetua processos de calibração e ensaios: a) em um lugar permanente; b) em instalações temporárias; c) em unidades móveis. 3) Conjunto de recursos para efetuar E - Laboratorio F - Laboratoire I - Laboratory LABORATÓRIO CREDENCIADO Laboratório que, após qualificação, foi credenciado por um sistema (por exemplo: o SINMETRO) para realizar determinados E - Laboratorio Credenciado F - Laboratoire Accrédité I - Accredited Laboratory LABORATÓRIO CREDENCIADO PELO INMETRO Entidade que dispõe de equipamento necessário para medições e ensaios, e de pessoal técnico cuja principal função é medir, examinar, ensaiar, determinar a composição, características ou desempenho de produtos, materiais, componentes, montagens ou estruturas. Sua capacidade é reconhecida pelo INMETRO e sua estrutura mantém requisito de credibilidade no que tange à qualidade E - Laboratorio Credenciado pelo INMETRO F - Laboratoire Accrédité pour INMETRO I - INMETRO Accredited Laboratory LABORATÓRIO DE ENSAIOS (TECNOLÓGICOS) Laboratório que realiza medições, examina, ensaia ou determina as características e/ou o desempenho de materiais, produtos ou sistemas e que deve: - Ser legalmente identificável; - Ter estrutura organizacional, inclusive um sistema de qualidade, que o habilite a manter a capacidade de desempenho satisfatório; - Ter definições das áreas de responsabilidade de seus técnicos; - Ter gerência técnica com responsabilidade por todos os ensaios; - Ter regras de segurança para proteção Sin.: Laboratório Tecnológico e Laboratório. V. Laboratório E - Laboratorio de Ensayos, Laboratorio de Pruebas F - Laboratoire d'Essais I - Testing Laboratory LABORATÓRIO NACIONAL DE ENGENHARIA CIVIL Centro de Pesquisas concernentes a engenharia vinculado ao Ministério de E - LNEC F - LNEC I - LNEC LABORATÓRIO NACIONAL DE METROLOGIA (LNM) Complexo de laboratórios técnicos de sofisticados controles, necessários para as tolerâncias mais rigorosas dos padrões metrológicos, e que E - Laboratorio Nacional de Metrologia F - Laboratoire Nationale de Metrologie I - National Laboratory for Metrology LABORATÓRIO NÃO PERMANENTE (LNP) 1) Laboratório fixo-instalado para efetuar a execução de ensaios por prazos menores que 3 anos. 2) Laboratório móvel montado sobre uma estrutura que procede, E - Laboratorio non Permanente F - Laboratoire non Pérmanente I - Non Permanent Laboratory LABORATÓRIO NEUTRO Laboratório que não se acha sob domínio das partes interessadas, que se acham em desacordo quanto a resultado de determinados ensaios; que E - Laboratorio Neutro F - Laboratoire Neutre I - Neutral Laboratory LABORATÓRIO PERMANENTE (LP) Laboratório instalado para funcionar, em um dado local, por E - Laboratorio Permanente F - Laboratoire Pérmanente I - Permanent Laboratory LABORATÓRIO TECNOLÓGICO E - Laboratorio de Ensayos F - Laboratoire d'Essais I - Testing Laboratory E - Ladera F - Pente I - Slope Street LADRÃO Dispositivo que permite o escoamento de E - Tubo de Escape F - Tube de Fuite I - Overflow Pipe LAGO Depressão do solo, produzida por causas diversas e E - Lago F - Lac I - Lake LAJE Placa plana cujas seções transversais estão sujeitas principalmente a esforços de flexão devido à atuação de E - Losa, Placa (Col., Ven.) F - Dalle I - Slab LAJE ALVEOLAR Elemento estrutural plano que E - Losa Alveolar F - Dalle Alvéolaire I - Alveolar Slab LAJE DE TRANSIÇÃO/LAJE DE APROXIMAÇÃO Laje que liga um tabuleiro de ponte

LAJE DE TRANSIÇÃO/LAJE DE APROXIMAÇÃO LANÇAM. EM BALANÇO (COM ESTR. AUX. DE PROLONG.)

ao terrapleno, com aproximadamente 3 m de extensão e largura igual à da pista da ponte, apoiada num dente da cortina extrema e no aterro, e cuja finalidade é amenizar o E - Losa de Transición F - Dalle de Transition I - Bridge Connecting Slab LAJE DE TRANSIÇÃO/LAJE DE APROXIMAÇÃO Laje que liga um tabuleiro de ponte ao terrapleno, com aproximadamente 3 m de extensão e largura igual à da pista da ponte, apoiada num dente da cortina extrema e no aterro, e cuja finalidade é amenizar o E - Losa de Transición F - Dalle de Transition I - Bridge Connecting Slab LAJE DO TABULEIRO Suporte direto da pista de rolamento, ou laje estrutural usada como pista de rolamento, E - Losa del Tablero F - Hourdis I - Top Slab LAJE MACIÇA Elemento estrutural plano que não E - Losa Maciza F - Dalle Compacte I - Compact Slab LAJE NERVURADA Elemento estrutural plano que E - Losa con Nervadura F - Dalle Nervurée I - Ribbed Slab LAJOTA DE PEDRA Pedra afeiçoada, aparelhada ou E - Losa de Piedra, Baldosa, Laja F - Dalle (Pierre) I - Flagstone LAMA Mistura de partículas sólidas e de água num estado E - Lama, Lodo F - Boue I - Mud, Slime LAMA ASFÁLTICA Mistura em consistência fluida de agregados miúdos, material de enchimento (filer), emulsão asfáltica e água, devidamente espalhada, formando E - Lama Asfaltica F - Coulis Bitumineux I - Slurry Seal, Bituminous Slurry LAMA DE CIMENTO Mistura de cimento, água e E - Lechada de Cimento con Arena Fina F - Coulis de Ciment avec Sable Fin I - Cement Grout, Cement Paste LAMAÇAL Terreno encharcado por água de chuva ou E - Lodazal F - Bourbier I - Slough, Quagmire E - Lámina de Empujar F - Lame de Pousser I - Pushdozer Blade LÂMINA ANGULAR (NEVE) Lâmina de uma máquina ou acoplável a uma máquina, tendo seção em E - Lámina Angular F - Lame Biaise I - Angle Blade LÂMINA D'ÁGUA Corpo d'água com espessura E - Lámina de Agua F - Lame d'Eau I - Water Sheet LÂMINA DE EMPURRAR Chapa reforçada, E - Lámina de Empujar F - Lame de Pousser I - Pushdozer, Pusher LÂMINA EM V (NEVE) Lâmina de uma máquina ou acoplável a uma máquina tendo a forma de V (visto de cima) e que encontra resistência menor que, quando da E - Lámina en V F - Étrave I - V-Blade LANÇA REVERSÍVEL Equipamento automotor munido de lança, composto em geral de três braços articulados e telescópios, para inspeção de partes de obras- E - Equipamento Reversible F - Equipement Reversible I - Reversible Inspection Boom Equipment LANÇAMENTO 1) Processo de montagem de vigas ou treliças. 2) Projeção de fragmentos resultantes do desmonte de rocha com explosivos, por excesso de energia da E - Montaje, Proyección (De Piedras) F - Montage, Projection I - Erection, Mounting, Setting, Throw LANÇAMENTO COM FLUTUANTES Processo de montagem de vigas ou treliças simplesmente apoiadas, que utiliza caixão flutuante e torre montada sobre mesmo E - Montaje con Pontónes F - Montage avec Pontons I - Erection with Pontoons LANÇAMENTO COM TORRES AUXILIARES Processo de montagem de vigas ou treliças simplesmente apoiadas, que utiliza torres provisórias para permitir o deslocamento horizontal destes E - Montaje con Torres Auxiliares F - Montage avec Tours Auxilaires I - Erection with Auxiliary Towers LANÇAMENTO DO CONCRETO Fase de concretagem que consiste em lançar o concreto, após seu amassamento, no local mais próximo de sua posição final e E - Hormigonado F - Bétonnage I - Concrete Placing, Concrete Laying LANÇAMENTO EM BALANÇO (COM ESTRUTURA AUXILIAR DE PROLONGAMENTO) Processo de montagem em balanço de vigas ou treliças simplesmente apoiadas, que utiliza estrutura auxiliar transitória, que se monta na frente

LANÇAMENTO POR DESLIZAMENTO LEGISLAÇÃO RODOVIÁRIA

destes elementos, e que permite o deslocamento horizontal E - Montaje con Cantilever F - Montage avec Cantilever I - Erection with Cantilever LANÇAMENTO POR DESLIZAMENTO 1) Montagem de vigas pré-moldadas ou pré-fabricadas, através de deslocamentos horizontais sucessivos, até sua posição final. (Sin.: Ponte Empurrada). 2) Processo utilizado para flutuar caixões de concreto armado construídos em seco (estaleiro), para uso após transporte por E - Botadura, Botada F - Poussage (Lancement par Glissement) I - Launching (By Sliding) LAPA Grande cavidade ou gruta que aparece nas encostas E - Caverna, Cueva F - Grotte, Caverne I - Cavern LARGURA DO ESPALHAMENTO Auto- E - Largura de Distribución F - Largeur de Pose I - Width of Spread LASCA Parte de rocha ou concreto separada por esfoliação da rocha ou do concreto, em geral de pequena E - Astilla de Piedra, Lasca F - Éclat de Pierre I - Spall, Chip, Splinter LASCA DE PEDRA 1) Pedra bruta de forma lamelar e de dimensões dentro de determinados limites. 2) Fragmento lamelar de rocha produzido por percussão de rocha com E - Lasca (Piedra) F - Éclat de Pierre I - Spall (Stone) ?LASH? Técnica utilizada no transporte multimodal que consiste no transporte de barcaças (chatas) em navios E - Lash F - Lash I - Lash LASTRO 1) Peso que se coloca em veículo para estabilizá-lo, quando em ação. 2) Pedra britada usada como E - Lastre F - Lest I - Counterweight, Counterbalance, Counterpoise LATERITA Rocha secundária (material concrecionado natural), formada pelo intemperismo laterítico, em regiões quentes úmidas tropicais ou subtropicais. O processo consiste de: - Lixiviação dos elementos alcalinos, alcalino- aterrosos, e da sílica combinada (dos minerais silicáticos) da rocha matriz; - Precipitação dos elementos insolúveis, principalmente ferro e alumínio, na forma de óxido e hidróxidos; - Endurecimento do material por perda de água dos hidróxidos, com conseqüente ganho de resistência mecânica. Nos estágios intermediários do processo, formam-se solos avermelhados, ricos em ferro e alumínio na E - Laterita F - Latérite I - Laterite V. Laterita.

E - Laterita F - Latérite I - Laterite LATERIZAÇÃO 1) Processo de intemperismo (lixiviação) próprio dos climas quentes e úmidos, pelo qual Intemperismo. (Sin.: Laterização). 2) Processo de formação de solos próprios de climas quentes e úmidos, que se caracteriza pela concentração de óxidos de alumínio, ferro e manganês. Essa concentração aumenta a função da sílica E - Laterización F - Latérisation I - Laterization LATOSSOLO Solo cuja gênese foi comandada pelo E - Suelo Generado por Laterización F - Sol Formé par Latérisation I - Soil Generated by Laterization LAUDO (DE VISTORIA) Documento no qual especialistas expõem suas conclusões quanto à situação do bem ou à causa dos defeitos observados na vistoria e oferecem, eventualmente, recomendações quanto a E - Informe de Inspección F - Rapport d'Inspection I - Inspection Report LAUDO FINAL (DE VISTORIA) Laudo elaborado após a realização de ensaios e/ou provas de carga E - Informe Final de Inspección F - Rapport Final d'Inspection I - Inspection Final Report LAUDO PERICIAL Peça escrita, fundamentada, na qual os peritos expõe as observações e estudos que fizeram E - Informe de un Experto F - Opinion d'un Expert I - Report of an Expert LAUDO PRELIMINAR (DE VISTORIA) Laudo elaborado antes da realização de ensaios e/ou provas de E - Informe Preliminar de Inspección F - Rapport Préliminaire d'Inspection I - Preliminary Inspection Report E - Lay-out F - Disposition d'une Ensemble I - Layout, Lay-out ?LEASING? Contrato pelo qual se cede o domínio útil de uma coisa fungível por tempo determinado, contra uma E - Leasing F - Leasing I - Leasing LEGISLAÇÃO DO TRANSPORTE Legislação aplicada a transporte em geral e especificamente a cada uma de suas modalidades ou ao transporte multimodal. Ex: E - Legislación de Transporte F - Législation des Transports, Réglémentation des Transports I - Transport Regulation LEGISLAÇÃO RODOVIÁRIA Legislação que se aplica a rodovias em geral. V. Legislação, V. Legislação de E - Legislación de Carreteras

LEIAUTE LEVANTAMENTO CADASTRAL

F - Législation Routière I - Road Legislation LEIAUTE 1) Esboço (ou esquema) de uma obra ou sistema apresentado graficamente. 2) Montagem de um mosaico fotográfico. 3) Distribuição física de elementos em E - Lay-out F - Disposition d'un Ensemble I - Layout, Lay-out LEIRA Sucessão de pilhas de material colocadas em E - Camellón, Cordón (Col., Per.), Colocho, Acoplo (Nic.) F - Billon I - Windrow LEITO 1) Canal escavado pelas águas de um rio pelo qual se escoam águas e materiais. 2) Superfície preparada sobre a qual se assenta o pavimento de uma estrada. V. Leito de Estrada. 3) Superfície obtida pela terraplenagem ou obra-de- arte em conformidade com o greide e as seções transversais E - Lecho (Del Rio), Capa, Cama, Lecho F - Lit (d'une Rivière), Lit I - Riverbed, Bed, Wadbed LEITO CARROÇÁVEL Faixas da plataforma destinadas à circulação de veículos. (Sin.: Pista de E - Calzada, Superficie de Rolamiento (Pan., Per., R.D., Cos.), Pavimento, Superficie de Rodadura (Uru.) F - Chaussé I - Carriage Way E - Lecho Mayor del Rio F - Lit Majeur d'une Rivière I - Flood Riverbed LEITO DE ESTRADA Superfície obtida pela terraplenagem ou obra-de-arte em conformidade com o E - Lecho del Camino, Corona del Camino (Ecu., Méx.), Cama del Camino (Méx.), Subrasante (Cos.), Lecho de una Via (Pan., Ven.) F - Assise I - Roadbed LEITO DE ROCHA FIRME Rocha que ficou descoberta durante uma escavação ou apenas coberta por E - Calzada de Roca F - Chaussée de Roche Stable I - Bed Rock, Ledge Rock E - Lecho Mayor del Rio F - Lit Majeur d'une Rivière I - Major Riverbed LEITO MENOR Canal por onde correm E - Lecho Menor del Rio F - Lit Moindre d'une Rivière I - Minor Riverbed LEITO NATURAL 1) Terreno conforme se apresenta na natureza. (Sin.: Terreno Natural). 2) Canal por onde E - Lecho Natural, Lecho Natural del Rio F - Lit Naturel, Lit Naturel d'une Rivière I - Natural Bed, Natural Riverbed LEIVA Cada um dos torrões de terra gramada que, transplantados, formam capa vegetal em superfícies E - Mogote F - Glèbe I - Clod LEMO Solo formado por argila, silte, areia e uma certa E - Marga, Barro, Tierra Fangosa F - Loam I - Loam E - Napa Freática F - Nape Phréatique I - Water Sheet LENÇOL ASFÁLTICO Camada resultante da associação de uma areia adequadamente granulada com um E - Sabana Asfaltico F - Nappe Asphaltique I - Asphaltic Sheet LENÇOL D'ÁGUA Camada de água subterrânea, E - Napa Freática F - Nappe Phréatique I - Water Sheet LENÇOL FREÁTICO Lâmina de água que se forma acima da camada impermeável mais elevada do perfil de um E - Sabana de Agua Freatica F - Nappe d'Eau Phréatique I - Phreatic Water Sheet LENÇOL PROFUNDO Camada de água subterrânea E - Napa Freática Profunda F - Nappe Phréatique Profunde I - Deep Water Sheet E - Sabana de Água Freática F - Nappe Superficielle I - Superficial Water Sheet, Shallow Water Sheet LEVANTAMENTO 1) Conjunto de operações destinadas a obter do terreno informações originais indispensáveis à elaboração de uma carta ou mapa. 2) Documento que resulta da operação de levantamento E - Levantamiento, Alce, Elevación, Alzadura F - Relevé Topographique I - Surveying Raising LEVANTAMENTO (SOLO) Movimento ascendente E - Empolamento, Elevação F - Soulèvement I - Heaving (Soil) LEVANTAMENTO AÉREO Levantamento por E - Levantamiento Aereo F - Relève Topographique Aérien I - Aerial Surveying, Aerial Survey, Aerosurvey LEVANTAMENTO AEROFOTOGRAMÉTRICO E - Levantamiento Aerofotogrametrico F - Relève Aerophotogrametrique I - Stereophotographic Survey, Stereographic Survey LEVANTAMENTO CADASTRAL 1) Levantamento topográfico para definição dos limites de uma propriedade com vistas à elaboração de planta

LEVANT. DA COND. DE SUPERFÍCIE (DE PAVIMENTO) LIGAÇÃO INTERIOR

cadastral. 2) Conjunto de operações destinadas a obter E - Reconociemento Catastral F - Relève Cadastral I - Cadastral Survey LEVANTAMENTO DA CONDIÇÃO DE SUPERFÍCIE (DE PAVIMENTO) Diagnóstico E - Determinación de Condición de Superficie F - Diagnostic de la Surface, Diagnostic d'État de la Surface I - Pavement Surface Defect Survey, Pavement Distress Survey LEVANTAMENTO DE ESTACAS Fenômeno que se pode verificar quando da cravação de estacas em argilas médias ou rijas e que consiste em uma ou mais estacas sofrer deslocamento para cima, sob a ação do solo E - Ejección de Estacas F - Ejection de Pieux I - Pile Ejection LEVANTAMENTO DE TRÁFEGO Processo metodológico para obtenção de dados relativos à circulação de veículos, pessoas, animais e cargas, bem como as vias, E - Censo de Trafico F - Comptage (Trafic) I - Traffic Survey LEVANTAMENTO ESTEREO- FOTOGRAMÉTRICO Levantamento fotográfico que mede e representa o terreno através de fotografias aéreas E - Determinación Estereo-Fotogramétrico F - Étude Stéreo-Photographyque I - Stereophotographic Survey, Stereographic Survey LEVANTAMENTO EXPEDITO Conjunto de operações topográficas, de pouca precisão, para fins de reconhecimento. (Sin.: Levantamento Geral, Levantamento E - Levantamiento Expedito F - Relève Expéditif I - Rapid Survey LEVANTAMENTO GERAL V. Levantamento E - Reconocimiento, Levantamiento Topográfico F - Relève Génèral I - Complete Survey, Complete Surveying (Land) LEVANTAMENTO LIGEIRO V. Levantamento E - Reconocimiento Rápido, Reconocimiento Preliminar F - Relève Preliminaire I - Rapid Survey LEVANTAMENTO ORDINÁRIO E - Reconocimiento Común F - Relève Ordinaire I - Common Surveying LEVANTAMENTO TOPO-HIDROGRÁFICO Levantamento que envolve terras, rios, lagos e parte dos E - Levantamiento Topo-Hidrografico F - Reléve Topo-Hydrographique I - Topographic and Hydrographic Survey LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO Conjunto das operações de medida, efetuadas sobre o terreno ou por processos fotogramétricos, mediante as quais se obtêm os elementos necessários à elaboração da representação gráfica E - Levantamiento Topográfico F - Relève Topographique I - Surveying, Survey LICENÇA DE MOTORISTA Licença que permite a quem foi concedida dirigir veículos. V. Licença e E - Permiso de Manejar F - Permis de Conduire I - Driving Licence, Driving License LICENÇA DE INSTALAÇÃO - LI É expedida com base no projeto executivo final. Autoriza o início da implantação do equipamento ou atividade poluidora, subordinando-a a condições de construção, operação e E - Licencia de Instalación F - Licence pour Installation I - Installation License LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO É expedida com base em vistoria, teste de operação ou qualquer outro meio técnico de verificação. Autoriza a operação do equipamento ou atividade poluidora, subordinando sua continuidade ao E - Licencia de Operación F - Licence d'Opération I - Operation License LICENÇA PRÉVIA - LP É expedida na fase inicial do planejamento de atividade e fundamentada em informações formalmente prestadas pelo interessado, especifica as condições básicas a serem atendidas durante a instalação e funcionamento do equipamento ou atividade poluidora. Sua concessão implica compromisso de entidade poluidora de manter o projeto final compatível com as E - Licencia Previa F - Licence Préalable I - Previous License LICITAÇÃO Operação que tem por fim selecionar o fornecedor de bens e/ou prestador de serviços, entre as empresas disponíveis, que otimiza as vantagens para o E - Licitación F - Licitation I - Bidding Process LICITANTE Pessoa jurídica ou física que participa de uma concorrência ou tomada de preços, apresentando E - Licitante F - Concurrent, Compétiteur I - Bidder ?LIFT-ON LIFT-OFF? (LO-LO) Técnica utilizada no transporte multimodal que consiste no uso de E - Lift-on Lift-off (Lo-Lo) F - Lift-on Lift-off (Lo-Lo) I - Lift-on Lift-off (Lo-Lo) LIGAÇÃO EXTERIOR V. Ramo de Ligação E - Ligación Exterior F - Raccordement Extérieur I - Outer Connection E - Ligación Interior

LIGANTE LIMPEZA DE JUNTA DE CONCRETO

F - Boucle Intérieure I - Inner Loop LIGANTE Material que tem a propriedade de aglutinar E - Ligante, Aglutinante, Cementante (Méx., Nic.), Ligante, Aglutinante (Per.,R.D., Pan.) F - Liant I - Binder LIGANTE BETUMINOSO Ligante que contém E - Ligante Hidrocarbonato, Ligante Asfáltico (Pan., Nic.), Ligante Bituminoso (Per., R.D., Ven.) F - Liant Bitumineux I - Bituminous Binder LIGANTE HIDRÁULICO Ligante cuja utilização permite obter argamassa ou concretos resistentes à ação da E - Ligante Hidráulico F - Liant Hydraulique I - Aerial Binder LIGANTE SIMPLES Ligante sem adição de outro produto a não ser materiais em porcentagem pequena, destinados a regular o início da pega ou a alterar a E - Ligante Simple F - Liant Simple I - Single Binder LIMIAR DE INSTRUMENTO DE MEDIDA Segundo Portaria nº 155 do INMETRO, é a menor variação de um estímulo que provoca uma variação perceptível na E - Limiar de Instrumento de Medir F - Senil de Mobilité I - Discrimination Threshold LIMITE (S) DE ATTERBERG Limite de liquidez (LL) e/ou de plasticidade (PL), sendo que a diferença LL - E - Limites de Atterberg F - Limite d'Atterberg I - Atterberg Limits LIMITE DE CONTRAÇÃO Teor de umidade contido no solo, expresso em percentagem do peso do solo seco, abaixo do qual não haverá decréscimo de volume da E - Limite de Contración F - Limite de Contraction I - Shrinkage Limit (Soil) LIMITE DE LIQUIDEZ Teor de umidade no qual, para um pequeno acréscimo de umidade, o solo passa do estado plástico ao estado líquido viscoso. (V. Limite E - Limite Líquido F - Limite de Liquidité I - Liquid Limit LIMITE DE PESO Valor máximo de peso admitido E - Limite de Peso F - Limite de Charge I - Load Limit, Weight Limit, Cargo Limit LIMITE DE PLASTICIDADE Teor de umidade no qual, para um pequeno decréscimo de umidade, o solo passa E - Limite Plástico, Limite de Plasticidad (Per.) F - Limite de Plasticité I - Plastic Limit LIMITE DE VELOCIDADE Velocidade máxima ou mínima permitida em um trecho de via, conforme E - Limitación de Velocidad F - Limitation de Vitesse I - Speed Limit LIMITE ELÁSTICO A maior tensão que um sólido E - Limite Elástico F - Limite d'Élasticité I - Elastic Limit E - Limite Líquido F - Limite de Liquidité I - Liquid Limit LIMITE MÁXIMO DE PESO Valor máximo de E - Limite Máximo de Peso F - Limite Maximum de Charge I - Maximum Weight Limit LIMITE MÁXIMO DE PESO POR EIXO Valor máximo de peso admissível por eixo de veículo, conforme E - Limite Máximo de Peso por Eje F - Limite Maximum de Charge par Essieu I - Maximum Axle Load LIMNÓGRAFO Aparelho que registra continuamente a E - Limnógrafo F - Limnomètre Enregistreur I - Limnograph LIMO 1) Termo impropriamente utilizado para significar silte, quando este se apresenta sob a forma de pasta (semifluida). 2) Massa verde formada por algas em água E - Limo, Lodo (Per.), Algas Verdes en Agua F - Limon, Sorte d'Algue dans l'Eau I - Silt, Slime LIMPADOR DE PÁRA-BRISAS Equipamento obrigatório constituído de um sistema de varetas com lâminas de elastómero, adaptado ao pára-brisa do veículo, que executando um movimento ritmado, assegura E - Limpia Para-brisas F - Nettoyeux de Pare-brise I - Windscreen Wiper LIMPEZA E DESTOCAMENTO Operação que consiste na remoção de entulhos e retirada de vegetação rasteira do leito da via, ou mais comumente da faixa da E - Limpieza y Desbroce, Limpieza y Desmonte (Col., Cos., R.D.), Deshierbe (Méx.), Abra y Destronque (Nic.), Desmonte Superficial(Pan.), Limpieza de Desmonte (Per.) F - Dégagement et Défrichage, Défrichage et Essartement I - Clearing and Stripping,Clearing and Grubbing LIMPEZA DE JUNTA DE CONCRETO Operação requerida, quando de concretagens interrompidas, e que consiste na remoção de qualquer impureza da superfície do concreto endurecido, e que deve ser seguida E - Limpieza de Junta de Hormigón F - Nettoiement de Joint de Béton I - Concrete Laying Joint Cleaning

LIMPEZA DE TERRENO LINHA CIRCULAR (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR)

LIMPEZA DE TERRENO 1) Operação que consiste na remoção de entulhos e retirada de vegetação rasteira do leito da via, ou mais comumente, da faixa da estrada a ser implantada. 2) Remoção de raízes da camada superficial (terra). 3) Remoção da camada superficial da terra, após E - Limpieza y Desbroce, Limpieza y Desmonte (Col., Cos., R.D.), Deshierbe (Méx.), Abra y Destronque (Nic.), Desmonte Superficial (Pan.), Limpieza de Desmonte (Per.) F - Défrichage, Désouchage I - Land Clearance, Grubbing Up LINGUAGEM ALGOL Linguagem de programação usada para expressar programas de computador por intermédio de algorítmos. Seu nome provém das iniciais de E - Algol (Lenguaje) F - Algol (Langage) I - Algol (Language) LINGUAGEM ASSEMBLER Linguagem de programação de baixo nível, mais voltada para uma melhor utilização da máquina (computador). V. Linguagem de E - Lenguaje Assembler F - Langage Assembler I - Assembler Language LINGUAGEM COBOL DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de programação de alto nível, voltada para aplicações comerciais. Seu nome vem das iniciais de COMMON BUSINESS ORIENTED LANGUAGE V. Linguagem de Programação E - Lenguaje Cobol F - Langage Cobol I - Cobol Language, Cobol LINGUAGEM CONTROLADA DE PROCESSAMENTO Linguagem controlada utilizada no processamento de dados em computador, baseada em E - Lenguaje Controlada de Procesamiento F - Langage de Commande I - Process Control Language LINGUAGEM DE ALTO NÍVEL Linguagem de programação em que cada comando desencadeia, por trás de Ex.: Linguagem COBOL, Linguagem FORTRAN e E - Lenguaje de Programación de Alto Nível F - Langage de Programmation de Haut Niveau I - High-level Programming Language LINGUAGEM DE BAIXO NÍVEL Linguagem de programação em que para cada função específica da E - Lenguaje de Programación de Bajo Nível F - Langage de Programmation de Bas Niveau I - Low-level Programming Language LINGUAGEM DE MÁQUINA V. Linguagem de Programação E - Lenguaje de Programación F - Langage de Programmation I - Program Language, Programming Language LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Linguagem artificial estabelecida para expressar programas de computadores, V. Linguagem Assembler, V. Linguagem Linguagem de Programação.

E - Lenguaje de Programación F - Langage de Programmation I - Program Language, Programming Language LINGUAGEM DE SIMULAÇÃO Linguagem de computador usada para escrever programas para simulação do desempenho de transporte, sistemas de manufaturas e E - Lenguaje de Simulación F - Langage de Simulation I - Simulation Language LINGUAGEM PL/1 Linguagem de programação, de alto nível, voltada tanto para aplicações comerciais como científicas, originária de fusão do FORTRAN com o COBOL. O significado de PL/1 é PROGRAMMING LANGUAGE NUMBER ONE (Linguagem de Programação E - Lenguaje PL/1 F - Langage PL/1 I - PL/1 Language LINGUAGENS FORTRAN Conjunto de linguagens de programação, de alto nível, destinado a aplicações da área científica. Seu nome provém das iniciais de E - Lenguaje Fortran F - Langage Fortran I - Fortran Language LINGUETA 1) Ladeira ou rampa em cais, junto à qual atracam embarcações. 2) Rampa natural que se inclina para o mar ou para um rio. 3) Protuberância em forma de V, na E - Rampa de Embarcadero, Linguetas F - Cale d'Embarcadère, Rampe d'Embarcadère, Languettes I - Landing Ramp, Barbs LINHA (TRANSPORTE) 1) Serviço regular de transporte entre determinados pontos. 2) Serviço regular de transporte coletivo ofertado em um determinado itinerário, E - Línea de Transporte F - Ligne de Transport I - Line (Transportation) LINHA ALIMENTADORA/DISTRIBUIDORA Linha que liga pontos de atratividade ou geração de viagens E - Línea de Alimentación y Distribuición F - Ligne d'Alimentation et Distribuition I - Feeder Line, Line for Distribution LINHA AXIAL Linha que indica a divisão da superfície pavimentada, separando as correntes de trânsito de sentidos opostos. (Sin.: Eixo Longitudinal) (Cd.: Linha E - Línea de Centro, Linea Central F - Ligne Axiale, Ligne Centrale I - Center Line 2) Linha que indica a divisão da superfície pavimentada, separando as correntes em sentidos opostos e que não se acha necessariamente no centro geométrico da seção E - Línea Central F - Ligne Centrale I - Center Line LINHA CIRCULAR (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Linha que possui os pontos terminal e inicial coincidentes e um único sentido de E - Línea Circular

LINHA CONTÍNUA LINHA SETORIAL

F - Ligne Circulaire I - Circle Line LINHA CONTÍNUA Linha não interrompida, pintada sobre o pavimento, que informa ser proibida a E - Línea Continua F - Ligne Continue I - Solid Line LINHA DE BORDA DA PISTA Linha que indica a E - Línea del Borde del Pavimento F - Ligne de Bord de Piste I - Pavement Edge Line LINHA DE CONTAGEM Linha imaginária (seguindo geralmente uma barreira natural ou artificial) ao longo da qual são feitas as contagens de trânsito para fins de controle, ou para determinação de fatores de conversão, nos E - Línea de Contage F - Ligne de Comptage I - Screen Line LINHA DE CONTORNO Linha imaginária que envolve completamente uma área determinada, num estudo E - Línea de Contorno F - Ligne de Contour I - Contour Line E - Divisor de Aguas F - Diviseur de l'Eau I - Water Divisor LINHA DE CUMEADA Linha que une cumes através das partes mais altas de suas vertentes. (Sin.: Divisa E - Línea de Cumbrera F - Cime de Montagne I - Mountain Ridge Line LINHA DE DECLIVE MÁXIMO Linha da superfície de pavimento que corresponde à resultante do declive longitudinal e transversal e a que corresponde o E - Línea del Pendiente Máximo F - Ligne de Plus Grande Pente I - Line of Maximum Slope LINHA DE DESEJO Linha reta do movimento de trânsito, nos estudos O & D, em planejamento de transportes, que une a origem e o destino das cargas e/ou passageiros, representada nos mapas com largura proporcional ao próprio volume, sem se considerar as rotas E - Línea de Deseo F - Ligne de Désir I - Desire Line LINHA DE EXPLORAÇÃO Eixo do levantamento topográfico marcado no terreno e que serve de base ao E - Línea de Exploración F - Ligne de Exploration I - Exploration Line LINHA DE FAIXA Linha interrompida delimitadora E - Línea de Carril F - Ligne de Voie I - Lane Line LINHA DE FAIXA CONTÍNUA Linha de faixa V. Linha de Faixa.

LINHA TRACEJADA LOESS

F - Ligne du Secteur I - Sectorial Line LINHA TRACEJADA Linha interrompida, pintada sobre o pavimento, que informa haver permissão para E - Línea no Continua F - Ligne Discontinue I - Broken Line LINHA TRONCO, LINHA TRONCAL (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Linha estrutural do sistema, capaz de captar os diversos fluxos das linhas alimentadoras. V. Linha e V. Linha E - Línea Tronco (Transporte) F - Ligne Principal (Transport) I - Main Line (Transport) LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS (CARGA PERIGOSA) Líquidos ou misturas de líquidos ou líquidos contendo sólidos em suspensão ou solução, que E - Líquidos Inflamables F - Liquides Inflammables I - Inflammable Liquids LISÍMETRO Instrumento para medir a percolação d'água através de um solo e para determinação dos materiais E - Lisimetro F - Lysimètre I - Lysimeter LISURA Condição (teórica) de superfície que se E - Lisura F - Lissé I - Evenness LITOLOGIA Parte da geologia que trata do estudo das rochas com relação à sua estrutura, cor, espessura, composição mineral, tamanho dos grãos e outras feições E - Litologia F - Lithologie I - Lithology LIXIVIAÇÃO 1) Remoção das partículas soluveis e/ou coloidais de um solo pela percolação de água. 2) Processo que sofrem as rochas e solos ao serem lavados pelas águas E - Acción Disolvente del Agua, Deslave de Compuestos Solubles F - Lixiviation I - Leaching, Lixiviation LNEC Laboratório Nacional de Engenharia Civil, Centro E - LNEC F - LNEC I - LNEC E - LNM F - LNM I - LNM LOAM Solo consistindo de uma mistura de areia, argila, E - Marga, Migajón (Mex) F - Loam I - Loam LOCAÇÃO 1) Determinação exata de um ponto ou um detalhe em uma carta ou em uma fotografia. 2) Colocação E - Localización, Replanteo F - Location, Piquetage I - Location, Staking LOCAL DE CARREGAMENTO Local destinado E - Plataforme de Carga, Sitio de Carga, Local de Carga F - Local de Chargement, Local de Charge I - Charging Place, Charging (Platform) LOCAL DE DESCARGA Local destinado à descarga E - Sitio de Descarga, Local de Descarga F - Local de Décharge I - Discharging Place, Discharging (Plataform) LOCAL DE DESEMBARQUE Local destinado ao E - Local para Desembarcar F - Local de Débarquement I - Landing Place, Debarkation, Disembarkation LOCAL DE EMBARQUE Local destinado ao E - Local para Embarcadero F - Local d'Embarquement I - Embarkation (Place), Shipment (Place) LOCAL DE ENTREGAS Local em que uma carga transportada deve passar as mãos de um destinatário. Ex.: E - Playa de Descarga, Playa de Entrega, Patio de Entrega F - Place de Remise I - Delivery Place, Delivery Yard LOCAL DE ESTACIONAMENTO (SÓ UM E - Local de Estacionamiento (Solamente un Vehículo) F - Place de Estationnement (Seulement un Véhicule) I - Parking Place (One Vehicle Only) LOCAL DE RECONHECIMENTO DO SOLO Local em que se realiza o reconhecimento das condições de E - Sitio de Reconocimiento del Suelo F - Lieu de Reconaisance du Sol I - Soil Survey Place LOCAL PARA EMBARQUE E DESEMBARQUE (MEIO-FIO) Área adjacente a um meio-fio reservada exclusivamente para uso de veículos durante embarque ou desembarque de passageiros ou carga E - Local para Embarcación y Desembarque F - Local d'Embarquement et Débarquement I - Shipping and Loading Zone LOCAL PERIGOSO Lugar em que se verificam E - Punto Peligroso, Punto Negro F - Point Noir (Accid.) I - Accident Black Spot LODO Sedimento terroso que geralmente contém matéria E - Lodo, Fango F - Boue, Vase, Limon I - Mud LOESS Sedimento geralmente não consolidado e não estratificado de silte calcáreo, de cor amarela e cinza, podendo conter concreções calcáreas e fósseis, geralmente E - Loes, Limo (Per.), Légamo (Col.), Limo Muy Fino

LOESSE LUGARES MÁXIMOS OFER. (TRANSP. COLET. REGULAR)

(Pan.) F - Loess I - Loess E - Loes, Limo (Per.), Légamo (Col.), Limo Muy Fino (Pan.) F - Loess I - Loess LOGRADOURO Qualquer via, rua, praça ou área onde E - Logradoro F - Terrain Public I - Place Belonging to the Community LOMBADA Trecho de concordância entre rampas em aclive e declive, caracterizada por pequena distância de E - Lomo de Burro, Lomo (Méx., Per.), Lomo de Caballo (Nic.), Lomo de Perro (Ven.) F - Dos d'Âne,Creux I - Long Ridge LOMBADA (ACIDENTE GEOGRÁFICO) E - Lomo de Burro F - Croupe I - Mountain Ridge LOTE (RODOVIA) Parte do trecho ou subtrecho de rodovia definida especialmente para fins de projeto, de construção, de conservação ou de restauração. V. Trecho E - Lote de Carretera F - Lot de Route, Portion de Route I - Work Lot LUGARES MÁXIMOS OFERECIDOS (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Resultado da multiplicação do número de viagens realizadas num sentido de operação, pela capacidade nominal dos E - Número Máximo de Lugares Ofrecidos F - Le Plus Grand Nombre de Places Offertés I - Maximum Offered Places

MACACO MACROESTRUTURA (DA ROCHA)

M MACACO 1) Maquinismo, em geral provido de manivela, para levantar grandes pesos. 2) O peso que, no bate-estacas, cai de certa altura sobre a cabeça da estaca, E - Gata, Maza F - Vérin I - Jack, Drop Hammer, Pile Hammer MACADAME Camada constituída de pedra britada graúda mais ou menos uniforme, interpenetrada por compactação, que freqüentemente recebe material de E - Macadán F - Macadam I - Macadam MACADAME ALCATROADO COMPACTO Segundo a Associação Internacional Permanente de Congressos de Estradas (AIPCR), um material de composição granulométrica contínua com diâmetro máximo igual a 40 mm, contendo aproximadamente uma O agregado é envolvido com aproximadamente 4,5% de alcatrão de certo tipo. V. Macadame. V. Macadame E - Macadán y Alquitran Denso F - Macadam et Goudron Compact I - Dense Tarmacadam MACADAME BETUMINOSO V. Macadame E - Macadán Betuminosa F - Macadam Bitumineux I - Asphalt Macadam MACADAME BETUMINOSO COMPACTO Segundo a Associação Internacional Permanente de Congressos de Estrada (AIPCR), um material de composição granulométrica contínua com diâmetro máximo igual a 40 mm, contendo aproximadamente uma O agregado é envolvido por aproximadamente 3,5% de E - Macadán Betuminoso Denso F - Macadam Bitumineuse Compact I - Dense Bituminous Macadam MACADAME BETUMINOSO POR PENETRAÇÃO Revestimento constituído de aplicações de agregados graúdos e de aplicações de ligante betuminoso para enchimento dos vazios e aglutinação dos E - Macadán Betuminoso por Penetración F - Macadam par Pénétration de Bitume I - Asphalt Penetration Macadam MACADAME CIMENTADO Macadame cujo E - Macadán al Cemento Portland, Macadán de Cemento (Bol., Nic., R.D., Ven.), Cemento Portland con Macadán (Pan.), Macadán de Cemento Portland (Ecu.), Macadán al Cemento (Nic.) F - Macadam au Mortier de Ciment Portland I - Cement Bound Macadam MACADAME COM ALCATRÃO Macadame que Macadame Betuminoso por Penetração.

E - Macadán con Alquitrán F - Tarmacadam, Macadam avec Goudron I - Tarmacadam MACADAME HIDRÁULICO Camada de agregado graúdo cujos vazios são cheios de agregados miúdos com E - Macadán Hidráulico, Macadán al Agua (Arg., Per.) F - Macadam à l'Eau, Empierrement Ordinaire I - Water-Bound Macadam MACADAME POR MISTURA Macadame E - Macadán de Mezcla F - Macadam pour Mélange I - Plant Mix Premix (Australia), Premixed Asphalt Macadam E - Macadán por Penetración F - Macadam par Pénétration I - Penetration Macadam MACADAME POROSO Macadame betuminoso com capacidade drenante (aberto). (Sin.: Macadame Betuminoso E - Macadán Poroso F - Enrobé Ouvert Drainant I - Pervious Coated Macadam MACADAME SECO Camada de pavimento constituída de agregado de graduação grossa, que após ser espalhada e comprimida, teve seus vazios, em parte, E - Macadán Seco F - Macadam Sec I - Dry Macadam, Dry-bound Macadam MACADAME VIBRADO Camada de pedras britadas, cujos espaços vazios se enchem, por vibrações a E - Macadán Vibrado en Seco, Macadán Vibrado (Ecu.), Macadán en Seco Vibrado (Ven.) F - Macadam Vibré I - Vibrated Macadam E - Macadamización F - Macadamization I - Macadamizing MACIÇO 1) Formação eruptiva de grandes dimensões. 2) E - Macizo de Roca F - Massif Rocheux I - Soil Mass, Rock Mass, Rock Massif MACROCLIMA Clima geral, em larga escala, de uma E - Macroclima F - Macroclimat I - Macroclimate MACROESTRUTURA (DA ROCHA) Aspecto observável macroscopicamente decorrente da disposição, tamanho e forma dos constituintes, vazios e fraturas de uma E - Macroestructura (Roca) F - Macrostructure (Roche) I - Macrostructure (Rock)

MACROESTRUTURA DOS MATERIAIS MANUTENÇÃO DE INVERNO

MACROESTRUTURA DOS MATERIAIS Estrutura perceptível à vista desarmada e que pode ser de conglomerado, celular, de poros finos, fibrosa, estratificada E - Macroestructura de los Materiales F - Macroestructure des Matériaux I - Macroestructure of the Materials MACROTESAURUS Thesaurus de interesse de um conjunto de órgãos que tratam diversas modalidades de uma mesma função, por exemplo, de transporte. Ex.: E - Macrotesaurus F - Macrotesaurus I - Macrotesaurus MAGNITUDE DO IMPACTO Um dos atributos principais de um impacto ambiental. É a grandeza de um impacto em termos absolutos , podendo ser definida como a medida da alteração no valor de um fator ou parâmetro E - Magnitud del Efecto F - Magnitude d'Effect I - Impact Greatness MALHA 1) Tela metálica indeformável, cujos fios e aberturas têm dimensões padronizadas. 2) Conjunto de barras de aço solidarizadas, preparado fora do lugar de aplicação final e para ele transportado, para servir de armadura (concreto armado). 3) Dimensão dos furos de uma E - Malla, Tamiz (Arg., Bol., Col., Ecu., Pan., Per.), Tamiz, Criba (Nic., R.D.) F - Tissue Metallique, Tamis, Treillis d'Armature I - Mesh, Mesh of Sieve MALHA DE RETENÇÃO Rede de arame fixada em E - Malla de Retención F - Malle de Retention I - Retention Mesh E - Red de Transporte F - Réseau de Transport I - Transport Network MALHA DE TRANSPORTE COLETIVO Parte da malha (urbana) viária que é utilizada para transporte E - Red de Vías para Transporte Colectivo F - Réseau de Voies pour Transports Publiques I - Public Transport Network MALHA METÁLICA Malha de vergalhão de aço, às E - Malla Metálica, Parrilla Metálica (Col.), Emparrillado (Pan.), Armadura Tejida, Armadura de Malla, Tejido Metálico (Ven.) F - Maille de Renforcement I - Metallic Screen MALHA URBANA VIÁRIA BÁSICA Conjunto das vias urbanas classificadas segundo critério funcional E - Red Básica de Carreteras Urbanas F - Réseau Basique de Voies Urbaines I - Basic Urban Network of Ways E - Red Carretera F - Réseau Routier I - Road Network MALTENOS Componentes de asfaltos solúveis em sulfeto de carbono, tetracloreto de carbono e E - Maltenos F - Malthénes I - Malthenes MANIFESTO DE CARGA 1) Rol ou inventário completo e minucioso, da carga que um navio mercante traz a bordo. 2) Documento que relaciona os objetos que E - Manifiesto de Carga F - Manifeste de Chargement I - Cargo Manifest, Manifest MANIFESTO PADRONIZADO DE CARGA Documento padronizado contendo todas os pormenores da E - Manifiesto de Carga Estandar F - Manifest Normalisé de Charge I - Standard Cargo Manifest MANILHA (DE BARRO) Tubo de material cerâmico, geralmente vidrado, utilizado em canalizações E - Tubería de Arcilla, Tubería de Barro, Tubería de Gres (Col.) F - Tuyau en Grès I - Clay Pipe, Pipe of Clay MANUAL Livro que contém noções essenciais a respeito E - Manual F - Manuel I - Handbook, Manual MANUAL DA QUALIDADE DE LABORATÓRIOS Manual em que se define o sistema de qualidade utilizado por um laboratório e que deve conter informações sobre o seu organograma, as responsabilidades operacionais e funcionais, os diversos sistemas de controle da qualidade, os materiais de referência, e outros elementos E - Manual de la Calidad de Laboratorio F - Manuel de Qualité de Laboratoire I - Laboratory Quality Manual MANUTENÇÃO 1) Conservação. 2) Cuidados técnicos necessários para manter um componente, equipamentos, máquina ou sistemas em funcionamento regular e E - Manutención F - Manutention, Entretien I - Maintenance MANUTENÇÃO APÓS FALHA Manutenção de emergência aplicada após falha ou colapso, e não E - Manutención Remediadora F - Manutention qui Remédie, Remis en État, Réparation I - Remedial Maintenance, Corrective Maintenance MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTO Manutenção aplicada a um equipamento, executada em oficina ou no campo, preventiva ou não. Ex.: Manutenção E - Manutención de Equipos F - Manutention d'Équipement I - Equipment Maintenance MANUTENÇÃO DE INVERNO Conjunto de operações relativas a neve ou gelo, tais como remoção de neve, proteção contra a neve e medidas contra a formação E - Manutención de Invierno

MANUTENÇÃO DE OBRAS-DE-ARTE MÁQUINA AUTOMÁTICA

F - Service Hivernal I - Winter Maintenance MANUTENÇÃO DE OBRAS-DE-ARTE Cuidados técnicos necessários para permitir a utilização, em E - Manutención de Obras-de-arte F - Manutention d'Oeuvre d'Art, Entretien d'Oeuvre d'Art I - Highway Structures Maintenance MANUTENÇÃO DE RODOVIA Cuidados técnicos necessários ao funcionamento regular e permanente V. Manutenção, V. Conservação, V. Conservação E - Manutención de Vía F - Manutention Routière, Entretien Routière I - Highway Maintenance MANUTENÇÃO DE TÚNEL Manutenção aplicada E - Manutención de Túnel F - Manutention de Tunnel I - Tunnel Maintenance MANUTENÇÃO DE VIA PERMANENTE Manutenção aplicada ao conjunto de via férrea e instalações E - Mantenimiento de la Vía Permanente (Ferro Carril) F - Manutention de la Voie Permanente I - Permanent Way Maintenance (Railroad) MANUTENÇÃO PREVENTIVA Manutenção de um sistema que se realiza após intervalos previamente estabelecidos ou não, segundo normas técnicas, para prevenir colapsos durante o funcionamento e para retardar E - Manutención Preventiva F - Entretien Préventif I - Preventive Maintenance MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL Programa que se caracteriza por oferecer condições ao empregado de realizar pequenos reparos em seu E - Manutención Productiva Total F - Entretien Productif Total I - Total Productivity Maintenance (TPM) MANUTENIBILIDADE Característica de um sistema expressa pelo fato de o mesmo poder ser manutenido, isto é, ter sua condição original preservada sem E - Aptitud para Manutención F - Maintenability I - Maintainability E - A la Derecha F - A Droite I - Left-Hand (Uk), Left-Hand Side (Uk), Right Hand (USA), Right-Hand Side (USA), Near Side MÃO-DE-OBRA 1) Conjunto de trabalhadores E - Mano de Obra F - Main d'Oeuvre I - Workmanship, Hand Labor MAPA Representação gráfica de uma superfície em determinada escala, com a representação de acidentes E - Mapa F - Carte I - Map MAPA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS Quadro que contém a discriminação dos componentes E - Mapa de Composición de Precios F - Liste d'Arrangement des Prix I - Price Formation Map MAPA GEOGRÁFICO Representação de uma grande extensão da superfície terrestre, em escala E - Carta F - Carte, Mappe I - Map MAPA GEOLÓGICO Mapa sobre o qual as informações geológicas são representadas. A distribuição das formações são mostradas por meio de símbolos, contornos ou cores. Os depósitos superficiais podem ou não ser mapeados separadamente. Dobras, falhas, depósitos minerais, são indicados com símbolos apropriados. Podem E - Mapa Geológico F - Carte Geologique I - Geologic Map MAPA GEOLÓGICO-GEOTÉCNICO Mapa traçado a partir de cartas geográficas, geológicas, fotografias aéreas, restituições aerofotogramétricas, eventualmente complementadas por medições expeditas de campo (geodésicas, topográficas, hodométricas), contendo todas as unidades geológico-geotécnicas pré-figuradas, além de pontos e elementos notáveis, tais como rodovias existentes, acidentes geográficos e com indicação de diversas alternativas de traçado estudadas e os pontos de E - Mapa Geológico-Geotécnico F - Carte Geólogique-Geótechnique I - Geological-Geotechnical Map MAPA ISÓCRONO Mapa no qual estão traçadas as linhas que unem pontos que podem ser alcançados em igual período de tempo, partindo de um ponto dado ou de uma E - Mapa Isócrono F - Carte Isochronique I - Isochronal Chart MAPA RODOVIÁRIO Mapa que informa a existência de rodovias e, por vezes, sobre as suas E - Mapa Carretero, Mapa Caminero F - Carte Routière I - Road Map E - Mapa Topográfico F - Carte Topographique I - Contour-Map, Topographic Map MÁQUINA 1) Qualquer combinação de partes inter- relacionadas para uso ou aplicação de energia para executar trabalho. 2) Conjunto de mecanismos para comunicar movimento, ou para aproveitar, pôr em ação ou transformar uma energia. V. Aparelho, V. Equipamento. Ex.: Máquina E - Máquina F - Machine I - Machine, Engine MÁQUINA AUTOMÁTICA Máquina que encerra em si um mecanismo que lhe imprime movimentos pré- E - Máquina Automática F - Machine Automatique I - Automatic Machine

MÁQUINA DE ACABAMENTO MARGA/MARNA/MARNE

MÁQUINA DE ACABAMENTO Equipamento Acabadora de Asfalto, V. Acabadora do Pavimento de E - Terminadora, Conformadora (Pan) F - Finisseur, Finisseuse I - Finisher, Finishing Machine MÁQUINA PARA ABRIR TÚNEIS POR E - Máquina para Abrir Túnel/Sección Parcial F - Machine a Attaque Ponctuelle, Machine a Attaque Partielle (Tunnel) I - Partial Face Tunnelling Machine MÁQUINA PARA ABRIR TÚNEIS POR E - Máquina para Abrir Túnel/Sección Global F - Machine a Attaque Globale, Tunnelier I - Full Face Tunnelling Machine MAQUINARIA/MAQUINÁRIO Conjunto de E - Maquinaria F - Machinérie I - Machinery MARCA DE DIREÇÃO Inscrição constituída por E - Marca de Dirección F - Marque de Direction I - Directional Road Marking MARCA DE FREIADA Marca deixada sobre o pavimento após freiada por pneumáticos de um veículo que E - Marca de Freno F - Trace de Freinage I - Skidmark MARCA DE RESISTÊNCIA À TRAÇÃO Valor que corresponde à resistência à tração de concretos, requerida em projetos estruturais. Ex.: P10, P15, P20, P25, P30, P35 e P40 (na Rússia), destinando-se as marcas mais E - Marca de Resistencia de Hormigón a la Tracción F - Marca de Résistence du Béton a la Traction I - Concrete Tensile Strength Number MARCA DE RESISTÊNCIA AO FRIO Valor numérico que corresponde à quantidade de ciclos de congelamento e descongelamento que se estabelece em projeto ou caracteriza dado material de construção a ser usado em clima frio. Ex.: Concreto para construção de E - Marca de Resistencia al Frío F - Marca de Résistence au Froid I - Cycle Number MARCA DE SINALIZAÇÃO Sinais pintados sobre o pavimento ou colocados em elementos adjacentes, que consistem em linhas, desenhos, cores, palavras ou símbolos, E - Marca de Tránsito, Marca para el Tránsito, Rayado (Ven.) F - Marque de Signalisation I - Traffic Marking MARCAS FIDUCIAIS São referências rigidamente ligadas à objetiva da câmera e que formam imagens nas margens e/ou cantos das fotografias aéreas, servindo para E - Marcas Fiduciárias F - Marques Fiduciaires I - Fiduciary Marks MARCAS DE PAVIMENTO V. Marca de E - Marca del Pavimento F - Marques dans la Chaussèe I - Pavement Marks MARCAS VIÁRIAS Conjunto de linhas, símbolos, legendas ou objetos situados sobre o pavimento, meio-fio ou adjacentes às vias, destinados a regularmentar, advertir ou indicar o trânsito de veículos e pedestres, no uso das vias, E - Marcas para el Tránsito F - Marques de Signalisation I - Traffic Markings MARCHA EM FILA Forma de conduzir veículos, um E - Marcha en Fila F - Marche en File I - Single Line Move MARCO 1) Peça cravada no solo, para servir de indicação ou referência, assinalando dados topográficos ou limites de propriedades. 2) Estrutura utilizada ou construída com a finalidade de marcar a posição de uma estação de E - Hito, Mojón (Col., Ecu, Pan.) F - Borne I - Marker, Monument, Mark, Witness Stake MARCO DE BALIZAMENTO/ MARCO BALIZADOR Sin.: Marco Refletor. Aquele que é provido de pintura refletiva ou outro material igualmente E - Hito Reflectante, Mojón Reflectante, Poste Reflectante (Col. Méx.), Poste Reflectorizado (Nic., Per.) F - Borne Réfléchissant I - Reflecting Marker, Reflecting Monument MARCO QUILOMÉTRICO Peça cravada no solo indicadora da distância em quilômetros contados a partir de E - Hito Quilométrico F - Borne Kilométrique I - Kilometric Marker E - Hito Reflectante, Mojón Reflectante (Col), Poste Reflectante (Méx., Nic., Per, Col.) F - Borne Réfléchissant I - Reflecting Marker, Reflecting Monument MARCO SUBTERRÂNEO Elemento testemunha situado abaixo do solo, na vertical do marco de superfície, ou relacionado com este mediante direção e distância, a partir do qual é possível reconstruir a posição daquele, no E - Marcador Subterráneo F - Borne Souterraine I - Subterranean Witness Stake MARCOS PARA REMOÇÃO DE NEVE Marcos fincados ao lado da pista que delimitam a área da qual se E - Marcos para Remoción de Nieve F - Jalons à Neige I - Marker Posts for Snow Clearing MARGA/MARNA/MARNE 1) Mistura terrosa de minerais de quartzo, argila, calcita e, eventualmente, areias glauconíticas, às vezes encontrada em lagos ou brejos. 2) Rocha sedimentar constituída de argila e carbonato de

MARGA ARENOSA MARTELETE HIDRÁULICO PARA CRAVAR ESTACAS

cálcio em proporções variadas. 3) Solo constituído por uma mistura de, no máximo, 20% de argila e partes quase iguais de argila, areia, silte e húmus. V. Marga, V. Marga de Brejo F - Marne I - Marl, Loam MARGA ARENOSA Marga com predominância de E - Marga Arenosa F - Marne Sableux I - Sandy Marl MARGA ARGILOSA Marga com predominância de E - Marga de Arcilla F - Marne d'Argile I - Argillaceous Marl E - Marga de Cayo F - Marne de Marais I - Bog Lime E - Marna Lacustre, Marga Lacustre F - Marne Lacustre I - Lake Marl E - Marna Limosa F - Marne de Limon I - Algae Marl MARGINAL 1) Via pública contígua e geralmente paralela a uma via expressa ou de trânsito direto, que serve para coletar, interceptar e distribuir o trânsito que deseja atravessar, entrar ou deixar a via principal, podendo também permitir o acesso a propriedades, que de outro E - Camino Lateral (Bol., Ecu.), Camino Marginal (Bol., C.R., Pan.), Camino Alimentador (Nic., Per.) Camino de Servicio (R.D., Ven.) F - Chausée Latérale, Voie de Bordure, Contre-Allée I - Service Road (UK), Frontage Road (USA) MARKETING Área especializada da administração que atinge todas as fases do estudo e análise do mercado, dos produtos ou serviços, sob os aspectos de interesses dos empresários, dos dirigentes, dos executivos e dos consumidores, objetivando oferecer dados para a Orienta a política comercial e desenvolvimento de produto, assim como as políticas financeiras de comercialização, de produção, de promoções, publicidade e crédito das E - Marketing F - Marketing I - Marketing MARRA/MARRÃO Grande martelo de aço para E - Martillo Grande de Cantero, Alcotana F - Gros Marteau de Fer I - Sledge Hammer, Great Stonecutter's Hammer E - Martillo Chico de Cantero F - Marteau à Tête Carrée I - Stonecutter's Hammer, Beetle MARSHALL Nome dado a um ensaio para avaliar a E - Ensayo Marshall F - Marshall, Essai Marshall I - Marshall, Marshall Test MARTELETE DE AR COMPRIMIDO DE SEÇÃO SIMPLES Martelete para cravar estacas em que o macaco (peso caindo livremente) é alçado mediante o E - Martinete Neumático de Acción Simple F - Marteau Battage à Air Comprimé I - Single-acting Compressed Air Hammer MARTELETE A VAPOR Martelete para cravar Martelete a Vapor de Ação Dupla. V. Martelete para Cravar E - Martinete a Vapor F - Marteau de Battage à Vapeur I - Steam Hammer MARTELETE A VAPOR DE AÇÃO DUPLA Martelete para cravar estacas, no qual se usa vapor para o alçado do macaco (peso que não cai livremente, no caso) e para aumentar a energia potencial quando da queda do E - Martinete a Vapor (Acción Dupla) F - Marteau de Battage à Vapeur (Action Double) I - Double-acting Steam Hammer MARTELETE A VAPOR DE AÇÃO SIMPLES Martelete para cravar estacas, em que o macaco (peso caindo livremente) é alçado mediante uso de E - Martinete a Vapor (Acción Simple) F - Marteau de Battage à Vapeur (Action Simple) I - Single-acting Steam Hammer MARTELETE BODINE (SÔNICO) Tipo especial de martelete vibratório, no qual pesos excêntricos são fixados a dois eixos horizontais ( 6000 rpm) causando sucessivamente (100 vezes por segundo) tensões alternadas de tração e compressão nas seções das estacas, o que E - Martinete Bodine F - Marteau de Battage Bodine I - Bodine Sonic Pile Driver MARTELETE DIESEL Martelete para cravar estacas, que independe de fonte de energia externa ao contrário dos marteletes a vapor ou a ar comprimido, e que contém uma unidade diesel. V. Martelete para Cravar E - Martinete Diesel F - Marteau de Battage Diesel I - Diesel Hammer MARTELETE A AR COMPRIMIDO V. Martelo E - Martillo Neumático F - Marteau Pneumatique I - Air Hammer, Jack Hammer MARTELETE HIDRÁULICO PARA CRAVAR ESTACAS Martelete em que se utiliza fluido hidráulico para o acionamento do mesmo, em lugar de vapor ou ar comprimido. V. Martelete para Cravar E - Martinete Hidráulico F - Marteau de Battage Hidraulique I - Hydraulic Hammer

MARTELETE PARA CRAVAR ESTACAS MASSA UNITÁRIA DE UM AGREGADO

MARTELETE PARA CRAVAR ESTACAS Equipamento para fornecer a energia requerida para cravar uma estaca, podendo ser de queda livre (macaco), a vapor, a E - Martinete F - Marteau de Battage I - Pile Hammer MARTELETE PNEUMÁTICO DE PERCUSSÃO Equipamento pneumático que aciona uma alavanca em golpes sucessivos, para romper pavimentos, quebrar rocha ou outros materiais. (Sin.: E - Martillo Pneumático Percutor, Martillo Rompe Pavimentos (Pan.), Martillo Neumático de Percusión (Per.), Martillo Pneumático (Ven.) F - Marteau Pneumatique à Percussion I - Pneumatic Paving Breaker MARTELETE ROMPEDOR V. Martelete E - Martillo Rompedor F - Marteau Casseur I - Paving Breaker E - Martillo Rotativo, Perforadora Rotatória (Méx., Pan., Per.) F - Marteau Rotatif I - Rotative Driller, Rotary Drill MARTELETE SOPRADOR Tipo de martelete que permite injetar uma descarga de ar comprimido no furo, a E - Martillo Soplador F - Marteau Soufleur I - Blowing Driller MARTELETE VIBRATÓRIO PARA CRAVAR ESTACAS Equipamento que permite a transmissão de E - Martinete Vibratorio F - Marteau de Battage Vibratoire I - Vibratory Pile Driller MARTELO 1) Instrumento de percussão provido de cabeça de aço e cabo, em geral de madeira, podendo ter unhas ou orelhas. 2) Equipamento de percussão provido de massa de aço. Ex.: Martelo Pneumático e Martelo E - Martillo F - Marteau I - Hammer MARTELO PERFURADOR Martelo pneumático que atua por percussão acompanhada de rotação, E - Martillo Perforador F - Marteau Perforateur I - Hammer Drill MARTELO PNEUMÁTICO/MARTELETE PNEUMÁTICO Equipamento acionado a ar comprimido e destinado a desmonte ou perfuração de E - Martillo Pneumático, Chicharra (Pan.), Muleta (Nic.) F - Marteau Pneumatique I - Air Hammer, Jack Hammer, Pneumatic Hammer MASSA (DE UM CORPO) 1) Resistência de um corpo à aceleração. 2) Termo da física que é a grandeza fundamental igual à constante de proporcionalidade existente entre uma força que atua sobre o corpo e a aceleração que esta força lhe imprime. Obs.: 1 - A unidade de medida da massa é o kg, isto é a massa do protótipo internacional do quilograma, conservado no Bureau 2 - 1 kg de massa pesa 1 kgf em um ponto da superfície terrestre no qual aceleração da gravidade é 9,80665 m/s2 (1 kgf = 9,806 65 N). 3 - A massa de um corpo não varia em função de sua posição na superfície terrestre, ao contrário E - Masa F - Masse I - Mass MASSA BETUMINOSA PARA ENCHIMENTO DE JUNTA DE PARALELEPÍPEDOS Mistura de ligante betuminoso e certos materiais para enchimento das juntas de um E - Material Betuminoso para Relleno de Junta F - Materiaux Bitumineux de Remplissage I - Bituminous Fulfillment of Joints MASSA ESPECÍFICA/MASSA VOLUMAR Relação entre massa e volume de um corpo, expressa geralmente em kg/m3 ou g/cm3. V. Peso Específico. (Sin.: E - Massa Específica F - Masse Spécifique I - Specific Density, Specific Gravity MASSA ESPECÍFICA APARENTE Relação entre a massa e o volume de um material, incluídos no mesmo os poros e vazios, em geral expressa em kg/dm3 ou E - Masa Específica Aparente F - Masse Spécifique Apparent I - Apparent Specific Mass MASSA ESPECÍFICA APARENTE SECA Massa do material seco contido na unidade de volume de E - Peso Unitário Seco F - Densité Sèche I - Dry Density MASSA ESPECÍFICA REAL Relação entre a massa (seca) e o volume, excluídos os eventuais poros E - Masa Específica Real F - Masse Spécifique Réelle I - Real Specific Mass, Specific Mass MASSA PLÁSTICA DE DOIS COMPONENTES 1) Mistura pastosa ou líquido- pastosa, onde são intimamente associados, no instante da aplicação, dois componentes. Um dos componentes sempre contém resinas plásticas, partículas granulares, pigmentos e respectivos dispersores, bem como, eventualmente, microesferas de vidro que o torna retrorrefletivo. O outro é o catalizador destinado a produzir e acelerar o endurecimento da película. Esta mistura é usada nas marcas viárias. 2) Massa plástica resultante da mistura, no instante da aplicação, ou momentos antes, de resina plástica e de catalizador, utilizada para colagem de concretos. V. Resina E - Masas Plásticas de dos Componentes F - Plastiques avec deux Components I - Two Components Plastics MASSA UNITÁRIA DE UM AGREGADO Quociente da massa do agregado lançado em certo recipiente e compactado de forma estabelecida em norma E - Masa Unitária (Agregado)

MASSA VOLUMÉTRICA MATERIAL DE CIMENTAÇÃO

F - Massa Unitaire (Aggregat) I - Unit Mass (Aggregate) MASSA VOLUMÉTRICA Termo às vezes utilizado para significar ?massa específica aparente?, expressa em geral em kgf/m3 ou g/cm. (Sin.: Massa Específica E - Masa Volumétrica F - Masse Volumetrique Apparente I - Apparent Specific Mass MASSAPÊ Solo existente no Brasil, particularmente no Recôncavo Baiano, que apresenta coloração variada, desde o branco ao castanho-escuro, granulometria fina, com aproximadamente 90% passando na peneira 200, elevada percentagem de argila e silte, da ordem respectivamente de Apresenta, quando seco, grande resistência e, quando E - ?Massapê? F - ?Massapê? I - ?Massapê? MASTIC ASFALTO Mistura betuminosa com E - Mastique Asfáltico F - Mastic Asphaltique I - Mastic Asphalt, Asphalt Mastic MASTIQUES ASFÁLTICOS (PIARC- E - Masillas Asfálticas (Aipcr-Rilem) F - Mastics Hydrocarbonés (Aipcr-Rilem) I - Hydrocarbon Mastics (Piarc-Rilem) MATACÃO Fragmento natural de rocha com diâmetro E - Matacán F - Grosse Pierre, Bloc I - Boulder, Bowlder MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO NÃO POROSOS Materiais que, por não conterem poros e serem constituídos exclusivamente de substâncias sólidas, têm massa específica igual à massa específica aparente e são considerados como absolutamente compactos (grau de compacidade máxima). Ex.: Vidro. Ex.: Aço. V. Materiais E - Materiales no Porosos F - Matériaux sans Pores I - Non-porous Materials MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO POROSOS Materiais que não são constituídos exclusivamente de substância sólida e que contém poros, não sendo pois compactos. Ex.: Concreto Leve, Massa Específica Aparente = 500 kg/m3 a 1800 kg/m3, Massa Específica Aparente = E - Materiales Porosos F - Matériaux avec Pores I - Porous Materials MATERIAIS LATERÍTICOS Concreções ferruginosas (ou lateríticas) resistentes, solos finos e graúdos de comportamento laterítico. V. Concreções Ferruginosas (ou lateríticas) Resistentes. V. Solos Finos de Comportamento Lateríticos. V. Solos Graúdos de E - Materiales Lateríticos F - Matériaux Lateritiques I - Lateritic Materials MATERIAIS PARA GRAUTEAMENTO Materiais tais como: a) cimento e água (com ou sem aditivos); b) cimento (com ou sem aditivos), pó de pedra e E - Materiales para Enlechado F - Matériaux pour Echandage, Matériaux pour Chandage I - Grouting Materials MATERIAIS PRÉ-ENVOLVIDOS Materiais envolvidos por um aglutinante fluido em pequena quantidade, antes de seu emprego. V. Agregado Pré- E - Materiales de Envolvimiento Previo F - Matériaux Enrobés I - Coated Materials MATERIAIS PULVERULENTOS (EM AGREGADOS) Partículas com dimensão inferior a 0,075 mm, incluindo os materiais solúveis em água, E - Contenido Pulverulento del Agregado F - Teneur Pulvérulent I - Dustlike Materials (in Aggregate) MATERIAIS SEMI-ACABADOS, ITENS SEMI-ACABADOS Materiais que tendo sido apenas submetidos a operações de acabamento preliminar, são utilizados na fabricação de produtos acabados. Ex.: Mourão E - Materiales Semiacabados, Itens Semiacabados F - Matériaux Semiaccompliis I - Unfinished Materials, Unfinished Items MATERIAL BETUMINOSO Material que contém E - Material Betuminoso F - Matériel Bitumineux I - Bituminous Material, Bituminous (Austrália) MATERIAL BETUMINOSO LÍQUIDO Material betuminoso que a 250 ºC e sob carga de 50 gf, aplicada durante 1 segundo, acusa penetração maior que 30 E - Material Betuminoso Líquido F - Matériel Bitumineux Liquide I - Liquid Bituminous Material MATERIAL BETUMINOSO SEMI-SÓLIDO Material betuminoso que a 250 ºC e sob carga de 100 gf, aplicada durante 5 segundos, acusa penetração maior que 10 décimos de milímetro, e a 250 ºC sob carga de 50 gf, aplicada durante 1 segundo, acusa penetração menor que E - Material Betuminoso Semi-Sólido F - Matériel Bitumineux Semi-Solide I - Semi-solid Bituminous Material MATERIAL BETUMINOSO SÓLIDO Material betuminoso que a 250 ºC sob carga de 100 gf, aplicada durante 5 segundos, acusa penetração menor que 10 E - Material Betuminoso Sólido F - Matériel Bitumineux Solide I - Solid Bituminous Material MATERIAL DE CIMENTAÇÃO Material que tem a propriedade de aglutinar partículas sólidas para formar E - Material de Cementación F - Liant I - Binding Material,Cementing Material

MATERIAL DE COBERTURA MATERIAL PÉTREO (AGREGADO)

MATERIAL DE COBERTURA 1) Camada superficial inaproveitável de uma jazida. 2) Material destinado a cobertura de edificações, tais como chapas onduladas de cimento-amianto, de fibro-cimento, telhas de E - Material de Recubrimiento, Destape (Arg., Guat.), Capote (Col.), Despalhe (Méx.), Capa Superficial Removible (Pan.), Material de Cubierta (Ven.) F - Matériel de Couverture I - Overburden, Roof Material 2) Material devidamente especificado utilizado para aterro atrás de estruturas de contenção, ou para substituir material E - Relleno, Retrincho F - Matériel de Remplissage I - Backfill MATERIAL DE ENCHIMENTO PARA JUNTAS Material, em geral pastoso, destinado ao E - Masa Vertible para Juntas F - Produit Pâteux pour Joint I - Joint Sealing Compound, Joint Grouting Compound MATERIAL DE REFERÊNCIA 1) Material ou substância com uma ou mais prioridades suficientemente bem estabelecidas, para ser usado na calibração de um instrumento, na estruturação de um método ou medição, ou na atribuição de valores medidos aos materiais. 2) Documento utilizado em dado estudo ou pesquisa. Obs.: 1 - O material de referência pode ser certificado ou não. 2 - Os materiais de referência são utilizados na harmonização ativa E - Material de Referencia F - Matériel de Référence, Document de Référence I - Reference Material, Reference Document MATERIAL DRENANTE Material que permite a E - Material para Drenaje F - Matériel de Drainage I - Drainage Material MATERIAL ESCAVADO Material que se retira de E - Material Excavado F - Matériel Excavé I - Excavated Material MATERIAL EXPANDIDO Qualquer material de construção que tenha sofrido um processo de expansão E - Material Expandido F - Matériel Expansé I - Expanded Material MATERIAL FILTRANTE Material que permite a separação de sólidos de um meio líquido. (Sin.: Material E - Material de Filtraje F - Matériel pour Filtration I - Filtration Material, Filter Material MATERIAL FINO DE BRITAGEM Material fino obtido no processo de trituração de cascalhos ou rochas E - Finos de Trituración, Agregado Fino (Pan.), Polvilho (Ven.) F - Résidues Fins de Trituration I - Crusher Fines MATERIAL GEOTÊXTIL Tecido plástico usado em construção rodoviária ou em valas, para filtração e drenagem.

E - Geotextil F - Geotextile I - Geotextile MATERIAL GRADUADO 1) Mistura de agregados satisfazendo uma curva granulométrica determinada. 2) Material que foi sujeito a uma classificação, por exemplo, E - Material Graduado (Méx., Nic., Pan.), Material Gradado F - Matériel Gradé I - Graded Material MATERIAL GRANULAR GROSSEIRO Termo utilizado regionalmente para significar cascalho não E - Grava en Bruto F - Gravier Tout-Venant I - Coarse Granular Material, Pit-run Gravel MATERIAL ISOLANTE Material utilizado para separar um corpo de outro ou para reduzir a passagem de E - Material de Aislamiento F - Matériel Isolante I - Insulating Material MATERIAL PARA CURA Material que se coloca sobre a superfície de concreto fresco para formar uma membrana protetora que evita a evaporação d'água durante E - Compuesto para el Curado, Aditivo de Curado (Bol., Per.) F - Matériel de Curé I - Curing Compound, Curing Material MATERIAL PARA ESTUDOS INTERLABORATORIAIS Parte (porção) de material considerada homogênea, ou conjunto de componentes ou sistemas, considerado homogêneo, utilizado em estudos interlaboratoriais para verificação do desempenho de um método de ensaio, e da qual se formarão as amostras de laboratórios ou de campo. V. Amostra de E - Material para Estudios Interlaboratoriales F - Matériel pour Études Interlaboratoires I - Material for Interlaboratorial Study, Material for Round Robin Test, Material for Collaborative Reference Programme MATERIAL FILTRANTE Material que permite a separação de sólidos de um meio líquido. Sin.: Material E - Material de Filtraje F - Matériel pour Filtration I - Filtration Material, Filter Material MATERIAL PARA MELHORIA DE COMPOSIÇÃO GRANULOMÉTRICA Material usado na estabilização de solo mediante modificação de sua E - Material para Mejoría de Composición Granulometrica F - Additive pour Améliorer la Composition Granulométrique I - Additive to Improve Grading MATERIAL PÉTREO Material variando quanto às E - Material Pedregoso F - Matériel Pierreux I - Stony Material MATERIAL PÉTREO (AGREGADO) Material constituído essencialmente de minerais, tomando o nome de matacão, pedra de mão, agregado graúdo, agregado miúdo ou filler, em função de suas dimensões. V. Agregado Pétreo.

MATERIAL PLÁSTICO MEDIÇÃO DE TRÁFEGO

E - Material Constituido de Piedra F - Matériel Pierreux I - Stony Material MATERIAL PLÁSTICO Material que tem a propriedade de, quando sujeito a solicitações, deformar-se, com retorno à forma primitiva, quando do término das E - Material Plástico F - Matériel Plastique I - Plastic Material MATERIAL POLIMÉRICO Substância formada por moléculas gigantes resultantes da união de moléculas simples (monómero) ou produto fabricado com esta E - Material Polimérico F - Matériel Polymérique I - Polymer Material MATERIAL POZOLÂNICO Material que contém E - Material Pozolanico F - Matériel Pouzzolanique I - Pozzolanic Material MATERIAL REFLETOR 1) Material utilizado em dispositivos delineadores de faixas, capaz de refletir a luz dos faróis ou embutido em tinta, a ser utilizada para marcação de linhas nos pavimentos. 2) Dispositivos munidos de peças ou pinturas capazes de refletir luz que E - Material Reflector F - Matériel Reflechissant I - Reflective Material MATERIAL SELANTE Material utilizado para reduzir os vazios da camada superficial do revestimento ou E - Material de Sellado, Material Sellante (Arg., Guat.), Material de Sello (Arg., Guat., Col., Pan., Per.), Material para Riego de Sello (Méx.) F - Produit de Scellement I - Sealing Compound, Sealing Material MATERIAL TÊXTIL Produto têxtil plano ou não formado de fios, com estrutura simples (urdume e trama) ou E - Material Textil F - Textile Tissé I - Woven Material MATERIAL TÊXTIL NÃO TECIDO Produto têxtil formado de fibras ou fios naturais ou sintéticos, no qual a aderência é conseqüência do uso de adesivos, da ação do calor, da aplicação de pressão ou outros agentes. Ex.: E - Material Textil que no se Puede Tejer F - Textile non Tissé I - Non Woven Material, Non Woven Fabric MATÉRIAS PRIMAS Materiais ainda não processados ou apenas parcialmente processados, para uso E - Primeras Materias, Material en Bruto F - Matière Brute I - Raw Materials E - Máxima Crecida F - Débordement Maximum I - Maximum Flood MÁXIMO VOLUME DE SERVIÇO Máxima taxa horária para a qual pessoas ou veículos podem cruzar um ponto, seção uniforme de uma faixa ou via durante um intervalo de tempo dado, para cada nível de serviço, exceto E - Máximo Volumen de Servicio F - Maximum Volume de Service I - Max Ratio of Road Service MEANDROS Sinuosidade descrita por curso de rio nas E - Meandros F - Méandres I - Meanders MECÂNICA DAS ROCHAS Aplicação dos princípios da mecânica e da geologia para quantificar a reação das rochas, quando houver modificação das forças ambientais originalmente presentes, inclusive as aplicadas E - Mecánica de las Rocas F - Mécanique des Roches I - Rock Mechanics MECÂNICA DOS FLUIDOS Mecânica aplicada E - Mecánica de los Fluidos F - Mécanique des Fluides I - Fluid Mechanics MECÂNICA DOS SOLOS Estudo do comportamento dos maciços terrosos sob a ação de esforços E - Mecánica de Suelos F - Mécanique des Sols I - Soil Mechanics MECÂNICA DOS SOLOS DEFORMÁVEIS Mecânica dos solos aplicada a maciços fortemente E - Mecánica de los Suelos Deformables F - Mécanique des Sols Déformables I - Deformed Soils Mechanics MÉDIA DE SAÍDAS E CHEGADAS Média calculada de veículos saídos e chegados, por exemplo, em E - Media de Salidas y Llegadas F - Moyenne d'Entrées et Sorties I - Average of Arrivals and Departures MÉDIA DISTÂNCIA Característica de transporte que se realiza ligando dois ou mais pontos não muito próximos e E - Media Distancia F - Moyenne Distance I - Medium Distance MEDIÇÃO 1) Apreciação quantitativa e qualitativa procedida por métodos de grau de precisão variável em função das exigências de cada caso. 2) Processo que permite associar um único valor numérico a uma característica específica de um bem. 3) Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, é o conjunto de operações que tem por objetivo E - Medición F - Mésurage I - Measurement MEDIÇÃO DE TERRAPLENAGEM E - Cubaje, Determinación de Volume (Tierra) F - Cubature I - Quantification of Earthwork, Cubical Content (Earthwork) MEDIÇÃO DE TRÁFEGO Determinação do volume de tráfego em determinada seção de via e E - Medición de Trafico

MEDIÇÃO FINAL MEMBRANA PROTETORA

F - Mésurage du Trafic I - Traffic Measurement MEDIÇÃO FINAL Medição efetuada, após a conclusão da obra ou serviço, por processo de maior precisão possível, dos quantitativos movimentados durante E - Medición Final F - Mésurage Finale I - Final Bill of Quantities MEDIÇÃO PARCIAL Medição de partes concluídas da obra ou serviço, efetuada por processos de maior E - Medición Parcial F - Mésurage Partielle I - Partial Measurement MEDIÇÃO PROVISÓRIA Medição efetuada durante a execução da obra ou serviço, computando as realizações havidas desde o respectivo início; sua expressão financeira, que caracteriza o valor da medição, é representada pelo saldo à conta do contratante, mediante dedução dos valores correspondentes às medições anteriores, assim como dos valores das eventuais avaliações (máximo de duas) providas após a última medição E - Medición Parcial F - Mésurage Partielle I - Partial Bill of Quantities MEDIDAS CORRETIVAS Significam todas as medidas tomadas para proceder a remoção do poluente do meio ambiente, bem como, restaurar o ambiente que sofreu E - Medidas Correctivas F - Mésures de Correction I - Remedial Measures MEDIDAS DE EFICIÊNCIA São parâmetros que descrevem a qualidade do serviço prestado por uma via para os motoristas ou passageiros, por exemplo: velocidade, E - Medidas de Eficiencia F - Mésures d'Efficacité I - Measures of Effectiveness MEDIDAS MITIGADORAS São aquelas destinadas E - Medidas Mitigadoras F - Mésures por Mitiger I - Mitigator Measures MEDIDOR DE RECALQUES Instrumento para medir deslocamentos verticais do conjunto fundação- maciço de terra (solo); pode ser do tipo KM, de tubos E - Medidor de Asentamiento F - Mesureur de Tassement I - Settlement Measurement Device MEIO AMBIENTE 1) Termo indevidamente utilizado para significar ambiente. V. Ambiente. 2) As cercanias de uma organização e as condições em que ela opera, inclusive seus sistemas vitais (humanos e outros) e que deve ser entendido como compreendendo desde o local de trabalho até o sistema global. 3) Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas E - Medio Ambiente F - Milieu Ambient I - Environment MEIO DE TRANSPORTE Parte de um sistema de transporte, constituído pelos equipamentos ou objetos físicos que se deslocam em uma via de transporte, e que E - Medio de Transporte F - Mode de Transport I - Conveyance MEIO-FIO Fieira de pedra ou concreto, ao longo do pavimento e mais elevada que este, que o reforça e protege, e limita a área destinada ao trânsito de veículos, mais usada E - Bordillo, Sardinel, Cordon (Cos., Pan., Per., Uru.), Solera (Chi.), Guarnición (Nic.), Contén (R.D.), Brocal (Ven.) F - Bordure I - Curb, Kerb MEIO-TREVO Distribuidor de trânsito com dois ramos de ligação interior, dois ramos de ligação exterior e um viaduto destinado a permitir a junção de duas estradas, sem E - Trébol Incompleto F - Échangeur Partiel en Trèfle I - Partial Cloverleaf MELHORA DA QUALIDADE 1) Eliminação ou 2) Ações desenvolvidas por toda a organização para aumentar a eficácia e a eficiência das atividades e processos, para prover benefícios adicionais, tanto para a organização como para seus clientes. Sin.: Aperfeiçoamento E - Mejoría de la Calidad F - Amélioration de la Qualité I - Quality Improvement MELHORAMENTO Conjunto de operações que acrescentam às rodovias existentes características novas, ou E - Mejoramiento F - Amélioration I - Improvement, Betterment E - Mejoramiento de Carretera F - Amélioration de Routes I - Highway Betterment, Highway Improvement MELHORAMENTO DO SOLO 1) Modificação das características de um solo com vistas ao uso em aterros, por exemplo. 2) Preparo de solo com vistas a revestimento E - Mejoramiento del Suelo F - Amélioration du Sol I - Soil Improvement MELHORAMENTO DO SOLO DE FUNDAÇÃO Modificação das características do solo de E - Mejoramiento del Suelo de Fondación F - Amélioration du Sol de Fondation I - Foundation Soil Betterment, Soil Improvement MEMBRANA IMPERMEÁVEL Membrana de material adequado colocado em qualquer dos elementos de E - Membrana Impermeable, Capa Impermeable (Ecu.), Imprimación (Per.) F - Membrane Étanché I - Waterproof Membrane MEMBRANA PROTETORA Lâmina protetora usada para evitar a perda de unidade durante o fenômeno de E - Membrana Protectora, Membrana de Curado (Per.) F - Membrane de Protéction

MEMÓRIA DE CÁLCULO MÉTODO DE LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO

I - Curing Membrane MEMÓRIA DE CÁLCULO Documento em que o projetista relaciona as normas adotadas e registra os cálculos realizados para comprovar a estabilidade de estrutura e a resistência de seus elementos, a compatibilidade das fundações adotadas com o tipo de terreno e a análise do comportamento da estrutura durante as diferentes fases da obra, assim como, se for o caso, a E - Informe de Cálculo F - Mémoire de Calcule I - Memorial (Design) MEMÓRIA DESCRITIVA Documento que integra obrigatoriamente qualquer projeto estrutural de obra-de-arte especial, em que o projetista estrutural descreve pormenorizadamente o tipo de estrutura adotado, justificando sua adoção face às alternativas viáveis E - Informe Descritivo F - Mémoire Descriptive I - Descriptive Memorial (Design) MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA Documento que descreve e justifica a concepção da solução adotada, em seu conjunto e em E - Informe F - Mémoire Descriptive et Justificative I - Descriptive and Justifiable Memorial (Design) MEMÓRIA PRINCIPAL - MEMÓRIA PRIMÁRIA A memória de acesso aleatório (RAM) do computador, a principal região de armazenamento de uso E - Memoria Principal F - Mémoire Centrale I - Main Memory MEMÓRIA TECNOLÓGICA Conhecimentos básicos que levaram a dado know-how, e que são E - Know-why F - Know-why I - Know-why MERCADOLOGIA Conjunto de estudos e medidas que provêm estrategicamente o lançamento e sustentação de um produto ou serviço no mercado consumidor, garantindo E - ?Marketing? F - ?Marketing? I - ?Marketing? MERCADORIA PERIGOSA Bem negociável que por motivo qualquer se constitui em perigo para vidas E - Mercancía Peligrosa F - Marchandise Dangereuse I - Dangerous Merchandise MESA Parte da pista de aceleração ou desaceleração, com E - Mesa F - Table I - Table MESA REDONDA Técnica de trabalho que consiste em reunir, para discussão e chegada a conclusões por via de consenso, pessoas especializadas em determinado assunto, caracterizada por livre intercâmbio de idéias e opiniões e E - Mesa Redonda F - Table Ronde I - Round Table MESA VIBRATÓRIA Equipamento para adensar o concreto fresco de peças pré-moldadas, colocadas sobre a parte superior do mesmo, que tem a forma semelhante à E - Mesa de Vibración F - Table Vibrante I - Vibrating Table, Vibratory Table MESOESTRUTURA Parte da estrutura formada pelos E - Mesoestructura F - Estructure Intermediaire I - Intermediate Structure MÉTODO DA LUVA EXPANSIVA Método para determinar a resistência à compressão de concreto endurecido, medindo a força requerida para expandir uma luva padronizada e fraturar o concreto cincundante. Esse método foi introduzido no Brasil pelo Prof. Protásio Ferreira E - Método de la Guante en Expansión F - Méthode de la Gant Expansif I - Expansive Sleeve Test MÉTODO DAS DIFERENÇAS FINITAS Método em que se utiliza a teoria das diferenças finitas, criado por Taylor e que encontra aplicação, por exemplo, no E - Método de las Differencias Finitas F - Méthode des Differences Finites I - Finite Difference Method MÉTODO DE CONSERVAÇÃO Método aplicado à conservação da natureza, de rodovia, do pavimento e E - Método de Conservación F - Méthode de Conservation I - Maintenance Method MÉTODO DE CONSTRUÇÃO Método aplicado E - Método de Construcción F - Méthode de Construction I - Construction Method MÉTODO DE DIMENSIONAMENTO DE REFORÇO DE PAVIMENTOS Qualquer método fundamentado para dimensionar reforço de pavimento rodoviário. Ex.: Método CDH (California Division of Highways), Método TAC ( Roads and Transportation Association of Canada), Método TRL (Transport Research Laboratory), Método AI (Asphalt Institute), Método LNEC E - Método para Dimensionar el Refuerzo del Pavimento F - Méthode pour Dimensioner le Renforcement du Revêtement I - Pavement Strengthening Method MÉTODO DE DRAGAGEM Método empregado para dragagem. Ex.: Retirada de areia de rio para fundação E - Método de Dragado F - Méthode de Dragage I - Dredging Method MÉTODO DE ENSAIO Método utilizado para E - Método de Ensayo F - Méthode d'Essai I - Test Method MÉTODO DE LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO Método utilizado para determinação de fluxos de tráfego em determinada região e que consiste

MÉTODO DE OPERAÇÃO MÉTODOS PARA NORMALIZAÇÃO TÉCNICA

na consulta verbal ou escrita a usuários em perspectiva, na E - Pregunteo F - Méthodologie du Sondage I - Traffic Survey Method MÉTODO DE OPERAÇÃO Método utilizado para E - Método de Operación F - Méthode d'Operation I - Method of Operation MÉTODO DE PESQUISA Método utilizado para E - Método de Investigación F - Méthode de Recherche I - Research Method MÉTODO DE PLANEJAMENTO Método E - Método de Planificación F - Méthode de Planification I - Planning Method MÉTODO DE REFERÊNCIA (ENSAIO) 1) Método cuidadosamente investigado que pode ser utilizado para avaliar a precisão de outros métodos para a mesma 2) Método do sistema de normas do DNER, selecionado entre dois ou mais métodos para determinação de uma mesma característica, e uso em casos de dúvidas ou disputas, embora em outro sistema possa existir método que E - Método de Referencia F - Méthode de Référence I - Reference Method, Referee Method, Referee Test, Check Test MÉTODO DE RESTAURAÇÃO Método utilizado E - Método de Reparación F - Méthode de Restauration I - Repair Method MÉTODO DE ROTINA (ENSAIO) Método simples de rápida aplicação para uso cotidiano, no controle ou verificação da qualidade, porém insuficientemente estudado para servir na solução de disputas e caracterização E - Método de Rutina F - Méthode Pratique, Méthode de Routine I - Routine Method (Test) MÉTODO DIRETO DE DOSAGEM DE AGREGADOS (TRATAMENTO SUPERFICIAL BETUMINOSO) Método no qual a quantidade de componentes é determinada experimentalmente. Ex.: Método da Placa, Método de E - Método Directo de Dosificación de Agregados (Tratamiento Superficial Betuminoso) F - Méthode Directe de Dosage d'Agrégats (Traitement Superficiel Bitumineux) I - Direct Method for Aggregate Dosage (Bituminous Surface Treatment) MÉTODO DO ANEL E BOLA (ENSAIO) Ensaio destinado à determinação do ponto de amolecimento de piches, alcatrões e cimentos asfálticos na faixa de 30 ºC a 175 °C. Ex.: MB - 164 da ABNT - NBR-6560/85 - Materiais betuminosos - determinação do ponto de E - Anillo y Bola (Ensayo) F - Balle et Anneau (Essai) I - Ring and Ball (Test) MÉTODO DO CAMINHO CRÍTICO (CPM) 1) Procedimento sistemático para programação detalhada e controle de projeto. Ex.: Método PERT. 2) Método para programação e controle de execução de um projeto, através de uma rede de eventos e atividades para sua execução e cujos tempos são conhecidos com vista a experiências anteriores, sendo também conhecida a variação desses tempos face aos recursos alocados (pessoal e equipamento), tendo em vista a redução do tempo e do custo global do E - Método del Camino Crítico F - Méthode du Chemin Critique I - Critical Path Method (Cpm) MÉTODO INDIRETO DE DOSAGEM E AGREGADOS (TRATAMENTO SUPERFICIAL BETUMINOSO) Método no qual a quantidade de componentes é determinada a partir de formulações matemáticas, embora baseadas em princípios E - Método Indirecto de Dosificación de Agregados (Tratamiento Superficial Bituminoso) F - Méthode Indirecte de Dosage d'Agrégats (Traitement Superficiel Bitumineux) I - Indirect Method for Aggregate Dosage (Bituminous Surface Treatment) MÉTODO PARA REFORÇO ESTRUTURAL Projeto especialmente desenvolvido para reforço de E - Método para Refuerzo de Estructura F - Méthode de Dimensionnement des Renforcements des Structures I - Design Method for Structural Strengthening MÉTODO TERMOS Método utilizado para construir estruturas em condições de inverno e que implica em aquecimento d'água (60 °C - 90 °C) e dos agregados (40 °C E - Método de Termos F - Méthode de Thermos I - Thermos Method MÉTODOS DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS E - Método de Evaluación de Proyectos F - Mode d'Évaluation de Projets I - Project's Appraisal Method, Project's Evaluation Method MÉTODOS NÃO TRADICIONAIS DE CONSTRUÇÃO Métodos construtivos novos, não constantes em Normas ou Diretrizes e sobre cuja eficácia ainda não existe consenso. V. Métodos Tradicionais de E - Métodos no Tradicionales de Construcción F - Méthodes non Traditionnelles de Construction I - Innovating Construction Methods MÉTODOS PADRONIZADOS DE CONSTRUÇÃO Métodos construtivos selecionados com base em consenso, entre os métodos convencionais Métodos Tradicionais de Construção e V. Métodos não E - Métodos Normalizados de Construcción F - Méthodes Standards de Construction I - Standardized Construction Methods MÉTODOS PARA NORMALIZAÇÃO TÉCNICA Métodos que regulam previamente a série de

MÉTODOS TRADICIONAIS DE CONSTRUÇÃO MIRA FALANTE

operações requeridas para otimização dos resultados a serem obtidos na normalização técnica. Ex.: Uso da norma E - Métodos para la Normalización Técnica F - Méthodes pour la Normalisation Téchnique I - Technical Standardization Methods, Technical Methods for Standardization MÉTODOS TRADICIONAIS DE CONSTRUÇÃO Métodos construtivos constantes ou não de Normas ou Diretrizes e sobre cuja eficácia existe E - Métodos Tradicionales de Construcción F - Méthodes Traditionnelles de Construction I - Traditional Construction Methods, Standardized Construction Methods METRÔ/METROPOLITANO Sistema de transporte rápido de passageiros, geralmente urbano, sobre trilhos e de propulsão elétrica, subterrâneo, de superfície ou elevado, normalmente independente de sistemas E - Metro F - Métro I - Metro, Underground (Uk), Tube (Uk), Underground Railway, Subway (USA) METROLOGIA Conjunto de conhecimentos científicos E - Metrologia F - Métrologie I - Metrology MICRO 1) Prefixo indicando que uma coisa é diminuta ou minúscula. 2) Prefixo que anteposto a uma unidade forma o nome de uma unidade derivada um milhão de vezes menor que aquela. 3) Termo inadequado para a unidade de comprimento utilizada em microscopia igual a um milésimo de milímetro, e que deve ser chamada de micron. Ex.: 1 E - Micro F - Micro I - Micro MICROCLIMA Clima local, em escala de pequenos E - Microclima F - Microclimat I - Microclimate MICROÔNIBUS Veículo automotor, com no mínimo quatro rodas, para transporte coletivo de até 20 pessoas e E - Micro-Autobus F - Microbus I - Microbus YUNG correspondente à pedra de cimento, isto é, produtos de gel e cristalinos na hidratação do cimento e das múltiplas E - Microhormigón F - Microbéton I - Microconcrete MICROCONCRETO ASFÁLTICO Mistura de E - Microhormigón de Asphalto, Microhormigón de Betún F - Microbéton Bitumineux I - Asphalt Microconcrete MICROESFERAS DE VIDRO Microesferas utilizadas em tinta para demarcação viária, com fins de obtenção de retrorrefleticidade.

E - Microesferas de Vidrio F - Perles de Verre I - Glass Shot MICROFISSURA Fissura de dimensões extremamente pequenas e que formam entre as superfícies dos agregados e a pedra de cimento, quando um concreto é submetido a carregamento fora de sua zona elástica ou na própria pedra E - Microfisura F - Microfissure I - Microcrack, Microfissure MICROFISSURAMENTO Formação ou existência E - Microgrietamiento, Microfisuración F - Formation de Microfissures I - Microcracking MICROPROCESSADOR Dispositivo eletrônico (circuito integrado) que reúne em um só elemento as funções básicas de um computador e que são: a unidade de aritimética e lógica e a unidade de controle. Um microprocessador é o elemento essencial de um E - Microprocesador F - Microprocesseur I - Microprocessor MICROTESAURO Thesaurus de interesse de um órgão que trata uma modalidade de uma função também exercida por outros órgãos do mesmo sistema, segundo E - Microthesaurus F - Microthesaurus I - Microthesaurus MICROTESAURUS DO DNER Vocabulário-base, em português, que não corresponde exatamente ao Tesaurus do IPR. V. Thesaurus, V. Tesaurus do IPR e V. Palavras- E - Microthesaurus del DNER F - Microthesaurus du DNER I - DNER Microthesaurus MINA 1) Jazida em lavra. 2) Cavidade artificial numa jazida a fim de se extrair minério ou água. 3) Cavidade em E - Mina F - Mine I - Mine MINICOMPUTADOR Computador de médio porte que se encarrega de operações complexas, e ao mesmo tempo, processa com eficiência um alto volume de tráfego de entrada e saída com usuários conectados através de E - Minicomputador F - Miniordinateur I - Minicomputer MIRA DE ALVO Régua com um ou dois alvos sobre os quais é possível fazer o ajustamento dos fios do retículo E - Mira de Albo F - Mire à Voyant I - Target Rod MIRA FALANTE Régua articulada, com cerca de 4 metros de altura, graduada até o centímetro, e usada em operações topográficas de nivelamento e de medição E - Mira de Stadia F - Mire Parlante I - Stadia Rod

MIRANTE MISTURADORA ASFÁLTICA

MIRANTE 1) Ponto elevado à margem da rodovia do qual se pode apreciar o panorama circunvizinho. 2) Pavilhão situado à margem de rodovia, em elevação e do E - Belvedere F - Bèlvédère, Belvéder I - Turret, Belvedere MISTURA A FRIO Mistura na qual os agregados não E - Mezcla en Frío (Aglomerados en Frío), Mezcla Asfáltica en Frío (Gua., Per., Ven.) F - Mèlange à Froid I - Cold Mix MISTURA A QUENTE Mistura na qual tanto os agregados (à exceção do filer) quanto o ligante betuminoso, E - Mezcla en Caliente (Aglomerados en Caliente), Mezcla Asfáltica en Caliente (Gua., Per., Ven.), Concreto Asfáltico (Méx., Nic.) F - Mèlange à Chaud I - Hot Mix, Bituminous Hot Mix MISTURA BETUME-ALCATRÃO Mistura de alcatrão de carvão ou outro alcatrão com betume, utilizada E - Mixtura de Alquitrán y Asfalto F - Mèlange Bitume Goudron I - Bitumen Tar Mixture MISTURA BETUMINOSA Mistura cujo ligante é E - Mezcla Betuminosa F - Enrobé Bitumineux I - Bituminous Mixture MISTURA CINZA VOLANTE-CAL- AGREGADO Mistura que pode ser utilizada na construção da base de pavimento, após experimentação E - Mezcla Cenizas Volantes-Cal-Agregado F - Mèlange de Cendres Volantes-Chaux-Agrégat I - Lime-Fly Ash-Aggregate (Lfa), Lfa MISTURA DE AREIA E ARGILA Tratamento primário que se utiliza quando o subleito é arenoso, e que consiste no lançamento e espalhamento de argila seca e destorreada em volume adequado sobre o subleito, mistura desta argila com areia do subleito, utilizando-se grade de disco, umedecimento e compactação. V. Tratamentos E - Mezcla de Arena y Arcilla F - Mèlange de Sable et Argile I - Sand Clay Mixture MISTURA DE GRADUAÇÃO ABERTA Mistura betuminosa com granulometria contínua, e em que a quantidade de materiais finos é insuficiente para encher os E - Mezcla Abierta (Aglomerados Abiertos), Mezcla de Granulometria Abierta (Pan.) F - Mèlange à Granulométrie Ouverte I - Open Graded Mix, Open-graded Mix MISTURA DE GRADUAÇÃO DENSA Mistura betuminosa com granulometria contínua e em que a quantidade de materiais finos é suficiente para encher os E - Mezcla Cerrada (Aglomerados Cerrados), Mezcla de Granulometria Cerrada (Pan.) F - Mèlange à Granulométrie Compacte I - Dense Graded Mix, Dense-graded Mix MISTURA DE SOLO, CINZA VOLANTE E CAL Mistura de solo com cinza volante (8% a 12%) e cal (2% a 3%), utilizada na confecção de sub-bases e bases, no E - Mezcla de Suelo, Ceniza Voladora F - Mèlange de Sol, Cendres Volantes et Chaux I - Soil, Lime, Fly Ash Mixture MISTURA EM USINA Procedimento que consiste em misturar materiais em uma instalação fixa. (Sin.: Pré- E - Mezcla en Planta, Premezclado (Per.), Mezclado en Planta (Pan.) F - Mèlange en Centrale I - Plant Mixing, Plant Mix (Premix) MISTURA EM VIAGEM Conclusão da mistura de concreto em caminhão betoneira após mistura parcial em E - Mistura en Viaje F - Mèlange en Voyage I - Shrink-mixing, Transit-mixing MISTURA IN-SITU Procedimento que consiste em E - Mezcla en Sitio F - Mèlange Exécuté en Place I - Road Mix MISTURA MANUAL Mistura à mão, isto é, sem uso E - Mezclado a Mano F - Mèlange à la Main I - Hand-mixing MISTURA NA ESTRADA/MISTURA NA PISTA Mistura de asfalto diluído ou emulsão asfáltica e agregados no local de aplicação, seguida de espalhamento e E - Mistura en la Carretera, Mezclado em Sitio F - Mèlange en Place I - Road Mix MISTURA NA OBRA Procedimento que consiste em misturar materiais no lugar onde vão ser empregados. (Sin.: E - Mezcla en Sitio, Mezcla en el Lugar (Méx.) F - Mèlange Executée en Place I - Mixing in Place MISTURA RECICLADA Preparo da mistura para E - Mixtura Reciclada F - Thermorecyclage I - Remixing MISTURADORA Equipamento que efetua a mistura homogênea de materiais. Pode ser de recipiente móvel (tambor móvel) ou de recipiente fixo e eixo misturador móvel (parafuso sem-fim ou barra com travessões, com E - Mezcladora F - Mèlangeuse I - Mixer MISTURADORA ASFÁLTICA Equipamento, geralmente transportável, destinado a preparar massa asfáltica para construção e reparos de pavimentos betuminosos. Pode ser uma unidade de uma usina de E - Mezcladora Asfáltica F - Mèlangeuse Asphaltique, Mèlangeuse Bitumineuse I - Asphalt Mixer

MISTURADORES DE CONCRETO MODELO MECANÍSTICO

MISTURADORES DE CONCRETO Máquinas nas quais se processa a mistura dos materiais que compõem E - Hormigoneras, Concreteras F - Betonniéres I - Concrete Mixers MÍSULA Modificação de forma que ocorre quando se aumenta a seção de uma viga ou laje em sua extremidade, E - Ménsula de una Viga F - Hanche d'Une Poutre I - Haunch of a Beam MNQ Sigla significando Metrologia, Normalização e Gestão da Qualidade, a cargo do Subsistema de Metrologia, E - MNQ F - MNQ I - MNQ MOBILIÁRIO DA RODOVIA Instalações de serviços ao longo de rodovia, requeridas para seu E - Instalaciones de Servicio F - Instalations de Service I - Roadside Facilities MODALIDADE DE TRANSPORTE Maneira de ser peculiar a cada tipo de transporte. Ex.: Modalidade E - Modalidad del Transporte F - Mode de Transport I - Transport Mode, Transport Modality MODALIDADE DE TRANSPORTE FUTURO 1) Modalidade de transporte em definição ou a definir, que 2) Modalidade, que se prevê para dado transporte, a ser E - Modalidad del Transporte Futuro F - Mode de Transport Futur I - Future Transport Mode MODELO DE GERAÇÃO DE TRÁFEGO Modelo matemático usado para previsão do número de viagens que se originam em dada área ou se destinam a E - Modelo de Generación de Trafico F - Modèle de Génération de Trafic I - Trip-end Model, Traffic Generation Model MODELO DE MAXWELL Modelo reológico que simula o comportamento de um material que tem, ao mesmo tempo, propriedades elásticas e plásticas, constituído de E - Modelo de Maxwell F - Modèle de Maxwell I - Maxwell Model MODELO DE OPERAÇÃO Modelo aplicado a uma E - Modelo de Operación F - Modèle d'Opération I - Model of Operation, Operation Model MODELO DE PLANEJAMENTO Modelo E - Modelo de Planificación F - Modèle de Planification I - Model of Planning, Planning Model MODELO DE PLANO DE QUALIDADE Qualquer das variantes mais utilizadas de plano da qualidade, a saber: determinação da qualidade, verificação da qualidade, controle da qualidade, garantia da qualidade, em conformidade com a política da qualidade de determinada organização, para melhor atender às necessidades dos usuários ou consumidores, assim como para proteger os interesses da organização, no que se refere E - Modelo de Plano de la Calidad F - Modèle du Plan de la Qualité I - Quality Plan Model MODELO DE TRANSPORTE Modelo aplicado a E - Modelo de Transporte F - Modèle de Transport I - Transport Model MODELO DIGITAL DE TERRENO (DTM) Representação da superfície de um terreno por coordenadas E - Modelo Digital del Terreno (DTM) F - Modèle Numérique du Terrain (DTM) I - Digital Terrain Model (DTM) MODELO DIGITAL GEOLÓGICO (DGM) Representação das camadas geológicas por coordenadas E - Modelo Geológico Digital F - Modèle Numérique Géologique I - Digital Geological Model (DGM) MODELO DO VEÍCULO Modelo a que corresponde E - Modelo de Vehículo, Protótipo de Vehículo F - Modèle du Vehicule I - Vehicle Model MODELO ECONÔMICO Sistema de equações E - Modelo Económico F - Modèle Économique I - Economic Model MODELO EMPÍRICO Modelo que relaciona uma variável dependente (variável efeito) a uma ou mais variáveis independentes (variáveis causas) e que se obtem pelo método da regressão linear ou não, e que se utiliza E - Modelo Empírico F - Modèle Empirique I - Empirical Model MODELO FÍSICO Conjunto de hipóteses sobre a estrutura ou o comportamento de um sistema físico, pelo qual se procura explicar ou prever, dentro de uma teoria E - Modelo Físico F - Modèle Physique I - Physical Model MODELO MATEMÁTICO 1) Representação matemática de um processo, equipamento ou conceito através de uma quantidade de variáveis que definem ?inputs?, ?outputs? ou estados internos do processo e um conjunto de equações e desigualdades que descrevem a interação destas variáveis. 2) Representação da estrutura do sistema real em termos quantitativos, que pode ser manipulada e atualizada, atribuindo-se valores diversos a certas variáveis, mantendo-se outras constantes, simulando- E - Modelo Matemático F - Modèle Mathematique I - Mathematical Model MODELO MECANÍSTICO Modelo que relaciona uma variável dependente (também chamada variável efeito) a uma ou mais variáveis independentes (também chamadas

MODELO PARA A GARANTIA DA QUALIDADE MÓDULO DE RESILIÊNCIA (DE SOLO) (MR)

variáveis causas) caso tenha sido obtido através de teoria matemática exata. Comumente modelos mecanísticos são obtidos pela integração da equação diferencial que rege um E - Modelo Mecanístico F - Modèle Mechanistique I - Mechanistic Model MODELO PARA A GARANTIA DA QUALIDADE Conjunto normalizado ou selecionado de elementos do sistema da qualidade combinados para satisfazer às necessidades da garantia da qualidade em uma E - Modelo para la Garantía de la Calidad F - Modèle pour l'Assurance de la Qualité I - Model for Quality Assurance MODELO PARA PREVER FROTA AUTOMOBILÍSTICA Modelo matemático que utiliza renda e outras informações como input, no dimensionamento do número e tipos de sistemas necessários E - Modelo para Prever Flota de Automoviles F - Modèle de Prévision du Parc Automobile I - Car Ownership Forecast Model MODELO REDUZIDO Reprodução de um objeto, utilizando-se para redução, escala e material previamente determinados. Ex.: Modelo reduzido de uma ponte E - Modelo Reducido F - Modèle Réduit I - Scale Model MODEM Abreviatura de modulador-demodulador, um modulador e um demodulador no mesmo equipamento de conversão de sinais, muito utilizado em interligação de E - Modem F - Modem I - Modem MODO DE TRANSPORTE V . Modalidade de Em se tratando de transporte coletivo regular, a forma utilizada por uma pessoa, para realizar uma viagem, podendo ser mecânica (ônibus, bonde, trem, metrô), a pé ou mista. O transporte unimodal utiliza-se de um único modo e E - Mode de Transporte F - Mode de Transport I - Transport Mode MÓDULO DE COMPRESSIBILIDADE Relação entre a força (tração ou compressão) aplicada a uma substância por unidade de área de superfície e a variação do volume desta substância por unidade de E - Módulo de Compresividad F - Module de Compressibilité I - Bulk Modulus (of Elasticity), Compression Modulus, Modulus of Volume Elasticity, Hydrostatic Modulus MÓDULO DE DEFORMAÇÃO Relação entre a tensão aplicada e a deformação unitária na mesma direção da tensão, sob condições de compressão uniaxial, quer E - Módulo de Deformación F - Module de Déformation I - Deformation Modulus MÓDULO DE ELASTICIDADE/MÓDULO DE YOUNG (E) 1) Relação, na fase elástica, entre dada tensão a que se submete um corpo e a deformação que corresponde a esta. V. Módulo de Elasticidade (Caso Tração), V. Módulo de Elasticidade (Caso Cisalhamento) e V. Módulo de Elasticidade (Caso Compressão). 2) Relação entre a tensão de tração de um corpo submetido a tração Ex.: 21N x 106 N/cm2 (2,1 x 106 kgf/cm2) no caso de certos E - Módulo de Elasticidad F - Module de Élasticité I - Young's Modulus, Modulus of Elasticity MÓDULO DE ELASTICIDADE (CASO CISALHAMENTO) Relação na fase elástica, entre a tensão de cisalhamento de um corpo submetido a cisalhamento simples e o ângulo de deformação correspondente, e que se relaciona com o módulo de elasticidade E (módulo de Young), segundo a equação: E G = onde: V = Módulo de Poisson. Ex.: Para o 2 (1 + V) 6 2,1 x 10 4 2 Aço: G = = 8,233 x 10 N / cm 2 (1 + 0,3) E - Módulo de Elasticidad (Cizallamiento) F - Module de Cisaillement I - Shear Modulus, Modulus of Elasticity in Shear MÓDULO DE ELASTICIDADE (CASO COMPRESSÃO) Relação na face elástica entre a E - Módulo de Elasticidad (Compresión) F - Module de Compression I - Compressive Modulus MÓDULO DE ELASTICIDADE VOLUMAR Relação entre a pressão (Pa) ou tração (Pa) aplicada à superfície de uma substância e a variação conseqüente da E - Módulo de Elasticidad por Volume F - Module d'Élasticité en Volume I - Bulk Modulus of Elasticity, Modulus of Volume Elasticity MÓDULO DE FINURA (DE AGREGADO) Um dos índices que servem para classificar agregados em função de sua granulometria, a saber: a soma das porcentagens retidas acumuladas nas peneiras de série E - Módulo de Finura, Módulo de Fineza F - Module de Finesse I - Finesse Modulus MÓDULO DE POISSON (V) Relação entre a deformação unitária transversal e a longitudinal, no ensaio E - Módulo de Poisson F - Module de Poisson I - Poisson's Modulus, Poisson Ratio MÓDULO DE REAÇÃO DO SUBLEITO Valor k que resulta da divisão da pressão aplicada por dada placa de ensaio (freqüentemente, tendo diâmetro igual a 75 cm) pelo recalque, geralmente corrigido por um fator que E - Módulo de Reacción del Subrasante F - Module de Réaction du Sol de Fondation I - Modulus of Subgrade Reaction MÓDULO DE RESILIÊNCIA (DE SOLO) (MR) Relação entre a tensão vertical ou tensão desvio (b d), aplicada repetidamente em uma amostra de solo e a E - Módulo de Resiliencia F - Module de Resilience

MOINHO DE BARRAS MOSTRADOR DE VELOCIDADE

I - Resilience Modulus E - Molino de Barras F - Broyer à Barres I - Bar Mill MOINHO DE BOLAS Máquina usada na obtenção de agregados de granulação fina ou muito fina, constituída por uma caixa cilíndrica com pequenas esferas (ou barras) de aço, que fragmentam e desgastam o agregado devido ao movimento de rotação da caixa em torno do seu eixo E - Molino de Bolas F - Broyer à Boulets I - Ball Mill MOINHO DE MARTELOS Equipamento para redução de tamanho de pedras, que dispõe de uma série de martelos rotativos, que causam a fratura das pedras e as lançam contra placas de alta resistência, ocorrendo ulterior redução de tamanho. É utilizado, em geral, como britador primário ou secundário. V. Moinho de Bolas. V. Britador E - Molino de Martillos F - Moulin de Marteaux I - Hammer Mill, Hammer Mill Crusher MOIRÃO Peça de concreto armado, ou madeira ou outro E - Poste de Alambrado F - Pieu, Étaie I - Wire Fence Post MOLDAGEM Trabalho de colocação de moldes para E - Moldeo F - Monter le Coffrage I - Moulding, Casting MOLDURA PARA TAMPÃO Armação na qual se E - Moldura para Tapón F - Cadre de Regard I - Frame of Manhole MOLEDO Tipo de solo que, ao ser escavado, resiste ao enxadão, mas pode ser desagregado com picareta. Ex.: E - Roca Decompuesta F - Rouche Decomposée I - Decomposed Rock MOMENTO DE TRANSPORTE (TERRA) Produto do volume ou tonelagem de carga a ser transportada E - Momento de Transporte F - Moment de Transport I - Transport Moment MOMENTO ESTATÍSTICO DE TRANSPORTE Momento de transporte determinado E - Momento Estadistico de Transporte F - Moment Statistique de Transport I - Statistical Transport Moment MOMENTO EXTRAORDINÁRIO DE TRANSPORTE Momento de transporte de terra não E - Momento Imprevisto de Transporte F - Moment de Transport Imprevú I - Unforeseen Transport Moment MONITORAÇÃO /MONITORAMENTO AMBIENTAL Determinação contínua e periódica da qualidade de poluentes ou de contaminação radioativa E - Monitoración del Médio Ambiente F - Avestissement du Milien Ambient I - Environment Monitoration MONITORAÇÃO/MONITORAMENTO DE PAVIMENTOS Monitoração aplicada a pavimentos E - Utilización de Monitor para Pavimentos F - Usaje de Moniteur pour Revètement I - Pavement Monitoring MONTANHA Aspecto da superfície terrestre caracterizado por grande elevação sobre a base, área relativamente pequena de cume e às vezes encostas E - Montaña F - Montagne I - Mountain MONTANTE 1) Direção da qual se origina o fluxo E - Montante, Pilar F - En Amont, Pilier I - Uphill, Column, Pillar MONTANTE, A Trecho de um curso de água ou via, em relação a um ponto de observação, de onde vem o fluxo E - Corriente de Montante F - Montant I - Upstream MONTMORINOLITA Argila mole com estrutura E - Montmorinolita F - Montmorillonite I - Montmorillonite MOSAICO Em aerofotogrametria, um conjunto de fotografias parcialmente superpostas (de margens recortadas), para formar uma representação fotográfica E - Mosaico F - Mosaique I - Mosaic MOSTRADOR DE DIREÇÃO V. Indicador de E - Marcador de Dirección F - Indicateur de Direction I - Direction Indicator MOSTRADOR DE GASOLINA Parte de um instrumento instalado no painel do veículo que mostra a E - Marcador de Combustible F - Indicateur de Niveau d'Essence I - Fuel Gauge (Dial), Fuel Level Gauge E - Marcador de Presión de Oleo F - Indicateur de Pression d'Huile I - Oil Pressure Indicator MOSTRADOR DE TEMPERATURA DO E - Indicador de Temperatura del Motor F - Indicateur de Temperature du Moteur I - Motor Temperature Indicator MOSTRADOR DE VELOCIDADE Parte do velocímetro instalada no painel do veículo que mostra a velocidade com que o mesmo se move.

MOTEL MOVIMENTO

E - Marcador de Velocidad F - Indicateur de Vitesse I - Speed Gauge, Speed Gage MOTEL Conjunto de pequenos alojamentos mobiliados, para curta permanência, próximos de vias, com o fim de proporcionar hospedagem e repouso, tendo estacionamento E - Motel F - Motel I - Motel MOTOCICLETA Veículo automotor, de duas rodas, E - Motocicleta F - Motocyclette I - Motor-cycle MOTOCONSERVADORA Motoniveladora de pequena potência, destinada exclusivamente ao trabalho de E - Motoconservadora, Mantenedora (Bol.), Motoniveladora (Cos., Pan.,Per.), Motoniveladora Liviana (Chi.), Motoconformadora (Méx.), Patrol Motoniveladora (Nic., R.D.), Cuchilla de Mantenimiento (Pan.), Patrol Pequeno (Ven.) F - Motoniveleuse d'Entretien I - Motor-patrol E - Mototrailla, Motoescrapa (Méx.), Tornapul (Nic., Pan., Per.) F - Moto Scraper I - Motoscraper, Self-Propelled Scraper MOTOESCREIPER Máquina autopropulsora, composta de uma unidade motriz articulada com uma caixa metálica que se aciona, empregada para escavar, carregar, transportar e esparramar solos e materiais soltos. (Sin.: E - Mototrailla, Moto Escrepa (Méx.), Tornapul (Nic., Pan., Per.) F - Moto Scraper I - Self-propelled Scraper, Motoscraper MOTONETA Veículo automotor de duas rodas dirigido por condutor em posição sentada (sobre assento e não E - Motoreta F - Motocycle, Scouter I - Motor-cycle MOTONIVELADORA Máquina autopropulsora, cujo principal elemento consiste numa lâmina acionável em diferentes posições, destinada a executar trabalhos de E - Motoniveladora (Cos., Pan., Per., Ecu.), Motoconformadora (Méx.), Patrol Motoniveladora (Nic., R.D.), Cuchilla de Mantenimiento (Pan.), Patrol Pequeño (Ven.), Mantenedora (Bol.), Greader (R.D.) F - Motoniveleuse d'Entretien, Autopatrol, Motograder d'Entretien I - Motor-grader, Motor-patrol ?MOTOR-HOME?, ?MOTO-HOME?, ?MOTOR HOME? Veículo motorizado construído com o chassis de caminhão ou ônibus e equipado para servir E - Motor-Home F - Motor-Home I - Motor Home MOTORISTA Pessoa que tem a seu cargo o comando E - Chofer, Conductor, Motorista F - Chauffeur, Conducteur I - Driver, Chauffeur MOTORISTA AMADOR Motorista habilitado para movimentar determinados veículos sem vinculação em termos profissionais, e que, normalmente, só os entende E - Chofer no Profisional F - Conducteur Amateur I - No Professional Driver, Amateur Driver MOTORISTA NOVO (HABILITAÇÃO RECENTE) Principiante na direção de veículo, ainda E - Motorista Nuevo F - Conducteur Nouveau I - Recently Qualified Driver MOTORISTA PROFISSIONAL Motorista habilitado para movimentar determinados veículos em termos profissionais e que entende de sua mecânica mais E - Chofer Profisional F - Conducteur Professional I - Professional Driver MOTORISTA QUE FERE E SE EVADE Motorista que após ter causado contusão a uma pessoa, não E - Motorista Fugitivo F - Chauffeur Fugitif I - Hit and Run Driver E - Poste de Alambrado F - Pieu, Étai I - Wire Fence Post MOUSE Dispositivo que quando movimentado horizontalmente sobre uma prancheta desloca o cursor no monitor no mesmo sentido desse movimento. Utilizado em alguns ?softwares? como meio de comunicação homem e E - Mouse F - Mouse I - Mouse MOVIMENTAÇÃO Movimento, em carros ou de outra forma, de trabalhadores, suprimentos, minério e rejeitos, em subterrâneo ou acima da superfície, em E - Movimentación F - Mouvement I - Haulage, Hauling MOVIMENTAÇÃO (PEDREIRA, JAZIDA) Transporte em veículos, esteiras ou outros meios, de trabalhadores, suprimentos, pedras, areia, minério na área E - Transporte en Cantera F - Transport dans Carrière I - Haulage E - Movimiento Máximo Horario F - Mouvement Maximum Horaire I - Maximum Hourly Traffic, Maximum Hour Movement MOVIMENTO 1) Deslocamento de estrutura ou E - Movimiento

MOVIMENTO ACELERADO MUTIRÃO

F - Mouvement I - Movement MOVIMENTO ACELERADO Movimento em que E - Movimiento Acelerado F - Mouvement Accéléré I - Accelerated Movement MOVIMENTO DE TERRA Escavação de material terroso e/ou extração de material rochoso, seguidas geralmente de transporte e aproveitamento para fins de E - Movimiento de Tierra, Movimiento de Suelos (Arg.), Terraceria (Méx.) F - Terrassement I - Earthwork, Levelling MOVIMENTO MÁXIMO HORÁRIO Movimento horário máximo de veículos observado em uma E - Movimiento Máximo Horario F - Mouvement Maximum Horaire I - Maximum Hourly Volume MOVIMENTO POR ZONA Tráfego que se verifica E - Movimiento de Trafico per Zona F - Mouvement de Trafic par Zone I - Traffic Movement by Zone MULTA DE TRÂNSITO Multa aplicada por E - Multa de Tránsito F - Amende (Transit) I - Traffic Fine MURO Obra-de-arte corrente ou não, que serve para contenção de material terroso ou para separar um lugar do E - Muro, Murela F - Mur I - Wall MURO ATIRANTADO Muro cuja estabilidade é assegurada mediante tirantes embutidos em maciço terroso E - Muro Anclado F - Mur Ancré I - Anchored Wall MURO COM ALAS Muro que dispõe de alas oblíquas, inclinadas ou não, como que se observa em certos encontros de pontes ou muro que fica junto à entrada ou E - Muro en Ala F - Mur en Aille I - Wing Wall, Wing-wall (USA) MURO CORTA-ÁGUA Muro de alvenaria ou concreto ou outro material, construído transversalmente à canalização, em geral de pequena altura, para interceptar e desviar as águas que tendem a correr junto à mesma, E - Murete Interceptador F - Mur para Fouille, Mur Intercéptateur I - Cut-Off Wall (Diaphragm) MURO DE ARRIMO/MURO DE SUSTENTAÇÃO Obra-de-arte corrente, de alvenaria ou concreto armado ou não, que suporta empuxos laterais de E - Muro de Sostenimiento, Muro de Contención F - Mur de Soutènement I - Retaining Wall, Containing Wall MURO DE FUNDAÇÃO Muro que serve de base a E - Muro de Fundación F - Mur de Fondation I - Foundation Wall MURO DE REVESTIMENTO Muro, em geral de E - Muro de Revestimiento F - Mur de Revêtement I - Facing Wall, Breast Wall MURO EM TRINCHEIRA Muro de concreto ou argamassa, fundido diretamente dentro de vala estreita (trincheira), em geral para vedação de passagem de água (ou E - Muro en Trinchera F - Paroi Moulée I - Slurry Trench Wall MUROS DE TESTA Pequenas paredes construídas junto à boca de saída de bueiro ou de comporta, para E - Muro de Fachada F - Mur Frontispice I - Front Walls MURUNDU Pequena elevação transversal da plataforma de estrada de terra, às vezes necessária para forçar a água a E - Desvio de Agua F - Détour de l'Eau I - Water Deviator MUTIRÃO Reunião de esforços de uma comunidade, E - Trabajo en Cooperación F - Travaux sur Cooperation I - Cooperative Work

NA FÁBRICA NÍVEL

N NA FÁBRICA Incoterm, que define como única obrigação do exportador (vendedor) a colocação da mercadoria no seu estabelecimento à disposição do destinatário (comprador), ficando por conta e risco deste último o carregamento em veículo por ele fornecido, até a chegada ao ponto de destino. Normalmente, o carregamento da mercadoria para o veículo do transportador corre por conta do destinatário (comprador). Havendo acordo específico, esta responsabilidade pode passar para o E - ?Ex-work? F - ?Ex-work? I - ?Ex-work? NA SUA MÃO Situação de um veículo que se acha na maioria dos países perto do lado direito da estrada, e em E - A la Derecha F - A Droite I - Nearside NAFTA 1) Produto obtido de petróleo, e que é matéria prima para outros produtos de petróleo, constituído por hidrocarbonetos de baixo ponto de ebulição. 2) Solvente E - Nafta F - Naphte I - Naphtha NÃO-DESTRUTIVO (ENSAIO) Qualificativo de ensaio que não resulta na destruição ou em danos dos E - No Destructivo F - Non-Destructif I - Non Destructive NÃO-DESCRITOR (UT) Termo não autorizado para tratamento das informações contidas em determinado universo de documentos. Ex.: Camada de rolamento no E - Término no Autorizado F - Term non Authorizé I - Unauthorized Term NÃO-TECIDO Característica de material semelhante a pano ou fita que, no entanto, resultou de um processo de fabricação em que não se utiliza tear, não tendo, pois, E - No Tejido F - Non-Tissé I - Non Woven NARIZ DE LANÇAMENTO Estrutura auxiliar de prolongamento, que se usa transitoriamente no processo do E - Montaje con Cantilever F - Montage avec Cantilever I - Auxiliary Cantilever NATA (DE CIMENTO) 1) Mistura fluida de cimento e água para injeção em cabos de protensão ou fendas de rocha. V. Aguada de Cimento. 2) Suspensão de cimento em água, que se segrega de um concreto ou argamassa de E - Pasta de Cemento, Aguada F - Lait de Ciment I - Cement Slurry, Laitance, Neat Cement Paste NAVIO RO-RO Navio utilizado para a técnica Roll-on- Roll-off. Geralmente são consideradas 4 classes: até 10000 br, de mais de 10000 br, navio para transporte de automóveis, barcos para transporte de automóveis, barcos para transporte de passageiros e cargas. V. Roll-On Roll- E - Buque Ro-Ro F - Navire Ro-Ro I - Ro-Ro Ship NAVIO RO-RO/NAVIO ROLL-ON ROLL- E - Buque Roll-On Roll-Off F - Navire Ro-Ro I - Roll -On Roll-Off Ship NEGA 1) Limite máximo, geralmente expresso em centímetros, pré-estabelecido para a penetração, no solo, de uma estaca de fundação, após um número determinado de golpes consecutivos do bate-estacas. 2) Não detonação de carga de explosivo de uma mina por falha de espoleta, E - Grado de Penetración de una Estaca F - Degré de Pénétration d'un Pieu I - Limit of Pile Penetration, Pile Penetration Rate, Failure (Detonation) NEGA FALSA Nega pequena que se pode verificar em solos muito resistentes e à qual corresponde uma resistência de estacas apenas transitória, que decresce (perda de E - Falsa Penetración de una Estaca F - Faux Pénétration d'un Pieu I - False Pile Penetration NEOPRENE FRETADO Termo impropriamente utilizado para significar apoio elastométrico no qual o elastômero das lâminas é neoprene, havendo reforço com E - Neoprene Fletado F - Néopréne Frété I - Reinforced Neoprene Support ?NEW AUSTRIAN TUNNELING METHOD - NATM? Método desenvolvido por Rebcewicz e Pacher, aplicado na construção de túneis, que consiste no desenvolvimento imediato de um anel autoportante que impede deformações excessivas e trincas ou fraturas após E - NATM F - NATM I - New Austrian Tunneling Method - NATM NINHO (DE ABELHA) EM CONCRETO Cavidade no concreto endurecido resultante de falha de E - Nido de Abeja, Nido de Grava F - Nid d'Abeilles, Nid de Gravier I - Honey Comb, Honey Combing NÍVEL 1) Instrumento destinado a verificar a horizontalidade de um plano. 2) Superfície paralela ao plano do horizonte. 3) Elevação relativa de uma linha ou de um plano horizontal. 4) Instrumento dotado de luneta usado na medição de diferenças de cotas entre pontos do terreno. 5) Plano onde se realiza o trabalho de uma mina. Obs.: Os níveis são classificados segundo desvio-padrão de 1 km de duplo nivelamento como segue: 1 - precisão baixa - > ± 10 mm/km; 2 - precisão média - ?± 10 mm/km; 3 - precisão E - Nivel F - Niveau

NÍVEL CAPILAR NÍVEL FREÁTICO

I - Level NÍVEL CAPILAR Nível (acima do nível de saturação) alcançado no solo pela água em função dos fenômenos capilares e que se caracteriza por grau de saturação inferior E - Nivel Capilar F - Niveau Capillaire I - Capillary Level NÍVEL D'ÁGUA 1) Altitude do plano horizontal definido por um espelho d'água. 2) Altura que define a cota E - Nivel de l'Agua F - Niveau de l'Eau I - Water Level NÍVEL DE OCUPAÇÃO (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Um dos indicadores da qualidade de serviço, graduado numericamente segundo E - Nivel de Ocupación F - Niveau d'Occupation I - Occupation Level NIVEL DE QUALIDADE I, II E III Modelos apresentados pela ISO e ABNT para instituição de sistemas de qualidade diversos em conformidade com as diretrizes da E - Nivel de Calidad I, II e III F - Niveau de Qualité I, II e III I - Quality Level I, II e III NÍVEL DE REFERÊNCIA Cota correspondente a E - Nivel de Referencia F - Niveau de Reférence I - Reference Level NÍVEL DE RUÍDO TOLERÁVEL Valor em decibéis (dB) que ainda pode ser admitido sob certas condições. Ex.: Escritórios 38 dB a 71 dB. Ex.: Hospitais E - Nivel Limite del Ruido F - Niveau Acoustique Tolérable I - Noise Rating Number NÍVEL DE SATURAÇÃO Nível (acima do lençol freático) acima do qual o grau é menor que 100%. V. Nível E - Nível de Saturación F - Niveau de Saturation F - Saturation Level NIVEL DE SEGURANÇA Nivel que deve ser abrangido pela segurança, a ser previsto em um dado contexto, estimado com referência a um risco aceitável, E - Nivel de Seguranza F - Niveau d'Assurance I - Level of Safety NÍVEL DE SERVIÇO 1) Conjunto de condições operacionais que ocorrem em uma via, faixa ou interseção, considerando-se os fatores velocidade, tempo de percurso, restrições ou interrupções de trânsito, grau de liberdade de manobra, segurança, conforto, economia e outros. 2) Descrição da qualidade de serviço oferecido com base em E - Nivel de Servicio F - Qualité du Service, Niveau de Service I - Level of Service NÍVEL DE SERVIÇO A Corresponde à condição de operação livre com baixos volumes de trânsito e elevadas velocidades. A densidade é baixa, com as velocidades condicionadas pela vontade dos motoristas, pelos limite de velocidade, e pelas características físicas da via. Há pequena ou nenhuma restrição de manobra devido à presença de outros veículos, e os motoristas podem manter as velocidades que desejarem com pequeno ou nenhum E - Nivel de Servicio A F - Niveau de Service A I - Level of Service A NÍVEL DE SERVIÇO B Situa-se na zona do fluxo de trânsito estável, com as velocidades de operação começando a ser um tanto restringidas pelas condições dominantes. Os motoristas ainda têm razoável liberdade para escolher a sua velocidade e faixa de circulação. As reduções de velocidade não são excessivas, com uma baixa probabilidade do fluxo ser restringido. O limite inferior deste nível de serviço (velocidade mais baixa, volume de tráfego mais elevado) tem sido associado com os volumes de serviço utilizado no projeto das rodovias rurais. V. Nível E - Nivel de Servicio B F - Niveau de Service B I - Level of Service B NÍVEL DE SERVIÇO C Situa-se ainda na zona do fluxo de trânsito estável, mas as velocidades e as possibilidades de manobra são mais estreitamente condicionadas pelos volumes de serviço mais elevados. A maior parte dos motoristas é restringida na sua liberdade de escolher a sua própria velocidade, mudança de faixa ou ultrapassagem. Ainda se obtém uma satisfatória velocidade de operação, com volumes de serviço utilizados para E - Nivel de Servicio C F - Niveau de Service C I - Level of Service C NÍVEL DE SERVIÇO D Aproxima-se do fluxo de trânsito instável, sendo possível manter velocidades de operação consideravelmente afetadas pelas mudanças das condições de operação. As flutuações do volume e as restrições temporárias do fluxo podem causar quedas substanciais nas velocidades de operação. Os motoristas têm pequena liberdade de manobra, e a comodidade e as conveniências são baixas, mas estas condições podem ser E - Nivel de Servicio D F - Niveau de Service D I - Level of Service D NÍVEL DE SERVIÇO E Este nível de serviço, não pode ser descrito apenas pela velocidade, uma vez que representa operações e velocidades ainda mais baixas que no nível D, com volumes que atingem, ou quase atingem, a capacidade da via. A corrente de trânsito é instável e pode E - Nivel de Servicio E F - Niveau de Service E I - Level of Service E NÍVEL DE SERVIÇO F Corresponde à operação em fluxos forçados com baixas velocidades e volumes abaixo da capacidade. Estas condições resultam normalmente, da formação de filas de veículos provocadas por uma restrição a jusante. No caso extremo, tanto a velocidade quanto o E - Nivel de Servicio F F - Niveau de Service F I - Level of Service F NÍVEL FREÁTICO Nível d'água no solo correspondente ao lençol freático e acima do qual a

NÍVEL HIDROSTÁTICO NORMA DE DESEMPENHO

presença d'água, embora possa haver saturação de 100%, E - Nivel Freático F - Niveau Phreatique I - Ground-water Level, Water Table, Free-water Elevation, Free-water Surface, Ground-water Surface, Ground-water Table, Level of Saturation, Phreatic Surface, Phreatic Level, Plane of Saturation, Saturated Surface, Water Level, Water Line NÍVEL HIDROSTÁTICO Nível que corresponde à superfície do manto aquífero que acompanha quase sempre o relevo da região. V. Nível Freático, V. Nível de Saturação E - Nivel Hidrostático F - Niveau Hydrostatique I - Water Level, Water Table NÍVEL TOPOGRÁFICO Instrumento dotado de uma luneta, com retículo central, destinado à definição de planos E - Nivel Topográfico F - Niveau Topographique I - Topographic Level NIVELADORA Máquina rebocada, munida de uma lâmina com mobilidade horizontal e vertical, que se destina a pequenas escavações, abertura de valetas, regularização de plataforma e taludes, espalhamentos e regularização de E - Niveladora, Motoniveladora (Col., Per.), Niveladora, Cuchilla (Pan., Nic.) F - Grader à Lame, Niveleuse I - Grader NIVELAMENTO Conjunto de operações topográficas que têm como objetivo determinar a posição altimétrica de E - Nivelación F - Nivellement I - Levelling NÓ Ponto representado por um número, que define, em planejamento de transporte, o encontro de dois ou mais elos E - Noud F - Noued I - Node NO CAIS Incoterm, que define como obrigação do exportador a colocação da mercadoria à disposição do destinatário no porto mencionado no contrato de venda, arcando com todos os custos e riscos de transporte do E - ?Ex Quay? F - ?Ex Quay? I - ?Ex Quay? NO NAVIO (PORTO DE DESTINO DESIGNADO) Incoterm, segundo o qual o exportador coloca a mercadoria à disposição do destinatário a bordo do navio escolhido, sendo o frete pago pelo exportador. A transferência de custos e riscos faz-se a bordo do navio, no E - ?Ex Ship (Named Port of Destination)? F - ?Ex Ship (Named Port of Destination)? I - ?Ex Ship (Named Port of Destination)? E - Ábaco F - Diagramme pour le Calcul I - Abac, Alignment Chart, Nomograph, Nomogram E - Calibre de Navio F - Vernier I - Pachymeter, Vernier Caliper NORMA 1) Documento estabelecido por consenso e aprovado por organismo reconhecido, que prevê, para usos comuns e repetidos, regras,linhas diretrizes ou características, para atividades ou seus resultados, garantindo um nível de grau ótimo em um determinado contexto. Obs.: As normas devem basear-se em resultados consolidados da ciência, da tecnologia e da experiência, e visar a promoção de benefício para a comunidade. 2) Documento que contém um conjunto de requisitos a ser satisfeito; é resultado de um esforço de Normalização E - Norma F - Norme I - Standard NORMA ANULADA Norma que ficou sem efeito, sendo em geral substituída por outra, conferindo-se o E - Norma Anulada F - Norme Annulée I - Annulated Standard NORMA AVANÇADA Norma que se refere a bens, processos ou serviços ainda não produzidos ou prestados no país e cuja elaboração se faz em função do progresso tecnológico ou para evitar proliferação indesejável de tipos E - Norma Avanzada F - Norme Avancée I - Advanced Standard NORMA BRASILEIRA Documento normativo de caráter consensual aprovado no âmbito do Fórum Nacional de Normalização - ABNT (Resolução nº 06, de 24/08/92, do E - Norma Brasileña F - Norme Brésilienne I - Brazilian Standard NORMA COMPULSÓRIA Norma cujo uso foi tornado obrigatória por autoridade governamental competente. Obs.: O termo é originário de CSA - ?Canadian E - Norma Obligatória F - Norme Compulsoire I - Compulsory Standard, Mandatory Standard NORMA DE EMPRESA Norma derivada de normas externas (ABNT, ISO, IEC) ou normas completamente novas criadas por dada empresa em função de suas E - Norma de Empresa F - Norme d'Enterprise I - Company Standard, In-House Standard NORMA DE BASE Norma que tem como objetivo permitir que os produtos sejam fabricados da maneira mais lucrativa possível, através da redução de variedades, modificações e melhoria de comunicação, segurança e economia. Faz uso da normalização tecnológica, padrões de E - Norma Básica F - Norme de Base, Norme Basique I - Basic Standard NORMA DE DESEMPENHO Norma que contém E - Norma de Desempeño F - Norme de Performance I - Performance Standard

NORMA DE ENSAIO NORMA MILITAR

NORMA DE ENSAIO Norma que dá os métodos de ensaio, tais como: amostragem, uso de métodos estatísticos, E - Norma de Ensayo F - Norme d'Essais I - Testing Standard NORMA DE FATO Termo usado nos Estados Unidos da América do Norte para significar norma que, embora não promulgada e adotada, entra em uso, face à aceitação geral, hábito ou convenção e que pode, ou não, ser descrita em E - Norma de Fato F - Norme de Fait I - ?De Facto? Standard NORMA DE INTERFACE Norma que especifica requisitos referentes à compatibilidade de produtos ou E - Norma de Contacto F - Norme de Contact I - Interface Standard NORMA DE PROCESSO Norma que especifica requisitos a serem satisfeitos por um processo, para E - Norma de Proceso F - Norme de Processus I - Process Standard NORMA DE PRODUTO Norma que especifica os requisitos a serem satisfeitos por um produto ou grupo de produtos para assegurar sua aptidão ao emprego. Obs.: 1 - Uma norma de produto pode comportar, entre as exigências de aptidão ao uso, seja diretamente ou por referência, elementos relativos à terminologia, à amostragem, ensaios, embalagem, etiquetagem e outros requisitos do processo. 2 - Uma norma de produto pode ser completa ou não, desde que especifique as exigências necessárias na totalidade ou em parte. Pode-se estabelecer distinção entre as normas dimensionais, as normas relativas a materiais e as normas E - Norma de Producto F - Norme de Produit I - Product Standard NORMA DE REVISÃO Norma que, embora ainda sem uso, está sendo objeto de reexame para fins de eventual E - Norma en Revisión F - Norme en Revision I - Standard under Revision NORMA DE SEGURANÇA Norma elaborada para assegurar a segurança de pessoas ou bens, contendo requisitos baseados na otimização do comportamento E - Norma de Seguridad F - Norme de Sureté I - Safety Standard NORMA DE SERVIÇO Norma que especifica as exigências que devem satisfazer um serviço, para assegurar E - Norma de Servicio F - Norme de Service I - Service Standard NORMA DE USO ADMINISTRATIVO DO DNER (NA) Norma que disciplina e sistematiza no DNER o estabelecimento de regras administrativas para prestação de serviços, contratações e fiscalização, aquisição, baixa e alienação de materiais e equipamentos, estoques, inventários, comunicação interna e externa, organização e operação de transporte rodoviário, gerência de pessoal, E - Norma Administrativa del DNER F - Norme Administrative du DNER I - Administrative Standard of the DNER NORMA DE USO RECOMENDADO 1) Normas oriundas de organismos oficiais ou não, que por suas características, têm seu uso recomendado de maneira global, como são por exemplo, aquelas normas da ISO, COPANT, ABNT, CEN/CENELEC e outras. 2) Norma adotada por um organismo de normalização reconhecido e disponível para o E - Norma de Uso Recomendado F - Norme d'Usage Racommendée I - Recommended Use Standard NORMA DESCRITIVA Norma que contém E - Norma Descriptiva F - Norme Descriptive I - Descriptive Standard NORMA DO DNER/NORMA DO SISTEMA DNER Documento de uso compulsório aprovado pelo CA, que estabelece as regras técnicas ou administrativas de interesse do DNER, integrando-se no sistema de normas nacionais e, sempre que conveniente, no sistema de normas panamericanas e internacionais. Tratando-se de regras rodoviárias, a norma do DNER toma o nome de norma rodoviária, tendo em vista a unificação dos procedimentos técnicos e administrativos nos diversos níveis da Obs.: Uma norma para procedimentos técnicos aprovada pelo Conselho Administrativo do DNER, constitui-se também, em Regulamento Técnico, seguindo entendimento E - Norma del DNER F - Norme du DNER I - DNER Standard NORMA ESTADUAL Norma que é adotada ao nível de uma divisão territorial de um país, e que é posta à disposição do público. Obs: Neste tipo de norma, a normalização pode igualmente ser feita sobre uma base setorial, ao nível local, ao nível de associação e de empresa na indústria, bem como, em unidades de comércio ou E - Norma Territorial F - Norme Territoriale I - Provincial Standard NORMA EXTERNA Norma elaborada fora da empresa ou órgão governamental. Ex.: Norma da ABNT, da ISO, da PETROBRÁS, da SIEMENS, Regulamento E - Norma Externa F - Norme Externe I - External Standard NORMA INTERNACIONAL Norma que é adotada por uma organização internacional de normalização e posta E - Norma Internacional F - Norme International I - International Standard NORMA MILITAR Norma compulsória elaborada e editada pelas forças armadas e usada somente ou E - Norma Militar F - Norme Militaire I - Military Standard

NORMA NACIONAL NORMALIZAÇÃO VOLUNTÁRIA

NORMA NACIONAL Norma de aplicação compulsoria, em virtude de lei ou uma referência exclusiva E - Norma Nacional F - Norme National I - National Standard NORMA OFICIAL Norma cuja aplicação foi tornada compulsória através de Lei, Decreto-Lei, Decreto, Regulamento, ou que tenha sido objeto de adoção pelo processo de referência. V. Norma Compulsória. V. Norma E - Norma Oficial F - Norme Officielle I - Official Standard NORMA OPERACIONAL Norma que descreve o modo e a sequência correta de execução de uma tarefa, que pertence a um processo. Orienta o executante, indicando as atividades principais que devem ser executadas para E - Norma Operacional F - Norme Opérationel I - Operational Standard NORMA PARA AUDITORIA DA QUALIDADE Norma utilizada em atividades de E - Norma para Auditoria de la Calidad F - Norme pour Audit de la Qualité I - Quality Audit Standard NORMA PARA PROCEDIMENTOS E - Norma Técnica F - Norme Technique I - Technical Standard NORMA PROVISÓRIA Documento que é adotado provisoriamente por um organismo que tem atividades normativas e posto à disposição do público para que se possa beneficiar da experiência necessária à sua aplicação, e E - Norma Provisoria F - Norme Provisoire I - Prestandard NORMA REGIONAL Norma que é adotada por uma organização regional de atividade normativa e posta a E - Norma Regional F - Norme Regional I - Regional Standard NORMA RODOVIÁRIA Norma utilizada da área rodoviária. Pode ser de procedimento técnico ou de uso E - Normas para Carreteras F - Normes des Routes I - Highway Standards NORMA SETORIAL Norma que pode ser adotada em dado setor de uma atividade e que pode ter um impacto E - Norma de un Sector F - Norme du Sécteur I - Branch Standard NORMA SIGILOSA Norma que envolve matéria cujo conhecimento é restrito a uma ou poucas pessoas, não E - Norma Secreta F - Norme Secrete I - Secret Standard/Standard Under Secrecy NORMA SOBRE DADOS A SEREM MINISTRADOS Norma que contém uma lista de características dos dados que devem ser declarados para a especificação de um produto, processo ou serviço. Obs: Algumas normas prevêm os dados que devem ser indicados pelos fabricantes ou fornecedores e outros pelos E - Norma sobre Datos que Deben Suministrarse F - Norme sur les Données à Fournir I - Standard on Data to be Provided NORMA TÉCNICA RODOVIÁRIA Norma E - Norma Técnica para Carretera F - Norme Technique des Routes I - Technical Highway Standard NORMALIZAÇÃO 1) Atividade própria para estabelecer, face a problemas reais ou potenciais, dispositivos destinados ao uso comum e repetido, visando obter um grau ótimo em determinado contexto. 2) Geração e prescrição ou imposição de normas. 3) Parte da administração pública ou privada que lida com a orientação de atividades (transporte rodoviário, construção da infra- estrutura, fabricação de veículos, construção de escolas, conservação) quando estas ficam a cargo de terceiros, Obs.: 1 - Esta atividade se refere, particularmente, à formulação, difusão e implementação de normas. 2 - A normalização oferece vantagens importantes, principalmente por uma melhor adaptação de produtos, processos e serviços aos fins a que se destinam, presença de obstáculos ou barreiras ao comércio e facilitando a E - Normalización, Acción Normativa F - Normalisation, Action Normative I - Standardization, Normative Action NORMALIZAÇÃO COMPULSÓRIA Normalização nas áreas de segurança e saúde visando à E - Normalización Compulsiva F - Normalisation Obligatoire I - Compulsory Standardization NORMALIZAÇÃO ESTADUAL Normalização E - Normalización Estadual F - Normalisation d'État I - Provincial Standardization NORMALIZAÇÃO INTERNACIONAL Normalização na qual se podem engajar entidades de E - Normalización Internacional F - Normalisation International I - International Standardization NORMALIZAÇÃO NACIONAL Normalização que E - Normalización Nacional F - Normalisation National I - National Standardization NORMALIZAÇÃO REGIONAL Normalização que envolve organismos relativos a um único setor geográfico E - Normalización Regional F - Normalisation Regional I - Regional Standardization NORMALIZAÇÃO VOLUNTÁRIA Normalização, a cargo da iniciativa privada, dentro das E - Normalización Voluntaria

NORMAS COMPARÁVEIS NOTÓRIA ESPECIALIZAÇÃO

F - Normalisation Voluntaire I - Voluntary Standardization NORMAS COMPARÁVEIS Normas sobre os mesmos produtos, processos ou serviços, aprovadas por diferentes organismos com atividades normativas, nos quais diversos requisitos são baseados nas mesmas características e avaliadas de acordo com os mesmos métodos, o que permite comparar, sem ambigüidade, as diferenças entre os requisitos respectivos destas normas. Obs: As normas comparáveis não são normas harmonizadas, nem E - Normas Comparables F - Normes Comparables I - Comparable Standard NORMAS DE BOA TÉCNICA Conjunto de normas que preside os procedimentos considerados pelo meio técnico especializado como adequados à solução de E - Normas de la Buena Técnica F - Normas de la Bonne Pratique I - Accepted Rules of Practice NORMAS DE PROJETO Normas que devem ser E - Normas de Diseño F - Normes du Projet I - Design Standards NORMAS EXTERNAS Documentos normativos elaborados fora de uma empresa ou agência governamental, tais como normas internacionais, regionais, nacionais, regulamentos elaborados por autoridades, normas elaboradas por outras empresas ou regras elaboradas por organismos de certificação nacionais ou internacionais E - Normas Externas F - Norme Externe I - External Standards NORMAS HARMONIZADAS 1) Normas com o mesmo objetivo que foram aprovadas por diferentes entidades de normalização e que não são tecnicamente idênticas ou reconhecidas como tecnicamente equivalentes na prática. 2) Normas com o mesmo objetivo, aprovadas por diferentes organismos normativos, que permitem a intercambialidade dos produtos, processos e de serviços, ou a compreensão mútua dos resultados dos ensaios ou informações fornecidas de acordo com estas normas. Obs: 1 - As normas harmonizadas podem, algumas vezes, ter diferenças nas apresentações e mesmo de substância, por exemplo, nas notas explicativas, as indicações relativas dos meios de satisfazer às exigências das normas, às preferências em caso de alternativa ou de escolha (Variedade). 2 - O termo ?Normas Equivalentes?, algumas E - Normas Harmonizadas F - Normes Harmonisées I - Harmonized Standard NORMAS HARMONIZADAS BILATERALMENTE Normas que foram harmonizadas com uma norma internacional. V. Normas E - Normas Harmonizadas Bilateralmente F - Normes Harmonisées Bilatéralement I - Bilaterally Harmonized Standards NORMAS HARMONIZADAS INTERNACIONALMENTE Normas que foram harmonizadas com uma norma internacional. V. Normas E - Normas Harmonizadas Internacionalmente F - Normes Harmonisées au Niveau International I - Internationally Harmonized Standards NORMAS HARMONIZADAS MULTILATERALMENTE Normas que foram E - Normas Harmonizadas Multilateralmente F - Normes Harmonisées Multilatéralement I - Multilaterally Harmonized Standards NORMAS HARMONIZADAS REGIONALMENTE Normas que foram harmonizadas com uma norma regional. V. Normas E - Normas Harmonizadas Regionalmente F - Normes Harmonisées au Niveau Régional I - Regionally Harmonized Standards NORMAS IDÊNTICAS Normas harmonizadas que Obs: 1 - A identificação das normas pode ser diferente. 2 - Se as normas são redigidas em línguas diferentes, devem ter E - Normas Identicas F - Normes Identiques I - Identical Standards NORMAS INTERNAS Documentos normativos elaborados por empresa ou agência governamental, para atender às suas necessidades, seja porque há que adaptar normas externas, seja porque não existem essas normas E - Normas Internas F - Normes Internes I - Internal Standards, In-House Standards NORMAS NACIONALIZADAS Termo pouco usado para designar normas da ISO, IEC, COPANT, estrangeiras ou de empresas, que após devido exame, foram consideradas como atendendo ao interesse nacional e tiveram, conseqüentemente, seu conteúdo integrado em E - Normas Nacionalizadas F - Normes Nationalisées I - Nationalized Standards NORMAS PIONEIRAS Documento normativo em campo ainda não normalizado e submetido à análise da comunidade interessada como primeira etapa para alcançar- E - Normas Pioneras F - Normes Pionniers I - Pioneer Standards NORMATIZAÇÃO Termo pouco utilizado para E - Normalización F - Normalisation I - Standardization NOTA DE SERVIÇO 1) Conjunto de instruções técnicas expedidas pela fiscalização para a empreiteira, concernentes a fases de execução de obra. 2) Plano detalhado das operações a serem realizadas pelo pessoal engajado em um serviço de terraplenagem. V. Ordem de E - Descripción de Servicio F - Description du Service I - Duty Sheet (Earthwork) NOTÓRIA ESPECIALIZAÇÃO Característica de profissional ou empresa, cujo conceito no campo de sua especialidade, decorrente de desempenho anterior, estudos, experiências, publicações, organizações, aparelhamento, equipe técnica, ou de outros requisitos relacionados com

NOTÓRIO SABER NÚMERO DE FROUDE (FR)

suas atividades, permite inferir que o seu trabalho é o mais E - Especialización Notoria F - Spécialisation Notoire I - Well-known Specialization NOTÓRIO SABER Característica de uma pessoa física, reconhecida pelo meio técnico especializado, que consiste em a referida pessoa dispor de um cabedal de E - Saber Notorio, Conocimiento Notorio F - Savoir Notoire I - Wisdom, Notorious Knowledge ?NTIS - NATIONAL TECHNICAL INFORMATION SERVICE? Agência do Departamento de Comércio dos Estados Unidos da América do Norte, que se constitui em banco de dados na área de informações tecnológica, e que mantém convênio com a SISTEX, do qual resulta disponibilidade de informações no INT (MIC), CTA (Min. Aeron), IPT, UNICAMP, GEIPOT, E - NTIS F - NTIS I - NTIS NÚMERO DE FROUDE (FR) Resultado da V equação: Fr = , onde: V = Velocidade d'Água em g x yh Canal Aberto (m/s), g = Aceleração da Gravidade (m/s2) yh = Profundidade Hidráulica (m) V. Profundidade Hidráulica, V. Escoamento em Regime Tranquilo e V. Escoamento em E - Número de Froude F - Numéro de Froude I - Froude Number

OBJETO DE PROVA OECD

O OBJETO DE PROVA Objeto submetido ou a ser E - Objecto de Prueba F - Éprouvette I - Test Piece, Test Specimen OBRA, CANTEIRO Trabalho de engenharia objetivando a criação, a modificação ou a restauração de uma coisa ou a transformação na natureza em coisas úteis à E - Obra, Obrador F - Ouvrage I - Job, Site OBRA DE CONTENÇÃO/OBRA DE ARRIMAGEM Obra destinada a conter maciço terroso ou rochoso. Ex.: Muro de Arrimo e Cortina de Estacas- E - Obra de Contención F - Ouvrage de Terrassement/Ouvrage de Souténement I - Earth Construction, Retaining Work OBRA DE TERRAPLENAGEM Obra que consiste E - Obra de Movimiento de Tierra F - Ouvrage de Terrassement I - Earthwork E - Obra Caminera, Obra Vial F - Ouvrage Routiére I - Road Work OBRA VIÁRIA Categoria de obra que se relaciona com vias (rodovias, ferrovias, hidrovias, pistas de aeroporto) e E - Construcción de Vías, Construcción Vial F - Construction de Voies I - Construction of Ways, Way Construction OBRA-DE-ARTE Designação tradicional de estruturas, tais como pontes, viadutos, túneis, muros de E - Obra de Fábrica F - Ouvrage d'Art I - Engineering Structure OBRA-DE-ARTE CORRENTE Obra-de-Arte de pequeno porte, tal como bueiro, pontilhão e muro, que normalmente se repete ao longo da estrada, obedecendo E - Obra de Arte Corriente F - Ouvrage d'Art Courant I - Ordinary Engineering Structure OBRA-DE-ARTE ESPECIAL Estrutura, tal como ponte, viaduto ou túnel que, pelas suas proporções e E - Obra de Arte Especial F - Ouvrage d'Art Spécial I - Special Engineering Structure OBTENÇÃO DE MACADAME HIDRÁULICO Preenchimento de vazios de pedra E - Obtención de Macadán Hidráulico F - Préparation de Macadam à l'Eau I - Macadam Water-sounding OCLUSÃO 1) Fechamento, por exemplo, de poros. 2) Resultado do fechamento, por exemplo, de poros. 3) Adesão de gás ou líquido a uma mana sólida ou fixação de E - Occlusión F - Oclusion I - Occlusion E - Hueco F - Vide I - Void OCORRÊNCIA 1) Fator importante que acontece Livro de Ocorrência. 2) Aparecimento de rocha, areia, E - Ocurrencia F - Ocorrence I - Ocurrence, Incident OCUPAÇÃO CRÍTICA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Ocupação máxima E - Ocupación Critica F - Numéro Critique de Passagers I - Critical Passenger Number OCUPAÇÃO CRÍTICA DO PROJETO (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Ocupação máxima prefixada para um veículo num determinado período de tempo e sentido de operação de uma linha. V. Ocupação do Veículo, V. Ocupação Crítica e E - Ocupación Critica F - Numéro Critique de Passagers du Projet I - Critical Passenger Design Number OCUPAÇÃO DO SOLO Ação ou efeito de ocupar o solo, tomando posse física do mesmo, para desenvolver uma atividade produtiva ou de qualquer índole, relacionada com a existência concreta de um grupo social, no tempo e no E - Ocupación del Suelo F - Occupation du Sol I - Soil Occupation OCUPAÇÃO DO VEÍCULO (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Número de passageiros que E - Ocupación del Vehículo F - Numéro de Passagers dans le Véhicule I - Passengers on Board E - Odografo F - Odographe I - Odograph E - Odometro F - Odomètre I - Odometer OECD Organização para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento, fundada em Paris em 14 de dezembro de 1960, constituída pela Áustria, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, França, República Federal da Alemanha, Grécia, Islândia, Irlanda, Itália, Japão, Luxemburgo, Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega,

OEDÔMETRO ÔNIBUS EXPRESSO

Portugal, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia, Reino Unido e E - OECD F - OECD I - OECD OEDÔMETRO Termo em desuso para significar célula E - Oedometro F - Oedomètre I - Oedometer OFFSET Estaca cravada a 2 m da crista de corte ou pé de aterro, devidamente cotada, que serve de apoio à execução de terraplenagem e controle topográfico, sempre E - Offset F - Offset I - Offset OFICINA DE CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO Local ou estabelecimento em que se faz manutenção e consertos de veículos ou se restauram E - Taller Mecánico F - Atelier de Réparation I - Repair Shop OFICINA DE TRABALHO Termo pouco adequado E - Taller (Reunión) de Trabajo F - Reunion de Travail I - Workshop OFUSCAMENTO Deslumbramento produzido pelos E - Ofuscamiento F - Eblonissement I - Glare, Disability Glare, Dimness, Obfuscation OLAC Organização Latino-Americana para a Qualidade, fundada em 1988, pela ABCQ e pelos Associados das Associações de Controle da Qualidade da Argentina e do E - OLAC F - OLAC I - OLAC ÓLEO DIESEL Denominação dada a um óleo combustível, utilizada na combustão interna de motores a diesel, com características definidas em especificações se E - Aceite Diesel F - Huile Diesel I - Diesel Fuel, Diesel Oil ÓLEOS E GRAXAS Grupo de substâncias que inclui gorduras, graxas, ácidos graxos livres, óleos minerais e outros materiais graxos determinados em ensaios E - Oleos e Grasas F - Huiles et Cirajes I - Oils and Greases OLHO DE GATO Dispositivo de reflexão e refração da E - Ojo de Gato, Reflector F - Oil de Chat, Reflecteur I - Cat's Eye ON-LINE Pertencente ao equipamento capaz de E - En-línea F - On-line I - On-line ONDA VERDE O mesmo que Sistema Progressivo.

E - Sistema Progressivo F - Système Progressif I - Progressive System ONDULAÇÃO Seqüência de deformações na pista, sensivelmente regulares, e em forma de pequenas ondas, provocadas geralmente por defeitos na execução do subleito, das camadas de base e sub-base, ou então devidas E - Ondulación F - Vagues, Ondulation I - Washboard, Corrugation, Ondulation ONDULAÇÃO TRANSVERSAL À VIA (Sin.: E - Quiebra-muela F - Ondulation Transversal I - Transversal Ondulation ÔNIBUS Veículo automotor com, no mínimo 6 (seis) rodas, de transporte coletivo, com capacidade para mais de E - Autobus (Ómnibus), Bus (Col., Nic., Pan.), Microbus (Chi.) F - Omnibus, Autobus I - Bus ÔNIBUS ARTICULADO Unidade de transporte urbano constituído de duas partes, unidas por sistema E - Bus Articulado F - Omnibus Articlé I - Articulated Bus ÔNIBUS COM REBOQUE Ônibus munido de E - Bus con Remolque F - Omnibus à Remorque I - Bus with Trailler ÔNIBUS DE ALTA CAPACIDADE Ônibus cuja capacidade é consideravelmente maior que a de um ônibus padrão e que é indicado para serviço em linhas solicitadas por grande número de passageiros. Ex.: Ônibus ?papa- E - Autobus de Alta Capacidad F - Autobus à Grande Capacité I - High Capacity Bus ÔNIBUS ELÉTRICO Veículo de transporte de E - Trole Bus, Bus Eléctrico (Pan., Ecu., Per.) F - Trolley Bus I - Trolley Coach, Trolley Bus ÔNIBUS ESCOLAR Ônibus destinado ao transporte E - Bus Escolar F - Omnibus Scolaire I - School Bus ÔNIBUS ESPECIAL Ônibus cujo uso não é público e que obedece a itinerário de interesse de uma empresa ou de E - Bus Especial F - Omnibus Spécial I - Special Bus ÔNIBUS EXECUTIVO Ônibus que, embora fazendo linha regular, oferece condições de conforto diferente das E - Ómnibus para Executivos, Bus de Lujo F - Omnibus de Première Classe I - Executive Bus ÔNIBUS EXPRESSO Ônibus que opera com número V. Ônibus.

ÔNIBUS INTERURBANO ORÇAMENTO

E - Autobus Directo F - Autobus Direct, Autobus Express I - Express Bus ÔNIBUS INTERURBANO Ônibus cujo itinerário E - Bus Expresso F - Omnibus Interurbain I - Intercity Bus ÔNIBUS LEITO Ônibus cujos bancos podem ser E - Bus con Camas F - Omnibus à Couchettes I - Dormitory Bus ÔNIBUS MISTO DE PASSAGEIROS E CARGA Ônibus que serve simultâneamente ao transporte E - Bus Mixto F - Omnibus Mixte I - Cargo-Passenger Bus ÔNIBUS PARA INTEGRAÇÃO Ônibus que opera E - Autobus para Integración F - Ligne de Rabattement, Autobus pour Intégration I - Feeder Bus ÔNIBUS URBANO Ônibus cujo itinerário não excede a área urbana e cujo desenho facilita a entrada e saída de E - Bus Urbano F - Omnibus Urbain I - Urban Bus, City Bus OPERAÇÃO (REDE DE TRANSPORTES) Desenvolvimento do transporte em termos da rede de E - Operación (Red de Carreteras) F - Exploitation (Réseau de Transp) I - Operations (Transp Network) OPERAÇÃO DE DRAGAGEM Operação para limpar ou desobstruir o fundo de um rio, lago, canal com draga, com vistas à construção de fundações, de diques, de E - Operaciones de Dragado F - Draguer I - Dredging Operation OPERAÇÃO DE MANUTENÇÃO Operação que visa a manutenção de uma via ou de um equipamento, por E - Operación de Manutención F - Opération de Manutention I - Maintenance Operation OPERAÇÃO DE MELHORAMENTO Operação E - Operación de Mejoramiento F - Opération d'Amélioration I - Improvement Operation, Operation for Improvement OPERAÇÃO DE PROTENSÃO Aplicação de força de tração no cabo de protensão, sob condições previamente E - Operación de Preesforzamiento F - Opération de Pré-Contraint I - Prestressing OPERAÇÃO DE REPARO Operação que visa a eliminação de um defeito ou redução do efeito de um E - Operación de Reparación F - Opération de Réparer I - Repair Operation OPERAÇÃO DE RESTAURAÇÃO Operação que visa a restauração de uma rodovia, ou uma ponte, por E - Operación de Restauración F - Opération de Restauration I - Restoration Operation, Operation for Restoration OPERAÇÃO DE TRÁFEGO Operação E - Operación de Trafico F - Opération de Trafic I - Traffic Operation OPERAÇÃO DE TRANSPORTE Operação que E - Operación de Transporte F - Opération de Transport I - Transport Operation OPERAÇÃO DE VIA URBANA Característica classificatória de via, que consiste no conjunto de condições estabelecidas para a utilização de dada via (tipo de controle de acesso: total, parcial ou mínimo; sentido de tráfego: único, duplo, reversível; tipo de utilização: restrição de uso, coexistência com via especial, integrante de corredor E - Operación de Vía Urbana F - Opération de Voie Urbaine I - Operation of an Urban Way OPERAÇÕES (REDE DE TRANSPORTES) Conjunto de atividades ocorrendo em uma rede de E - Operaciones (Red de Tranp.) F - Exploitation (Réseau Transp.) I - Operations (Transp. Network) OPERAÇÕES INTERMODAIS Operações que envolvem mais de uma modalidade de transporte. V. Pigg- Back, V. Kangourou, V. Flexivan, V. Autotrem, V. Roll-on E - Operaciones Intermodales F - Opérations de Transport Combiné I - Intermodal Operations OPERADOR DE TRANSPORTE INTERMODAL Agente que se responsabiliza pela coordenação de carga, transportada segundo mais de uma E - Operador de Transporte Intermodal F - Opérateur de Transport Intermodal I - Intermodal Transport Operator OPERADOR DE TRANSPORTE MULTIMODAL V. Operador de Transporte E - Operador de Transporte Multimodal F - Operateur de Transport Multimodal I - Multimodal Transport Operator OPERADOR POLIVALENTE (OPP) Operador (indispensável no sistema KANBAN) que, em conseqüência ao arranjo físico (Layout) do equipamento e de treinamento, pode desempenhar múltiplas funções, otimizando a E - Obrero Polivalente F - Opérateur Polyvalide I - Polyvalent Operator ORÇAMENTO 1) Previsão do custo da obra feita com base nos elementos do projeto. 2) Cálculo da receita e da despesa de uma organização, Estado, ou qualquer atividade, para um determinado período. 3) Plano proposto por uma

ORDEM DE SERVIÇO ÓRGÃO NORMATIVO DO SUBSISTEMA MNQ DO DNER (CA)

organização, para um dado período refletindo recursos antecipados e seus gastos estimados na base dos objetivos estabelecidos. 4) Avaliação do custo dos serviços, E - Presupuesto F - Budget Devis I - Budget ORDEM DE SERVIÇO 1) Documento expedido pela fiscalização que contém as determinações decorrentes da assinatura do contrato, para o bom andamento do serviço. 2) Plano detalhado das operações a serem realizadas pelo E - Descripción de Servicio F - Description de Service I - Duty Sheet, Notice to Proceed ORGANISMO CREDENCIADOR DE LABORATÓRIOS Organismo que gerencia um sistema de credenciamento de laboratórios de ensaio e E - Organismo de Accreditación de Laboratorios F - Organisme d'Accréditation de Laboratoires I - Laboratory Accreditation Body ORGANISMO DE ATIVIDADES NORMATIVAS Organismo que tem atividades E - Organismo de Actividades Normativas F - Organismo d'Activités Normatives I - Standardization Body ORGANISMO DE AVALIAÇÃO Organismo que, para fins de registro de empresa em função de seu sistema de qualidade, procede à avaliação do mesmo, segundo E - Organismo de Avaluación F - Organisme d'Évaluation I - Assessment Body ORGANISMO DE CERTIFICAÇÃO 1) Orgão independente, com a necessária competência e idoneidade para gerir um sistema de certificação e no qual estão representadas todas as partes interessadas na implantação do setor. 2) Organismo que procede à certificação da conformidade. 3) Organismo que concede a certificação de conformidade, podendo exercer suas próprias atividades de ensaio e inspeção, ou supervisionar os trabalhos efetuados em seu nome, por outros organismos. Obs: Um organismo de certificação pode conduzir suas próprias atividades de ensaio e controle ou supervisão dos trabalhos efetuados em E - Organismo de CertifIcación F - Organisme de Certification I - Certfication Body ORGANISMO DE CREDENCIAMENTO Organismo que dirige e administra um sistema de credenciamento de laboratórios e concede o credenciamento. Pode delegar uma parte ou a totalidade da avaliação de um laboratório de ensaios a outro organismo competente. Esta pode ser uma solução prática para o credenciamento de um laboratório de ensaios, e é essencial que esta avaliação seja equivalente à do organismo de credenciamento que assume a plena capabilidade de tal E - Organismo de Credenciamento F - Organisme d'Accreditation I - Accreditation Body ORGANISMO DE INSPEÇÃO Organismo que presta serviços de inspeção, por conta de um Organismo de E - Organismo de Inspección F - Organisme d'Inspection I - Inspection Body ORGANISMO DE NORMALIZAÇÃO SETORIAL - ONS Organismo público, privado ou misto, sem fins lucrativos, que entre outras, tem atividades reconhecidas no campo da normalização em um dado domínio setorial e que tenha sido credenciado pela ABNT, segundo critérios aprovados pelo CONMETRO (Resolução E - Organismo de Normalización por Sector F - Organisme de Normalisation par Secteur I - Sector's Standardization Body ORGANISMO DE TRANSPORTE Entidade ou instituição que lida com transporte. Ex.: Transportador, E - Organismo de Transporte F - Organisation de Transport I - Transport Organization ORGANISMO NACIONAL DE NORMALIZAÇÃO - ONN Organismo de normalização reconhecido a nivel nacional, que se acha habilitado como membro nacional de organizações E - Organismo Nacional de Normalización F - Organisme National de Normalisation I - National Standard Body ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DE NORMALIZAÇÃO - ISO Entidade internacional de normalização com sede na Suiça, integrada por Entidades Nacionais de Normalização (ABNT, BSI, AFNOR, etc), que E - Organización Internacional de Normalización F - Organisation International de Normalisation I - International Organization for Standardization ORGANIZAÇÃO REGIONAL DE ATIVIDADES NORMATIVAS Organização que tem atividades normativas abertas a todo organismo que é representante de cada país no interior de uma única zona E - Organización Regional de Atividades Normativas F - Organisme Regional d'Activités Normatives I - Regional Standardization Organization ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS Entidades internacionais ou não, instituídas por grupos de caráter privado interessados E - Organizaciones No-Gubernamentales F - Organisations Non-Gouvernementalles I - Non-Governmental Organizations ÓRGÃO CENTRAL DO SUBSISTEMA MNQ DO DNER Instituto de Pesquisas Rodoviárias, atual DrDTc (IPR), que exerce a coordenação e controle da E - Órgano Central del Subsistema MNQ del DNER F - Organe Central du Système MNQ du DNER I - Central Body of the Subsystem MNQ of the DNER ÓRGÃO NORMATIVO DO SUBSISTEMA MNQ DO DNER (CA) Conselho Administrativo do E - Órgano Superior del Sistema MNQ del DNER F - Organe Supérieur du Système MNQ du DNER I - Normative Body of the DNER's Subsystem MNQ

ORIGEM OVERHEAD

ORIGEM 1) Ponto inicial da diretriz de uma via ou de um trecho de via. 2) Ponto inicial de uma viagem. 3) Local E - Origen F - Origine, Source I - Origin, Starting Point ORIGEM E DESTINO 1) Ponto inicial e final de um transporte. 2) Pesquisa de tráfego que envolve a E - Origen y Destino F - Origine et Destin I - Origin and Destination E - Zone Intermediaria F - Zone Intermediaire I - Intermediate Zone OUTPUT Literalmente saída, em administração é usado para identificar a informação que resulta de um sistema computacional através do processamento de dados. Em uma empresa industrial, representa os resultados operacionais que refletem a quantidade e qualidade dos produtos e os E - Output F - Production I - Output OVERHEAD Componente do preço que responde pelo E - Gastos Generales F - Coût Fixe I - Overhead, Overhead Cost, Fixed Cost

PÁ PAINEL (SEM DEBATES)

P PÁ Ferramenta consistindo de uma lâmina recurvada, em geral de aço, fixada na extremidade de um cabo, em geral de madeira, usada para cavar e retirar material sólido de seu lugar original ou removê-lo de um lugar para outro pouco E - Pala F - Pelle I - Shovel PÁ CARREGADORA/PÁ CARREGADEIRA Máquina semelhante a um trator, provida de um dispositivo móvel constituído por uma caçamba, em geral munida de dentes, empregada para carregar terras e pedras. (Sin.: Pá E - Excavadora Frontal F - Pelle Mécanique I - Front-end Loader E - Excavadora de Arraste F - Dragline I - Dragline PÁ DE CORTE Pá cuja lâmina, geralmente pesada e chata, permite a introdução em certos solos mediante pressão, seguida de remoção de certa quantidade do E - Pala F - Pelle I - Spade E - Excavadora Frontal F - Pelle Mécanique I - Shovel PADCT - PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO Programa do Governo do Brasil para incentivo à produção científica e tecnológica do Brasil E - PADCT F - PADCT I - PADCT PADRÃO 1) Segundo a Portaria nº155 de dezembro/1986, do INMETRO, medida materializada, instrumento de medir ou sistema de medição destinado a definir, realizar, conservar ou reproduzir uma unidade ou um ou vários valores conhecidos de uma grandeza a fim de transmití-los por comparação, a outros instrumentos de medir. Ex.: Padrão de massa de 1 kg. Ex.: Bloco padrão. 2) Termo utilizado em administração de empresas para significar um produto ou serviço em geral, determinado através da padronização, que após ter suas características definidas em especificações, serve de modelo para posterior E - Patrón F - Étalon I - Measurement Standard, Pattern PADRÃO DE QUALIDADE AMBIENTAL Condição limitante da qualidade ambiental, muitas vezes expressa em termos numéricos, usualmente estabelecida por lei e sob jurisdição específica, para a proteção da saúde e do E - Patrón de Calidad Ambiental F - Étalon de Qualité du Milieu Ambient I - Environment Quality Standard PADRÃO DE QUALIDADE DA OBRA Nível de qualidade imposto pelo projeto, no qual a obra deve ser construída sob supervisão da empresa construtora e fiscalização técnica do DNER, ou consultora contratada E - Nivel de Calidad de una Obra F - Niveau de Qualité d'Une Ouvrage I - Job Quality Standard, Job Quality Level PADRÃO DE REFERÊNCIA Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, padrão de mais alta qualidade metrológica disponível em um determinado local, em E - Patrón de Referencia F - Étalon de Référence I - Reference Standard PADRÃO VIAJANTE Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, padrão que é transportado para diferentes locais para aferição de outros padrões ou intercomparação de E - Patrón Viajante F - Étalon Voyageur I - Travelling Standard PADRONIZAÇÃO 1) Tipo de norma que se destina a restringir a variedade pelo estabelecimento de um conjunto metódico e preciso de condições a serem satisfeitos com o objetivo de uniformizar características geométricas, físicas ou outras, de elementos de construção, materiais, aparelhos, produtos industriais, desenhos e projetos. 2) Proceder a uma tipificação. Ex.: Escolher entre 4 tipos de betoneiras de 300 1itros, um tipo, com objetivo de reduzir a variedade, Tipificação. 3) Atividade de estabelecer, com relação aos problemas atuais e potenciais, provisões para uso comum e repetitivo, procurando a realização do grau ótimo dentro de um dado contexto. Obs: Em particular, esta atividade consiste de processo de formular, emitir e implementar E - Estandardización F - Reduction des Varietées I - Variety Control Standard, Type Selection PAINEL 1) Quadro onde se encontram os mostradores dos instrumentos de controle de um veículo ou de uma instalação. 2) Placa, montada em local visível da rodovia, com vistas à propaganda e informações em geral. 3) Quadro equipado com luzes, comandos e botões para controle de E - Painel F - Panneau I - Panel, Panel Board, Control Panel PAINEL (REUNIÃO) Permuta de conhecimento e idéias entre diversos (em geral, 3 a 5, com número ideal de 4), participantes dotados de conhecimentos especiais sobre um tema, de maneira informal, porém organizada, sob liderança de uma autoridade no assunto, e frente a uma audiência a ser ilustrada, sendo que esta não participa na parte final dos trabalhos, após ter havido discussão entre os E - Panel (Reunión) F - Panneau I - Panel (Meeting) PAINEL (SEM DEBATES) Permuta de conhecimentos e idéias entre diversos (em geral, 4 a 8) participantes dotados de conhecimentos especiais sobre um tema, de maneira informal, porém organizada, e frente a uma audiência a ser ilustrada, sendo que esta não participa, na oportunidade, da discussão.

PAINEL DE INSTRUMENTOS PAQUÍMETRO

E - Panel (Sin Debates) F - Panneau (Sans Discussion) I - Panel (Without Discussion) PAINEL DE INSTRUMENTOS Quadro onde se encontram os mostradores dos instrumentos de controle de E - Panel de Instrumentos F - Tableau de Bord I - Dashboard PAINEL DE MENSAGENS VARIÁVEIS Quadro fixo com dispositivos móveis que permitem a comunicação de informações diferentes, em conformidade E - Panel de Mensajes Variables F - Panneau à Messages Variables I - Variable Message Sign PAINEL DE OPOSIÇÃO Painel formado por três ou quatro especialistas na matéria a ser considerada e por três ou quatro pessoas escolhidas pela assistência, sendo que estas apresentam o problema e os especialistas tecem comentários sobre os vários aspectos do mesmo. (Sin.: E - Panel de Oposición F - Panneau d'Opposition I - Colloquy, Opposition Panel PAINEL DE SINALIZAÇÃO Painel montado sobre suportes, vertical, fixo ou móvel, por meio do qual são dados avisos oficiais, através de legendas ou símbolos, de E - Tablero de Senalización F - Panneau de Signalisation I - Signalization Panel PAINEL DE SINALIZAÇÃO PRÉVIA Sinalização vertical que, situada a razoável distância antes de uma bifurcação, ou de um entroncamento, permite a escolha adequada de faixa, com devida antecipação, tendo E - Panel de Préseleccion F - Panneau de Présélection, Indicateur de Direction Avancé (Suiça) I - Advance Direction Sign PAIOL Depósito para armazenar explosivos ou espoletas e estopins segundo certas normas, e cuja construção depende de aprovação de autoridades militares, policiais e E - Polvorín F - Soute Aux Poudres, Sainte-barbe I - Powder Magazine, Powder Room, Powder House PAISAGEM 1) Espaço físico contido no campo visual de um observador. 2) Aspectos oferecidos pelo meio em que E - Paisaje E - Paysage I - Landscape PAISAGISMO Planejamento e composição de paisagens (decorativas ou não). Ex.: Área vizinhas e E - Paisajismo F - Paysagísme I - Landscaping E - Paisajista (Especialista) F - Paysagiste I - Landscape Engineer, Landscape Architect PALAVRAS-CHAVE Palavras preferidas listadas, cujo conjunto constitui um Thesaurus, utilizadas no tratamento de recuperação de documentos, assim como para definição do perfil do usuário de um sistema de informação para fins E - Palabras Llave F - Mots-Clef I - Keywords PALESTRA Exposição oral de pessoa competente, E - Palestra F - Conférence peu Formelle, Causerie I - Speech PALETIZAÇÃO Técnica de unitização de carga que consiste na arrumação de peças, produtos, ou outros bens, sobre estrados padronizados (pallets), com formação de unidades de carga que, para fins de transporte, passam a ser E - Utilización de Estrado para Reunión de Cargas (Paletas), Paletización de Carga F - Utilisation de Plateaux de Changement pour Porter Charges Réunies I - Palletising (for Unit Load Methods) PALETAS Estrados padronizados utilizados na unitização de carga, em geral dimensionados de maneira a ocupar (sem perda de espaço) o volume interno dos conteineres. V. Unitização de Carga. Obs.: Utiliza-se E - Pallet F - Pallet I - Pallet PANE Desarranjo que resulta na irregularidade de E - Pane F - Panne I - Break-down, Breakdown, To Fail To Work PANELAS Cavidades abertas no pavimento, objeto de consideração quando da avaliação de superfície de pista de E - Cuevas F - Nid de Poule I - Chuck Holes, Potholes PANTANAL Área formada por rios, lagos e estuários, habitada por animais selvagens, especialmente vulnerável aos efeitos de drenagem, poluição hídrica ou de E - Pantanal F - Zone Aquatique I - Wetland E - Pantano F - Bourbier, Marai I - Swamp, Marsh, Bog PANTÓGRAFO Instrumento constituído por réguas em feitio de paralelograma articulado, tendo em um dos polos um ponteiro, e no outro um lápis que serve para a ampliação E - Pantógrafo F - Pantographe I - Pantograph, Pachymeter PAPA-FILA Ônibus com capacidade para 200 ou mais E - Autobus de Alta Capacidad F - Autobus à Grande Capacité I - High-capacity Bus PAQUÍMETRO Instrumento de precisão para medir espessuras, diâmetros e pequenas extensões. (Sin.: Vernier, E - Calibre de Navio F - Vernier

PAR ESTEREOSCÓPIO PASSAGEIRO

I - Pachymeter PAR ESTEREOSCÓPIO Compreende duas fotografias adjacentes de uma mesma faixa de vôo, as quais, quando observadas no estereoscópio, apresentam sensação de relevo dentro da cena que lhes é comum, sensação esta E - Par Estereoscópico F - Couple Steréoscopique I - Stereoscopic Couple PÁRA-BRISA Componente obrigatório, consistindo de vidro especial fixo, colocado na parte dianteira do veículo, que assegura ao motorista perfeita visibilidade e o protege E - Parabrisa F - Pare-brise I - Windshield PÁRA-CHOQUE Componente obrigatório de veículo de uma barra ou lâmina de aço, ou outro material resistente, fixada horizontalmente à frente e na traseira do mesmo, para E - Parachoque F - Pare-Choc I - Bumper PÁRA-CHOQUE DIANTEIRO Barras de aço fixada horizontalmente, à frente de veículo para proteger E - Parachoque Delantero F - Pare-Choc Avant I - Front Bumper PÁRA-CHOQUE TRASEIRO Barras de aço fixadas horizontalmente atrás de veículos para proteger sua E - Parachoque Trasero F - Pare-Choc Arrière I - Rear Bumper PÁRA-LAMA Parte recurvada da carroceria de um veículo, situada acima das suas rodas, para protegê-la de respingos de água, lama ou detritos, quando se achar em E - Tapabarro, Guardabarros F - Garde-Boue I - Mudguard PÁRA-SOL Dispositivo obrigatório que protege o E - Parasol F - Pare-Soleil I - Parasol PARADA 1) Resultado da imobilização de um veículo. 2) E - Parada E - Lieu d'Arrêt F - Stop PARADA DE EMERGÊNCIA Imobilização de E - Parada de Emergencia F - Arrêt d'Émergence I - Emergency Stop PARADA DE ÔNIBUS Área de via pública usada E - Parada de Autobuses, Paradero de Buses (Col.), Parada de Buses (Pan., R.D.), Estacionamiento para Autobuses (Per.,Ven.) F - Arrêt d'Omnibus I - Bus Stop PARADA PARA DESCANSO Imobilização de veículo para permitir repouso do motorista ou conforto de passageiros.

E - Parada para Descanso F - Arrêt pour Repos I - Stop for Rest PARADA PROIBIDA Local em que não é permitida a E - Parada Prohibida F - Arrêt Interdit I - No Stopping PARADA TÉCNICA Imobilização de veículo, devida E - Parada Técnica F - Arrêt Technique I - Technical Stop PARALELEPÍPEDO Pedra lavrada, madeira serrada e tratada, argila vitrificada, em forma de prisma retangular, E - Adoquín, Piedra (Pan., R.D.) F - Pavé I - Paving Stone, Stone Block, Paving Block, Paving Brick PARALELEPÍPEDO DE PEDRA Pedra em forma de prisma retangular afeiçoada, aparelhada ou não, de dimensões especificadas. V. Paralelepípedo, V. Pedra E - Adoquines de Piedra F - Parallélepipede de Pièrre, Pavé de Pièrre I - Stone Paving Block, Stone Lock PARAMENTO Superfície aparente de um muro. Ex.: E - Paramento F - Face d'un Mur I - Front Face of Wall, Front Batter, Front Battice, Face Batter, Face Battice E - Baranda, Parapeto (Méx.) F - Barrière, Parapet I - Hand-rail, Guardrail, Parapet PAREDÃO (DE ROCHA) Face exposta de grande rocha muito íngreme, isto é, escarpada, quase perpendicular E - Paredón (Roca) F - Muraille (Roche) I - Cliff PAREDES ESTRUTURAIS Estruturas laminares planas verticais apoiadas de modo contínuo em toda a sua E - Paredes Structurales F - Murs Structurelles I - Structural Walls E - Estacionamento, Parqueo (Col., Nic., Per.), Parada (Ven.) F - Stationement I - Parking PARQUÍMETRO Instrumento que mede o tempo de E - Parquímetro F - Parquimètre I - Parking Meter E - Pasador, Pasajunta (Méx.), Espiga, Dovela (Pan.) F - Goujon I - Dowel Bar PASSAGEIRO Toda pessoa transportada por veículo e E - Pasajero

PASSAGEIRO POR VEÍCULO PASSAGEM SUBTERRÂNEA PARA PEDESTRES

F - Passager, Voyageur I - Passenger, Traveller, Transitory PASSAGEIRO POR VEÍCULO Quantidade média E - Pasajeros por Vehículo F - Voyageurs par Véhicule I - Passengers per Vehicle PASSAGEIRO POR VIAGEM Média da quantidade (contagem) de passageiros que se utilizam de E - Pasajero por Viaje F - Passager par Voyage I - Passenger per Travel PASSAGEIRO-QUILÔMETRO Um passageiro E - Pasajero-kilómetro F - Voyageur-kilomètre I - Passenger-kilometer PASSAGEIRO-QUILÔMETRO POR VEÍCULO-QUILÔMETRO Índice de eficiência de E - Pasajero-kilómetro por Vehículo-kilómetro F - Voyageur-kilomètre par Véhicule-kilomètre I - Passenger-kilometer per Vehicle-kilometer PASSAGEIROS DA VIAGEM Em transporte coletivo regular, total de passageiros transportados em uma E - Pasajeros de la Viaje F - Passagers de la Voyage I - Travelling Passengers PASSAGEIROS DE PÉ Quantidade de passageiros E - Pasajeros a Pié F - Passagers à Pied I - Standees PASSAGEIROS DESEMBARCADOS E - Pasajeros Desembarcados F - Passagers Débarquées I - Desembarked Passengers PASSAGEIROS EM TRÂNSITO Passageiros desembarcados de um veículo e que seguirão viagem no E - Pasajeros en Tránsito F - Passagers en Transit I - In Transit Passengers PASSAGEIROS EMBARCADOS Passageiros que E - Pasajeros Embarcados F - Passagers Embarquées I - Embarked Passengers PASSAGEIROS TRANSPORTADOS Quantidade de passageiros transportados em dado tempo ou em dado E - Pasajeros Transportados F - Passagers Transportés I - Carried Passengers PASSAGEM 1) Ponto baixo em uma cadeia de montanhas que permite a transposição da mesma. 2) Bilhete que dá direito a um ou mais percursos. 3) Rua de ligação E - Paso de una Línea a Otra, Pasaje F - Passage, Ticket de Passage I - Passageway, Ticket PASSAGEM DE CICLISTA Cruzamento de rodovia por ciclovia.

E - Pasaje de Ciclista F - Passage de Deux Roues, Passage de Cycliste I - Cyclist Crossing PASSAGEM DE GADO Passagem subterrânea sob E - Pasaje de Ganado F - Passage de Bétail I - Cattle's Pass PASSAGEM DE NÍVEL Cruzamento, em nível, de E - Paso a Nivel F - Passage à Niveau, Croisement à Niveau I - Intersection at Grade PASSAGEM INFERIOR Obra que dá passagem a E - Paso Inferior F - Passage Inférieur I - Underpass PASSAGEM INFERIOR PARA PEDESTRES Túnel sob rodovia ou ferrovia destinada, exclusivamente, à E - Paso Inferior para Peatones F - Passage Souterrain pour Piétons I - Pedestrian Underpass PASSAGEM INTERMITENTEMENTE MOLHADO Passagem de rodovia por um rio utilizando- se de ponte esporadicamente submersa por ocasião de E - Puente-Vado F - Pont Intermittentemente Mouillé I - Intermittently Wet Bridge PASSAGEM MOLHADA Rebaixamento transversal da plataforma de estrada de terra para permitir a passagem d'água de um lado para o outro, quando for impossível E - Vado F - Passage Moillé I - Wet Passage PASSAGEM NO CANTEIRO CENTRAL Interrupção do canteiro central, para a passagem de uma E - Paso en Faja Central, Abertura de Faja Separadora (Méx., Pan.), Paso de Retorno (Nic.) F - Voie de Retour I - Median Opening (USA), Central Reserve Opening PASSAGEM PARA CANALIZAÇÕES Passagem E - Paso para Canalización F - Passage pour Canalisations I - Service Bay, Pipe Bay PASSAGEM PARA PEDESTRES Faixa transversal ao eixo de uma via para travessia de pedestres, podendo ser em nível (com regulamentação de prioridade E - Paso para Peatones, Paso Peatonal (Arg.,Cos.), Cruce de Peatones (Pan., R.D., Nic.), Cruce para Peatones (Per.) F - Passage pour Piétons I - Pedestrian Crossing, Pedestrian Crosswalk PASSAGEM SUBTERRÂNEA PARA PEDESTRES Passagem sob uma via, destinada E - Paso Inferior para Peatones

PASSAGEM SUPERIOR PAVIMENTADORA DE FORMA DESLIZANTE

PAVIMENTO PEDERNEIRA

I - Slip Form Paver PAVIMENTO Estrutura construída após a terraplenagem, destinada a resistir e distribuir ao subleito os esforços verticais oriundos dos veículos, a melhorar as condições de rolamento quanto ao conforto e segurança e a resistir aos esforços horizontais, tornando mais durável a E - Pavimento, Firme, Afirmado (Col., Nic., Per.) F - Revêtement I - Pavement, Paving PAVIMENTO BETUMINOSO Pavimento cuja E - Pavimento Asfáltico F - Chausseé en Bitume I - Asphalt Pavement, Bituminous Pavement PAVIMENTO COMPACTO DE ALCATRÃO Termo em uso para significar camada de pavimento E - Hormigón de Alquitrán F - Béton Goudronneux I - Dense Tar Surfacing PAVIMENTO DE BAIXO CUSTO 1) Pavimento em que se utiliza ao máximo os materiais e outros recursos locais, visando um custo mínimo, segundo especificações baseadas na experiência regional em detrimento de 2) Pavimento cuja especificação visa especialmente custo E - Pavimento de Bajo Custo F - Chausseé à Bas Coût de Construction I - Low Cost Pavement PAVIMENTO DE BLOCOS DE CONCRETO Pavimento cuja camada superior é constituída de blocos de E - Pavimento de Blocos de Hormigón F - Chaussée de Pavés de Béton I - Concrete Block Paving PAVIMENTO DE CONCRETO Pavimento E - Pavimento de Hormigón F - Chausseé en Béton I - Concrete Pavement PAVIMENTO DE CONCRETO ALCATROADO Revestimento de concreto betuminoso E - Concreto Asfáltico, Hormigón Asfáltico (Ecu., Pan., Per., R.D.) F - Béton Goudronneux I - Dense Tar Surfacing PAVIMENTO DE PARALELEPÍPEDOS Pavimento poliédrico constituído de paralelepípedos E - Pavimento de Adoquínes de Piedra F - Revêtement en Pavés I - Stone Paving PAVIMENTO DE PEDRA Calçamento constituído E - Empedrado, Zampeado, Pedraplén (Nic., R.D.) F - Empièrrement I - Stone (Rubble) Pavement PAVIMENTO DE TIJOLOS Pavimento cuja camada de rolamento é constituída de tijolos e material de enchimento das juntas. V. Pavimento Poliédrico.

PEDESTRE PEDREGULHO FINO

I - Flint, Firestone PEDESTRE Pessoa que se desloca ou se acha a pé em E - Peatón F - Piéton I - Pedestrian PEDOLOGIA Ciência que estuda os solos, principalmente sob o ponto de vista agrícola. (Sin.: E - Ciencia del Suelo (Agricultura) F - Pedologie (Terrain) I - Pedology, Soil Science E - Pedómetro F - Pédomètre I - Pedometer E - Piedra F - Pièrre I - Stone PEDRA AFEIÇOADA Pedra trabalhada para E - Piedra Preparada F - Pièrre Prepareé I - Trimmed Stone PEDRA AMARROADA Pedra resultante da redução E - Piedra Aplastada F - Pièrre Chiffonnée I - Reduced Stone Block E - Piedra Aplastada F - Pièrre Chiffonnée I - Reduced Stone Block PEDRA APARELHADA Pedra afeiçoada, com uma ou mais faces acabadas de modo especial. V. Pedra E - Piedra Praparada de Forma Especial F - Pièrre Preparée Spécialement I - Specially Prepared Stone PEDRA ARRUMADA Pedra colocada manualmente com cuidado e sem argamassa de rejuntamento. (Sin.: E - Piedra Aparejada F - Pièrre Disposée I - Hand-Placed Stone E - Triturado F - Concassage I - Crushed Stone, Crushed Rock PEDRA BRITADA NUMERADA Pedra britada, classificada em função dos resultados de peneiração em 0, E - Triturado Classificado F - Concassage Classifié I - Classified Crushed Stone PEDRA BRUTA Pedra não afeiçoada. V. Pedra E - Piedra en Bruto F - Pièrre Brute I - Rubble PEDRA DE RUMO Pedra que marca um ponto do E - Mojón F - Borne (Limite de Propriété) I - Boundary Stone, Landmark, Boundary Marker E - Piedra Aparejada F - Pièrre Disposée I - Hand-Placed Stone PEDRA-DE-MÃO 1) Fragmento natural de rocha, geralmente de forma arredondada, com diâmetro compreendido entre 7,6 cm e 25 cm. 2) Pedra bruta, quebrada a marrão, de dimensões tais que possa ser manuseada. (Sin.: Pedra Amarroada, Pedra Amarrotada e E - Piedra Aplastada F - Pièrre Chiffonnée I - Cobble, Chips, Chipping PEDRA-DE-MÃO ARRUMADA Pedra-de-mão cuidadosamente arrumada em seu local de destino como por exemplo, no enrocamento. V. Pedra-de-Mão e V. Pedra-de- E - Piedra Aplastada Aparejada F - Pièrre Chiffonnée Disposée I - Hand Placed Cobble PEDRA-DE-MÃO JOGADA Pedra-de-mão não arrumada, simplesmente jogada em seu local de destino E - Piedra Aplastada Lanzada F - Pièrre Chiffonnée Lancée I - Throwed Placed Cobble PEDRAS PARA ATERRO Pedras sem outra E - Piedras de Terraplén F - Pièrres pour Remblai I - Backfill E - Pedregal, Pedriza F - Lieu Pierreux I - Gravel Bed,Stony Ground PEDREGULHO 1) Fragmento natural de rocha, geralmente de forma arredondada com diâmetro 2) Agregado graúdo que pode ser utilizado em concreto sem E - Pedregullo, Arrocillo (Méx., Pan.), Arena Gruesa, Gravilla (Uru.) F - Gravillon I - Gravel PEDREGULHO BRITADO Agregado graúdo E - Pedregullo Triturado F - Gravillon Cassé I - Crushed-gravel, Sandstone PEDREGULHO BRUTO/PEDREGULHO DE CAVA Pedregulho extraído de cavas. (Sin.: Pedregulho de E - Pedregullo de Mina F - Gravillon de Mine I - Pit Gravel PEDREGULHO FINO Pedregulho de dimensão E - Pedregullo Fino F - Gravillon Fin I - Fine Gravel

PEDREGULHO GRADUADO PELOTÃO

PELOTÃO DE VEÍCULOS PERAMBEIRA

parada, preparado para mover-se na via, dispondo de espaço E - Oleada F - Vague I - Platton PELOTÃO DE VEÍCULOS Fluxo de trânsito que se caracteriza pela formação de fila de veículos (um atrás do E - Columna de Vehículos F - Peloton de Véhicules I - Bunching PENDURAIS DE SUSPENSÃO 1) Cabos inclinados protendidos, ancorados em torres, no caso de pontes estaiadas. (Sin.: Estais). 2) Elementos estruturais que E - Suspenders F - Suspente (Ouvrages d'Art) I - Suspenders E - Peñascal F - Falaise, Chaîne de Roches Escarpés I - Cliffy Area E - Peñasco F - Falaise I - Cliff PENEIRA 1) Equipamento acionado, em geral, mecanicamente, munido de chapa perfurada ou malha metálica, plana ou cilíndrica utilizado em processos industriais, obras ou laboratórios, para separar materiais granulares segundo o tamanho. 2) Equipamento constituído de malha, utilizado para separação de materiais granulares E - Tamiz-Zaranda, Harnero (Chi.), Malla (Méx.), Zaranda (Per., Ecu.), Cernidor (Pan.), Criba (Nic.) F - Tamis, Passoire I - Sieve, Screen, Riddle PENEIRA DE ENSAIO Peneira com malha definida, E - Tamiz de Ensayo, Zaranda de Ensaio (Cos.), Malla de Prueba (Méx., Per.), Malla de Ensayo (Nic), Cedazo de Ensayo, Tamiz (Pan., Ven.) F - Tamis d'Essai I - Test Sieve PENEIRA ROTATIVA Peneira em forma de cilindro, E - Criba Rotativa (Col., Gua., Méx.), Cernidor Rotatorio (Pan) F - Crible Rotatif I - Rotatory Screen PENEIRA VIBRATÓRIA Peneira submetida a E - Criba Vibradora, Cernidor, Vibrador (Pan.), Criba Plana Vibradora (Ven.) F - Crible Vibratoire I - Vibrating Screen PENEIRAMENTO/PENEIRAÇÃO Operação que consiste em classificar por tamanho, mediante peneiras, as E - Tamizado, Zarandeado (Cos., R.D.), Cribado (Méx.), Tamizado (Pan., Ven.), Cernido (Per.) F - Tamisage I - Screening/Sieving PENEIRAS INTERMEDIÁRIAS Peneiras que cumprem as exigências da norma ABNT EB-22 - NBR- 5734/89 - Peneiras para Ensaio, e que têm as seguintes E - Tamizes Intermediários F - Tamis Intermédiaires I - Intermediary Screens PENETRABILIDADE Características de uma matéria (solo, argamassa, madeira) que se expressa por maior ou menor possibilidade de, na mesma, se poder E - Penetrabilidad F - Pénétrabilité I - Penetrability PENETRAÇÃO Determinação da consistência de um material betuminoso, expressa pela profundidade que uma agulha-padrão penetra verticalmente no material,sob E - Penetración, Prueba de Penetración F - Pénetration I - Penetration PENETRAÇÃO BETUMINOSA 1) Determinação da consistência de um material betuminoso, expressa pelo comprimento, em décimos de milímetro, que uma agulha- padrão penetra verticalmente no material, em condições 2) Profundidade alcançada por fluido betuminoso em dado E - Penetración (en Asfaltos), Prueba de Penetración (Pan.) F - Pénétration Bitumineuse I - Bituminous Penetration PENETRÔMETRO 1) Aparelho utilizado para medir, por penetração, a consistência de solos ou certos materiais de construção. 2) Instrumento, usado para medir a dureza de E - Penetrómetro F - Pénétromètre I - Penetrometer PENETRÔMETRO DE CONE Penetrômetro E - Penetrómetro de Cone F - Penetromètre à Cone I - Cone Penetrometer, Soil Penetrometer E - Peña F - Roche, Roc I - Large Rock PENHASCO Rocha ou maciço terroso muito coeso, com face exposta íngreme, sobranceira, quase perpendicular (escarpada) ou até sobre pairante. V. Penha e V. Paredão de E - Peñasco F - Falaise, Ecueil I - Cliff PENTEAMENTO Arrancamento de agregado em estreitas faixas longitudinais que ocorre em revestimentos do tipo tratamento superficial; pode ser produzido por E - Peinamiento F - Peignement I - Longitudinal Ravelling (Austr.), Longitudinal Stripping E - Precipicio F - Précipice I - Precipice

PERCENTAGEM QUE PASSA PERFURATRIZ

PERCENTAGEM QUE PASSA Porcentagem de material granular que atravessa dada peneira quando da E - Percentage que Pasa F - Passant, Pourcentage Passant, Tamisat I - Passing (Sieve) PERCOLAÇÃO 1) Operação de passar um líquido através de um meio para filtrá-lo ou extrair substâncias do mesmo. 2) Movimento da água livre através de um solo, ou E - Percolación F - Percolation I - Percolation E - Itinerario F - Itineraire I - Itinerary PERCURSO MÉDIO ANUAL (PMA) (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Relação entre a quilometragem anual total percorrida e a frota utilizada em uma ou mais linhas de um mesmo modo E - Recorrido Mediano Anual F - Parcours Moyen I - Annual Mean of Travel PERDA AO FOGO (DE CIMENTO) Valor determinado conforme disposições de norma técnica, através da calcinação de cimento a 950 ± 50ºC, até peso E - Pérdida al Fuego (de Cimento) F - Perte au Feu (de Ciment) I - Loss on Heating (Cement) PERDA DE ÁGUA ESPECÍFICA Resultado correspondente à absorção de determinado volume d'água em litros, durante um determinado tempo, em minutos, quando se ensaia um determinado comprimento de rocha, em metros, sob uma determinada pressão expressa em E - Pérdida Especifica de Agua F - Perte Spécifique d'Eau I - Specific Water Loss PERDA POR FRICÇÃO Perda de substância da superfície de rolamento sob forma de partículas finas devido E - Pérdida de Substancia por Fricción F - Perte de Substance par Friction I - Substance Loss by Friction PERDAS 1) Resultado de um acidente, expresso em quantidade de pessoas mortas e/ou gravemente feridas, 2) São os custos provenientes de materiais, subconjuntos e produtos defeituosos, antes ou depois do embarque: retrabalho, reinspeção, reteste, refugo, troca/conserto na garantia; que, além de não acrescentar valor ao produto, gera despesas para a empresa. Os custos não-nobres e as E - Pérdidas F - Pertes I - Losses PERENIDADE DOS DRENOS Características de dreno que funciona em continuidade, isto é, E - Perennidad de los Drenos F - Pérennité des Drains I - Drain Perennity PERFIL Representação em escala, sobre um plano vertical, do eixo longitudinal e dos demais elementos E - Perfil Longitudinal F - Profil, Profil en Long I - Profile, Grade PERFIL DE INTERESSE Em um sistema de disseminação seletiva de informações, o perfil da pessoa a ser atendida, definido por palavras-chave que caracterizam E - Perfil de Interés F - Profil de Intérét I - Profile of Interest PERFIL DE PESQUISADOR Caracterização dos interesses de um pesquisador através de uma série de E - Perfil de Pesquisador F - Profil d'Investigateur I - Researcher Profile PERFIL DE SOLO Seção vertical do subsolo até uma profundidade requerida e que serve para o projeto de uma obra de engenharia, com indicação da natureza dos solos E - Perfil del Suelo, Perfil de Terreno (Pan.), Perfil del Terreno (Cos., Ecu.) F - Profil du Terrain I - Soil Profile PERFIL DE SONDAGEM Representação gráfica do E - Perfil de Sondaje F - Profil de Sondage I - Boring Profile, Drilling Profile, Bore Profile, Sounding Profile, Driving Profile PERFIL LONGITUDINAL Representação planificada da superfície de geratrizes verticais que contém a diretriz, na qual se marcam as suas interseções com a E - Perfil Longitudinal, Perfil Alineamiento Vertical (Nic.), Eje Longitudinal F - Profil en Long I - Longitudinal Profile E - Perfil Transversal F - Profil en Travers I - Transversal Profile PERFILÔMETRO Aparelho destinado à determinação das características geométricas de superfície da pista de E - Aparejo de Medida del Perfil F - Appareil de Mésure de Profil I - Profilometer, Profile Analyzer ?PERFORMANCE BOND? Seguro a favor de agência contratante concernente à execução de um contrato E - ?Performance Bond? F - ?Performance Bond? I - Performance Bond, Contract Performance Bond PERFURATRIZ Equipamento de acionamento pneumático, destinado a praticar perfurações em rocha ou pavimentos, mediante uma haste provida de movimento rotativo, em cujo extremo opera uma barra ou broca. (Sin.: E - Martillo Perforador Rotativo, Perforadora Rotatoria (Méx., Pan., Per.) F - Marteau Pneumatique Rotatif I - Rotary Drill

PERÍCIA PESO DO VEÍCULO

PERÍCIA 1) Apuração das causas reais ou mais prováveis que motivaram determinada ocorrência, com base em uma vistoria. V. Avaliação. 2) Conjunto de peritos, ou um só, que faz uma vistoria. 3) Vistoria ou exame de caráter E - Experto (s). Pericia, Experticia F - Expert (s), Expertise I - Expert (s), Expertise, Expert Testimony PERÍCIA ?AD PERPETUAM REI MEMORIAM? Perícia no âmbito do poder judiciário, que se realiza com o objetivo de perpetuar a memória de um E - Pericia ?Ad Perpertuam Rei Memoriam?, Experticia ?Ad Perpertuam Rei Memorian? F - Témoin ?Ad Perpertuam Rei Memoriam? I - ?Ad Perpertuam Rei Memoriam? Expert Testimony PERÍMETRO MOLHADO Parte do contorno da seção transversal do fluxo d'água que se acha em contato E - Perímetro Mojado F - Perimètre Mouillé I - Wetted Perimeter E - Perímetro Urbano F - Périmètre Urbain I - Urban Perimeter PERÍODO DE PICO Intervalo de tempo no qual se E - Período de Pico F - Period du Pic I - Peak Period PERÍODO DE PROJETO Período de tempo adotado em projeto rodoviário, durante o qual a capacidade E - Período de Proyecto F - Durée de Vie de Calcul I - Design Period, Design Life PERÍODO DE RECORRÊNCIA Período em que E - Período de Repetición F - Période de Répétition I - Recurrence Period, Repetition Period PERÍODO DE VALIDADE (NORMA) Período de tempo durante o qual dado documento normativo se acha E - Período de Vigencia F - Période de Validité I - Period of Validity (Standard) PERÍODO TÍPICO DE FLUXO (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Período durante o qual o fluxo mantém-se relativamente E - Período Típico de Flujo F - Période Tipique de Écoulement I - Typical Flow Period PERMEABILIDADE 1) Propriedade de um material de se deixar atravessar por fluido ou som. 2) Propriedade de rocha ou solo de se deixar atravessar pela água de infiltração. 3) Propriedade que apresentam os solos saturados de permitir fluxo de água através de seus E - Permeabilidad F - Perméabilité I - Permeability, Perviousness PERMEABILIDADE (MATERIAL GEOTÊXTIL) Relação entre a quantidade d'água que E - Permeabilidad F - Perméabilité I - Permeability PERT (PROGRAM EVALUATION AND REVIEW TECHNIQUE) Procedimento sistemático para planejamento e controle de projetos. V. Método do E - PERT F - PERT I - PERT, Program Evaluation and Review Technique E - Camioneta, Camion, Camión Liviano (Chi., Nic.), Panel de Reparto (Pan., Cos.) F - Camionette de Petite Capacité, Camionette I - Light Delivery Van PESO BRUTO (DE UM VEÍCULO) Tara mais a E - Carga Total, Peso Bruto F - Charge Total I - Total Load, Gross Weight PESO BRUTO MÁXIMO POR CONJUNTO DE DOIS (2) EIXOS ?TANDEM? Peso estabelecido em 15 tf pelo Regulamento Nacional de Trânsito, quando a distância entre os dois planos verticais que contém os centros das rodas for superior a 1,20 m e E - Carga Máxima para dos Ejes Tandem F - Limite de Charge pour Double Essieu (Tandem) I - Maximum Double-axle Load (Tandem) PESO BRUTO MÁXIMO POR EIXO ISOLADO Peso estabelecido pelo Regulamento do E - Carga Máxima por Eje F - Charge Maximale pour Essieu I - Maximum Axle Load PESO BRUTO TOTAL (MÁXIMO) POR VEÍCULO OU COMBINAÇÃO DE VEÍCULO Peso estabelecido pelo Regulamento do Código Nacional de E - Peso Máximo Total de Vehículo F - Poids Maximum Total de Véhicle I - Maximum Axle Load PESO DE PRUMO Parte, em geral metálica, do instrumento denominado prumo, e que é suspensa por um E - Peso de Plomada F - Poids de Plomb I - Plumb Weight PESO DO SOLO Solicitação correspondente à primeira tensão principal, com direção vertical, no interior da massa de um solo, que se compõe com a segunda E - Peso del Suelo F - Poids du Sol I - Weight of Soil PESO DO VEÍCULO Tara mais a carga de um E - Peso del Vehículo F - Poids du Véhicule I - Vehicle Weigth

PESO ESPECÍFICO PESQUISA OPERACIONAL

PESO ESPECÍFICO Relação entre o peso e o volume de um corpo, expressa geralmente em kgf/m3 ou ghf/cm3 ou E - Peso Específico F - Poids Spécifique I - Specific Weight PESO ESPECÍFICO APARENTE Relação entre o peso e o volume de um material, incluídos os poros e E - Peso Específico Aparente F - Poids Specifique Apparent I - Apparent Specific Weight PESO LINEAR O quociente entre o peso de dado E - Peso Lineal F - Poids Lineaire I - Linear Weight E - Peso por Eje F - Poids par Essieu I - Axle Weight E - Peso Propio F - Poids Propre I - Dead Load PESO PRÓPRIO DA ESTRUTURA Carga E - Peso Propio, Peso Muerto F - Poids Propre I - Dead Weight, Dead Load PESQUISA 1) Todo trabalho criativo, desenvolvido de modo sistemático, objetivando o aumento do conhecimento científico e tecnológico acumulado. 2) Diligência para achar E - Investigación, Búsqueda, Busca F - Recherche I - Research, Search PESQUISA APLICADA Pesquisa que oferece E - Investigación Aplicada F - Recherche Appliquée I - Applied Research PESQUISA CIENTÍFICA Todo trabalho criativo, desenvolvidos de modo sistemático, objetivando aumento E - Investigación Cientifica F - Recherche Scientifique I - Scientific Research PESQUISA DE OPINIÃO Auscultação de pontos de vista de grupo de interessados na solução de determinado E - Investigación de Opinión Pública F - Investigation d'Opinion Publique I - Sounding of Public Opinion E - Estudio de Origen y Destino F - Étude d'Origine et Destination I - Origin and Destination Survey PESQUISA DE TRÁFEGO V. Levantamento de E - Estudio de Trafico F - Enquête sur la Circulation I - Traffic Survey PESQUISA DE PREINVESTIMENTO Termo inadequadamente utilizado para significar avaliação de custo de estudo de pré-viabilidade. V. Estudo de Pré- E - Estudio de Preinversion F - Étude de Preinversion I - Preinvestment Survey PESQUISA DOMICILIAR (TRANSPORTE) Pesquisa feita nos estudos de tranporte, em grupo de residências, escolhidas para amostragem, para se obter informações sobre as características do domicílio e pessoas, bem como de todas as viagens que cada um dos seus E - Investigación Domiciliar F - Recherche Domiciliaire I - Home Interview Survey PESQUISA E DESENVOLVIMENTO (P & E - Investigación y Desarrolo Experimental F - Recherche et Développement I - Research and Devellopment, P & D PESQUISA FUNDAMENTAL (BÁSICA) Pesquisa que não objetiva aplicação prática pré- determinada, ou seja, sem compromissos de resolução de determinado problema de natureza social ou econômica, E - Investigación Fundamental F - Recherche Fondamentale I - Fundamental Research PESQUISA INDUSTRIAL Pesquisa aplicada à solução de problemas no âmbito da indústria. V. Pesquisa E - Investigación Industrial F - Recherche Industrielle I - Industrial Research PESQUISA MINERAL Procura de jazida e E - Investigación Mineral F - Recherche Minière I - Mineral Discovery PESQUISA OPERACIONAL 1) Aplicação do método quantitativo aos processos organizacionais e administrativos em que os fatores dominantes possam ser enumerados e quantificados, através dos símbolos usados na álgebra, para formular equações e inequações que expressam as relações entre as variáveis e os objetos, na busca de elementos para a otimização das decisões administrativas depois de se considerarem os aspectos 2) Procedimento que, utilizando método científico, um grupo interdisciplinar e construção de modelos matemáticos para representar relações funcionais de um sistema com a obtenção de dados, permite a tomada de decisões e descoberta de novos caminhos com vistas à maximização da eficácia do sistema. 3) Aplicação de princípios científicos, técnicas e ferramentas à operação de um sistema, com a finalidade de controlar o sistema através da determinação da melhor solução possível para os seus problemas, envolvendo seis fases: formulação do problema, construção de um modelo matemático para representar o sistema em estudo, derivação de uma solução a partir do modelo, teste do modelo e resolução, estabelecimento de controles sobre a solução e aplicação da solução. 4) Método científico de fornecer aos dirigentes uma base quantitativa para a tomada E - Investigación Operacional

PESQUISA TECNOLÓGICA PILAR RETANGULAR

F - Recherche Opérationelle I - Operational Research PESQUISA TECNOLÓGICA Pesquisa utilizada E - Investigación Tecnológica F - Recherche Technologique I - Technological Research PESQUISADOR Profissional de nível universitário, com grande preparo, conhecimento exato dos pontos essenciais para levar a termo a pesquisa programada, e que tenha probidade, esmero, conhecimento da literatura sobre o assunto, acesso a banco de dados e noções fundamentais de E - Investigador F - Investigateur (Que fait des Recherches) I - Researcher PESSOA EM TRÂNSITO PENDULAR 1) Pessoa que se desloca entre sua residência e o local de trabalho ou da escola e vice-versa. 2) Pessoa que viaja E - Persona en Tránsito Pendular F - Migrant, Navetteur I - Commuter PESSOAS EM PÉ Quantidade de pessoas que se E - Personas que se Transportam de Pie en un Vehículo F - Personnes de Bout I - Standees PETROGRAFIA Ramo da geologia que trata da descrição e classificação de rochas no estado em que se E - Petrografia F - Pétrographie I - Petrography PETROLOGIA Ramo da geologia que trata da origem, E - Petrologia F - Pétrologie I - Petrology PETRÓLEO Combustível líquido natural constituído quase só de hidrocarbonetos, e que se encontra preenchendo E - Petroleo F - Pétrole Brut I - Petroleum PH Valor que descreve a atividade do íon hidrogênio contido em uma solução, e que, de 0 a 7 corresponde a uma solução ácida; 7 corresponde a uma solução neutra, e entre E-PH F-PH I - P H Value PICADA 1) Atalho, em geral estreito, aberto na mata a golpes de facão. 2) Abertura na mata ou capoeira para E - Vereda (Florestal) F - Sentier, Chemin Étroit I - Footpath, Trail PICARETA Ferramenta, consistindo de uma peça de aço recurvada, tendo duas pontas opostas e agudas, fixada em E - Pico F - Pioche, Pic I - Pick-axe, Pickax PIÇARRA 1) Material semidecomposto de certas rochas decompostas, ainda agregado ou semi-agregado às mesmas, utilizado em pavimento de rodovias. (Sin.: Saprolito). 2) Cascalho grosso sedimentar. 3) Qualquer rocha sedimentar E - Pizarra F - Gravier I - Slate PICHE Substância negra, resinosa, pegajosa, obtida após E - Pez F - Brai I - Pitch PICK-UP Caminhoneta adotada de boléia e carroceria E - Camioneta F - Camionette I - Delivery Van, Pick-up PICNÔMETRO Frasco aferido, destinado à medição de E - Picnometro F - Pycnomètre I - Pycnometer PICO HORÁRIO Volume máximo de trânsito horário E - Volumen de Tránsito en la Hora-Pico F - Trafic de l'Heure de Point I - Peak-hour Traffic ?PIGG-BACK?/?PIGGY-BACK? Técnica utilizada no transporte multimodal que consiste no uso de semi-reboques rodoviários sobre plataformas ferroviárias E - Pigg-Back F - Pigg-Back I - Pigg-Back E - Pilón F - Pilon I - Pestle E - Pilar, Pila de um Puente, Pilastra (Pan.) F - Pile, Pilier I - Pillar, Column, Pier PILAR CIRCULAR Pilar cuja seção tem a forma de E - Pilar Redondo, Pilar Circular F - Pilier Circulaire I - Circular Pillar PILAR DE PONTE Elemento de sustentação da superestrutura de ponte que com outros elementos E - Pilar de Puente F - Pilier, Colonne I - Bridge Pier, Bridge Column, Pier PILAR-PAREDE Pilar de seção retangular, que tem E - Pilar Tipo Muro F - Pilier-mur I - Wall-pillar E - Pilar Poligonal F - Pilier Polygonal I - Polygonal Pillar PILAR RETANGULAR Pilar cuja seção tem forma E - Pilar Rectangular F - Pilier Rectangulaire I - Rectangular Pillar

PILHA A GRANEL PISTA ESCORREGADIA

E - Pila de Granel F - Tas de Marchandises I - Bulk Pile PINO ESTRUTURAL Conector de grande diâmetro em geral munido de porcas de segurança, utilizado em ligações de peças estruturais que devem experimentar E - Conexión Estructural F - Conexion Structural I - Structural Connector, Connector PINTURA DE CIMENTO Pintura com tinta constituída de cimento Portland ( 75%), cal hidratada (15%) e freqüentemente de cloreto de cálcio e aditivos como estearato de cálcio, por exemplo, que oferece resistência às E - Pintura de Cemento F - Peinture de Ciment I - Cement Paint PINTURA DE IMPERMEABILIZAÇÃO Aplicação de pequenas quantidades de materiais betuminosos apropriados, sem cobertura de agregado sobre E - Capa Final de Asfalto Muy Fluido F- I - Fog Seal PINTURA DE LIGAÇÃO Aplicação de um material betuminoso fluido, na superfície de uma base concluída ou de um revestimento antigo, para impermeabilizá-lo e E - Riego de Liga, Imprimación (Arg., Col., Per., Ecu.) F - Enduit d'Accrochage I - Tack Coat, Primer Coat (USA), Priming Coat (Australia) PINTURA DE PAVIMENTO Aplicação de uma E - Pintura de Pavimento F - Peinture de la Chaussée I - Pavement Painting E - Pintura Ligante F - Peinture de Liaison I - Tack Coat PINTURA PROTETORA Pintura que se aplica ou se aplicou com vistas à proteção de uma coisa. Ex.: Pintura de E - Pintura Protectora F - Peinture Protectrice I - Protective Paint, Protective Painting E - Punta de Tránsito F - Point de Trafic I - Traffic Peak PIQUETE Pequena estaca de madeira ou metálica cravada no solo ou na pista para assinalar um ponto E - Piqueta F - Piquet I - Stake, Peg PISCA-PISCA Equipamento obrigatório de veículo constituído de fontes luminosas, destinado a informar sobre E - Luces de Peligro F - Feu Clignotant I - Flashing Light PISÓLITOS LATERÍTICOS Concreção laterítica E - Pisolito Lateritico F - Pisolit Lateritique I - Lateritic Pisolits PISTA Parte de uma via pública que é aproveitada, projetada ou planejada para uso dos veículos, podendo E - Lecho de Vía F - Chaussée I - Roadway, Way PISTA COM VÁRIAS FAIXAS DE TRÂNSITO Pista larga projetada para trânsito em duas E - Calzada con Diversos Carriles F - Route a Plusieurs Voies I - Multilane Carriage Way E - Pista de Aceleración F - Piste d'Accélération I - Acceleration Lane PISTA DE DECOLAGEM OU ATERRISAGEM Pista utilizada pelas aeronaves para E - Pista de Aterrizaje F - Piste d'Envol I - Run Way PISTA DE DESACELERAÇÃO V. Faixa de E - Pista de Desaceleración F - Piste Désaccérération I - Disacceleration Road Way PISTA DE ENSAIO CIRCULAR Pista de prova de forma circular para realização de ensaios de seções experimentais de pavimentos e/ou de pneus. V. Pista de E - Pista Circular de Ensayo F - Piste Circulaire d'Essai I - Circular Test Track PISTA DE PROVA Pista destinada a experimentação E - Pista de Pruebas F - Piste d'Essai I - Test Track PISTA DE ROLAMENTO Faixas da plataforma E - Calzada, Superficie de Rolamiento (Pan., Per., R.D., Cos.), Pavimento, Superficie de Rodadura (Uru.) F - Chaussée, Piste, Surface de Roulement I - Road Surface, Paved Road Way, Carriage Way E - Pista de Servicio F - Piste de Service I - Service Road Way, Service Way PISTA DE TREINAMENTO (DIREÇÃO) Pista destinada ao treinamento de pessoas que desejam habilitar- E - Pista de Adestramiento, Pista de Adiestramiento F - Piste d'Auto École I - Training Ground (Driving) PISTA ESCORREGADIA Pista na qual, por um motivo qualquer, pode ocorrer com facilidade deslizamento E - Superficie de Rodamiento Resbaladiza F - Piste Glissante I - Slippery Road Way Surface

PISTA EXCLUSIVA PLACA INDICATIVA DE LOCALIZAÇÃO

PISTA EXCLUSIVA Pista reservada à passagem de determinados tipos de veículos. Ex.: Pista exclusiva para E - Pista Exclusiva de Rodamiento F - Site Propre, Piste Exclusif I - Exclusive Right of Way E - Pista Lateral F - Piste Laterale I - Lateral Road Way PISTA MOLHADA Pista que retem água por deficiência, momentânea ou não, de escoamento superficial E - Pista Mojada F - Piste Mouillée I - Wet Pavement, Wet Road Way PISTA PARA CAVALEIROS Caminho ou parte separada de rodovia destinada ao uso de pessoas montadas a E - Pista para Caballeros F - Piste Cavaliêre I - Bridle Pass, Bridle Trail, Bridle Road, Bridle Way E - Pista para Ciclista F - Piste Cyclable I - Cycle Track E - Curva de Dibujo, Curva de Enlace F - Pistolet I - French Curve PL/1 Linguagem de programação, de alto nível, voltada tanto para aplicações comerciais ou científicas, originais de fusão FORTRAN com o COBOL. O significado de PL/1 é Programming Language Number One (Linguagem de E - PL/1 F - PL/1 I - PL/1 PLACA Chapa ou lâmina de material resistente que contém uma informação. V. Placa de Advertência, V. Placa E - Placa Informativa, Chapa Informativa F - Plaque d'Information I - Informative Plate PLACA DE ADVERTÊNCIA Placa com mensagem informando perigo. Ex.: Placa indicando presença eventual E - Señal de Prevención F - Panneau de Danger I - Warning Sign PLACA DE ANCORAGEM/BLOCO DE ANCORAGEM Elemento estrutural, parte de um sistema de ancoragem, embutido no solo, e que mantém E - Placa de Anclaje, Bloco de Anclaje F - Massif d'Ancrage I - Deadman, Anchor Block, Anchor Plate, Anchor Log, Anchorage Block PLACA DE ENSAIO Estrutura que permite a fixação de dispositivos de ensaio de maneira que elementos estruturais possam ser submetidos a ensaios que requerem E - Placa de Ensayo F - Dalle d'Essai I - Bed Plate, Strong Floor PLACA DE EXPERIÊNCIA Placa que identifica E - Placa para Experiencia de Vehículo F - Plaque de Véhicule en Experiénce I - Test Identification Plate, Experience Identification Plate PLACA DE IDENTIFICAÇÃO (LUGAR) Placa E - Señal de Identificación F - Plaque d'Identification I - Identification Sign (Place) PLACA DE IDENTIFICAÇÃO (VEÍCULO) Placa que identifica o veículo para fins de controle de E - Placa de Identificación (Vehículo) F - Plaque d'Identification (Véhícule) I - Number Plate (Vehicle) PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DE EXERCÍCIO PROFISSIONAL Placa que se refere à Lei 5.194, de 24/12/66, e que tem por finalidade a identificação do exercício profissional de pessoas físicas e jurídicas em obras, instalações e serviços de engenharia, arquitetura e agronomia, públicos ou privados, com vistas à E - Placa de Identificación del Ejercicio Profesional F - Plaque d'Identification d'Expert Responsable I - Technician's Identification Plate E - Placa de Ligación Estructural F - Gousset, Plaque de Liaison Structurelle I - Gusset Plate PLACA DE REGULAMENTAÇÃO Placa que E - Señales de Reglamentación F - Panneau d'Obligation, Panneau de Prescription I - Mandatory Sign, Regulatory Sign PLACA DE SERVIÇOS AUXILIARES Placa E - Señales de Servicios Auxiliares F - Plaque de Services Auxiliaires I - Auxiliary Service Sign E - Placa de Señalización F - Portique de Signalisation I - Sign Gantry PLACA DIANTEIRA Uma das placas de E - Placa Delantera, Patente Delantera F - Plaque Avant I - Front Plate PLACA ESPECIAL Placa de veículo que esclarece a E - Placa Especial F - Plaque Spéciale I - Special Plate PLACA INDICATIVA DE DIREÇÃO Placa que E - Señales de Dirección F - Plaque d'Indication de Direction I - Directional Sign PLACA INDICATIVA DE LOCALIZAÇÃO Placa que informa sobre o nome da cidade mais próxima ou E - Señal de Localización F - Plaque Indicative de Localization I - Localizing Sign

PLACA OFICIAL PLANO DE REFERÊNCIA

PLACA OFICIAL Placa que identifica veículo a E - Placa de Identificación de Vehículo a Servicio Oficial F - Plaque d'Identification de Véhicule de Service Public I - Public Service Vehicle Identification Plate PLACA ORTOTRÓPICA Placa que tem propriedades elásticas consideravelmente diferentes conforme a direção que se considera (à semelhança da E - Placa Ortotrópica F - Dalle Orthotrope I - Orthotropic Plate PLACA TRASEIRA Uma das placas de identificação E - Placa Trasera F - Plaque Arrière I - Rear Plate PLACA VIBRATÓRIA Equipamento munido de E - Placa Vibratoria F - Plaque Vibrante I - Vibrating Plate PLACA VIBRATÓRIA E - Placa Vibratoria Autopropulsada F - Plaque Vibratoiré Autopropulsif I - Self-Propelled Vibro-Plate PLACA VIBRATÓRIA MANUALMENTE PROPULSIONADA Auto-explicativo. V. Placa E - Placa Vibratoria Propulsada a Mano F - Plaque Vibratoire Propulsif à la Main I - Manually Propelled Vibrating Plate 2) Dispositivos para controle de trânsito, cujos meios de comunicação estão na vertical, ao lado ou sobre a pista, transmitindo mensagens fixas, e eventualmente móveis, mediante símbolos ou legendas pré-conhecidas e legalmente instituídas, visando regulamentar, advertir ou indicar quanto ao uso das vias pelos veículos e pedestres, de forma mais segura e eficiente. V. Ilha, V. Emplacamento e V. Placa de E - Señales de Tránsito F - Panneaux de Signalisation I - Plates PLANEJAMENTO Uma das quatro fases que se pode considerar na Administração (planejamento, coordenação, execução e controle) e que consiste na elaboração com bases técnicas (especialmente no campo sócio-econômico) de planos não pormenorizados, com objetivos definidos, que, com as programações correspondentes e após devida coordenação, devem instruir a execução, permitindo E - Planeo F - Planification I - Planning PLANEJAMENTO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO Planejamento aplicado ao transporte E - Planificación del Transporte por Carretera F - Planification du Transport Routier I - Planning of Road Transport PLANIMETRIA Conjunto das operações necessárias para definir e representar graficamente a projeção ortogonal E - Planimetría F - Planimétrie I - Planimetry PLANÍMETRO Aparelho utilizado para medir E - Planimetro F - Planimètre I - Planimeter PLANO DE AÇÃO IMEDIATA Plano que se destina, em conseqüência de emergência ou necessidade, à execução a curto ou curtíssimo prazo. Ex.: Plano especial de transporte ou trânsito. Ex.: Plano para desvio de rodovia E - Plano de Acción Inmediata F - Plan d'Exécution Immediate I - Immediate Action Plan PLANO DE AMOSTRAGEM Critérios utilizados E - Plano de Mustreo F - Plan d'Échantillonnage I - Sampling Plan PLANO DE CIRCULAÇÃO (TRÂNSITO) Representação gráfica dos fluxos de trânsito em dada E - Plan de Circulación F - Plan de Circulation I - Traffic Flow Plan PLANO DE CLIVAGEM Plano segundo o qual se E - Plano de Clivaje F - Plan de Clivage I - Cleavage Plan PLANO DE CONCRETAGEM Diagrama de E - Plano de Hormigonado F - Plan de Procediment de Béton I - Concrete Placing Plan PLANO DE FOGO Projeto de desmonte no qual constam profundidades e afastamentos dos furos (da frente livre e entre si), especificação de explosivo, carga do explosivo em cada furo, carga total em todos os furos, E - Plan de Dinamitación F - Plan d'Explosions I - Blasting Plan PLANO DE NORMALIZAÇÃO 1) Listagem de todas as normas necessárias para normalizar o fluxo produtivo de uma empresa ou agência governamental com respeito a especificações, processos, operação, manutenção, controle e segurança. 2) Lista de normas que em dada organização deve ser elaborada para que seus objetivos e E - Plano de Normalización F - Plan de Normalization I - Standardization Planning PLANO DE PESQUISA Plano resultante do planejamento de pesquisas, relativo a dado período de E - Plan de Investigación F - Plan de Recherche I - Research Plan PLANO DE REFERÊNCIA Plano que serve para estabelecer a altura dos pontos da superfície de um terreno com relação a ele. Geralmente adota-se como tal, o nível E - Plano de Referencia, Plano de Comparación (Per.) F - Plan de Référence I - Datum Plan

PLANO DIRETOR PLATAFORMA DA ESTRADA

PLANO DIRETOR Plano básico de um empreendimento, compreendendo também diretrizes para o E - Plan Maestro F - Plan Basique I - Master Plan PLANO ESTRATÉGICO DE NORMALIZAÇÃO BRASILEIRA - PENB Documento aprovado pelo Comitê Nacional de Normalização, elaborado pela ABNT e ONS, em articulação com o CONMETRO, com o objetivo de atender às diretrizes do governo e às prioridades da Sociedade (Resolução nº 06 E - Plano Estratégico de Normalización Brasileña F - Plan Stratégique de Normes du Brésil I - Brazilian Strategic Normalization Plan PLANO NACIONAL DE NORMALIZAÇÃO (PNN) Documento plurianual, aprovado pelo Comitê Nacional de Normalização, elaborado pela ABNT, em articulação com os ONS e o INMETRO, que contém as diretrizes e prioridades por áreas, os temas e os títulos a serem considerados pelo Sub-Sistema Nacional de Normalização (Resolução nº 06 de 24/08/92, do E - Plano Nacional de Normalización F - Plan National de Normes I - National Standardization Plan PLANO NACIONAL DE TRANSPORTE (PNT) Resultado do planejamento do desenvolvimento E - Plan Nacional de Transporte F - Plan National de Transport I - National Transportation Plan PLANO NACIONAL DE VIAÇÃO (PNV) Resultado do planejamento do desenvolvimento global das E - Plan Nacional de Vías de Transporte F - Plan National de Voies de Transport I - National Way Plan PLANO OPERACIONAL DE TRANSPORTE Resultado do planejamento detalhado de um transporte, no E - Plan Operacional de Transporte F - Plan Opérationel de Transport I - Operational Transportation Plan PLANO RODOVIÁRIO Resultado do planejamento E - Plan de Carreteras F - Plan Routier I - Road Plan PLANO-DIRETOR (RODOVIÁRIO) Conjunto de projetos que definem e caracterizam o desenvolvimento do sistema rodoviário de uma região, com projeções para o E - Plano Director F - Plan Directeur I - Master Plan, Highway Masterplan PLANTA 1) Projeção horizontal de um levantamento topográfico, de um projeto, de anteprojeto, de um croquis, de um imóvel ou de uma benfeitoria. 2) Representação gráfica de uma parte limitada da superfície terrestre, sobre um plano horizontal local, em escalas maiores que 1:10000 para fins específicos, na qual não se considera a curvatura E - Planta F - Projection Horizontale I - Plant PLANTA CADASTRAL Planta que mostra limites de propriedades com indicação dos proprietários, podendo indicar benfeitorias e/ou uso do solo e elevações, omitindo, E - Plan de Cadastro F - Plan de Cadastre I - Cadastral Plant PLANTA DE SITUAÇÃO Planta que compreende o partido arquitetônico como um todo, em seus múltiplos aspectos. Pode conter informações específicas em função do tipo e porte do programa, assim como a finalidade a que se E - Plan de Situación F - Plan de Situation I - Situation Plant PLANTA TOPOGRÁFICA Representação gráfica pormenorizada de um terreno em escala não inferior a E - Plano Topográfico F - Carte Topographique I - Topographic Map PLANTA URBANA Carta, em escala grande, de localidade e seus arredores, com a representação detalhada dos logradouros e edifícios importantes, além de outras E - Plan Urbano F - Plan Urbain I - Urban Plant PLASTICIDADE 1) Característica que apresentam certos corpos de não retomar à sua forma inicial ao cessar a ação que neles produziu a deformação. 2) Propriedade que apresentam certos solos, quando misturados com determinadas quantidades de água, de aceitarem grandes deformações permanentes, sem sofrer ruptura, fissuramento E - Plasticidad F - Plasticité I - Plasticity PLASTICIDADE DO CONCRETO Facilidade maior ou menor que tem o concreto de se moldar sem se desintegrar, o que depende da coesão entre seus E - Plasticidad del Hormigón F - Plasticité du Béton I - Concrete Plasticity, Concrete Moldability PLASTIFICAÇÃO DE MISTURAS DE CONCRETO Operação para aumentar a plasticidade do E - Plastificación de las Mezclas de Hormigón F - Plastification des Melanges de Béton I - Plasticizing of a Concrete Mixture PLATAFORMA Parte da faixa de domínio E - Explanada F - Esplanade I - Level Place PLATAFORMA DA ESTRADA Parte da faixa de domínio que compreende pista, acostamento, canteiros centrais e dispositivos de drenagem superficiais. (Sin.: Leito E - Plataforma del Camino, Banca (Col.), Corona (Méx., Nic.), Ancho del Camino (Pan., Per., R.D.), Calzada (Cos.) F - Plateforme

PLATAFORMA DE CARGA E DESCARGA POÇO DE VISITA

POÇO FILTRANTE PONTE COM TABULEIRO INFERIOR

I - Manhole POÇO FILTRANTE Poço utilizado no rebaixamento de lençol freático, para fins de obras, constituído de ponteira cravada no solo (com ponta envolvida por tela de arame de E - Pozo Filtrante F - Puits de Filtration I - Filter Well POLÍCIA DE TRÂNSITO Entidade encarregada do E - Policía de Tránsito F - Police de Transit I - Transit Police POLÍCIA RODOVIÁRIA Serviço destinado a exercer a polícia de tráfego e de trânsito nas rodovias, o policiamento administrativo e preventivo dos delitos nelas E - Policía de Ruta F - Police Routière I - Highway Police POLICIAMENTO DE TRÂNSITO Policiamento E - Vigilancia del Tránsito F - Surveillance de la Circulation I - Traffic Policing POLIGONAÇÃO Determinação de posição e altura dos E - Poligonación F - Polygonation I - Polygonation POLIGONAL DE EXPLORAÇÃO Linha E - Poligonal de Exploración F - Ligne Poligonale d'Exploration I - Exploration Polygonal POLO DE PRODUÇÃO DE VIAGENS Auto- E - Polo de Generación de Viajes, Polo Productor de Viajes F - Centre de Production de Voyages I - Trip Production Pole, Trip Production Center, Trip Production Centre POLO GERADOR DE CARGA Região ou local em que se realizam atividades de vulto e que gerem a necessidade de transporte de cargas. Ex.: Usina Siderúrgica, E - Centro Generador de Carga F - Centre Générateur de Charge I - Cargo Generating Centre POLO GERADOR DE TRÁFEGO Área que se caracteriza por atividades que resultam na necessidade de transporte de vulto. Ex.: Volta Redonda, Ex.: CEASA, E - Centro Generador de Trafico F - Centre Générateur de Trafic I - Traffic Generation Centre PONTA DE ILHA DE TRÂNSITO Extremidade E - Ponta de Isla de Tránsito F - Tête d'Ilot, Mosoir I - Nose of Island PONTA DE TRÂNSITO Volume máximo de trânsito que ocorre em determinado momento. (Sin.: Pique de E - Punta de Tránsito F - Point de Circulation I - Traffic Peak PONTE Obra-de-arte especial destinada a permitir que E - Puente F - Pont I - Bridge PONTE AFOGADA Ponte cujo tabuleiro pode, E - Puente Submersible F - Pont Submersible I - Submersible Bridge PONTE ATIRANTADA Ponte cuja estrutura é munida de tirantes (elementos submetidos à tração). Ex.: E - Puente de Tirantes F - Pont à Haubans I - Tied Bridge PONTE BAILEY Ponte treliçada construída de painéis conectáveis, permitindo montagem rápida, desenvolvida no Reino Unido em 1942, utilizada em geral, como ponte E - Puente Bailey F - Pont Bailey I - Bailey Bridge PONTE ?BOWSTRING? Ponte cuja superestrutura E - Puente Bowstring F - Pont Bowstring I - Bowstring Bridge PONTE BRANCA Estrutura provisória requerida para construção de ponte ou viaduto de concreto armado ou E - Maderamen, Aderaje, Andamiaje F - Cimbre I - False Work, Timber Work (Provisory) E - Puente Canal, Aceduto (Ecu., Nic., Per.) F - Pont-Canal I - Canal Bridge E - Puente Cantilever F - Pont Cantilever I - Cantilever Bridge PONTE COM BALANÇOS Ponte que tem vãos em E - Puente Cantilever F - Pont Cantilever I - Cantilever Bridge PONTE COM ESTRADO MÓVEL Ponte que o estrado móvel, em virtude do gabarito de navegação, não permite a construção de uma ponte de estrado fixo. Ex.: E - Puente de Tablero Móvil F - Ponta à Tablier Mobile I - Movable Deck Bridge, Movable Bridge PONTE COM PEDÁGIO Ponte para cujo uso requer E - Puente de Peaje F - Pont à Peage I - Toll Bridge PONTE COM TABULEIRO INFERIOR Ponte na qual o tabuleiro se acha entre os elementos estruturais, E - Puente con Tablero Inferior F - Pont avec Tablier Inférieur I - Bottom Road Bridge, Through Bridge

PONTE COM TABULEIRO INTERMEDIÁRIO (MÉDIO) PONTE MÓVEL

PONTE COM TABULEIRO INTERMEDIÁRIO (MÉDIO) Ponte em arco que permite a passagem de veículos altos, por não dispor de E - Puente con Tablero Intermediario F - Pont a Tablier Inferieur Sans Entretoise Superieur I - Half Through Bridge PONTE COM VÁRIAS VIGAS Ponte cuja E - Puente con Varias Vigas F - Pont à Poutre Multiples I - Multibeam Bridge PONTE CORREDIÇA Ponte que desliza longitudinalmente sobre trilhos. V. Ponte E - Puente Corredizo F - Pont Roulant I - Rolling Bridge PONTE DE ALVENARIA Ponte construída em E - Puente de Alvenaria F - Pont en Maçonnerie I - Masonry Bridge PONTE DE CONCRETO ARMADO Ponte E - Puente de Hormigón Armado F - Pont en Béton Armé I - Reinforced Concrete Bridge PONTE DE CONCRETO PROTENDIDO Ponte construída parcialmente ou totalmente em concreto E - Puente de Hormigón Pretensado F - Pont en Béton Précontrait I - Prestressed Concrete Bridge PONTE DE MADEIRA Ponte construída total ou E - Puente de Madera F - Pont en Bois I - Wood Bridge PONTE DE VIGAS ATIRANTADAS 1) Ponte cujas vigas principais, em geral de madeira, são inferiormente atirantadas (tirantes de aço). 2) Ponte E - Puente Suspensa F - Pont à Haubans I - Stayed Bridge, Cable-stayed Bridge, Stayed-cable Bridge E - Puente Levadizo F - Pont Levis I - Lift Bridge, Host Bridge PONTE EM ARCO Ponte cuja superestrutura tem a E - Puente en Arco F - Pont en Arc I - Arch Bridge PONTE EM CURVA Ponte cuja diretriz obedece a E - Puente en Curva F - Pont en Courbe I - Curved Bridge PONTE EM QUADRO RÍGIDO Ponte em cuja E - Puente de Marco Rígido F - Pont à Cadre Rigide I - Rigid Frame Bridge PONTE EM TRELIÇA Ponte cuja superestrutura consiste de treliças.

PONTE PARA PEDESTRE PONTO DE COMBUSTÃO

PONTE PARA PEDESTRE Ponte destinada E - Puente de Peatones F - Pont pour Piéton I - Foot Bridge, Pedestrian Bridge E - Puente Colgante F - Pont Suspendu I - Suspension Bridge PONTE PÊNSIL Ponte cujo tabuleiro é sustentado por E - Puente Colgante F - Pont Suspendu I - Suspension Bridge PONTE PROVISÓRIA Ponte cujo uso se limita no tempo, por exemplo, enquanto se constrói uma ponte para E - Puente Provisório F - Pont Provisoire I - Temporary Bridge PONTE RODO-FERROVIÁRIA Ponte destinada E - Puente Ferroviario y Carretero, Puente de Ferrocarril y Carretero F - Pont de Chemin de Fer et d'Auto-route I - Railroad and Highway Bridge PONTE RODOVIÁRIA Obra destinada a permitir que uma estrada transponha rios, braços de mar, ou grandes E - Puente Carretero, Viaducto (Ecu.), Puente de Carretera (Col., Cos., Pan., R.D.) F - Pont Routier I - Highway Bridge PONTE TRANSPORTADORA Equipamento para E - Puente Transportadora F - Pont Transbordeur I - Transporter Bridge PONTEIRA Parte do equipamento utilizado no rebaixamento de lençol freático, que consiste em um tubo para cravação no solo, cuja extremidade inferior (ponta) é envolvida por tela de arame de cobre, para evitar entupimento, e que serve para conduzir a água retirada do solo e levá-la a tubo coletor, sob a ação de bomba de grande E - Contera F - Bout de Canne I - Dewatering Suction Pipe PONTILHÃO 1) Pequena ponte de comprimento inferior a uma dezena de metros. 2) Obra-de-arte de pequeno porte para transpor talvegues, no caso em que não for viável a construção de bueiro, devido a imposição do greide projetado, volume de descarga de projeto e de E - Puente Pequeño F - Pont-ruisseau I - Small Bridge PONTO (PROJETO) 1) Lugar fixo de parada de veículos. V. Ponto de Parada. 2) Configuração geométrica E - Paradero, Punto (Proyecto) F - Arrêt, Point (Projet) I - Stop, Stopping Place, Point (Design) PONTO ALTO Em uma curva vertical convexa, o ponto de tangência com a horizontal, ou seja, o de maior cota. (Cf.: Ponto Baixo).

E - Punto Alto, Punto Alto de un Acordamiento Vertical (Uru.), Cima (Arg., Gua., Pan., Per.), Ápice (Gua.,Ven.), Cresta (Méx.) F - Sommet I - Crest PONTO ALTO (PERFIL), CULMINÂNCIA Cota mais elevada do perfil longitudinal de uma estrada ou E - Punto Culminante (Carretera) F - Point Haut I - Summit PONTO BAIXO Em uma curva vertical côncava, o ponto de tangência com a horizontal, ou seja, o de menor E - Punto Bajo, Punto Bajo de un Acordamiento Vertical (Uru.), Comba (Arg.), Sima (Gua., Ven., Méx.), Columpio F - Gouffre I - Sag PONTO BISSETRIZ Ponto de interseção da curva E - Punto Bisectriz F - Point Bissecteur I - Bisector Point PONTO CRÍTICO (INCOTERM) Ponto em que se define, através do Incoterm, o momento de transferência de obrigações, ou seja, quando o exportador é considerado isento de responsabilidade legal sobre a mercadoria E - Punto Critico F - Point Critique I - Critical Point PONTO DE ACESSO Lugar autorizado para o acesso E - Punto de Acceso (Ecu., Pan.) F - Point d'Accès I - Access Point PONTO DE AMOLECIMENTO A mais baixa temperatura na qual uma esfera metálica padronizada, atravessando um anel também padronizado, perfeitamente cheio com material betuminoso, percorre uma determinada E - Punto de Reblandecimiento (Punto de Ablandamiento), Ensayo de Punto de Reblandecimiento (Pan.) F - Point de Ramollissement I - Softening Point PONTO DE ATRAÇÃO Local ou centro de produção, que atrai viagens ou gera transporte. Ex.: E - Punto de Atracción F - Point d'Attraction I - Attraction Point PONTO DE BALDEAÇÃO Passagem de passageiros ou bagagens ou mercadorias de um veículo para E - Transbordo F - Gare d'Échange (Transp. de Voyageurs) I - Interchange (Public Transport) PONTO DE COMBUSTÃO Temperatura na qual E - Punto de Combustión, Punto de Excendido, Punto de Ignición (Méx., Nic.), Prueba de Punto Combustión (Pan.) F - Point de Combustion I - Fire Point

PONTO DE CONFLITO PONTO OBRIGADO DE CONDIÇÃO

PONTO DE CONFLITO Ponto em que duas vias de trânsito se cruzam, em mesmo nível, sob qualquer ângulo e E - Punto de Conflicto, Cruce (Pan., Per., Cos., Ecu.) F - Point Conflictif I - Point of Conflict E - Punto de Pasaje F - Point de Passage I - Passage Point PONTO DE CURVA Ponto de passagem de uma E - Punto de Curva F - Point de Courbe I - Curve's Point PONTO DE EMBARQUE E DESEMBARQUE Lugar da via destinado ao E - Paradero, Apeadero (Arg.), Parada (Cos., Pan., Ecu.), Zona de Parada (Nic.), Estación de Parada (Ven.) F - Station I - Passenger Loading and Unloading Zone E - Punto de Fraass F - Point de Fraass I - Fraass Point PONTO DE FRAGILIDADE Temperatura de esfriamento, na qual uma película de ligante previamente fundida sobre uma lâmina de aço se rompe por flexão em E - Punto de Fragilidad, Ensayo de Punto de Fragilidad (Pan.) F - Point de Fragilité I - Brittle Point, Breaking Point PONTO DE FULGOR A temperatura de aquecimento mais baixa, na qual, aplicando-se uma chama de ensaio sobre a superfície de um hidrocarboneto, os vapores destes se inflamam momentâneamente. (Cf.: Ponto E - Punto de Inflamación, Punto de Encendido (Méx., Per.), Ensayo de Punto de Inflamación (Pan.) F - Point d'Inflammation I - Flash Point PONTO DE FUSÃO Temperatura em que, sob pressão constante, um corpo passa do estado sólido para o E - Punto de Fusión F - Point de Fusion I - Melting Point PONTO DE GOTA Temperatura, expressa em graus centígrados, na qual se desprende a primeira gota ao ser procedido o ensaio de asfalto, breu ou materiais E - Punto de Gota, Ensayo de Punta de Gota (Pan.) F - Point de Goutte I - Drop Point PONTO DE IGNIÇÃO Temperatura sob a qual se E - Punto de Ignición, Punto de Detonación (Gua., Per.) F - Point d'Ignition I - Ignition Point, Ignition Temperature PONTO DE INTERSEÇÃO O ponto em que se E - Punto de Intersección F - Point d'Intersection I - Intersection Point PONTO DE MUDANÇA Instante do diagrama tempo-espaço, que indica o término de um intervalo e início E - Punto de Cambio F - Moment de Commutation I - Transition Point PONTO DE PARADA Ponto definido em um documento apropriado, além do qual uma atividade não deve ser desenvolvida, sem a aprovação de uma organização ou de uma autoridade. Obs.: A aprovação para prosseguir além desse ponto é dada, usualmente de forma escrita, mas pode também ser dada através de um sistema de E - Punto de Parada F - Point d'Arrêt I - Hold Point PONTO DE PASSAGEM 1) Ponto que define início e fim de trecho no documento ?Rede Rodoviária do PNV, Divisão em Trechos?. V. Rede Rodoviária do PNV. Divisão em Trechos. 2) Ponto onde o greide e o terreno natural têm a mesma cota. 3) Ponto que deve ser compreendido pela E - Punto de Pasaje F - Point de Passage I - Passage Point, Stretch Limit Point PONTO DE PASSAGEM OBRIGATÓRIA Ponto que, dada a natureza do relevo terrestre, praticamente E - Punto de Pasaje Obligatorio F - Point de Passage Obligatoire I - Obligatory Passage Point PONTO DE REPARO Local ou trecho de rodovia ou E - Local de Bacheo, Sitio de Bacheo (Per.) F - Place de Reparation I - Patching Local, Mending Local PONTO DE SOLIDIFICAÇÃO Temperatura na qual um corpo passa do estado líquido para o estado sólido, E - Punto de Solidificación F - Point de Solidification I - Solidifying Point, Solidification Point PONTO DE TANGÊNCIA Ponto onde termina trecho de um alinhamento curvo e começa um alinhamento E - Punto de Tangencia F - Point de Tangence I - Tangent Point PONTO NEGRO Local da via pública onde ocorrem E - Punto Negro F - Point Noire I - Black Point, Black Spot PONTO OBRIGADO Ponto que, por motivos técnicos, econômicos, paisagísticos, políticos, estratégicos ou outros, é prefixado como passagem obrigatória da E - Punto Obligado F - Point Obligé I - Obliged Point PONTO OBRIGADO DE CONDIÇÃO Ponto que, por condições econômicas, políticas e estratégicas ou outras, é de passagem obrigatória da diretriz. (Cf.: Ponto E - Punto Obligado de Condición F - Point Obligé de Condition

PONTO OBRIGADO DE PASSAGEM PÓRTICO DE PÁTIO

I - Condition Obliged Point PONTO OBRIGADO DE PASSAGEM Ponto que, por condicionantes técnicas é de passagem obrigatória E - Punto Obligado de Pasaje F - Point Obligé de Passage I - Passage Obliged Point PONTO PRINCIPAL (DE FOTOGRAFIA AÉREA) É o centro geométrico da fotografia aérea, obtido pela intercessão de linhas que interligam marcas E - Punto Principal de la Fotografia Aérea F - Point Principal du Photographie Aérienne I - Principal Point of Aerophotography PONTOS DE ORIGEM E DESTINO (TRANSPORTE COLETIVO) Pontos onde se inicia ou termina o deslocamento de uma pessoa, por E - Puntos de Origen y Destino F - Points de Origine et Destinatin I - Origin and Destination Points PONTOS DE PARADA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Locais fixos ao longo do itinerário do veículo, destinados ao embarque ou desembarque de passageiros em segurança. V. Ponto de E - Puntos de Parada F - Points de Arrêt I - Stop Points E - Puntos Extrémos F - Extrêmes de Voyage I - Trip Ends PONTOS TERMINAIS (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Pontos fixos de início e fim E - Puntos Terminales F - Points Terminales I - Terminal Points PORÇÃO DA AMOSTRA (DE ENSAIO) Quantidade de material tirada de amostra divisível de E - Fracción de la Muestra (de Ensayo) F - Prise d'Essai, Portion d'Echantillon I - Test Portion PORCENTAGEM DE MATERIAL QUE PASSA Porcentagem, em peso, em relação à amostra total E - Porcentaje de Material que Pasa F - Pourcentaje de Matériaux que Passent I - Passing Material Percentage PORCENTAGEM DE MATERIAL RETIDO Porcentagem, em peso, em relação à amostra do material, E - Porcentaje de Material F - Pourcentage de Matériaux Retenus I - Retained Material Percentage PORCENTAGEM RETIDA ACUMULADA Numa determinada peneira de série normal, a soma das percentagens, em peso, em relação à amostra total, das frações do material retido nas peneiras de abertura de malha E - Porcentaje de Material Retenido Acumulado F - Pourcentage de Matériaux Retenu Accumulé I - Retained Accumulated Percentage POROSIDADE 1) Propriedade de um sólido de conter vazio (canais ou poros). 2) Relação entre o volume de vazios e o volume total de um solo, expressa em porcentagem do volume total. 3) Propriedade que apresentam os solos de conterem vazios em seu interior. 4) Relação entre o volume de vazios e volume total de um E - Porosidade F - Porosité I - Porosity POROSIDADE ABERTA Relação entre o volume dos poros impregnados d'água, isto é, em estado saturado e o volume do material. V. Porosidade e V. Porosidade E - Porosidad Abierta F - Porosité Ouverte I - Open Porosity POROSIDADE FECHADA Diferença entre a E - Porosidad Cerrada F - Porosité Fermée I - Closed Porosity POROSÍMETRO Aparelho para porometria; há porosímetros modernos para medição automática, os E - Porosímetro F - Porosimètre I - Porosimeter PORTA A PORTA (TRANSPORTE) Sistema de transporte que se caracteriza pelo fato de os bens em transporte serem carregados na origem e entregues no E - Puerta a Puerta (Transp) F - Porte à Porte (Transp) I - Door-To-Door, Door-To-Door (Transp) PORTA-BAGAGEM/PORTA-MALAS Parte do E - Porta Bagage F - Porte Bagage, Porte Malle I - Baggage Bearer, Parcel Room PÓRTICO Estrutura em que as vigas são rigidamente E - Pórtico F - Portique I - Rigid Frame, Portal PÓRTICO (DE SINALIZAÇÃO) Estrutura, em geral metálica, que se dispõe sobre a pista e que serve para fixar placas para transmitir mensagens ou sinais de E - Pórtico de Señalización F - Portique de Signalisation I - Frame for Signalization PÓRTICO (PARA CARGA) Tipo de guindaste cuja parte inferior tem forma de pórtico com vistas à passagem E - Pórtico para Cargamento F - Portique de Charge I - Charging Frame PÓRTICO DE PÁTIO Guindaste utilizado em pátio, em geral para operar com contêineres. V. Ponte E - Pórtico de Patio F - Portal de Port I - Yard Crane

PÓRTICO MARÍTIMO PRAZO DE RETIRADA DE FÔRMA

PÓRTICO MARÍTIMO Guindaste em forma de E - Grua Maritima F - Grue Maritime I - Dock Crane PÓRTICO SOBRE PNEUS Pórtico cujo E - Grue sobre Neumáticos F - Grue Portique sur Pneus I - Movable Portal Crane PÓS-TENSIONAMENTO (CONCRETO) Protensão aplicada a peças estruturais de concreto de E - Postensado F - Précontrainte par Cablé Ancré I - Post Tensioning, Post-Tensioning POSTO DE CONTAGEM Posto para contagem de E - Estación de Conteo F - Poste de Comptaje I - Counting Station POSTO DE PEDÁGIO Instalações existentes nas Praças de Pedágio, destinadas ao funcionamento dos E - Estación de Peaje F - Poste de Péage I - Toll Gate POSTO DE PESAGEM Posto que dispõe de E - Estación de Pesage F - Poste de Pesage I - Weighing Station POSTO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA Posto que E - Estación de Policía del Tránsito F - Poste de Police Routière I - Highway Police Station POSTO DE SERVIÇO Área adjacente à rodovia na qual se oferecem a seus usuários, serviços de apoio aos E - Estación de Servicios F - Aire de Service I - Service Station POSTO DE SERVIÇO E DESCANSO Área adjacente à rodovia na qual se oferecem a seus usuários, E - Estación de Servicios y Reposo F - Aire de Service et de Repôs I - Service and Rest Station, Rest Area, Service Station, Service Area POSTO DE SERVIÇOS E ABASTECIMENTO Posto que tem por finalidade E - Estación de Servicios F - Poste d'Essence, Station Service I - Service Station, Filling Station, Supplying, Petrol Pump (USA), Gas Station POSTO FISCAL Posto destinado à fiscalização da E - Punto de Fiscalización F - Poste de Fiscalisation I - Duty Station POSTO METEOROLÓGICO Posto em que se instalaram instrumentos para observação meteorológica.

PRÉ-CONSOLIDAÇÃO PRESSÃO DO SOLO

E - Plazo de Desencofrar F - Temps d'Oter de la Forme I - Time for Form Stripping PRÉ-CONSOLIDAÇÃO Consolidação executada em E - Preconsolidación F - Préconsolidation I - Preconsolidation PRÉ-FABRICAÇÃO 1) Produção em fábrica de peças ou elementos estruturais prontos para serem armados ou montados, ou para uso e sob condições controladas. Ex.: E - Prefabricación F - Préfabrication I - Prefabrication PRÉ-METRÔ Serviço de transporte de massa de superfície, que se realiza sobre extensão de linha de metrô, com equipamento mais econômico do que o utilizado no E - Pré-metro F - Pre-metro, Semi Metro I - Advanced Tram PRÉ-MISTURADO Mistura de materiais preparada E - Mezcla en Planta, Pre-Mezclado, Mezclado en Planta (Pan.) F - Mélange en Centrale I - Plant Mixing, Plant Mix (Premix) PRÉ-MISTURADO A FRIO Pré-misturado de grande utilidade para consertos ou pequenos reparos de E - Mezcla en Frío F - Enrobé à Froid I - Cold-Coated Material, Cold Mix PRÉ-MISTURADO A QUENTE Pré-misturado E - Mezcla en Caliente F - Enrobé à Chaud I - Hot Mix PRÉ-MOLDADOS Peças ou elementos estruturais de concreto previamente produzidos em molde, prontos para serem montados ou armados, ou prontos para uso. Ex.: E - Precolados, Prevociados F - Prémoulés I - Premolded Element, Precasted Element PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE EMPRESA EXECUTORA DE SERVIÇO Qualificação de empresa (prévia à abertura do envelope que contém sua proposta para execução de serviço) que compreende uma parte técnica (comparação do número de homens-mês disponível na empresa com o número de homens-mês requeridos para o serviço em questão) e uma parte financeira (comparação da capacidade financeira da empresa como custo estimado para o serviço em questão), ambas tendo como objetivo a verificação da capacidade da E - Precalificación de Empresa de Servicio F - Pré-qualification d'Entreprise de Service I - Service Offering Company Pre-evaluation PRÉ-TENSÃO Processo pelo qual se aplicam tensões E - Pre-Esforzamiento F - Pré-Contraint I - Prestressing PRECIPÍCIO Lugar escarpado, íngreme. Sin.: E - Precipicio F - Précipice I - Precipice, Chasm PRECIPITAÇÃO ATMOSFÉRICA Condensação e queda de vapor d'água atmosférica, em forma líquida ou E - Precipitación Atmosférica F - Précipitation Atmosphérique I - Atmospheric Precipitation PREDISPOSIÇÃO PARA ACIDENTES Predisposição de uma pessoa de sofrer mais acidentes que E - Predisposición a Accidentes F - Prédisposition aux Accidents I - Accident Proneness PREFERÊNCIA DE PASSAGEM Prioridade que tem um veículo em relação a outro para continuar sua E - Preferencia de Paso, Prioridade de Paso, Preferencia (Nic., Pan.), Prioridad (Pan., Per., Ven.) F - Priorité de Trafic I - Right of Way, Priority PREPARAÇÃO DE AMOSTRA Tratamento que se dá a uma amostra formada, de acordo com norma técnica, para torná-la apta a ser utilizada em certos ensaios. Ex.: E - Preparación de Muestra F - Préparation d'Échantillon I - Sample Preparation PREPARAR ARGAMASSA Converter agregados, aglomerante e água, em argamassa. (Sin.: Virar a E - Amasar el Mortero F - Gâcher le Mortier I - To Mix Mortar, Mortar Mixing PRESSÃO ADMISSÍVEL (SOBRE UMA CAMADA DE TERRENO DE FUNDAÇÃO) Pressão que, aplicada sobre uma camada de terreno de fundação, nas condições em cada caso, provoca apenas recalque que a construção pode suportar sem inconveniente e, simultaneamente, oferece um coeficiente de segurança satisfatório contra a ruptura ou o escoamento do solo. Nota: Essa definição esclarece que as pressões admissíveis dependem da sensibilidade aos recalques da construção projetada, especialmente aos recalques diferenciais específicos, os quais, de ordinário, são os que prejudicam sua estabilidade. Entende-se por recalque diferencial específico a diferença entre os recalques absolutos de dois E - Presión Admisible (Suelo) F - Pression Admissible (Sol) I - Permissible Soil Pressure PRESSÃO DO CONCRETO Pressão exercida sobre a forma pelo concreto ao ser lançado e adensado, que pode alcançar valor considerável em se tratando de paredes ou colunas altas, principalmente quando a concretagem é muito E - Presión del Hormigón F - Pression du Béton I - Pressure Produced by Concrete PRESSÃO DO SOLO Pressão exercida pelo solo E - Presión del Suelo F - Pression du Sol

PRESSÃO HIPERBÁRICA PROCESSO ?RETREAD?

I - Soil Pressure PRESSÃO HIPERBÁRICA Pressão maior que a atmosférica e que ocorre durante certos trabalhos subaquáticos que exerce, por exemplo, sobre mergulhadores, cuja influência pode exigir acompanhamento médico e uso de equipamento E - Presión Hiperbárica F - Pression Hyperbarique I - Hyperbaric Pressure PRESSÃO INTERSTICIAL Pressão exercida pela água contida nos poros de rocha ou solo. (Sin.: Pressão E - Presión Intersticial F - Pression Interstitielle I - Pore Water Pressure, Neutral Strain E - Presión Intersticial F - Pression Interstitielle I - Pore Water Pressure, Neutral Strain PREVENÇÃO DE ACIDENTES Prevenção E - Prevención de Accidentes F - Prevention des Accidents I - Accident Prevention PREVENÇÃO DE OCORRÊNCIA Atividades executadas em tempo útil, para evitar contratempos, erros, falhas, etc. Obs: A prevenção é utilizada para evitar, E - Prevención contra Anormalidad F - Prévention contre Non-conformité I - Prevention of Negative Occurence PREVENÇÃO DE RECORRÊNCIA (DE NÃO-CONFORMIDADE) Medidas executadas em tempo útil, para evitar a repetição de ocorrência de não- conformidade. Obs.: A prevenção pode exigir uma modificação do processo, do acondicionamento, da embalagem, do transporte, da armazenagem, da E - Prevención contra Repetición de Anormalidades F - Prévention contre Repetition de Non-conformités I - Prevention of Recurrence (Non-conformities) PREVISÃO DE DEMANDA Previsão de E - Previsión de Demanda F - Prévision e Demande, Prévision de Nécessité I - Demand Forecasting PREVISÃO DE TRÁFEGO V. Estimativa de E - Previsión de Tránsito, Previsión de Trafico F - Prévision du Trafic, Prévision de la Circulation I - Traffic Prevision, Traffic Prognosis PREVISÃO DE TRÁFEGO Projeção de tráfego E - Previsión de Trafico F - Prévision de Trafic I - Traffic Forecast, Traffic Forecasting PREVISÃO TECNOLÓGICA Atividade, em geral interdisciplinar, exercida por pessoas de notório saber e invulgar experiência, com vistas à previsão de desenvolvimento de novos produtos, serviços novos ou possibilidade de alteração de características de bens, ou serviços existentes, considerando os 5, 10, 15 ou mais anos E - Previsión Tecnológica F - Prevision Technologique I - Technological Forecasting PRIORIDADE DE PASSAGEM Em um cruzamento em nível, direito de primazia de passagem E - Prioridad de Pasaje F - Priorité de Passage I - Passage Priority PRIORIDADE DE TRÂNSITO V. Preferência de E - Preferencia de Paso, Prioridad de Paso, Preferencia (Nic., Pan.), Prioridad (Pan., Per., Ven.) F - Priorité de Trafic I - Right of Way, Priority PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA São o ordenamento dos atos administrativos e a atribuição das respectivas responsabilidades, estabelecidas pela Administração Pública para implementar o processo da AIA E - Procedimientos de Evaluación del Efecto sobre el Medio Ambiente F - Procedés d'Évaluation d'Effect du Milieu Ambient I - Evaluation Procedure for Environment Impact PROCESSAMENTO DE DADOS Uma das fases da automação, constituindo a preparação do computador, realizando e alimentando a implantação de um critério pré- E - Tratamiento de Datos F - Traitement de Données I - Data Processing PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÃO Desenvolvimento do trabalho dentro da metodologia prevista seguindo uma seqüência administrativa ou operacional, com objetivo de alcançar determinada meta E - Procesamiento F - Traitement I - Processing PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA É aquele encarregado de promover a articulação dos procedimentos administrativos com os métodos técnicos de execução dos estudos de impacto ambiental, de modo que os resultados dos estudos E - Processo de Evaluación del Efecto sobre el Medio Ambiente F - Procés d'Évaluation d'Effet sur le Milieu Ambient F - Environment Evaluation Process PROCESSO ?DELPHI? Processo utilizado na previsão tecnológica que consiste na obtenção, em fases sucessivas de respostas a questões versando sobre a realidade ou o futuro (tendência) de parte de peritos sem comunicação direta entre si, sob a orientação de um E - Metodo Delphi F - Methode Delphi I - Delphic Method, Delphic Study, Delphic Approach, Delphic Technique, Delphic Conferencing PROCESSO ?RETREAD? Processo que consiste na escarificação de um pavimento deteriorado ou de baixa qualidade e na mistura dos produtos resultantes da escarificação com agregados ou ligante, na recolocação e compactação do material assim obtido. Em geral, trata-se de E - Proceso Retread F - Retraitement, Rechapage I - Retreading, Retread Process

PROCTOR PROJEÇÃO DE TRÁFEGO

PROCTOR Termo inadequadamente utilizado para significar determinado ensaio de compactação. V. Ensaio(s) E - Proctor F - Proctor I - Proctor PRODUÇÃO EM LOTES PEQUENOS (PLP) Produção que caracteriza o sistema de produção KANBAN, junto com Troca Rápida de Ferramentas (TRF), Operador E - Produción en Lotes Pequeños F - Production en Petites Lots I - Small Lot Production (SLP) PRODUTO INTERNO BRUTO - PIB Valor dos bens e serviços produzidos por um país em dado período de E - Producto Interno Bruto F - Produit Interne Brut I - Gross Domestic Product PRODUTO NACIONAL BRUTO - PNB Valor dos bens e serviços finais prestados por um país num E - Producto Nacional Bruto F - Produit National Brut I - Gross National Product PROFUNDIDADE CRÍTICA Profundidade do E - Profundidad Critica F - Profondeur Critique I - Critical Depth PROFUNDIDADE HIDRÁULICA Área molhada dividida pela largura da superfície livre do fluxo d'água em E - Profundidad Hidráulica F - Profondeur Hydraulique I - Hydraulic Depth PROFUNDIDADE MÉDIA DA CAMADA SUPERIOR Segundo a Associação Internacional Permanente de Congressos de Rodovias - AIPCR, o quociente entre o volume medido de areia com que se enche um furo circular que atravessa apenas o revestimento e a E - Profundidad Mediana de la Capa Superior F - Hauteur ou Profondeur au Sable I - Texture Depth by Sand Patch Test PROGNÓSTICO DE TRÁFEGO Prognóstico E - Predicción de Trafico F - Pronostic de Trafic I - Traffic Prognostic, Traffic Prediction PROGRAMA BRASILEIRO DE NORMALIZAÇÃO - PBN Documento anual aprovado pelo Comitê Nacional de Normalização, elaborado pela ABNT, em articulação com os ONS e o INMETRO e com o objetivo de definir a relação de Normas Brasileiras a serem elaboradas (Resolução nº 06 de 24/08/92, do E - Programa Brasileño de Normalización F - Programme Brésilien de Normes I - Brazilian Standardization Program PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO Programa E - Programa de Conservación F - Programme de Conservation I - Maintenance Program PROGRAMA DE CORREDORES Programa concernente à operação de corredores de transporte vinculados a determinado terminal, com vistas à exportação E - Programa de Corredores F - Programme de Couloirs I - Corridor Program PROGRAMA DE CORREDORES (DE EXPORTAÇÃO) Programa concernente à implantação de corredores de exportação, isto é, as facilidades ordenadas para assegurar o adequado escoamento de produtos E - Programa de Corredores de Exportación F - Programme de Couloir d' Exportation I - Corridor Program (Export) PROGRAMA DE CORREDORES DE E - Programa de Corredores de Transporte F - Programme de Couloirs de Transport I - Transport Corridors Program PROGRAMA DE CORREDORES INTERNOS Programa concernente à implantação de corredores de transporte, de interesse do comércio interno de um país E - Programa de Corredores Internos F - Programme de Couloirs Internes I - Inland Corridors Program PROGRAMA DE MELHORAMENTO Programa com vistas ao melhoramento de rodovia, pavimento ou E - Programa de Mejoramiento F - Programme d'Amélioration I - Betterment Program PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO Plano de trabalho de um grupo de estudo ou entidade, incumbidos de elaborar um conjunto de normas, no qual constam as E - Programa de Normas F - Programme de Normalisation I - Standard Programme PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO SETORIAL Documento anual aprovado pela ABNT, elaborado pelos ONS, com o objetivo de definir a relação de Normas Brasileiras a serem elaboradas no seu campo de atuação (Resolução nº 06, de 24/08/92, do CONMETRO, E - Programa de Normalización Setorial F - Programme de Normes d'Un Secteur I - Sector's Standardization Program PROGRAMA DE TERRAPLENAGEM Diagrama, plano ou esquema que detalha a movimentação E - Programa de Movimiento de Tierra F - Programme de Mouvement des Terres I - Earthmoving Programme PROGRAMA DE TRANSPORTE Programa concernente globalmente a determinado serviço de E - Programa de Transporte F - Programme de Transport I - Transport Program PROJEÇÃO DE TRÁFEGO V. Prognóstico de E - Previsión de Tránsito, Previsión de Trafico F - Prévision du Trafic, Prévision de la Circulation, Priorité

PROJETISTA DE OBRA PROJETO ESTRUTURAL

de Passage I - Traffic Prevision, Traffic Prognosis PROJETISTA DE OBRA Profissional legalmente habilitado e registrado, que elabora o projeto completo necessário de obra, ao qual ou a cujo preposto é assegurado o direito de acompanhar a execução, de modo a garantir a sua realização de acordo com as condições, escpecificações 22 Lei 5.194, de 24/12/66). (Sin.: Autor do Projeto de E - Proyectista de Obra F - Projeteur d'Ouvrage I - Designer (Construction) PROJETISTA ESTRUTURAL Autor do projeto estrutural e das provisões particulares concernente a obra- E - Proyectista de Estrutura F - Projeteur Structural I - Structural Designer PROJETO 1) Conjunto de todos os elementos necessários e suficientemente completos para a execução de uma obra ou serviço, sendo apresentados de forma objetiva, precisa e detalhada. São partes integrantes: estudos técnicos e econômicos, desenhos, plantas, detalhes de execução de cada fase da obra ou serviço, especificações, cálculos, normas, projeções, memórias, cronogramas, plano de trabalho, quantidades e orçamento. 2) Tarefa bem definida, geralmente na área de pesquisa ou desenvolvimento, a fim de atender a determinado objetivo. 3) Concepção e planejamento da estrutura e definição de parâmetros concernentes a um sistema, dispositivo ou processo. 4) Desenvolvimento de um empreendimento (item ou serviço) que deve atender às exigências técnicas e de qualidade, conforme solicitação de um comprador. 5) Definição qualitativa e quantitativa dos atributos técnicos, econômicos e financeiros de uma obra de engenharia e arquitetura, com base em dados elementos; informações, estudos, discriminações técnicas, cálculos, desenhos, normas, E - Diseño, Proyecto F - Projet I - Design, Project, Lay-out PROJETO BÁSICO 1) Projeto que reúne as descrições técnicas necessárias e suficientes à contratação da execução da obra. 2) Conjunto de elementos que define a obra ou serviço, ou o complexo das obras ou serviços, objeto da licitação e que possibilite a estimação do custo final e do prazo de execução. Obs.: Segundo o Jurista Hely E - Ante Proyecto F - Devant-projet I - Draft Plan PROJETO CONCEPTUAL Conjunto de estudos em que os autores descrevem em termos gerais, a concepção de dado serviço, obra ou norma, e que, às vezes, se constitui na primeira fase da elaboração de um projeto, instruindo a V. Projeto Básico. V. Projeto Executivo. V. Projeto E - Esquema para Proyecto F - Schème pour le Projet I - Conceptual Design PROJETO CONCLUÍDO - ?AS BUILT? Definição qualitativa e quantitativa de todos os serviços executados, resultantes de projeto, com as alterações e modificações havidas durante a execução que deve ser E - Proyecto para Cadastro F - Projet Final (Cadastre) I - Final Design (Dossier), As Built PROJETO CONSTRUTIVO Projeto de instalação, definição de equipamento e dos processos necessários à execução de obra, assim como dos processos de controle tecnológico dos materiais, em obediência ao projeto estrutural e às especificações. V. Canteiro de Obra (ou de E - Proyecto Constructivo F - Projet Constructif Basique I - Constructive Design PROJETO DE DRENAGEM Projeto aplicado à E - Proyecto de Drenaje F - Projet de Drainage I - Drainage Project PROJETO DE ENGENHARIA (Sin.: Projeto E - Proyecto de Ingeniería F - Projet d'Ingéniérie I - Engineering Project PROJETO DE NORMA OU REVISÃO DE NORMA DO DNER 1) Documento preparado, a partir do texto-base, de críticas recebidas e das considerações constantes em parecer da DrDTc (IPR), relativas a esse texto, e encaminhado ao Conselho Administrativo do DNER (CA) pela Diretoria interessada para aprovação, quando passa a ser norma do DNER. 2) Documento preparado qua uma vez aprovado com ou sem modificações passa a ser norma. 3) Norma proposta, disponível, geralmente para sugestões e comentários, para posterior citação visando à aprovação final pelo Conselho E - Proyecto de Norma F - Projet de Norme I - Draft Standard PROJETO DE OBRAS-DE-ARTE CORRENTES Projeto tipo concernente a obra-de-arte E - Proyecto Tipo de Obras de Arte Corrientes F - Projet Standardisé Courant I - Standard Design of Current Structures PROJETO DE OBRAS-DE-ARTE ESPECIAIS Projeto concernente a obras-de-arte E - Proyecto Tipo de Obras de Arte Especiales F - Projet d'Ouvrages d'Art Spéciaux I - Design of Large Structures PROJETO DETALHADO Projeto que contém todas as disposições construtivas e indicações necessárias à E - Proyecto Detallado F - Projet Détaillé I - Detailed Design, Detailled Project PROJETO EM EXECUÇÃO Projeto iniciado E - Proyecto en Ejecución F - Projet en Exécution I - Unfinished Project, Project in Execution PROJETO ESTRUTURAL Projeto concernente à E - Proyecto Estrutural F - Projet Structurel I - Structural Design

PROJETO EXECUTIVO PULVERIZADORA-MISTURADORA

PROJETO EXECUTIVO Projeto que reúne os elementos necessários e suficientes à execução completa da E - Proyecto Final F - Projet Final I - Final Design E - Proyecto Final de Ingenería F - Projet Final d'Ingéniérie I - Final Engineering Project PROJETO GEOMÉTRICO Projeto que define E - Proyecto Geométrico F - Projet Géométreique I - Geometrical Design PROJETO RODOVIÁRIO Projeto concernente à E - Proyecto de Carretera F - Projet de Route I - Highway Design PROMONTÓRIO Ponta de terra que avança para o E - Promontorio F - Promontoire I - Promontory, Head, Headland, Mull, Naze, Cape PROPRIETÁRIO LINDEIRO Pessoa ou organização que tem o domínio útil de propriedade que faz E - Propietario Contiguo F - Riverain I - Frontager, Frontage Resident PROSPECÇÃO Reconhecimento do solo para fins de E - Prospección F - Prospection I - Site Investigation, Construction Site Investigation PROSPECÇÃO DE JAZIDA Conjunto de operações destinadas a localizar e determinar a natureza, a E - Prospección de Jacimiento F - Prospection de Mines, Recherche de Mines I - Prospecting PROSPECÇÃO GEOTÉCNICA Método ou técnica aplicada para conhecer as propriedades dos solos, com E - Prospección Geotécnica F - Prospection Geotecnique I - Geotechnical Prospection PROTEÇÃO CONTRA OFUSCAMENTO Dispositivo colocado em uma estrada, entre duas direções de trânsito, para proteger os usuários contra o ofuscamento causado pela luz dos faróis dos veículos que circulam em E - Pantalla contra Encandilamiento, Antideslumbrador (Arg., Per), Pantalla Antideslumbrante (Méx., Pan.) F - Écran Anti Éblouissant I - Glare Screen PROTEÇÃO CONTRA AVALANCHAS Estrutura para reduzir o impacto de avalanchas, ou desviá- E - Protección contra Aludes F - Paravalanche I - Protection Against Avalanches PROTEÇÃO DE PILAR CONTRA COLISÃO DE VEÍCULO Barreira de resistência e forma adequadas, construída ao redor de pilares de obras-de-arte E - Protección de Columna contra Colisión F - Protection de Pilier contre Collision I - Pilar Protection against Collision PROTEÇÃO DE TALUDE Medidas físicas e biológicas aplicadas a taludes para evitar deslizamentos, E - Protección del Talud F - Protection du Talus I - Slope Protection PROTENSÃO Processo pelo qual se produzem tensões no concreto de um elemento estrutural, através de cabos de E - Preesforzamiento F - Pré-contraint I - Prestressing PROTENSÃO COM ADERÊNCIA INICIAL Protensão do concreto em que se utilizam barras ou fios e na E - Preesforzamiento con Adherencia Inicial F - Pré-contraint avec Fil Adherent I - Pretensioning PROVA DE CARGA Prova de um elemento estrutural ou de uma estrutura (ou de um sistema), para conhecimento de seu desempenho. Ex.: Prova de carga, a compressão, de estacas verticais. Ex.: Prova de carga direta sobre terreno de E - Ensaio de Carga F - Essai de Charge I - Load Test, Loading Test PROVA TANGÍVEL Informação cuja veracidade pode ser demonstrada com base em fatos obtidos por observação, medição, ensaio ou outros meios. V. Evidência E - Evidencia Objectiva F - Preuve Tangible I - Objective Evidence PULVEMISTURADORA Equipamento, provido de um sistema de paletas rotatórias múltiplas, que fraciona e mistura o solo e outros materiais na superfície sobre a qual se desloca, e que se destina à construção e reconstrução de E - Pulverizadora Mezcladora, Mezcladora (Méx.), Pulvimezcladora (Nic., Pan., Per.) F - Malaxeur-Broyeur I - Pulverizing Mixer, Pulvimixer PULVERIZAÇÃO 1) Converter em pó. 2) Cobrir de E - Pulverización F - Pulvérization I - Pulverizing E - Pulverizadora Mexcladora F - Malaxeur-Broyeur I - Pulverizing-Mixer

QML QUEROSENE

Q E - QML F - QML I - Quick Maintained Load QUADRICULADO (GEOLOGIA) Linhas imaginárias que dividem a superfície de uma área quando se utiliza disposição de furos que lembra um tabuleiro de E - Cuadriculado F - Quadrillage I - Grid QUADRO (PÓRTICO) Estrutura linear plana, com solicitações coplanares, que, não sendo constituída de barra única de eixo teoricamente retilíneo, não recai na categoria E - Construcción Reticulada, Pórtico F - Portique, Cadre (Struct), Ossature I - Frame, Framing, Skeleton, Structure QUADRO COMPARATIVO DE CUSTOS (DE TRANSPORTE) Quadro de custos de transporte correspondentes às diversas modalidades viáveis para sua realização e no qual figuram detalhadamente as parcelas de custo correspondentes a todas as suas fases, inclusive as parcelas correspondentes a embarque, manuseio, E - Cuadro Comparativo de Costos F - Tableau Comparatif de Coût I - Comparative Cost Table QUALIDADE 1) Conjunto de características de um bem ou serviço que determina o grau de sua capacidade de 2) Sistema de propriedade e características de um produto ou de um serviço que se manifesta em um dado ambiente e durante um determinado tempo. 3) Conjunto de características de uma entidade que lhe confere aptidão para E - Calidad F - Qualité I - Quality QUALIDADE AMBIENTAL É o estado do ar, do solo e dos ecossistemas, em relação aos efeitos da ação E - Calidad Ambiental F - Qualité du Milieu Ambiental I - Environmental Quality QUALIDADE DO CONCRETO Conjunto de características de um concreto, tais como trabalhabilidade, resistência à compressão, à ação de agentes agressivos, à E - Calidad del Hormigón F - Qualité du Béton I - Concrete Quality QUARTEAMENTO DE AMOSTRA Processo que se pratica com uma amostra, com vistas à redução de sua quantidade a um quarto da original ou não, sem prejuízo das características da amostra original (podendo seguir-se um E - Cuarteo (Suelos) F - Écartement I - Sample Quartering, Sample Size Reduction, Quartering QUARTZITO Rocha metamórfica constituída essencialmente por grãos de quartzo, depositados em camadas.

E - Quartzito F - Quartzite I - Quartzite QUARTZO Mineral constituído pela sílica quimicamente pura (SiO2), que entra na composição de E - Quartzo F - Quartz I - Quartz QUEBRA-MAR Barreira natural ou obra que protege E - Molo F - Brise-Lames I - Breakwater QUEBRA-MOLA Dispositivo, em geral transversal à pista, e constituído de um abaulamento na mesma, com vistas a obrigar os motoristas dos veículos a diminuirem a E - Quiebra-Muela F - Casse-Ressort I - Breakspring QUEBRA-VENTO Dispositivo ou arranjo projetado para obstruir o fluxo do vento e para proteção contra seu E - Para Vento F - Pare Vent I - Wind Barrier QUEBRADA Cada um dos aclives ou declives de um E - Quebrada F - Ravin I - Slope QUEDA-D'ÁGUA Lugar onde o curso de um rio é E - Salto de Água F - Chute d'Eau I - Waterfall QUEDA DE BARREIRA Deslocamento do material E - Derrumbe, Caida de Barrera, Deslizamento de Tierras (Per.), Corrimiento de Tierras (Ven) F - Chute de Barriere, Éboulement I - Landslide QUEDA LIVRE DE CONCRETO Altura de queda do concreto fresco, quando de seu lançamento, e que não E - Caida Libre del Hormigón F - Chute Libre du Béton I - Free Downfall of Concrete QUEIMADA Atividade predatória que consiste na derrubada de uma mata e subseqüente queima, para fins E - Quema de Matorral F - Incendie dans un Bois I - Fire in a Wood, Burning of Fields QUEROSENE Fração resultante da destilação do petróleo, com temperatura de ebulição entre 150 ºC e 3000 ºC, entre a gasolina e o óleo diesel, usado como E - Querosene F - Kérosène I - Kerosene, Kerosine

QUILOMETRAGEM QUOCIENTE DE ÁREAS DE IMOBILIZAÇÃO

QUILOMETRAGEM OCIOSA (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Extensão que os veículos percorrem da garagem ou pátio de manobras até um dos pontos pertencentes ao itinerário, ou E - Distancia Ociosa F - Distance Oisif, Distance Inoccupé I - Idle Distance QUILÔMETRO 1) Trecho de rodovia compreendido entre dois marcos quilométricos. Ex.: km 40 = trecho entre 3) Termo freqüentemente utilizado para significar quilômetro de campo. Ex.: km 54. V. Quilômetro de E - Kilómetro F - Kilomètre I - Kilometer QUILÔMETRO DE CAMPO Identificação de um ponto de rodovia e, especialmente, do ponto de início ou fim de um segmento de rodovia, para fins de restauração ou E - Kilómetro de Campo F - Kilomètre de Champagne I - Field Kilometer QUINTA RODA Dispositivo de apoio e articulação E - Quinta Rueda F - Cinquiéme Roue I - Fifth Wheel QUOCIENTE DE ÁREAS DE ESTACIONAMENTO Relação entre a área para estacionamento e a área de pavimentos habitáveis. V. Área E - Relación de Áreas de Estacionamiento F - Rapport de Zone de Stationnement I - Parking Area Related to Floor Area QUOCIENTE DE ÁREAS DE IMOBILIZAÇÃO Relação entre a área para E - Relación de Áreas de Imobilización F - Rapport de Zones d'Imobilisation I - Immobilization Areas Rate

R 1 P RAMO DE ACESSO

R R 1 P Símbolo que, nas especificações para a reambulação E - Símbolo del IBGE para Carreteras con una Pista Pavimentada F - Symbole du IBGE pour une Route avec une Piste Revêtue I - IBGE Symbol for a Paved Single Carriage Way Road R 2 P Símbolo que, nas especificações para a reambulação E - Símbolo del IBGE para Carretera con dos Pistas Pavimentadas F - Symbole du IBGE pour une Route avec Deux Pistes Revêtues I - IBGE Symbol for a Paved Dual Carriage Way Road R 3 Símbolo que, nas especificações para a reambulação do IBGE, significa rodovia não pavimentada, com tráfego E - Símbolo del IBGE para una Determinada Carretera no Pavimentada (Tráfego Permanente) F - Symbole du IBGE pour une Certaine Route Sans Chaussée (Trafic Permanent) I - IBGE Symbol for a Certain Unpaved Road (Permanent Traffic) R 4 Símbolo que, nas especificações para a reambulação do IBGE, significa rodovia não pavimentada, tráfego seguro E - Símbolo del IBGE para una Determinada Carretera no Pavimentada (Tráfego no Permanente) F - Symbole du IBGE pour une Certaine Route Sans Chaussée (Trafic non Permanent) I - IBGE Symbol for a Certain Unpaved Road (non Permanent Traffic) E - Rajadura F - Fente I - Crack RACHADURA Fenda de abertura visível à vista desarmada. Ex.: Rachadura de madeira por secagem E - Raspadura, Hendedura F - Fente I - Cracking, Split, Fissure RACHÃO 1) Abertura de coisa rachada. 2) Trecho de um rio entre paredes abruptas. 3) Acha de madeiras, por vezes E - Piedra Partida F - Fente I - Split, Crack, Canyon, Broken Stone RADAR 1) Dispositivo eletrônico que transmite ondas eletromagnéticas as quais, colidindo com um objeto sólido que se interponha em seu trajeto, são refletidas e captadas por um receptor. 2) Equipamento utilizado pela Polícia Rodoviária, baseado em um dispositivo eletrônico (denominado RADAR), para detectar excesso de velocidade E - Radar F - Radar I - Radar, Radar Set RADIAL Diz-se de coisa análoga a um raio. Ex.: Avenida E - Radial F - Radial I - Radial RADIER Laje que funciona como fundação, distribuindo E - Fundaciones por Cajones F - Radier de Fondation, Radier I - Raft Foundation RÁDIO Equipamento para transmitir ou receber sinais E - Radio F - Radio I - Radio RADIOÔNIBUS Ônibus que atende a chamado telefônico e funciona normalmente em um sistema controlado pelo rádio em serviço de transporte de porta a E - Autobus por Demanda F - Autobus à la Demande I - Dial-a-Bus, Dial-a-Ride RADIOTRÂNSITO Assistência proporcionada por emissora de rádio ao condutor de veículos tendo em vista reduzir o efeito de congestionamentos e melhorar a E - Radio Tránsito F - Radio Guidage I - Radio Guidance RAIO DE CURVATURA Em qualquer ponto de uma E - Radio de Curvatura F - Rayon de Courbure I - Radius RAIO HIDRÁULICO/ RAIO MÉDIO (HIDRÁULICO) Razão entre a área molhada e o perímetro molhado. V. Área Molhada e V. Perímetro E - Rayo Hidráulico F - Rayon Hydraulique I - Hydraulic Radius RAIO MÍNIMO O menor raio da curvatura, admitido E - Radio Mínimo F - Rayon Minimum de Courbure I - Minimum Radius of Curvature RALO Dispositivo constituído de caixa coletora e crivo, parte de um sistema de drenagem, pelo qual as águas penetram, com retenção de certos materiais. Ex.: Caixa de E - Boca de Desague F - Bouche d'Égout I - Inlet E - Ramal F - Rameau I - Branch Road RAMO (DE INTERSEÇÃO) 1) Via secundária que parte de uma rodovia. 2) Pista de intercâmbio destinada a E - Ramal F - Ramification, Rampe I - Branch Road, Ramp, Interchange Rampe E - Ramal de Acceso F - Rampe d'Accès

RAMO DE ALÇA RAZÃO AGREGADO-CIMENTO

I - Access Ramp E - Bucle Inferior F - Boucle Inferieure I - Loop, Ramp RAMO DE LIGAÇÃO Via de enlace pela qual se E - Ramal de Intercalación, Rampa de enlace (Bol.), Ramal de Enlace (Cos., Méx., Nic.), Rampa de Intercalación (Pan.), Via de Enlace (Ecu.) F - Rampe de Raccordement, Bretelle I - Interchange Ramp RAMO DE LIGAÇÃO EXTERIOR Ramal exterior de um trevo que liga rodovias que se cruzam em E - Rampa Exterior de Intercalación, Rampa Exterior de Enlace (Bol.), Ramal Exterior de Enlace (Cos., Méx., Pan.) F - Raccordement Extérieur I - Outer Interchange Ramp RAMO INTERIOR Rampa com deflexão aproximada de 270º à direita, que leva o fluxo de trânsito a girar E - Bucle Interior, Hoja de Trébol (Chi., Per.), Gaza (Méx.),Cuarto de Trébol (Pan.), Trébol (Ecu.) F - Boucle Intérieure I - Loop, Ramp E - Pendiente Longitudinal, Rasante (Col., Per.), Gradiente Longitudinal (Nic., Pan.) F - Pente I - Gradient RAMPA DE ACESSO Rampa que faz a interligação E - Rampa de Acceso, Rampa F - Rampe d'Accès, Rampe I - Access Ramp RAMPA DE LIGAÇÃO V. Ramo de Ligação E - Ramal de Intercalación F - Rampe de Raccordement I - Interchange Ramp RAMPA DE SAÍDA (INTERSEÇÃO) Rampa, parte de uma interseção, que faz a interligação entre duas vias que se cruzam em níveis diferentes, permitindo a saída E - Rampa de Salida F - Rampe de Sortie I - Exit Slip Road RAMPA MÉDIA ENTRE DOIS PONTOS Valor numérico que se obtém pela divisão da diferença de nível entre dois pontos pela distância horizontal entre os mesmos, E - Pendiente Mediana F - Pente Moyenne entre Deux Points I - Median Slope Between Two Points RAMPA PARA PASSAGEM INFERIOR Rampa , parte de uma interseção, que permite o acesso à E - Rampa para Pasaje Inferior F - Trémie, Rampe pour Passage Inferiéur I - Tunnel or Underpass Approach RANHURAR Providência para alternar a condição de superfície de um pavimento, com vistas a torná-la menos lisa e que consiste em introduzir na mesma, depressões longas, estreitas e pouco profundas, formando estrias dando, a olho nú, a impressão de riscas. V. Abertura de Ranhuras.

E - Producción de Rañuras F - Striage I - Grooving RASPAGEM Retirada da camada superior de solo, quando imprestável, para exploração em uma jazida ou para E - Raspadura F - Grattage I - Scraping RASPOTRANSPORTADORA Máquina rebocada, com dispositivo de comando a cabo ou hidráulico para E - Trailla, Escrepa, Pala de Arraste (Arg.), Rastrillo (Ven.), Pala Buey (Chi.) F - Scraper, Racleur I - Scraper, Carryall RASTREABILIDADE 1) Capacidade de se levantar o histórico de um item ou serviço dentro de limites previamente estabelecidos por meio de sua identificação e de seus registros. V. Rastreabilidade de Medições ou Ensaios. 2) Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, propriedade do resultado de uma medição, através da qual esta poderá ser relacionada a um padrão apropriado, geralmente internacional ou nacional, através de uma cadeia ininterrupta de comparações, seguindo uma hierarquia metrológica. 3) Capacidade de reproduzir a história, atualização ou localização de um produto ou de um serviço, ou itens e produtos semelhantes por meio de identificação registrada. Obs: 1 - O termo rastreabilidade pode ter alguns significados diferentes: a) No sentido da distribuição física, aplica-se a produto ou serviço; b) No sentido da calibração, relaciona os instrumentos de medida com os padrões nacionais e internacionais, com os padrões primários ou c) No sentido da coleta de dados, relaciona-se com os cálculos e dados produzidos ao longo do ciclo da qualidade dos produtos e serviços. 2 - A origem ou período coberto pela rastreabilidade devem ser especificados. 3 - A possibilidade efetiva de estabelecer o conjunto de acontecimentos ao longo do tempo e das ações, utilização ou localização de um item ou atividade e itens ou atividades semelhantes, através de informações devidamente E - Rastreabilidad F - Traçabilité I - Traceability RAVINA 1) Incisões de formas diversas, que se originam geralmente em simples sulcos no solo formadas por escoamento superficial violento (enxurrada). 2) Volume d'água que cai com grande força, de lugar elevado. (Sin.: E - Erosión de Torrente F - Ravine I - Ravine, Gully, Torrent RAVINAMENTO Fenômeno erosivo causado pela água de escoamento superficial que, ao sofrer certas concentrações, provoca erosão e incisão no manto de intemperismo ou solo sedimentar superficial do terreno, caracterizada em geral pela formação de ranhuras, devidas à E - Erosión de Torrente F - Ravinement I - Gullying, Rill-Erosion, Gully Erosion, Rilling, Rill Wash, Rillwork RAZÃO AGREGADO-CIMENTO Relação entre o peso total seco dos agregados e do cimento por unidade de volume de um concreto.

RAZÃO DE CARREGAMENTO RECALQUE DE SOLO

E - Relación Arido-Cemento F - Rapport Granulat-Ciment I - Aggregate-Cement Ratio RAZÃO DE CARREGAMENTO Relação entre o peso da rocha a ser desmontada e o peso de explosivo usado E - Razón de Carga (Explosivo) F - Densité de Chargement (Explosif) I - Specific Charge (Explosive) RAZÃO FILER-BETUME Quociente entre os pesos ou volume de fíler e de betume contidos em uma mistura E - Relación Filler-Bitume F - Rapport Filler-Bitume I - Filler-Bitume Ratio REABILITAÇÃO (USUÁRIO DA ESTRADA) Ato ou efeito de reabilitar pessoa a dirigir veículos E - Rehabilitación (Usuario de Ruta) F - Rehabilitation (Usager de la Route) I - Rehabilitation (Road User) REABILITAÇÃO DE PAVIMENTO E - Rehabilitación de Pavimento F - Réhabilitation de Chaussée I - Pavement Rehabilitation REAÇÃO DE APOIO Carga absorvida e transmitida por qualquer elemento de apoio (Pilar, Fundação). V. Apoio E - Reacción de Apoyo F - Réaction d'Appui I - Support Reaction REAMBULAÇÃO Operação topográfica realizada no campo, com a presença de fotografias aéreas, e destinada à identificação, denominação e atualização de detalhes físicos E - Servicio Complementar de Topografia F - Service Complementaire de Topographie I - Complementary Topographic Survey REAPROVEITAMENTO DE TERRA VEGETAL Retirada da terra vegetal da área da obra e reaproveitamento da mesma em serviços de revestimento E - Reaprovechamiento de Tierra Negra F - Recuperation de Terre Vegetal I - Reutilization of Vegetable Dressing REATERRO Recomposição de um aterro danificado ou E - Recomposición de Terraplén F - Recomposition du Remblai I - Embankment or Fill Recomposition E - Rebajamiento de la Napa Freática F - Rabaissement de la Nappe d'Eau I - Water Table Lowering REBAIXAMENTO DE LENÇOL D'ÁGUA/REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO Operação para eliminar transitoriamente a água subterrânea em área de construção, mediante E - Rebajamiento de la Napa Freática F - Rabaissement de la Nappe d'Eau I - Water Table Lowering REBAIXO EM ROCHA Rebaixamento da superfície de rocha, por vezes requerido para implantação do pavimento, havendo, em geral, seu preenchimento com brita E - Rebajo de Roca F - Rabaissement de Roche I - Rock Lowering REBOQUE 1) Veículo de um ou mais eixos, que se move tracionado por veículo automotor. 2) Veículo munido de guindaste, próprio para rebocar outro que se tenha E - Remolque, Trailer (Nic., Per.),Combinación en tandém (Ven.) F - Remorque I - Trailer, Towing REBOQUE BAIXO Veículo rebocável, de vários eixos e de plataforma baixa, projetado para o transporte de E - Remolque Bajo, Carretón (Arg.), Acoplado (Bol.), Plataforma (Col., Méx., Nic.), Carro de Arraste (Chi.), Plataforma o Mesa Baja (Pan.), Plataforma Remolque (Per.), Vagón (R.D.), Plataforma Baja, Batea (Ven.) F - Camion Bas I - Flatbed Trailer REBOQUE DE MOVIMENTAÇÃO Cavalo mecânico utilizado para movimentar reboques estacionados E - Remolque de Manipulación F - Remorque de Deplacement I - Handling Tractor REBRITADOR Equipamento destinado a reduzir o E - Retriturador F - Reconcasseur I - Second Crusher RECADASTRAMENTO 1) Refazimento de um E - Reorganización del Cadastro F - Réorganisation de Cadastre I - Inventory Improvement RECALIBRAÇÃO (DE INSTRUMENTO DE MEDIDA OU ENSAIO) Operação ativa a que, periodicamente (período definido nas instruções de manutenção) todo e qualquer instrumento ou equipamento deve ser submetido, após ter sido posto em serviço, para corrigir os resultados de certas leituras a que deve ser complementada por elaboração de nova tabela ou curva de E - Recalibración F - Recalibration I - Recalibration RECALQUE 1) V. Abatimento. 2) Desnivelamento de uma estrutura ou de um terrapleno, devido à deformação do E - Asentamiento, Hundimiento (Ecu., Per.), Consolidación (Nic.) F - Tassement, Enfoncement I - Settlement RECALQUE DE APOIO Deslocamento vertical de elemento estrutural que absorve e transmite principalmente E - Asentamiento de Apoyo, Hundimiento de Apoyo F - Regoulement d'Appui I - Support Settlement RECALQUE DE SOLO Desnivelamento de um E - Asentamiento del Suelo F - Tassement du Sol

RECALQUE DIFERENCIAL RECONDICIONAMENTO DE ESTRADA ENCASCALHADA

I - Soil Settlement RECALQUE DIFERENCIAL Recalque de estrutura ou pavimento não uniforme, devido, em geral, à existência de camadas de argila subjacentes moles, de E - Asentamiento Diferencial del Suelo F - Tassement Différentiel du Sol I - Differential Soil Settlement RECALQUE POR CONSOLIDAÇÃO DO SOLO E - Asentamiento del Suelo en Consolidación F - Tassement par Consolidation du Sol I - Soil Consolidation Settlement RECAPAGEM Reconstituição da banda de rodagem de E - Recauchar F - Rechapage I - Retreated Tire RECAPEAMENTO Revestimento executado sobre outro já existente, com a finalidade de restaurá-lo ou E - Mejora del Pavimento, Repavimentado (Per.), Repavimentar (Pan.), Recargo o Refuerzo del Pavimento (Ecu., Ven.), Refuerzo de Pavimento (Col., Gua., Méx.) F - Résurfaçage I - Resurfacing RECAPEAMENTO ASFÁLTICO ROLADO A QUENTE Mistura asfáltica contendo agregados graúdos, utilizada no Reino Unido, no recapeamento de pavimentos E - Repavimentación con Asfalto Rollado Caliente F - Résurfaçage Asphaltique Roullé a Chaud I - Hot Rolled Asphalt, HRA RECAUCHUTAGEM DE PNEU Recondicionamento de banda de rodagem de pneu usado, E - Recauchar, Recauchutar (Arg.), Reencauchutar (Ec.) F - Rechapage (Pneu) I - Retread Tyre RECEBIMENTO E REJEIÇÃO DE OBRA Procedimento do dono da obra, regulado pelo Art. 1.242 do Código Civil Brasileiro. Concluída a obra de acordo com o ajuste, ou o costume do lugar, o dono é obrigado a recebê- la. Poderá, porém, rejeitá-la se o empreiteiro se afastar das instruções recebidas, ou das regras técnicas pertinentes ao E - Recepción y Rechazo de Obra F - Réception et Rejet d'Ouvrage I - Job Acceptance and Job Rejection RECICLAGEM ?IN SITU? Regeneração de materiais betuminosos, no local em que se encontram, para seu reaproveitamento neste mesmo local. V. Reciclagem em E - Regeneración in Situ F - Recyclage en Place I - In Situ Recycling RECICLAGEM DE PAVIMENTO E - Reciclaje de Pavimiento Asfaltico F - Recyclage de Chaussée d'Asphalte I - Asphalt Pavement Recycling RECICLAGEM DE PAVIMENTO DE CONCRETO Operação de restauração de pavimentos de concreto com o objetivo do restabelecimento de seu E - Reciclaje de Pavimiento de Hormigón F - Recyclage de Chaussée de Béton I - Concrete Pavement Recycling RECICLAGEM EM USINA Regeneração de materiais betuminosos com vistas à sua reutilização, após E - Regeneración en una Central F - Recyclage en Centrale I - Off Site Recycling RECOBRIMENTO LATERAL É o percentual de cena comum a duas fotografias adjacentes, cada qual pertencente a faixas de vôo diferentes, porém contínuas entre si e que, normalmente, é da ordem de 30%, possibilitando, em ambas, a localização de pontos comuns, E - Recubrimiento Lateral F - Récouvrement Lateral I - Lateral Recover RECOBRIMENTO LONGITUDINAL É o percentual de cena comum a duas fotografias adjacentes de uma mesma faixa de vôo e que deve ser da ordem de 60%, a fim de que cada fotografia contenha os pontos principais E - Recubrimiento Longitudinal F - Récouvrement Longitudinal I - Longitudinal Recover RECOLHIMENTO (DE ANIMAIS) Ato ou efeito de apanhar animais na faixa de domínio, com vistas a E - Recogimiento de Animales F - Recueillement des Animaux I - Animal Gathering RECOLHIMENTO (DE MULTAS) Ato ou efeito E - Recogimiento de Multa F - Recueillement de Peine Pécuniaire I - Fine Collecting RECOMPOSIÇÃO DA SUB-BASE E BASE Escavação em pavimento de área onde tenha ocorrido um defeito, e a substituição dos materiais da sub-base e base, reconstituindo o pavimento mediante remoção da causa do E - Recomposición de Base y Subbase F - Purge (de la Chaussée), Recomposition de la Chaussée I - Replacement of Failed Area RECOMPOSIÇÃO DE PLATAFORMA Correção da superfície de plataforma deformada pelas E - Recomposición de la Explanada F - Recomposition de la Chaussée I - Level Place Correction RECOMPOSIÇÃO VEGETAL V. Recuperação E - Recomposición Vegetal F - Recomposition Vegétale I - Vegetal Recomposition RECONDICIONAMENTO DE ESTRADA ENCASCALHADA Operação que consiste no espalhamento de uma camada de cascalho sobre estrada encascalhada, com o objetivo de repor o cascalho que se E - Recondicionamiento de Ruta de Grava F - Rechargement de Chemin de Gravier I - Regravelling of Gravel Surfaced Road

RECONHECIMENTO REDE ORTOGONAL DE RODOVIAS

REDE ORTOGONAL DE VIAS RURAIS OU URBANAS REFORÇO DE CAPA SELANTE

REDE ORTOGONAL DE VIAS RURAIS OU Rede Rodoviária.V. Classificação Técnica de Vias Rurais E - Red Ortogonal F - Réseau Orthogonal I - Orthogonal Network REDE PERIMETRAL RURAL OU URBANA Rede situada no contorno de certa área ou região, rural ou urbana.V. Classificação Técnica de Vias Rurais e Urbanas E - Red Perimétrica F - Réseau Perimétrique I - Perimetric Network REDE RADIAL DE RODOVIAS Rede de rodovias que une as áreas a um centro (ponto focal) através de E - Red Radial de Carreteras F - Réseau de Routes Radiales I - Radial Highway Network REDE RADIAL DE VIAS RURAIS OU URBANAS Rede de rodovias que une áreas periféricas a um ponto central, ou ponto focal.V. Classificação Técnica de Vias Urbanas Segundo o Tipo de Rede.V. Rede E - Red Radial F - Réseau Radial I - Radial Network REDE RODOVIÁRIA Conjunto de rodovias E - Red Vial,Sistema Vial (Nic.) F - Réseau Routier, Réseau de Voirie I - Roadsystem Network, Highway System REDE RODOVIÁRIA DO PNV Conjunto de E - Red Vial del PNV F - Réseau Routière du PNV I - Highway Network of the PNV REDE RODOVIÁRIA DO PNV - DIVISÃO EM TRECHOS Documento publicado periodicamente pelo DNER, que relaciona os pontos de início e fim dos trechos rodoviários da Rede Rodoviária Federal requeridos para referência uniforme das diversas atividades E - Red Vial de PNV - Division en Trechos F - Réseau Routière du PNV - Division en Parties I - Highway Network of the PNV - Division in Stretches REDE VIÁRIA Conjunto de vias (rodoviárias, hidroviárias, ferroviárias, aeroviárias) destinadas ao E - Red de Vías F - Réseau de Transport I - Network (Transport), Transportation Network REDES DE INTERAÇÃO Tipo básico de método de avaliação de impacto ambiental. As redes de interação estabelecem a seqüência de impactos desencadeados a partir de cada ação do projeto que se avalia, através de gráficos ou diagramas, permitindo retratrar, a partir de um impacto, o E - Red de Intéracción F - Réseau de Intéraction I - Interaction Network REDIMENSIONAMENTO DO PAVIMENTO Dimensionamento de reforço de pavimento anteriormente existente.

E - Redimensionamiento del Pavimento F - Rédimensionnement du Chaussée I - Pavement Reinforcement Design REDISTRIBUIÇÃO (TERRA) 1) Reintegração de terrenos recém-constituídos no ciclo econômico, após inutilização transitória de terreno primitivo, face às necessidades na implantação de obras. Ex.: Reflorestamento de áreas aterradas. 2) Reintegração nas propriedades anteriores de áreas que se tornam inúteis, face à E - Redistribuición F - Remembrement I - Reallocation (Land) REDUÇÃO DA RESISTÊNCIA DE UM MATERIAL APÓS IMERSÃO Propriedade hidrofísica que consiste na diminuição da resistência E - Reblandecimiento F - Réduction de la Résistence Aprés Immersion I - Material Resistance Reduction After Immersion REDUTORES DE VELOCIDADE Meios para reduzir a velocidade de veículos em trechos e pontos críticos, quando necessário. Podem ser ondulações transversais à via (quebra-molas) ou sonorizadores transversais à via pré-moldados ou moldados no local, por exemplo. V. Ondulação Transversal à Via, V. Quebra- E - Reductores de Velocidad F - Réducteurs de Vitesse I - Speed Reducers REEDUCAÇÃO DOS MOTORISTAS Reciclagem de motoristas já habilitados que, no entanto, não demonstram ter condições de exercício profissional E - Reeducación de los Motoristas F - Reeducation des Conducteurs I - Retraining of Drivers REFERÊNCIA DE NÍVEL (RN) 1) Ponto de posição bem definida, altitude conhecida e inalterável com o tempo, que serve de base para determinação das altitudes de outros pontos. (Sigla: RN). 2) Ponto de controle vertical estabelecido num objeto (marco) de caráter permanente, natural ou artificial, cuja altitude foi determinada acima ou E - Referencia de Nivel F - Référence de Niveau I - Level Reference REFLETOR (VEÍCULO) Dispositivo de veículo que E - Reflector (Vehículo) F - Réflecteur (Véhicule) I - Reflector (Vehicle) REFORÇO Medida destinada a aumentar a resistência E - Refuerzo F - Renfort I - Reinforcement, Strengthening REFORÇO (PEÇA DELGADA DE PONTE) E - Refuerzo (Puente) F - Raidisseur I - Stiffener REFORÇO DE CAPA SELANTE Capa selante E - Refuerzo de la Capa Sellante

REFORÇO DE FUNDAÇÃO RÉGUA DE CLOTOIDES

RÉGUA DE SEÇÕES RELAÇÃO CIMENTO-AGREGADO

RÉGUA DE SEÇÕES Par de réguas graduadas, de dimensões padronizadas, uma das quais geralmente munida de nível de bolha, destinadas à obtenção de seções E - Regla de Secciónes F - Régle de Section Transversale I - Cross-Section Ruler REGULAMENTAÇÃO DE ACESSO Conjunto de disposições legais através das quais a autoridade pública disciplina o uso, pelos proprietários e ocupantes de terrenos E - Reglamentación de Acceso F - Réglémentation d'Accès I - Regulation of Access REGULAMENTAÇÃO DE TRANSPORTES E - Reglamentación del Transporte F - Réglémentation de Transport I - Transport Regulations REGULAMENTAÇÃO DO TRÂNSITO Regulamentação aplicada ao trânsito. V. Regulamento do E - Reglamentación del Tránsito F - Réglémentation du Transit I - Transit Regulations REGULAMENTAÇÃO TOTAL DE ACESSO Conjunto de disposições legais através das quais a autoridade pública disciplina o acesso às vias públicas, nas vias de maior importância, dando preferência ao trânsito de passagem, e proibindo totalmente cruzamentos em nível ou conexões com vias privadas, bem como os acessos às E - Reglamentación Total de Acceso F - Réglémentation Total d'Accès I - Full Control of Access, Full Access Control REGULAMENTO DO CÓDIGO NACIONAL DE TRÂNSITO Ato baixado pelo Presidente da República, mediante decreto, dispondo sobre a aplicação do E - Reglamento del Codigo Nacional de Tránsito F - Réglement du Code National de la Circulation I - Regulation of the National Traffic Code REGULARIDADE (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Cumprimento dos horários estabelecidos ou manutenção da freqüência pré-determinada E - Regularidad de una Línea F - Regularité d'une Ligne I - Regularity of a Line REGULARIZAÇÃO Operação que consiste em dar forma a uma superfície segundo um perfil e uma seção E - Perfilado, Afinado (Méx.,Per.), Conformación (Pan., R.D., Cos., Ecu., Nic.) F - Réglage I - Shaping, Finishing REGULARIZAÇÃO DO GREIDE Operação geral que consiste em dar forma a uma superfície segundo um perfil ou um contorno determinado, em função do greide E - Perfilado F - Réglage I - Shaping, Finishing REGULARIZAÇÃO DO SUBLEITO Operação que consiste em dar forma à superfície do subleito, segundo um perfil determinado e com material apropriado, E - Regularización de la Subrasante F - Régularisation du Sol de Fondation I - Subgrade Regularization, Formation Level Regularization REJEIÇÃO Não aceitação de material, bem ou serviço, por não satisfazer às condições exigidas em Norma E - Rechazo F - Rejet I - Rejection REJEIÇÃO DE AGREGADOS Defeito que pode ocorrer no caso de tratamento superficial e que consiste na E - Rechazo de Agregados F - Rejet Unilatéral I - Aggregate Rejection REJEITOS (SOLOS E AGREGADOS) Solos e E - Desechos (Suelos y Agregados) F - Refus (Sols et Granulats Minéraux) I - Rejects (Soils and Aggregates) RELAÇÃO AGREGADO-CIMENTO Relação E - Relación Agregado-Cemento F - Rapport Agregat-Ciment I - Aggregate-Cement Ratio RELAÇÃO ÁGUA-CIMENTO V. Fator Água- E - Relación Agua-Cemento F - Rapport Eau-Ciment I - Water-Cement Ratio RELAÇÃO BENEFÍCIO-CUSTO Relação entre a soma dos benefícios e custos atualizados ao longo de vida E - Relación Beneficio-Costo F - Relation Coût-Benefice I - Cost Benefit Ratio RELAÇÃO CAPITAL-PRODUTO Relação entre o valor do capital investido, atualizado, em um complexo produtivo, e o valor atualizado dos produtos vendidos, ao E - Relación Capital-Producto F - Relation Capital-Produit I - Capital-Output Ratio RELAÇÃO CAPITAL-TRABALHO Relação entre o capital aplicado em um empreendimento atualizado, e o valor da mão-de-obra utilizada em dado período também E - Relación Capital-Trabajo F - Relation Capital-Travail I - Capital-Work Ratio RELAÇÃO CARGA-DEFORMAÇÃO DE ROCHA INTACTA Comportamento elástico e/ou plástico de rocha intacta sob a E - Relación Carga-Deformación de Roca Intacta F - Rapport Charge-Déformation de Roche Intacte I - Load-Rock Deformation Ratio, Load-Rock Deformation Ratio (Intact Rock), Load-Intact Rock Deformation Ratio RELAÇÃO CIMENTO-AGREGADO Relação em peso de cimento e agregado (fino e/ou grosso), para preparo de concreto.

RELAÇÃO CIMENTO-ÁGUA REMOÇÃO DE PÓ

E - Relación Cemento-Agregado F - Rapport Ciment-Agregat I - Cement-Aggregate Ratio RELAÇÃO CIMENTO-ÁGUA Relação, em peso, E - Relación Cemento-Agua F - Rapport Ciment-Eau I - Cement-Water Ratio RELAÇÃO DE AÇOS Lista detalhada dos vergalhões de aço, inclusive do peso unitário e total dos mesmos, requeridos para as armaduras objeto de um desenho de E - Relación de Aceros F - Relation d'Acier I - Steel List RELAÇÃO ENTRE VELOCIDADE- VOLUME DE TRÂNSITO Relação matemática entre o volume de trânsito e velocidade, considerados em E - Relación entre Velocidad y Volumen de Tránsito F - Relation Débit-Vitesse I - Speed-Flow Relation RELAÇÃO ENTRE VOLUME DE CORTE E ATERRO Relação na construção rodoviária entre o E - Razón de Corte y Terraplén F - Rapport Deblai et Remblai I - Earthwork Balance RELATÓRIO DE IMPACTO AMBIENTAL (RIMA) É o documento que apresenta os resultados dos estudos técnicos e científicos de avaliação de impacto ambiental. Constitui um documento de processo de avaliação de impacto ambiental e deve esclarecer todos os elementos da proposta em estudo, de modo que possam ser divulgados e apreciados pelos grupos sociais interessados e O Decreto nº 88351 de 01/07/83 ao regulamentar a Lei nº 6938, de 31.08.81, no parágrafo 2º do artigo 18, denomina Relatório de Impacto Ambiental - RIMA, ao documento que será constituído pelo Estudo de Impacto Ambiental, a ser exigido para fins de licenciamento das E - Relatório de Impacto sobre el Médio Ambiente F - Rapport d'Effet sur le Milieu Ambient I - Environment Impact Report RELEVO Elevações ou as desigualdades da superfície de um terreno, representadas graficamente mediante curvas de nível, curvas hipsométricas, sombreado, cotas, hachuras, E - Relieve F - Relief I - Relief RELEVO ACIDENTADO Terreno com desnivelamentos fortes. (Sin.: Região Acidentada, Terreno E - Relieve Accidentado F - Relief Accidenté I - Uneven Relief, Accidented Relief REMANEJAMENTO DO USO DO SOLO RURAL Procedimento para reordenamento do espaço rural com o objetivo de aumentar a produtividade nas atividades agrícolas e no manejo florestal, em conformidade E - Reordenamiento del Uso del Suelo Rural F - Remanagement d'Usage du Sol Rural I - Rural Soil Remanagement REMANSO Trecho de um rio no qual a corrente fluvial E - Remanso F - Eau Dormante I - Backwater REMENDO Efeito de reparação, ao qual, em geral, não corresponde o restabelecimento do desempenho primitivamente existente da coisa consertada. Ex.: Remendo E - Remendar F - Réparation I - Repair, Mend REMENDO (R) Defeitos da superfície de pavimentos flexível ou semi-rígido, constituídos de panelas preenchidas com uma mistura betuminosa na operação denominada tapa-buraco, podendo ser profundos (R.P.) ou superficiais (R.S.), e que são objetos de consideração quando da E - Remiendo F - Réparation I - Patch (R), Repair (R) REMENDO COM AREIA Enchimento de buraco ou fissura com areia aglomerada com ligante betuminoso ou de E - Remiendo con Arena F - Profondeur au Sable I - Sand Patch Method REMOÇÃO DA NATA (NA JUNTA DE CONCRETAGEM)Operação requerida, após limpeza de superfície de concreto endurecido, antes do lançamento E - Remoción de la Nata F - Déplacement de la Créme I - Cement Slurry, Laitance Elimination REMOÇÃO DE CAMADA SUPERFICIAL Remoção de terra superficial que contenha solo de qualidade indesejável ou de solo próximo à superfície de E - Remoción de la Capa Superficial F - Décapage I - Stripping, Stripping of Overburden, Stripping of Top Soil E - Remoción de Hielo F - Lutte Contre Leverglas, Deverglaçage I - Clearing Ice REMOÇÃO DE GRAVETOS Remoção de galhos E - Remoción de Leña Menuda F - Débroussaillage I - Clearing Brushwood REMOÇÃO DE MATERIAL ESCAVADO (TÚNEL) Carga e retirada de material escavado de E - Remoción de Material Escavado F - Marinage I - Spoil Removal (Tunnel) REMOÇÃO DE NEVE Operação para retirar a neve da pista de rolamento, com vistas a uma abertura ao E - Remoción de la Nieve F - Deneigement I - Snow Clearance REMOÇÃO DE PÓ Eliminação de pó de uma superfície ou de uma mistura de agregados, por exemplo.

REMOLDAR RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO (SIMPLES)

E - Remoción de Polvo F - Depoussiérage I - Dust Removal REMOLDAR Termo usado em Portugal para significar E - Drollar F - Froisser I - Remolding RENOVAÇÃO DE PASSAGEIROS (TRANSPORTE COLETIVO REGULAR) Número de passageiros transportados que supera a ocupação crítica, resultante do fenômeno de embarques e desembarques sucessivos ao longo de uma viagem do E - Renovación de Passajeros F - Renovation de Passagers I - Renewal of Passengers Reparação. (Sin.: Conserto). 2) Operação que consiste em recondicionar partes de um sistema. 3) Ação empreendida sobre um produto não-conforme, de modo que possa satisfazer às exigências de utilização previstas, embora não esteja necessariamente conforme as exigências especificadas originalmente. Obs: 1 - O reparo é um dos modos de tratamento de um produto não-conforme. 2 - O reparo incluí ações para restaurar para o uso, um produto anteriormente conforme, mas posteriormente não-conforme, E - Reparación F - Réparation I - Repair, Retread Process REPAROS Restauração de um item não-conforme de maneira que o mesmo possa vir a funcionar de forma confiável e segura, ainda que não atenda a todos os E - Reparo, Reparación F - Réparation I - Repair, Retread-Process REPAVIMENTAR Substituição de pavimento antigo E - Repavimentar F - Substitution de Chaussée I - To Repave REPERFILAR Operação destinada a restaurar o perfil E - Reperfilar F - Reprofilage I - Reshaping, Regrading REPOSIÇÃO DE LAJE Colocação no devido lugar de lajes de pavimento que se deslocaram, mediante uso de E - Reposición de Losa F - Réposition de Dalle I - Jacking (Slab) REQUISITOS PARA A QUALIDADE Expressão das necessidades ou sua traduçào em um conjunto de requisitos definidos em termos quantitativos ou qualitativos para as características de uma entidade (produto, atividade, processo, organização ou pessoa), de modo a tornar possível a sua realização e seu exame. Obs: 1 - É essencial que os requisitos para a qualidade reflitam completamente as necessidades explícitas e implícitas do cliente; 2 - O termo requisito cobre as exigências do mercado, bem como aquelas internas da organização. Elas podem ser desenvolvidas, detalhadas e atualizadas e de acordo com os diferentes estágios do planejamento; 3 - Os requisitos expressos em termos quantitativos e relativos às características incluem, por exemplo, valores nominais, limites e tolerâncias, valores determinados; 4 - Os requisitos para a qualidade devem ser expressos inicialmente, em E - Disposición para la Calidad F - Disposition pour la Qualité I - Requirement for Quality RESIDÊNCIA 1) Parte de uma rede rodoviária que se acha sob a jurisdição de um engenheiro-residente. 2) Sede Engenheiro Residente. 3) Lugar onde alguém reside, E - Domicilio, Casa, Hogar F - Résidence, Demeure, Séjour I - Residence, Dwelling, Highway Division Network, Resident Engineers Office E - Ingeniero Residente F - Ingénieur Résident I - Resident Engineer RESÍDUO 1) Material inútil. Sobra de material. (Sin.: Refugo). 2) Resto de uma substância submetida a uma operação ou alteração qualquer. 3) Diferença entre o valor observado em uma experiência e o valor mais provável da E - Residuo (Per., Ven.), Rechazo (Ecu.), Desechos F - Résidu, Refus I - Rest, Residue, Scrap, Waste RESILIÊNCIA Quantidade de energia elástica que pode ser absorvida por unidade de volume do material E - Resiliencia F - Résilience I - Resilience RESINA EPÓXI Resina que se caracteriza pela apresentação de dois grupos epóxicos na sua molécula, fabricada à base de epiclorohidrina e bisfenol A, ambos obtidos do gás natural ou dos subprodutos de refinação do E - Resina Epoxi F - Résine Epox I - Epoxy Resin RESINA SINTÉTICA Designação comum a certos produtos sintéticos de características análogas às da resina, podendo ser termostáveis ou termoplásticos. Ex.: Melanina- E - Resina Sintética F - Résine Synthétique I - Synthetic Resin RESISTÊNCIA 1) Propriedade de um bem de, ao ser solicitado por determinadas forças ou agentes químicos, manter sua integridade. 2) Aptidão de materiais de suportar E - Resistencia F - Résistence I - Resistance RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO (SIMPLES) 1) Resistência de um material ao esforço de compressão simples. 2) Carga por área, sob a qual um corpo-de-prova prismático ou cilíndrico se rompe no ensaio E - Resistencia a la Compresión F - Résistence à la Compression I - Compression Strength

RESISTÊNCIA À DERRAPAGEM RESISTÊNCIA ÀS INTEMPÉRIES

RESISTÊNCIA À DERRAPAGEM 1) Resistência que se verifica em dadas condições de superfície da pista de rodovia ao deslizamento de pneumático. 2) Força que se opõe ao movimento de roda (munida de pneumático) freada sobre o pavimento. 3) Capacidade maior ou menor da superfície de uma pista de rolamento, de evitar derrapagem E - Resistencia al Deslizamiento F - Résistence à la Dérrapage I - Skidding Strength, Skid Resistance (Australia), Skidding Resistance RESISTÊNCIA À FADIGA A resistência de um material ou estrutura à ação de cargas repetidas ou E - Resistencia a la Fatiga F - Résistence à la Fatigue I - Fatigue Resistance RESISTÊNCIA À FLEXÃO Esforço máximo que um elemento estrutural pode suportar quando sujeito à E - Resistencia a la Flexión F - Résistence à la Flexion I - Flexural Strength RESISTÊNCIA À RUPTURA Capacidade última de resistência de um material quando sujeito a uma E - Resistencia a la Rotura, Resistencia al Fallar, Resistencia Final (Méx.) F - Résistence à la Rupture I - Breaking Strength, Ultimate Strength RESISTÊNCIA À TORÇÃO Capacidade última de E - Resistencia a la Torsión F - Résistence à la Torsion I - Torsional Strength RESISTÊNCIA À TRAÇÃO Capacidade última de E - Resistencia a la Tracción F - Résistence à la Traction I - Tensile Strength RESISTÊNCIA ACELERADA À COMPRESSÃO Resultado do ensaio de ruptura à compressão axial simples do concreto submetido às condições de moldagem, cura inicial e cura acelerada, de E - Resistencia Accelerada a la Compressión F - Résistence Accelerée à la Compression I - Compression Strength on Specimes Submitted to Accelerated Curing RESISTÊNCIA AO ATRITO Força necessária para E - Resistencia a la Fricción, Resistencia a Rozamiento F - Résistence au Frottement I - Frictional Resistance RESISTÊNCIA AO CHOQUE (DE AGREGADO) Característica de agregado de resistir ao impacto, medida indiretamente através da perda ao choque provocada pela queda de um martelo nas condições E - Resistencia al Choque (Agregado) F - Résistence au Choc (Agrégat) I - Shock Resistance (Aggregate) RESISTÊNCIA AO CHOQUE (MATERIAL) Capacidade de dado material de manter sua integridade quando sujeito a impacto. V. Resistência ao Choque (de agregado).

RESIST. CARACT. DO CONCR. À COMPRES. (PROJ.) - (FCK) RESISTÊNCIA NA CRAVAÇÃO DAS ESTRUTURAS

RESISTÊNCIA CARACTERÍSTICA DO CONCRETO À COMPRESSÃO (PROJETO) - (fck) Resistência do concreto à compressão, que deve constar de modo bem destacado nos desenhos de armadura e de formas de estruturas de uma obra. V. Valor E - Resistencia Caracteristica del Hormigón a Compresión (Proyecto) F - Résistence Characteristique du Béton a Compression (Projet) I - Characteristic Strength of Concrete Compression (Design) - (fck) RESISTÊNCIA CARACTERÍSTICA DO CONCRETO À COMPRESSÃO ESTIMADA (FCKEST) Resistência calculada com base nos resultados de ensaios de corpos-de-prova à compressão, segundo norma técnica, e que deve ser igual ou superior à resistência característica do concreto à compressão, do projeto. V. Resistência Característica do Concreto à E - Resistencia Caracteristica del Hormigón a Compresión (Estimada) F - Résistence Characteristique du Béton a Compression (Estimée) I - Characteristic Strength of Concrete Compression (Estimated) RESISTÊNCIA CILÍNDRICA Resistência de dado material à compressão obtida através de ensaio realizado sobre corpo-de-prova em forma de cilindro. Em geral se utilizam cilindros com altura (diâmetro) igual a 30 (15), 40 E - Resistencia Cilindrica F - Résistence Cylindrique I - Cylindric Resistance RESISTÊNCIA CÚBICA Resistência de dado material à compressão obtida através de ensaio realizado sobre corpo-de-prova em forma de cubo, cujas arestas, em E - Resistencia Cúbica F - Résistence Cubique I - Cubic Resistance RESISTÊNCIA DE CÁLCULO Resistência de um dos materiais (concreto ou aço) utilizados em concreto armado, obtida pela divisão da resistência característica daquele material pelo coeficiente de minoração estabelecido E - Resistencia de Cálculo F - Résistence de Calcul I - Design Strength (Reinforced Concrete) RESISTÊNCIA DE ESTRUTURA Propriedade de um sistema estrutural em que as resistências internas de todas as seções de seus elementos são superiores às E - Resistencia Estructural F - Résistence de la Structure I - Structural Resistance RESISTÊNCIA DE PEDRA À COMPRESSÃO Um dos parâmetros importantes de classificação da pedra. Ex.: Marcas (Rússia) 4, 7, 10, 15, 25, 35, 75, 100, 125, 150, 200, 300, 400, 500, 600, 800 e E - Resistencia Mecanica de Piedra F - Résistence Méchanique de la Pièrre I - Stone Compression Strength RESISTÊNCIA DINÂMICA (DE UM MATERIAL) Capacidade de um material de opor-se à destruição, no caso de ser submetido a cargas de impacto, expressas, em geral, pela quantidade de trabalho requerida E - Resistencia Dinámica, Resistencia al Impacto (Material) F - Résistence au Choc (Matériel) I - Resistance to Shock or Impact (Material) RESISTÊNCIA DO SOLO Carga máxima que, em dadas condições, um solo suporta no momento de sua E - Resistencia del Suelo F - Résistence du Sol I - Bearing Strength of Soil, Soil Bearing Strength, Soil Bearing Stress RESISTÊNCIA DO SOLO À DEFORMAÇÃO PLÁSTICA (R) O valor da Resistência R permite conhecer a estabilidade dos solos, ou seja, sua capacidade para resitir deslocamentos laterais produzidos pelas cargas dos veículos. Esse valor é determinado por meio do estabilômetro de Hveem, sendo calculado pela 100 fórmula: R = 100 - em que: Pv = 160 psi = 2,5 ?P ? ?v -1?+1 D ?Ph ? 11,2 km/m2; Ph = Pressão horizontal transmitida; D = nº de voltas da manivela do estabilômetro necessário para E - Resistencia del Suelo à la Deformación Plástica F - Résistence du Sol a la Déformation Plastique I - Soil Plastic Deformation Resistance RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS Ciência que estuda as tensões e deformações que se desenvolvem nos E - Resistencia de Materiales F - Résistence des Matériaux I - Strength of Materials RESISTÊNCIA ELEVADA/ALTA RESISTÊNCIA 1) Característica de certos materiais de resistirem a forças ou solicitações consideráveis. Ex.: Resistência elevada do aço à tração e Resistência elevada do 2) Característica de um material que tem resistência consideravelmente maior que a usualmente apresentada por E - Resistencia Elevada F - Haute Résistence I - High Strength RESISTÊNCIA MECÂNICA (DE CONCRETO) Termo às vezes usado para significar E - Resistencia Mecánica del Hormigón F - Résistence Méchanique du Béton I - Concrete Mechanical Resistance RESISTÊNCIA MECÂNICA DE ROCHA INTACTA Capacidade de uma rocha intacta de resistir à E - Resistencia Mecánica de Rocha Sana F - Résistence Mécanique de Roche Intacte I - Sound Rock Compression Strength RESISTÊNCIA NA CRAVAÇÃO DAS ESTRUTURAS Resistência oferecida pelo solo à E - Resistencia a la Hincadura (Pilote) F - Resistence au Enfoncement (Pilotis) F - Driving Resistance (Pile)

RESISTÊNCIA PADRON. DO CONCRETO À COMPRESSÃO RETARDAMENTO OPERACIONAL/RETENÇÃO

RESISTÊNCIA PADRONIZADA DO CONCRETO À COMPRESSÃO Resistência fixada em projetos para redução de variedades. Ex.: (na Rússia) M50, M75, M100, M150, M200, M250, M300, M350, M400, M450, M500, M600, M700, M800 e M1000, sendo as M500 e M800 requeridas para estruturas de concreto protendido. As resistências a partir de M600 são obtidas com uso de cimento Portland de alta resistência, areia E - Resistencia Patrón Mecánica del Hormigón F - Résistence Patron du Béton à Compression I - Standard Compression Strength of Concrete RESISTÊNCIA PADRONIZADA DO CONCRETO À TRAÇÃO Resistência fixada em projetos para redução de variedades. Ex.: (na Rússia) P10, P15, P20, P25, P30, P35 e P40, sendo os valores mais altos E - Resistencia Patrón de Tracción del Hormigón F - Résistence Patron du Béton à Traction I - Standard Traction Strength of Concrete RESISTÊNCIA RESIDUAL Resistência mínima ao cisalhamento, que pode ser mobilizada dentro de uma massa de solo argiloso para deformações superiores à deformação correspondente à resistência de pico. É a resistência que pode ser mantida por uma massa de argila, mesmo quando E - Resistencia Residual F - Résistence Résiduelle I - Residual Strength RESISTÊNCIA ÚLTIMA Resistência de qualquer peça estrutural ou estrutura ou sistema, que se observa imediatamente antes do seu colapso, ao ser sujeito a E - Resistencia Limite F - Résistence Limite I - Ultimate Strength, Breaking Strength RESISTÊNCIA ÚLTIMA (RU) DO AÇO Resistência de uma peça de aço ao colapso, quer por plastificação da seção mais solicitada, quer por E - Resistencia Limite de Acero F - Résistence Limite d'Acier I - Steel Breaking Strength, Steel Ultimate Resistance RESTAURAÇÃO 1) Conjunto de operações destinado a restabelecer o perfeito funcionamento de um bem deteriorado ou avariado, e restabelecer, na íntegra, suas características técnicas originais. 2) Conjunto de medidas destinadas a adaptar a rodovia, de uma forma permanente, às condições de tráfego atual e futuro, prolongando seu E - Restauración F - Restauration I - Rehabilitation, Restoration RESTAURAÇÃO DA ADERÊNCIA E - Restauración de Adherencia F - Régéneration de l'Adhèrence I - Restoration of Adhesion RESTINGA Terreno litorâneo, arenoso e salino, E - Restinga F - Banc de Sable, Cordon Litoral I - Barrier Beach, Offshore Beach RESTITUIÇÃO 1) Produção de um mapa a partir de fotografias aéreas e levantamento de controle, por meio de instrumentos fotogramétricos denominados geralmente de restituidores. Sin.: (Estereo Restituição). 2) Refazer obra E - Restituición Fotogrametrica, Reconstrucción F - Restitution (Photogrammetrique), Reconstruction I - Photogrammetric Restitution, Reconstruction RESTRIÇÃO À OPERAÇÃO Restrição a um serviço de transporte decorrente de fenômeno meteorológico, movimentação lenta de veículos, atritos E - Restricción Operacional F - Restriction a la Opération I - Operational Restrictions RESTRIÇÃO DE CONSTRUÇÃO Representam as condições limites de execução de um tipo de restauração, inclusive a vida útil mínima admissível para uma restauração. Subtrechos homogêneos contínuos que apresentarem soluções heterogêneas deverão ser objeto de E - Restricción de Construcción F - Restriction de Construction I - Construction Restrictions RESTRIÇÃO DE TRÁFEGO 1) Restrição ao uso de rodovia por veículos pesados, devido a defeitos 2) Efeito de engarrafamento ou obstrução parcial da pista à E - Restricción del Trafico F - Limitation du Trafic I - Traffic Restraint RESTRIÇÃO TOPOGRÁFICA Restrição de transporte ou qualquer outra operação, em função de E - Restricción Topográfica F - Restriction Topographique I - Topographic Restriction RETA (TANGENTE DE ESTRADA) 1) Trecho retilíneo de rodovia. 2) Trecho de rodovia cuja projeção em E - Tangente (Carretera) F - Droite (Route) I - Straight (Road) RETARDADOR DE PEGA Aditivo que retarda o E - Retardador de Pega F - Retardateur de Prise I - Set Retarder, Set Delayer RETARDAMENTO Tempo consumido devido a retenções de trânsito, por quaisquer fatores, inclusive as E - Demora F - Retard I - Delay RETARDAMENTO DE PEGA Efeito do uso de E - Retardamiento del Fraguado F - Retard de Prise I - Set Retarding RETARDAMENTO FIXO Demora fixa, à qual os veículos são submetidos durante curtos períodos de tempo, E - Demora Fixa F - Retard Fixe I - Fixed Delay RETARDAMENTO OPERACIONAL/RETENÇÃO Atraso causado pelas interferências entre os componentes

RETIFICAÇÃO DO TRAÇADO REVESTIMENTO VEGETAL COM ESTACAS

REVEST. VEGETAL COM ESTACAS E PLANTAS COM RAÍZES ROÇADA/ROÇAGEM

I - Vegetable Dressing with Branches REVESTIMENTO VEGETAL COM ESTACAS E PLANTAS COM RAÍZES Auto- E - Revestimiento Vegetal con Estacas y Plantas con Raizes F - Revêtement Vegetal avec Pieux et Plantes avec Racines I - Vegetable Dressing with Branches and Plants REVESTIMENTO VEGETAL EM FILEIRAS Aplicação, em fileiras, de plantas munidas de raízes para E - Revestimiento Vegetal en Hileras F - Revêtement Vegetal en File I - Vegetable Dressing in Lines REVESTIMENTO VEGETAL EM FILEIRAS COM ESTACAS Revestimento vegetal com estacas, E - Revestimiento Vegetal en Fileras con Estacas F - Revêtement Vegetal en File avec Pieux I - Vegetable Dressing in Lines with Branches REVISÃO (NORMA) Introdução de todas as modificações necessárias quanto ao conteúdo e apresentação de um documento normativo dado, da qual E - Revisión F - Révision I - Revision REVISÃO DE PROJETO 1) Atividade para identificar problemas, evitá-los e instruir ação corretiva, e que se realiza após conclusão de cada fase do projeto, com participação de representantes de todas as partes interessadas na qualidade. 2) Exame sistemático, formal, abrangente e documentado de um projeto para avaliar as necessidades expressas no projeto e sua aptidão em alcançar tais necessidades, bem como, identificar problemas e E - Revisión de Proyecto F - Révision du Projet I - Design Review E - Riacho, Riachuelo F - Petit Rivière I - Creek RIBANCEIRA 1) Margem alta de um rio. 2) Talude E - Ribazo, Pendiente, Barranco F - Rive Escarpée, Penchant I - Ravine E - Riacho, Riachuelo F - Petit Rivière I - Creek RIMA - RELATÓRIO DE IMPACTO SOBRE O MEIO AMBIENTE Relatório que resulta no estudo de impacto ambiental, que deve ser submetido à aprovação da SEMA (Secretaria Estadual de Meio Ambiente) para licenciamento de atividades modificadoras do meio ambiente, tais como implantação e operação de estradas de E - Relato Concernente al Impacto del Ambiente F - Rapport sur l'Impact Sur l'Environnement I - Environmental Impact Report RIO Curso d'água natural, superficial ou subsuperficial, mais ou menos caudaloso e que deságua em outro rio, no mar ou num lago.

E - Rio F - Fleuve, Rivière, Cours d'Eau I - River RIO SUBTERRÂNEO Rio que tem parte de seu percurso encoberto e que se encontra em áreas de rochas E - Rio Subterráneo F - Rivière Sonterraine I - Subterranean River, Subterranean Stream RIPER Implemento, geralmente de montagem traseira, constituído de um ou mais dentes destinados a romper materiais mais duros e sulcar profundidades grandes em E - Rasgador, Escarificador F - Ripper I - Ripper RIT - REDE INTERAMERICANA DE TECNOLOGIA Sistema organizado pela Universidade Simón Bolivar, tendo como Secretaria Executiva o Departamento de Idiomas (Apartado Postal 89000, Caracas, E - RIT F - RIT I - RIT E - Red Nacional de Calibración F - Réseau National de Calibration I - National Calibration Network E - Ro-Ro F - Ro-Ro I - Ro-Ro ?ROAD MIX? (Sin.: Mistura ?In Situ?). Mistura de asfalto diluído ou emulsão asfáltica e agregados, no local de E - Mezcla en la Carretera F - Mélange dans la Route I - Road Mix E - Aceites de Carretera F - Road-Oils I - Road Oils ROBÔ/ROBOT Equipamento totalmente autocontrolado que realiza tarefas normais e historicamente E - Robot F - Robot I - Robot ROBÓTICA Campo de atividade vinculado à E - Robotica F - Robotique I - Robotics ROBOTIZAÇÃO Fase do processo organizacional que consiste na introdução de robôs, isto é, mecanismos automáticos em geral com aspecto semelhante ao de um homem e que realizam trabalhos e movimentos antes realizados pelo homem. Esta fase é precedida pela E - Robotización F - Robotization I - Robotization ROÇADA/ROÇAGEM Corte, geralmente manual, de E - Roza

ROÇADA MANUAL ROCHA DURÁVEL

F - Défrichage I - Clearing E - Rozar Manualmente F - Défricher Manuellement I - Manual Clearing (Land) ROÇADA MECÂNICA Roçada realizada com E - Rozar Mecanicamente F - Défricher Mechaniquement I - Mechanical Clearing (Land) ROÇADEIRA Equipamento que permite roçada E - Equipo Limpiador de Malezas F - Machine pour Défrichage I - Clearing Equipment ROCAMBOLE (GRAMA) Rolo de grama e solo agregado, em geral de 1,5 m de comprimento, para E - Grama en Rollo F - Gazon en Rouleau I - Rolled Turf ROCHA 1) Material constituinte da crosta terrestre, altamente resistente e compacto,que se apresenta sob forma de blocos ou de grandes maciços e é geralmente É dividido em ácido ou básico, conforme a porcentagem de sílica que possui, e sua origem é classificada como ígnea (granito, diorito, diabase, pórfiro), metamórfica (gneiss, xisto, mármore, quartzito), sedimentar (arenito, calcário, dolomita) e vulcânica (basalto). 2) Agregado natural de um ou mais minerais, ou mesmo matéria orgânica, que compõem a crosta terrestre, independentemente do seu estado de consolidação (Geologia). Assim, argilas, areias, cascalhos, turfa, etc., também são considerados ?rocha?. 3) Agregado natural sólido, consolidado e resistente, de um ou mais minerais, incluindo-se também a matéria vítrea natural. Cada espécie possui certa constância em composição e no agrupamento de seus minerais componentes, tendo, conseqüentemente, certa constância em suas propriedades. Distingue-se geralmente dos solos por não se desagregar quando agitado dentro d'água, embora algumas rochas sedimentares fracamente cimentadas sejam E - Roca, Piedra F - Roche I - Rock ROCHA ABISSAL/ROCHA PLUTÔNICA Rocha ígnea originada pela solidificação do mágma em Ex.: granito, diorito, gabro e sienito. (Sin.: Rocha E - Roca Abisal F - Roche Abisal I - Abyssal Rock, Plutonic Rock, Plutonian Rock, Deap-Seated Rock ROCHA ÁCIDA Rocha ígnea em que quimicamente a percentagem de sílica é superior a 65%. Tem como característica a cor clara e a presença de quartzo. Ex.: Granito. V. Rocha Básica, Rocha Neutra e Rocha E - Roca Ácida F - Roche Acide I - Acid Rock ROCHA ALCALINA Rocha ígnea em que quimicamente o conteúdo de K2O + Na2O suplanta o da sílica ou alumina, e tem como característica a presença de E - Roca Alcalina F - Roche Alcaline I - Alkaline Rock ROCHA ALTERADA Rocha de natureza geológica definida, em que parte dos elementos mineralógicos iniciais foram transformados total ou parcialmente pelo intemperismo, podendo a rocha se achar mediana ou extremamente alterada. V. Rocha Medianamente Alterada, E - Roca Decompuesta F - Roche Decomposée I - Decomposed Rock ROCHA ASFÁLTICA Rocha naturalmente impregnada de betume. Da sua granulação resultam britas e E - Roca Asfáltica, Piedra de Asfalto F - Roche Bitumineuse I - Asphalt Rock ROCHA BÁSICA Rocha ígnea com predominância de minerais escuros (máficos), em que quimicamente a E - Roca Basica F - Roche Basique I - Basic Rock ROCHA BRANDA Rocha que pode ser extraída com o uso de martelete pneumático, porém não pode ser economicamente extraída com picareta, oferecendo pouca E - Roca Blanda F - Roche Mou I - Soft Rock ROCHA DECOMPOSTA/ROCHA EXTREMAMENTE ALTERADA Rocha de natureza geológica definida, em que todos os elementos mineralógicos iniciais foram, com exceção do quartzo, transformados total ou parcialmente pelo intemperismo, sendo, como conseqüência, totalmente friável e desagregável na presença d'água. (Sin.: Rocha E - Roca Decompuesta F - Roche Decomposée I - Decomposed Rock ROCHA DIFICILMENTE DESAGREGÁVEL Rocha cujos agregados se acham ligados de tal forma, que não resulta desagregação quando ela é sujeita a secagem, E - Roca de Desagragación Dificil F - Roche Difficilement Désagrégeable I - Hardly Disintegrating Rock ROCHA DÚCTIL Rocha que admite deformações permanentes sem perder sua capacidade de resistir a cargas E - Roca Dúctil F - Roche Ductile I - Ductile Rock ROCHA DURA Rocha cuja extração requer perfuração e uso de explosivos, ou outras substâncias altamente E - Roca Dura F - Roche Dure I - Hard Rock ROCHA DURÁVEL Rocha que resiste ao intemperismo. Conserva, portanto, sua forma, tamanho,

ROCHA ENCAIXANTE ROCHA MÃE/ROCHA FORTE/ROCHA MATER

ROCHA MATRIZ RODAGEM

F - Roche Mère I - Mother Rock, Source Rock, Parent Rock ROCHA MATRIZ Rocha da qual se originam solos, E - Roca Madre F - Roche Mère I - Source Rock, Mother Rock, Parent Rock ROCHA MEDIANAMENTE ALTERADA Rocha de natureza geológica bem definida e com alguns componentes mineralógicos originais apenas parcialmente transformados (cerca de 1/3). As superfícies das descontinuidades mostram de forma parcial a ação do intemperismo e a friabilidade é apenas incipiente, não E - Roca Medianamente Descompuesta F - Roche Moyeunement Decomposée I - Relatively Decomposed Rock ROCHA MELANOCRÁTICA OU ESCURA E - Roca Melanocrática F - Roche Mélonocratique I - Melanocratic Rock, Chronocratic Rock, Melanic Rock ROCHA MESOCRÁTICA OU CINZENTA Rocha na qual minerais claros e escuros estão presentes E - Roca Mesocratica F - Roche Mésocratique I - Mesocratic Rock ROCHA METAMÓRFICA Rocha proveniente de transformações sofridas por qualquer tipo e natureza de rochas pré-existentes, que foram submetidas à ação de agentes metamórficos, os quais produziram novas texturas e E - Roca Metamórfica F - Roche Métamorphique I - Metamorphic Rock ROCHA MUITO ALTERADA Rocha cuja natureza geológica é bem definida, apresentando contudo uma decomposição não uniforme da matriz, e que tem como característica a friabilidade e que se desagrega parcialmente em presença de água. V. Meteorização, V. Intemperismo e E - Roca Fuertemente Descompuesta F - Roche Fortement Descomposée I - Strongly Decomposed Rock ROCHA NEUTRA Rocha ígnea em que, quimicamente, a percentagem da sílica está compreendida E - Roca Neutra F - Roche Neutre I - Neutral Rock ROCHA PIROCLÁSTICA Rocha ígnea extrusiva resultante do extravasamento explosivo de lava devido à ação de gases que ejetam a lava em fragmentos, cinzas ou E - Roca Piroclastica F - Roche Pyroclastique I - Pyroclastic Rock ROCHA PROEMINENTE Rocha cuja superfície E - Roca Proeminente F - Roche Proéminente I - Crag ROCHA QUEBRADIÇA O mesmo que Rocha Frágil.

E - Roca Frágil F - Roche Fragile I - Fragile Rock ROCHA SÃ/ROCHA VIVA Rocha de natureza geológica bem definida com componentes mineralógicos E - Roca Firme, Roca Sana, Roca Viva F - Roche Firme I - Intact Rock, Sound Rock ROCHA SAPROPELÍTICA Rocha rica em sedimentos constituídos essencialmente de restos orgânicos, E - Roca Saprolitica F - Roche Sapropolitique I - Saprolithic Rock, Saprolite, Saprolith ROCHA SEDIMENTAR Rocha originada pela consolidação de: a) Detritos de outras rochas que foram transportados, depositados e acumulados; ou b) Acumulação de detritos orgânicos e que causa estratos ou E - Roca Sedimentaria F - Roche Sédimentaire I - Sedimentary Rock, Derivate Rock, Stratified Rock ROCHA SOLTA Rocha que por qualquer circunstância E - Roca Suelta F - Roche Désagrégée I - Loose Rock ROCHA SOLÚVEL Rocha que sob a ação da água e gás carbônico da atmosfera sofre dissolução total ou parcial, originando feições específicas, quer na superfície, quer em E - Roca Soluble F - Roche Soluble I - Soluble Rock ROCHA TRITURADA Material de rocha desintegrado, extraído de orifício resultante de perfuração E - Roca Triturada F - Roche Réduite en Poudre I - Cuttings ROCHA ULTRABÁSICA Rocha ígnea em que Caracteriza-se essencialmente pela presença de minerais E - Roca Ultrabasica F - Rocha Ultrabasique I - Ultrabasic Rock ROCHA XISTÓIDE Rocha que apresenta aspecto E - Roca en Esquisto, Roca Esquistosa F - Roche Schistoide I - Schistous Rock, Schist Rock ROCHEDO Grande rocha, em geral elevada, formando E - Roca F - Rocher I - Large Rock RODAGEM 1) Modo de deslocamento sobre rodas de veículos automotores sobre pista. 2) Ato de rodar, isto é, percorrer determinada distância. 3) Conjunto de rodas. 4) Características de pneu. 5) Pista de rolamento mais espaços laterais contínuos a ela adjacentes; é um conceito E - Carretería, Rodaje

RODEIRA RODOVIA COM TRATAMENTO SUPERFICIAL

RODOVIA COM TRÊS FAIXAS DE TRÂNSITO RODOVIA EM LEITO NATURAL

RODOVIA EM NÍVEL RODOVIA SECUNDÁRIA

I - Road on Natural Ground RODOVIA EM NÍVEL Rodovias cujo traçado permite a veículos pesados manter aproximadamente velocidade igual à desenvolvida por carros de passeio; esta rodovia pode ter trechos curtos com não mais de 1% a 2% E - Carretera en Nivel F - Route en Niveau I - Level Terrain (Road) RODOVIA ENCASCALHADA Rodovia cuja pista de rolamento é revestida de cascalho. (Sin.: Rodovia de E - Carretera de Grava, Camino de Grava (Col., Pan.), Carretera Revestida (Méx., Nic.), Carretera Sin Asfalto (R.D.), Carretera Engranzonada (Ven.), Carretera Lastreada (Ecu.) F - Chemin Caillouté, Chemin de Gravier I - Gravel Surfaced Highway RODOVIA ESTADUAL Rodovia cuja administração E - Carretera Estadal F - Route Départamentale I - State Road, State Highway RODOVIA EUROPÉIA Rodovia que integra o Sistema Europeu de Rodovias definido pela CEMT, E - Carretera Europeia F - Route Européenne I - European Highway RODOVIA EXPRESSA V. Rodovia com Controle E - Autopista (Bol., Méx., Pan., R.D.), Carretera Principal, Carretera Expresa, Via Artérial (Col.), Via Expresa (Ven.) F - Route Express, Route à Accès Totalement Controlé I - Freeway, Expressway RODOVIA FEDERAL Rodovia cuja administração E - Carretera Federal F - Route Nationale I - Federal Road, Federal Highway RODOVIA INTERESTADUAL Rodovia que liga E - Carretera Estadual F - Route entre Départements I - Interstate Highway RODOVIA INTERNACIONAL Rodovia que liga sistemas rodoviários de dois ou mais países. Ex.: Rodovia E - Carretera Internacional F - Route Internationale I - International Highway RODOVIA LONGITUDINAL Rodovia de extensão considerável e que é cruzada várias vezes por outras E - Carretera Longitudinal F - Route Longitudinale I - Longitudinal Road RODOVIA MUNICIPAL Rodovia cuja E - Camino Municipal F - Route Municipale I - Municipal Road, Municipal Highway RODOVIA PAVIMENTADA V. Rodovia com E - Carretera de Revestimiento F - Route à Revêtement Supérieur I - Paved Road E - Carretera de Circunvalación, Avenida de Circunvalación (Ecu), Pista de Circunvalación (Nic.), Circunvalación (Pan., R.D., Ven.) F - Route de Ceinture I - Belt Highway RODOVIA PLANEJADA Rodovia que consta de um E - Carretera Planificada F - Route Planifiée I - Planned Highway, Planned Road RODOVIA PREFERENCIAL Rodovia cujo trânsito tem prioridade de passagem em qualquer interseção E - Carretera de Paso Preferencial, Carretera Preferente (Cos.), Carretera de Preferencia (Nic.), Carretera con Preferencia de Paso (Pan.), Via Preferente (R.D., Ven.), Carretera Principal (Ecu.) F - Route Prioritaire I - Through Highway RODOVIA PRIMÁRIA Rodovia usada para viagens intermunicipais, parte integrante do sistema coletor, tendo normalmente VDM > 150 veíc./d com velocidade média de E - Carretera Primaria F - Route Primaire I - Primary Highway RODOVIA PRINCIPAL Rodovia que dado seu projeto, oferece condições de trânsito superiores a outras, no que se refere à segurança, velocidade, etc., e é E - Carretera de Paso Preferente F - Route Principale I - Main Highway RODOVIA RADIAL Estrada que liga diretamente a E - Carretera Radial F - Voie Radiale, Radiale I - Radial, Radial Road RODOVIA REDEFINIDA Rodovia nova, substitutiva de outra existente face ao reduzido valor E - Nueva Construcción (Ruta) F - Nouveau Constrution (Route) I - New Construction (Road) RODOVIA RURAL Rodovia que conecta áreas urbana E - Carretera Rural F - Autoroute de Liaison I - Rural Motorway RODOVIA SATURADA Rodovia que se acha no E - Carretera Saturada F - Route Saturée I - Saturated Highway RODOVIA SECUNDÁRIA Rodovia usada para proporcionar acessibilidade dentro de uma área específica de um Estado, tendo normalmente VDM > 50 veíc./d com E - Carretera Secundaria F - Route Secondaire I - Secondary Road, Minor Road

RODOVIA SUJEITA A PEDÁGIO ROLO COMPRESSOR SOBRE PNEUS LISOS

RODOVIA SUJEITA A PEDÁGIO Rodovia cuja utilização somente é permitida após pagamento de um E - Camino de Peaje F - Route à Péage I - Toll Road, Turnpike-Road RODOVIA TRANSITÁVEL EM ÉPOCA E - Camino de Temporada Seca F - Route Ouverte en Époque Sèche I - Dry Season Road RODOVIA TRANSVERSAL Rodovia transversal em um sistema caracterizado pela existência de uma rodovia E - Carretera Transversal F - Route Transversale I - Transversal Road RODOVIA VICINAL 1) Estrada local, destinada principalmente a dar acesso a propriedades lindeiras. 2) Estrada ou caminho que liga povoações relativamente E - Camino Vecinal F - Route Vicinale I - Vicinal Road RODOVIA-TRONCO Rodovia integrante da rede principal rodoviária do país, de preferência de trânsito direto, e para a qual convergem as rodovia principais e E - Carretera Troncal, Carretera Arterial, Carretera Nacional (Nic., Cos.), Carretera Principal (Pan., Per., Ecu.) F - Route Artérielle I - Arterial Highway RODOVIÁRIA Edificação dotada de instalações destinadas a embarque e desembarque de passageiros e suas E - Estación de Carretera F - Gare Routière I - Highway Station E - Empleado de una Empresa Carretera F - Employé d'une Entreprise de Transport Routière I - Employee of a Highway Transport Company RODOVIAS CONCÊNTRICAS Parte das rodovias de uma rede radial que formam círculos ou arcos de círculo E - Carreteras Concentricas F - Routes Concentriques I - Concentric Highways ROLAGEM Operação que se executa com rolo E - Roladura F - Cylindrage I - Rolling ?ROLL-ON ROLL-OFF? (RO-RO) Técnica utilizada no transporte multimodal que consiste no uso de carretas rodoviárias (ou outros veículos) em navios E - Roll-On Roll-Off F - Roll-On Roll-Off I - Roll-On Roll-Off ROLO COMPACTADOR Máquina rebocável ou autopropulsora, munida de rolos ou pneus destinada à compactação de solos e outros materiais. V. Rolo E - Rodillo Compactador F - Roulleau Compresseur I - Roller ROLO COMPACTADOR DE PNEUS Máquina rebocável ou autopropulsada, provida de número adequado de rodas com pneumáticos, para a compactação de solos ou E - Compactadora de Ruedas Pneumáticas, Compactadora de Llantas de Hule (Cos.), Rodilloneumático (Chi., Méx.), Compactadora de Llantas (Nic., Per.), Compactadora Neumática (Pan.), Compresor (R.D.) F - Rouleau à Pneumatiques, Rouleau à Pneus, Compacteur à Pneus I - Pneumatic Tired Roller, Rubber Tired Roller ROLO COMPACTADOR LISO Máquina rebocável ou autopropulsada, composta por um ou mais cilindros de aço de grande peso, destinados à compactação E - Compactadora de Rodillo, Compactadora de Rodillo Liso (Bol.), Cilindradora (Col.), Aplanadora (Cos., Per.,Ven.), Rodillo Cilindrico (Chi.), Rodillo Liso (Méx., R.D.), Compactadora de Tambor (Nic.), Aplanadora, Rola (Pan.) F - Rouleau Lisse, Rouleau Compresseur Lisse, Compresseur Lisse I - Smoothfaced Compaction Roller ROLO COMPACTADOR VIBRATÓRIO Máquina rebocável ou autopropulsada, provido de um ou mais cilindros de aço de grande peso, submetidos a uma ação vibratória, para compactar solos ou certos tipos de E - Motocompactadora Vibradora, Cilindradora Vibradora (Col.), Aplanadora Vibratoria (Cos.), Rodillo Vibratório (Chi.), Rodillo Vibratório Autopropulsado (Méx., Ecu.), Aplanadora Vibradora (Nic., Pan.), Aplanadora (Per.) F - Rouleau Vibrant Automoteur I - Selfpowered Vibrating Roller,Vibrating Roller ROLO COMPRESSOR Máquina rebocável ou autopropulsada, munida de rolos ou pneus, destinada à compactação de solos e outros materiais. (Sin.: Rolo Compactador). V. Rolo Compactador de Pneus e V. Rolo E - Rodillo Compactador F - Rouleau Compresseur I - Roller ROLO COMPRESSOR SOBRE PNEUS V. Rolo E - Compactadora de Ruedas Pneumáticas, Compactadora de Llantas de Hule (Cos.), Rodillo Neumático (Chi., Méx.), Compactadora de Llantas (Nic., Per.), Compactadora Neumática (Pan.), Compresor (R.D.) F - Rouleau à Pneumatiques, Rouleau à Pneu, Compacteur à Pneu I - Pneumatic Tired Roller, Rubber Tired Roller ROLO COMPRESSOR SOBRE PNEUS LISOS Máquina rebocável ou autopropulsada, provida de número adequado de rodas com pneumáticos de superfície externa lisa, para a compactação de solos ou de certos tipos E - Compactadora de Ruedas Neumáticas, Compactadora de Llantas de Hule (Cos.), Rodillo Neumático (Chi., Méx.), Compactadora de Llantas (Nic., Per.), Compactadora Neumática (Pan.), Compresor (R.D.) F - Rouleau à Pneumatiques, Rouleau à Pneu, Compacteur à Pneu I - Smooth Pneumatic Tired Roller, Smooth Rubber Tired Roller

ROLO DE GRADE RUA LATERAL

ROLO DE GRADE Máquina rebocável, dotada de um ou mais cilindros de aço de grande peso, providos, na superfície rolante, de um piso de grade de aço com os nós E - Compactadora de Grades F - Rouleau à Grille I - Harrow Roller, Grid Roller ROLO DE GRAMA Camada fina de terra gramada tirada do terreno original, enrolada para fins de transporte e E - Rollo de Gramineas F - Rouleau de Gramen I - Grass Roll E - Rodillo de Ruedas Neumáticas F - Roulleau à Pneus I - Pneumatic Tired Roller, Rubber Tired Roller E - Rodillo Liso F - Rouleau Compresseur I - Smooth Faced Compaction Roller ROLO PÉ-DE-CARNEIRO 1) Máquina rebocável ou autopropulsada, dotada de um ou mais cilindros de aço de grande peso, provido, na superfície rolante, de numerosas saliências e que, ao concentrar o peso total nessas pequenas superfícies, produz elevada compactação do solo. 2) Equipamento dotado de cilindro de aço de grande peso, provido na superfície rolante, de saliências, que mediante passagens sucessivas sobre dada superfície de aterro permite a compactação do solo, especialmente, em se tratando de E - Compactadora Pata de Cabra, Rodillo Pata de Cabra (Chi., Méx., Per., Ecu.), Patecabra (Col., R.D.), Pata de Cabra (Pan.) F - Rouleau à Pied de Mouton I - Tamping Roller, Sheep's-Foot Roller ROLO PÉ-DE-CARNEIRO MODIFICADO Rolo em que as saliências na superfície rolante, em lugar de lembrar pés de carneiro, têm forma de placas retangulares, ou ainda rolo que apresenta a superfície rolante em forma de E - Compactadora Pata de Cabra Modificada F - Rouleau à Pied de Mouton Modifiè I - Modified Tamping Roller ROLO PÉ-DE-CARNEIRO VIBRATÓRIO 1) Rolo pé-de-carneiro que além de pressão, transmite Rolo Pé-de-Carneiro. 2) Compactador vibratório cujo rolo E - Compactadora Vibratoria Pata de Cabra F - Rouleau Dameur Vibratoire à Pieds de Mouton I - Vibrating Sheep's-Foot Roller ROLO TIPO TANDEM Máquina destinada à compactação de solos ou outros materiais, munida de dois E - Rodillo Tandem, Rodillo Estático Tandem F - Rouleau Type Tandem, Rouleau Statique Tandem I - Tandem Roller, Static Tandem Roller ROLO TIPO TANDEM DE TRÊS ROLOS E - Compactadora deTres Rodillos F - Rouleau Trijante I - Tandem Roller ROLO VIBRADOR Equipamento provido de um ou mais cilindros de aço, submetidos a um movimento vibratório, para compactação de solos ou materiais. V. Rolo E - Compactadora Vibradora de Rodillos F - Rouleau Vibro-Compacteur I - Compacting-Vibrating Roller ROLO VIBRATÓRIO V. Rolo Compactador E - Motocompactadora Vibratoria F - Rouleau Vibratoire Automoteur I - Compacting-Vibrating Roller ROLO VIBRATÓRIO DE PNEUS Compactadora E - Compactadora Vibradora de Ruedas Neumáticas, Compactadora Vibradora Llantas de Hule (Cos.), Rodillo Neumático Vibratorio (Méx., Ecu.), Compactadora Vibratoria Neumática (Nic.,Pan.), Compactadora Vibradora con Neumáticos (Per.) F - Rouleau Vibrocompacteur à Pneus I - Compacting - Vibrating, Rubber - Tired Roller ?ROOT THESAURUS? Um dos Thesaurus aprovado pela ISONET e elaborado pelo BSI - British Standard Institution, em francês, inglês, alemão e português (15000 conceitos). V. Thesaurus, V. ISONET e V. Thesaurus E - Root Thesaurus F - Root Thesaurus I - Root Thesaurus ROTA 1) Trajeto rodoviário com pontos definidos de E - Ruta F - Route I - Route, Itinerary, Routing E - Intersección Rotatória, Glorieta Rotonda (Per.) F - Rond-Point I - Traffic Circle, Rotary E - Itinerario F - Itinéraire I - Itinerary, Routing RÓTULA/ROTUNDA Local no qual desembocam, em comum, várias vias e o trânsito é obrigado a circular em E - Intersección Rotatória, Glorieta, Rotonda (Per.) F - Rond-Point I - Traffic Circle, Rotary RUA Via pública para circulação urbana, ladeada total ou E - Calle, Jirón (Per.) F - Rue I - Street RUA DE MÃO-DUPLA Rua de trânsito simultâneo E - Calle de Doble Sentido, Calle de Doble Via (Nic., R.D.) F - Rue à Double Sens I - Two-Way Street RUA DE MÃO-ÚNICA Rua que só permite o trânsito E - Calle de Sentido Único, Calle de una Via (Nic., Pan., R.D., Ven.) F - Rue à Sens Unique I - One-Way Street RUA LATERAL Via de transporte, geralmente construída nas áreas urbanas, adjacentes ou até superposta à área ?non aedificandi? e/ou à faixa lateral de segurança e

RUA LOCAL RUPTURA PLÁSTICA

destinada ao tráfego local, necessariamente usada nas E - Calle Auxiliar Lateral, Calle Lateral (Bol., Per., Ecu.), Paralela (Col.), Calle Marginal (Cos., Nic., Pan., R.D.) F - Voie de Desserte, Rue en Bordure I - Frontage Street RUA LOCAL Rua destinada principalmente a dar E - Calle Local, Calle de Servicio (Nic., Per., R.D.) F - Rue Locale I - Local Street E - Calle Marginal F - Rue Marginale I - Marginal Street RUA OU RODOVIA DE TRÂNSITO INTENSO Rua ou rodovia importante do ponto de vista de trânsito, em geral sem obstruções, às vezes ligando uma E - Calle o Carretera de Tránsito Intenso F - Rue ou Route de Trafic Fort I - Thoroughfare RUA RESIDENCIAL Rua que dá acesso a moradias em bairro exclusivamente residencial. V. Rua e V. Rua E - Calle Residencial F - Route de Desserte, Route Résidentiel I - Estate Road E - Calle Secundaria F - Rue Secondaire I - Secondary Street RUA SEM SAÍDA Rua que tendo acesso por apenas E - Calle Ciega, Calle Sin Salida (Bol., Pan., Per., R.D.), Tapón (Bol.), Calle de Topo (Nic.) F - Impasse I - Dead-end Street, Blind Alley RUA SEM SAÍDA COM RETORNO Rua que tendo acesso por apenas uma extremidade, permite o retorno E - Calle Ciega con Retorno, Calle sin Salida con Retorno, Calle sin Salida (Chi.), Calle con Rotonda (Nic., R.D.), Calle sin Salida con Retorno (Pan.), Calle Ciega (Ven.) F - Cul-de-Sac I - Cul-de-Sac RUGOSIDADE 1) Estado da superfície interna de dutos, que acarreta perda de energia quando do escoamento do líquido de seu interior. 2) Conjunto de desvios que se apresentam em uma superfície, regularmente ou não, e cuja distância geralmente é um múltiplo pequeno de sua profundidade. V. Aspereza. 3) Saliências e reentrâncias conseguidas através de apiloamento, ou de dispositivos ou processos especiais, por ocasião da moldagem de concreto, de maneira a criar irregularidade na superfície da peça. A rugosidade é medida, no caso de peças pré-moldadas de concreto, pela relação entre a altura das saliências ou E - Rugosidad F - Rugosité I - Roughness, Rugosity RUÍDO DE TRÁFEGO Som constituído por certo número de vibrações acústicas emitidas pelos veículos em E - Sonoridad (Circulación) F - Sonorité (Traffic) I - Noise (Traffic) RUMO 1) Ângulo formado entre um alinhamento dado e o alinhamento do Norte Magnético. 2) Direção. Ex.: Rumo E - Rumbo F - Route I - Destination RUMO DO AVIÃO Em fotografia aérea, a linha efetivamente sobrevoada, isto é, o percurso realizado em contraposição com a linha de vôo, ou seja, o curso E - Rumbo del Avión F - Route du Avion I - Real Route RUNOFF/RUN OFF Parte da precipitação pluvial que escorre sobre o terreno em busca de um rio, dreno ou E - Escurrimiento, Derrame, Afluencia F - Ruissèlement I - Runoff RUPTURA 1) Solução de continuidade material provocada pela aplicação de um esforço em um corpo, elemento estrutural, estrutura ou sistema. 2) Falta de continuidade de um aclive numa encosta de vale ou montanha, produzida por influência estrutural, tectônica, erosiva, ou outras. 3) Processo pelo qual um sólido perde a capacidade de transmitir qualquer carga por se dividir em fragmentos individualizados, através de planos de fratura que resultam da aplicação de estados de tensão exteriores, que vencem a resistência do sólido ao tipo de solicitação em causa. 4) Rompimento de uma emulsão asfáltica de forma a E - Rotura F - Rupture I - Rupture, Fracture RUPTURA (SOLO) Ruptura que se verifica sob uma sapata de fundação ou numa encosta, por deslizamento ao E - Rotura (Suelo) F - Rupture (Soil) I - Rupture (Soil) RUPTURA DE ATERRO Solução de continuidade E - Rotura del Terraplén F - Rupture du Remblai I - Embankment Rupture RUPTURA DE MACIÇO V. Deslizamento de E - Ruptura de Talud F - Rupture du Massif I - Slope Failure RUPTURA FRÁGIL 1) Ruptura que se verifica após pequena deformação plástica, em decorrência de formação e crescimento rápido de uma ou mais fissuras (sob atuação de carga crescente) com concentração notável de tensões. Ex.: 2) Ruptura que se inicia em pontos de baixa ductibilidade, propagando-se rapidamente sob tensão relativamente baixa, E - Ruptura Frágil F - Rupture Fragile I - Fragile Rupture RUPTURA PLÁSTICA Ruptura precedida por deformação considerável. Ex.: Elastômero. Ex.: Certos E - Rotura Plástica F - Rupture Plastique

RUPTURA POR EMPENAMENTO (ARQUEAMENTO) RUPTURA POR FLAMBAGEM

I - Plastic Rupture RUPTURA POR EMPENAMENTO (ARQUEAMENTO) Ruptura devida a deformação decorrente de diferenças de temperaturas, eventualmente agravadas pela ação de cargas, no caso de laje de pavimento E - Rotura por Alapeo, Rotura por Estallida (Arg.), Rotura por Dilatación (Cin.), Rotura por Pandeo (Pan., Per.) F - Rupture par Cambrure I - Warfing Rupture RUPTURA POR FADIGA Ruptura de uma peça sob esforços repetidos a uma tensão inferior à resistência obtida E - Ruptura por Fadiga F - Rupture par Fatigue I - Fatigue Rupture, Endurance Rupture RUPTURA POR FLAMBAGEM Instabilidade de um elemento estrutural sujeito à compressão decorrente da E - Rotura por Pandeo (Pan., Per.), Rotura por Alapeo, Rotura por Estallida (Arg.) F - Rupture par Flambage, Rupture par Cambrure I - Buckling Failure, Warfing Rupture

SACO AMORTECEDOR AUTO-INFLÁVEL SARJETA DE ATERRO

S SACO AMORTECEDOR AUTO-INFLÁVEL Saco que se infla automaticamente com ar no instante de uma colisão, reduzindo os efeitos de choque sobre os E - Saco de Aire F - Sac à Air I - Air Bag (Restraint System) SAIA DE ATERRO Superfície do terreno limitada E - Talud de Desmonte F - Talud de Remblai I - Slope of Embankment, Embankment Slope SAIBREIRA Local de extração e fabricação de material E - Mina de Grava, Canteiro de Grava, Gravera, Cascajal F - Gravière, Ballastière I - ?Saibro? Pit, Gravel Pit SAIBRO Material oriundo da decomposição ?in situ?do granito ou do gnaisse com a retirada dos silicatos aluminosos hidratados (argila) que são levados pelas águas, usado no preparo de argamassa para construção e em E - Arenilla, Cascajo, Arenisca F - Gravier I - Gravelly Sandy Soil E - Salida de Agua F - Sortie d'Eau I - Outlet, Outfall SAÍDA DE TRÂNSITO Manobra permitida a uma E - Escape de Tránsito, Salida (Méx., Per.), Carril de Salida (Pan.) F - Dégagement du Trafic I - Exit of Vehicles SANGRA Via de escoamento d'água oriunda de caneleta lateral de estrada de terra ou da sua plataforma, neste caso E - Sangria F - Sangneur I - Earthroad Water Discharge SANGRADOIRO/SANGRADOURO 1) Sulco por onde se desvia água de um corpo d'água. 2) Canal natural que liga dois corpos d'água.V. Sangra. 3) Pequena valeta para evacuar as águas das rodovias. 4) Lugar pelo qual se E - Sangrador, Sangria (Méx., Pan., Per.) F - Sangneur I - Open Drain, Ditch, Grip (Uk) SANIDADE DINÂMICA (DE ROCHA) Relação entre o módulo de Young dinâmico determinado ?in situ? num maciço rochoso e o módulo de Young dinâmico obtido em amostras da rocha correspondente. Trata-se de um E - Sanidad Dinámica de Roca F - Sanité Dynamique de Roche I - Dynamic Soundness (Rock) SANIDADE DO AGREGADO Resistência de agregado à deterioração quando exposto em uma estrutura E - Sanidad del Agregado F - Sanité du Agrégat I - Soundness of an Aggregate SAPATA Elemento de fundação, dimensionado de modo que as tensões de tração nele produzidas requeiram o emprego de armadura. Pode ter espessura constante ou variável, e sua base é normalmente quadrada, retangular ou E - Zapata F - Semelle I - Footing SAPATA ASSOCIADA Fundação comum a vários pilares, cujo centro, em planta, não esteja situado em um E - Zapata Asociada F - Semelle Associée I - Associated Footings SAPATA DE FUNDAÇÃO Elemento estrutural isolado, geralmente de concreto armado, cuja altura é pequena em relação à base e que serve para transmitir E - Base de Fondación F - Base de Fondation I - Foundation Footing SAPATA DE REFERÊNCIA Parte de vibro- acabadora que pode ser usada para ?sentir? o nível de E - Zapata de Referencia F - Fondament de Référence I - Level Indicating Device E - Pilón F - Pilon I - Pestle SAPO VIBRATÓRIO Compactador vibratório operado manualmente, em geral, autopropulsionado e E - Vibrador F - Vibrateur I - Manually Operated Hammer SAPRÓLITO Solo proveniente de alteração ?in situ? da rocha matriz, apresentando vestígios da estrutura dessa rocha (textura e macroestrutura). Os seus minerais, com exceção do quartzo, encontram-se parcial ou totalmente alterados, com eventuais matacões ou lentes de rocha intemperizada. Corresponde a um estágio de evolução do E - Saprolito F - Saprolite I - Saprolite SARJETA Dispositivo de drenagem superficial, construído na plataforma, com a finalidade de conduzir longitudinalmente, para um local próprio, as águas que caem sobre ela (no caso de aterro); ou sobre ela e os taludes, no caso de corte. V. Sarjeta de Corte, V. Sarjeta de Aterro, E - Cuñeta F - Rigole I - Gutter,Surface Water Gutter SARJETA DE ATERRO Sarjeta paralela ao eixo da estrada, que coleta e conduz a água que cai sobre a plataforma a local próprio para o deságue, evitando, assim, E - Cuñeta de Terraplén F - Rigole de Remblai

SARJETA DE CORTE SEGMENTOS-TESTEMUNHA

I - Embankment Gutter SARJETA DE CORTE Sarjeta paralela ao eixo da estrada que coleta a água que cai sobre o talude de corte e eventualmente sobre a plataforma ou parte desta e a conduz E - Cuñeta de Corte F - Rigole de Coupe I - Gutter (Case of a Cutting), Cutting Gutter SARJETA DO CANTEIRO CENTRAL Sarjeta E - Cuñeta de la Faja Divisoria Central F - Rigole de la Bande Centrale I - Central Reserve Gullet, Median Gullet (USA) SAVANA 1) Planície de regiões tropicais de estação seca longa com vegetação característica. 2) Vegetação típica de certas regiões tropicais e não tropicais, consistindo de gramíneas e subarbustos de folhas grandes e duras (e trato baixo) e de árvores baixas, retorcidas e afastadas entre si, de E - Sabana F - Savane I - Immense Plain, Flat Country SAZONALIDADE DO TRÁFEGO Variação E - Trafico Sazonal F - Trafic Saisonnière I - Seasonal Traffic SAZONAMENTO DO CONCRETO (Sin.: Cura E - Curado de Hormigón, Curado de Concreto (Col., Ven.), Curado del Concreto (Pan.) F - Curé de Béton I - Concrete Curing, Curing (Concrete) ?SCANNER? Equipamento utilizado para digitalização de fotografias, textos gráficos e desenhos. Por processo eletrônico de varredura, consegue traduzir os pontos de uma imagem (foto, texto, etc) em sinais digitais, armazenando-os na memória do computador ao qual está ligado. Permite armazenar os sinais digitais em forma de arquivo, para uso E - Scanner F - Scanner I - Scanner ?SCRAPER? Máquina rebocada com dispositivo de comando a cabo ou hidráulico para escavação, transporte e espalhar solos e materiais soltos. (Sin.: Escreiper, E - Trailla, Traila Pala Buey (Chi.), Escrepa (Méx., Nic.), Carriol (Pan.) F - Scraper, Racleur I - Scraper SEBE Cerca de estacas e/ou ripas, entrelaçadas de plantas ou não, ou cerca feita exclusivamente de plantas. V. Cerca E - Sebe F - Haie I - Hedge E - Sebe Viva F - Haie Vive I - Quickset Hedge SECADORA DE AGREGADOS Parte de uma usina asfáltica destinada a secar e aquecer adequadamente E - Secadora, Tambor Secador (Ecu.) F - Essoreuse d'Agrégat I - Aggregate's Dryer, Drier SECAGEM PREMATURA DE ÁGUA DO CONCRETO Eliminação rápida de água do concreto fresco, fenômeno que deve ser evitado através da cura (ou E - Secamiento Prematuro del Hormigón F - Séchage Rapide du Béton I - Concrete Premature Drying SEÇÃO 1) Parte de uma linha de nivelamento, a qual é designada como uma unidade. 2) Cada um dos trechos em que se divide o percurso de uma linha de transporte coletivo, e a partir do qual se renova ou modifica o preço da E - Sección F - Section I - Section SEÇÃO DE ENTRELAÇAMENTO Trecho da E - Sección de Entrecruzamiento F - Section d'Entrecroisement I - Weaving Section SEÇÃO DE VAZÃO Seção que uma ponte, bueiro ou dreno proporciona ao escoamento de um caudal d'água, E - Sección del Caudal F - Section de Débit I - Outlet Section SEÇÃO EM MEIA ENCOSTA/SEÇÃO MISTA Seção transversal de uma via que se entende parte E - Sección a Media Ladera, Sección en Balcon (Méx.), Balcón (Nic.) F - Profil Transversal Mixte I - Cut and Fill Cross Section SEÇÃO TRANSVERSAL Perfil do terreno em direção normal ao eixo de uma rodovia. (Sin.: Perfil E - Sección Transversal F - Section Transversale, Profil en Travers I - Cross-Section SEÇÃO TRANSVERSAL DO PAVIMENTO Seção transversal do pavimento mostrando as suas camadas E - Sección Transversal del Pavimento F - Section Transversale du Revêtement I - Pavement Cross Section SEDIMENTO 1) Material sólido que se acha transitoriamente distribuído na água ou que já se depositou sob ação da força da gravidade. 2) Material originado pela destruição de rocha pré-existente, susceptível de ser E - Sedimento F - Sédiment I - Sediment SEGMENTO CRÍTICO Segmento de rodovia em que se verificam acidentes com muita freqüência. V. Ponto E - Segmento Crítico F - Segment Critique I - Accident Black Segment, Black Segment SEGMENTOS-TESTEMUNHA Segmentos, em geral de 100 m de comprimento cada um, escolhidos de trecho de rodovia considerado homogêneo no que toca à sua superfície, com vistas ao levantamento da condição da E - Segmento-Testigo

SEGREGAÇÃO DE FINOS (DE CONCRETO DE CIMENTO) SEPARAÇÃO ANTES DA BRITAGEM

SEPARAÇÃO DA MISTURA SILTAÇÃO

SEPARAÇÃO DA MISTURA Fenômeno que pode ocorrer em uma mistura, que se caracteriza pelo fato dela deixar de ser homogênea e haver separação dos materiais E - Desmezclado F - Separation de Mélange I - Mixture Separation SEPARAÇÃO DE LIGANTE Remoção (indesejada) de ligante betuminoso da superfície de E - Separación del Ligante F - Desenrobage I - Binder Stripping SEPARAÇÃO DOS FLUXOS OPOSTOS DE TRÂNSITO Operação na qual se utiliza separadores de trânsito para impedir a passagem de veículos de um fluxo E - Séparación de los Flujos de Tránsito F - Séparation des Sens de Circulation I - Separation of Traffic Flows in Opposite Directions SEPARAÇÃO DURANTE A BRITAGEM Operação que envolve aparelhagem especial como grelhas e outras, para a separação de pedras britadas que não precisam passar por britagem secundária ou terciária uma vez que a britagem realizada já resulta em dimensões que se E - Separación Durante la Trituración F - Séparation Pendant Concassage I - Scalping SEPARADOR (PEDRA OU PEDRA BRITADA) Equipamento para separação de pedras grandes demais, pedras cujo tamanho já esteja de acordo com a especificação do produto final e/ou terra, ou sujeita, antes ou durante o processo de britagem, com vistas ao aumento da produção da instalação de britagem e cumprimento de requisitos da especificação. V. Separação E - Separador (Piedras) F - Separateur (Pièrre) I - Scalper, Scalper Unit SEPARADOR DE PISTAS Canteiro central ou outros elementos construtivos que permitem a separação E - Separador de Calzadas F - Terre-plein Central I - Separating Island, Median Central Reserve (USA) SEPARADOR DE TRÁFEGO V. Separador de E - Separador de Trafico F - Séparateur de Trafic I - Traffic Separator SEPARADOR DE TRÂNSITO/SEPARADOR CENTRAL Zona ou dispositivo (e não simples marca), destinado a separar trânsito do mesmo sentido ou de sentidos opostos, impedindo a passagem dos veículos de um E - Separador de Trafico F - Séparateur de Trafic I - Traffic Separator SÉRIE NORMAL DE PENEIRAS Coleção de peneiras de malha quadrada que satisfaz aos requisitos estabelecidos na Norma ABNT - EB-22 (NBR 5734/89) E - Serie Normal de Tamizes F - Série Normale de Tamis I - Standard Test Sieves SERRA 1) Cadeia de montanhas, com muitos picos irregulares, resultando um perfil dentado. 2) Instrumento cortante que tem como peça principal uma lâmina ou disco E - Sierra, Serrucho F - Chaîne de Montagnes, Scie I - Ridge of Mountains, Saw SERRA DE JUNTAS Equipamento utilizado para E - Sierra de Juntas F - Scie de Joints I - Joint Saw SERROTE 1) Denominação no Nordeste Brasileiro de um monte pouco elevado (de 100 a 200 m). 2) Instrumento E - Sierra de Madera, Monte Pequeño F - Tertre, Butte, Égoíne, Égohine I - Hill, Low Mountain, Saw SERVIDÃO DE PASSAGEM 1) Direito de transitar por terreno alheio. 2) Passagem, para uso público ou E - Servidumbre de Pasaje, Derechio de Paso F - Servitude de Passage, Droit d'Usage, Droit de Passage I - Passage Servitude, Easement E - Shovel F - Shovel I - Shovel SICTEX Sistema de Informação Científica e Tecnológica, coordenado pelo MRE - Ministério das Relações Exteriores, encarregado de obter informações bibliográficas no estrangeiro, e fornecê-las aos técnicos e cientistas de E - SICTEX F - SICTEX I - SICTEX SIENITO Rocha plutônica intermediária ou neutra, granular, clara, composta essencialmente de feldspatos alcalinos e anfibólitos, podendo ter pequenas quantidades E - Sienita F - Syénite I - Syenite ?SILL? Ocorrência de rocha ígnea intrusiva, que se aloja ao longo da estratificação ou xistosidade de rocha encaixante ou hospedeira, possuindo, portanto, o aspecto de E - Sill F - Sill I - Sill SILO 1) Caixa de forma tronco-piramidal ou tronco- cônica invertida, com abertura regulável na parte inferior, para armazenar e distribuir materiais a granel. 2) Depósito para armazenamento de materiais, em geral dotado de E - Tolva F - Trémie I - Hopper, Storage Bin, Silo, Bin SILTAÇÃO 1) Depósito ou acumulação de silte em 2) Assoreamento de reservatórios, imediatamente à montante das represas ou de outros locais de barragem do fluxo fluvial, por partículas finas que variam desde argila E - Sedimentación F - Siltation

SILTE SISTEMA ARTERIAL PRINCIPAL

I - Siltation, Silting, Silting Up SILTE 1) Material sedimentar constituído de pequenas partículas de minerais diversos de tamanho entre 0,05 mm e 0,005 mm. 2) Sedimento transportado ou depositado por E - Silt F - Silt I - Silt, Rock Flower SINAL DE TRÂNSITO Dispositivo instalado no nível da pista, sobre ela ou adjacente, destinado a regulamentar, informar ou advertir o trânsito mediante E - Señal de Tránsito, Señal (Tránsito) (Per.) F - Panneau de Signalisation I - Traffic Sign SINALIZAÇÃO Conjunto dos sinais destinados a E - Señalización F - Signalisation I - Signs or Markings SINALIZAÇÃO DE ADVERTÊNCIA Sinalização com considerável antecipação, em geral referente a impedimento de faixa para restauração, devido a E - Señal de Advertencia F - Signalisation Avanceé, Présignalisation I - Advance Signing SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA Sinalização E - Señalización de Emergencia F - Signalisation de Émergence I - Emergency Signalizing SINALIZAÇÃO DE OBRAS Sinalização que informa sobre obras ou serviços de reparação em E - Señalización de Cantero F - Signalisation des Ouvrages I - Job Signalizing SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO Conjunto de processos de comunicação visual e/ou sonora, pelos quais as autoridades de trânsito informam aos usuários o modo de tornar mais seguras as operações nas redes viárias, além de permitir o aumento das vazões das vias públicas, pelo E - Señalización de Circulación F - Dispositif de Signalisation I - Traffic Control Devices SINALIZAÇÃO HORIZONTAL Processo de sinalização, constituído por marcas executadas no plano horizontal, destinado a regulamentar, advertir ou indicar o trânsito de veículos e pedestres, no uso das vias, de forma E - Marcas para el Trafico, Señalización Horizontal F - Marques de Signalisation, Signalisation Horizontale I - Horizontal Markings SINALIZAÇÃO SUSPENSA 1) Pórtico, em geral de aço, (que dá passagem ao trânsito) no qual se acham afixados semáforos. 2) Sinal para comando de trânsito E - Señalización Suspensa F - Panneaux sur Portique I - Overhead Traffic Sign SINALIZAÇÃO TURÍSTICA Sistema de sinais desenvolvido pela EMBRATUR - Empresa Brasileira de Turismo, para indicar de modo claro e direto a existência de atrativos turísticos. Este sistema se acha definido no Manual de Sinalização Turística editado pela EMBRATUR.

E - Señalización para Turistas F - Signalisation pour Tourisme I - Touristic Signing SINALIZAÇÃO URBANA Sinalização viária E - Señalización Urbana F - Signalisation Urbaine I - Urban Signaling SINALIZAÇÃO VERTICAL Processo de sinalização, constituído por dispositivos montados sobre suportes, no plano vertical, fixos ou móveis, por meio dos quais são dados avisos oficiais, através de legendas ou símbolos, com o propósito de regulamentar, advertir ou indicar, quanto ao uso das vias pelos veículos e pedestres, E - Señalización Vertical, Cartel de Trafico F - Panneau de Signalisation, Signalisation Verticale I - Vertical Signalling SINALIZAÇÃO VIVA Sinalização que utiliza E - Señalización Viva F - Signalisation Vive I - Quickset Signalling SISTEMA ARSO-DISNET (AFRICAN REGIONAL STANDARDIZATION ORGANIZATION) Sistema de informação especializado da Organização Regional Africana de E - Centro de Información Arso-Disnet F - Centre d'Information Oran-Disnet I - Arso-Disnet Information System SISTEMA ARTERIAL (DE RODOVIAS) Conjunto de rodovias compreendidas na classificação funcional de rodovias, que proporciona um alto nível de mobilidade de grandes volumes de trânsito, constituído de rodovias arteriais principais, rodovias primárias e rodovias arteriais secundárias. V. Rodovia Arterial Principal, E - Sistema Arterial de Caminos F - Système Arteriel Routier I - Arterial Highway System SISTEMA ARTERIAL DE VIAS RURAIS Sistema que se caracteriza por proporcionar alto nível de mobilidade para grandes volumes de tráfego. Sua principal função é atender a longa distância interestadual ou internacional; podendo ocasionalmente servir ao tráfego local. O sistema arterial subdivide-se nos seguintes subsistemas: a) arterial principal; b) arterial primário; c) arterial secundário.V. Classificação Funcional das Vias E - Sistema Arterial de Vias Rurales F - Système Arteriel de Routes Rurales I - Arterial System of Rural Roads SISTEMA ARTERIAL PRIMÁRIO Conjunto de rodovias arteriais primárias. V. Rodovia Arterial Primária e E - Sistema de Carreteras Arteriales Primarias F - Système des Routes Arterielles Primaires I - Primary Arterial Highway System SISTEMA ARTERIAL PRINCIPAL Conjunto de rodovias arteriais principais. V. Rodovia Arterial Principal e E - Sistema de Carreteras Arteriales Principal F - Système des Routes Arteriélles Principaux I - Principal Arterial Highway System, Main Arterial Highway System

SISTEMA ARTERIAL SECUNDÁRIO SISTEMA DE VIAS LOCAIS

SISTEMA ARTERIAL SECUNDÁRIO Conjunto de rodovias arteriais secundárias. V. Rodovia Arterial E - Sistema de Carreteras Arteriales Secundarias F - Système de Routes Arteriélles Secondaires I - Secondary Arterial Highway System SISTEMA CARTOGRÁFICO 1) Conjunto de especificações que normalizam a organização de um grupo coerente de cartas. 2) Conjunto de cartas instituídas de E - Sistema Cartografico F - Système Cartographique I - Cartographic System SISTEMA COERENTE DE UNIDADES DE MEDIDA Segundo a Portaria nº 155, de 1986, do INMETRO, é o sistema de unidades composto de um grupo E - Sistema Coherente de Unidades F - Système Cohérent d'Unités I - Coherent System of Units SISTEMA COLETOR DE RODOVIAS Conjunto de rodovias que proporcionam mobilidade e acessibilidade dentro de uma área específica, constituindo-se em uma malha contínua, possibilitando a ligação de áreas rurais aos centros municipais e à malha do Sistema Arterial, Sistema Arterial, V. Rodovia Primária, V. Rodovia E - Sistema Coletor de Caminos F - Système Collecteur Routier I - Highway Collector System SISTEMA COLETOR DE VIAS RURAIS Sistema que se caracteriza por atender a núcleos populacionais ou centros geradores de tráfego de menor vulto, não servidos pelo sistema arterial. A função deste sistema é proporcionar mobilidade e acesso dentro de uma área específica, formando assim uma rede contínua que possibilite a ligação de áreas rurais e centros municipais à malha arterial, estabelecida de acordo com a distribuição e concentração das atividades. O sistema coletor subdivide-se nos seguintes subsistemas: a) coletor primário; b) coletor E - Sistema de Vías Rurales Colectoras F - Système Collecteur de Routes Rurales I - Collecting System of Rural Roads SISTEMA COLETOR PRIMÁRIO Conjunto de E - Sistema de Carreteras Colectoras Primarias F - Système Collecteur Primaire I - Primary Collecting Highway System SISTEMA COLETOR SECUNDÁRIO Conjunto de rodovias secundárias de um Sistema Coletor de Rodovias. V. Sistema Coletor de Rodovias e V. Rodovia E - Sistema de Carreteras Colectoras Secundarias F - Système Collecteur Secondaire I - Secondary Collecting Highway System SISTEMA COORDENADO (DE SINALIZAÇÃO) Sistema constituído por dois ou mais E - Funcionamiento Coordinado de Señalización F - Système Coordené de Signalisation I - Coordinated Control (Signalizing) SISTEMA DE DRENAGEM Sistema adotado para escoamento de águas superficiais ou subsuperficiais, com vistas a assegurar a estabilidade de maciços ou do leito de E - Sistema de Drenaje F - Système de Drainage I - Drainage System SISTEMA DE NORMAS BRASILEIRAS Conjunto de normas brasileiras antigamente classificadas pelo CONMETRO em Compulsórias (NBR 1), Referendadas (NBR 2), Registradas (NBR 3), Probatórias (NBR 4) e, em Resoluções nºs 01 e 02, de 6 de janeiro de 1992, do CONMETRO, todas as normas elaboradas pela E - Sistema de Normas Brasileñas F - Système de Normes Brésiliennes I - Brazilian Standard System SISTEMA DE NORMAS DO DNER Conjunto de normas para procedimentos técnicos e de uso administrativo, elaboradas ou adotadas pelo DNER e E - Sistema de Normas del DNER F - Système de Normes du DNER I - DNER Standard System SISTEMA DE NORMAS INTERNACIONAIS Conjunto de normas elaboradas por organismos internacionais tais como a Organização Internacional de Normalização (ISO) e a Comissão Eletrotécnica E - Sistema de Normas Internacionales F - Système de Normes Internationales I - System of International Standards SISTEMA DE NORMAS NACIONAIS Conjunto de normas elaboradas pela ABNT, Fórum Nacional de E - Sistema de Normas de la ABNT F - Système de Normes de l'ABNT I - ABNT Standard System SISTEMA DE NORMAS PAN-AMERICANAS Conjunto de normas elaboradas pela Comissão Pan- E - Sistema de Normas Panamericanas F - Système de Normes Panaméricaines I - System of Pan-American Standards SISTEMA DE REBAIXAMENTO DE LENÇOL D'ÁGUA Sistema utilizado para rebaixamento de lençol d'água. V. Rebaixamento de Lençol E - Sistema de Rebajamiento de Agua F - Système de Rabaissement de la Nappe d'Eau I - Watertable Lowering System SISTEMA DE UNIDADES Conjunto de unidades adotadas para medidas das diversas unidades. V. Sistema E - Sistema de Unidades F - Système d'Unités I - System of Units SISTEMA DE VIAS EXPRESSAS Sistema constituído por vias de duas ou mais pistas para cada sentido, todas com pelo menos duas faixas de tráfego, sendo o acesso total ou parcialmente controlado. Subdivide-se o sistema em: vias primárias (Freeways) e secundárias (Expressways). V. Via expressa. V. Classificação Funcional E - Sistema de Vías Expressas F - Système de Routes Urbaines Exprèsses I - Expressway System, Urban Motorway System SISTEMA DE VIAS LOCAIS Sistema formado por todas as ruas usadas para acesso direto às áreas residenciais,

SISTEMA DE VIAS URBANAS ARTERIAIS SISTEMA NACIONAL DE VIAÇÃO

SISTEMA PROGRESSIVO (DE SINALIZAÇÃO) SÓLIDOS INFLAMÁVEIS (CARGA PERIGOSA)

F - Système National de Transports I - National Transport System SISTEMA PROGRESSIVO (DE SINALIZAÇÃO) Sistema coordenado, em uma determinada via, na qual o direito de passagem é escalonado para permitir uma marcha contínua de um grupo de veículos, ao longo da via, a uma velocidade determinada, que pode variar em função do tempo ou do espaço. Ex.: E - Sistema Progressivo F - Système Progressif I - Progressive System (Signalization) SISTEMA RODOVIÁRIO Sistema constituído de E - Sistema de Carreteras F - Système Routier I - Highway System SISTEMA TÉCNICO DE UNIDADES Sistema frequentemente utilizado nos problemas de hidráulica, no qual as unidades fundamentais são: Comprimento: Metro (m). Massa: UTM = 9,81 kg. Força: Quilograma-força E - Sistema Técnico de Medidas F - Système Téchnique de Mésures I - Technical Measurement System SISTEMA TRADICIONAL DE UNIDADES DOS U.S.A. Sistema de unidades que se utiliza nos U.S.A. junto com o sistema métrico, e que gradualmente, I - U.S.A. Customary System SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS (S.U.C.S.) Baseia-se na identificação de solos de acordo com as suas qualidades de textura e plasticidade e grupa-os conforme seu comportamento no campo. Considerando-se as percentagens de pedregulhos, areia e finos (fração que passa na peneira nº 200 silte e argila; forma da curva granulométrica e características de plasticidade e E - Sistema Unificado de Clasificación de Suelos F - Système Unifié de Classification de Sols I - Unified System of Soils Classification SITAL 1) Produto artificial de escória e areia, que pode alcançar uma resistência à compressão de 500 MPa a 650 MPa, uma resistência à temperatura de até 750 ºC e higroscopia praticamente nula. 2) Produto artificial de escória e areia, com massa específica aparente entre 2500 kg/m3 e 2650kg/ m3, resistência à compressão entre 500 e E - ?Sital? F - ?Sital? I - ?Sital? SMECTITA (ARGILA) Grupo de solo fino constituído de montmorilonita, bentonita, tendo diâmetro médio maior que 10 mm, altamente expansivo, muito plástico, impermeável e tendo área específica de ordem de E - Semectita F - Sméctite I - Smectite SOBREFURAÇÃO 1) Perfuração de furo de sondagem coaxialmente com outro de diâmetro menor. 2) E - Sobrefuración F - Surforation I - Overcoring SOBRELAJE Camada de concreto em geral de 3 a 7 cm de espessura, aplicada sobre a laje do tabuleiro de ponte, com características especiais, servindo de pista de E - Sobrelosa F - Surdalle I - Overlaying Pavement E - Sobrecarga F - Surcharge I - Surcharge, Overload SOBREFRAGMENTAÇÃO Fenômeno de ruptura excessiva de um maciço rochoso, provocado pelo excesso de carga explosiva utilizada para o seu desmonte, ou devido E - Sobre-excavación F - Surabattage I - Overbreak SOFTWARE Programas, processos e rotinas que E - Software F - Logiciel I - Software SOLAPAÇÃO/SOCAVAÇÃO Retirada de material debaixo de elemento construtivo ou barranco de rio, tendo E - Socavación F - Creusement I - Undermining SOLAPAMENTO Efeito da retirada ou saída de solo de perto ou por baixo de uma fundação ou elemento E - Socavación, Escavación F - Creusement I - Undermining SOLEIRA Parte inferior da boca de bueiro. V. Bueiro e E - Solera de la Alcantarilla F - Seuil du Ponceau I - Culvert Threshold SOLEVAMENTO Pequena elevação do revestimento E - Solevamiento, Solevación F - Soulèvement I - Uplift (Pavement) SOLICITAÇÃO (CRÍTICA) DE E - Carga de Pandeo F - Charge de Flambage, Charge Critique de Flambage I - Buckling Load SOLICITAÇÃO DA RODOVIA AO AMBIENTE Solicitação que consiste na quantidade de terreno necessário, na agressão ao solo, na derrubada de E - Solicitación al Ambiente (Carretera) F - Agression du Milieu I - Environment Solicitation, Environment Aggression (Highway) SÓLIDOS INFLAMÁVEIS (CARGA PERIGOSA) Sólidos não classificados como explosivos que, nas condições normais de transporte, podem inflamar E - Solidos Inflamables F - Solides Inflammables

SOLIDUTO SOLO RESIDUAL

I - Inflammable Solids ( Dangerous Freight ), Flammable Solids (Dangerous Freight) SOLIDUTO Canalização utilizada para transporte de E - Ducto para Solidos F - Conduit pour Transport de Solides I - Pipeline for Solids SOLO Material existente na crosta terrestre proveniente da decomposição e/ou desagregação ?in situ? das rochas pela ação do intemperismo, constituído de 3 fases (sólida, E - Suelo F - Sol I - Soil SOLO ALÓCTONE Solo formado de elementos exógenos, por efeito de transporte de material de outras E - Suelo Transportado F - Sol Transporté I - Allochtonous Soil SOLO ALUVIAL/SOLO ALUVIONAR/SOLO ALUVIONÁRIO Solo constituído de detritos ou sedimentos que foram desprendidos de outras áreas mais altas e depositados em zonas mais baixas. (Sin.: Solo E - Suelo Aluvial F - Sol Alluvial I - Alluvial Soil, Alluvial Deposit SOLO AMOLGADO Solo que sofreu quebra na sua E - Suelo Abollado F - Sol Froissée I - Squashed Soil SOLO ANISOTRÓPICO/SOLO ANISÓTROPO Solo que apresenta em qualquer ponto de sua massa, propriedades diferentes em diferentes E - Suelo Anisotropico F - Sol Anisotrope I - Anisotropic Soil, Aeolotropic Soil E - Suelo Arenoso F - Sol Sablonneux I - Sandy Soil SOLO ARGILOSO Solo com teor ponderável de argila E - Suelo Arcilloso F - Sol Argileux I - Clay Soil SOLO BRANDO Termo usado em Portugal para E - Suelo Blando F - Sol Mou I - Soft Soil SOLO COESIVO Solo que apresenta uma resistência considerável quando seco ao ar e uma resistência pouco E - Suelo Cohesivo F - Sol Cohérent I - Cohesive Soil SOLO COMPRESSÍVEL Solo que tem a E - Suelo Compresivo F - Sol Compressible I - Compressible Soil SOLO DE FUNDAÇÃO 1) Solo ou rocha que se acha na zona de influência da fundação de uma obra. 2) E - Suelo de Fundación F - Sol de Fondation I - Foundation Soil SOLO ELUVIAL Solo formado pela degradação e E - Eluvión (Suelo) F - Éluvion (Sol) I - Eluvium (Soil) SOLO ERODÍVEL Solo que tem a propriedade de se desagregar quando submetido à ação dos agentes E - Suelo Sujeto a Erosión F - Sol Sujet à Erosion I - Erodible Soil SOLO GRANULAR ESTABILIZADO COM CLORETO DE CÁLCIO Material que, devido à adição de cloreto de cálcio, oferece melhor resistência à E - Suelo Granular Estabilizado con Cloruro de Calcio F - Empierrement Traité au Chlorure de Calcium I - Wellgraded Aggregate Treated with Calcium Chloride SOLO GRANULAR MELHORADO OU ESTABILIZADO COM LIGANTE HIDRÁULICO Resultado do tratamento de solo granulado selecionado ou natural, cuja composição granulométrica esteja de acordo com dada faixa granulométrica, que tenha a densidade e a resistência à compressão requeridas e que é utilizada em sub-bases e E - Suelo Granular Estabilizado con Ligante Hidráulico F - Grave Traité aux Liants Hydrauliques I - Granular Material Bound with Water Activated Binders SOLO GRANULAR PULVERULENTO Solo que apresenta uma resistência à compressão simples, pequena ou nula quando secado ao ar, e uma coesão desprezível ou nula quando submerso. Obs.: Este é, às E - Suelo Granular en Polvo F - Sol Pulvérulent I - Granular Grinding Soil SOLO LATERÍTICO Solo típico das regiões tropicais quentes e úmidas e cuja fração argilosa tem uma relação molecular SiO2/Fe2O3 menor ou igual a 2, e apresenta baixa E - Suelo Laterítico F - Sol Latéritique I - Lateritic Soil SOLO NATURAL 1) Solo tal qual como se acha na natureza. 2) Solo como se apresenta na natureza, isto é, não E - Suelo Natural F - Terrain Naturel I - Natural Ground SOLO POROSO Solo que possui alto índice de vazios, E - Suelo Poroso F - Sol Poreux I - Porous Soil SOLO RESIDUAL Solo formado ?in situ? pela decomposição da rocha matriz, proveniente da ação de intemperismos físicos ou químicos. Pode ocorrer em vários E - Suelo Residual

SOLO SILTOSO SONDAGEM A TRADO

F - Sol Résiduel I - Residual Soil SOLO SILTOSO 1) Solo que contém no mínimo 80% de silte e no máximo 12% de argila. 2) Solo com teor E - Suelo Siltoso F - Sol Silteux I - Silty Soil SOLO VERMELHO TROPICAL Solo de clima tropical chuvoso, constituído principalmente de óxido de E - Suelo Rojo Tropical F - Sol Rouge Tropical I - Red Tropical Soil SOLO-BETUME/SOLO ASFÁLTICO Mistura de asfalto diluído ou emulsão asfáltica e solo, no local de aplicação ou em equipamento especial, seguida de E - Suelo-Bitum F - Sol-Bitumen I - Soil-Bitumen SOLO-BRITA Mistura de solo com pedra britada, para E - Suelo de Piedra Triturada F - Sol de Pierre Concassée I - Soil with Crushed Stone SOLO-CAL Mistura de solo, cal e água, e às vezes de E - Suelo-Cal F - Sol-Chaux I - Lime-Soil SOLO-CIMENTO 1) Solo estabilizado por adição de cimento, cuja resistência à compressão, aos 7 (sete) dias, deve ser superior a 21 kgf/cm2. 2) Mistura íntima compactada de solo, cimento e água utilizada na infra- E - Suelo-Cemento F - Sol-Ciment I - Soil Cement SOLO-LIGANTE Porção do solo abaixo da peneira nº E - Suelo Ligante F - Sol Liant I - Binding Soil SOLOS DE INTEMPERIZAÇÃO TROPICAL NÃO LATERÍTICOS Solos nos quais a relação: (Si E - Suelos de Intemperización Tropical non Lateríticos F - Sols d'Intemperisation Tropical non Latéritiques I - Weathered Tropical Non-lateritic Soils SOLOS FINOS DE COMPORTAMENTO LATERÍTICO Solos finos passíveis de uso em sub- bases e bases de pavimento (exceto tráfego pesado), de acordo com especificações apropriadas. V. Materiais E - Suelos Finos de Comportamiento Lateritico F - Sol Fin avec Conduite Latéritique I - Fine Soils with Lateritic Behaviour SOLOS GRAÚDOS DE COMPORTAMENTO LATERÍTICO Solos graúdos passíveis de uso em sub- bases e bases de pavimento (inclusive tráfego pesado) e agregados graúdos, em forma de pisólitos lateríticos (obtidos por lavagem e peneiramento) para camadas asfálticas, inclusive tratamentos superficiais e para concreto de cimento Portland, de acordo com especificações apropriadas. V. Materiais Lateríticos. V. Comportamento E - Suelos Gruesos de Comportamiento Laterítico F - Sol Gros avec Conduite Latéritique I - Coarse Soils with Lateritic Behaviour SOLOS MOLES Solos de baixa consistência, altamente deformáveis, em geral com alto teor de umidade e constituído de argila ou matéria orgânica. Obs.: Os solos moles, em geral, são removidos (com dragline, retroescavadeira) e substituídos por material inerte, antes da E - Suelos Moles F - Sols Mous I - Weak Soils SONDA 1) Máquina ou instrumento de perfuração de solos e rochas de diferentes naturezas. 2) Aparelho com que E - Sonda F - Sonde I - Boring Equipment SONDA A PERCUSSÃO Tipo de sonda em que a E - Sonda a Percusión F - Sonde de Percussion I - Percussion Drill SONDA DO TIPO IPT RAYMOND Consta de uma haste de tubo galvanizado de 1? de diâmetro interno, tubo de lavagem formado por segmentos de 8,00 m, cruzeta, manga horizontal, bomba manual e mangueira para injetar água no furo por meio de um tubo-guia. Os diâmetros externo e interno do amostrador são, respectivamente, E - Sonda del Tipo IPT F - Sonde du Type IPT I - IPT Type Drill SONDA PNEUMÁTICA Consiste de um martelo pneumático especial montado sobre tripés providos de pesos para dar estabilidade ao conjunto (são usadas perfuratrizes 84 E - Sonda Neumática F - Sonde Pneumatique I - Pneumatic Drill SONDA ROTATIVA Sonda acionada por motor térmico a óleo ou gasolina que se destina à prospecção de grande profundidade extraindo amostras indeformadas em E - Sonda de Rotación F - Sonde Rotatif I - Rotary Drill SONDAGEM 1) Processo de investigação de subsuperfície que, quando permite o recolhimento de amostras de solo e de rocha, denomina-se sondagem mecânica e que, quando não permite qualquer espécie de amostragem, denomina-se sondagem geofísica. 2) Processo de pesquisa de subsolo por método geofísico (eletrorresistividade ou sismografia). 3) Método de pesquisa que consiste em recolher dados parciais que permitam um E - Sondeo F - Sondage I - Sounding, Research SONDAGEM A TRADO Sondagem clássica que As duas primeiras, na prospecção expeditas das jazidas e, a última, o tradicional trado de carpinteiro, adaptado ao uso em material terroso, tendo a rosca guia com diâmetro de 1 ½?. A haste do tubo galvanizado de 1? de diâmetro e

SONDAGEM DE IDENTIFICAÇÃO SUBSISTEMA ARTERIAL SECUNDÁRIO DE VIAS RURAIS

SUBSISTEMA COLETOR PRIMÁRIO SUPERFÍCIE ANTIDERRAPANTE (CONCRETO)

sistemas superiores, atenda essencialmente à função mobilidade. De um modo geral, devem conectar cidades com população acima de 10 mil habitantes, desde que não estejam servidas por rodovias de nível superior. V. Rodovia Arterial Secundária. V. Classificação Funcional das Vias E - Subsistema Arterial Secundario de Vías Rurales F - Subsystème Arteriel Secondaire de Routes Rurales I - Secondary Arterial Subsystem of Rural Roads SUBSISTEMA COLETOR PRIMÁRIO Subsistema do sistema coletor, formado pelas vias rurais com a função de atender ao tráfego intermunicipal, proporcionando mobilidade e acesso dentro de uma área específica estadual. Devem comportar-se como alimentador do sistema arterial e, de um modo geral, conectar cidades acima de 5 mil habitantes, desde que não estejam servidas por rodovias de nível superior. V. Sistema Coletor de Vias E - Subsistema Colector Primario de Vías Rurales F - Subsystème Collecteur Primaire de Routes Rurales I - Primary Collecting Subsystem of Rural Roads SUBSISTEMA COLETOR SECUNDÁRIO Subsistema do sistema coletor, formado pelas vias rurais com a função de proporcionar mobilidade e, essencialmente, o acesso às áreas dentro do estado. De um modo geral, deve servir centros com população acima de 2 mil habitantes, sedes municipais que não estejam servidas por rodovias de nível superior, bem como grandes áreas de baixa densidade populacional que não estejam servidas por outras rodovias arteriais e coletoras primárias. V. Sistema Coletor de Vias Rurais. V. Classificação Funcional de Vias E - Subsistema Colector Secundario de Vías Rurales F - Subsystème Collecteur Secondaire de Routes Rurales I - Secondary Collecting Subsystem of Rural Roads SUBSISTEMA DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE (MNQ), DO DNER Subsistema do DNER integrado pelos órgãos de execução descentralizada, isto é, Diretorias, que, por sua vez, têm como órgão normativo o Conselho Administrativo e, como órgão central de coordenação e controle a DrDTc (IPR) a cujo cargo se acham os serviços metrológicos, a informação, a normalização e a gestão da qualidade de E - Subsistema del DNER para Metrologia, Normalización y Calidad F - Sous-Système de Métrologie, Normalisation et Qualité du DNER I - Subsystem of the DNER for Metrology, Standardization and Quality SUBSISTEMA DE VIAS EXPRESSAS PRIMÁRIAS (FREEWAYS) Subsistema, no qual todas as interseções são de níveis diferentes e todas as vias têm controle total dos acessos. Atendem exclusivamente ao E - Subsistema de Vías Expresas Primarias (Freeways) F - Subsystème de Route Urbaines Primaires I - Subsystem of Freeways SUBSISTEMA DE VIAS EXPRESSAS SECUNDÁRIAS (EXPRESSWAYS) Subsistema constituído por vias tendo algumas interseções em nível e controle parcial de acessos. Atendem preferencialmente ao tráfego de passagem. É permitido o uso da via para o transporte coletivo, não somente para ônibus interestaduais e intermunicipais, como também para urbanos, desde que os pontos de parada se localizem nas pistas laterais ou marginais, providos de todos os requisitos de segurança E - Subsistema de Vías Expresas Secundarias (Expressways) F - Subsystème de Routes Urbaines Secondaires I - Subsystem of Secondary Expressways SUBSISTEMA DE VIAS URBANAS COLETORAS PRIMÁRIAS Parte de vias coletoras de maior capacidade que, tendo continuidade, permitem transporte coletivo. V. Classificação Funcional de Vias E - Subsistema de Vías Urbanas Colectoras Primarias F - Subsystème de Routes Urbaines Collecteurs Primaires I - Subsystem of Primary Collecting Urban Roads SUBSISTEMA DE VIAS URBANAS COLETORAS SECUNDÁRIAS Parte das vias coletoras de menor capacidade, nas quais o transporte coletivo não é recomendado. V. Classificação Funcional das E - Subsistema de Vías Urbanas Colectoras Secundarias F - Subsystème de Routes Urbaines Collecteurs Secondaires I - Subsystem of Secondary Collecting Urban Roads SUBSOLO Parte do solo que fica abaixo da camada E - Subsuelo F - Sous-sol I - Subsoil SUBTRECHO (DE RODOVIA) Uma parte de um E - Subtrecho (Carretera) F - Subpartie d'une Route I - Substretch (Highway) SUM Sistema único de módulos que reúne o módulo básico (1M) e seus derivados, base metodológica para padronizar as dimensões no projeto de componentes para construção e no projeto de edificações, com vistas a permitir intercambialidade e economia. Ex.: 1M = 10 cm. Ex.: 1M = E - Sistema SUM, Sistema Único de Módulos F - Système Unique Modulé I - Unified Modular System SUMIDOURO 1) Abertura por onde um líquido se escoa, podendo tratar-se de um rio (ou riacho) que desaparece terra a dentro, ressurgindo em outros sítios mais baixos. (Sin.: Grunado, Sin.: Escondido e Sin.: Itararé). 2) E - Sumidero F - Égout I - Sump, Sink SUPERELEVAÇÃO Inclinação transversal da pista nas curvas horizontais para compensar o efeito da força E - Peralte, Sobreelevación (Méx.) F - Dévers I - Superelevation SUPERESTRUTURA Parte de uma estrutura acima E - Superestructura F - Superstructure I - Superstructure SUPERFÍCIE ANTIDERRAPANTE (CONCRETO) Superfície rugosa de concreto resultante do uso de concreto antiderrapante ou de tratamento da superfície. V. Concreto Antiderrapante, V. Tratamento Antiderrapante e V. Camada Antiderrapante.

SUPERFÍCIE DE NÍVEL SUPORTE DO SOLO

E - Superficie Antideslizante, Superficie Antiderrapante (Méx.) F - Surface Antiderapant I - Nonskid Surface SUPERFÍCIE DE NÍVEL Superfície que é normal à vertical que por ela passa, e cuja interseção com a superfície E - Superficie de Nivel F - Surface de Niveau I - Level Surface SUPERLARGURA Acréscimo da largura da pista, ao longo das curvas de concordância horizontal, para proporcionar acomodação e segurança aos veículos que nela E - Sobreancho, Ampliación (Méx., Per.) F - Élargissement I - Widening SUPERVISÃO 1) Ação de direção, orientação e inspeção, de responsabilidade da empresa produtora ou prestadora de serviços, concernentes a bem a ser fornecido ou serviços a serem prestados a terceiros. 2) Fiscalização técnica e fiscalização administrativa, quando a cargo de uma firma consultora para tal fim contratada pelo DNER - Departamento Nacional de Estradas de Rodagem e única responsável perante o DNER por ambas as funções. 3) Direção, orientação e inspeção por parte de uma pessoa (supervisor) das atividades de terceiros. Estes devem referir- se diretamente ao supervisor. 4) Termo impropriamente utilizado para significar acompanhamento de obra por parte E - Supervisión F - Supervision I - Supervision SUPLEMENTO (ESTACA) Haste que se coloca entre o pilão e a estaca e que serve para transmitir a esta as E - Dolly F - Dolly I - Follower, Dolly SUPORTE DO SOLO Capacidade de carga de dado solo a ser considerada no dimensionamento de fundações e E - Soporte del Suelo F - Support du Sol I - Support of Soil

T.R.R.L. - TRANSPORT AND ROAD RESEARCH LABORATORY TAMPÃO

T ?T.R.R.L. - TRANSPORT AND ROAD RESEARCH LABORATORY? Instituto de Pesquisas de Transporte e Rodovias do Reino Unido, fundado em 1933, atualmente sob a sigla TRL ?Transport E - TRRL F - TRRL I - Transport Research Laboratory (Uk) TABATINGA Argila sedimentar, mole, untuosa, e com E - Tipo de Arcilla F - Sorte d'Argile I - Certain Kind of Clay TABELA Registro ordenado de valores, em geral sob forma de quadro com cabeçalho e casas formadas por linhas E - Cuadro F - Table, Tableau I - Table TABELA DE CORREÇÃO (INSTRUMENTO) Tabela que corresponde à curva de calibração de E - Tabla de Calibración F - Table de Correction I - Calibration Table TABELA DE PREÇOS Relação de preços por E - Lista de Precios F - Tableau de Prix I - Price List TABULEIRO 1) Lajes e vigas secundárias que transferem as cargas atuantes para o vigamento principal de uma ponte. 2) Parte da superestrutura de uma ponte que E - Tablero (Puente), Super Estructura (Cos.) F - Tablier I - Bridge Deck TACHAS Marcas, em geral metálicas, rígidas e salientes, E - Hito, Clavo F - Plot, Clou I - Button TACHAS DE DEMARCAÇÃO Dispositivos delineadores de faixas dispostos em série, com formato circular ou quadrado, constituídos por materiais diversos (geralmente plásticos, metálicos ou de porcelana) destinados a serem sobrepostos ou incrustados parcialmente nos pavimentos, e geralmente providos de material capaz de refletir a luz dos faróis dos veículos ou de iluminação E - Clavo, Hito, Clavo (Trânsito) (Arg.), Botón (Ecu., Gua., Nic.) Tachuela (Méx., Pan.) F - Clou Indicateur I - Button for Marking TACO DE CONCRETO Peça de concreto utilizada E - Tarugo de Concreto F - Cheville de Concret I - Steel Spacer TACÓGRAFO Aparelho que registra velocidade. (Sin.: E - Tacógrafo F - Tachographe I - Tachograph TACÔMETRO Instrumento obrigatório em veículo para E - Tacómetro F - Tachomètre, Control de Vitesse I - Tachometer, Speedometer TALUDAR Fazer taludes em terrapleno (ou camadas de E - Hacer un Talud F - Taluter I - To Perform a Slope Cutting TALUDE 1) Superfície inclinada de qualquer parte da superfície terrestre. V. Encosta. 2) Terreno inclinado, superfície inclinada (aterro ou escavação). 3) Inclinação da superfície de um terreno, do solo em uma escavação ou aterro, de um muro. 4) Superfície definida pela área de acabamento de um corte ou aterro, formando um ângulo com o plano vertical, que é medido pela tangente deste E - Talud F - Talus I - Slope TALUDE ESCALONADO Talude em geral alto, em que se praticam banquetas, com vistas à redução da E - Terminado en Peldaños, Acabados en Peldaños F - Finissage en Marches I - Slope in Steps TALUDE NATURAL 1) Talude que se forma naturalmente quando se movimenta terra. 2) Talude que se E - Talud de Reposo F - Talus Naturel I - Natural Slope TÁLUS Depósito de sopé de escarpas, resultante da ação da gravidade sobre fragmentos rochosos soltos, E - Talus F - Éboulis de Pente I - Talus, Rubble TALVEGUE Linha ou lugar geométrico dos pontos mais baixos do fundo de uma grota, de um vale ou de um curso E - Thalweg F - Thalweg I - ?Thalweg?,Valley Line TAMBORES DE SEGURANÇA (AMORTECEDORES DE CHOQUE) Tambores que se utilizam para formação de barreira de amortecimento E - Tambores de Seguridad F - Bidon (Barrière de Secur) I - Safety Drums (Crash Cushion) TAMPA DE ENTRADA DE INSPEÇÃO E - Tapa de Pozo de Acceso, Tapa de Boca de Inspección, Tapa de Pozo de Entrada F - Plaque d'Égout I - Manhole Cover TAMPÃO 1) Material inorgânico que se coloca em uma mina depois do explosivo para obturá-la. Ex.: Terra fina e umedecida, pó de pedra umedecido, areia fina.

TANDEM TEMPERATURA DE EQUIVISCOSIDADE

2) Dispositivo que fecha caixa de areia ou dispositivos de E - Tapa, Tapón, Cubierta F - Tampon I - Tamping Material, Tampon, Covering TANDEM Conjunto de unidades alinhadas uma atrás da E - Tándem F - Tandem I - Tandem TANGENTE Trecho da via com projeção horizontal em E - Alineación Recta F - Alignement Droit I - Straight (Inplan), Tangent TANGENTES EXTERNAS Alinhamento das tangentes entre os PC (Pontos de Curva) e o PI (Pontos de E - Tangentes Externas F - Tangents Extérnes I - External Tangents TAPA-BURACO COM MISTURA Colocação de mistura betuminosa posteriormente compactada, em buraco, após escavado regularmente, limpo, com o fundo preparado E - Tapa-Cuevas con Mistura F -Boucher un'Trou avec Mixture I - Fill up Hole with Mixture TAPETE DE ASFALTO Camada de asfalto poroso inicialmente utilizado em pistas de aeroportos, por vezes utilizado (Alemanha, Áustria) em pavimentos rodoviários, E - Tapiz de Asfalto F - Tapis d'Asphalte I - Asphalt Carpet TAPUME Obstáculo provisório de madeira ou outro material, destinado a impedir a penetração de pessoas, animais, etc., no canteiro de obras ou outra área considerada E - Cerca F - Haie I - Fence TAQUEOMETRIA Método de levantamento para a rápida determinação de distância, direção e de um ponto relacionado com a estação do taqueômetro. (Sin.: E - Taquimetria F - Tachéométrie I - Stadia Survey TAQUEÔMETRO/TAQUÍMETRO Instrumento ótico para a determinação rápida de distâncias, ângulos E - Taqueómetro F - Tacheomètre I - Tachimeter, Tachometer, Stadia TAQUIMETRIA 1) Taqueometria. V. Taqueometria. 2) E - Taquimetria, Uso de Tacómetro F - Tachéométrie, Usage de Tachiomètre I - Stadia Survey, Use of Tachometer TARDOZ Paramento interior de um muro de arrimo, E - Muro Interior F - Paros Intérieur I - Backside (Retaining Structure) TAXA DE ACIDENTES Taxa que indica a E - Frecuencia de Accidentes F - Taux d'Accidents I - Accident Rate TAXA DE FLUXO É a taxa horária equivalente, na qual veículos e pessoas passam por um ponto ou trecho, de uma faixa ou de uma rodovia, durante um intervalo de tempo menor que uma hora, calculada como o número de veículos ou pessoas que passa no ponto, dividido pelo intervalo de tempo gasto, em horas. É expressa em veículos E - Tasa de Flujo F - Taxe de Flux I - Rate of Flow TAXA DE FLUXO DE SERVIÇO A taxa horária máxima a qual pode-se razoavelmente esperar que veículos cruzem em um ponto de um trecho uniforme de uma faixa de uma rodovia, durante um dado período de tempo (usualmente 15 minutos) dentro das condições existentes da rodovia, do trânsito e de controle enquanto mantém um determinado nível de serviço, expressa em veículos por E - Tasa Flujo de Servicio F - Taxe de Flux de Service I - Service Flow Rate TAXA DE MOTORIZAÇÃO Relação entre (V) veículos motorizados disponíveis e o (H) número de E - Tasa de Motorización F - Taux de Motorisation I - Vehicle Ownership TAXA DE PORCENTAGEM Termo usado em E - Peaje, Cuota (Méx., Nic., R.D.) F - Péage I - Toll TECNOLOGIA DE PONTA 1) Tecnologia avançada, relativa à área recentemente aberta ao conhecimento humano e que freqüentemente se acha sob domínio de reduzida quantidade de centros de excelência e que, em geral, implica no emprego de equipamentos e instrumentos considerados sofisticados. 2) Estado mais avançado, em termos universais, de conhecimentos técnico- científicos concernentes a uma atividade. Não há obrigação dos técnicos no sentido do cumprimento de regras baseadas E - Tecnologia más Adelente, Tecnología de Punta F - Technologie plus Avancée, Haute Téchnologie I - Advanced Technology, High Technology TEIPER Seção de transição de largura variada de uma E - Taper F - Taper I - Taper TELA ANTIOFUSCANTE Tela metálica disposta no canteiro central para reduzir o ofuscamento devido aos faróis de veículos que transitam em sentido contrário, na E - Tela Antiofuscante F - Écran Anti-éblouissant I - Antiglare Screen TEMPERATURA DE EQUIVISCOSIDADE Temperatura sob a qual um ligante betuminoso tem uma (Gua., Pan., Ven.)

TEMPERATURA DE IGUAL VISCOSIDADE TENSÃO CARACTERÍSTICA

F - Temperature d'Équiviscosité I - Equiviscous Temperature (E.V.T.) TEMPERATURA DE IGUAL VISCOSIDADE Medida de viscosidade utilizada na indústria de alcatrão e E - Temperatura de la Misma Viscosidad F - Temperature de la Même Viscosité I - Same Viscous Temperature TEMPESTADE DE IDÉIAS (BRAINSTORM) Técnica de trabalho em grupo que consiste em estimular os participantes a produzirem, em curto prazo, informalmente, o maior número possível de idéias originais para solucionar Painel, V. Mesa Redonda, V. Fórum de Debates, V. Fórum, E - Tempestad de Ideas F - Tempête d'Idées I - Brainstorm TEMPO DE CONCENTRAÇÃO Tempo requerido pela água para viajar do local mais remoto de uma bacia E - Tiempo de Concentración F - Temps de Concentration I - Concentration Time TEMPO DE CURA 1) Período de tempo requerido para que um pavimento recém-construído seja entregue ao tráfego. 2) Período de tempo requerido por uma usina ou um concreto, ou misturas, para endurecer, de modo a poder E - Tiempo de Cura F - Temps de Curé I - Curing Time, Curing Period TEMPO DE MARCHA Período de tempo em que o E - Tiempo de Marcha F - Temps de Marche I - Running Time TEMPO DE MOVIMENTO Tempo de percurso menos o tempo total de paradas em uma viagem. V. Tempo E - Tiempo de Movimiento F - Temps de Parcous sans les Temps d'Arrêt I - Ride Time, Running Time TEMPO DE OPERAÇÃO Soma do tempo de viagem com o de carga e descarga, incluindo o tempo correspondente às paradas voluntárias ou não. V. Tempo E - Tiempo de Operación F - Temps d'Opération I - Operating Time TEMPO DE PEGA Característica de cimento expressa pelo início e fim de pega, determinados em conformidade com norma técnica específica contados a partir do instante em que se lançou a água de amassamento.V. Pega de E - Tiempo de Fraguado (Cemento) F - Temps de Prise (Ciment) I - Setting Time (Cement) TEMPO DE PERCEPÇÃO-REAÇÃO Tempo necessário ao condutor de um veículo para se aperceber de E - Tiempo de Percepción-Reacción F - Temps de Perception-Réaction I - Perception-Reaction Time TEMPO DE PERCURSO 1) Tempo empregado de uma viagem, incluindo paradas e de demoras, exceto aquelas motivadas pela vontade do condutor (Sin.: Tempo de Viagem). 2) Tempo de viagem do veículo, não incluindo E - Tiempo de Viaje, Tiempo de Recorrido (Mex., Nic., Per., R.D.) F - Temps de Parcours I - Travel Time, Journey Time TEMPO DE REAÇÃO Tempo necessário ao motorista para reagir a um estímulo decorrido entre a percepção de um obstáculo e a sua ação sobre os comandos E - Tiempo de Reacción F - Temps de Réaction I - Reaction Time TEMPO DE REAÇÃO PARA FRENAGEM Tempo transcorrido desde o instante em que o motorista percebe um obstáculo na via e a necessidade de deter o E - Tiempo de Reacción de Frenado, Tiempo de Reacción (Bol., Méx., Pan., Per.) F - Temps de Réaction au Freinage I - Brake Reaction Time TEMPO DE VIAGEM V. Tempo de Percurso. Tempo correspondente à soma do tempo parado e do tempo em E - Tiempo de Viaje, Tiempo de Recorrido (Méx., Nic., Pan., Per., R.D.) F - Temps de Voyage, Temps de Parcours I - Travel Time TEMPO EM MOVIMENTAÇÃO Tempo em que uma mercadoria ou passageiros se acham, durante uma E - Tiempo em Movimento F - Temps en Mouvement I - Moving Time TEMPO TOTAL DE VIAGEM Intervalo de tempo compreendido entre o início e o término da viagem, incluindo todas as paradas voluntárias ou não. V. Tempo de E - Tiempo Total de Viaje F - Temps Total de Voyage I - Total Travel Time TENSÃO (LIMITE) DE FADIGA Tensão máxima que não provoca a ruptura por fadiga, qualquer que seja o número de ciclos da solicitação periódica, a que seja E - Limite de Tensión de Fatiga F - Contrainte de Fatigue I - Fatigue Stress TENSÃO ADMISSÍVEL Tensão máxima a qual se permite atingir em uma estrutura calculada em regime E - Tensión Admisible F - Contrainte Admissible I - Allowable Stress TENSÃO CARACTERÍSTICA Tensão que é estabelecida em relação a dado fenômeno como escoamento, ruptura, com a condição, de que ao ser atingida, haja dada probabilidade para que esse fenômeno E - Tensión Característica F - Contrainte Caracteristique I - Characteristical Stress

TENSÃO CONVENCIOANL DE ESCOAMENTO A N% TEOR DE LIGANTE

TEOR DE UMIDADE TERRAPLENO

TERRENO MONTANHOSO TILTDÔZER

F - Terrassement I - Embankment TERRENO MONTANHOSO Qualquer combinação de alinhamento horizontal e vertical que obriga aos veículos pesados a operarem em velocidade reduzida por distâncias E - Terreno de Montaña F - Terrain de Montagne I - Mountanious Terrain TERRENO NATURAL Configuração de um lugar E - Terreno Natural F - Terrain Naturel I - Natural Ground TERRENO ONDULADO Qualquer combinação de alinhamento horizontal e vertical que obrigue aos veículos pesados a uma substancial redução de velocidade em relação aos automóveis, contudo não os obrigando a uma E - Terreno Ondulado F - Terrain Ondulé I - Rolling Terrain TERRENO PLANO Qualquer combinação de alinhamento horizontal e vertical que permite aos veículos pesados a manterem aproximadamente a mesma velocidade E - Terreno Plano F - Terrain Plan I - Level Terrain TESTE DE ÁLCOOL (BAFÔMETRO) Teste para verificar o teor de álcool no sangue. V. Teor de Álcool E - Ensayo de Alcohol F - Essai d'Alcohol I - Breath Test TESTE DE COLISÃO (VEÍCULO) Ensaio que consiste em lançar um veículo sobre um obstáculo, de acordo com dada norma técnica, para conhecer-se os efeitos do impacto sobre o mesmo e seus ocupantes representados E - Ensayo de Impacto (Vehículo) F - Essai de Choc (Véhicule) I - Collision Test (Vehicle), Impact Test, Crash Test TESTEMUNHO 1) Resto de antigas superfícies erodidas, saliente do terreno, em geral constituído de rocha que resistiu à erosão. 2) Marco (topográfico). 3) Parte de amostra representativa do concreto de estrutura de concreto simples, armado ou protendido, de forma cilíndrica, extraída de estrutura acabada, para fins de avaliação da resistência característica à compressão estimada (FCK), com vistas à comparação com a resistência característica indicada no projeto. 4) Porção da amostra resultante de E - Testimonio, Marco Topografico, Testigo de Hormigón, Probeta de concreto (Méx.), Muéstra de Roca F - Butte Témoin, Borne Topographique, Corp d'Épreuve de Béton, Éprouvette de Roche, Chantillon de Roche I - Torso Mountain, Topographical (Land) Mark, Concrete Test Piece, Concrete Test Specimen, Rock Sample (Rotary Sounding), Concrete Core Sample TEXTO DE NORMA TÉCNICA Conjunto de disposições que contém a substância de um texto E - Cuerpo de un Documento Normativo F - Corps d'un Document Normatif I - Body of a Normative Document TEXTO-BASE DE NORMA Documento preliminar elaborado para receber sugestões de setores interessados e que, após emendas decorrentes das sugestões recebidas, passa a ser projeto de norma. Obs.: Em geral é elaborado por grupo de estudo instituído no âmbito do DNER ou por terceiros, devendo ser preliminarmente aprovado pela Diretoria, em cujo âmbito foi preparado, após o que, é remetido a todos os setores interessados na matéria, para E - Anteproyecto de Norma F - Avant-projet de Norme I - Draft Proposal of Standard THESAURUS Vocabulário controlado e dinâmico constituído de termos denominados ?descritores autorizados? (palavras-chave), que deve ser utilizado em dado sistema de tratamento de documentos (livros, E - Thesaurus F - Thesaurus I - Thesaurus THESAURUS DO CEMBUREAU Thesaurus editado pelo CEMBUREAU (European Cement Association) relativos a mais de 3000 palavras-chave e concernentes a cimento e concreto (Inglês, Francês, Alemão, E - Thesaurus del Cembureau F - Thesaurus du Cembureau I - Cembureau Thesaurus THESAURUS DO DNER Microthesaurus publicado pelo DNER concernente a Transporte Rodoviário e E - Thesaurus del DNER F - Thesaurus du DNER I - DNER Thesaurus THESAURUS DO IPR Thesaurus publicado pelo IPR E - Thesaurus del IPR F - Thesaurus du IPR I - IPR Thesaurus THESAURUS DO IRRD Thesaurus publicado em inglês, alemão e francês concernente a pesquisas rodoviárias E - Thesaurus del IRRD F - Thesaurus du IRRD I - IRRD Thesaurus THESAURUS DO MT Macrothesaurus do Ministério dos Transportes concernente a transportes e que serve de E - Thesaurus del MT F - Thesaurus du MT I - MT Thesaurus ?THESAURUS INTERNATIONAL TECHNIQUE? Um dos dois Thesaurus aprovados por ISONET, gerenciado e distribuído pela AFNOR - Association Française de Normalizacion e que contém aproximadamente 14.000 descritores.V. Thesaurus.V. Root E -Thesaurus International Technique F - Thesaurus International Technique I - Thesaurus International Technique TILTDÔZER Trator munido de lâmina que pode girar no seu próprio plano, perpendicularmente ao eixo longitudinal do trator.

TIPEDOZER TRAÇÃO AXIAL/TRAÇÃO SIMPLES

E - Tiltdozer F - Tiltdozer I - Tiltdozer, Tilting Dozer ?TIPEDOZER? Trator munido de lâmina que pode E - Tipedozer F - Tipdozer I - Tipdozer TIPS Sistema piloto de informação tecnológica, instituído sob o patrocínio das Nações Unidas, com sede em Roma, que inicialmente se limita à biomassa, energia solar, carvão, energia hidroelétrica, metalurgia extrativa, eletrônica, maquinária agrícola, biotecnologia, alimentos processados e produtos farmacêuticos. É integrado pelos seguintes países: China, Egito, Quênia, México, Paquistão, Peru, Filipinas, E - TIPS F - TIPS I - TIPS TIR Convenção internacional para definir as características físicas e operacionais de veículos E - TIR F - TIR I - TIR E - Tirante F - Tirant I - Tension Bar, Tie Rod, Tie TIRANTE D'ÁGUA Área molhada dividida pela E - Altura Hidráulica F - Hauteur Hydraulique I - Hydraulic Depth TIRANTE LIVRE Distância entre o ponto mais alto de uma seção fechada de canal coberto e a superfície livre do E - Altura Libre F - Hauteur Hydraulique I - Hydraulic Height TIXOTROPIA 1) Propriedade de certos gels que se liquefazem quando sujeitos a agitação ou ondas de ultra- som e que retornam ao estado original após término da ação externa. 2) Propriedade de um solo que o torna capaz de se enrijecer, num tempo relativamente curto, quando deixado em repouso. Isto ocorre após a perda da sua consistência (podendo tornar-se um líquido de alta viscosidade) quando submetido à agitação ou manipulação. Esse processo é E - Tixotropia F - Thixotropie I - Thixotropy ?TOFC - TRAILER ON FLAT CAR? Reboque transportado sobre vagão, em geral rebaixado, e munido de encaixes para o alojamento das rodas do reboque (vagão E - Tofc F - Tofc I - Tofc TOMADA DE JUNTAS O mesmo que Enchimento E - Sella de Juntas, Relleno de Juntas F - Remplissage de Joints I - Sealing of Joints TOPOGRAFIA 1) Técnica para caracterizar no plano (desenho) o relevo de uma porção de terreno, baseada na trigonometria plana e se vale, basicamente, de instrumento E - Topography F - Topographie I - Topography E - Topógrafo F - Topographe I - Surveyor, Topographer TORRE (PONTE) Estrutura de apoio no caso de E - Torre (Puente) F - Pylone, Tour (Pylone) I - Tower (Bridge), Pylon (Bridge) TORRENTE Curso d'água temporário e espasmódico E - Torrente F - Torrent I - Torrent, Flood, Turbulent Stream TORRENTE TÍPICA Torrente na qual três partes, bacia de recepção, o canal de escoamento e o cone de E - Torrente Típica F - Torrent Typique I - Typical Torrent ?TOURNOUT? Um pequeno trecho adicionado a uma faixa de uma rodovia de pista simples com duas faixas de rolamento, com o objetivo de retirar e parar temporariamente os veículos lentos presentes no fluxo principal, permitindo que os veículos rápidos passem E - Tournout F - Tournout I - Tournout E - Trazado Horizontal, Alineamiento Horizontal (Méx.), Trazo (Nic., Per.) F - Tracé en Plan I - Horizontal Alignment TRAÇADO TRANSVERSAL Traçado de rodovia E - Trazado Transversal F - Tracé Transversal I - Transversal Design TRAÇADO VERTICAL Projeção vertical do eixo da E - Trazado Vertical F - Tracé Vertical I - Vertical Alignment TRAÇÃO Atuação de forças externas sobre um sólido, E - Tracción F - Traction I - Tension TRAÇÃO AXIAL/TRAÇÃO SIMPLES Estado de uma barra estrutural quando se acha sujeita exclusivamente E - Tracción Axil, Tracción Axial F - Traction Axiale I - Axial Tension

TRAÇÃO EXCÊNTRICA TRÂNSITO DIVERGENTE

TRAÇÃO EXCÊNTRICA Estado de uma barra estrutural em que os esforços solicitantes são apenas E - Tracción Excéntrica F - Traction Excentrique I - Excentric Tension E - Carga de Hormigonera, Mezcla F - Trait de Bétonnière I - Batch (Concrete Mixer) TRADO 1) Instrumento com extremidade de forma 2) Instrumento que, sob a ação de carga ou sofrendo rotação ou cravado, penetra no solo, permitindo extração de amostra e/ou o reconhecimento do mesmo ou a formação de furo para implantação de mourão, poste, por exemplo. V. Trado Helicoidal. 3) Tipo de amostrador de solo constituído por lâminas retorcidas ou conexas, cortantes. O trado é conectado às hastes e introduzido no solo por rotação manual através de um ?T? na parte superior da coluna de perfuração. Tal processo desagrega o solo e oferece amostra amolgada. Há vários tipos em função da forma das lâminas: E - Barrena de Tierra, Taladro F - Tarière (Sol) I - Soil Auger, Churn Drill TRADO CAVADEIRA Trado cuja parte ativa tem forma e dimensão definidas em norma técnica, utilizado em E - Barrena Abierta F - Tarière Ouverte I - Excavating Borer TRADO HELICOIDAL Trado cuja parte ativa tem E - Barrena Espiral, Barrena de Caracol F - Tarière en Hèlicoide (Sol) I - Helical Soil Auger TRÁFEGO 1) Transporte, em veículos, de mercadorias e/ou passageiros nas vias. 2) Utilização de qualquer via pública para fins de circulação ou de estacionamento por parte de pedestres, de animais montados ou conduzidos e de E - Trafico F - Trafic, Circulation I - Traffic TRÁFEGO CONVERGENTE Confluência e integração de um único fluxo, de dois ou mais fluxos de E - Trafico Convergente (Bol.), Tránsito Afluente, Tránsito Convergente (Méx., Per., R.D.) F - Courants Convergents I - Merging Streams TRÁFEGO DIVERGENTE Divisão das correntes E - Trafico Divergente F - Courants Divergents I - Diverging Streams TRÁFEGO MÉDIO DIÁRIO Tráfego que se verifica em média por dia, quando se considera determinado E - Trafico Medio Diario F - Trafic Moyenne par Jour I - Average Daily Traffic TRÁFEGO MÉDIO DIÁRIO ANUAL Tráfego médio diário quando o período de consideração é de um E - Trafico Anual Medio Diario F - Trafic Moyen Journalier Annual I - Annual Average Daily Traffic (AADT) TRÁFEGO MÉDIO HORÁRIO Tráfego médio por hora quando se considera um determinado período de tempo E - Trafico Medio Horario F - Trafic Moyenne Heuraire I - Average Hourly Traffic TRAILER Veículo não motorizado projetado para ser rebocado, tipo casa, utilizado como laboratório, escritório E - Trailer F - Trailer I - Trailer TRAMO 1) Trecho, parte. Ex.: Tramo de Rodovia. 2) Trecho de uma estrutura entre dois apoios sucessivos. Ex.: E - Tramo F - Partie I - Span, Stretch TRAMO DE PONTE Parte da superestrutura de uma ponte situada entre dois elementos sucessivos de sua meso- E - Tramo de Puente F - Partie de Pont I - Span of the Bridge TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA Domínio de tecnologia através de aquisição da mesma por terceiros mediante compra, utilização de sistemas de informação, treinamento, cursos, estágios, ou mesmo associação de empresas (joint venture), sem que tenha havido de parte destes maiores esforços no desenvolvimento da referida tecnologia. A transferência compreende as fases: E - Transferencia de Tecnología F - Transfèrement de Technologie I - Transfer of Technology TRANSIÇÃO Extensão de um trecho curvo de via entre o fim de um alinhamento reto e início de uma curva circular E - Longitud de Transición F - Longueur de Raccordement I - Transition Length TRÂNSITO Movimento de pessoas, veículos e semoventes que se utilizam de uma via de transporte E - Tránsito F - Transit I - Traffic TRÂNSITO CONVERGENTE Trânsito que ingressa por um ou vários pontos em uma via ou zona E - Tránsito Afluente, Trafico Convergente, Tránsito Convergente (Méx., Per., R.D.) F - Trafic Affluent I - Merging Traffic TRÂNSITO DE HORA-PICO Aquele correspondente à hora-pico, sobre uma seção de faixa de E - Volumen de Tránsito en la Hora-pico, Volumen en la Hora-pico (Pan.) F - Trafic de l'Heure de Point I - Peak-hour Traffic TRÂNSITO DIVERGENTE Trânsito que sai de E - Tránsito Saliente, Trafico Divergente (Bol.), Tránsito Divergente (Méx., Per.)

TRÂNSITO MÉDIO DIÁRIO TRATAMENTO DUPLO

F - Trafic Sortant I - Exiting Traffic TRÂNSITO MÉDIO DIÁRIO Volume médio de trânsito em 24 horas, resultado da divisão do número total de veículos em determinado período, geralmente um ano, E - Promedio Diario de Tránsito, Tránsito Promedio Diario (Arg., Cos., Ecu., Nic., Pan., R.D.), Trafico Promedio Diario (Bol., Col.,), Promedio Diario de Trafico (Per., Ven.) F - Moyenne Quotidienne de Circulation I - Average Daily Traffic (ADT) TRÂNSITOMETRIA Contagem de volume de E - Censo de Tránsito F - Cens du Trafic I - Traffic Count TRANSMISSÃO (VEÍCULO) Sistema de engrenagens que permite transferir potência de um motor ao E - Transmisión (Vehiculo) F - Transmission (Véhicule), Boîte de Vitesse I - Transmission (Vehicle), Gearbox TRANSPORTADOR 1) Dispositivo que efetua o transporte contínuo de materiais entre dois pontos. Pode ser de cabo, caçambas, correias e outros. 2) Pessoa física ou E - Transportador F - Transporteur I - Transporter, Carrier, Conveyor TRANSPORTADOR AUTÔNOMO (RODOVIÁRIO) V. Transportador Rodoviário E - Transportador Carretero Autónomo F - Transporteur Routier Autonome I - Autonomous Road Carrier TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO Pessoa física ou jurídica responsável por determinado transporte rodoviário. V. Transportador Rodoviário Comercial Autônomo (TCA), V. Transportadores Comerciais (TCA e E - Transportador Carretero F - Transporteur Routier I - Road Carrier TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO AUTÔNOMO V. Transportador Rodoviário Comercial E - Transportadora Comercial de Carretera (Autonomo) F - Transporteur Routier Commerciel Autonome I - Autonomous Commercial Road Transporter TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO COMERCIAL AUTÔNOMO (TCA) Pessoa física, proprietária ou co-proprietária de veículos automotores de transporte de carga, que tem como objetivo a prestação de E - Transportadora Comercial de Carretera (Autonomo) F - Transporteur Routier Commerciel (Autonome) I - Commercial Transporter TRANSPORTADORA DE CAÇAMBAS Máquina que trabalha por meio de uma cadeia de caçambas, guiadas ou não, destinada a remover, transportar e elevar E - Transportadora de Cangilones, Transportadora de Cadena (Pan., Per.) F - Transporteur à Augets I - Bucket Conveyor TRANSPORTADORA DE CORREIA Máquina E - Transportadora de Cinta F - Transporteur à Courroie I - Belt Conveyor TRANSPORTADORES COMERCIAIS Empresas de Transporte Comercial (ETC) e Transportador Comercial Autônomo (TCA) e V. Empresa E - Transportadores Comerciales F - Transporteur Commerciel I - Commercial Transporters TRANSPORTE Deslocamento de pessoas, animais e E - Transporte F - Transport I - Transport,Transportation TRANSPORTE CLANDESTINO DE PASSAGEIROS/ÔNIBUS PIRATA Transporte que se verifica principalmente em ônibus velhos que não fazem parte das frotas regulares de empresas de transporte, E - Transporte no Permitido de Pasajeros F - Transport Defendre de Passagers I - Forbidden Transport of Passangers TRANSTÊINER Equipamento sobre pneus (ou trilhos) para empilhamento e posicionamento de contêineres em pátio de terminal de contêineres. Ex.: Transtêiner sobre E - Transtainer F - Transteneur I - Transteiner TRANSVERSINA 1) Viga transversal de uma ponte. 2) E - Transversina F - Poutre Transversale I - Transverse Beam TRATAMENTO COM PEDRISCO Obtenção da superfície rugosa por aplicação de pedrisco pré-misturado rolado sobre uma superfície asfáltica quente ou a aplicações E - Tratamiento con Arrocillo F - Traitement avec Gravillon I - Chipping TRATAMENTO COM SOLVENTES Processo usado na restauração das condições iniciais da superfície de E - Lavadura con Solventes F - Lavage avec White Spirit I - Washing with Solvent TRATAMENTO DE MOURÕES V. Impregnação E - Tratamiento de Postes de Alambrado F - Traitement d'Etai I - Treatment of Stakes (Fence) TRATAMENTO DE SOLO Operação destinada a melhoria de características que um dado solo mediante E - Tratamiento de Suelo F - Traitement de Sol I - Treatment of Soil, Soil Treatment TRATAMENTO DUPLO V. Tratamento Superficial E - Tratamiento Doble

TRATAMENTO POR PENETRAÇÃO TRECHO DE ENSAIO

F - Traitement Double, Enduit Double I - Double Surface Treatment TRATAMENTO POR PENETRAÇÃO Operação que consiste em espalhar um ligante em estado líquido sobre uma camada de material granular, em cujos vazios o E - Tratamiento por Penetración F - Traitement par Pénétration I - Penetration Treatment TRATAMENTO PRELIMINAR Tratamento prévio E - Tratamiento Preliminar F - Pretraitement, Preenrobage I - Pretreatment TRATAMENTO SIMPLES V. Tratamento E - Tratamiento Simples F - Traitement Simple, Enduit Simple I - Simple Surface Treatment TRATAMENTO SUPERFICIAL Revestimento constituído pela aplicação de material betuminoso, sobre a base, seguida de cobertura de agregado, podendo esta operação ser repetida 2 ou 3 vezes, formando 1, 2 ou 3 E - Tratamiento Superficial F - Surfaçage, Enduit Superficiel I - Surface Treatment, Surface Dressing TRATAMENTO SUPERFICIAL COM MATERIAL RESINOSO Tratamento superficial no qual o material betuminoso usualmente utilizado foi E - Tratamiento Superficial con Material Resinoso F - Enduit Résineux I - Resin Boundsurface Dressing TRATAMENTO SUPERFICIAL DUPLO E -Tratamiento Superficial Doble F - Enduit Superficiel Double I - Double Surface Treatment TRATAMENTO SUPERFICIAL SIMPLES E -Tratamiento Superficial Simple F - Enduit Superficiel Simple I - Simple Surface Treatment TRATAMENTO SUPERFICIAL SIMPLES COM DUAS COBERTURAS DE AGREGADO Auto-explicativo. V. Tratamento Superficial.V. Tratamento E - Tratamiento Superficial Simple con dos Cuberturas de Agregado F - Enduit Monocouche à Double Gravillonage I - Single Surface Dressing with Double Chipping TRATAMENTO SUPERFICIAL TRIPLO E - Tratamiento Superficial Triple F - Enduit Superficiel Triple I - Triple Surface Treatment TRATAMENTOS PRIMÁRIOS Procedimentos para melhoria das condições de rolamento e aderência nas estradas de terra, tais como uso de revestimento primário, Revestimento Primário, V. Agulhamento e V. Mistura de E - Tratamientos Primarios F - Traitements Primaires I - Primary Treatments TRATOR Veículo automotor especialmente construído para rebocar ou empurrar outros veículos ou máquinas e acionar determinados dispositivos a ele adaptados,nos E - Tractor F - Tracteur I - Tractor TRATOR COM LÂMINA Trator munido de lâmina para cortar e/ou empurrar solos. V. Angledôzer, V. Buldôzer E - Tractor con Cuchillo F - Tracteur avec Lame I - Tractor with Blade TRATOR DE ESTEIRAS Trator que se desloca E - Tractor de Orugas F - Tracteur à Chenilles I - Caterpillar Tractor, Crawler Tractor TRATOR DE PÁTIO (TERMINAL DE CONTÊINERES) Trator para movimentar horizontalmente contêineres sobre carretas de pátio em terminal de contêiner no setor cais - pátio. Ex.: Trator 25 t, E - Tractor de Terminal de Container F - Tracteur de Terminus de Conteneur I - Container Terminal Tractor TRATOR DE RODAS Trator que se desloca sobre E -Tractor a Pneus F - Tracteur de Pneus I - Tire Tractor, Wheel Tractor TRATOR ESCAVOCARREGADOR Trator equipado com caçamba de ataque frontal, utilizado em E - Tractor-Cargador Frontal F - Chargeur Avant, Pelle Chargeuse I - Front-end Loader E - Viga F - Poutre I - Beam E - Callejón F - Rue de Traverse I - Traverse TRAVESSIA Via pública destinada a transpor um curso E - Travesía, Pasage F - Traverse I - Crossing, Passageway TRB - ?TRANSPORT RESEARCH BOARD? Conselho de Pesquisa de Transporte dos Estados Unidos da América do Norte, fundado em 1921, sob a denominação de E - TRB F - TRB I - Transportation Research Board (USA) TRECHO DE ENSAIO Trecho de estrada no qual, variando-se um parâmetro concernente a materiais ou métodos construtivos e mantendo-se os outros constantes, se fazem ensaio de desempenho. V. Trecho em Observação e E - Trecho de Ensayo F - Route Experimentale (Partie) I - Experimental Road, Experimental Stretch

TRECHO EM ESTUDO TRILHA/SENDA/VEREDA

TRECHO EM ESTUDO 1) Trecho experimental ou trecho em observação ou trecho de ensaio. 2) Trecho de E - Trecho en Estudio F - Route en Consideration I - Stretch under Study TRECHO EM OBSERVAÇÃO Trecho de estrada recém-construída segundo procedimentos correntes, submetido a avaliação de desempenho. V. Trecho de Ensaio E - Carretera en Observación (Trecho) F - Route en Observation I - Observation Stretch TRECHO EXPERIMENTAL Trecho de estrada destinado à experimentação em escala 1:1, quanto aos efeitos do emprego de materiais novos, métodos de construção novos e outras razões. V. Trecho em Observação E - Carretera para Investigación (Trecho) F - Route pour Recherche (Partie) I - Stretch under Research TRECHO ORÇAMENTÁRIO (DE RODOVIA) Trecho rodoviário que compreende um projeto, obra ou restauração e que deve coincidir com um dos trechos definidos na publicação ?Rede Rodoviária do PNV - Divisão em Trechos?, uma vez que o projeto, a obra ou a restauração tem por fim estabelecer ou restabelecer a E - Trecho Presupuestario F - Partie Budgétaire I - Budget Stretch TRECHO RODOVIÁRIO 1) Qualquer parte de uma rodovia definida por pontos limites (ponto de início e de fim). 2) Parte de uma rodovia, definida na publicação ?Rede Rodoviária do Plano Nacional de Viação - Divisão em Trechos?, caracterizada por pontos limites (ponto de início e de fim), em que se verifica uma modificação no fluxo de tráfego devida à existência de entroncamentos rodoviários, centros populacionais e polos de geração de tráfego, por E - Trecho de Carretera F - Partie d'une Route I - Highway Stretch TRELIÇA Peça estrutural formada por elementos justapostos organizados segundo triângulos. V. Viga E - Estrutura/Viga Reticulada F - Treillis I - Truss TREM 1) Comboio de veículos ferroviários que se desloca como se fosse uma única unidade, constituído de uma ou mais locomotivas que rebocam vagões de estrada de ferro. 2) Conjunto de malas, bolsas ou volumes que formam a bagagem de um viajante. 3) Combinação de dois ou mais veículos formando uma unidade de um sistema de E - Tren, Equipaje F - Train, Bagage, Équipaje I - Train, Luggage, Baggage TREM-TIPO Cargas móveis e carga correspondente a multidão, a serem consideradas, conforme norma, no projeto de estruturas. V. Carga Móvel, V. Carga de E - Tren-tipo F - Train-type I - Train-type TREMINHÃO Composição de cavalo mecânico com mais de um reboque, admitida para trânsito em certas E - Ruta - Vehículo Tren F - Route - Véhicule Train I - Road Vehicle Train TREMONHA Caixa de forma tronco-piramidal ou tronco-cônico invertida, com abertura na parte inferior, E - Tolva F - Trémie I - Hopper TREMONHA DOSADORA Tremonha que serve também para receber componentes diversos de dada mistura E - Tolva de Molino Dosadora F - Prédoseur I - Feed Hopper TRENA Dispositivo munido de fita graduada para medir distâncias. Variam os seus comprimentos: 5 m, 10 m, 20 m E - Cinta para Medir F - Ruban I - Tapeline TRENÓ DE IMPACTO Trenó que se move sobre trilhos, no qual se monta o veículo a ser testado, permitindo obtenção de velocidade elevada, utilizado para experiências E -Trineo de Choque F - Chariot pour Choc I - Impact Sled TRÉPANO Instrumento munido de gumes muito E - Trépano F - Trépan Àbiseau, Trépan Tranchant I - Trepan TREVO Distribuidor de trânsito, podendo ser completo E - Trébol F - Échangeur en Tréfle I - Cloverleaf Interchange TREVO COMPLETO Distribuidor de trânsito com quatro ramos de ligação, para o giro à esquerda, e outros quatro, exteriores, para o giro à direita, não havendo E - Trébol F - Échangeur en Trèfle, Carrefour en Losange I - Cloverleaf, Cloverleaf Junction TREVO INCOMPLETO/ TREVO PARCIAL Distribuidor de trânsito com dois ou três ramos em forma de caracol, dois ou três ramos exteriores e um viaduto E - Trébol Incompleto F - Noeud en Trèfle, Échangeur Partiel en Trèfle I - Partial Cloverleaf TRIÂNGULO DE SEGURANÇA (ADVERTÊNCIA) Equipamento obrigatório de veículo, utilizando para informar sobre a imobilização de um veículo, que se constituí em eventual perigo para E - Triángulo Rojo, Triángulo de Seguridad F - Triangle Rouge, Triangle de Sécurité I - Red Warning Triangle, Safety Triangle TRILHA/SENDA/VEREDA 1) Caminho estreito, destinado principalmente ao trânsito de pedestres. 2) Marca

TRILHO TÚNEL

produzida pelas rodas de um veículo sobre o solo ou sobre o E - Senda, Sendero (Cos., Pan.), Vereda (Méx.), Vereda, Sendero (Nic.), Paso de Peatón (R.D.), Camino (Ven.) F - Sentier, Sillon I - Footpath, Trail, Rut, Track, Path TRILHO Barra de aço, de formato especial, que suporta e E - Riel F - Rail I - Rail TRINCA (T) 1) Greta ou rachadura. 2) Qualquer descontinuidade na superfície do pavimento, flexível, rígido ou semi-rígido, consistindo de aberturas de menor ou maior porte, apresentando-se sob diversas formas, constituindo-se em objeto de consideração quando da avaliação da E - Grieta, Hendedura, Rajadura (T) F - Fente (T) I - Crack (T) TRINCA DE REFLEXÃO Trinca visível em um material sobrejacente indicando a existência de trinca em E - Raja de Reflexión F - Fente de Refléxion I - Cracking (Reflection) TRINCA LONGITUDINAL (L) Trinca paralela ao E - Grieta Longitudinal (L) F - Fente Longitudinale (L) I - Longitudinal Crack (L) TRINCA TRANSVERSAL (T) Trinca normal ao eixo da pista de rolamento. V. Trinca (T), . Trinca E - Grieta Transversal (TR) F - Fente Transversale (TR) I - Transversal Crack (TR) TRINCAS TIPO CROCODILO OU JACARÉ (CR) Conjunto de trincas interligadas, sem apresentar direções preferenciais, assemelhando-se ao aspecto de couro E - Grietas Tipo Yacaré (CR) F - Fentes Type Crocodile (CR) I - Alligator Cracks, Map Cracks (CR) TRINCHEIRA Escavação longa com seção adequada para comportar um núcleo, uma fundação ou para cortar a E - Trinchera, Zanja F - Tranchée I - Trench, Open Cut TRINCHEIRA CORTA-ÁGUAS Trincheira aberta para interceptar água superficial e subsuperficial evitando E - Trinchera Corta Agua, Zanja Corta Agua F - Tranchée pour Couper les Eaux I - Cut-off Trench TRIS Serviço de informação técnica concernente a transporte em geral, inclusive multimodal, instituído nos U.S.A. em 1967 e, mundialmente, acessível desde 1º de E - TRIS F - TRIS I - TRIS TRITURABILIDADE (TR) DE PEDRA Resultado do ensaio de abrasão Los Angeles (ABNT MB 170/83, NBR6465/84 - Agregado - Determinação da E - Triturabilidad (Tr) F - Resistence a la Trituration I - Crushing Resistance, Resistance to Crushing TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTAS (TRF) Condição indispensável para implementação do sistema KANBAN, caracterizada por demanda de tempo muito E - Cambio Rápido de Herramientas F - Échange Rapide de Outillage I - Quick Changing of Implements TROLEBUS Ônibus de tração elétrica, alimentado com energia transmitida por cabos aéreos. (Sin.: Ônibus E - Trolebus, Bus Eléctrico (Pan., Ecu., Per.) F - Trolleybus I - Trolleycoach, Trolley-bus TUBO DE DRENAGEM Tubo de um sistema de E - Tubo de Desagüe F - Tuyau de Drainage I - Drain Pipe TUBO SHELBY Tubo de parede delgada (amostrador) que permite retirada de amostras de solo de grande profundidade, após cravação em solo não perturbado, no E - Tubo Shelby F - Tube Shelby I - Shelby Tube TUBULAÇÃO Conjunto de tubos com suas juntas, e Ex.: Tubulação para Drenagem e Tubulação para Cabos E - Tubería, Tubuladura F - Tubage I - Piping, Tubing TUBULÃO Elemento estrutural resultante do enchimento, com concreto, de poço aberto no terreno, ou resultante da descida, por escavação interna ou cravação com equipamento, de um tubo, geralmente, de concreto armado ou de aço, que é posteriormente cheio de concreto E - Cajón Cilindrico (Ambiento ou Neumático) F - Colonne (Fondation) I - Cylindrical Air Caisson (Open or Pneumatic) TUBULÃO A AR COMPRIMIDO Tubulão que se afunda no solo, com uso de ar comprimido, para expelir a E - Cajón Cilindrico Neumático F - Colonne à Air Comprimé I - Cylindrical Pneumatic Air Caisson TUBULÃO A CÉU ABERTO Tubulão que se E - Cajón Cilindrico a Cielo Abierto F - Collone à Ciel Ouvert I - Open Cylindrical Air Caisson TÚNEL Galeria subterrânea de passagem de uma via de E - Túnel F - Tunnel I - Tunnel

TURFA TURMEIRO (TERMO REGIONAL)

TURFA Solo com grande porcentagem de partículas fibrosas de material carbonoso, ao lado de matéria orgânica material mole, não plástico, combustível e de cheiro E - Turba (Hulla) F - Tourbe I - Peat, Turf TURMEIRO (TERMO REGIONAL) Termo usado em certas regiões do Brasil para designar pessoa que E - Obrero de Estrada F - Ouvrier de Route I - Roadworker

UBCCQ - UNIÃO BRASIL. DE CÍRC. DE CONTR. DE QUAL. USINA DE CONCRETO

U UBCCQ - UNIÃO BRASILEIRA DE CÍRCULOS DE CONTROLE DE QUALIDADE Entidade brasileira que congrega as E - UBCCQ F - UBCCQ I - UBCCQ E - Pluvímetro, Pluviómetro F - Udomètre, Pluviomètre I - Pluviometer UIR - UNIÃO INTERNACIONAL DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO Organização fundada em 1948, que trata dos aspectos comerciais do transporte de carga, com sede em Genebra e é responsável pela realização dos congressos internacionais sobre matéria E - Unión Internacional de Transportes en Carretera (UIC) F - Union Internationale des Transports Routières (UIR) I - International Road Transport Union (IRU) UITP - UNIÃO INTERNACIONAL DE TRANSPORTE PÚBLICO Organização fundada em 1885, com sede em Bruxelas, para consideração dos problemas de transporte urbano, responsável pela realização E - Unión Internacional de Transportes Publicos F - Union Internationale des Transports Publiques I - International Union of Public Transport ULTRAPASSAGEM Manobra pela qual um veículo passa da retaguarda para a frente de outro que se move na E - Adelanto, Paso, Adelantamiento (Arg., Bol., Ven.), Rebasar, Rayar (Cos., Méx., Pan., R.D.), Aventajamiento, Rebase (Nic.) F - Dépassement I - Overtaking, Passing UMIDADE CRÍTICA (AGREGADO MIÚDO) Teor de umidade acima do qual o coeficiente de inchamento pode ser considerado constante e igual ao coeficiente de E - Humedad Crítica F - Humidité Critique I - Critical Humidity UMIDADE DE SOLO Teor de água presente no solo, que em função do seu teor pode ser classificado em muito E - Humedad del Suelo F - Humidité du Sol I - Soil Moisture, Soil Humidity UMIDADE SUPERFICIAL (AGREGADO MIÚDO) Água aderente à superficie dos grãos, expressa em porcentagem da massa do agregado úmido em relação à E - Humedad Superficial (Agregado Fino) F - Humidité Superficielle (Granulat Fin) I - Surface Humidity (Fine Aggregate) UNIÃO BRASILEIRA PARA QUALIDADE - UBQ Congregação de todas as entidades que trabalham pela qualidade no Brasil, cuja instituição foi anunciada em 15/11/87 no XI Seminário Brasileiro de Controle de Qualidade.

E - UBQ F - UBQ I - BQU UNIÃO INTERNACIONAL DE E - IRU F - IRU I - IRU UNIDADE (DE MEDIDA) Segundo a Portaria nº 155 do INMETRO, determinada grandeza, adotada por convenção, utilizada para expressar quantitativamente E - Unidad de Medida F - Unité (de Mesure) I - Unit (of Measurement) UNIDADE DE CARGA Conjunto de unidades submetidas à unitização de carga (paletização, conteinerização), de preferência padronizado, indivisível para fins de manuseio, transferência, transbordo e E - Unidad de Carga F - Charge Unitaire I - Unit Load (for Material Handling), Unitized Load UNIDADE DE TRÁFEGO Carro de passeio, considerado como unidade para fins de comparação, em E - Unidad de Trafico F - Unité de Trafic I - Traffic Unit, Passenger Car Unit, Design Vehicle UNIFICAÇÃO DE CARGA Reunião de unidades em lotes padronizados sobre ?Pallets? , ou em contêineres, de forma a se poder realizar indivisivelmente seu manuseio nos meios de transporte, nos pontos de transferência ou no transbordo. V. Paletização e V. Conteinerização. (Sin.: E - Formación de Unidad de Carga, Formación de Carga Unitizada F - Formation de Charge Unitaire (Unité de Chargement) I - Unitizing Loads UNITIZAÇÃO DE CARGA Reunião de peças, volumes, etc., em lotes padronizados sobre ?pallets?, em contêineres, etc., de forma a se poder realizar indivisivelmente seu manuseio nos meios de transporte, nos pontos de transferência ou no transbordo. V. Paletização, E - Formación de Unidad de Carga, Formación de Carga Unitizada F - Formation de Charge Unitaire (Unité de Chargement) I - Unitizing Loads USINA DE ASFALTO Conjunto móvel ou estacionário, de máquina e equipamentos, que prepara as misturas asfálticas para pavimentação, de acordo com os E - Planta Asfáltica F - Usine d'Asphalte I - Asphalt Plant USINA DE CONCRETO Conjunto de equipamentos e máquinas destinado a dosar os componentes de concreto de cimento e a misturá-los total ou parcialmente. (Sin.: E - Central de Hormigón F - Centrale à Betón

USINA DE DOSAGEM E MISTURA USO INTEN. DE MÃO-DE-OBRA (NA CONSTR. DE RODOV.)

I - Concrete Mixing Plant, Central Concrete Mixing Plant USINA DE DOSAGEM E MISTURA Conjunto de equipamentos e máquinas destinado a dosar por peso ou E - Planta Dosificadora Mezcladora, Planta Dosificadora de Mezcla (Per.) F - Poste de Dosage et de Mélange I - Batch Plant, Batching Plant USINA DE PRÉ-MISTURADO Instalação fixa E - Planta para Premezclado F - Poste d'Enrobage I - Coating Plant E - Mezcla en Planta, Mezclado en Planta (Pan.), Pre-Mezclado (Per.) F - Mélange en Central I - Plant Mixing USO DO SOLO 1) Expressão de planejamento físico que descreve o tipo de uso observado ou a ser adotado para determinada área: industrial, comercial e residencial. 2) Uso E - Uso del Suelo F - Usage du Sol I - Use of Soil USO INTENSIVO DE CAPITAL (NA CONSTRUÇÃO DE RODOVIAS) Forma utilizada, em conjunto com especificações de alto nível de qualidade, para a construção e manutenção de determinadas rodovias, com o objetivo de obter a otimização do uso de capital e mão-de-obra, países desenvolvidos e em E - Uso Intensivo de Capital F - Usage Intensive de Capital I - Intensive Use of Capital USO INTENSIVO DE MÃO-DE-OBRA (NA CONSTRUÇÃO DE RODOVIAS) Forma utilizada, em conjunto com especificações de nível de qualidade modesto, para a construção e manutenção de determinadas rodovias, com o objetivo de obter a otimização do uso de capital e mão-de-obra, em países em E - Uso Intensivo de Mano de Obra, Sistema de Pico y Pala F - Usage Intensive de Main d'Oeuvre I - Intensive Use of Labour

VALA VÃO TOTAL

V VALA 1) Escavação a céu aberto, destinada a recolher e conduzir águas. 2) Canal pequeno e geralmente estreito construído ao longo do corpo estradal para receber e E - Cuñeta, Zanja F - Fosse I - Ditch VALE 1) Extensão de terreno constituída por talvegue(s) e duas vertentes com declives convergentes. 2) Depressão E - Valle F - Vallée I - Valley VALE DE AFUNDAMENTO Vale que resulta de falhas escalonadas, constituindo autenticas fossas E - Valle de Hundimiento F - Vallée d'Enfoncement I - Sinking Valley VALETA Vala de pequena seção transversal, para coleta E - Cuñeta F - Fosse I - Ditch, Gutter E - Cuñeta de Pie,Cuñeta de Pie de Terraplén (Bol., Pan., R.D., Cos.), Foso (Chi.) F - Fosse de Pied I - Toe Ditch VALETA DE PROTEÇÃO Valeta aberta normalmente no terreno natural acima das cristas dos taludes de corte, que serve para recolher e escoar águas E - Cuñeta de Guardia, Zanja de Coronación (Bol., Col., R.D.), Contracuñeta (Cos., Méx., Nic.) Contraposto (Chi.), Cuñeta de Coronación (Ecu., Per.), Cuñeta de . Protección, Cuñeta Interceptora (Pan.), Cuñeta de Coronamiento . (Uru.) F - Fosse de Crête I - Intercepting Ditch VALETA DE PROTEÇÃO DE ATERRO Valeta E - Cuñeta de Pie, Cuñeta de Pie de Terraplén (Bol., Pan., R.D., Cos.), Foso (Chi.) F - Fosse de Pied de Talus I - Toe Ditch, Ditch at Foot of Slope VALETA EMPEDRADA Vala de pequenas dimensões, revestida de pedras, dando passagem a uma E - Badén, Humaca (Col.), Vado (Méx., Pan), Hondonada, Humaca (Nic.), Hondonada (R.D., Ven.) F - Fosse Empierré I - Stoned Ditch, Stoned Ford VALETA LATERAL Valeta construída ao pé de um E - Cuñeta Lateral F - Fosse Lateral I - Lateral Ditch VALETA-SANGRADOURO Valeta aberta, normalmente no terreno natural, acima das cristas dos taludes de corte, que serve para recolher e escoar águas E - Cuñeta de Guardia, Zanja de Coronación (Bol., Col., R.D.), Contracuñeta (Cos., Méx., Nic.), Contraposo (Chi.), Cuñeta de Coronación (Ecu., Per.), Cuñeta de Protección, Cuñeta Interceptora (Pan.), Cuñeta de Coronamiento (Uru.) F - Fosse de Crête, Cunette de Crête de Talus I - Intercepting Ditch, Ditch at Top of Slope VALETADEIRA Máquina, geralmente autopropulsora, para construção de valetas, cujo elemento principal consiste E - Zanjadora, Zanjeadora (Nic., Cos.) F - Ditcher, Machine à Creuser des Fosses I - Ditcher, Trenching Machine VALOR CARACTERÍSTICO DOS MATERIAIS (FK) Valor que apresenta uma probabilidade pré-fixada de não ser ultrapassada no sentido desfavorável, considerando-se uma distribuição normal dos resultados dos ensaios, definida por f k = f m - 165 s, onde s = desvio padrão. Ex.: Resistência característica do concreto E - Valor Caracteristico le los Materiales F - Valeur Caracteristique des Materiaux I - Characteristic Value of the Materials VALOR CIMENTANTE Valor numérico, determinado em laboratório, que exprime o poder aglomerante de um ligante ou ligante composto, em E - Valor Cementante F - Valeur de Cimentation I - Cementing Value VÃO 1) Distância entre os eixos de apoios consecutivos de uma obra-de-arte. 2) Termo regional usado no planalto Goiano para designar vale profundamente escavado por onde corre um rio. Ex.: Vão do Paraná. 3) Termo por vezes utilizado para designar a parte de uma estrutura E - Luz, Valle Profundo, Ojo (de una Puente) F - Coupe Intérieure, Vallée Profonde, Portée (Ouvrage d'Art) I - Span, Bay, Deep Valley, Span (Engineering Structures) VÃO LIVRE Vão, medido paralelamente ao eixo da obra-de-arte, entre os paramentos interiores dos apoios. (Cf.: E - Luz Libre F - Portée Libre, Travée Libre I - Free Span VÃO TEÓRICO Distância horizontal entre eixos de dois apoios contíguos de uma estrutura ou distância correspondente fixada em norma técnica específica para fins E - Luz Teórica F - Travée Théorique, Portée Théorique I - Theorical Span VÃO TOTAL Distância entre as testas dos encontros, medida paralelamente ao eixo da obra-de-arte. (Cf.: Vão E - Luz Total F - Portée Totale, Travée Totale I - Bay

VARA MÁGICA ELETRÔNICA VAZIOS DO AGREGADO

VARA MÁGICA ELETRÔNICA Instrumento eletrônico considerado como capaz de ajudar na localização E - Varilla Mágica Electrónica F - Bâton Magique I - Electronic Divining Instrument VAREJAMENTO Termo usado em Portugal para E - Pandeo F - Flambage I - Buckling VARIAÇÃO SAZONAL DE TRÁFEGO 1) Variação do tráfego em determinada via em função da estação do ano. 2) Variação do volume de tráfego em E - Variación Estacional de Trafico F - Variation Saisonnière du Trafic I - Seasonal Traffic Fluctuation VARIANTE Trecho de uma estrada que se afasta da via principal, retornando adiante novamente, e que tem por finalidade não interromper o trânsito na via principal, E - Variante, Desvio (Pan.,Cos.) F - Détour I - Deviation, Detour, Diversion VARIANTE DO TRAÇADO Alteração apreciável da diretriz da rodovia, introduzida no traçado existente ou projetado, e que tem por finalidade melhorar as condições E - Variante de Trazado F - Détour de Tracé en Plan I - Alignment Variant VARINHA HIDROSCÓPICA Dispositivo usado em hidroscopia, consistindo, em geral, de um galho E - Varilla Hidroscopica F - Baguette Hydroscopique I - Divining Rod, Wiggle Stick, Dower VARREDURA 1) Uso de vassoura sobre superfície fresca de concreto de cimento Portland para obtenção da aspereza inicial desejável e evitar a formação de filme de lama de cimento. 2) Limpeza com vassoura da superfície que servirá de base a uma camada betuminosa. 3) Uso de vassoura para distribuir agregado sobre a superfície de E - Barrer F - Balayage I - Brooming VÁRZEAS/VARJÕES/VAGEADOS/VARGENS Extensões planas de terrenos férteis localizados ao longo das margens ribeirinhas e lacustres, cobertos de um E - Llanura Cultivable F - Plaine Cultivée I - Tilled or Untilled Plains, Intervales (USA, Canada) VASA Depósito argiloso de coloração cinza escura ou mesmo esverdeada, pegajoso, escorregadio, com acentuado E - Lodo con Hedor F - Vase Fétide I - Stinking Mud VASSOURA Utensílio feito de conjunto de ramos, fixado em cabo, usado para varrer o lixo de pavimentos ou dar acabamento à superfície de concreto. V. Vassoura E - Escoba F - Balai I - Broom VASSOURA MECÂNICA Máquina, rebocada ou autopropulsada, munida de escovas montadas em rolos, em placas rotativas ou em simples travessões, cuja finalidade é E - Barredora Mecánica F - Balayeuse Mecánique I - Mechanical Broom VASSOURA SOPRADORA Máquina, rebocada ou autopropulsada, provida de uma ou duas escovas giratórias acopladas com um dispositivo soprador, utilizada em trabalhos de pavimentação e de limpeza de vias, para varrer E - Barredora Sopladora, Barredora Mecánica (Bol., Col., R.D., Cos.), Barredora (Méx., Pan., Per., Ecu.) F - Balayeuse Souffleuse I - Power Broom VAZADOURO Local em que se despeja detritos ou E - Depósito de Basuras F - Vidage I - Refuse Pit VAZAMENTO 1) Perda de líquido ou gás através ou 2) Publicação de uma informação que deveria ser mantida E - Vacimiento, Fugas F - Action de Vider I - Drain Out, Leaking, Leakage, Seepage E - Caudal, Gasto F - Débit I - Flow VAZÃO DA VIA PÚBLICA Quantidade de veículos que utilizam dada via pública em determinado tempo, em E - Flujo de Trafico F - Débit Routier I - Traffic Flow, Traffic Volume VAZIOS Espaços dentro de uma massa ou um material que contêm apenas ar, podendo, eventualmente ser E - Huecos,Vacíos, Poros F - Vides, Pores I - Voids VAZIOS (DE UMA PARTÍCULA) Poros isolados E - Vacíos (de una Particula) F - Vides (Espace Vide d'une Particule) I - Voids (in a Particle) VAZIOS DE CONCRETO Vazios existentes no concreto endurecido, devidos a lançamento ou adensamento E - Vacíos en el Hormigón F - Vides en Béton I - Voids in the concrete VAZIOS DO AGREGADO Volume total dos espaços existentes entre os agregados do corpo-de-prova preenchidos ou não por material betuminoso, expresso porcentualmente em relação ao volume aparente do corpo- de-prova e de símbolo va. V. Conteúdo de Ar, V. Vazios (de uma partícula), V. Vazios entre Partículas e V. Vazios de Concreto.

VAZIOS ENTRE PARTÍCULAS VELOCIDADE DE MARCHA/VELOCIDADE MÉDIA

E - Vacíos del Agregado F - Vides du Agrégat I - Agregate Voids VAZIOS ENTRE PARTÍCULAS Interstícios E - Vacíos entre Particulas F - Vides entre Particules I - Voids Between Particles VAZIOS NÃO-PREENCHIDOS Volume dos espaços do corpo-de-prova, expresso porcentualmente em relação ao volume aparente do corpo-de-prova, e de símbolo E - Vacíos non Llenados F - Vides non Remplis I - No Fulfill Voids VAZIOS PERMEÁVEIS (AGREGADO) Descontinuidades diretamente ligadas à superfície externa do agregado que, na condição de saturado são passíveis de E - Poros Permeables (Agregado) F - Pores Permeables (Agrégat) I - Permeable Voids (Aggregate) VAZIOS PREENCHIDOS Volume ocupado pelo material betuminoso da mistura, expresso porcentualmente em relação ao volume de vazios do agregado e de símbolo E - Vacíos Llenados F - Vides Remplis I - Fulfill Voids VAZIOS RESIDUAIS Vazios que subsistem em E - Poros Residuales F - Vides Résiduels I - Residual Voids VDU (UNIDADE DE VÍDEO) Parte de equipamento de transmissão de dados (terminal) em que E - Unidad de Video F - Système de Visualisation I - VDU VEDA-JUNTAS Perfís trefilados ou lâminas de neoprene usados em juntas de dilatação para evitar E - Veda-Juntas F - Joint-Clôture I - Joint Sealing VEDAÇÃO Tapamento, fechamento, entupimento, enchimento, preenchimento do que estava aberto à passagem de alguma coisa ou resultado de uma destas E - Sellado, Relleno F - Clôture, Remplissage I - Obstruction VEDAÇÃO DE JUNTAS Preenchimento de junta E - Vedamiento de Juntas F - Remplissage des Joints I - Joint Sealing VEDAÇÃO DE POROS Operação ou resultado de operação, que visa preenchimento de poros existentes em E - Oclusión de Poros F - Occlusion des Pores I - Sealing of Pores VEÍCULO 1) Máquina auto-motora destinada à circulação terrestre, transportando pessoas, coisas ou semoventes. 2) Máquina do tipo trator que circula sobre E - Vehículo Automotor F - Véhicule Motorisé I - Self Propelling Vehicle VEÍCULO PESADO 1) Termo geralmente utilizado para designar veículo com peso superior a 10 Kn (1 tf), ou para designar caminhão com capacidade de transporte até 50 Kn (5 tf) de carga. 2) Nos U.S.A, qualquer veículo que tenha mais de quatro rodas, tocando o pavimento quando E - Vehículo Pesado F - Véhicule Lourd I - Heavy Vehicle VEÍCULO SOBRE COLCHÃO DE AR 1) Veículo que se desloca sobre um colchão de ar. 2) Veículo para viajar em terra ou sobre a água, a curta distância da superfície, apoiado sobre um colchão de ar produzido por ventiladores E - Vehículo sobre Colchón de Aire F - Véhicule à Coussin d'Air I - Air Cushion Vehicle, Air Cushioned Vehicle VEIO 1) Faixa de terra ou de rocha, que se diferencia da que ladeia, pela natureza ou pela cor. 2) Riacho, regato, E - Vena, Riachuelo F - Veine, Ruisseau, Filet d'Eau I - Vein, Seam VEIO D'ÁGUA Pequeno fluxo d'água, em geral E - Vena de Agua F - Veine, Filet d'Eau Souterrain I - Water Vein VELOCIDADE Relação entre espaço percorrido e o E - Velocidad F - Vitesse I - Speed VELOCIDADE (INDIVIDUAL) INSTANTÂNEA Velocidade desenvolvida por veículo ao passar em determinado ponto da estrada. V. Velocidade E - Velocidad (Individual) Instantánea F - Vitesse (Individuelle) Instantanée I - Spot (Individual) Speed VELOCIDADE COMERCIAL Resultado da divisão da distância entre dois pontos de um determinado E - Velocidad Comercial F - Vitesse (Individuelle) de Parcours I - Travel Speed ou Journey Speed (Individual) VELOCIDADE DE CRUZEIRO Velocidade constante desenvolvida por um veículo em dado trecho de E - Velocidad de Crucero F - Vitesse à Vide I - Cruising Speed VELOCIDADE DE ENTRADA Velocidade com que veículos devem entrar em uma via principal com vistas E - Velocidad de Entrada F - Vitesse d'Insertion I - Speed of Entry VELOCIDADE DE MARCHA/VELOCIDADE MÉDIA Velocidade média desenvolvida por um veículo, durante o tempo de marcha.

VELOCIDADE DE OPERAÇÃO VELOCÍMETRO

E - Velocidad de Marcha/Velocidad Media F - Vitesse de Marche/Vitesse Moyenne I - Running Speed/Average Speed VELOCIDADE DE OPERAÇÃO Maior velocidade média possível numa estrada, para um dado E - Velocidad de Operación, Velocidad de Circulación (Ecu., Per), Velocidad Desarollada (Pan.) F - Vitesse d'Opération I - Operating Speed VELOCIDADE DE PROJETO Parâmetro utilizado em conjunto com o volume de trânsito médio diário (VDM) para classificar vias segundo suas características E - Velocidad de Proyecto F - Vitesse de Projet I - Design Speed VELOCIDADE DE SAÍDA Velocidade com que os veículos devem deixar um fluxo de trânsito e penetrarem E - Velocidad de Salida F - Vitesse de Déboitement, Vitesse de Sortie (Suiça) I - Speed of Exit VELOCIDADE DE TRÁFEGO Velocidade média desenvolvida por veículos durante determinada operação de E - Velocidad del Trafico F - Vitesse de Circulation I - Traffic Speed VELOCIDADE DIRETRIZ Velocidade selecionada para fins de projeto da via e que condiciona certas características da mesma, tais como curvatura, superelevação, distância da visibilidade e rampas, das quais E - Velocidad Directriz, Velocidad de Diseño (Col., Ecu., Nic., Pan., R.D., Ven.), Velocidad de Proyeto (Méx., Per.) F - Vitesse de Securité, Vitesse Type, Vitesse de Base I - Design Speed VELOCIDADE INSTANTÂNEA LOCAL A maior velocidade instantânea dos veículos, desenvolvida num trecho selecionado de uma via, geralmente de 60 m, que pode ser uma interseção, uma ponte ou qualquer outro E - Velocidad Instantánea Local F - Vitesse Instantanée Locale I - Spot-Speed VELOCIDADE INSTANTÂNEA LOCAL MÉDIA A média aritmética de uma distribuição por freqüência das velocidades médias de veículos, tabuladas por grupo, que se obtem estabelecendo uma lista de produtos do número de veículos em cada grupo, por sua velocidade média, e dividindo a soma total destes pelo E - Velocidad Instantánea Local Media F - Vitesse Instantanée Locale Moyenne I - Mean Spot-Speed VELOCIDADE LIVRE Velocidade observada em uma viagem sob condições atmosféricas e de visibilidade E - Velocidad Libre F - Vélocité Libre I - Free Velocity VELOCIDADE MÁXIMA 1) Velocidade máxima admitida em dado trecho de rodovia. 2) Maior valor numérico da velocidade realmente desenvolvida por um veículo em determinado trecho.

E - Velocidad Máxima F - Vitesse de Pointe, Vitesse Maximun I - Top Speed, Maximun speed VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA 1) Limite de velocidade regulamentada pelas legislações vigentes e que deve ser obedecida na rodovia. 2) Velocidade E - Velocidad Máxima Permisible, Velocidad Máxima Permitida F - Vitesse Limite, Vitesse Maximum Autorisée I - Civil Speed, Maximum Speed Limit VELOCIDADE MÉDIA DE MARCHA Média em uma seção de uma via, das velocidades de marcha para todo o trânsito, ou para uma determinada parte dos veículos E - Velocidad Media de Marcha, Velocidad Media de Recorrido (Bol., Per.), Velocidad de Marcha (Nic.) F - Vitesse Moyenne de Marche I - Average Running Speed VELOCIDADE MÉDIA DE VIAGEM/VELOCIDADE DE PERCURSO/VELOCIDADE MÉDIA DE OPERAÇÃO 1) Média das velocidades de viagem para todo o trânsito ou para uma determinada parte dos veículos que o compõem, numa mesma seção de via. 2) A velocidade média de uma corrente de trânsito calculada como a extensão de um segmento de rodovia, dividido pelo tempo E - Velocidad Media de Viaje, Velocidad Promedia de Recorrido (Méx., Per.), Velocidad de Recorrido (Nic.) F - Vitesse Moyenne Réelle I - Travel Average Speed VELOCIDADE MÍNIMA PERMITIDA Limite inferior de velocidade a ser observado em determinado E - Velocidad Mínima Permitida F - Vitesse Minimum Autorisée I - Minimum Speed Limit VELOCIDADE NORMAL Velocidade normalmente adotada em um dado trecho de estrada quando não houver qualquer restrição ou dificuldade. (Sin.: Velocidade de E - Velocidad de Crucero F - Vitesse à Vide I - Cruising Speed VELOCIDADE ÓTIMA Aquela com a qual se E - Velocidad Óptima F - Vitesse Optimale I - Optimum Speed VELOCIDADE RECOMENDADA Velocidade indicada em certos países em sinalização, como a mais E - Velocidad que se Recomienda F - Vitesse Suggérée I - Recommended Speed VELOCIDADE SUSTENTADA Velocidade máxima que pode ser mantida por um veículo em dado E - Velocidad Sustentada F - Vitesse Soutenue en Rampe I - Sustained Speed VELOCÍMETRO Instrumento de uso obrigatório em veículo automotor que indica, a cada momento, a E - Velocimetro

VERGALHÃO DE AÇO VIA CLASSE II

F - Velocimètre I - Speedometer VERGALHÃO DE AÇO Barra para uso em concreto E - Barra de Aciero F - Barre d'Acier I - Steel Rod E - Vernier F - Vernier I - Vernier VERTEDOURO Obra construída no maciço da barragem ou fora dele, para escoar as águas do reservatório ou açude, quando estas ultrapassam o nível máximo E - Vertedero F - Déversoir I - Weir, Spillway VÉRTICE DE SEÇÃO TRANSVERSAL Ponto E - Vértice de la Sección Transversale, Vértice de Bombeo (Nic.) F - Point le Plus Haut d'Intersection Vertical (P.I.) I - Crest Point (P.I.) VETOR Quantidade que para sua completa definição exige conhecimento de grandeza, direção e sentido, geralmente expresso por um segmento de reta, uma E - Vector F - Vecteur I - Vector, Vector Quantity VIA 1) Pista preparada para o trânsito. 2) Lugar por onde se vai ou é levado. Ex.: Via férrea, via pública e via aquática. 3) Indicação do encaminhamento de qualquer 4) Termo designando exemplar ou cópia. Ex.: 2ª via (cópia de 1ª via, isto é, do original). 5) Espaço a percorrer para ir E - Vía, Copia, Vereda (R.D.) F - Voie, Moyen de Transport, Copie I - Way, Via, Copy VIA (URBANA EXPRESSA) Via terrestre de transição ou arterial, na qual o controle de acesso é total ou parcial, com interseções em níveis diferentes ou no mesmo nível com tratamento adequado, caracterizando-se com E - Carretera Urbana Expresa F - Route Urbaine Expresse I - Urban Expressway VIA ALTERNATIVA Rodovia construida com o objetivo de permitir trânsito que, não existindo a rodovia E - Carretera Alternativa F - Voie Alternative I - Relief Road VIA ARTERIAL V. Rodovia Arterial, V. Via Arterial Primária, V. Via Arterial Principal e V. Via Arterial E - Carretera Troncal F - Voie Artérielle I - Arterial Road VIA ARTERIAL PRIMÁRIA V. Rodovia Arterial E - Vía Arterial Primária F - Voie Artérielle Primaire I - Primary Arterial Highway VIA ARTERIAL PRINCIPAL V. Rodovia Arterial E - Vía Arterial Principal F - Voie Artérielle Principale I - Main Arterial Highway VIA ARTERIAL SECUNDÁRIA V. Rodovia E - Vía Arterial Secundária F - Voie Artérielle Secondaire I - Secondary Arterial Highway VIA BLOQUEADA V. Rodovia com Controle Total de E - Vía Expresa F - Autoroute I - Express Way E - Vía Carrozable F - Voie Carrossable I - Cart Road, Carriage Way VIA CLASSE 0 Rodovia do mais elevado padrão técnico, com controle total de acesso, devendo possuir no mínimo pista dupla. Esta classe é adotada: a) quando a função absolutamente preponderante da rodovia for a de atender à demanda do tráfego de passagem por uma região (função mobilidade), sem maiores considerações quanto ao atendimento do tráfego local e das propriedades lindeiras (função acessibilidade), que por hipótese serão atendidas por outras vias; b) quando há interferência recíproca entre atividades humanas nas propriedades lindeiras ou áreas vizinhas à faixa de domínio (pedestres, paradas de ônibus, tráfego local,) e o fluxo de tráfego direto causar atritos indesejáveis sob aspectos operacionais e de segurança (controle do uso do solo); c) quando a rodovia constituir trecho ou parte de um sistema viário (conjunto de estradas do mesmo padrão), cujas características técnicas e d) quando os volumes de tráfego forem elevados e os custos operacionais o justificarem (geralmente não inferiores àqueles que requerem uma rodovia classe I-A). Os níveis de serviços desta classe são iguais aos da classe I-A. V. Via E - Clase de Vía 0 F - Classe de Route 0 I - Road Class 0 VIA CLASSE I-A Rodovia com pista dupla, controle de acesso e com número total de faixas determinado pelo E - Clase de Vía I-A F - Classe de Route I-A I - Road Class I-A VIA CLASSE I-B Rodovia de pista simples, projetada para 10 anos, para um limite inferior de tráfego de 200 veículos bidirecionais ou um volume médio diário bidirecional de 1 400 veículos mistos e para um limite E - Clase de Vía I-B F - Classe de Route I-B I - Road Class I-B VIA CLASSE II Rodovia de pista simples, projetada para o 10o ano, para um limite inferior de tráfego médio diário bidirecional de 700 veículos mistos e para um limite superior de tráfego médio diário bidirecional de 1 400 E - Clase de Vía II F - Classe de Route II I - Road Class II

VIA CLASSE III VIA EXPRESSA URBANA

VIA CLASSE III Rodovia de pista simples, projetada para o 10o ano, para um limite inferior de tráfego médio diário bidirecional de 300 veículos mistos, e para um limite superior de tráfego médio diário bidirecional de 700 E - Clase de Vía III F - Classe de Route III I - Road Class III VIA CLASSE IV-A Rodovia de pista simples, freqüentemente dotada apenas de revestimento primário, suportando tráfego médio diário no ano de abertura E - Clase de Vía IV-A F - Clase de Route IV-A I - Road Class IV-A VIA CLASSE IV-B Rodovia simples suportando tráfego médio diário no ano de abertura inferior a 50 Ex.: Rodovias pioneiras, Estradas de Serviços, Estradas E - Clase de Vía IV-B F - Classe de Route IV-B I - Road Class IV-B VIA COLETORA Rua que serve para trânsito entre E - Carretera Coletora F - Voie Collectrice I - Feeder Road VIA COM TRÂNSITO REVERSÍVEL Via na qual é permitida a inversão do sentido de deslocamento do trânsito, no seu todo ou em parte, durante determinado período de tempo, de acordo com a regulamentação do uso E - Vía con Tránsito Reversible F - Voie Banalisable I - Reversible Carriage Way, Reversible Traffic Road E - Vía de Aceleración F - Voie d'Accélération I - Acceleration Way E - Carretera de Circulación F - Voie de Ceinture, Voie de Contour I - Belt Highway VIA DE DESACELERAÇÃO V. Faixa de E - Vía de Desaceleración F - Voie de Ralentissement I - Deceleration Way E - Carretera de Sentidos Opuestos F - Voie à Double Sens I - Two-Way Highway, Two-Way Road E - Carretera de Sentido Único F - Voie à Sens Unique I - One-Way Highway VIA DE ÔNIBUS Via destinada ao trânsito exclusivo E - Vía para Bus F - Voie des Autobus I - Bus Way VIA DE ORIGEM ESPONTÂNEA Via de circulação, que surge naturalmente em função de condições Ex.: Trilha.

E - Vía Natural F - Voie Spontanée I - Natural Way VIA DE PASSAGEM Via que passa por uma área E - Vía de Pasaje F - Route de Passage I - Through Way VIA DE PISTA ÚNICA Via com uma só pista, sem separador, que permite trânsito em um ou ambos os E - Vía de Calzada Única F - Route d'une Seule Piste I - Undivided Way VIA DE SENTIDO DUPLO Via na qual é permitido o deslocamento de veículos, nos dois sentidos de acordo E - Vía con dos Direcciones F - Voi avec deux sens de Circulation, Voie avec Trafic de Croisement I - Carriageway with Traffic Flow in Opposite Directions, Meeting Traffic Road VIA DE SENTIDO ÚNICO Via na qual é permitido o deslocamento de veículos em um único sentido, de acordo E - Vía de Dirección Única F - Voie avec un sens de Circulation, Route à Sens Unique I - Carriageway with One Direction Traffic, One-Way Road VIA DE TRANSIÇÃO Via que estabelece a ligação entre o sistema rodoviário interurbano e o sistema viário E - Vía de Transición F - Voie de Transition I - Transition Way VIA DE TRANSPORTE Via destinada principalmente a transporte de passageiros e/ou cargas e não E - Vía de Transporte F - Voie de Transport I - Transport Way VIA DE USO RESTRITO Via reservada para uso de E - Carretera Reservada F - Route d'Usage Exclusif I - Single-Purpose Road VIA DIVIDIDA Via com duas ou mais pistas, de duplo sentido, na qual os trânsitos de sentidos opostos têm um E - Carretera con Fajas de Rodado Separadas F - Route avec Voies à Sens Distincts I - Divided Way VIA ESPECIAL Via de uso restrito, exclusiva para pedestres, bicicletas ou ônibus, por exemplo, podendo E - Vía Especial F - Voie Spéciale I - Special Way VIA EXPRESSA V. Rodovia Expressa. Rodovia destinada ao tráfego rápido e direto, com separação de trânsito, e com os acessos condicionados a locais pré- E - Vía Expresa F - Voie Expresse, Autoroute I - Expressway, Freeway VIA EXPRESSA URBANA Rodovia expressa E - Vía Expresa Urbana

VIA FÉRREA VIA SUPERFÍCIE

F - Autoroute Urbaine I - Urban Express Way E - Ferrocarril F - Chemin de Fer I - Railway VIA FLUVIAL Utilização de rio em sistema de E - Vía Fluvial F - Voie Fluvial I - Riverway VIA INTEROCEÂNICA Conjunto de vias (rodo, E - Vía Interoceánica F - Voie Interoceanique I - Interoceanic Way VIA LACUSTRE Utilização de lago em um sistema de E - Vía Lacustre F - Voie Lacustre I - Lake Waterway VIA LATERAL Via auxiliar de uma estrada principal, geralmente paralela a ela, que serve às propriedades E - Camino Auxiliar Lateral, Camino Lateral, Camino Marginal (Bol.), Camino Marginal (Cos., Pan.), Camino Alimentador (Nic.), Camino de Servicio, Camino Alimentador (Per.), F - Voie (R.D.) Laterale, Chemin Lateral de Service I - Lateral Way, Side Way, Frontage Road VIA LOCAL 1) V. Estrada Local. 2) Via que permite o acesso direto às áreas residenciais, comerciais e industriais e apresenta baixa fluidez e alta acessibilidade, caracterizando- E - Camino Local, Camino Vicinal (Bol., Cos., Pan., Per.) F - Chemin d'Intéret Local, Chemin Vicinal, Route Locale I - Local Road E - Camino Auxiliar Lateral, Camino Lateral, Camino Marginal (Bol.), Camino Alimentador (Cos., Pan.), Camino Alimentar (Nic., Per.), Camino de Servicio (R.D., Per.) F - Voie Laterale, Chemin Lateral de Service I - Lateral Way, Side Way, Frontage Road VIA MARÍTIMA Utilização do mar em sistema de E - Vía Maritima F - Voie Maritime I - Seaway VIA NATURAL Via de trânsito precário, originada do trânsito de pedestres, animais veículos. (Sin.: Via E - Vía Natural F - Voie Naturelle I - Natural Way VIA PARA BICICLETAS Via utilizada em certos E - Pista de Bicicletas F - Piste Cyclable I - Track for Bicycle VIA PARQUE Via pública, urbana ou não, para trânsito não comercial, com parcial ou total controle de acessos, localizada dentro ou nas proximidades de um parque ou E - Vía Parque F - Voie Parc I - Parkway VIA PARTICULAR Via implantada em propriedade E - Camino Particular F - Voie Particulière I - Private Road VIA PERIMETRAL Via implantada na periferia de E - Vía Perimetral F - Voie Perimetrale I - Belt Highway, Perimetral Way VIA PLANEJADA 1) Via de circulação que surgiu de um planejamento e projeto próprios. 2) Via de cuja E - Vía Projectada F - Voie Projetée I - Planned Road VIA PREFERENCIAL Via cujo trânsito tem prioridade de passagem em relação ao trânsito de outras E - Vía Preferencial F - Voie Préférentielle I - Preferential Way E - Vía Principal F - Voie Principale I - Main Way VIA PÚBLICA Via franqueada ao uso público. V. Via E - Vía Pública F - Voie Publique I - Public Way VIA RADIAL Via que une as zonas exteriores a um E - Vía Radial F - Voie Radiale I - Radial Way VIA RADIAL URBANA Via radial contida em zona E - Vía Radial Urbana F - Voie Radiale Urbaine I - Radial Urban Way VIA RÁPIDA Via expressa com controle total de E - Auto Pista F - Auto Route, Auto Strade I - Freeway E - Vía Rural F - Voie Rurale I - Rural Way VIA SECUNDÁRIA Via cujo trânsito atual ou E - Vía Secundaria F - Voie Secondaire I - Secondary Road VIA SUJEITA A PEDÁGIO Via pública cujo uso é E - Vía de Peaje F - Voie à Péage I - Toll Way VIA SUPERFÍCIE Indicação do encaminhamento de qualquer pessoa ou mercadoria (em um sistema de transporte) utilizando-se a superfície da terra ou d'água (mar, lago, rio) como apoio para o meio de transporte. Ex.: Caso de indicação de malas postais Rio de Janeiro-Niterói.

VIA TERRESTRE VIAS EXPRESSAS PRIMÁRIAS (EM ÁREAS URBANAS)

Ex.: Navegação de Superfície. V. Via Terrestre. V. Via E - Vía de Superficie F - Route de Surface I - Surface Transport VIA TERRESTRE 1) Via de sistema de transporte que Ex.: Ferrovia, Estrada de rodagem, Metrô. V. Via, V. Via 2) Indicação do encaminhamento de qualquer pessoa ou mercadoria (em um sistema de transporte) utilizando-se meios que se apoiam sobre o terreno (mesmo que submerso ou dentro de um maciço, caso de túnel ou um duto sobre E - Vía Terrestre F - Voie Terrestre I - Landway VIA TERRESTRE RURAL Via localizada em área rural, e que se caracteriza pela quase inexistência de pedestres e de necessidade de estacionamento, ou seja, E - Vía Terrestre Rural F - Voie Terrestre Rurale I - Rural Terrestrial Way, Rural Road VIA TERRESTRE URBANA Via pública que pertence a uma área urbana, caracterizando-se por uma contínua interação com o uso do solo em geral, havendo deslocamentos de veículos e pedestres e necessidade de estacionamento e paradas, ou seja, presença substancial de E - Vía Urbana F - Route Urbaine I - Urban Road VIA URBANA Via de circulação situada em zona urbana ou de expansão urbana. V. Zona Urbana, V. Via E - Vía Urbana F - Voie Urbaine I - Urban Way VIABILIDADE ECONÔMICA 1) Estudo da aplicabilidade de uma administração, sistema de procedimento do ponto de vista de vantagens econômicas versus desvantagens. 2) Estudo para determinar se um plano está em condições de ser executado com sucesso sob o E - Viabilidad Económica F - Viabilité Économique I - Economical Viability, Feasibility VIAÇÃO 1) O conjunto do sistema de atividades e política concernentes ao planejamento, estudo, estabelecimento, desenvolvimento e conservação da rede viária. 2) Serviço organizado de transporte público em E - Servicio de Transporte Público par Vehículos, Vialidad F - Service de Transport Publique par Véhicules, Voirie I - Public Vehicle Transport Service, Transportation VIADUTO Obra destinada a permitir que uma estrada transponha vales, grotas ou outras estradas ou contorne E - Viaducto F - Viaduc I - Viaduct VIADUTO DE ACESSO Aquele que é construído na entrada de uma ponte de elevada altura, em substituição ao E - Viaducto de Acceso F - Viaduc d'Accès I - Access Viaduct VIAGEM, TRAJETO, PERCURSO Em se tratando de transporte coletivo regular, o deslocamento realizado por uma pessoa entre os pontos de origem e E - Viaje, Jornada F - Voyage, Parcours I - Journey VIA LOCAL V. Estrada Local E - Carretera Local F - Voie Locale I - Local Road VIAS ARTERIAIS PRIMÁRIAS (EM ÁREAS URBANAS) Vias terrestres pertencentes ao sistema arterial, constituídas por pistas separadas e faixas múltiplas por sentido (4 ou mais faixas), destinadas preferencialmente ao tráfego direto, condutoras de grandes volumes, em horas de pico situadas entre 1000 veículos e 1500 veículos equivalentes por hora por faixa. Suportam fluxos de tráfego contínuos e em alguns trechos permitem velocidade de operação até 70 km/h. Apresentam interseções em nível e sinalizada sendo permitido o acesso a propriedade E - Vías Urbanas Arteriales Primarias F - Routes Urbaines Arteriels Primaires I - Primary Arterial Urban Roads VIAS ARTERIAIS SECUNDÁRIAS (EM ÁREAS URBANAS) Vias terrestres em pista dupla ou simples e de características geométricas de dimensões pouco inferiores às arteriais primárias, apresentando uma largura entre 14 e 20 metros, geralmente com mão única de direção e fluxo de tráfego da ordem de 700 a 1000 veículos equivalentes por faixas nas horas de pico e velocidade entre 30 e 50 km/h. As principais interseções são controladas por semáforos, e o acesso às propriedades adjacentes à via é permitido. Servem basicamente ao tráfego de passagem de E - Vías Urbanas Arteriales Secundarias F - Routes Urbaines Arteriels Secondaires I - Secondary Arterial Urban Roads VIAS COLETORAS PRIMÁRIAS (EM ÁREA URBANA) Vias terrestres de pista simples, em geral com Servem preferencialmente, ao tráfego de média distância e com fluxos de tráfego entre 400 e 700 veículos equivalentes por faixa, por hora. O acesso às propriedades adjacentes à via é totalmente livre. V. Classificação Técnica de Vias E - Vías Urbanas Collectoras Primarias (en Áreas Urbanas) F - Routes Rurales Collecteurs Primaires I - Primary Collecting Urban Roads VIAS COLETORAS SECUNDÁRIAS (EM ÁREA URBANA) Vias terrestres de pista simples, em geral com trânsito em duplo sentido com fluxo de tráfego E - Vías Urbanas Collectoras Secundarias F - Routes Rurales Collecteurs Secondaires I - Secondary Collecting Urban Roads VIAS EXPRESSAS PRIMÁRIAS (EM ÁREAS URBANAS) Vias terrestres do mais elevado padrão técnico, projetadas para velocidades altas, entre 80 a 120 km/h, com controle total de acesso, devendo possuir faixas Classificação Técnica de Vias Urbanas.

VIA EXPRESSA SECUNDÁRIAS (EM ÁREAS URBANAS) VIGA DE ALMA VAZADA

E - Vías Expresas Primarias F - Routes Expresses Primaires I - Primary Express Ways, Freeways VIAS EXPRESSAS SECUNDÁRIAS (EM ÁREAS URBANAS) Vias terrestres com pistas separadas que se destinam prioritariamente aos fluxos de tráfego direto com controle total ou parcial de acesso, e E - Vías Expresas Secundarias F - Routes Expresses Secondaires I - Secondary Express Ways VIAS LOCAIS (EM ÁREA URBANA) Vias terrestres com baixo volume de veículo sem qualquer hora do dia (até 200 veículos equivalentes por hora) que servem exclusivamente aos moradores da área. V. Classificação E - Vías Locales F - Routes Locales I - Local Roads VIBRAÇÃO ÓTIMA (DE CONCRETO) Vibração cuja intensidade (combinação da amplitude expressa em mm com a freqüência expressa em Hz) é Ex.: Dado concreto para peças pré-fabricadas: amplitude 0,7 E - Vibración Óptima F - Vibration Optimum I - Optimum Vibration VIBRADOR TIPO RÉGUA Vibrador que dispõe de uma régua que atua na superfície do material a ser E - Vibrador de Superficie F - Vibrateur Superficiel I - Surface Vibrator VIBRO-ACABADORA Acabadora do pavimento de concreto que utiliza elementos vibratórios, V. Acabadora de E - Terminadora de Pavimento de Hormigón, Terminadora de Pavimento de Concreto (Col., Méx., Nic., R.D., Ven.), Conformadora de Pavimento de Hormigón (Pan.) F - Finisseuse, Répandeuse Finisseuse I - Concrete Finishing Machine, Concrete Paver VÍCIO DE CONSTRUÇÃO Evento constatado em construção que a torna inadequada para certos fins, salvo E - Defecto Grave de Construcción F - Grave Défectuosité de Construction I - Great Construction Defect VIDA MÉDIA Vida útil média observada em ensaios de E - Vida Media F - Temps de Vie Moyenne I - Average Life, Mean Life VIDA ÚTIL DE PAVIMENTO Período de tempo durante o qual dado pavimento satisfaz aos requisitos do E - Vida Útil del Pavimento F - Vie Utile de la Chaussée I - Pavement Life, Pavement Service Life ?VIERENDEEL? Tipo especial de viga constituída de E - Viga Vierendeel F - Poutre Vierendeel I - Vierendeel Beam VIGA 1) Elemento estrutural que trabalha sob flexão, transmitindo as cargas aos apoios. 2) Elemento estrutural reto ou curvo, de sustentação horizontal, com grandes solicitações de flexão e cisalhamento, utilizado em construções, podendo ser de alma cheia, vasada ou E - Viga F - Poutre I - Beam, Girder VIGA ARMADA Viga constituída por uma barra, em que os esforços solicitantes predominantes são momentos E - Viga Armada F - Poutre Armée I - Trussed Beam E - Viga No Linear F - Poutre Non-Linear I - Non-Plain Beam VIGA ?BENKELMAN? Equipamento destinado a medir as deflexões recuperáveis em pavimentos (avaliação E - Viga Benkelman F - Poutre Benkelman I - Benkelman Beam VIGA BIENGASTADA Viga com dois apoios E - Viga Fija F - Poutre Encastré I - Fixed Beam VIGA ?BOWSTRING? Viga em arco cujas E - Viga Bowstring F - Poutre Bowstring I - Bowstring Beam VIGA CANTILEVER Viga que tem uma parte que se E - Viga Consola F - Poutre Cantilever I - Cantilever Beam VIGA CELULAR Viga em forma de caixa fechada, às E - Viga Celular F - Poutre Cellulaire I - Cellular Beam VIGA COMPOSTA Viga composta de vários elementos. Ex.: Viga Armada, Viga Treliçada, Viga E - Viga Compuesta F - Poutre Composée I - Composed Beam VIGA CONTÍNUA Viga hiperestática sobre mais de E - Viga Continua F - Poutre Continuelle I - Continuous Beam VIGA DE ALMA CHEIA Viga cuja alma não tem E - Viga de Alma Llena F - Poutre de Section Pleine I - Solid Web Beam VIGA DE ALMA ROTA Termo usado em Portugal E - Viga de Alma Vacía F - Poutre Tissu Non-Solide I - Non-Solid Web Beam VIGA DE ALMA VAZADA Viga cuja al